Nossos Vídeos

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

INICIA O SEGUNDO CICLO DE AUXÍLIOS EMERGENCIAIS



A Caixa econômica Federal inicia, nesta sexta-feira (28), o Ciclo 2 de pagamentos das parcelas do Auxílio Emergencial. Os beneficiários nascidos em janeiro serão os primeiros a perceber o dinheiro do repasse. Nesta fase, foram incluídos três novos públicos. No total, quase quatro milhões de brasileiros vão receber o benefício.

Neste novo ciclo, serão beneficiados os trabalhadores que fizeram o cadastro nas agências dos Correios entre 2 de junho e 8 de julho; que fizeram a contestação pelo site da Caixa ou aplicativo, de 3 de julho a 16 de agosto; e beneficiários que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores, mas tenham tido o pagamento reavaliado em agosto.

O calendário de pagamentos do benefício é organizado em ciclos de crédito em conta Poupança Social Digital e saque em espécie. Os trabalhadores recebem a parcela a que têm direito no período de acordo com o mês de nascimento.



#governo #auxilioemergencial 

***

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

7 maneiras de promover e manter a felicidade dos colaboradores e a produtividade da empresa

A ciência já provou que funcionários felizes dão lucro para qualquer empresa. Para os empresários, o difícil é equilibrar as variáveis desta equação, aparentemente simples (funcionário feliz + empresa feliz = lucro). Segundo o livro “O Jeito Harvard de se Feliz”, de Shawn Achor, nós não precisamos do sucesso para sermos felizes e sim o contrário, a felicidade potencializa nossos resultados, produtividade e ganhos financeiros.

O cientista Renner Silva, engenheiro, mestre em Ciência da Educação e professor da PUC Minas Gerais na disciplina Ciência da Felicidade e Bem-Estar, aponta os caminhos para que uma empresa consiga melhorar significativamente o seu clima organizacional e, consequentemente, ter maior produtividade e lucro. “Muitas de nossas empresas atendidas estavam se preocupando com o treinamento de vendas, mas não sabiam que mais de 50% dos colaboradores estavam em estado leve, moderado ou agudo de depressão”, comenta Renner.

Segundo o estudioso em neurociências, é primordial que os gestores saibam como criar um ambiente positivo, que estimule um astral bom entre os colaboradores. “Nossas aflições dores e sofrimentos só existem em nossa mente, e sentimentos como ansiedade, culpa, medo, angústia, estresse, depressão e dependência emocional estão diretamente ligados aos nossos pensamentos, para não dizer, tão somente ligada a eles”, explica Renner Silva. “Sabendo disso, fica fácil entendermos porque pesquisas ao redor do mundo mostram uma eficiência muito maior das pessoas cientificamente felizes quando comparadas às demais.”

Mas também é importante frisar que não estamos falando de contos de fadas e nem de satisfazer todas as vontades do colaborador, afinal estamos falando de empresas, negócios geridos por pessoas onde buscamos sempre o melhor caminho para o aumento de lucro e produtividade. Segundo Marcial Francisco Losada, psicólogo, consultor e ex-diretor do Centro de Pesquisa Avançada de Ann Arbor, Michigan, existe uma razão entre interações positivas e negativas dentro do ambiente de trabalho. Cobranças, metas, feedbacks são essenciais para o desempenho máximo da equipe, mas também as interações positivas que promovam o bem-estar, melhora no clima organizacional e assim engajamento e pertencimento dos membros da equipe.

Confira algumas dicas para manter a felicidade – e a produtividade – dos colaboradores em tempos normais (ou mesmo em tempos de pandemia), elencados pelo especialista e mais usadas em suas consultorias de gestão de Felicidade Corporativa e que mias trouxeram resultados nas empresas:

1) Gere significados de cargo

Diferente de descrição de cargo, o significado de cargo é uma das medidas que trazem mais engajamento dos colaboradores com seus ofícios por um dos pilares de nossa felicidade, o “propósito” de vida. Segundo uma pesquisa realizada em um hospital pela Universidade de Harvard, em quadros gerais, a equipe de limpeza era muito mais engajada com seu trabalho do que os médicos. Questionados quanto ao que faziam, os funcionários disseram que não apenas limpavam, mas que também salvavam vidas, impedindo que doenças alcançassem os pacientes ao deixarem tudo limpo e esterilizado. Já alguns médicos, por outro lado, relataram apenas que atendiam pacientes e realizavam cirurgias. Então, um treinamento e um programa de significado de cargo, definido e escrito pelos próprios colaboradores, aumenta significativamente seus indicadores usando como ferramenta o pilar propósito.

2) Promova o Dia da Gratidão

Você já deve ter ouvido falar que gratidão faz milagre. E esta é uma verdade. Para que você entenda rapidamente, a gratidão é uma emoção positiva muito poderosa. Nossa felicidade está diretamente ligada a algum tipo de emoção positiva e, como nossa mente não processa dois tipos de emoções – positivas e negativas – ao mesmo tempo, a gratidão espanta outras emoções negativas, como as que geram reclamações, queixas, fofocas, discórdia, raiva, brigas e desentendimentos. Desta forma, a gratidão melhora em muito o clima organizacional.

Infelizmente, nossa mente, naturalmente, tende a ser ingrata. Damos mais valor a mil reais que perdemos do que a mil reais que ganhamos. Mas, felizmente, sabemos disso. Então, temos a responsabilidade de trazer à memória dos nossos colaboradores momentos bons ou ruins que aconteceram na semana e para os quais somos gratos de alguma forma. Promover um dia por mês para que os colaboradores se mostrem gratos por algo tende a melhorar o clima da empresa.

3) Escolha a melhor foto de passeio com família

Hoje em dia, somos tão cobrados e, por isso, trabalhamos tanto que às vezes esquecemos da importância de nossa presença em nossas famílias, dos momentos de lazer etc. Ao fortalecer o pilar “relacionamentos de qualidade”, este é um programa que tem tudo para ser um sucesso entre os colaboradores. Consiste em promover uma premiação, em dinheiro ou não, em um concurso votado pelos próprios colegas, estimulando os colaboradores a investirem algum tempo com a sua família – e valorizarem isso na forma de fotos. Para gerar maior engajamento, pode haver mais de um prêmio ou categoria, como a foto mais bonita, a mais criativa, a mais engraçada.

4) Alinhe metas

Todos sabemos que empresas têm metas e elas só são alcançadas se as metas dos colaboradores forem atingidas. Porém, existe um equívoco em acharmos que a meta do colaborador é apenas a meta que a empresa lhe propõe. Esse é um dos maiores motivos de desengajamento, queda de produtividade e um conturbado clima organizacional. A solução é simples: o líder de cada grupo precisa estar mais próximo e ter um tempo individual com cada liderado. Nesse tempo, eles irão colocar no papel as metas da empresa, onde a empresa pretende chegar e as metas pessoais do colaborador, que pode ser a compra de uma casa, um carro, uma moto, a faculdade do filho, uma viagem etc. Basta que o colaborador perceba que a empresa, por meio do seu líder, está preocupada com a sua meta pessoal, mentorando-o para um maior desempenho, para que o cenário mude. Assim, genuinamente, a empresa não cobrará a produtividade pelas metas impostas pela empresa, mas, sim, fazendo um paralelo com o sonhado moto, carro ou viagem do funcionário.

