Nossos Vídeos

quinta-feira, 6 de maio de 2021

Acessórios usados pela Juliette no BBB são sucesso; saiba quais usar



Agência de modelos Max Fama preparou esse editorial para você arrasar como a grande vencedora do reality


O Big Brother Brasil terminou neste terça-feira (04) e já deixa saudades, né? Como esperávamos, uma das grandes protagonistas desta edição do reality, Juliette, sagrou-se campeã. E não foi com qualquer percentual não, ela teve mais de 90% dos votos, um sucesso. Dentro da casa mais vigiada do Brasil ela não só nos emocionou e trouxe lições, como ditou tendência com suas maquiagens incríveis e, claro, com acessórios baphônicos.

“Já podemos considerar a Juliette como um ícone da moda. Ela tem personalidade e nos mostrou que podemos ser quem a gente é sem medo de ser feliz”, relata a produtora de moda da agência de modelo Max Fama, Carolina Souza. “O que falar dos acessórios usados por ela? Está todo mundo atrás, isso que é influencer. Aqui na agência preparamos esse material para todas as mulheres que se identificaram com ela e querem entrar na moda. O mais legal é que as peças podem ser encontradas em qualquer comércio popular a preços mega acessíveis, só não entra na Juliette mania quem não quiser”, finaliza.

Para você fazer bonito como a Juliette, a agência de modelos Max Fama preparou esse editorial incrível para você arrasar como a mais nova milionária do Brasil. Confira!


Créditos

Tiara - Acervo
Piercing fake - Acervo
Brinco chuva de prata - Ammo Joias

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Governo federal já investiu quase 5 bi em vacinas contra Covid-19, este ano



O secretário especial de Fazenda, do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior, apresentou, nesta segunda-feira (3), uma análise dos impactos fiscais das medidas de enfrentamento à Covid-19 nas contas do governo federal, aos parlamentares da Comissão Temporária da Covid-19, no Senado.

A previsão do governo é investir mais de R$ 92 bi no enfrentamento da Covid-19 e, até agora, mais de R$ 20 bi já foram pagos. O Auxílio Emergencial teve R$ 9,7 bi, o Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) R$ 630 milhões, as despesas adicionais dos ministérios R$ 5 bi e aquisição de vacinas R$ 4,6 bi.

“A política fiscal segue em um ambiente que nos permite avançar, com uso desses recursos públicos, que são escassos, mas que tentamos tratar de maneira mais direta, transparente e efetiva, para o combate às mazelas trazidas pela pandemia que o mundo enfrenta”, explicou Waldery Rodrigues Júnior.

A prestação mostra que o governo já gastou, ao todo, cerca de R$ 544 bi. Em 2020, foram R$ 524 bi gastos, em um total previsto de R$ 604 bi. Apenas com o pagamento do Auxílio Emergencial foram desembolsados mais de R$ 300 bi e as transferências aos estados e municípios somaram quase R$113 bi, no ano passado.

A excepcionalidade dos gastos, já que foram em decorrência de uma pandemia inesperada, interferiu negativamente no resultado primário das contas do governo no ano passado, que são as diferenças entre as receitas e gastos primários usados para o custeio de folhas de pagamento e investimentos em obras, por exemplo.

Em 2020, o resultado primário foi de menos 10% do valor do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas do país, no ano. As despesas pularam de 19,5% para 26% sobre o valor do PIB, e a receita líquida foi de 16,2% do valor do produto.

Para Waldery, a pandemia, de certa forma, desafia o governo a ser mais criterioso na preservação dos recursos para o enfrentamento da Covid-19, sem desequilibrar as contas públicas.

“O enfrentamento da pandemia, de forma legítima e direta, nos trouxe a um outro posicionamento fiscal com gasto primário muito elevado, e mantido, naquele momento, de forma mais contida no ano de 2020, para que nos dê condições de prontamente responder aos novos desafios no atendimento à Covid-19”, ressaltou.


