Nossos Vídeos

domingo, 23 de janeiro de 2022

iFood e epharma levam benefício em medicamentos para restaurantes

Iniciativa faz parte de programa Vantagens do Chef, que visa contribuir com o desenvolvimento de estabelecimentos parceiros da empresa referência em delivery online de comida na América Latina


Recentemente, a epharma, especialista em gestão de benefícios em medicamentos, se juntou ao programa Vantagens do Chef, do iFood, para promover descontos e facilidades exclusivas na saúde para restaurantes cadastrados na plataforma.

O programa Vantagens do Chef é uma iniciativa sem fins lucrativos do iFood, que visa contribuir com o desenvolvimento dos milhares de restaurantes parceiros e na redução de seus custos. A maioria destes estabelecimentos muitas vezes tem dificuldades em contratar pessoas e reter seus colaboradores. Dessa forma, os benefícios passam a ser grandes chamarizes na atração e retenção de profissionais.

Em pesquisas realizadas com os restaurantes, vantagens em saúde e medicamentos tem alta relevância na avaliação destes estabelecimentos, junto com Aluguel, Energia, Gás, Combustível, Precificação, Insumos e Embalagens. Com isso em mente, a parceria com a epharma chega para agregar com a disponibilização de acesso a medicamentos gratuitos e descontos, além da possibilidade de realizar consultas médicas ilimitadas, que viabilizam a obtenção das prescrições médicas necessárias.

“O desafio de oferecer a melhor experiência a todos restaurantes parceiros, que já era grande, ficou ainda maior diante do cenário desafiador imposto pela pandemia. Nos últimos meses, ouvimos muito o que eles têm a dizer e entendemos que precisamos ser melhores do que hoje. Em 2022, melhorar a experiência para estes estabelecimentos é uma prioridade para o iFood. O programa Vantagens do Chef e a parceria com a epharma, por meio da oferta de benefícios exclusivos em medicamentos e consultas, são apenas algumas das iniciativas que irão ajudar o iFood a alcançar um novo patamar de experiência positiva”, afirma Arnaldo Bertolaccini, Diretor de Experiência do Restaurante do iFood.

“A maioria dos colaboradores que atuam nesses restaurantes dependem muitas vezes do Sistema Único de Saúde para cuidar da saúde, sem contar que hoje, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os gastos mensais com medicamentos comprometem 30% da renda familiar. Sendo assim, nossa solução chega para promover o acesso à saúde de qualidade em mais de 3 mil municípios”, explica o Diretor Associado de Negócios e Alianças da epharma, Leopoldo Veras.

Para ter acesso aos benefícios, o restaurante precisa assinar o serviço da epharma na página Vantagens do Chef e, em seguida, seus colaboradores e dependentes podem fazer o download do aplicativo da epharma nas lojas iOS e Android. Lá, os beneficiários conseguem consultar a rede credenciada de farmácias e acessar a carteirinha virtual para atendimento. Caso o beneficiário solicite uma consulta médica por videochamada, ele recebe um link por SMS e e-mail, que pode ser acessado pelo celular, tablet ou computador, e a prescrição eletrônica do medicamento é aceita na rede de farmácias disponível no app.

E para um estabelecimento ter acesso ao programa, basta estar cadastrado e ativo na plataforma do iFood. Esses parceiros podem navegar no Vantagens do Chef e usufruir dos benefícios epharma por meio do Portal do Parceiro, plataforma exclusiva onde o responsável pela operação do restaurante ou funcionários podem gerir todo o negócio no iFood. O Portal também é um canal importante de comunicação entre o iFood e os estabelecimentos.

Com os benefícios oferecidos nas diferentes categorias, em apenas seis meses, o programa Vantagens do Chef já alcançou mais de R$ 3,6 milhões em economia para mais de 30 mil restaurantes ativos no programa.

