Nossos Vídeos

domingo, 16 de dezembro de 2018

I Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica



Aconteceu em 5 de dezembro de 2018, a noite de premiação da primeira edição do Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica.

Em cerimônia de gala, no Clube Monte Líbano, zona sul de São Paulo, foram conhecidos os vencedores das cinco categorias (Inovação em Medicina Social, Inovação em Medicina Diagnóstica, Inovação em Genética, Inovação em Tratamento e Inovação em Prevenção), que receberam homenagens por meio de destacados nomes da medicina brasileira contemporânea.

O presidente da FEBRASGO, César Eduardo Fernandes, foi o escolhido para entregar o prêmio da categoria Inovação em Tratamento. Ele fez parte de um grupo de notáveis que julgaram os trabalhos, tendo a seu lado Gustavo Guimarães, da Beneficência Portuguesa, Sonia Brucki, da Academia Brasileira de Neurologia, Walmir Coutinho, presidente da Federação Mundial de Obesidade, Miguel Srougi, professor de Urologia da FMUSP e José Francisco Kerr Saraiva, presidente da SOCESP.

O trabalho vencedor – Células-tronco domam o diabetes – teve como autores Carlos Eduardo Barra Couri, Maria Carolina de Oliveira, Belinda Pinto Simões, Daniela Aparecida de Moraes, Juliana Bernardes Elias Dias, Ana Beatriz Pereira Lima Stracieri, Andréia Ferreira Zombrilli, Julio Cesar Voltarelli (in memorian), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

Ao entregar a placa aos autores, César Fernandes destacou a vitalidade e criatividade da medicina brasileira e a extrema qualificação de nossos médicos.

“Foi uma honra ser convidado a cumprir essa missão. Sei que a mim cabe o papel de representar cada ginecologista e obstetra do País. Enquanto estava lá na frente, era esse o orgulho que preenchia minha alma: a felicidade de ser de uma especialidade unida, pujante e que vem conquistando grandes vitórias em anos recentes”, pontua César.

Categoria Inovação em Medicina Social
Vencedor: Visitas que mudam vidas
Viver em ambiente de pobreza e insegurança prejudica o desenvolvimento cognitivo na primeira infância, período que vai do nascimento aos 6 anos de idade. Mas é possível mudar a trajetória de vida dessas crianças com programas como o Primeiros Laços, liderado por uma equipe do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP).

Para comprovar a eficácia de um plano de visitação domiciliar a mães adolescentes que vivem em condições socioeconômicas adversas, os pesquisadores recrutaram 80 gestantes, divididas em dois grupos. Num deles, elas passaram pelos cuidados convencionais do pré-natal. No outro, receberam regularmente, em casa, a visita de enfermeiras treinadas.

Nos encontros, que se iniciaram na gestação e prosseguiram até dois anos após o parto, as profissionais de saúde transmitiam informações com foco em reduzir o estresse materno e a exposição dos filhos a maus-tratos. As análises feitas ao longo do processo mostraram efeitos positivos nos cuidados das crianças, que repercutiram no desenvolvimento da linguagem e da coordenação motora.

Uma iniciativa com potencial para ser replicada e influenciar o futuro das próximas gerações de crianças brasileiras.

Autores: Eurípedes Constantino Miguel Filho, Guilherme Vanoni Polanczyk, Anna Maria Chiesa, Alícia Matijasevich Manitto, Helena Paula Brentani, Alexandre Archanjo Ferraro, Lislaine Aparecida Fracolli, Daniel Graça Fatori de Sá, Fernanda Speggiorin Pereira Alarcão, Verônica Luiza Vale Euclydes, Leticia Aparecida da Silva e Adriana Cristina Argeu

Instituição: Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq/USP)


Categoria Inovação em Medicina Diagnóstica
Vencedor: O exame que dá voz às psicoses
O sentimento de medo, estranheza e insegurança, como se a pessoa vivesse constantemente numa realidade ameaçadora, pode levar a sintomas como delírios e alucinações. Mas como ir além da observação subjetiva para caracterizar psicoses se não existem marcadores biológicos desses transtornos?

Diante desse desafio, cientistas do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) desenvolveram um método computadorizado para mostrar a relação entre o uso de palavras e as desordens de pensamento – representadas, por exemplo, pela fuga de ideias e dificuldade de manter a objetividade no relato.

Numa analogia, assim como um exame de sangue revela ao médico se uma infeção é bacteriana ou viral, a nova ferramenta, barata, rápida e precisa, serve de guia para o psiquiatra diferenciar o diagnóstico entre esquizofrenia e transtorno bipolar, por exemplo.

Sem contar que a análise permite acompanhar a evolução do paciente, saber se o tratamento está sendo eficiente e ajudar na tomada de decisões em situações de emergência.

Autores: Natália Bezerra Mota, Sidarta Tollendal Gomes Ribeiro e Mauro Copelli Lopes da Silva

Instituição: Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)


Categoria Inovação em Genética
Vencedor: Um perfil superdetalhado da leucemia infantil
A leucemia linfoblástica aguda, o tipo de câncer mais comum em crianças, representa cerca de 25% do total dos tumores infantis. Motivada pela amplitude e alcance da doença, uma equipe da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi buscar nas mutações de DNA a resposta para a multiplicação desordenada de células responsável pela doença.

Para isso, os cientistas se debruçaram numa revisão que identificou, entre as mais de 500 falhas genéticas catalogadas em bancos de dados, as cinco mais associadas ao risco de desenvolver a leucemia em seus diferentes graus de agressividade. Na sequência, o estudo prosseguiu na avaliação dessas falhas em 350 crianças com a doença.

Os resultados dos testes celulares e moleculares auxiliam no diagnóstico precoce da doença, na descoberta de fatores que explicam a resistência à quimioterapia e até na previsão de eventuais recaídas. Norteiam, assim, táticas mais assertivas para elevar o sucesso do tratamento e ampliar a expectativa e a qualidade de vida dos pequenos pacientes.

Autores: Claudia de Alencar Santos Lage, Elaine Sobral da Costa, Marcia Gonçalves Ribeiro, Ana Sheila Cypriano Pinto Campos, Roberto Irineu da Silva, Nathalia Dumas de Paula, Gustavo Loureiro da Silva, Gilda Alves, Maria Helena Ornellas, Constança Britto e Maria Cecilia Menks Ribeiro

Instituições: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Colégio Pedro II, Hospital Pedro Ernesto (UERJ) e Fiocruz


Categoria Inovação em Tratamento

Vencedor: Células-tronco domam o diabetes
O diabetes tipo 1 é a versão autoimune da doença: nela, o sistema imunológico ataca o pâncreas, acabando com a produção de insulina, o hormônio que permite às células aproveitar a glicose circulante. Sem cura, seu manejo costuma depender da reposição da insulina ao lado de ajustes no estilo de vida.

Pois um tratamento pioneiro, concebido no Brasil, propõe um jeito diferente de lidar com o problema. O transplante de células-tronco exige, antes de tudo, que o paciente passe por uma quimioterapia para dar um reset em sua imunidade. Aí, as próprias células-tronco do indivíduo são reinseridas no corpo para recompor o sistema imune, que agora deixa de atacar (pelo menos na mesma intensidade) o pâncreas.

Resultado: pacientes podem ficar livres das injeções de insulina e se protegem contra as complicações do diabetes. O método, idealizado e já difundido pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), agora colhe novos frutos.
Ao comparar a evolução dos pacientes submetidos às células-tronco com aqueles que fazem o esquema convencional, viu-se que os primeiros permaneciam melhores em termos de qualidade de vida. Mais: nenhum deles desenvolveu sequelas do diabetes.

