Nossos Vídeos

sábado, 24 de agosto de 2019

Bolsonaro anuncia medidas para combater incêndios na Amazônia



Depois de uma semana repleta de manifestações nacionais e internacionais por conta dos incêndios ocorridos na Amazônia, o presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta sexta-feira (23), medidas para controlar a crise ambiental e tentar melhorar a imagem do país no exterior.

Em um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, o presidente disse que autorizou a atuação das Forças Armadas na região para combater atividades ilegais e conter o avanço das queimadas.

“Oferecemos ajuda à todos os Estados da Amazônia Legal. Com relação à aqueles que aceitarem, autorizarei operação de Garantia da lei e da Ordem, uma verdadeira GLO Ambiental. O emprego extensivo de pessoal e equipamentos das Forças Armadas, auxiliares e outras agências, permitirão não apenas combater as atividades ilegais, como também conter o avanço de queimadas na região”, disse o presidente.

O decreto que autoriza o uso das Forças Armadas vale para regiões de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Os primeiros Estados do país a solicitar a ação dos militares federais em seus territórios foram Roraima e Rondônia. Outro Estado que tomou uma iniciativa para mudar a situação foi o Acre, decretando estado de emergência ambiental.

Além disso, foi publicado no Diário Oficial da União de sexta-feira (23), uma portaria que autoriza o IBAMA a contratar brigadistas temporários para prevenção e combate aos incêndios florestais nos Estados declarados em emergência.

Em seu perfil do Twitter, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sugeriu a liberação de R$ 2,5 bilhões do fundo da Petrobras para a educação e para a Amazônia.

Já a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse que se for necessário, o Brasil pedirá ajuda internacional.

“Nós estamos vivendo uma seca grande, que todo ano a região Norte do país tem uma definição clara desta estiagem. A gente fica, às vezes, seis meses sem chuva; esse ano está mais seco e as queimadas estão maiores. O Brasil, se precisar de ajuda, vai pedir, com certeza, porque sabe da importância desse patrimônio que é a Amazônia para os brasileiros”, enfatizou.

Os incêndios na Amazônia vão ser discutidos na reunião do G7, marcada para este final de semana, na França. O G7 é formado por Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Canadá, Japão e Reino Unido.

Por meio de nota, o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, disse que na próxima terça-feira (27), vai instalar a Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas.

Por: Cintia Moreira

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Delegados federais lançam manifesto pela autonomia da Polícia Federal



"Os Delegados de Polícia Federal reunidos na cidade de Salvador, Bahia, por ocasião do IV Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, reafirmam suas convicções acerca dos valores, missão, significado e importância da Polícia Federal para o Estado Brasileiro.

Nos últimos dias, veículos de imprensa de todo o Brasil destacaram comentários do Presidente da República sobre a nomeação para cargos diretivos da Polícia Federal. A lei atribui ao chefe do Poder Executivo a prerrogativa de nomear e exonerar o Ministro da Justiça e o Diretor-Geral da Polícia Federal. Respeitamos a autoridade conferida nas urnas ao Presidente da República. Somos uma carreira hierárquica e disciplinada, reconhecida pela qualificação técnica e admirada por toda a população brasileira.

Contudo, a Polícia Federal não deve ficar sujeita a declarações polêmicas em meio a demonstrações de força que possam suscitar instabilidades em um órgão de imensa relevância, cujos integrantes são técnicos, sérios, responsáveis, e conhecedores de sua missão institucional. Em várias oportunidades em governos passados a instituição sofreu pressões e tentativas de intervenção. Diante do que parece ser mais uma delas, é necessário e urgente que a Polícia Federal conquiste garantias constitucionais e legais para se tornar, de fato e de direito, uma polícia de estado e não de governo.

Neste sentido, medidas legislativas são fundamentais para impedir qualquer tentativa de interferência na Polícia Federal. O primeiro passo é a aprovação da proposta de emenda constitucional que confere autonomia administrativa e financeira, em tramitação há mais de dez anos na Câmara dos Deputados.