Sobre a epharma


A epharma é uma das principais plataformas de gestão de benefícios de medicamentos do país. A empresa, fundada há 22 anos, atua como um elo, unindo os ecossistemas de tecnologia e saúde, e criando conexões inteligentes entre os seus principais públicos: indústrias farmacêuticas, farmácias e drogarias, operadoras de saúde, corretoras, healthtechs e empresas privadas de diversos segmentos. Pioneira ao lançar o Plano de Benefícios de Medicamentos (PBM) no Brasil em 1999, conta com mais de 30 mil farmácias e 2 mil clínicas e laboratórios de diagnóstico credenciados em todo o país, beneficiando 30 milhões de pessoas e gerando economia de R$ 1,4 bilhão em 2021.

Mais informações em https://www.epharma.com.br.

Sobre o iFood


O iFood, referência em delivery online de comida na América Latina, tem 60 milhões de pedidos mensais. Há dez anos no mercado, a empresa de origem brasileira está presente também na Colômbia. Atua junto aos parceiros com iniciativas que reúnem inteligência de negócio e soluções de gestão para os cerca de 270 mil restaurantes cadastrados em mais de mil cidades em todo o Brasil.

O iFood conta com importantes investidores, como a Movile, líder global em marketplaces móveis, e a Just Eat, uma das maiores empresas de pedidos online do mundo.

sábado, 22 de janeiro de 2022

Impulsionando Arte promove Férias no Parque Burle Marx


Evento acontece esse domingo, 23 de janeiro de forma gratuita



Neste domingo, 23 de janeiro, a partir das 9h, a Impulsionando Arte promove atividades especiais para crianças no Parque Burle Marx. O projeto faz parte do Férias no Parque.

Logo no primeiro horário, 9h, o pequenos de 1 a 5 anos terão brincadeiras, músicas e atividades sensoriais. A partir das 10h30, as atividades são jogos folclóricos com arteiros de 6 a 12 anos. As inscrições são gratuitas pela Bio @impulsionandoarte no instagram ou https://instabio.cc/Impulsionandoarte


Vem brincar com a gente!

A Impulsionando Arte é uma companhia que trabalha com arte e brincadeira desde 2011, sempre levando seu trabalho a festas e eventos particulares e coorporativos.

Instituto Êxito de Empreendedorismo e Emprega Comunidades se unem para ajudar jovens e adultos em busca de um novo emprego

Parceria atuará em comunidades de São Paulo, Minas Gerais e Maranhão e deve impactar as quase 17 mil pessoas cadastradas no Emprega Comunidades

O Instituto Êxito de Empreendedorismo e o Emprega Comunidades, instituição que promove a recolocação profissional de moradores das favelas do Brasil, firmaram convênio para levar capacitação profissional gratuita para jovens, adultos e famílias que fazem parte da organização. A parceria irá beneficiar cerca de 17 mil pessoas. Entre as iniciativas, está a de oferecer mais de 700 conteúdos gratuitos da plataforma digital do Instituto, entre cursos, palestras, vídeos inspiracionais e mentorias.

Os usuários terão acesso a todos os conteúdos disponibilizados pelo Instituto gratuitamente, com trilhas educacionais, debates, palestras e cursos profissionalizantes. “Estamos muito felizes com a parceria firmada com o Emprega Comunidades, essa instituição que está alinhada com o nosso propósito de levar educação empreendedora à população do país e transformar a realidade do Brasil. Temos certeza que vamos colher bons frutos”, afirma o presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo, Janguiê Diniz.

Para o presidente do Emprega Comunidades, Rejane dos Santos, a parceria com o Instituto Êxito de Empreendedorismo chega em uma boa hora. “Nossa expectativa é aumentar o número de pessoas preparadas para os desafios do mercado de trabalho e diminuir o índice de desemprego na comunidade, seja trabalhando em regime CLT ou empreendendo. O importante é contribuir para a independência financeira destas pessoas”, explica.