Autores: Carlos Eduardo Barra Couri, Maria Carolina de Oliveira, Belinda Pinto Simões, Daniela Aparecida de Moraes, Juliana Bernardes Elias Dias, Ana Beatriz Pereira Lima Stracieri, Andréia Ferreira Zombrilli, Julio Cesar Voltarelli (in memorian)

Instituição: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP)


Categoria Inovação em Prevenção
Vencedor: Cardiômetro, um alerta público sobre o coração
Quase mil brasileiros morrem a cada dia devido a doenças cardiovasculares – é como se sete ou mais aviões comerciais caíssem todos os dias sem deixar sobreviventes. O dado está no vídeo de apresentação do Cardiômetro, projeto da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

A ferramenta, baseada em um site, registra o número de mortes causadas por problemas no coração – uma a cada 40 segundos – e alerta que muitas dessas vidas poderiam ser salvas se a população tivesse mais informação sobre os fatores de risco dessas doenças. O objetivo é incentivar e esclarecer medidas como a verificação regular da pressão arterial e do nível de colesterol e glicose.

E propor desde a adesão ao tratamento dessas condições até mudanças no estilo de vida. No portal do Cardiômetro, estão disponíveis inclusive calculadoras com as quais cada um pode mensurar seu risco cardíaco. As informações apresentadas ali servem ainda como fonte de pesquisa para especialistas e ajudam o governo a estruturar investimentos em saúde.

Autores: Gláucia Maria Moraes Oliveira, Marcus Vinícius Bolívar Malachias, Eduardo Nagib Gaui, Raul Dias dos Santos Filho, Denilson Campos de Albuquerque, Renault Mattos Ribeiro Júnior, Osni Moreira Filho, Celso Amodeo, Leandro Ioshpe Zimerman, Walter José Gomes, João David de Sousa Neto, José Luis Aziz, Weimar Kunz Sebba Barroso de Souza, Oscar Pereira Dutra, José Roberto Luchetti e Valdinei Belchior

Instituição: Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

sábado, 10 de novembro de 2018

APC completa sete anos de conquistas desde a sua reinstalação em 2011

No próximo dia 11 de novembro, a Academia Paulista de Contabilidade- APC completará sete anos de atividades desde a sua reinstalação no ano de 2011, na gestão do então presidente, Irineu De Mula que ficou à frente da Academia no período de 2011 a 2017.

Durante as duas gestões de De Mula, a APC recuperou seu espaço e ganhou a confiança dos profissionais contábeis através do compromisso de estimular o desenvolvimento do estudo científico e filosófico e do pensamento crítico da Contabilidade. E, no final do Ano de 2017, já sob a batuta de Domingos Orestes Chiomento, eleito para o triênio 2018-2020, em ação conjunto ao corpo diretório e dos Acadêmicos, viveram um momento muito especial, em que a Entidade conquistava o reconhecimento da sociedade da Classe, ao se integrada oficialmente ao time das Entidades Congraçadas da Contabilidade do Estado de São Paulo. A nomeação que integrou a APC ocorreu na reunião dos Coordenadores dos Grupos Políticos da Classe Contábil, em 18 de setembro de 2017.

O ano de 2018 ficou marcado pela posse da nova diretoria eleita para o triênio 2018-2020 e de mais 10 novos Acadêmicos que completaram o quadro das 50 Cadeiras que compõem a APC. No dia 28 de fevereiro, Domingos Orestes Chiomento foi empossado festivamente com o compromisso de dar sequência ao desenvolvimento da inteligência, do pensamento filosófico, e da pesquisa científica. “Estas qualificações podem trazer grande contribuição às Ciências Contábeis e, por consequência, a toda a sociedade” afirmou Chiomento.

Ao assumir a presidência da Academia e empossar mais 10 Acadêmicos, uma das primeiras ações desenvolvidas pela nova gestão foi atualizar o Livro da APC, com a nomeação dos profissionais e suas devidas Cadeiras e Patronos.

A Academia Paulista de Contabilidade, em reunião ordinária da diretoria, no dia 8 de maio de 2018, aprovou o design da Bandeira da APC, que passou a ser hasteada em todas as comemorações oficiais e eventos da Academia, em atendimento a uma sugestão do Acadêmico in memorian José Joaquim Boarin – um dos incentivadores da reinstalação da Academia Paulista de Contabilidade em novembro de 2011.

Outro projeto aplicado em 2018 foi o Encontro com Acadêmicos, ação em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo – CRCRSP, que visa contribuir mensalmente com palestras gratuitas, onde os Acadêmicos compartilham suas expertises e proporcionam a troca de conhecimentos incentivando o debate de assuntos pertinentes a Classe Contábil.

Segundo Domingos Orestes Chiomento, o sucesso e a satisfação profissional passam por uma grande caminhada. Os grandes desafios geram motivação, e resultam em oportunidades, que recompensam cada um daqueles que se dedicam. “Motivar pessoas e fazê-las participar do seu sonho é um grande desafio”, assegurou.

História

A Academia Paulista de Contabilidade foi fundada em 1952, representando a união de pessoas de boa-vontade que desde então, com seu saber, têm a vocação de disseminar conhecimento e contribuir para o futuro da Contabilidade. A APC é uma associação sem fins lucrativos, de âmbito estadual, e foi a segunda Entidade de cunho técnico científico instituída no Brasil, após a fundação da Academia Mineira de Ciências Contábeis, instalada no País, em1950.

Apesar da grande representatividade das Entidades Congraçadas da Contabilidade do Estado de São Paulo, havia a necessidade de se criar um órgão de cultura contábil-profissional, capaz de estimular o pensamento técnico científico, desenvolver o senso crítico e a pesquisa com vistas ao desenvolvimento da profissão, e assim foi criada a Academia Paulista de Contabilidade – APC.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Seara 100% Natural é destaque na SIAL Innovation Selection Paris 2018 como uma das principais inovações globais


A Seara Alimentos, indústria alimentícia brasileira, participará da SIAL Innovation Selection Paris 2018 com a linha Seara 100% Natural, que foi selecionada como uma das maiores inovações por profissionais do mercado alimentício, como chefs de cozinha, jornalistas e outros especialistas do setor nos quesitos embalagem, posicionamento de marketing e merchandising. A linha apresenta cortes de aves com Certificação Halal, criadas em granjas livres de antibióticos, alimentadas com ração vegetal, e que possuem certificado de bem-estar animal. Para figurar entre os 400 produtos mais inovadores do mundo, divididos em 13 categorias de alimentos, a linha 100% Natural concorreu com mais de 2.300 produtos e será destaque no display do Sial Innovation.

“Os produtos Seara, além de seguirem o compromisso da Companhia com aInovação e Qualidade, possuem certificação internacional, que reforça nossa dedicação com processos produtivos, contribuindo para que o Brasil seja conhecido pela excelência na exportação de aves. Além disso, nosso trabalho é oferecer o melhor serviço ao cliente para que nossos produtos cheguem em mais lares pelo mundo”, afirma Joanita Karoleski, presidente da Seara Alimentos.


A linha 100% Natural foi desenvolvida exclusivamente para o Oriente Médio e começará a ser vendida em novembro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A Seara será a primeira empresa alimentícia brasileira a oferecer este tipo de produto, já adequado aos requisitos exigidos pelas normas islâmicas. Além disso, assegura o bem-estar animal e atesta que, em nenhuma etapa da criação, esses frangos receberam qualquer tipo de antibiótico. No Brasil, os produtos da linha 100% Natural foram lançados em 2015 como Seara DaGranja.