Vacinação

Nesta segunda-feira (3), o Ministério da Saúde começou a distribuir 1 milhão de vacinas da Pfizer/BioNTech contra Covid-19 nos estados. O carregamento chegou ao Brasil na última quinta-feira (29). Cerca de 500 mil doses são necessárias para aplicação da primeira dose do imunizante e a orientação do MS é que a vacina da Pfizer/BioNTech seja disponibilizada para uso em pessoas com comorbidades, gestantes e pessoas com deficiências permanentes.

O transporte e acomodação do novo tipo de vacina foram organizados para manter os imunizantes estocados em ambientes com temperaturas exigidas de -20°C. Nas salas de vacinação a temperatura de estoque da vacina pode variar entre 2°C e 8°C.

Desde janeiro, o Ministério da Saúde já distribuiu mais de 70 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 nos estados. O alcance é estimado em 43,7 milhões de pessoas.


Royal Face cresce e oferece mais de 150 novas vagas de emprego em seis estados

As vagas são para os Estados de Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo com salários de até R$5 mil

Mesmo com a Pandemia, a área da saúde e beleza está se reinventando vem se mostrando uma das mais promissoras para quem está em busca de uma profissão ou até mesmo especialização.

Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento de Saúde Beleza e Bem-Estar sentiu pouco os impactos da pandemia e fechou 2020 com crescimento de 3,1% no faturamento, sendo o melhor desempenho do setor no período.

De acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério da Economia, o Brasil abriu 184.140 novas vagas de emprego com carteira assinada em março de 2021. No sistema de franquias, ano passado foram gerados mais de 1,2 milhões de novos empregos.

Nesse cenário de ofertas, a Royal Face, rede de franquias brasileira de clínicas especializadas em estética facial e corporal, está em fase de expansão e por isso oferece mais 153 vagas nas áreas administrativas, de saúde e comercial paras unidades da rede, sejam elas inauguradas ou em fase de implantação.

As vagas são para os Estados de Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, para os cargos de Recepcionista, Consultor, Farmacêutica, Biomédica, Enfermeira, Analista, Atendente Comercial entre outros. Os salários variam de R$1.500 a R$ 5mil.

A maioria das vagas da Royal Face exige experiência na área. A escolaridade varia de Ensino Médio para os cargos da área comercial e recepcionista, Ensino Superior para gestor e Pós-Graduação para biomédicos, farmacêuticos e enfermeiros.

Como medida de prevenção contra a covid-19, as etapas do processo seletivo e treinamento da Royal Face foram adaptadas para serem totalmente online. Os interessados podem buscar mais informações sobre as vagas, as cidades e se inscrever pelo site: https://jobs.solides.com/royalface.

Atualmente, a marca já possui 89 unidades inauguradas e 122 em fase implantação com operação em todas as regiões do Brasil. Essas novas unidades geraram cerca de 600 empregos diretos e mais de 2 mil indiretos para o País.

Fundada em Curitiba em 2015 pela dentista Doutora Andrezza Fusaro, a Royal Face é associada à Associação Brasileira de Franchising (ABF) e atua desde 2018 no sistema de franquias sendo gerida pelo Grupo Up Franquias com três modelos de negócios: Slim, Standard e Premium. O investimento inicial é a partir de R$ 159 mil, com um faturamento para o franqueado que pode chegar até R$ 2,6 milhões anuais, dependendo do modelo.

Sobre a Royal Face

Rede de franquias do segmento de Saúde, Beleza e Bem-Estar associada a ABF, lançada em novembro de 2018, especializada no segmento de tratamentos estéticos em harmonização facial e corporal a preços baixos. A Royal Face já realizou mais de 200 mil procedimentos, beneficiando mais de 160 mil clientes. A acessibilidade ao tratamento com o Carnê da Beleza foi o carro-chefe para o grande crescimento da Royal Face em três anos de operação. Atualmente, a marca está presente em 17 estados com 89 unidades inauguradas e 122 em fase de implantação com operações em todas as regiões do Brasil. Site: https://www.royalface.com.br




google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0