Os mais de 700 conteúdos gratuitos na plataforma virtual do Instituto Êxito de Empreendedorismo estão disponíveis no site da Instituição (https://exito.app.toolzz.com.br/ecp). Os usuários também terão acesso às mentorias online realizadas por meio do aplicativo Toolzz Mentor, com grandes nomes do empreendedorismo e sócios do Instituto, como: José Roberto Marques, presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC); Janguiê Diniz, fundador do grupo Ser Educacional; Guilherme Benchimol, fundador da XP Inc.; Antônio Carbonari Netto, fundador do grupo Anhanguera Educacional; Carol Paiffer, presidente da Atom; João Appolinário, fundador e CEO da Polishop; Ricardo Bellino, empreendedor serial; Geraldo Rufino, presidente da JR Diesel; Millena Machado, jornalista e apresentadora da RedeTV! News; Gustavo Caetano, CEO da Sambatech; João Kepler, fundador e presidente da Bossanova Investimentos; Fábio Coelho, presidente do Google Brasil, entre outros.

Sobre o Instituto Êxito de Empreendedorismo

O Instituto Êxito de Empreendedorismo é o resultado de um sonho que envolve empreendedores visionários dos mais variados segmentos do Brasil. Hoje, já conta mais com mais de 600 sócios que compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para impulsionar vidas e histórias.

O Êxito tem a filosofia de que, independentemente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive. Por isso, nasceu com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas.

Nomeado como uma instituição sem fins lucrativos, seu principal plano de ação está em oferecer uma plataforma de cursos online e gratuitos, além de realizar diversas ações voltadas para o fomento ao empreendedorismo.

Sobre o Emprega Comunidades


Criado em 2017, o Emprega Comunidades surgiu com intuito de promover a recolocação profissional de candidatos, moradores das favelas do Brasil, e suprir a demanda das empresas por profissionais qualificados. Por meio da iniciativa, também promove a diversidade e prepara a empresa para a mudança de cultura inclusiva. Somos um negócio de impacto social, responsável pela qualificação e recolocação dos candidatos moradores de favelas. Atualmente, está nas comunidades: Paraisópolis (SP), Rio das Pedras e Alemão (RJ), Jurunas (PA), Aglomerado da Serra (MG), Sol Nascente (DF) e Coroadinho (MA). Busca promover a recolocação profissional de candidatos no mercado de trabalho, nas mais diversas áreas de atuação. Com os encaminhamentos dos profissionais e as inúmeras contratações, o Emprega Comunidades começou a atender vários clientes, suprindo as necessidades do mercado e introduzindo em seu portfólio serviços como: terceirização de mão de obra, qualificação profissional, indicação de profissionais autônomos, além do serviço de agência de emprego. Presta serviços para as empresas que assumiram o compromisso em promover ações e projetos que contribuem com as ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS 11 - Cidades e Comunidades sustentáveis) e transformam a vida dos candidatos das favelas. Por meio das suas ações, proporciona qualificação e a formação especializada dos candidatos com o objetivo de garantir sucesso em todas as colocações.

Protótipo começa a funcionar ainda neste ano na América do Norte



A Cummins Inc. e a Isuzu Motors Limited anunciaram um acordo para criar um protótipo de caminhão elétrico a bateria para serviços médios para demonstração na América do Norte. Este caminhão representa a primeira solução de emissão zero facilitada pela Isuzu Cummins Powertrain Partnership (ICPP), formada em maio de 2019. Por meio deste acordo, a Cummins integrará o Cummins PowerDrive6000 ao caminhão da série F da Isuzu e o pilotará com as principais frotas norte-americanas a partir de 2022.
 
Após uma fase piloto e de demonstração bem-sucedida, a Isuzu explorará oportunidades para comercialização dos caminhões elétricos a bateria de serviços médios, com sistemas alimentados pela Cummins em toda a América do Norte.

“Estamos entusiasmados em trabalhar com a Isuzu para acelerar a descarbonização dentro desta parceria. É por meio de nosso compromisso conjunto com a inovação que fornecemos aos nossos clientes soluções de emissão zero seguras e confiáveis”, disse Amy Davis, vice-presidente e presidente de New Power da Cummins.