Outro movimento importante é estabelecer o mandato ao Diretor-Geral, com escolha baseada em critérios técnicos, republicanos e com limites impostos pela lei. O dirigente máximo da Policia Federal deve ter o poder de formar a sua própria equipe, sem pressões de cunho político, partidário ou sob o risco de ser exonerado. Tal medida traria estabilidade para o órgão, conferindo previsibilidade administrativa. Nos últimos dois anos, a instituição teve quatro diretores diferentes. Não é produtivo que pessoas se perpetuem no comando, nem que sejam breves ao ponto de sequer poderem implementar os projetos.

A Polícia Federal enfrenta nos últimos anos dificuldades operacionais, estruturais e financeiras por conta de seguidos contingenciamentos sem o direito de encaminhar sua própria proposta orçamentária diretamente ao Congresso Nacional. É praticamente impossível planejar a reposição de mais de quatro mil cargos policiais vagos. Além do mais, é necessário promover concursos complexos para atrair os melhores profissionais do mercado e dispor de meios para treinar e capacitar todo esse contingente.

Não se confunde autonomia com independência ou ausência de controle. Defendemos uma autonomia, com regras claras, limites e com os critérios definidos pelo Congresso Nacional. Essa mudança não vai implicar em aumento de custos aos cofres públicos. A Polícia Federal deve ser vista como um investimento. Por intermédio de suas investigações, devolve ao Estado um valor muito acima do seu orçamento. Chamar a Polícia Federal de gasto significa ignorar todo o benefício que ela traz para sociedade, principalmente evitando e combatendo a corrupção.

A Polícia Federal já demonstrou à sociedade brasileira que merece toda sua confiança, respeito e apoio. Por isso, a ADPF, entidade representativa nacional dos Delegados Federais, espera que o Congresso Nacional, renovado, cuja base de campanha foi exatamente a valorização das instituições de segurança e o combate à corrupção, possa contribuir na aprovação de um sistema de proteção contra qualquer possibilidade de interferência na Polícia Federal, a fim de garantir a continuidade no combate à corrupção e ao crime organizado.

A Polícia Federal tem 75 anos de história. Como diz o trecho do hino que aprendemos ainda na academia: “Somos fortes na linha avançada!”. Com base neste princípio, a ADPF permanecerá atenta na defesa incondicional da instituição e no aprimoramento de sua atuação.

Salvador, 23 de agosto de 2019."

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

População mais pobre vai pagar menos impostos




Por: Cristiano Carlos

Responsável pela elaboração do texto da reforma tributária (PEC 45/2019), o economista Bernard Appy, do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), afirmou que a proposta de modernização do sistema de impostos no país, em análise na Câmara dos Deputados, não prevê aumento de tributos para a população menos favorecida. “Vai ter redução de imposto para a população mais carente do país”, garantiu.

Appy esteve na Casa, nesta terça-feira (20), para apresentar oficialmente a PEC aos deputados do colegiado. Ele defendeu o modelo que pretende extinguir três tributos federais – IPI, PIS e Cofins –, o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal, todos incidentes sobre bens e consumo e, em substituição, criar o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), de competência de municípios, estados e União. O texto prevê ainda outro imposto sobre bens e serviços seletivos, unificando cinco tributos em apenas um.

“Hoje, a população mais carente do país paga um pouco menos na cesta básica, em compensação é a mais tributada pelo gasto que tem com energia elétrica e telefone celular, por exemplo. No modelo que está sendo proposto, o valor correspondente ao imposto que os menos favorecidos pagam na cesta básica vai ser devolvido para as famílias por meio de crédito no cartão dos programas sociais ou crédito em conta bancária. Em contrapartida, não vai pagar mais quando consumir energia elétrica e comprar o celular”, defendeu.

O vice-presidente da comissão especial que analisa o tema, deputado Sidney Leite (PSD-AM), também é um entusiasta da proposta porque, segundo ele, o sistema de arrecadação atual é “confuso, moroso e frágil”, além de beneficiar sonegadores e travar a economia. “Eu entendo que isso (modelo atual) contribui muito para evasão fiscal. Considero que a simplificação tributária, onde for possível reduzir a carga de impostos, facilitaria muito para que os investidores, para quem empreende nesse país, pudessem fazer mais investimentos e gerar emprego e renda”, aponta o parlamentar.