Guillermo Henderson, diretor geral da Seara no MENA (Middle East and North Africa), explica: “A Seara vem avançando no Oriente Médio nos últimos anos por meio de alianças com parceiros importantes em múltiplos canais, a meta da companhia é fortalecer esses relacionamentos por meio de produtos e inovações que atendam às necessidades e preferência locais, alinhadas com as tendências globais. Por isso, os lançamentos da Seara para a SIAL 2018 foram desenvolvidos exclusivamente para o Oriente Médio com produtos que atestam o compromisso da Companhia com o Q de Qualidade, desde o campo até a entrega do produto ao consumidor“.

“Esse será o primeiro mercado fora do Brasil a receber essa inovação. Antes de iniciar o processo de exportação para o Oriente Médio, a Seara testou produtos e conceitos com consumidores locais e os resultados já são um sucesso”, afirma Marcos Delorenzo, diretor de Marketing e Novos Negócios da Seara MENA (Middle East and North Africa). Além da 100% Natural, a Seara apresenta outros lançamentos no evento, como a linha Perfect Cuts, que são cortes de frango feitos a mão, ideais para o preparo de receitas tradicionais locais como o Shish Taouk. “O objetivo é trazer cada vez mais inovação e variedade ao nosso portfólio”, complementa Delorenzo.

A SIAL Innovation Paris 2018, que acontece entre os dias 21 a 25 de outubro no Parque de Exibições de Paris, é um dos principais eventos mundiais do setor alimentício e fonte de tendências para a indústria. Na edição deste ano, a feira está focada em apresentar novas experiências em alimentos e bebidas naturais seguindo critérios, proveniência, segurança e sustentabilidade. Desde ingredientes até equipamentos e mercadorias finais são expostos, englobando tudo o que é oferecido no setor. A Seara apresentará a gama de inovações de sua área internacional em seu estande 6 L 102.





quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Prefeitura de São Paulo lança o Observatório da Gastronomia

Com a participação do poder público, sociedade civil e setor privado ações de fortalecimento do setor serão planejadas

São Paulo é uma das principais cidades do mundo no setor de alimentação e gastronomia. A capital paulista conta com cerca de 6% da população trabalhando com serviços de alimentação, mais de 23 mil restaurantes com culinária de diversos países do mundo, comida de rua, forte sistema de abastecimento, 13 cursos de universidades voltados à gastronomia, além de 30% da área voltada à agricultura familiar.

A gastronomia paulistana é reconhecida mundialmente não só pelos seus números, mas pela sua qualidade. Em 2018, recebeu o título de Capital da Gastronomia pelo Sirha (Salon Internacional de la Restauration, de l’hôtellerie et de l’ Alimentation) – e também conquistou o título de Capital Ibero-Americana da Cultura Gastronômica 2018, concedida pela Academia Ibero-Americana de Gastronomia.

Mesmo sendo um setor forte e estruturado, ainda existem diversas demandas e desafios para fomentar a atividade gerando novos empreendimentos, emprego e renda para a população.

Com esse objetivo, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de São Paulo em conjunto com o setor privado e a sociedade civil estruturaram o Observatório da Gastronomia, lançado dia 16 de outubro, na Praça das Artes, no centro da capital.

O Observatório da Gastronomia é um colegiado de articulação direcionado ao fortalecimento da cadeia da alimentação e da gastronomia. Trabalhando em conjunto com todos aqueles que atuam nesse setor, o Observatório visa potencializar os aspectos ligados à economia, cultura, segurança alimentar e sustentabilidade.

“São Paulo conta com pessoas de todas as partes do Brasil e do mundo, que trouxeram sua cultura e culinária enriquecendo a gastronomia paulistana. Precisamos explorar ainda mais esse potencial econômico e cultural da cidade, por isso o Observatório é essencial para entendermos as oportunidades e necessidades do setor nas áreas de produção, distribuição, infraestrutura, educação, inovação e empreendedorismo”, afirma a secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso.

A titular da pasta, ainda destacou o Dia Mundial da Alimentação, comemorado no dia 16 de outubro, como um marco da mudança estratégica da gestão municipal neste assunto. “Desde o ano passado, nossas equipes tem buscado uma visão mais estratégica e estruturada da segurança alimentar para a cidade. Temos dado ênfase ao tema, também, pelo potencial econômico, sendo essa data a celebração de uma nova visão de política pública, que inclui o Observatório da Gastronomia e todos os atores sociais que o viabilizaram”, salienta Aline Cardoso.

Por meio do Observatório da Gastronomia, a Secretaria irá implantar programas voltados à promoção da segurança alimentar, do desenvolvimento econômico, geração de renda, apoiar atividades empreendedoras e capacitação de talentos, além de assegurar a implementação da política de segurança alimentar e nutricional da Prefeitura.

Uma das metas do Observatório é a inclusão de São Paulo na Rede Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura da Unesco.

O órgão também utilizará equipamentos públicos para desenvolver cursos e criar espaços para troca e compartilhamento de informações sobre alimentação, tendências e negócios.

O Observatório da Gastronomia atua por meio de quatro comitês temáticos, formado por especialistas de cada um dos setores. O comitê Comida de Rua trabalha na análise constante da legislação, de modo a atender as demandas desses profissionais de forma apropriada, garantindo a satisfação da população.

Outro comitê tem como objetivo o Combate ao Desperdício, onde são propostas ações voltadas a evitar o desperdício de alimentos, ampliar o reaproveitamento e combater a insegurança alimentar.

Já a área de Imagem e Patrimônio Gastronômico de São Paulo atua para preservar, fomentar e valorizar a cultura gastronômica paulistana. E o comitê de Qualificação e Inclusão Profissional contribui para o fortalecimento da qualificação profissional nos equipamentos públicos de gastronomia da cidade de São Paulo.

Combate ao Desperdício de Alimentos

A cidade de São Paulo conta, desde 15 de outubro, com o Programa Municipal de Combate ao Desperdício e à Perda de Alimentos. Lançada no Mercado Kinjo Yamato, pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso, a campanha tem como objetivo arrecadar alimentos em boas condições para o consumo, mas que seriam descartados por não terem valor comercial. As doações serão destinadas ao Banco de Alimentos da Prefeitura de São Paulo, que repassará para pessoas em situação de insegurança alimentar.

“Além de realizar a campanha nos equipamentos públicos, o objetivo da Prefeitura de São Paulo é conscientizar as pessoas para não desperdiçar os alimentos e também reaproveita-los, promovendo a melhoria da nutrição da população e diminuindo a produção de resíduos orgânicos”, explica a secretária.


Expansão da Campanha

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico realizou durante um ano no Mercado Kinjo Yamato, na zona central da cidade, o projeto-piloto de Combate ao Desperdício, que foi expandido em 2018 para o Mercado Central Pari e o Mercado de Pinheiros. Nesse período foram arrecadadas mais de 53 toneladas de alimentos que iriam para o lixo.

A Prefeitura de São Paulo tem como objetivo expandir a campanha para os outros 12 mercados municipais, 18 sacolões e 880 feiras livre, além de equipamentos públicos que manipulem alimentos.

Para incentivar os permissionários a aderir à campanha, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico criou o selo do Combate ao Desperdício, que será distribuído aos vendedores que participarem da ação. Assim, eles poderão assegurar ao cliente que é um estabelecimento socialmente responsável.
A ação é desenvolvida pela Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e integra o Plano Municipal de Segurança Alimentar (Plamsan). Um dos objetivos da Cosan é promover campanhas de sensibilização da sociedade para a propagação de posturas de promoção a Segurança Alimentar e Nutricional.


sábado, 22 de setembro de 2018

Centro Comercial Aricanduva promove a 15ª Aricanduva Run

A prova acontece em 30 de setembro e estima reunir mais de quatro mil atletas

Por mais um ano, o Centro Comercial Aricanduva, maior centro de compras e entretenimento da América Latina, realiza a Aricanduva Run, que chega à sua 15ª edição. A prova, que é tradicional na região Leste de São Paulo, possui patrocínio exclusivo da Speedo e integra o calendário oficial de eventos da Prefeitura de São Paulo. O evento acontece em 30 de setembro e estima reunir mais de quatro mil atletas.

Com três opções de percursos, corrida de 9km ou 4km e caminhada de 4km, a concentração e largada da prova será no Shopping Aricanduva. As inscrições possuem valor de R$70 e podem ser realizadas digitalmente, por meio do site:http://corridaaricanduva.com.br ou no próprio Shopping, até o dia 24 de setembro. A largada acontecerá em dois horários: às 7h (9km) e às 7h45 (4km).

A retirada do kit com camiseta e número de peito acontecerá nos dias 28 e 29 de setembro, ao lado da loja Polo Wear.

“Valorizamos as iniciativas que estimulem a prática de atividades físicas e, neste ano, não será diferente. Já promovemos a Cãorrida e o Eu de Bike, agora é o momento de concentrarmos os nossos esforços para a Aricanduva Run que, pelo terceiro ano consecutivo, terá a participação da Speedo como patrocinadora do evento”, destaca Marcos Sérgio de Oliveira Novaes, Superintendente do Centro Comercial Aricanduva.



Serviço:
Centro Comercial Aricanduva – 15ª Aricanduva Run
Endereço: Avenida Aricanduva, 5555 – Vila Matilde.
Data: 30 de setembro.
Largada: às 7h (9km) e às 7h30 (4km).
Para mais informações: http://corridaaricanduva.com.br.
Estacionamento Gratuito.

Sobre o Centro Comercial Aricanduva

O maior Shopping da América Latina está no primeiro lugar na preferência dos consumidores da Zona Leste de São Paulo, recebendo 4,5 milhões de pessoas ao mês. Com estacionamento gratuito, é formado pelo Shopping Aricanduva, Interlar Aricanduva, voltado para o segmento moveleiro, e Auto Shopping Aricanduva, especializado em automóveis, motos, acessórios e serviços. O complexo, com 1 milhão de m², possui 545 lojas, 13 concessionárias completas de veículos e motos, 13 salas de cinema, três praças de alimentação, três hipermercados, dois home centers, 1 academia, área completa de lazer e a unidade leste do Detran, do Hospital Cema e do laboratório Lavoisier Medicina Diagnóstica. Para mais informações, acesse: www.aricanduva.com.br.

http://twitter.com/#!/aricanduva
https://www.facebook.com/aricanduva
https://www.instagram.com/shoppingaricanduva




Seguro de Vida: como garantir o recebimento do benefício

Moacir Guirão
Especialista em Direito do Consumidor, o advogado Moacir Guirão explica as principais dúvidas sobre as recentes mudanças na lei que ampara o serviço


Anunciada recentemente pelo Superior Tribunal de Justiça, a Súmula 609 ordena que a recusa de cobertura securitária sob alegação de doença preexistente, é ilegal se não houve a exigência de exames prévios à contratação ou a demonstração de má-fé do segurado.

De acordo com o advogado Moacir Guirão, especialista em Direito do Consumidor, entre os diversos pontos a serem analisados durante o firmamento de um contrato, a transparência na declaração das informações pode evitar surpresas indesejadas. Abaixo, o advogado lista as principais dúvidas sobre a contratação de um Seguro de Vida, e apresenta dicas de como conduzir esse processo.

Na prática, o que significa esta decisão anunciada pelo STJ em relação à Súmula 609?

Moacir Guirão: Significa que a partir de agora, a seguradora não poderá recusar o pagamento do valor contratado ao beneficiário, alegando que o contratante apresentava alguma doença preexistente, sem poder provar, por meio de laudo clínico, que deverá ser solicitado no ato da contratação do serviço. Por outro lado, caso haja indícios de má-fé por parte do consumidor, o mesmo não será amparado.

Esta decisão vale para todos os contratos?

MG: Sim! Além dos que serão formalizados, a decisão vale para o que estão em vigência, além de amparar os casos, de até um ano atrás, em que foram apresentadas negativas, e o contratante poderá propor ação.

E se mesmo após a entrega do laudo clínico a seguradora não cumprir o acordo, o que fazer?

MG: Caso o laudo clínico indique que o contratante não apresentava nenhuma enfermidade prévia à contratação, e mesmo assim assim seguradora decida pelo não cumprimento do acordo, o consumidor deverá acionar a Justiça de sua região. Por se tratar de uma decisão anunciada pelo STJ, todos os tribunais abaixo devem acatar, ou seja, o juiz da sua cidade, que é de primeira instância, deverá seguir a ordem do Superior Tribunal de Justiça.

No ato da contratação do Seguro de Vida, a empresa não solicitou o laudo clínico, o consumidor pode ser prejudicado?

MG: Se o contrato foi assinado sem que o laudo clínico fosse solicitado pelo banco ou corretora que oferece o serviço, o consumidor não poderá ser lesado no momento do resgate. Caso haja recusa por parte da segura, vale seguir o conselho de acionar a Justiça. Porém, agora que você sabe que o documento é necessário, é aconselhável providenciá-lo mesmo que por algum motivo não seja solicitado.

Qual a dica para que o consumidor não tenha surpresas indesejadas?

MG: É muito importante que o consumidor seja sincero no ato da contratação do Seguro de Vida. Do contrário, o beneficiário poderá não receber o valor estipulado no contrato. Portanto, ao preencher o formulário que será entregue pelo banco ou corretora, seja transparente, pois a Súmula 609 não ampara quem age com má-fé contra o judiciário ou as empresas que oferecem o serviço. Vale destacar, também, que o laudo clínico deve ser verídico. Caso haja indícios de qualquer tipo de irregularidade no documento, o contratante além de não receber o benefício, poderá ter que se entender com a Justiça.




segunda-feira, 2 de julho de 2018

Manifestação Pública contra a MP 841 e em defesa dos recursos da Cultura



Manifestação Pública contra a MP 841 e em defesa dos recursos da Cultura





" 1- Demoramos muitos anos para despertar a atenção de todos sobre a participação dos fazedores de cultura em 3% sobre os jogos de loteria e quando estamos prestes a conseguir esta vitória, vem o governo e baixa uma Mp, a 841 que tira de nós esta chance.
2- Por justiça a OAB se soma nesta luta a favor dos fazedores de cultura e promove no dia 4 de julho, às 19:00 no TUCA um ato de desagravo contra esta intenção.
3- É hora de nos somarmos a esta iniciativa e comparecer neste dia, em apoio aos que enfim defendem nossos interesses.
4- Compareça e leve um colega, espalhe a notícia, venha, é realmente importante.

