Nossos Vídeos

quarta-feira, 8 de junho de 2011

PARQUE DE DIVERSÕES É INTERDITADO EM GUAIANASES

Brinquedos montados sobre tocos de madeira
Subprefeitura de Guaianases interdita parque de diversão que ocupava área municipal


Eletropaulo corta a luz
Na sexta-feira, 27/5, a Supervisão de Fiscalização, ligada à Coordenadoria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, da Subprefeitura de Guaianases, interditou um parque de diversão, instalado irregularmente, desde 10/5, entre as ruas Dr. João Otaviano Pereira e a rua Alcides da Costa Vidigal, no Jd. São Paulo. O parque, com brinquedos em péssimas condições de segurança, além de invadir uma área pública, não possuía o alvará de autorização para eventos. A Supervisão embasou-se no artigo 2º do Decreto nº 48.832/2007, que fixa as normas de procedimento para defesa da posse de bens imóveis municipais. No caso, a Subprefeitura desocupou a área invadida.

O funcionamento do parque, que durou pouco devido à rápida intervenção dos agentes fiscais, vinha desrespeitando outras leis municipais que regulamentam o uso e a ocupação do solo, a exemplo do Decreto nº 49.969/2009 que, em seu artigo 5º, prevê a expedição prévia de alvará de autorização para a realização de eventos públicos e temporários, que ocorrem em imóveis públicos ou privados.

Além dessas infrações, pela Lei nº 11.228 de 1992, circos e parques de diversões são atividades temporárias. O Decreto nº 15.086 de 1978 também alicerçou a operação, haja vista a guarda e a fiscalização ser de competência das Subprefeituras, que podem proibir a invasão e ocupação irregular de área pública. O parque ocupava uma área de aproximadamente dois mil metros quadrados.

Brinquedos em má conservação

O que também chamou a atenção dos fiscais foi o estado deplorável dos brinquedos, em sua maioria: velhos, enferrujados e sem condições de funcionamento, por não garantir a segurança dos freqüentadores, em geral, crianças e jovens.


Brinquedos em má conservação e perto da rede elétrica

Todos os brinquedos estavam apoiados em pequenos tocos de madeira que se sobrepunham uns aos outros, podendo desmoronar a qualquer momento devido a vibração dos motores. Tendo em vista a desativação das atividades do parque e a desocupação da área, a Eletropaulo foi acionada para efetuar o corte dos cabos e fios que geravam energia elétrica, usada clandestinamente pelo proprietário, que, ao ser notificado, desmontou os brinquedos e deixou a área novamente livre.

JOÃO BOSCO INAUGURA "O TEMPLO" NA MÓOCA

Está marcada para 13 de Junho – dia de Santo Antônio – a abertura do Templo, o mais novo bar musical da cidade. A casa é iniciativa de três sócios: Murilo Cândido de Oliveira, Haroldo Américo e Cícero Castilho Cunha, este há oito anos proprietário do bar Samba, na Vila Madalena, por vários anos seguidos considerado uma das melhores casas de música ao vivo de São Paulo.

A inauguração da casa, com capacidade para 300 lugares, terá como atração João Bosco, cantando sucessos de seus quase 40 anos de carreira e músicas de seu mais recente trabalho, "Não vou pro céu, mas já não vivo no chão", CD de 2009.

A festa começa às 20 horas com um expressivo grupo de músicos cariocas em uma roda de samba de primeira qualidade: Marcelo Menezes, Alfredo Del Penho, Pedro Amorim, Eduardo Neves, Pedro Miranda, Paulino Dias e Thiaguinho da Serrinha – com a roda batizada "Bendita Segunda", que será atração permanente do Templo às segundas-feiras.

O autor de O bêbado e a equilibrista sobe ao palco às 22h30.

De Buda a Ogum – Instalado em um amplo galpão do início do século, no coração da Mooca, o Templo é um endereço inusitado, divertido, curioso, pautado no sincretismo religioso, gastronômico e musical. "Celebramos a fé e a espiritualidade, com respeito a todas as crenças e religiões", afirmam Cícero, Haroldo e Murilo.

Mais de 800 imagens (!) de santos cristãos, umbandistas, hinduístas, budistas – treze delas com mais de dois metros de altura, confeccionadas em barro pelo artesão amazonense Ney Meirelles, de Parintins – recebem os clientes, que acomodam-se em mesas coletivas e bancos de igreja.
A fachada da casa tem sino no alto, oratório na parede e luzinhas rebordando o desenho do telhado. Mas o que realmente impressiona é a majestosa porta de madeira entalhada à mão, com idade estimada em mais de 700 anos, trazida de uma mesquita de Fez – a mais antiga das Cidades Imperiais do Marrocos, capital por mais de 400 anos e principal centro religioso daquele país.
O cardápio, apresentado como um missal, é também ecumênico: destaca receitas que evocam todas as fés – entre elas, "Despacho" (frango assado e desossado, com farofa e ervas), "Paraíso" (espeto de grandes camarões assados) e "Óstias Sagradas" (crocs de beringela com molho de mel).
Em outras palavras, toda a atmosfera do Templo transpira fé, espiritualidade, paz e alegria.

Música divina – O Templo vai ter música todos os dias, com uma programação, digamos, divina: apenas música de qualidade, dentro de um grande leque estilístico.
As segundas-feiras são "sagradas" para as rodas de samba da "Bendita Segunda" – nome que homenageia São Benedito, padroeiro dos cozinheiros.

São também sagradas as sextas-feiras – com Guga Stroeter & Heartbreakers e sua empolgante fusão de samba, salsa e jazz.

E os sábados, com rodas de samba para acompanhar a feijoada – no dia 18 de Junho com Monarco & Família Diniz, o veterano sambista da Velha Guarda da Portela junto com os filhos Mauro e Marcos.

Serviço – O Templo. Bar de Fé fica na rua Guaimbé 322, tel. 2601 1441 – perto da rua do Oratório e entre as ruas Madre de Deus e Padre Raposo!
Capacidade para 300 pessoas. Adaptado a deficientes, com entrada em rampa e banheiro. Tem wi-fi.
Couvert artístico variando de R$ 20,00 a R$ 50,00 – valor definido em função de cada atração. Para os shows na noite de abertura – Bendita Segunda e João Bosco – custa R$ 50,00, e pode ser comprado com antecedência, no Templo, por telefone ou pessoalmente.
Funcionamento de quinta a segunda-feira (não abre às terças e quartas).. Horários: quintas, das 19h às 2h; sextas, das 19h às 3h; sábados, das 13h às 22h; domingos, das 13h às 20h; e segundas, das 19h às 2h.
Aceita os cartões de crédito Visa, Mastercard e Amex.
Manobristas à porta (R$ 15,00).

Educação abre inscrições para o 2º concurso ambiental da DRE Itaquera

Para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, estão abertas até o fim do mês as inscrições para o 2º Concurso Ambiental da Diretoria Regional de Educação (DRE) Itaquera, com o tema O que faço pelo Meio Ambiente - Reciclagem. A iniciativa se propõe a trabalhar a criatividade dos alunos com a reutilização de materiais, promovendo a conscientização sobre a importância de preservar a vida e a natureza.
Poderão participar todos os alunos do 2º ano do Ciclo I do Ensino Fundamental das escolas da região. Os melhores trabalhos serão expostos no 1º Encontro do Curso Carta da Terra e Agenda 21 Escolar, que ocorrerá em agosto no CEU Aricanduva, e no portal da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, parceira no projeto.

Os alunos podem criar os projetos em sala de aula com a supervisão dos professores a partir de qualquer técnica, mas devem usar apenas materiais reciclados. Fica a critério do educador decidir se o trabalho será desenvolvido individualmente, em dupla ou por grupos.

Por meio de votação, cada turma poderá escolher a melhor criação para representá-la no concurso. A escola ficará responsável pelo envio do projeto para o setor de Programas Especiais da DRE Itaquera. A melhor atividade deverá conter justificativa quanto à escolha do material e do objeto construído, um roteiro do passo-a-passo para sua preparação, o título da obra, nome da escola e do professor e nome, série e turno do aluno.

O concurso é uma iniciativa da DRE Itaquera, com o apoio da Umapaz e do CEU Aricanduva. Mais informações pelo e-mail ou pelo telefone 3397-9413, do setor de Programas Especiais da DRE Itaquera.

Violeiro João Araújo faz releituras de grandes obras da música regional

O músico João Araújo traz para o Teatro Zanoni Ferrite, na Vila Formosa, amanhã, às 20h, releituras de grandes obras da música regional brasileira que compõem o show Pesquisa da Viola Caipira. O espetáculo é resultado de um estudo desenvolvido desde 2004 com a intenção de evidenciar a importância da viola de 10 cordas para a MPB. No repertório, estão canções como Comitiva esperança, de Almir Satter; Nóis é jeca mais é jóia, de Juraildes Cruz; e o ícone Romaria, de Renato Teixeira.
A apresentação tem como base a pesquisa "Viola Urbana: a Influência da Viola Caipira na Música Popular Brasileira", que mostra como os moradores dos grandes centros urbanos tomaram contato com músicas elaboradas com o instrumento. O projeto foi segmentado em temáticas que vão desde a "Viola Famosa" até a "Viola nas Serestas".

Araújo é músico, produtor e cronista. Ele já lançou dois CDs e um DVD. Em 2010, foi um dos curadores do Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira, premiação que reúne os principais musicistas do gênero.

Sapopemba faz 101 anos com diversas atrações

Texto: Beth Florido
O distrito de Sapopemba completa 101 anos de existência e comemora a data no próximo dia 18, com diversas atrações.

Margeada por uma grande avenida, a Sapopemba - que tem 40 quilômetros de extensão e passa por quatro subprefeituras -, Sapopemba tem mais de 500 mil habitantes que vivem em seus vários subdistritos. No total são 52, dentre eles Conjunto Teotônio Vilela, Fazenda da Juta, Jardim Adutora, Vila Tolstói, Jardim Dona Sinhá, Jardim Iva, Jardim Grimaldi, Parque Bancário, Parque Santa Madalena, Vila Renato, Vila Primavera.

A comemoração terá diversas atrações e serviços para a comunidade, como aferição de pressão arterial, exames de glicemia e colesterol, avaliação odontológica, educação de trânsito, informações sobre vagas e cadastro de empregos, espetáculo teatral, oficinas e orientações com profissionais de saúde, beleza e zoonoses.

A festa de aniversário de Sapopemba é uma realização da Subprefeitura Vila Prudente/Sapopemba e da São Paulo Turismo, viabilizada por meio da Caixa Econômica Federal, patrocinadora oficial da festa pelo segundo ano seguido.

Outro parceiro que vem unir-se no esforço de realização da festa de Sapopemba este ano é indústria de alimentos Cargill. Dentre outros parceiros que dão brilho especial à festa e viabilizam os serviços e as atividades oferecidos à comunidade estão: Brinquedos Bandeirante, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Sabesp e a Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Confira a programação completa:
- Aferição de pressão arterial, exame de glicemia e colesterol
- Atividades de recreação e lazer
- Avaliação e orientação odontológica
- Beleza e Saúde (corte de cabelo, maquiagem e esmaltização de unha)
- Cadastro de emprego
- Vagas de emprego: Obrigatória a apresentação do CPF
- Emissão de Carteira de Trabalho - Obrigatória a apresentação do RG, comprovante de residência e uma foto 3x4
- Educação de trânsito
- Escoteiros
- Espetáculo teatral Cantando & Brincando
- Informações sobre cursos profissionalizantes gratuitos
- Intervenções teatrais
- Meio Ambiente e Saúde
- Oficinas de artesanato
- Ônibus interativo - Eletropaulo
- Orientação jurídica
- Orientação nutricional - Programa Viver Bem
- Orientação profissional
- Orientações sobre DST/Aids e distribuição de preservativos
- Zoonoses

Serviço:
Festa de 101 anos de Sapopemba
Data: 18/6 - das 9h às 16h
Local: Parque da Integração "Zilda Arns"
trecho da avenida Sapopemba, altura do nº 9.064.

BOXE:
CEU Sapopemba abre no sábado comemorações de 3º aniversário em ritmo de festa junina
No próximo sábado, 11, das 10h às 16h, será realizada a 3ª festa de aniversário do CEU Sapopemba, com temática junina: haverá shows, comida típica, diversas apresentações, brincadeiras, distribuição de bolo e sorteio de brindes.
O aniversário do CEU é no dia 28, mas a festa de sábado abre as comemorações, que se estendem ao longo de todo o mês, com atrações como o CEU é Show com Malu Magalhães, no dia 26, às 18h, e o grande baile de aniversário com Andreazza, no dia 1º de julho, às 19h. Todas as atividades têm entrada gratuita.

Confira a programação do dia:
10h - Abertura das atividades;
10h às 16h - Barracas de comidas típicas, brincadeiras, barraca de música, apresentações de danças típicas e quadrilhas;
11h30 - Mostra de dança e música vocacional;
12h30 - Mostra de caratê, dança e ginástica rítmica;
14h - Teatro de Rua - O Festeiro Mensageiro
14h45 - Macro Aula (Aula aberta de ginástica)
15h - Show com Renata Fausti
16h - Parabéns com acrobacia

Serviço:
Local: CEU Sapopemba
Rua Vitória Marconato Zonta, s/nº - Jardim Sapopemba (próximo do Hospital Sapopemba)
Das 10h às 16h
Entrada gratuita
Tel.: 2075-9100