5) Ofereça um programa de meditação e mindfulness

Assim como programas de ginástica laboral são muito úteis, atividades voltadas à saúde mental são essenciais, uma vez que os distúrbios como a ansiedade são mais incidentes do que os físicos. Poucas coisas têm o poder de tirar seu colaborador do eixo como a ansiedade – enquanto ele está com um pensamento no futuro, com preocupação excessiva, não está produzindo. A produção só acontece quando a mente está no mesmo estado presente que o corpo – nosso corpo físico só vive no presente, mas nossa mente não. Um aplicativo desenvolvido para uma pesquisa em Harvard mostrou que os alunos passavam 47% do tempo com a mente vagando. Programas como meditação e mindfulness (atenção plena) estão entre os melhores exercícios para o combate da mente vagando.

6) Crie uma faculdade corporativa

Ao contrário do que já foi no passado, hoje é muito fácil abrir um curso com a chancela de uma faculdade, até mesmo dentro do espaço físico da empresa. Além de aumentar o nível da entrega dos colaboradores, oferecer a oportunidade de cursar uma graduação aumenta a autoestima, por meio do pilar “realização”, e o engajamento com o trabalho. É uma solução que visa à qualificação técnica do profissional, mas que também vem acompanhada de comodidade, satisfação pessoal e profissional, em um pacote que muitas vezes o colaborador não teria condições de obter sem a ajuda da empresa.

7) Disponibilize um fone 24 horas

Mais de 1 milhão de pessoas tiram a própria vida todos os anos, e isso não acontece de uma hora para outra. É resultado de conflitos mentais, dores e problemas que não foram resolvidos e que se acumularam ao longo do tempo. Acredite, dentro da sua empresa existem suicidas em potencial.

Todos temos vários tipos de problemas. Alguns de nós explodimos e colocamos para fora, outros não. Uns têm com quem conversar e desabafar, outros não. Independentemente de idade, sexo, cor ou condição financeira, todos estamos sujeitos a uma série de distúrbios.

Um dos investimentos mais baratos que uma empresa pode fazer, cumprindo seu papel social perante a sociedade, é ter um número de telefone, de preferência 24 horas, com profissionais competentes, psicólogos etc., para que possam ouvir de forma segura e sigilosa seus colaboradores. Esse programa pode se estender para atendimentos terapêuticos semanais, e os resultados tendem a ser os melhores possíveis.

***

terça-feira, 25 de agosto de 2020

BRASIL TEM PREJUÍZO DE R$505 BILHÕES COM A CRISE ATUAL

 


Dados divulgados pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia (SPE/ME) apontam que o Brasil concentrou de despesas direcionadas ao enfrentamento da atual crise um valor de R$ 505,4 bilhões. A situação resulta em uma projeção de um déficit primário do governo central de quase R$ 800 bilhões. O valor representa 11% do PIB nacional. 

O documento revela, ainda, que os esforços fiscais do Brasil no enfrentamento da crise estão entre os mais altos, em termos percentuais do PIB, em relação a outros países em desenvolvimento e, inclusive, a países desenvolvidos.

De acordo com outro balanço divulgado pela Secretaria Especial de Fazenda, o esforço fiscal brasileiro já atingiu 7,3% do PIB esperado para 2020. A taxa ficou muito acima da média de 4,1% para 17 países em desenvolvimento e, também, acima da média de 30 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico/OCDE, que é de 6,3%.

O levantamento aponta que a maior parte deste esforço fiscal é referente ao pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 destinado a trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) de famílias de baixa renda. 


***

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

NATINHO DO SINDICATO É CONDENADO POR CAMPANHA ELEITORAL ANTECIPADA


Natinho do Sindicato 


O Ministério Público Eleitoral em Pernambuco pede que um pré-candidato a prefeito seja condenado por propaganda eleitoral antecipada, por ter promovido os chamados “showmícios”. Claudynadson Gomes da Cruz, conhecido como Natinho do Sindicato, é pré-candidato no município de Mirandiba (PE). Em outubro de 2019, ele promoveu uma festa de aniversário em praça pública, já se promovendo como candidato e divulgando o número do partido. Já em fevereiro ele também promoveu um evento se posicionando como candidato e divulgando o número do partido.

Em primeira instância, ele foi condenado, mas recorreu, defendendo que os eventos não tinham como objetivo as eleições deste ano. Mas o Ministério Público Eleitoral defendeu que a divulgação do número do partido e o uso de slogans eleitorais junto a apresentações musicais configura os chamados “showmícios”, onde uma apresentação artística serve como divulgação de um candidato.

#ELEIÇÕES2020


*****


domingo, 23 de agosto de 2020

IBGE: POBRES CONSOMEM MAIS ARROZ E FEIJÃO E MENOS INDUSTRIALIZADOS


As famílias com renda mais baixa consomem mais arroz, feijão, pão francês, farinha de mandioca, milho e peixes frescos do que aquelas com renda mais alta. Já a maioria das frutas e produtos industrializados está mais presente na mesa das pessoas com maior rendimento. Essa é uma das conclusões da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018: Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil, divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira (21). 

O consumo de frutas, verduras e legumes foi menor entre os adolescentes que entre adultos e idosos, com exceção da batata inglesa e do açaí. Os mais jovens consomem mais os alimentos ultraprocessados, como os salgadinhos chips, salsicha e refrigerantes. 

Inflação no mês de julho é a maior desde 2016

Setor de serviços registra alta de 5% em junho, após quatro meses de queda

No recorte por sexo, a POF aponta que as mulheres comem mais verduras, legumes e frutas do que os homens. Bolos, biscoitos, doces, leites e derivados também são mais frequentes na mesa das brasileiras. De acordo com a pesquisa, eles consomem mais quase todos os outros alimentos e bebem o triplo de cerveja. 

A POF também indica que nos últimos dez anos os brasileiros ingeriram menos gorduras saturadas e consumiram menos fibras. A média do consumo de fibras passou de 20,5g em 2008 para 15,6% em 2018, o que pode corresponder à queda no consumo de feição, cuja frequência no prato caiu de 72,8% para 60% no período. 

Continue Lendo


Fonte: Brasil 61


***

sábado, 22 de agosto de 2020

MINISTRO ALEXANDRE DE MORAES VOTA A FAVOR DA COTA DE NEGROS NO FUNDO ELEITORAL


Ministro Alexandre de Moraes, do STF, vota a favor das cotas para negros no Fundo Eleitoral


Deve continuar na próxima terça-feira (25) o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a destinação de verbas do Fundo Eleitoral para candidatos negros nas próximas eleições. O julgamento também analisa se o tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão também deve ser distribuído a candidatos.

Na última sessão, foi a vez do Ministro Alexandre de Moraes votar a favor da criação de uma cota para negros no Fundo Especial de Financiamento de Campanhas (FEFC), de forma semelhante do que acontece para candidatas mulheres. Moraes defendeu que o sistema deve garantir igualdade de oportunidades para todos os candidatos. Segundo ele, a forma que o sistema político funciona atualmente perpetua desigualdades.

Moraes também defendeu que seja criada uma regra de transição em que os recursos e o tempo de TV deve corresponder à quantidade de candidatos negros que participaram das últimas Eleições Municipais. Se um determinado partido tinha 10% dos candidatos negros em 2016, significa que 10% da verba do Fundo Eleitoral e 10% do tempo de TV e rádio precisariam ser destinados obrigatoriamente aos candidatos negros que estejam concorrendo neste ano. 

A suspensão ocorreu por um pedido de vista do ministro Og Fernandes. O assunto deve ser retomado na próxima terça-feira (25).


***


sexta-feira, 21 de agosto de 2020

EUA AGILIZAM ENTRADA DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE PARA O COMBATE À PANDEMIA





Com a pandemia do novo coronavírus, a demanda por profissionais de saúde cresceu em todo o mundo. Nos Estados Unidos, que já contabilizam mais de cinco milhões de infectados e 173 mil mortos, a entrada de médicos e médicas estrangeiros cresceu e o país se viu obrigado a manter os imigrantes na linha de frente.