A PEC 45/2019 foi apresentada na Câmara pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP). O autor da proposta sustenta que a reforma tributária vai contribuir para a retomada do crescimento no país.

“Nós temos certeza que a nossa economia vai ser destravada. Nós vamos ter mais competitividade para nossas empresas e o resultado final é a geração de empregos, que nós tanto precisamos”, garantiu.



PEC 110/2019

Na última segunda-feira (19), a comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ) realizou audiência pública sobre a PEC 110/2019, que também propõe uma reforma tributária.

O texto que passa por análise dos senadores é baseado no projeto do ex-deputado Luiz Carlos Hauly, apresentado e discutido na Câmara durante o governo de Michel Temer. Pretende reunir 10 tributos cobrados atualmente em apenas dois: o Imposto Sobre Bens e Serviços, o IBS, e o Imposto Seletivo, o IS.

A proposta prevê a extinção do IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins e Cide Combustíveis, de arrecadação federal; o ICMS, de competência dos estados; e o ISS, de âmbito municipal, além do Salário-Educação, repartido entre o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), estados e municípios.

Nessa PEC, as regras de arrecadação e partilha dos novos impostos serão únicas para União, estados, municípios e Distrito Federal. O IBS incidirá sobre operações de bens e serviços, terá alíquota padrão e será cobrado no estado de origem. O valor arrecadado será destinado ao ente de destino do bem ou serviço.

Já o IS será um tributo de competência da União cobrado em operações financeiras na área de petróleo e derivados, combustíveis e lubrificantes de qualquer origem, gás natural, cigarros, bebidas alcoólicas e não alcoólicas, energia elétrica, serviços de telecomunicações, veículos automotores novos, terrestres, aquáticos e aéreos.

Na audiência da CCJ, Hauly chegou a dizer que “essa reforma vai trazer mais benefícios para o país que o Plano Real”. “A reforma tributária vai estabilizar a concorrência entre as empresas brasileiras e fazer do Brasil um dos maiores países em desenvolvimento econômico e industrial do mundo”, ressaltou.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

UFSCar recebe inscrições na seleção para mestrado em Gerontologia

Os interessados podem se inscrever até 16 de setembro

Até o dia 16 de setembro, estão abertas as inscrições na seleção para o curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (PPGGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). No total, são 25 vagas divididas em duas linhas de pesquisa: Saúde, Biologia e Envelhecimento, com 16 vagas; e Gestão, Tecnologia e Inovação em Gerontologia, com 9 vagas.
O Programa tem como missão fortalecer a pesquisa, a formação e a prática em Gerontologia no Brasil, a fim de promover melhorias nos campos relacionados ao envelhecimento humano. O objetivo do PPGGero também é capacitar o estudante, teórica e metodologicamente, para atuar como docente no Ensino Superior e iniciar a carreira de pesquisador produzindo conhecimento em Gerontologia e tornando-o acessível à comunidade científica e a toda a população. 

A seleção para o mestrado é composta por três etapas. As duas primeiras - prova escrita e análise e arguição do projeto de pesquisa - são eliminatórias; e a terceira fase, classificatória, é a análise do currículo. As provas têm início no dia 30 de setembro. Os aprovados começam as atividades em março de 2020.
]
Para efetuar a inscrição, os interessados devem entregar a documentação solicitada no edital, disponível em www.ppggero.ufscar.br, na Secretaria do PPGGero, que fica no Departamento de Gerontologia (DGero), na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar. O envio dos documentos também pode ser feito pelos Correios (via Sedex), conforme as instruções do edital.

Mais informações podem ser solicitadas pelo telefone (16) 3306-6745 ou pelo e-mail ppggero@ufscar.br.

