Nossos Vídeos

quinta-feira, 4 de março de 2010

consumo moderado de álcool aumenta o risco de câncer de mama

Artigo divulgado pelo CISA indica que o consumo moderado de álcool aumenta o risco de câncer de mama

Com proximidade do Dia da Mulher, ONG aproveita para alertar que uma dose de bebida alcoólica já proporciona risco maior de desenvolver essa doença tão temida pela maioria da população feminina
Artigo divulgado pelo CISA - Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, organização não governamental que se destaca como uma das principais fontes no País sobre o tema, aponta que há evidências consistentes de que mesmo o consumo moderado de álcool, algo em torno de 10 g/dia, aumenta o risco de câncer de mama. A conclusão faz parte de uma revisão da literatura científica sobre o assunto que, com o intuito de comparar os diferentes estudos publicados nesta área, considerou uma dose-padrão de bebida alcoólica como sendo equivalente a 10 g de álcool.
Em uma análise combinada de 53 estudos epidemiológicos (com 58.515 casos de câncer de mama e 95.067 controles), verificou-se que haveria um aumento de 7,1% no risco de desenvolver câncer de mama para cada aumento de 10 gramas no consumo diário de álcool. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, uma dose de bebida alcoólica contém de 8 a 13 gramas de etanol, o que equivale a 285 ml de cerveja, 120 ml de vinho ou 30 ml de destilado (whisky, vodka ou pinga).
A revisão da literatura sobre o assunto também apontou dados importantes, como:
- Em comparação ao grupo abstêmio (menos de 5g de álcool/dia), as mulheres que consumiam diariamente de 5 a 14 g de álcool apresentaram aumento de 30% no risco de desenvolver câncer de mama, enquanto que aquelas cujo consumo diário era de 15 g de álcool ou mais apresentaram aumento ainda maior deste risco, de 60% (fonte: Nurses Health Study, realizado entre 1980 e 1984, nos Estados Unidos; Willett e colaboradores, N Engl J Med 1987, 316:1174-1180);
- O consumo maior ou igual a 40 g de álcool/dia estava relacionado a um aumento de quase 70% no risco de desenvolver câncer de mama, em comparação ao grupo abstêmio (fonte: meta-análise com dados de seis estudos tipo caso-controle; Howe e colaboradores, Int J Cancer 1991, 47:707-710);
- Tendência dose-dependente linear entre o aumento no risco de desenvolver câncer de mama e maior consumo de álcool, sendo observados aumentos de 32% para o consumo de 35 a 44 g de álcool/dia; e de 46% para consumo igual ou maior que 45 g de álcool/dia, em comparação aos abstêmios. No entanto, não foram observadas diferenças no risco de acordo com os tipos de bebida alcoólica consumida - vinho, cerveja ou destilados (fonte: análise conjunta de seis estudos, realizados em 4 países, com total de 4.035 casos de câncer de mama, com amostra inicial de 322.647 mulheres; Smith-Warner e colaboradores, JAMA 1998, 279:535-540);
- Em 2007, a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (International Agency for Research on Cancer) concluiu que havia provas suficientes de que o consumo de 18 g de álcool/dia aumenta significativamente o risco de desenvolver câncer de mama, e que o consumo igual ou maior que 50 g de álcool/dia aumenta tal risco em cerca de 50%.
No entanto, o mecanismo de ação pelo qual o consumo de álcool aumenta o risco de câncer de mama ainda permanece desconhecido. Atualmente, contudo, há evidências de que o álcool influencia as vias de sinalização do estrógeno, hormônio fortemente associado ao câncer de mama.
*Título: Alcohol consumption and breast cancer risk
Autores: Peter Boyle, Paolo Boffetta
Fonte: Breast Cancer Research 2009, 11(Suppl 3):S3 (18 December 2009)

Sobre o CISA
O Centro de Informações sobre Saúde e Álcool - CISA, organização não governamental lançada em 2004 pelo psiquiatra e especialista em dependência química Arthur Guerra de Andrade, é hoje a maior fonte de informações no País sobre o binômio álcool e saúde. Por meio de seu website (www.cisa.org.br), o CISA dispõe de um banco de dados com mais de 1.600 títulos, desde publicações científicas reconhecidas nacional e internacionalmente, dados oficiais, até notícias publicadas em jornais e revistas destinados ao público em geral. Além de estar comprometido com o avanço do conhecimento na área de saúde e álcool, o Centro também atua na prevenção do abuso e nos problemas do uso indevido da substância, por meio de parcerias e elaboração de materiais de apoio a pais e educadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.