Maestro Amilson Godoy"

Saiba mais aqui

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Estilista Helena Caio homenageia Andrea Funaro

Helena Caio veste vestido strech azul marinho,
e Andrea Funaro veste vestido babados,
ambos da coleção de inverno 2018
Foto: Alvaro Toledo Leme
Helena Caio, empresária e diretora criativa da marca homônima, recebeu na segunda-feira (25) convidados no seu Alelier, no bairro Cidade Jardim (São Paulo) para um almoço em comemoração ao aniversário de Andrea Funaro. O local já é conhecido por eventos impactantes, sempre para convidados especiais que buscam a exclusividade da coleção de peças em couro desenvolvidas pela estilista.

A coleção da grife Helena Caio traz como referência peças feitas a mão, sempre com um número limitado de itens que preservam a exclusividade da marca, aliadas à ousadas aplicações, bordados, mistura de materiais, formas, desenhos e texturas. A coleção Inverno 2018 foi inspirada na África, trazem os temas Jungle Leaves e África Print e podem ser adquiridas por meio de visita marcada no atelier da empresária ou pelo IG @helenacaiooficial.

A grife Helena Caio, lançada em 2017, traz modernidade ao universo da moda brasileira em peças básicas e outras mais ousadas, que vão desde vestidos tacheados, coletes alongados, calças pantacourt de cintura alta e coloridas jaquetas bombers com flores bordadas, que chegam ao encontro dos desejos de uma mulher arrojada e elegante.

"Nossa cliente quer ser diferente mas sempre com a pegada chic de se vestir. Nossas peças são versáteis, atemporais, pois o couro transita em diversos ambientes, e dependo dos acessórios a mesma peça assume diversos estilos".

INSTAGRAM : @helenacaiooficial


Contato:
Whatsapp : + 55 11 97477-2727 | comercial@helenacaio.com.br


Veja quem passou na festa de Andrea Funaro:

Shopping Anália Franco traz corrida solidária BomPar




Instituição abre inscrições para competição que busca arrecadar fundos e concluir suas obras de expansão

No dia 22 de julho, o Shopping Anália Franco reunirá corredores que participarão da corrida BOMPAR. Com largada às 7 da manhã, a prova que está com inscrições abertas, têm percursos de 3, 5 ou 10km. Todos os participantes ganham um kit com camiseta, sacola, medalha e número de peito.

O evento, organizado pelo Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto, terá como objetivo arrecadar fundos para manutenção dos serviços e conclusão das obras de expansão da instituição. Atualmente o BOMPAR possui 54 unidades, com aproximadamente 10.000 atendimentos por dia para crianças, adolescentes, idosos e pessoas em situação de rua. A entidade presta diferentes serviços como auxílio médico, atividades socioculturais, capacitação entre outros.

Além do kit corredor, os três primeiros lugares dos 5 e 10km (masculino e feminino) ganharão troféu. Para grupos com mais de 10 participantes, há desconto de 10% na inscrição.

SERVIÇO CORRIDA BOMPAR:
Data: 22/07/18
Local: Shopping Anália Franco – Av. Regente Feijó, 1739 - Tatuapé
Percurso: caminhada 3k, corrida 5k e 10k (confira o mapa)
Kit: camiseta, sacochila, medalha e número de peito
Realização: BOMPAR
Organização: SX2 Eventos
Inscrições: Ativo.com ou Ticketagora.com.br.
Terceiro lote com 15% de desconto.

Sobre o Shopping Anália Franco

Inaugurado em 1999, o Shopping Anália Franco é referência em moda, estilo e sofisticação na Zona Leste de São Paulo. O empreendimento faz parte da vida dos moradores da região, que encontram no Shopping um mix de lojas completo e qualificado. Alguns de seus principais destaques são os serviços oferecidos e a preocupação com a ambientação – paisagismo, iluminação natural, corredores largos e pé direito alto e lounges – que tornam a visita ao estabelecimento um momento extremamente agradável. Atualmente, o Shopping Anália Franco possui 403 lojas. Entre as opções de serviços e lazer estão redes como Companhia Athletica, Laboratório Fleury, Tok & Stok, Studio W e UCI Cinemas, com nove salas, sendo uma delas IMAX. O Shopping também possui relevantes marcas nacionais e internacionais como Forever 21, Lindt, Swarovski, Miniso, Nespresso, Sephora, Ben&Jerrys, MAC, Osklen, Calvin Klein, VR, Lacoste, Starbucks, Pandora, Le Lis Blanc, Jorge Alex e Ricardo Almeida. Na gastronomia, estão os restaurantes Abbraccio, Almanara, America, Burger Joint, Madero, Mastino, Nahoe Sushi, Outback SteakHouse, Spaghetti Notte e The Fifties, além da confeitaria Pati Piva. Completam a lista, 21 opções de fast-food instaladas na praça de alimentação, além de cafés e doçarias.

Descubra 7 erros que acabam com a produtividade da equipe



Especialista em turnaround aponta os erros que os profissionais mais cometem e oferece algumas dicas pra acabar com a improdutividade

Fonte: Flávio Ítavo

Apenas 39% do expediente de trabalho é produtivo, aponta estudo realizado pela Workfront, empresa de softwares dos EUA. O número é baixo, mas se torna relevante e bastante preocupante quando paramos para analisar os motivos que o colocam nessa posição. De acordo com o especialista em turnaround Flávio Ítavo o segredo está na definição clara e objetiva das tarefas, comunicação com os colaboradores e na ausência de metas. Confira abaixo alguns erros e dicas que podem ajudar com a improdutividade.

1º Erro – Direcionamento inadequado das tarefas executadas.

De acordo com o especialista, esse é o erro mais comum e que gera o maior impacto na produtividade das equipes. Em sua maioria, as tarefas são realizadas sem estarem alinhadas com os objetivos globais da área/empresa. A solução é analisar detalhadamente a sequência de trabalho de cada um dos colaboradores, alinhando esta carga de trabalho com os objetivos estabelecidos. Você perceberá muitas tarefas duplicadas, algumas sem relevância alguma e outras que são feitas sem haver uma demanda clara dos motivos que a direcionam.

“Em uma empresa que trabalhei, certo dia fiz um levantamento na área de controladoria e reportes, que executava uma média de 200 relatórios mensais. Num determinado mês resolvi interromper a execução de aproximadamente 100 relatórios, e recebemos a reclamação de apenas seis (06) deles. Ou seja, todos os demais não tinham a necessidade de serem produzidos. Com essa ação eliminamos e otimizamos boa parte do processo”, aponta Ítavo que tem passagem por grandes empresas.

2º erro – A carga de trabalho a qual cada um dos funcionários é submetida.

A carga de trabalho a qual os funcionários são submetidos, em grande parte das vezes, é simplesmente desconhecida, o que faz com que em termos gerais, nossa força de trabalho (mão de obra) seja superestimada, enquanto a capacidade de produzir seja bastante subestimada. A solução é analisar a carga de trabalho de cada um dos subordinados. Na maior parte das vezes apenas entrevistar cada um dos postos é suficiente para termos uma boa noção dessa demanda.

3º erro – Ausência de metas e objetivos na produção.

Boa parte das empresas não possuem objetivos de produção estabelecidos para um turno de trabalho. Isso faz com que a produção seja acompanhada de forma mais indolente que o necessário. Corrija estabelecendo metas de trabalho, que possam ser acompanhadas turno a turno, dia após dia. Apresente essas metas em lugares bem visíveis a toda equipe, de maneira que todos possam acompanhar o andamento dos processos de maneira intuitiva.

4º erro – O clima no ambiente de trabalho é ruim.

Esse é um dos pontos cruciais para os quais boa parte dos gestores não costumam investir tempo e atenção. As pessoas passam mais tempo na empresa do em casa, pelo menos no que tange a tempo “acordado”. Não há ser humano que consiga produzir de forma adequada se o ambiente de trabalho não for bom. Acompanhe através de pesquisas e contatos a qualidade do ambiente de trabalho. Se necessário, desenvolva atividades extratrabalho no sentido de aliviar as tensões e direcionar a motivação para que a equipe se concentre em atingir os objetivos almejados. Manter um bom clima de equipe não é uma tarefa fácil, mas com paciência e muita persistência tudo pode ser corrigido e melhorado.

5º erro – As expectativas não estão alinhadas.

Alinhar as expectativas é tão ou mais importante que motivar seus colaboradores. Quando as expectativas são desconhecidas na base da pirâmide hierárquica, fica difícil convencer a todos que seu esforço é de extrema importância. A solução é alinhar as expectativas e deixar todos os colaboradores “na mesma página”. Fazer isto não é uma tarefa fácil e requer muito trabalho. Por outro lado, quando todos estão cientes do que é necessário ser feito, a equipe se estrutura de maneira mais clara e fica mais fácil para todo mundo determinar as prioridades do trabalho.

6º erro – Agir como se fosse um grupo de pessoas, mas não se comprometer como um time.

Equipes são conjuntos de indivíduos. Se cada um deles trabalhar com um objetivo, um ritmo e uma cadência, via de regra teremos um espaço onde se faz muita força para remar e se obtém pouco resultado. A solução é montar um time. Pode ser mais complicado que contratar uma equipe, mas ao mesmo tempo traz muito mais produtividade, prazer e resultado. Times são equipes muito bem coordenadas, bem alinhadas e com fatores motivacionais que permeiam a coletividade daquela equipe. Um time sabe que para vencer, todos devem apresentar sua conta de comprometimento e esforço, em objetivos que nem sempre estão sob a responsabilidade de uma pessoa apenas, mas sim do grupo como um todo.

7º erro – Há muitos ambientes de trabalho que dificultam a execução das tarefas.

Um excelente exemplo disso são os escritórios com amplos espaços abertos e divisórias de vidro. Não há vantagens em colocar, por exemplo, 80 pessoas em uma sala, sem obstáculos para o som ou a visão que cada colaborador terá do coletivo. Escritórios com esse tipo de estrutura, muitas vezes em baias, permitem que os colaboradores sejam constantemente interrompidos por outros colegas, além de participarem de ruídos promovidos por pessoas andando e telefones tocando constantemente. A solução é estudar o ambiente de trabalho e certificar-se que o ambiente não será disruptivo, barulhento e que favoreçam a falta de concentração do colaborador.

Sobre Flávio Ítavo

Executivo com experiência em empresas multinacionais e nacionais de grande porte de diferentes segmentos como Danone, Warner Lambert, Bunge Alimentos, Coty Inc, KPMG, Belsonno, Grupo Canopus e Grupo Niponsul, em posições de Gerência Geral e Diretoria Financeira, de Produção e Vendas, e em Turnaround de empresas como Avis Renta a Car e Cofibam, Flávio Ítavo especializou-se na recuperação de companhias e no redirecionamento para alavancar vendas e resultados. Ao longo de 30 anos, Flávio construiu uma carreira sólida como negociador, na criação de alianças, joint ventures, compra e venda de empresas, desenvolvedor de estratégias e táticas de sucesso, criador e iniciador de novos segmentos, produtos e mercados. Hoje, é um dos maiores especialistas em Turnaround, focando seus esforços na recuperação de grandes empresas e readequação aos novos tempos do mercado.

Sobre Turnaround

O Turnaround ficou conhecido como processo de recuperação ou renovação corporativa. As stratégias de Turnaround visam avaliar todos os setores de uma companhia, incluindo seus valores e sua missão, propor e executar estratégias agressivas para uma reestruturação profunda e uma mudança de rumo que recoloque a empresa no eixo e permita voltar a crescer. Embora muitas companhias ainda tenham dificuldade em admitir a necessidade do Turnaround, o processo já ajudou a recuperação e na volta por cima de muitas marcas no Brasil e no mundo.

Saiba mais:
Flávio Ítavo | flavioitavo.com.br | flavio_itavo@uol.com.br

quinta-feira, 31 de maio de 2018

CAMINHONEIROS SE ORGANIZAM RUMO A BRASILIA

Grupos de caminhoneiros estão se organizando para seguirem rumo a Brasilia. As comunicações podem ser acompanhadas no Youtube em streaming de rádio.




As manifestações previstas para este final de semana no Brasil foram divulgadas em uma lista


Comunidades de várias regiões estão se mobilizando para ajudarem os caminhoneiros.



domingo, 27 de maio de 2018

Fundação SOS Mata Atlântica celebrou o Dia da Mata Atlântica neste domingo (27/05)


Voluntários retiram 70 sacos de 60 litros com lixo dos parques

A Fundação SOS Mata Atlântica realizou neste domingo (27/05), o evento “Seja Voluntário no Dia da Mata Atlântica“. Além de chamar a atenção para a data, a ação voluntária reuniu mais de 350 pessoas em cinco parques de São Paulo (Água Branca, Ecológico do Tietê e Profª Lydia Natalizio Diogo - Vila Prudente, Horto Florestal e Trianon) com o objetivo de realizar atividades como mutirões de limpeza e plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

No Parque Trianon, o destaque foi a necessidade de retirar as plântulas e sementes de uma palmeira australiana invasora, a seafórtia (Archontophoenix cunninghamiana), espécie exótica introduzida para fins paisagísticos quando da criação do parque, em 1892. Estudos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente mostram que o parque sofre uma invasão biológica dessa palmeira, que se sobrepõe às demais árvores nativas de Mata Atlântica. Elas foram alvo de uma ação de retirada – os voluntários conseguiram encher 30 sacos de 60 litros. Houve também o plantio de 10 mudas de árvores nativas que originalmente habitavam aquele fragmento, como a peroba, o jenipapo e o jatobá.

“A gente acha que apenas plantar pode fazer o bem ao meio ambiente, mas achei interessante a necessidade de retirar esta espécie. Aqui aprendemos como também manter as novas mudas plantadas e isso vai além do preservar. Levamos daqui um ensinamento para a vida“, afirma Ana Paula Macedo, que esteve no parque Trianon com sua família.

Em alguns locais, como no Parque Ecológico da Vila Prudente, os grupos realizaram mutirões de limpeza. O que mais chamou a atenção do público foi a quantidade de resíduos encontrados. “É importante que as pessoas tenham este olhar durante a visitação aos parques. O que mais impressionou foi a quantidade e diversidade de lixo coletado. Isso é muito importante para conscientizarmos sobre a necessidade de destinar corretamente os resíduos e também recolher o que estiver em local inadequado“, afirma Marcia Hirota, diretora-executiva da SOS Mata Atlântica. No parque da Vila Prudente, foram mais de 20 sacos de lixo coletado.

No Parque da Água Branca, a maioria dos voluntários era frequentadores desde a infância e agora levam seus filhos para usufruir do local. Segundo eles, ao plantar as 20 mudas nativas, deixam um importante legado para as próximas gerações. Com a ação, os voluntários encheram 17 sacos de lixo.

Já no Parque Ecológico do Tietê, a mobilização das famílias foi o grande destaque. Em uma delas, todas as gerações se engajaram, desde os netos até os avós puderem participar de diversas atividades, como uma trilha de 4 km pela Mata Atlântica.