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Pesquisadora modifica proteína do leite para aumentar sua digestão em idosos

Juliana afirma que técnica utilizada na pesquisa é benéfica tanto para os consumidores como para a indústria de lacticínios. Foto: Henrique Fontes/IQSC


Em 2030, o número de idosos do Brasil ultrapassará pela primeira vez o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aumento da expectativa de vida desafia a sociedade a desenvolver soluções que promovam um envelhecimento cada vez mais saudável, principalmente com relação aos aspectos fisiológicos do público da terceira idade. Uma iniciativa interessante nesse sentido é o estudo de Juliana Fracola, aluna do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP. Em seu trabalho de mestrado, a pesquisadora modificou uma das principais proteínas do leite, a betalactoglobulina, a fim de aumentar sua digestão em idosos.

Para transformar a proteína, Juliana utilizou luz ultravioleta (UV) para irradiá-la, gerando uma reação que foi capaz de alterar sua estrutura. Depois do procedimento, a “nova” proteína foi adicionada a uma solução que simula as condições gástricas de idosos da saliva até o estômago, visando verificar a eficiência do processo digestivo. “Obtivemos um aumento de 50% na digestão da proteína irradiada em comparação a que não recebeu ação da luz”, afirma a estudante. O método utilizado na pesquisa também foi aplicado para avaliar como seria o processo digestivo em adultos e crianças. Em ambos os casos, o aumento na digestão foi de 25%.

Além de ser facilmente absorvida pelo organismo, a proteína irradiada com a luz passou a ter mais qualidade, pois gerou peptídeos (pequenos fragmentos de proteínas) com funções antioxidantes, anti-hipertensivas e ansiolíticas. “Podemos imaginar, por exemplo, que, se uma pessoa consumir certa quantidade dessa proteína diariamente, poderá ter um maior controle da hipertensão”, explica Daniel Cardoso, professor do IQSC e orientador do estudo.

No trabalho, os pesquisadores utilizaram um tipo de luz ultravioleta conhecida por sua função bactericida e esterilizante, a qual já era empregada no tratamento de alimentos para destruir microrganismos. No entanto, os cientistas não imaginavam que a luz UV poderia facilitar a digestão de proteínas. “A pesquisa mostrou uma alternativa capaz de aliar a produção de alimentos nutritivos, com maior qualidade e altamente digestíveis. Isso será muito benéfico ao processo de envelhecimento da população”, diz Juliana, que foi bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A betalactoglobulina é a principal proteína do soro do leite e, devido a sua formação estrutural, associada a menor capacidade de mastigar e a reduzida atividade gástrica de idosos, tem sua digestão dificultada no estômago. Essa resistência, inclusive, pode causar alergias, como se fosse uma resposta do organismo que deseja metabolizá-la, mas não consegue. Bebida indispensável para quem precisa aumentar a força física e a massa muscular, o leite é composto de água, lipídeos, lactose e proteínas, além de ser fonte de cálcio e vitaminas.

Diversas alterações fisiológicas estão associadas ao envelhecimento, como a osteoporose, mudanças nas funções cerebrais, cardiovascular, metabólica e a aparição de sarcopenia – perda natural e progressiva de força e massa muscular. Todos esses problemas podem diminuir a qualidade de vida e a capacidade dos idosos de realizarem atividades básicas do dia a dia. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de pessoas com idade superior a 60 anos chegará a 2 bilhões até 2050, ano em que, no Brasil, os idosos representarão quase 30% da população nacional, segundo o IBGE. Atualmente, a expectativa de vida no país é de 76 anos.

Betalactoglobulina foi modificada para ser mais facilmente digerida.
Foto: Juliana Fracola/Divulgação


Alternativa promissora – A pesquisa desenvolvida no IQSC poderá trazer benefícios não só para os consumidores de produtos lácteos, mas também para a indústria de lacticínios, que busca processos energeticamente mais baratos, com menor tempo de execução e que atendam a demanda nutricional diária da população. Enquanto as técnicas que envolvem o aumento de temperatura para tratar o leite, como a pasteurização, possuem alto custo energético e podem comprometer a qualidade da mercadoria, alterando sua cor, sabor ou até destruindo suas proteínas, a utilização da luz ultravioleta nesse processo traz diversas vantagens: “Além de apresentar um custo 250 vezes menor que a pasteurização, o tratamento do leite com a luz UV aumenta o tempo de prateleira do produto, modifica menos suas características originais, reduzindo a perda de nutrientes, e tem a mesma segurança alimentar do procedimento tradicional”, explica Daniel.