“Conforme abordado na Visão Ambiental Isuzu 2050, avançaremos em ações ambientais globais, incluindo a redução das emissões de gases de efeito estufa e a garantia de uma sociedade próspera e sustentável. Como parte do caminho para a neutralidade de carbono, é muito significativo iniciarmos este projeto conjunto de protótipo de BEV na América do Norte. Por meio de nossa parceria, nos comprometemos a continuar explorando outras oportunidades de fontes de energia da próxima geração, incluindo tecnologias de powertrain elétrico, além da colaboração existente no powertrain”, disse Koichi Seto, diretor do Conselho e diretor Executivo Sênior da Isuzu.

A Cummins e a Isuzu continuam inovando e avançando no futuro da energia para apoiar os clientes na obtenção de emissões zero. Beneficiando-se de seus pontos fortes e únicos, as empresas buscarão oportunidades para expandir ainda mais as colaborações para impulsionar o crescimento global.

Sobre a Cummins Inc.

A Cummins Inc., líder global em energia, é uma corporação de segmentos de negócios complementares que projeta, fabrica, distribui e atende um amplo portfólio de soluções de energia. Os produtos da empresa variam de motores a diesel, gás natural, elétricos e híbridos e componentes relacionados ao trem de força, incluindo filtragem, pós-tratamento, turbocompressores, sistemas de combustível, sistemas de controle, sistemas de tratamento de ar, transmissões automatizadas, sistemas de geração de energia elétrica, baterias, sistemas de energia eletrificada, geração de hidrogênio e produtos de células de combustível. Com sede em Columbus, Indiana (EUA), desde sua fundação em 1919, a Cummins emprega aproximadamente 57.800 pessoas comprometidas em impulsionar um mundo mais próspero por meio de três prioridades globais de responsabilidade corporativa essenciais para comunidades saudáveis: educação, meio ambiente e igualdade de oportunidades. A Cummins atende seus clientes on-line, por meio de uma rede de distribuidores independentes e de propriedade da empresa e por meio de milhares de revendedores em todo o mundo e faturou cerca de US$ 1,8 bilhão em vendas de US$ 19,8 bilhões em 2020. Saiba mais em cummins.com.

Sobre Isuzu

A Isuzu é uma empresa automobilística líder global, com sede em Tóquio, Japão, e está envolvida no projeto, desenvolvimento, fabricação, venda e serviço de veículos comerciais, caminhonetes, motores a diesel e gás natural, peças e componentes. Os produtos Isuzu são vendidos em mais de 150 países e regiões em todo o mundo. A marca de caminhões leves número 1 do Japão, a ELF, detém as principais ações em muitos países e é aclamada como o padrão global em caminhões leves. A picape D-MAX foi fabricada e exportada para aproximadamente 100 países a partir de sua base de produção na Tailândia. Mais informações podem ser encontradas em www.isuzu.co.jp.


segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Refinanciamento de dívidas dos pequenos negócios é aprovado na Câmara

Projeto de Lei Complementar 46/21, que institui o Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp), segue para sanção presidencial



O Sebrae comemorou a aprovação do Projeto de Lei Complementar 46/21, de autoria do senador Jorginho Mello (PL/SC), que institui o Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (RELP), pela Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (16). Com isso, a proposta segue para sanção presidencial.

Entre as principais medidas propostas está a previsão do prazo de até 180 meses (15 anos), com descontos, para as micro e pequenas empresas pagarem suas dívidas tributárias e a possibilidade de parcelamento de percentual de entrada em 8 vezes, sem descontos, depois disso, e até o 37º mês, as prestações representarão um percentual do faturamento da empresa. O projeto do RELP também prevê desconto gradual sobre o saldo remanescente, a depender do impacto no faturamento da empresa ou da inatividade, de até 90% de juros de mora e multas (a partir de 65%) e de até 100% de encargos legais e honorários advocatícios (a partir de 75%).

