Nossos Vídeos

quinta-feira, 31 de maio de 2018

CAMINHONEIROS SE ORGANIZAM RUMO A BRASILIA

Grupos de caminhoneiros estão se organizando para seguirem rumo a Brasilia. As comunicações podem ser acompanhadas no Youtube em streaming de rádio.




As manifestações previstas para este final de semana no Brasil foram divulgadas em uma lista


Comunidades de várias regiões estão se mobilizando para ajudarem os caminhoneiros.



domingo, 27 de maio de 2018

Fundação SOS Mata Atlântica celebrou o Dia da Mata Atlântica neste domingo (27/05)


Voluntários retiram 70 sacos de 60 litros com lixo dos parques

A Fundação SOS Mata Atlântica realizou neste domingo (27/05), o evento “Seja Voluntário no Dia da Mata Atlântica“. Além de chamar a atenção para a data, a ação voluntária reuniu mais de 350 pessoas em cinco parques de São Paulo (Água Branca, Ecológico do Tietê e Profª Lydia Natalizio Diogo - Vila Prudente, Horto Florestal e Trianon) com o objetivo de realizar atividades como mutirões de limpeza e plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.

No Parque Trianon, o destaque foi a necessidade de retirar as plântulas e sementes de uma palmeira australiana invasora, a seafórtia (Archontophoenix cunninghamiana), espécie exótica introduzida para fins paisagísticos quando da criação do parque, em 1892. Estudos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente mostram que o parque sofre uma invasão biológica dessa palmeira, que se sobrepõe às demais árvores nativas de Mata Atlântica. Elas foram alvo de uma ação de retirada – os voluntários conseguiram encher 30 sacos de 60 litros. Houve também o plantio de 10 mudas de árvores nativas que originalmente habitavam aquele fragmento, como a peroba, o jenipapo e o jatobá.

“A gente acha que apenas plantar pode fazer o bem ao meio ambiente, mas achei interessante a necessidade de retirar esta espécie. Aqui aprendemos como também manter as novas mudas plantadas e isso vai além do preservar. Levamos daqui um ensinamento para a vida“, afirma Ana Paula Macedo, que esteve no parque Trianon com sua família.

Em alguns locais, como no Parque Ecológico da Vila Prudente, os grupos realizaram mutirões de limpeza. O que mais chamou a atenção do público foi a quantidade de resíduos encontrados. “É importante que as pessoas tenham este olhar durante a visitação aos parques. O que mais impressionou foi a quantidade e diversidade de lixo coletado. Isso é muito importante para conscientizarmos sobre a necessidade de destinar corretamente os resíduos e também recolher o que estiver em local inadequado“, afirma Marcia Hirota, diretora-executiva da SOS Mata Atlântica. No parque da Vila Prudente, foram mais de 20 sacos de lixo coletado.

No Parque da Água Branca, a maioria dos voluntários era frequentadores desde a infância e agora levam seus filhos para usufruir do local. Segundo eles, ao plantar as 20 mudas nativas, deixam um importante legado para as próximas gerações. Com a ação, os voluntários encheram 17 sacos de lixo.

Já no Parque Ecológico do Tietê, a mobilização das famílias foi o grande destaque. Em uma delas, todas as gerações se engajaram, desde os netos até os avós puderem participar de diversas atividades, como uma trilha de 4 km pela Mata Atlântica.

Escolas também não ficaram de fora da ação. No Horto Florestal, um professor levou 10 alunos de uma escola de Mogi das Cruzes. Ponto positivo para este parque foi o pouco lixo encontrado. Os voluntários aproveitaram para organizar um área de lazer com quantidade excessiva de folhas.

O Viva a Mata 2018 conta com o apoio das secretarias Estadual do Meio Ambiente (SMA) e Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), além do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

Desmatamento da Mata Atlântica
Nesta semana da Mata Atlântica, novos dados de desmatamento do bioma foram divulgados pela Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O Atlas da Mata Atlântica constatou uma redução de 56,8% no desmatamento entre os anos de 2016 e 2017 comparado ao período de 2015-2016. No último ano, foram destruídos 12.562 hectares (ha), ou 125 Km², nos 17 estados do bioma. Trata-se do menor índice total de desmatamento desde quando as organizações monitoram o bioma – 32 anos.

Apesar da redução, a SOS Mata Atlântica chama a atenção para a importância de um compromisso de toda a sociedade pela proteção do bioma para que o desmatamento reduza ainda mais e que seja alcançado o desmatamento ilegal zero - em torno de 100 hectares ou 1km², já presente em sete estados, como São Paulo – o estado desmatou 90 hectares do bioma entre 2016 e 2017.