Do ponto de vista industrial e econômico, a exploração das proteínas do soro do leite é de grande relevância. Além de ser importante para a produção de diversos produtos, como biscoitos, iogurtes e suplementos alimentares, o soro do leite atua no estímulo de ganho de massa muscular, manutenção da saúde óssea e ainda contribui para a perda de peso, já que reduz a sensação de fome e a produção de gordura corporal. Há cerca de 10 anos, todo esse potencial não era aproveitado, tanto que o soro do leite era considerado resíduo e servia de ração para animais. Com o interesse da academia em pesquisar sobre o produto e a abertura do mercado para sua utilização, esse cenário tem mudado.

Segundo Daniel, há uma força-tarefa mundial que visa o desenvolvimento de proteínas mais nutritivas, e o desafio tem instigado centenas de cientistas. Agora, a partir dos resultados apresentados no estudo de Juliana, os pesquisadores buscarão aprimorar a proteína irradiada com a luz com o objetivo de aumentar ainda mais sua qualidade. O docente afirma que o procedimento adotado no trabalho já está pronto para a utilização na indústria, podendo ser aplicado diretamente no soro do leite para modificar a estrutura da betalactoglobulina.

A pesquisa desenvolvida faz parte do projeto temático “Novel aging: tecnologias e soluções para fabricar novos produtos lácteos para um envelhecimento saudável“, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), em parceria com a Innovation Fund Denmark. Além do IQSC, estão envolvidas no Projeto as duas unidades da Embrapa em São Carlos, a Instrumentação e a Pecuária Sudeste, a Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Araraquara e a Universidade de Copenhagen, da Dinamarca.

Texto: Henrique Fontes – Assessoria de Comunicação do IQSC/USP


quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Mutirão nos Bairros, em São Miguel Paulista, contará com 250 vagas de emprego

Serão distribuídas 400 senhas visando garantir o atendimento durante a realização do evento

A zona leste da capital paulista volta a receber o Mutirão nos Bairros da Prefeitura de São Paulo neste sábado, 3 de agosto. A 18ª edição da ação levará serviços gratuitos dos órgãos municipais e de zeladoria para São Miguel Paulista, das 9h às 15h. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho disponibilizará 250 vagas de emprego com oportunidades para bairros como Itaquera, Vila Formosa, Ermelino Matarazzo, Cidade AE Carvalho, entre outros. Serão atendidos os 400 primeiros candidatos que estiverem com senha distribuída no dia, pela equipe técnica do CATe – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo.

“Desde o início dos Mutirões nos Bairros, em abril, a Prefeitura de São Paulo já ofertou mais de 5 mil vagas de emprego. É um montante significativo diante do cenário econômico pelo qual o país passa. Os nossos agentes visitam as empresas da região onde o Mutirões serão realizados captando vagas para o evento. Desta forma, aproximamos o morador do local de trabalho, fomentamos a economia local e melhoramos a mobilidade na cidade”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

A maior parte das oportunidades que serão disponibilizadas em São Miguel Paulista é para as áreas de comércio e serviços com salários que variam de R$ 650 para estágio como operador de cobrança, a R$ 2.719 para chefe administrativo.

No comércio ainda destacam-se 44 vagas para operador de loja e caixa de supermercado com salário de R$ 1.396 e os candidatos precisam ter o ensino médio completo. Parte das vagas é destinada a pessoas sem experiência na função e as atividades serão desenvolvidas no bairro de Itaquera.

Também estão disponíveis oito oportunidades para encarregado de supermercado com ensino médio completo – salário de R$ 2.433, sendo necessário no mínimo seis meses de atuação na área.

Para auxiliar de limpeza estão abertas 20 posições distribuídas na região leste, com salário de R$ 1.100. Com exigência do ensino fundamental completo, o candidato precisa ter conhecimento na atividade.