A empresa que não teve impacto no faturamento poderá usufruir do RELP. Os descontos serão aplicados em 65% sobre juros e multa e em 75% sobre encargos legais e honorários advocatícios. “O RELP poderá ajudar todos os empreendedores que passam dificuldades intensificadas com a crise do coronavírus. É uma medida que vai impactar milhões de pessoas que empreendem no país e precisam desse respiro para recomeçar”, comemorou o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Segundo Melles, a proposta cria uma isonomia para os empreendedores, que terão os valores de desconto de redução de multas e juros proporcionais à queda de faturamento na pandemia. Ele destaca que, após a sanção, os empresários brasileiros terão condições de regularizarem suas questões tributárias. “A regra vale mesmo para aquelas empresas que já tinham refinanciado suas pendências tributárias, pois as dívidas de tributos vencidas anteriormente, mesmo oriundas de parcelamentos anteriores serão abarcadas.”, ressalta o presidente do Sebrae.

O Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) será o responsável pela regulamentação do RELP.

domingo, 2 de janeiro de 2022

Confira as marcas de azeite que estão proibidas para a venda em seis estados

Mapa suspende a comercialização de mais de 150 mil garrafas de azeite de oliva em seis estados



Ação teve como objetivo inibir a venda dos produtos adulterados e evitar que o consumidor seja enganado


Uma operação de fiscalização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para combater fraudes em azeites de oliva e retirar das prateleiras dos supermercados os produtos considerados impróprios ao consumo resultou na suspensão da comercialização de 151.449 garrafas de azeite de oliva em São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Goiás, Paraná e Santa Catarina.

Sendo o azeite o segundo produto alimentar mais fraudado do mundo, atrás apenas do pescado, e considerando o aumento do consumo deste produto na época das festas de final de ano, a ação do Mapa teve como objetivo inibir a venda dos produtos adulterados e evitar que o consumidor seja enganado.

Ao todo, foram encontradas 24 marcas irregulares em supermercados (lista no final). As irregularidades são produtos sem registro no Mapa, fraudados, clandestinos e contrabandeados. Ainda durante a ação, foram encontradas três fábricas clandestinas que estavam envasando azeites que nada mais eram do que mistura de óleos vegetais de procedência desconhecida. Também foi suspenso o registro de uma fábrica no interior de São Paulo, após a constatação de adulteração na fabricação de seus produtos durante o ano de 2021.

"Os consumidores não devem comprar os azeites dessas marcas divulgadas pelo Mapa. Fica o alerta também para os supermercados, pois o local que estiver com um desses produtos expostos à venda se responsabilizará pela irregularidade e responderá perante o Ministério com multas que podem chegar a R$ 532 mil reais", destacou o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos Origem Vegetal, Glauco Bertoldo. Os azeites eram comercializados em todo o país.

O azeite de oliva virgem pode ser classificado em três tipos: o extra virgem (acidez menor que 0,8%), virgem (acidez entre 0,8% e 2%), lampante (acidez maior que 2%). Os dois primeiros podem ser consumidos in natura, mantendo todos os aspectos benéficos ao organismo. O terceiro, tipo lampante, deve ser refinado para ser consumido, quando passa a ser classificado como azeite de oliva refinado. A análise é complexa, exige treinamento e equipamentos sofisticados. As fraudes dos produtos são confirmadas em laudos analíticos avaliados pela rede oficial de Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária (LFDA).

A fiscalização do azeite de oliva tem como base pela Lei nº 9.972/2000, regulamentada pelo Decreto Federal 6.268/2007, e pela Instrução Normativa do Mapa nº 1/2012, que estabelece o regulamento técnico do produto.

A operação contou com apoio da Anvisa, Vigilâncias Sanitárias estaduais e municipais, Ministério Público e Polícia Civil. O trabalho conjunto se mostrou fundamental para um resultado mais efetivo da fiscalização no combate às fraudes.