A ideia é recuperar 40 mil vistos americanos não utilizados e dar celeridade ao processo de imigração de médicos e enfermeiros. O objetivo é garantir o atendimento em meio à pandemia.

Em 2019, a Associação de Colégios Médicos Americanos estimou que, até o ano de 2030, haverá uma defasagem de mais de 120 mil médicos nos EUA. Em março deste ano, o Departamento de Estado local publicou em seu site um comunicado em que incentiva médicos e enfermeiros estrangeiros a trabalharem no país em troca de um visto de permanência, que pode se estender por até sete anos.


Fonte: Brasil 61





MUNICÍPIOS É QUE VÃO DECIDIR DATA DA VOLTA ÀS AULAS



O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), afirmou nesta quarta-feira (19) que os municípios do estado vão ter autonomia para seguir ou não o cronograma de retorno às aulas definido pelo governo estadual. A Secretaria de Educação de São Paulo autorizou a volta presencial, tanto da rede pública como privada, a partir de 8 de setembro, para a educação infantil e os primeiros anos do ensino fundamental.

No entanto, segundo a pasta, essas escolas devem estar localizadas em regiões que estejam há pelo menos 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo, protocolo que traz diretrizes para a retomada econômica em todo o estado e obedecer o limite máximo de alunos por sala de aula em cada modalidade de ensino. O retorno efetivo, para todas as modalidades de ensino, mas ainda com restrições, está previsto para ocorrer em 7 de outubro.

Após três meses de paralisação, escolas de todo o país vivem incerteza sobre volta às aulas

O secretário de Educação, Rossieli Soares, ressaltou que cada prefeitura pode criar calendários próprios e até mesmo critérios mais rigorosos, conforme a situação epidemiológica de cada cidade. No entanto, a decisão deve valer para escolas públicas e privadas.



Fonte: Brasil 61


***



quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Ana Maria Braga traz 4 receitas práticas do seu site

Frente fria mais forte do ano pede sopa para esquentar
Ana Maria Braga traz 4 receitas práticas do seu site


A meteorologia já alertou, a partir desta noite teremos a onda de frio mais forte do ano, com temperaturas abaixo de 10 graus. Para ajudar a esquentar o corpo e o estômago, Ana Maria Braga separou 4 receitas de sopas muito rápidas e fáceis de fazer. Todas as receitas e muitas outras estão disponíveis no site: anamariabraga.globo.com.

A promessa é que a frente fria dure até domingo, então seguem as receitas para esquentar cada dia. A sugestão para quinta é Sopa de Abóbora com Cenoura, na sexta, a opção fica por conta da Sopa cremosa de mandioca. Sábado a escolha é por uma reforçada Sopa de feijão com macarrão e espinafre e para finalizar uma Canja de galinha na panela de pressão no domingo.




Sopa de abóbora com cenoura
Nível Fácil
Preparo em 25min
Rende 4 porções

Ingredientes
3 colheres (sopa) de azeite de oliva (45 ml)
1 cebola grande picada
3 dentes de alho picados
2 colheres (chá) de gengibre ralado
½ abóbora japonesa sem casca em cubos
4 cenouras picadas
1,5 litro de água quente
Sal a gosto
Pimenta calabresa em flocos para salpicar

Modo de preparo
Em panela grande, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho até dourarem levemente. Junte os demais ingredientes e deixe cozinhar até a abóbora e a cenoura ficarem macias e ainda restar líquido suficiente para bater.
Bata a mistura no liquidificador até homogeneizar e, se necessário, reaqueça. Sirva salpicada com pimenta calabresa e regada com 1 fio de azeite.






Sopa cremosa de mandioca
Nível Fácil
Preparo em 50min
Rende 6 porções

Ingredientes
2 litros de água
2 tabletes de caldo de carne
500 g de mandioca descascada e cortada em pedacinhos
2 tomates maduros sem sementes picadinhos
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 cebolas médias picadas
4 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
1 pimenta dedo-de-moça sem sementes picada
Sal
100 g de bacon cortado em cubinhos
1 paio cortado em cubinhos (cerca de 150 g)
1 linguiça calabresa defumada cortada em cubinhos (cerca de 150 g)
5 dentes de alho amassados
250 g de coxão mole cozido com temperos e desfiado

Modo de preparo
Junte a água com os tabletes de caldo de carne e a mandioca e leve ao fogo médio até levantar fervura. Cozinhe por cerca de 25 minutos ou até a mandioca ficar macia. Deixe esfriar.
Transfira o conteúdo da panela para o copo do liquidificador e bata até obter um creme. Reserve.
Em uma tigela, misture o tomate com o azeite, metade da cebola, metade do cheiro-verde e a pimenta e tempere com sal a gosto. Reserve.
Em panela grande, frite o bacon com o paio, a calabresa, o alho e a cebola restante por 15 minutos ou até dourarem. Adicione a mistura de tomate (reserve um pouco para decorar) e o coxão mole desfiado e misture bem. Acrescente o creme de mandioca reservado e cozinhe por cerca de 5 minutos, mexendo sempre, até aquecer bem.
Salpique o cheiro-verde restante e sirva em seguida, decorada com o tomate temperado reservado.





Sopa de feijão com macarrão e espinafre
Nível Fácil
Preparo em 25min
Rende 2 porções

Ingredientes
2 xícaras (chá) de feijão cozido e temperado (com caldo)
Água, sal, alho
1 xícara (chá) de massa curta (estrelinha, pai-nosso, ave-maria) cozida
1 maço de espinafre picado

Modo de preparo
Bata o feijão no liquidificador e leve ao fogo com água, sal e alho a gosto (quanto mais água, mais ralo).
Quando ferver, junte a massa cozida e o espinafre e deixe cozinhar por uns 5 minutos.





Canja de galinha na panela de pressão
Nível Fácil
Preparo em 15min
Rende 6 porções

Ingredientes
250 g de peito de frango sem pele e com osso
5 xícaras (chá) de água fervente
1 colher (sopa) de manteiga
½ cebola picada
3 dentes de alho picados
½ xícara (chá) de arroz sem lavar
1 xícara (chá) de batata em cubinhos
1 xícara (chá) de cenoura em cubinhos
1 xícara (chá) de ervilha congelada
1 lata (200 g) de milho escorrido
2 colheres (sopa) de salsinha picada
Sal e pimenta-do-reino branca

Modo de preparo
Coloque o peito de frango com a água na panela de pressão, tampe e cozinhe em fogo médio por 10 minutos após o início do apito.
Espere a pressão sair naturalmente para abrir a panela e verifique se a carne está macia. Desfie o frango (descarte o osso) e reserve o caldo.
Na mesma panela, derreta a manteiga em fogo médio e refogue a cebola e o alho até começarem a dourar. Adicione o frango desfiado e frite por 2 minutos.
Acrescente o caldo do cozimento reservado e os demais ingredientes, tempere com sal e pimenta a gosto e espere ferver.
Abaixe o fogo, tampe e cozinhe por 10 minutos, marcados após o início do apito. Espere a pressão sair naturalmente para abrir a panela e servir


COMPRE AQUI





segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Cirurgia de Fox Eyes é um dos procedimentos mais procurados na pandemia

Especialista explica sobre a técnica que realça o olhar


O uso obrigatório de máscaras, mais do que nunca, vem colocado os olhos em destaque. Por isso, um dos procedimentos mais procurados pelas mulheres durante a pandemia tem sido o Fox Eyes, ou olhos de raposa, como é popularmente conhecido. A técnica é popular por realçar o olhar, deixando o rosto mais harmonioso com uma expressão mais sensual.