Os candidatos que desejam participar da pré-seleção realizada pelo CATe precisam apresentar RG, CPF, número do PIS e carteira de trabalho. Os dois últimos documentos são emitidos na hora do atendimento com a apresentação de uma foto atual 3x4 para primeira via. Na pré-seleção os candidatos dentro do perfil exigido pelas empresas, recebem uma carta de encaminhamento para entrevistas de emprego e testes durante a próxima semana nas empresas privadas.

As equipes do CATe também atenderão pessoas com deficiência que estiverem em busca de recolocação profissional. São 60 vagas para esse público, sendo 10 para operador de loja e 50 para operador de telemarketing ativo. Não há necessidade de experiência comprovada, mas é obrigatório ter concluído o ensino médio.


Empreendedorismo


Quem deseja se tornar um MEI - Microempreendedor Individual tem a possibilidade de verificar as vantagens da formalização de um negócio durante o Mutirão nos Bairros. AAde Sampa – Agência São Paulo de Desenvolvimento, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, atenderá os empreendedores que quiserem sanar dúvidas e receber orientação. O público também poderá conhecer os programas voltados ao desenvolvimento de negócios como o Vai Tec ou cursos como o Fábrica de Negócios, Mais Mulheres, entre outros.

Sobre o Mutirão

O Programa Mutirão nos Bairro é uma ação da Prefeitura de São Paulo que tem o apoio das Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, Saúde, Cultura, Pessoa com Deficiência, de Subprefeituras e Cohab – Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo. A ação já passou por bairros como Perus, Vila Maria, Cidade Tiradentes, Mooca, Sapopemba, São Mateus, Lapa, Itaquera, Freguesia do Ó, Capão Redondo e Pirituba.


Serviço

Mutirão nos Bairros – São Miguel Paulista
Documentos necessários para ser atendido no CATe: RG, CPF, carteira de trabalho, número do PIS e laudo médico para pessoas com deficiência
Data: 3 de agosto - sábado
Horário: 9h às 15h
Endereço: Av. Marechal Tito, 567 (próximo ao Mercado Dr. Américo Sugai e Colégio Dom Pedro I)
*Atividade Gratuita

Ade Sampa promove curso sobre liderança na zona leste da capital


Participantes aprenderão como motivar equipes e alavancar os negócios


A Ade Sampa - Agência São Paulo de Desenvolvimento, entidade vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, oferece ao longo do mês de agosto o curso de Liderança, em parceria com a Associação Beneficente Comunitária Aurora – ABC Aurora. Durante as atividades, que serão realizadas na zona leste da cidade, os participantes receberão dicas de como ser um bom líder e assim alavancar os seus negócios.

O curso será dividido em duas etapas. Na primeira, os alunos aprenderão a desenvolver as suas habilidades de liderança, relação intrapessoal e interpessoal. Já o segundo módulo abordará a capacidade de influenciar pessoas, entender a motivação de uma equipe e seus objetivos dentro do mercado.

“Um dos papéis do líder em um ambiente como o do empreendedorismo é saber entender os seus parceiros para que eles se sintam mais confortáveis para lidar com problemas e novas situações. Um bom líder pode aumentar a motivação e a produtividade da sua equipe, o que, consequentemente, ajuda no lucro dos negócios”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Serão quatro encontros, em que os participantes terão contato com estudos de cases, debates, leituras e apresentações sobre questões de liderança. Além de desenvolverem também atividades práticas com técnicas, dinâmicas e simulações de casos.

No final do curso, cada aluno vai apresentar um projeto, individual ou em grupo, de acordo com o que aprendeu durante as aulas.

Para participar é preciso ter mais de 16 anos e se inscrever pelo link https://www.abcaurora.org.br/empreendedorismo preenchendo nome, telefone, e-mail e o curso de interesse.

Serviço
Curso de Liderança
Data: 7, 14, 21 e 28 de agosto
Horário: 9h às 14h
Endereço: Rua Bruno Zabala, nº 106 - Itaquera
Local: Associação Santa Zita
*Atividade gratuita