Escolas também não ficaram de fora da ação. No Horto Florestal, um professor levou 10 alunos de uma escola de Mogi das Cruzes. Ponto positivo para este parque foi o pouco lixo encontrado. Os voluntários aproveitaram para organizar um área de lazer com quantidade excessiva de folhas.

O Viva a Mata 2018 conta com o apoio das secretarias Estadual do Meio Ambiente (SMA) e Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), além do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

Desmatamento da Mata Atlântica
Nesta semana da Mata Atlântica, novos dados de desmatamento do bioma foram divulgados pela Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O Atlas da Mata Atlântica constatou uma redução de 56,8% no desmatamento entre os anos de 2016 e 2017 comparado ao período de 2015-2016. No último ano, foram destruídos 12.562 hectares (ha), ou 125 Km², nos 17 estados do bioma. Trata-se do menor índice total de desmatamento desde quando as organizações monitoram o bioma – 32 anos.

Apesar da redução, a SOS Mata Atlântica chama a atenção para a importância de um compromisso de toda a sociedade pela proteção do bioma para que o desmatamento reduza ainda mais e que seja alcançado o desmatamento ilegal zero - em torno de 100 hectares ou 1km², já presente em sete estados, como São Paulo – o estado desmatou 90 hectares do bioma entre 2016 e 2017.

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG ambiental brasileira. Atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica por meio do monitoramento do bioma, produção de estudos, projetos demonstrativos, diálogo com setores públicos e privados, aprimoramento da legislação ambiental, comunicação e engajamento da sociedade em prol da recuperação da floresta, da valorização dos parques e reservas, de água limpa e da proteção do mar. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

sábado, 26 de maio de 2018

JANNY LOPES realiza show intimista no palco da OMB

Janny Lopes - Foto: Divulgação

A cantora JANNY LOPES, uma revelação do ano passado com seu CD autoral : " Deus é Fiel", que já desfilou fé e esperança pelos palcos da WebTevê Amaral, Igrejas Evangélicas de várias denominações, Programa Jornal do Brás e no Acústico do Centro Musical Morumbi, com o firme propósito de divulgar seu trabalho na música, tem novidades.

Com a voz muito elogiada, determinação, coragem e o incentivo adquirido nas experiências do ano passado, JANNY LOPES lançou oficialmente, seu CD "Deus é fiel", nos palcos da Ordem dos Músicos do Brasil- OMB, em São Paulo, no dia 11 de maio.
Após suas incursões pelo mundo Gospel, com a liberdade de quem canta para emocionar, sem contudo se descuidar de sua essência criativa, ela, resolveu reunir IMPRENSA e AMIGOS, para uma mostra daquilo que gosta de fazer: cantar.

Em um Pocket show, intitulado: " Vamos cantar porque Deus é Fiel", JANNY LOPES irá presentear seus convidados com um repertório variado e intimista. Onde homenageará grandes intérpretes das Músicas Gospel e Popular Brasileira, a exemplo de Alcione,( Não deixe o samba morrer), Marisa Monte ( Bem que se quis) Gonzaguinha,(Sangrando), Elis Regina,( O bêbado e a Equilibrista), Damares,( Sabor de Mel), entre outros.




sexta-feira, 25 de maio de 2018

Oito dicas para os idosos enfrentarem o frio

Além do risco de gripe e pneumonia, outro problema que se agrava nesta época é a desidratação.

Com a queda da temperatura, cai também a imunidade dos idosos. Por isso, é preciso ter uma atenção redobrada durante as duas estações mais frias do ano. E não é só do frio que precisamos protegê-los. Além do risco de gripe e pneumonia, outro problema que se agrava nesta época é a desidratação.

A enfermeira especialista das práticas assistenciais da Cora Residencial Senior, Joely Malachia, enfatiza a importância das vacinas contra o vírus da gripe e a Pneumo 23, realizadas gratuitamente em todos os postos de saúde, para pessoas com mais de 60 anos. “O organismo de um idoso já é mais frágil do que de um adulto, por isso é preciso evitar ao máximo qualquer tipo de gripe. Mesmo uma simples gripe pode se tornar uma doença muito mais grave, como pneumonia”, explica.

Além da vacinação, é muito importante que o idoso utilize roupas adequadas para as temperaturas do dia. É necessário estar sempre com roupas mais quentes e, ao sair de casa, colocar toucas ou protetores nas orelhas, além de luvas. Também é importante evitar contato com pessoas que estejam doentes, já que o vírus circula pelo ar e é transmitido pelo contato.

Uma grande preocupação é a pneumonia. De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), esta doença respiratória, que pode ser por vírus ou bactéria, é a principal causa de internação de idosos. Um dos maiores problemas desta doença em pessoas da terceira idade é que nem sempre os sintomas se manifestam. “Quanto mais tardio o início do tratamento, mais complicações podem acometer o paciente, até mesmo em outras doenças pré-existentes, como a insuficiência cardíaca e hipertensão arterial”, relata a enfermeira.

Circulação de ar

Em dias frios, é comum não abrirmos portas e janelas. Isso é um erro muito grave. “Ambientes fechados são mais propícios para a transmissão de doenças virais e bacterianas. Por isso, mesmo que esteja aquele ventinho gelado, deixe alguma janela um pouco aberta, para que o ar circule”, comenta Joely.

De acordo com ela, um dos grandes problemas que muitos idosos enfrentam neste período e nem sempre é observado por quem cuida deles é a desidratação. “Normalmente, eles já não ingerem tanto líquido quanto nós e durante o outono e o inverno esta situação piora, já que eles não sentem sede e nem consomem produtos ricos em água, como sucos e frutas.” Para evitar isso, Joely indica o consumo de, ao menos, três xícaras de chá durante o dia, além de aumentar a oferta de alimentos que contenham mais líquidos, como sopas.

Os cuidados com os idosos:

1 – Utilizar roupas adequadas para as temperaturas baixas para evitar hipotermia;

2 – Ingerir bastante líquido para evitar desidratação, como chás;

3 – Dar preferência para alimentos que contenham mais líquidos, como sopas, legumes, salada de frutas, além dos sucos;

4 – Evitar espaços fechados;

5 – Manter alguma porta ou janela entreaberta para circulação do ar;

6 – Evitar contato com pessoas doentes;

7 – Tomar as vacinas da Gripe e da Pneumo 23;

8 – Não se automedicar: qualquer sintoma de resfriado procure um médico para avaliar o idoso e verificar qual o tratamento mais adequado.

Sobre a Cora

A Cora foi criada em 2015 para oferecer um residencial sênior moderno e romper com as ideias e modelos das antigas casas de repouso. Administrada pela empresa Brasil Senior Living (BSL), tem como objetivo revolucionar o conceito de instituição de longa permanência, com uma experiência única de cuidado, carinho e acolhimento. Entre os diferenciais estão a localização das unidades em regiões estratégicas da cidade, a estrutura projetada e construída para atender às necessidades dos idosos, a visita aberta a qualquer hora do dia, o atendimento assistencial 24 horas e os serviços de qualidade com terapias modernas e atualizadas.

As unidades Campo Belo, Villa Lobos, Jardins, Ipiranga, Tatuapé e Higienópolis oferecem mais de mil leitos, com assistência 24 horas e serviços de ginástica em grupo, aula de teatro, cinema, salão de beleza e muito mais.