O procedimento pode ser realizado de duas formas, não cirúrgica ou cirúrgica. A técnica não cirúrgica é menos invasiva, porém o resultado não é definitivo, pode durar até 24 meses, dependendo do procedimento escolhido. O efeito fox eyes pode ser alcançado com aplicação de toxina botulínica, lifting palpebral ou fios de PDO.

Para quem deseja um resultado definitivo, a cirurgia é a opção mais indicada. Ela irá ajudar a abrir o olhar e contribuirá para a harmonização facial. “É uma técnica que deixa a região periocular com olhar mais feminino e expressivo. A cirurgia é realizada com técnicas de elevação da região lateral dos olhos. Recomenda-se que o procedimento seja realizado com anestesia local e sedação para que o paciente se sinta mais confortável. Com o passar do tempo as cicatrizes tornam-se imperceptíveis ” – explica Dr. André Borba, especialista em oculoplástica.

A cirurgia de fox eyes pode ser combinada com a blefaroplastia (excesso de pele e bolsas de gordura das pálpebras), assim o paciente deixa de ter um olhar cansado e triste. A cantoplastia (cirurgia do canto dos olhos) associada a blefaroplastia pode ser indicada para alcançar o resultado almejado, “o procedimento cirúrgico consiste em modificar a posição do canto lateral da pálpebra inferior, deixando-o mais elevado” – comenta Dr. Borba.

Já o lifting de supercílio, que é a cirurgia para elevação da cauda da sobrancelha, pode ser realizado de maneira direta ou por cirurgia endoscópica, por dois cortes pequenos no couro cabeludo, na região frontal ou pela pálpebra superior. “É uma cirurgia que pode ser realizada em muitos casos e as técnicas variam de acordo com o grau de suspensão desejada e a quantidade de pele excedente local”, complementa Dr. Borba.

A cirurgia de fox eyes é indicada para pessoas que desejam resultados mais definitivos, mas “vale ressaltar que cada pessoa tem características faciais únicas e que a técnica a ser utilizada será de acordo com o gosto da pessoa e com o que o cirurgião achar ser o ideal, de forma que atenda as expectativas do paciente” – finaliza Dr. André Borba.

Decisão do STF julga inconstitucional a suspensão de advogados por inadimplência de anuidades

Especialista em Processo Tributário comenta os desdobramentos da medida sobre o Estatuto da OAB


Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) realizou um importante julgamento sobre o Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a maioria dos juízes entendeu que é inconstitucional a suspensão realizada por conselho de fiscalização profissional do exercício laboral de seus inscritos por inadimplência. Em suma, a cobrança da anuidade por parte da instituição não pode impedir a atividade profissional dos advogados.

O único divergente durante a votação foi o ministro Marco Aurélio Mello. Além da OAB, a decisão do Supremo abrange outros conselhos profissionais, como o Conselho Regional de Medicina (CRM), o Conselho Regional de Contabilidade (CRC), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), o Conselho Regional de Odontologia (CRO), entre outros.

O professor e especialista em Processo Tributário, Caio Bartine, aponta que o problema não foi a decisão em si, mas sim os desdobramentos posteriores que a medida deve ocasionar. “Se foi assim julgado e serve de repercussão geral, teremos vários desdobramentos. Se realmente ficou caracterizado que a anuidade da OAB é um tributo, havendo inadimplência, ela deve ser escrita em dívida ativa, proposta e ajuizada uma execução fiscal. Isso fará com que tenhamos uma proliferação de medidas executivas, por parte da OAB, na cobrança das anuidades”, explica o professor.

“Se o Supremo Tribunal Federal diz que é um tributo, fatalmente eu vou utilizar de um mecanismo, que a própria legislação me dá. E que irá se sujeitar a todo um regramento tributário próprio. A não ser que se crie, novamente, algo híbrido, como tivemos no passado”, aponta.

O especialista acredita que a ausência de um tributarista na corte suprema faz falta e questiona se foi levado em consideração todos os desdobramentos da decisão, que deve ocasionar um aumento da própria judicialização de execuções para cobrança dos inadimplentes. “Será que o STF, ao julgar esse tema, levou em consideração a consequência jurídica e a repercussão desta decisão? ”, questiona Bartine.

Para o professor, o Supremo, ao entender que a OAB não poderia suspender o inadimplente, coloca que a anuidade da entidade teria natureza tributária. “É uma sanção política em uma matéria tributária”, finaliza.


PERFIL DA FONTE


Caio Bartine – Advogado na área de Direito e Processo Tributário. Doutor em Direito, com MBA em Direito Empresarial (FGV), sócio do escritório HG Alves. Professor de planejamento tributário do MBA em Marketing da FIA/USP. Professor de pós-graduação da Escola Paulista de Direto – EPD. Coordenador de Direito Tributário do Curso Damásio Educacional. Coordenador dos cursos de pós-graduação de Direito Tributário e Processo tributário. Procurador-Chefe da Procuradoria Nacional de Justiça do Conselho Federal Parlamentar. Vice-Presidente do Instituto Parlamentar Municipal – INSPAR.


 

domingo, 16 de agosto de 2020

ViewSonic expande sua linha de monitores de jogos com dois novos modelos



O XG2705 e o XG2405 maximizam o desempenho dos jogos com recursos e funcionalidades a preços competitivos.


A ViewSonic Corp., provedora global líder de soluções de visualização, continua a expandir sua linha de monitores de jogos com a adição do XG2705 e XG2405; dois novos modelos que oferecem aos jogadores profissionais a melhor experiência com uma excelente relação custo-benefício.

O XG2705 e o XG2405 são construídos com resolução Full HD de 1080p, painel SuperClear® IPS e são projetados para configurações de várias telas e um quadro sem três bordas. Esses monitores atingem um excelente tempo de resposta de 1ms (MPRT) com uma taxa de atualização de 144Hz para melhor desempenho, liberando a tela de imagens e sombras tremidas. Juntamente com a tecnologia FreeSync Premium, o XG2705 e o XG2405 praticamente eliminam a oscilação da bandeira e a oscilação da tela para jogos mais suaves.

Monitor de jogos XG2705

- Monitor de jogos de 27 polegadas com resolução nativa de 1080p Full HD.

- Taxa de atualização de 144Hz e tempo de resposta de 1ms (MPRT).

- Tecnologia AMD FreeSync Premium.

- Suporte totalmente ergonômico com ajuste de altura, rotação, inclinação e giro.

- Opções de conectividade, incluindo DisplayPort e HDMI.

Monitor para jogos XG2405

- Monitor de jogos IPS de 24 polegadas com resolução nativa de 1080p Full HD.

- Taxa de atualização de 144Hz e tempo de resposta de 1ms (MPRT).

- Tecnologia AMD FreeSync Premium.

- Suporte totalmente ergonômico com ajuste de altura, rotação, inclinação e giro.

- Opções de conectividade, incluindo DisplayPort e HDMI.

"Queríamos expandir nossa linha de monitores de jogos para incluir alguns monitores de nível básico, mas com tecnologias de alto desempenho", disse Jason Maryne, gerente de marketing de produtos da ViewSonic America. “Os monitores XG2705 e XG2405 possuem recursos que fornecem carregamento suave de quadros e gráficos pop-up em sequências de ação de alta velocidade. O tempo de resposta de 1 ms garante que as imagens sejam suaves e minimiza o desfoque de movimento. O preço não deve ser um impedimento para obter a melhor experiência de jogo, então a ViewSonic desenvolveu os monitores XG2705 e XG2405 para garantir que jogadores com orçamentos variados possam se divertir e ser competitivos. ”Para mais notícias e informações sobre o ViewSonic, visite o site www.ViewSonic.com/la e siga a empresa no Facebook, LinkedIn, YouTube e Twitter.