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG ambiental brasileira. Atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica por meio do monitoramento do bioma, produção de estudos, projetos demonstrativos, diálogo com setores públicos e privados, aprimoramento da legislação ambiental, comunicação e engajamento da sociedade em prol da recuperação da floresta, da valorização dos parques e reservas, de água limpa e da proteção do mar. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

sábado, 26 de maio de 2018

JANNY LOPES realiza show intimista no palco da OMB

Janny Lopes - Foto: Divulgação

A cantora JANNY LOPES, uma revelação do ano passado com seu CD autoral : " Deus é Fiel", que já desfilou fé e esperança pelos palcos da WebTevê Amaral, Igrejas Evangélicas de várias denominações, Programa Jornal do Brás e no Acústico do Centro Musical Morumbi, com o firme propósito de divulgar seu trabalho na música, tem novidades.

Com a voz muito elogiada, determinação, coragem e o incentivo adquirido nas experiências do ano passado, JANNY LOPES lançou oficialmente, seu CD "Deus é fiel", nos palcos da Ordem dos Músicos do Brasil- OMB, em São Paulo, no dia 11 de maio.
Após suas incursões pelo mundo Gospel, com a liberdade de quem canta para emocionar, sem contudo se descuidar de sua essência criativa, ela, resolveu reunir IMPRENSA e AMIGOS, para uma mostra daquilo que gosta de fazer: cantar.

Em um Pocket show, intitulado: " Vamos cantar porque Deus é Fiel", JANNY LOPES irá presentear seus convidados com um repertório variado e intimista. Onde homenageará grandes intérpretes das Músicas Gospel e Popular Brasileira, a exemplo de Alcione,( Não deixe o samba morrer), Marisa Monte ( Bem que se quis) Gonzaguinha,(Sangrando), Elis Regina,( O bêbado e a Equilibrista), Damares,( Sabor de Mel), entre outros.




sexta-feira, 25 de maio de 2018

Oito dicas para os idosos enfrentarem o frio

Além do risco de gripe e pneumonia, outro problema que se agrava nesta época é a desidratação.

Com a queda da temperatura, cai também a imunidade dos idosos. Por isso, é preciso ter uma atenção redobrada durante as duas estações mais frias do ano. E não é só do frio que precisamos protegê-los. Além do risco de gripe e pneumonia, outro problema que se agrava nesta época é a desidratação.

A enfermeira especialista das práticas assistenciais da Cora Residencial Senior, Joely Malachia, enfatiza a importância das vacinas contra o vírus da gripe e a Pneumo 23, realizadas gratuitamente em todos os postos de saúde, para pessoas com mais de 60 anos. “O organismo de um idoso já é mais frágil do que de um adulto, por isso é preciso evitar ao máximo qualquer tipo de gripe. Mesmo uma simples gripe pode se tornar uma doença muito mais grave, como pneumonia”, explica.

Além da vacinação, é muito importante que o idoso utilize roupas adequadas para as temperaturas do dia. É necessário estar sempre com roupas mais quentes e, ao sair de casa, colocar toucas ou protetores nas orelhas, além de luvas. Também é importante evitar contato com pessoas que estejam doentes, já que o vírus circula pelo ar e é transmitido pelo contato.

Uma grande preocupação é a pneumonia. De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), esta doença respiratória, que pode ser por vírus ou bactéria, é a principal causa de internação de idosos. Um dos maiores problemas desta doença em pessoas da terceira idade é que nem sempre os sintomas se manifestam. “Quanto mais tardio o início do tratamento, mais complicações podem acometer o paciente, até mesmo em outras doenças pré-existentes, como a insuficiência cardíaca e hipertensão arterial”, relata a enfermeira.

Circulação de ar

Em dias frios, é comum não abrirmos portas e janelas. Isso é um erro muito grave. “Ambientes fechados são mais propícios para a transmissão de doenças virais e bacterianas. Por isso, mesmo que esteja aquele ventinho gelado, deixe alguma janela um pouco aberta, para que o ar circule”, comenta Joely.

De acordo com ela, um dos grandes problemas que muitos idosos enfrentam neste período e nem sempre é observado por quem cuida deles é a desidratação. “Normalmente, eles já não ingerem tanto líquido quanto nós e durante o outono e o inverno esta situação piora, já que eles não sentem sede e nem consomem produtos ricos em água, como sucos e frutas.” Para evitar isso, Joely indica o consumo de, ao menos, três xícaras de chá durante o dia, além de aumentar a oferta de alimentos que contenham mais líquidos, como sopas.

Os cuidados com os idosos:

1 – Utilizar roupas adequadas para as temperaturas baixas para evitar hipotermia;

2 – Ingerir bastante líquido para evitar desidratação, como chás;

3 – Dar preferência para alimentos que contenham mais líquidos, como sopas, legumes, salada de frutas, além dos sucos;

4 – Evitar espaços fechados;

5 – Manter alguma porta ou janela entreaberta para circulação do ar;

6 – Evitar contato com pessoas doentes;

7 – Tomar as vacinas da Gripe e da Pneumo 23;

8 – Não se automedicar: qualquer sintoma de resfriado procure um médico para avaliar o idoso e verificar qual o tratamento mais adequado.

Sobre a Cora

A Cora foi criada em 2015 para oferecer um residencial sênior moderno e romper com as ideias e modelos das antigas casas de repouso. Administrada pela empresa Brasil Senior Living (BSL), tem como objetivo revolucionar o conceito de instituição de longa permanência, com uma experiência única de cuidado, carinho e acolhimento. Entre os diferenciais estão a localização das unidades em regiões estratégicas da cidade, a estrutura projetada e construída para atender às necessidades dos idosos, a visita aberta a qualquer hora do dia, o atendimento assistencial 24 horas e os serviços de qualidade com terapias modernas e atualizadas.

As unidades Campo Belo, Villa Lobos, Jardins, Ipiranga, Tatuapé e Higienópolis oferecem mais de mil leitos, com assistência 24 horas e serviços de ginástica em grupo, aula de teatro, cinema, salão de beleza e muito mais.

Endereços:

Campo Belo - Rua Demóstenes, 748
Higienópolis - Rua Marquês de Itu, 816
Ipiranga - Rua Antônio Marcondes, 427
Jardins - Rua Leôncio de Carvalho, 98
Tatuapé - Rua Azevedo Soares, 21
Villa Lobos - Rua Professora Helena Moura Lacerda, 131

Mais informações: www.coraresidencial.com.br



quinta-feira, 17 de maio de 2018

Mais de 1.000 buracos tapados em Guaianases no 1º trimestre



Segundo informações da prefeitura, mais de 1.000 buracos foram tapados em Guaianases no 1º trimestre

Este serviço pode ser solicitado pelos canais da Prefeitura, como: telefone 156, aplicativo SP156 ou na Praça de Atendimento – Rua Hipólito de Camargo, 479


Neste primeiro trimestre de 2018, já foram mais de 1.000 buracos tapados na região de Guaianases (distrito Guaianases e Lajeado), 25% (por cento) a mais do que no ano passado. A equipe de tapa-buraco da Prefeitura Regional Guaianases tem trabalhado intensamente para zerar os SAC’s deste serviço.

Ao todo foram 11.946 m² de buracos tapados com a utilização de 1.486 toneladas de massa asfáltica. Tudo isso para prevenir acidentes ou danos aos veículos dos munícipes.

Este serviço pode ser solicitado pelos canais: telefone 156, aplicativo SP156 e a Praça de Atendimento da Prefeitura Regional Guaianases (Rua Hipólito de Camargo, .479), horário de atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Outras informações:

- Caso o buraco tenha sido aberto pela SABESP, COMGÁS ou outra concessionária de serviços públicos, a responsabilidade por fechar o buraco e fazer o conserto do asfalto é dessas instituições, por isso, a solicitação será encaminhada para lá e finalizada no sistema.

- Caso o buraco resulte de problema em galeria subterrânea que conduz água da chuva, será realizado primeiramente o conserto da galeria, depois a restauração do asfalto.

- Para garantir a qualidade do serviço do tapa-buraco ele não é realizado em dias chuvosos, o que pode resultar em alterações na programação.

BAR DE MADEIRA É DESFEITO PELA PREFEITURA DE GUAIANASES


Equipes de fiscalização e obras realizam desfazimento de bar irregular





Bar de madeira construído em área pública é desfeito pela Prefeitura Regional Guaianases após denúncia

Em uma vistoria realizada pela Equipe de Fiscalização da Prefeitura Regional Guaianases na Rua Jorge Maraccini Pomfilio foi identificado uma edificação de madeira sendo utilizada como bar, construída dentro de praça pública, encostado na escola EMEI Amácio Mazzaropi. Após a vistoria a equipe de obras foi acionada para executar o desfazimento, tendo em vista que trata-se de um bar irregular e construído em área pública.