Endereços:

Campo Belo - Rua Demóstenes, 748
Higienópolis - Rua Marquês de Itu, 816
Ipiranga - Rua Antônio Marcondes, 427
Jardins - Rua Leôncio de Carvalho, 98
Tatuapé - Rua Azevedo Soares, 21
Villa Lobos - Rua Professora Helena Moura Lacerda, 131

Mais informações: www.coraresidencial.com.br



quinta-feira, 17 de maio de 2018

Mais de 1.000 buracos tapados em Guaianases no 1º trimestre



Segundo informações da prefeitura, mais de 1.000 buracos foram tapados em Guaianases no 1º trimestre

Este serviço pode ser solicitado pelos canais da Prefeitura, como: telefone 156, aplicativo SP156 ou na Praça de Atendimento – Rua Hipólito de Camargo, 479


Neste primeiro trimestre de 2018, já foram mais de 1.000 buracos tapados na região de Guaianases (distrito Guaianases e Lajeado), 25% (por cento) a mais do que no ano passado. A equipe de tapa-buraco da Prefeitura Regional Guaianases tem trabalhado intensamente para zerar os SAC’s deste serviço.

Ao todo foram 11.946 m² de buracos tapados com a utilização de 1.486 toneladas de massa asfáltica. Tudo isso para prevenir acidentes ou danos aos veículos dos munícipes.

Este serviço pode ser solicitado pelos canais: telefone 156, aplicativo SP156 e a Praça de Atendimento da Prefeitura Regional Guaianases (Rua Hipólito de Camargo, .479), horário de atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Outras informações:

- Caso o buraco tenha sido aberto pela SABESP, COMGÁS ou outra concessionária de serviços públicos, a responsabilidade por fechar o buraco e fazer o conserto do asfalto é dessas instituições, por isso, a solicitação será encaminhada para lá e finalizada no sistema.

- Caso o buraco resulte de problema em galeria subterrânea que conduz água da chuva, será realizado primeiramente o conserto da galeria, depois a restauração do asfalto.

- Para garantir a qualidade do serviço do tapa-buraco ele não é realizado em dias chuvosos, o que pode resultar em alterações na programação.

BAR DE MADEIRA É DESFEITO PELA PREFEITURA DE GUAIANASES


Equipes de fiscalização e obras realizam desfazimento de bar irregular





Bar de madeira construído em área pública é desfeito pela Prefeitura Regional Guaianases após denúncia

Em uma vistoria realizada pela Equipe de Fiscalização da Prefeitura Regional Guaianases na Rua Jorge Maraccini Pomfilio foi identificado uma edificação de madeira sendo utilizada como bar, construída dentro de praça pública, encostado na escola EMEI Amácio Mazzaropi. Após a vistoria a equipe de obras foi acionada para executar o desfazimento, tendo em vista que trata-se de um bar irregular e construído em área pública.

quarta-feira, 7 de março de 2018

Dia da Mulher: Hospital São Camilo incentiva cuidados com os rins em data comemorativa



Amanhã é comemorado o Dia Internacional da Mulher, data importante para reforçar o cuidado e a atenção que as mulheres devem ter com a saúde. Com esse mesmo objetivo, outra celebração é o Dia Mundial do Rim - comemorado no mesmo 8 de março - que alerta para a necessidade de cuidar deste órgão.

Doença renal crônica atinge mais de 120 mil pessoas por ano no país

No próximo dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, data importante para reforçar o cuidado e a atenção que as mulheres devem ter com a saúde. Com esse mesmo objetivo, outra celebração é o Dia Mundial do Rim – comemorado no mesmo 8 de março – que alerta para a necessidade de cuidar deste órgão. “Os rins são extraordinários, filtram o sangue, produzem hormônios, absorvem minerais, produzem a urina e equilibram, de forma saudável, a acidez e a alcalinidade”, destaca Pedro Dotto Junior, nefrologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

As mulheres têm maior propensão à infecção do trato urinário, que pode atingir os rins e gerar alguma complicação no quadro. “Para isso, é muito importante evitar segurar a urina por muito tempo, ingerir por volta de 2 a 2,5 litros de água ao dia, além de procurar atendimento médico imediato aos sinais de queimação para urinar, perda involuntária de urina, odor urinário incomum, vontade de urinar com muita frequência e em pouca quantidade”, afirma o especialista.

Em situações de infecções urinárias repetidas (mais de três episódios ao ano), é importante investigar com um nefrologista, que irá identificar as possíveis causas e direcionar a prevenção adequada. As doenças renais são, em grande parte, silenciosas. Nesse caso é importante realizar avaliações médicas rotineiras que incluam exame de urina e avaliação da função renal. Como a hipertensão arterial é uma das grandes causas de insuficiência renal, é necessário conferir a pressão arterial em toda consulta médica.

“Evitar o sobrepeso e obesidade também é importante, pois são causas diretas de dano renal, bem como fatores predisponentes para a principal causa de insuficiência renal crônica no mundo, que é o diabetes mellitus”, reforça o nefrologista.

O especialista também orienta a evitar automedicação e ficar alerta com medicamentos que possam prejudicar os rins, especialmente a classe dos anti-inflamatórios não hormonais. “Além disso, se o paciente for portador de hipertensão arterial ou diabetes mellitus, deve seguir rigorosamente o tratamento e manter o acompanhamento com um nefrologista”, conclui.

Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo é composta por três modernos hospitais que fazem parte da história da capital paulistana: Pompeia, Santana e Ipiranga. Excelência médica, qualidade diferenciada no atendimento, segurança, humanização e expertise em gestão hospitalar são seus principais pilares de atuação. As Unidades têm capacidade para atendimentos eletivos, de emergência e cirurgias de alta complexidade, como transplantes de medula óssea. Hoje, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo presta atendimento em mais de 60 especialidades, oferece ao todo 685 leitos e um quadro clínico de mais de 3,7 mil médicos qualificados. Seus hospitais possuem importantes acreditações internacionais, como a da Joint Commission International (JCI), renomada acreditadora dos Estados Unidos reconhecida mundialmente no setor e a Acreditação Internacional Canadense. A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo faz parte da Sociedade Beneficente São Camilo, uma das entidades que compreende a Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos), uma entidade religiosa presente em mais de 30 países, fundada pelo italiano Camilo de Lellis, há mais de 400 anos. No Brasil, desde 1928, a Rede conta com expertise e a tradição em saúde e gestão hospitalar.

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Gilmar Mendes considera condução coercitiva inconstitucional e proíbe sua utilização

Ministro Gilmar Mendes


O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta terça-feira (19) a utilização da condução coercitiva em investigações. O agente público que descumprir a determinação de Gilmar poderá ser responsabilizado nas esferas disciplinar, civil e penal.

Frequentemente utilizada pela força tarefa da Lava Jato, a condução coercitiva é um mecanismo que consiste em levar investigados até a presença de autoridades policiais ou judiciárias para que ele seja interrogado e, em seguida, liberado. No entanto, na decisão desta terça, Gilmar entendeu que a ferramenta é inconstitucional, pois fere o direito da pessoa de não se autoincriminar

A decisão de Gilmar Mendes foi tomada após o ministro analisar duas ações que questionavam a legalidade da condução coercitiva, uma proposta pelo PT, e outra, pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

De acordo com o ministro, "a condução coercitiva para interrogatório representa uma restrição da liberdade de locomoção e da presunção de não culpabilidade, para obrigar a presença em um ato ao qual o investigado não é obrigado a comparecer”.

A liminar de Gilmar Mendes tem efeito imediato, mas ainda será revisada pelo plenário do STF, que poderá confirmar ou rejeitar a decisão.

Reportagem, João Paulo Machado