Fundada na Califórnia, a ViewSonic é uma provedora líder global de soluções visuais com presença em mais de 100 cidades em todo o mundo. Como empresa inovadora e visionária, a ViewSonic está comprometida em fornecer soluções abrangentes de hardware e software, incluindo monitores, projetores, sinalização digital, displays interativos ViewBoard e o ecossistema de software myViewBoard. Com mais de 30 anos de experiência em soluções de visualização, a ViewSonic estabeleceu uma posição forte ao oferecer soluções inovadoras e confiáveis para os mercados educacional, comercial, consumidor e profissional, ajudando os clientes a "ver a diferença". Para mais informações sobre a ViewSonic, visite www.viewsonic.com/la.

sábado, 15 de agosto de 2020

Cuidados com as crianças em épocas de pandemia


A pediatra Dra. Maria Fernanda de Santis Ramos e a psicóloga Flávia da Silva Corrêa Lourenço, ambas do Consulta Aqui, dão dicas de como proteger as crianças do coronavírus





A necessidade do isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus, causou alterações na rotina de vida de todos. Com as crianças não foi diferente, pois, precisaram se adaptar às mudanças repentinas, se distanciando das escolas, amigos, familiares e das interações sociais. Iniciaram também as aulas online, exigindo, assim, novas habilidades.

“Nesse novo contexto, é importante ficar atento às mudanças de comportamento das crianças, pois, podem expressar sua dificuldade em lidar com o novo. Alguns desses sintomas são angústia, irritabilidade, tristeza, dificuldade para se concentrar e alterações no apetite e no sono.” Explica a psicóloga Flávia da Silva Corrêa Lourenço, do Consulta Aqui.

Os pais podem ajudar seus filhos possibilitando o diálogo constante e honesto, informando sobre o que está acontecendo, explicando que o isolamento social, o uso de máscara e a higienização das mãos são maneiras de combater a pandemia. Falar constantemente sobre os sentimentos, para minimizar o risco de doenças emocionais se instalarem, também é de suma importância.

“Criar rotina, com horário para dormir e levantar, atividades físicas para queimar energia e aumentar a disposição, horário para as refeições, tomar sol, ter momentos em família, delegar algumas tarefas, como arrumar a cama, auxiliar no preparo das refeições, dará a sensação de controle da situação. Incentivar as crianças a realizar vídeo chamadas com familiares e amigos auxilia a criança a criar e manter sua rede de apoio”, complementa a psicóloga.

Já a Dra. Maria Fernanda de Santis Ramos, pediatra do Consulta aqui, explica que o isolamento pode causar uma série de alterações nas crianças. “Fisicamente, podem apresentar aumento ou diminuição de peso, dores de cabeça e de barriga ou outros sintomas inespecíficos”, diz. Ela concorda com a psicóloga que o mais importante é cuidar da saúde mental. “O estresse é o principal problema encontrado e pode levar à dependência excessiva dos pais, desatenção, preocupação, problemas no sono, falta de apetite, pesadelos, desconforto e agitação”.

Quanto aos cuidados que as crianças devem tomar na volta às aulas, prevista em São Paulo para o início de outubro, a médica do Consulta Aqui dá algumas orientações:
Instruir sobre a necessidade do uso de máscara, do álcool gel e da lavagem das mãos;
Ter sempre mais de uma máscara na mochila;
Orientar a não usar bebedouros;
Levar sua própria garrafinha de água e não compartilhar lanche;
Seguir todos os protocolos disponibilizados pela escola.

“Felizmente, as crianças são o grupo menos atingido, porém, algumas doenças crônicas podem ser agravantes, como o diabetes, obesidade, problemas cardíacos e doenças autoimunes. Nesses casos, a atenção deve ser redobrada e o aconselhamento do pediatra se torna indispensável”, finaliza a Dra. Maria Fernanda.

Consulta Aqui (Grupo HAS):


Centro médico oferece exames e consultas a preços acessíveis.

Em um único lugar, o Consulta Aqui oferece mais de 20 especialidades médicas e diversos exames com agilidade e corpo clínico altamente especializado.

Com o slogan “Sua saúde no lugar certo”, o Consulta Aqui, do Grupo HAS, localizado na Lapa, zona oeste da capital paulista, vem conquistando a cada dia mais clientes que encontram ali uma forma de realizar suas consultas e exames a preços competitivos em relação aos cobrados em clínicas e laboratórios da região.

Entre as especialidades médicas, o centro conta com Cardiologia, Bucomaxilo, Cirurgia Torácica, Cirurgia Geral, Cirurgia Plástica, Clínico Geral, Dermatologia, Endocrinologia, Fisioterapia, Gastroenterologia, Ginecologia, Neurologia, Oncologia, Hematologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Pneumologia, Proctologia, Urologia e Cirurgia Vascular.

Contando com um corpo clínico especializado, o Consulta Aqui oferece ainda sessões de fisioterapia - motora, respiratória, neurológica, ortopédica, reumatológica e urológica – além de Reeducação Postural Global (RPG) e drenagem linfática pré e pós-operatória.

Disponibiliza também exames laboratoriais, passando por check-ups (clínico, cardiológico, ginecológico, urológico e pré-operatório), escleroterapia, lavagem de ouvido, até procedimentos estéticos não invasivos, realizados por cirurgiões plásticos e dermatologistas.

Entre os muitos benefícios concedidos aos seus clientes, o Consulta Aqui lançou seu cartão fidelidade. Com ele, além de desconto de 10% a partir da quinta consulta, ao atingir dez carimbos o cliente ganha uma consulta com o especialista de sua preferência.

Serviço:

Endereço:
Rua Barão de Jundiaí, 485 – Lapa - São Paulo – SP
Central de atendimento: (11) 3838 4669
Site: http://www.consultaaqui.com.br/

Planos de saúde credenciados:

ACM SÃO PAULO*- APCEF- AXA ASSISTANCE- ALLIANZ- BRADESCO- CABESP- CAASP*-CAU – SP*- CET- CRECI*- CRUZ AZUL- CARE PLUS- FUNDAÇÃO CESP- GAMA- GEAP-INTERMÉDICA- LIFE EMPRESARIAL- MAPFRE ASSISTÊNCIA- MEDISERVICE- OAB*PLASAC- PORTO SEGURO- SAESP*- SANTAMÁLIA- SÃO CRISTÓVÃO- SBC SAÚDE-SEPACO- SIND. DAS BORRACHAS- SISTEMA TOTAL DE SAÚDE- SULAMÉRICA

*Associados destas entidades, possuem 10% de desconto nas consultas médicas.

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

BUROCRACIA PREJUDICOU TESTES DA VACINA CONTRA O COVID-19



Uma melhor regulamentação das pesquisas clínicas em humanos no Brasil poderia ter tornado mais rápida a pesquisa de vacinas e medicamentos contra a Covid-19. É o que avaliam especialistas e parlamentares que defendem a aprovação do Projeto de Lei 7082/2017, o novo marco legal para pesquisas clínicas em seres humanos.