Lista de marcas irregulares interceptadas no mercado em 2021:


Alcazar
Alentejano
Anna
Barcelona
Barcelona Vitrais
Castelo dos Mouros
Coroa Real
Da Oliva
Del Toro
Do Chefe
Épico
Fazenda Herdade
Figueira do Foz
llha da Madeira
Monsanto
Monte Ruivo
Porto Galo
Porto Real
Quinta da Beira
Quinta da Regaleira
Torre Galiza
Tradição
Tradição Brasileira
Valle Viejo

Consumidor


A fraude mais comum na fabricação de azeite de oliva é a mistura de óleo de soja com corantes e aromatizantes artificiais. Também são encontrados casos de azeite de oliva refinado vendido como azeite extra virgem.

Para evitar comprar um azeite fora dos critérios de conformidade da classificação de azeite de oliva, confira algumas dicas.

sábado, 1 de janeiro de 2022

1000 Toneladas de produtos ilegais apreendidos na fronteira brasileira

Vigifronteira apreendeu mais de mil toneladas de produtos irregulares e clandestinos na fronteira brasileira



Em um ano de atuação, foram realizadas 13 operações, sendo sete em fronteira terrestre, duas em fronteira marítima, duas em divisas e duas em comércio

Para combater o trânsito e o comércio irregular de animais, vegetais, produtos e insumos agropecuários nas áreas de fronteiras internacionais, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) criou o Programa de Vigilância em Defesa Agropecuária para Fronteiras Internacionais (Vigifronteira). O balanço do primeiro ano de execução do programa mostra a apreensão de 1.262,9 toneladas de produtos irregulares e clandestinos retirados do mercado.

Entre os benefícios do programa estão a redução da ocorrência de ilícitos fronteiriços associados a mercadorias agropecuárias, o desincentivo às práticas desleais no comércio, a proteção da agropecuária, da prestação de serviços e da indústria nacional regular, e sobretudo a redução dos riscos sanitários e fitossanitários associados ao trânsito internacional irregular, que podem afetar o crescimento do agronegócio brasileiro e consequentemente pôr em risco a estabilidade econômica e social do país.

Ao todo, foram realizadas 13 operações, sendo sete em fronteira terrestre, duas em fronteira marítima, duas em divisas e duas em comércio. O Brasil possui uma fronteira terrestre de 15.719 km de extensão, pelo qual se comunica com 10 países com situações sanitárias e fitossanitárias diversas.

As operações foram realizadas em 16 unidades da federação: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Alagoas, Pernambuco, Rondônia, Acre, Pará, Maranhão, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Espírito Santo.

Como resultados temos 336 propriedades fiscalizadas; 2.731 veículos fiscalizados; 16 embarcações fiscalizadas; 28 estabelecimentos fiscalizados; 10 estabelecimentos interditados; 336 autuações; 10 prisões em flagrante e 1.732 animais em situação irregular.

Já os números das apreensões são expressivos: 209,25 toneladas de agrotóxicos; 174,89 toneladas de fertilizantes; 573,4 toneladas de sementes; 6.604 produtos veterinários; 149,51 toneladas de produtos alimentação animal; 112,92 toneladas de produtos de origem animal; 42,93 toneladas de produtos de origem vegetal e 15.730 litros de bebidas.

“O Vigifronteira surgiu como uma nova forma de fiscalização, de caráter investigativo, coercitivo e direcionado para o combate às atividades irregulares, onde os principais beneficiados são não somente os produtores, os prestadores de serviços e as indústrias regulares, mas toda a sociedade civil uma vez que os produtos e insumos agropecuários ilegais além de colocarem em risco os rebanhos, as lavouras e o meio ambiente também podem ser causas de agravos para a saúde da população", destacou o gerente do Vigifronteira, Marcos Eielson de Sá.

As ações do Programa são realizadas em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (Secretaria de Operações Integradas, Secretaria Nacional de Segurança Pública, Polícias Militares e Civis nos estados, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal), Ministério da Defesa (Exército e Marinha), Ministério da Economia (Receita Federal do Brasil), Ministério do Meio Ambiente (Ibama), Ministério Público e Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Além da integração, cooperação e atuação conjunta dos diversos órgãos públicos que compõem o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF).