Nossos Vídeos

segunda-feira, 15 de março de 2010

Dia Mundial do Rim e a falta de vagas de diálise no Brasil

Data alerta para a importância do tratamento da doença que atinge mais de 13 milhões de brasileiros

Em 11 de março foi comemorado o Dia Mundial do Rim. A data ressalta a importância da prevenção e tratamento adequado da doença renal crônica. Aproximadamente 13 milhões de brasileiros apresentam algum grau de insuficiência renal e cerca de 95 mil dependem de diálise para sobreviver, sendo que esse número aumenta 10% a cada ano.

Esse cenário tem preocupado cada vez mais os nefrologistas, que não podem tratar seus pacientes por falta de vagas nos centros de diálise de todo o país. Estima-se que, a cada ano, cerca de 6 mil pacientes não conseguem vaga para se tratar.

O presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, Dr. Emmanuel Burdmann, afirma que a situação do doente renal crônico necessitando de diálise é catastrófica e os pacientes recém-diagnosticados não conseguem vaga para tratamento ambulatorial. Segundo ele, vários hospitais do país, principalmente os hospitais-escola, possuem em seus quadros de internação grande número de pacientes renais esperando vagas nos centros de diálise. “Os pacientes não têm condições de receber alta e, por isso, ocupam leitos em hospitais do país inteiro esperando uma solução”, ressalta Burdmann.

Essa situação sobrecarrega os hospitais e o sistema de atendimento ao paciente renal crônico e gera gastos desnecessários ao Governo, além de expor o paciente a outros problemas de saúde, como infecção hospitalar. Segundo Burdmann, a falta de vagas para diálise é a principal consequência da escassez de investimentos públicos no setor. “O valor que é pago para as clínicas de diálise está totalmente defasado e não foi re-ajustado nenhuma vez no último ano”, afirma.

Além de estimular a abertura de novos centros de diálise, a solução do problema seria a criação de políticas para implementação de um serviço de diálise eficiente, que resultasse em um realinhamento do programa de atendimento ao doente renal crônico.

Sobre a doença Renal Crônica
Segundo a SBN – Sociedade Brasileira de Nefrologia, 1 em cada 11 brasileiros apresenta algum grau de doença renal e 90% dos pacientes não sabem que estão doentes, porque os sintomas só aparecem quando o rim já perdeu 50% da função. Nos últimos 8 anos, os casos de pacientes que precisam de diálise no país aumentaram em 84%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.