Atualmente, para que um laboratório consiga permissão para testar um medicamento ou tratamento em seres humanos, uma etapa essencial para que o procedimento seja liberado para aplicação, é preciso conseguir uma série de permissões. Antes da solicitação ser analisada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o pedido deve passar por um dos 843 Comitês de Ética em Pesquisa (CEPs) que existem no país. Em vários casos, precisam também passar pela análise da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

Maioria dos prefeitos médicos teve bom desempenho contra Covid-19

Começam os testes da vacina contra o novo coronavírus no Brasil

Foi o que aconteceu durante as pesquisas sobre medicamentos e vacinas contra a Covid-19, onde o Conep centralizou a decisão de liberar ou não os testes clínicos. "Há mais 700 CEPs espalhados pelo país, todos eles credenciados pela própria CONEP. São mais de 20 anos desde a criação do sistema CEP/CONEP, tempo suficiente para que todos fossem equipados, capacitados e adequadamente fiscalizados. Teriam hoje plena capacidade para avaliar rapidamente quaisquer protocolos de pesquisa, incluindo os da Covid-19”, avalia a Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica (SBMF) em manifesto.
O projeto de lei

O objetivo do PL 7082/2017 é eliminar etapas desse processo, por meio da criação do Sistema Nacional de Ética em Pesquisa Clínica com Seres Humanos. Assim, os Comitês de Ética em Pesquisa ganhariam autonomia e o Conep seguiria apenas com a função de definir normas para o setor.

Ana Elisa Miller, diretora executiva da Associação Brasileira das Organizações Representativas de Pesquisa Clínica (Abracro), destaca que o projeto de lei colocaria o Brasil em condições mais vantajosas no mercado internacional.

“O PL traz uma segurança jurídica e uma previsibilidade que é muito importante. Ele vai trazer uma vantagem competitiva com relação a outros países. Esse PL traz uma harmonização de sistemas com normas e regulamentos internacionais” defende Ana Elisa.

De acordo com a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), em situações normais, a liberação para pesquisas clínicas em humanos no Brasil, contando avaliação ética e sanitária, demora, em média, oito meses. Em alguns casos, pode ser de mais de um ano e, se houver algum questionamento nos dados, o atraso é ainda maior. “A cada questionamento que recebemos implica em mais 30, 60 ou 90 dias para receber uma nova aprovação”, explica a diretora da Abracro.

De acordo com levantamento da Interfarma, os prazos para liberação de pesquisas em humanos no exterior são menores: nos EUA é de 45 dias, na Europa, dois meses, e na Argentina e no México varia entre 30 e 90 dias.
Excesso de regulamentação

O projeto de lei já foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados em junho do ano passado. Desde então, espera análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O deputado Luiz Antônio Teixeira Júnior (PP-RJ), que é médico e defende a aprovação do PL, ressalta que a legislação brasileira atual é excessivamente burocrática.

“No mundo inteiro você tem uma instância técnica e uma instância ética. No Brasil você tem duas instâncias técnicas e duas éticas. Acho que é um excesso de regulação, um preciosismo, e principalmente um atraso para o desenvolvimento da pesquisa no nosso país”, defende Teixeira Júnior.

Segundo dados do Instituto IQVIA de Ciência de Dados Humanos, apesar de o Brasil ser a nona maior economia do mundo, o país ocupa a 24ª colocação no ranking mundial de pesquisa clínica, com participação em apenas 2,1% dos estudos. Os dados foram compilados pela Interfarma.

Fonte: Brasil 61

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Tembici e Catho se unem para oferecer locomoção gratuita a candidatos a vagas de emprego em SP




Em meio à pandemia, projeto social Bike Pra Entrevista visa garantir transporte individual e seguro, visto que 92% dos candidatos afirmam que participariam de uma entrevista presencial


São Paulo, agosto de 2020 - Com a retomada gradual às atividades econômicas e a volta dos funcionários as sedes das empresas na capital paulistana, uma pesquisa realizada pela Catho com mais de três mil pessoas identificou que 52% dos candidatos a uma vaga de emprego receberam convites para entrevistas presenciais durante o isolamento social, desses 72% utilizaram meios de transportes coletivos como forma de locomoção e 92% afirmaram que não desistiriam de participar de um processo de contratação por ser presencial.

Reconhecendo a importância de empresas colaborarem com a sociedade a lidar com os desafios trazidos pela pandemia, a Tembici, empresa líder em micromobilidade na América Latina, e a Catho, site de vagas de empregos, em parceria inédita desenvolveram o projeto “Bike para Entrevista” que tem como objetivo garantir transporte individual com modal seguro e gratuito para profissionais que estejam buscando uma nova inserção no mercado de trabalho, neste momento em que o distanciamento social ainda precisa ser praticado.

A partir do dia 3 de agosto, o projeto dá aos cadastrados na plataforma da Catho, que sejam residentes da cidade São Paulo e que tenham entrevistas presenciais agendadas, acesso gratuito às bicicletas do Bike Sampa, operado pela Tembici, para realizarem seus deslocamentos. Os candidatos receberão gratuidade no plano diário, com duração de 45 minutos por viagem, para ir e vir das entrevistas com as laranjinhas e, para participar, devem se cadastrar no aplicativo ou site do Bike Itaú e inserir o código de desconto que será enviado por e-mail.

“É fundamental que as empresas se engajem em ações de apoio à sociedade, neste momento. Com a reabertura gradual dos comércios, o mercado começa a se reaquecer e estamos felizes de ajudar na retomada da economia disponibilizando nossas bikes para que as pessoas possam comparecer às entrevistas. Além disso, a bicicleta atualmente é considerada o modal mais seguro para deslocamento e, por isso, reforçamos os processos de higienização dos nossos sistemas para que todos possam utilizar as laranjinhas com ainda mais segurança”, comenta Carolina Rivas, diretora de relacionamento da Tembici.

Para o gerente sênior de Marketing da Catho, Ricardo Morais, o projeto também é um viabilizador de oportunidades a uma parcela dos candidatos que não possuem renda alguma para irem às entrevistas. “A Catho é reconhecidamente uma empresa que cuida de seus clientes e, neste momento de flexibilização das medidas de isolamento, em que as entrevistas presenciais já acontecem, buscamos com o ‘Bike para Entrevista’ oferecer uma alternativa realista e que vá ao encontro das necessidades dos candidatos e uma delas é justamente a locomoção segura e gratuita”.

Um dos meios de transporte individual indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar o contágio e proliferação do novo coronavírus por também ser higiênico e não-poluente, a bicicleta é vista como uma das maneiras mais seguras de locomoção para 57% dos que procuram por empregos na capital, segundo levantamento feito pela Catho.

Desde o início da pandemia, a Tembici reforçou todos os processos de higienização das estações e bicicletas compartilhadas de todas as cidades em que atua e com a reabertura gradual da economia, foram ampliadas as comunicações aos usuários sobre as recomendações de higiene individual, além das divulgações sobre as novas medidas que a empresa está realizando na limpeza dos equipamentos. Todos os dias as bicicletas são retiradas da estação pela equipe de logística e levadas ao centro de operações onde são lavadas com jato de cloro diluído em água. Ao serem devolvidas às ruas, as bikes e as estações ainda passam por higienização com álcool 70%.

Sobre a Tembici

A Tembici é a empresa líder de micromobilidade na América Latina. É responsável por mais de 2,5 milhões de deslocamentos por bicicletas nas principais capitais brasileiras como Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife e Porto Alegre, além de Santiago, no Chile, e Buenos Aires, na Argentina.

Ao longo dos últimos anos, Tembici acompanhou o aquecimento do setor de micromobilidade no mundo e devido seu modelo de negócio registra crescimento sólido e contribui diretamente para consolidar a bicicleta como um modal de transporte nas cidades em que atua. Em agosto de 2020, a empresa entrou para a lista das 100 Startups to Watch sendo considerada uma das startups mais promissoras e inovadoras do país.

FOCUS FASHION SUMMIT anuncia 2ª edição em 2020

FOCUS FASHION SUMMIT



Evento que reúne diversos players da cadeia têxtil do país tem data confirmada para os dias 28 e 29 de outubro, e abre seu calendário pré-Summit em agosto com maratona de lives e webinars com convidados especiais


Anote na agenda: nos dias 28 e 29 de outubro acontece o FOCUS FASHION SUMMIT 2020, 2ª edição do maior evento do setor têxtil no Brasil, gratuito, 100% digital, idealizado pela Focus Têxtil e pelo Instituto Focus Têxtil e com uma curadoria colaborativa que envolve Paulo Cristelli e Mariana Goulart da Focus Têxtil, o estilista Walter Rodrigues, Luciane Robic do IBModa, Fashion Hub e Bia Vianna da agência Àmdc. Com objetivo de abrir um espaço para compartilhamento de tendências, ideias, conhecimento, produtos e serviços para a indústria criativa de design de varejo e moda. E, para aquecer a troca de ideias desde já, o mês de agosto abre o calendário pré-Summit com uma programação de lives com talks e webinars.

Dando início aos encontros, no dia 18 de agosto, às 17h, acontece no canal da Focus Têxtil no youtube, o talk “Crescendo na Crise”. O diretor de produto da FOCUS FASHION SUMMIT, Leonardo Hallal, mediará uma conversa ao lado de Yoni Stern (Diretor Executivo da Focus Têxtil) e Renato Hojda (Diretor de Produto da Focus Têxtil), com os executivos Sérgio Borriello (CEO da Pernambucanas) e Felipe Dellacqua (VP de Sales da VTEX), que vão trazer suas diferentes vertentes sobre os desafios de gestão das empresas diante de uma crise, tendo como exemplo seus negócios.

A programação segue no dia, 27/08, às 11h, também no canal do youtube, com um webinar no qual André Carvalhal, escritor, consultor e especialista em design para sustentabilidade, Paulo Cristelli, gerente de sustentabilidade da Focus Têxtil e Leonardo Hallal diretor de produto da Focus Têxtil abordarão o tema “Sustentabilidade dos Novos Tempos”, para mostrar as necessidades e oportunidades de mudança do setor têxtil/moda, os caminhos de sustentabilidade para as empresas e marcas, além de apresentar alguns exemplos de como tornar-se, na prática, uma organização sustentável. A programação de setembro e outubro será anunciada em breve.

O evento

Promovido pela Focus Têxtil, empresa líder no mercado de desenvolvimento e comercialização de tecidos, o FOCUS FASHION SUMMIT promove a conexão entre atacadistas, confeccionistas, estilistas, compradores, empreendedores, designers e estudantes da cadeia têxtil e de moda, em um grande encontro com programação gratuita de palestras, talks, workshops e classes de mentoria, além de vitrines virtuais em formato de shop streaming, que incluem uma grande variedade de produtos e serviços do mercado.

A 2ª edição mantem seus três pilares principais: Web Talks, com palestras e talks com experts da moda nacional; Mentorias, em conjunto com IBModa, Fashion HUB e Àmdc, oferece programação especial e exclusiva de classes de mentoria By Fashion HUB com profissionais renomados em suas áreas, onde os participantes terão a oportunidade de aprender técnicas e fundamentos oferecidos pelos parceiros do evento; e o Shop Streaming (marketplace em formato digital) com foco B2B, que reúne estúdios de estamparia, aviamentos, lavanderias, maquinários, tecnologias, produtores e o portfólio completo de artigos da Focus Têxtil.

Entre os patrocinadores do evento estão a Rappi (startup de entregas), VTEX (plataforma de comércio unificado para negócios unificados) e a Seidor (empresa de tecnologia dedicada ao fornecimento de soluções na área de consultoria de software e serviços de TI, estratégia, desenvolvimento, operações, infraestrutura, manutenção de aplicativos, on-demand e terceirização, cloud computing, IoT, entre outros).

Para mais informações e acompanhar a maratona de lives e webinars, basta acessar o canal da Focus Têxtil no youtube ou instagram @focusfashionsummit



Serviço

Focus Fashion Summit

28 e 29 de outubro, das 10h às 19h

Evento gratuito, aberto a público mediante inscrição prévia

Programação e inscrições: www.summit.focustextil.com.br




Maratona de Lives e Webnars

A partir de 18 de agosto

Nas redes sociais da Focus Têxtil e do Focus Fashion Summit

Participação gratuita



Talk “Crescendo na crise”

Dia 18 de agosto

17 horas

Com Leonardo Hallal (diretor de produto da FOCUS FASHION SUMMIT), Yoni Stern (Diretor Executivo da Focus Têxtil) e Renato Hojda (Diretor de Produto da Focus Têxtil), com os executivos Sérgio Borriello (CEO Pernambucanas) e Felipe Dellacqua (VP de Sales da VTEX)



Webinar “Sustentabilidade na prática”

27 de agosto

11 horas

Com André Carvalhal, escritor, consultor e especialista em design para sustentabilidade



Sobre a Focus Têxtil


Fundada há 80 anos, a Focus Têxtil é uma empresa líder no desenvolvimento e comercialização de tecidos para diversos segmentos de mercado. Atendimento, qualidade e responsabilidade social são prioridades. Tem como missão inspirar o cliente, agregando valor à sua coleção e oferecendo informação de moda por meio do mais completo mix de tecidos e serviços com melhor custo-benefício, para todos os segmentos de mercado: feminino, masculino, infantil, moda íntima, denim, calçados, acessórios e decoração. A busca contínua pelo melhor produto final, aliada ao amplo serviço de informação e pesquisa, reforçam a qualidade dos artigos. A cada estação são desenvolvidas coleções com novas estampas, cores e padronagens, por meio de profundo estudo de tendências de moda, mercado e consumo. Em seu showroom, localizado em São Paulo, disponibiliza um grande acervo de peças e catálogos como fonte de pesquisa e inspiração.

www.focustextil.com.br/

www.institutofocustextil.org.br/

www.facebook.com/focustextil

@focus_textil



Sobre Sérgio Borriello

Sergio Borriello é CEO da Pernambucanas desde dezembro de 2016, tendo assumido o cargo de CFO da empresa no começo do mesmo ano. Começou sua carreira como auditor na KPMG. Desde então, já foi Diretor Financeiro de empresas como Citibank (Brasil e Colômbia), Banco ABN AMRO, Banco Ibi, SulAmérica Seguros, Tecnisa e Banco Santander. Atuou como docente em ciências contábeis na Universidade Cidade de São Paulo e foi membro do Conselho de Administração do Instituto Ibi de Educação e da Gente Seguradora de Porto Alegre, RS. Hoje também atua como membro do Conselho Diretor e de Administração do Grupo CCA – Colégio Caetano Alvares, do Conselho Executivo do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), do Conselho Diretor da ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil) e do Conselho Consultivo de Clientes do Banco do Brasil. Graduado em contabilidade pela PUC-SP, possui MBA em finanças pela Fundação Getúlio Vargas e pós-graduação em filosofia e gestão de educação a distância pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul).


Sobre Felipe Dellacqua

Mini-bio: Felipe Dellacqua é formado em Desenho Industrial pela PUC-RIO em 2008, atua na área de Comércio Eletrônico desde 2005 em projetos que tiveram grande destaque nacional. Em 2007, iniciou sua carreira profissional na primeira empresa de gestão full service para comércio eletrônico do Brasil, Primordia, que foi incorporada em 2014. Atualmente faz parte dos corpo de sócios-diretores da VTEX.

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Brasil desenvolve duas vacinas contra Covid-19 com resultados promissores. Saiba mais.



O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) investirá R$ 9 milhões para o desenvolvimento de vacinas nacionais contra o novo coronavírus. Os recursos serão utilizados em dois projetos de fármacos que, segundo o governo federal, já apresentaram resultados promissores e se encontram na fase pré-clínica de testes.

Na última semana, técnicos do ministério estiveram com os coordenadores dos projetos, que estão em andamento na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e no Instituto Butantan, para discutirem a futura produção das vacinas no país. No encontro, os pesquisadores apresentaram detalhes sobre os produtos e afirmaram que o Brasil será capaz de exportar as vacinas para mais de 70 países.

Pesquisadores brasileiros entram no páreo para a produção de vacina contra a Covid-19

O Brasil tem, atualmente, três vacinas contra a Covid-19 em estágio avançado de testes, sendo duas de laboratórios chineses e outra da Universidade de Oxford, no Reino Unido. Ontem, o governo do Paraná anunciou parceria com a Rússia para a realização de testes no estado de uma vacina produzida pelo governo russo.

Fonte: Brasil 61

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

GOVERNO ANUNCIA NOVAS REGRAS PARA O PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA

 

O Governo Federal anunciou mudanças no programa de habitação Minha Casa, Minha Vida. As novas regras são válidas aos beneficiários da faixa 1 do programa, que contempla famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. A alteração nas normas é válida para duas mil unidades habitacionais já contratadas, mas que ainda não foram entregues. 

Segundo a portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), que estabeleceu as novas regras, para integrar essa faixa do programa, os interessados devem atender a pelo menos um de seis requisitos listados, como por exemplo: viver em domicílio em que não há parede de alvenaria ou de madeira aparelhada, possuir mais de 30% da renda comprometida com o pagamento de aluguel, encontrar-se em situação de rua, entre outras regras. 


Caso cumpram a algum desses requisitos, os candidatos precisarão atender, em outra etapa da análise, a pelo menos cinco exigências demandadas. Os requisitos anteriores também podem compor essa soma. Nesta fase, estão enumerados critérios como: ser mãe chefe de família, ser beneficiários do Programa Bolsa Família, receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), residir com alguma pessoa com deficiência, entre outros.

Além disso, a portaria limita o acesso à faixa 1 do Programa Minha Casa, Minha Vida apenas às pessoas inscritas no Cadastro Único do governo federal, cujas informações contidas são de responsabilidade de estados, municípios e Distrito Federal. 

Karla França, analista técnica da Habitação e Planejamento Territorial da Confederação Nacional de Municípios (CNM), afirma que gestores locais terão uma responsabilidade ainda maior por conta dessa mudança. “Somente por meio do cadastro, as pessoas poderão ser contempladas para participar do programa e adquirir uma moradia social”, explica. 

Antes da publicação da portaria, a lista de possíveis candidatos do programa era estabelecida pelos próprios municípios. Agora, a relação das pessoas que se adequam às regras será feita pela União. Porém, segundo o governo federal, os municípios podem manifestar interesse em manter a seleção de beneficiários por meios próprios, desde que comprovem possuir sistema com dados transparentes.

Para Eliseu Silveira, advogado especialista em Direito Público, as novas regras podem permitir que mais pessoas acessem ao programa, pois essas diretrizes delimitam melhor as responsabilidades de cada entidade governamental. “A portaria deixou bem delimitado às atribuições das prefeituras, da Caixa Econômica Federal e dos ministérios, o que trará uma facilitação na concessão do benefício às famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil”, afirma. 

Governo anuncia mudanças no programa Minha Casa Minha Vida

Em nota, o governo federal alega que a publicação da portaria tem como objetivo “dar ampla transparência ao processo de seleção de beneficiários, de maneira a possibilitar o controle social”. Além disso, afirma que até o final de junho foram entregues 178 mil residências para beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida e que o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou, neste ano, a transferência de mais de R$ 1,1 bilhão do Orçamento Geral da União para garantir a execução do financiamento. 



Fonte: Brasil 61

sábado, 1 de agosto de 2020

TRANSPORTES PÚBLICOS PODEM SER PARALISADOS

Sem desoneração da folha até 2021, serviços de transporte público podem ser paralisados



Se a desoneração da folha de pagamento não for prorrogada até 2021, o serviço de transporte público no país pode ser totalmente paralisado. Esse risco é apontado por um estudo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), que representa as concessionárias de ônibus. A entidade estima que o fim do incentivo em dezembro coloca em risco 405 mil empregos diretos e aumenta os custos de operação do setor em até 5% a partir de janeiro. Além disso, o preço das passagens pode subir, uma vez que a revisão de tarifas em muitas cidades brasileiras ocorre justamente no fim do ano.

O presidente-executivo da NTU, Otávio Cunha, afirma que a pandemia gerou prejuízos de R$ 3,72 bilhões este ano, com queda de 60% no número de passageiros. Diante desse cenário que já é crítico, Cunha alerta que onerar ainda mais o setor produtivo pode levar o sistema de transporte público urbano ao colapso.

“Se os governos não socorrerem as empresas, não socorrerem o transporte público nesse momento de crise, o serviço vai virar o caos. Se o fim da desoneração vier, é mais problema. As empresas vão paralisar mais rápido. Não é somente o problema do desemprego, o serviço vai parar”, avisa.



A possibilidade de retomar a cobrança sobre a folha de pagamento dos funcionários em um momento de crise ecônomica também causa preocupação a empresários de outros 16 segmentos, entre eles os de calçados, tecnologia da informação, call center, comunicação, têxtil e construção civil. O benefício criado em 2011 para estimular a contratação substitui a contribuição previdenciária de 20% sobre o salário dos funcionários por um imposto com alíquotas fixas sobre a receita bruta das empresas. A previsão é que a regra perdesse validade em 2020, mas o Congresso Nacional aprovou por meio da MP 936 a extensão do prazo até o ano que vem sob o argumento de preservar empregos e dar fôlego aos ramos que mais empregam no Brasil.

Ao sancionar a lei que permite a redução de jornada e de salário durante a pandemia, o presidente Jair Bolsonaro barrou a prorrogação da desoneração da folha. A justificativa foi que a medida geraria impacto superior a R$ 10 bilhões e feriria a Constituição, depois que a reforma da Previdência desautorizou novas dispensas fiscais sobre a remuneração de colaboradores.

O entendimento de técnicos da Câmara dos Deputados é diferente. Em parecer jurídico divulgado no último dia 16, a Mesa Diretora da Casa garantiu que não há inconstitucionalidade e esclareceu que o artigo 30 da lei que alterou as regras de aposentadoria admite a manutenção de desonerações em vigência. Com o aval legal, o relator da MP 936, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), defende que o Parlamento assegure o incentivo às empresas por mais um ano.

“No auge dos efeitos econômicos da crise do covid-19, retomar a contribuição patronal como percentual da folha, como é a regra geral, significará um ônus adicional a 17 setores econômicos que empregam mais de seis milhões de brasileiros. Por isso, para que nós não vivamos uma explosão do desemprego nesse setores, eu creio que Congresso Nacional deve derrubar os vetos do presidente Bolsonaro”, sustenta. 


Setor metroviário


Não foi apenas o setor de transporte rodoviário que sentiu as consequências da crise. Uma pesquisa da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) revelou queda de R$ 3,6 bilhões na arrecadação de bilhetes no segundo trimestre do ano. Por conta do isolamento social em vários estados, o número de passageiros transportados houve caiu 73% entre abril e junho.

Em alguns casos, os serviços podem ser afetados nos próximos meses. No Rio de Janeiro, a SuperVia, empresa que administra os trens urbanos da capital, informou em comunicado que, sem ajuda financeira do governo local, pode interromper as atividades já em agosto.

Fonte: Brasil 61
google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0