Nossos Vídeos

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Oficina de empreendedorismo ajuda participantes a criarem seu próprio negócio

A ação será realizada na quarta-feira, 20, em diversas unidades do Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo

Na próxima quarta-feira, 20, às 9h, o CATe, da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE), realizará a oficina de orientação com o tema “Empreendedorismo”. O objetivo da ação é ajudar os candidatos a desenvolverem suas habilidades como empreendedor para contribuir com o desenvolvimento econômico da capital.

Durante a atividade, os participantes receberão dicas sobre economia solidária, definições do empreendedorismo e como destacar o seu próprio negócio. Para participar é necessário comparecer a uma das unidades mencionadas abaixo com RG, CPF, carteira de trabalho e o número do PIS. Os interessados devem ter no mínimo 16 anos de idade.

Os munícipes que desejam começar um empreendimento ou formalizar o que já possui podem utilizar as unidades móveis do Microempreendedor Individual (MEI) que transitam pela cidade de São Paulo, com profissionais qualificados para atendimento. Para regularização do MEI, é necessário cumprir três etapas: pesquisa prévia de viabilidade, registro/inscrições fiscais e licenciamento. A primeira pode ser feita em qualquer unidade do CATe, das 8h às 17h.

Mais informações em www.prefeitura.sp.gov.br/trabalho ou pelas redes sociais da SDTE.

Endereço das unidades participantes:
CATe Cidade Tiradentes - Rua Milagre dos Peixes, 357E
CATe Guaianases - Rua Salvador Gianetti, 271
CATe Interlagos - Avenida Interlagos, 6.122
CATe Itaim Paulista - Av. Marechal Tito, 3.012
CATe Itaquera - Rua Augusto Carlos Bauman, 851
CATe Jabaquara – Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 2.314
CATe Lapa I - Rua Guaicurus, 1.000
CATe Luz - Avenida Prestes Maia, 913/919
CATe Perus - Rua Ylídio Figueiredo, 349
CATe Pirituba - Avenida Dr. Felipe Pinel, 12
CATe Santana I - Rua Voluntários da Pátria, 1.553
CATe São Mateus I - Avenida Mateo Bei, 1.641

Capital paulista oferta mais de 5 mil vagas de emprego

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) e o Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe) da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) estão oferecendo 5.419 vagas de emprego em diversas regiões da capital. Desse total, 1.170 são oportunidades captadas pelo CATe, a maioria para trabalho permanente - com salários que chegam a R$ 1.900,00.

Para a área de enfermagem, esta semana o banco de vagas sinaliza 103 oportunidades, sendo: 57 para nível técnico e 46 para auxiliar. Os salários são R$ 1.500,00 e R$ 1.200,00 respectivamente; e a exigência é ter o ensino médio completo. A função de atendente de lanchonete oferta 71 chances e, em alguns casos, a empresa exige que o profissional tenha pelo menos seis meses de experiência na área e nível de escolaridade do ensino médio incompleto ao completo - com salário de R$ 976,00. Empacotador, operador de cobrança, costureira, auxiliar administrativo e fiscal de piso somam 192 vagas com salários de até R$1.400,00.

Profissionais com deficiência ou mobilidade reduzida encontram 439 vagas em diferentes segmentos – com destaque para a função de operador de telemarketing, com 75 oportunidades para emprego permanente, salário de R$ 880,00. Há outras 100 vagas para atendente de lanchonete aos trabalhadores que estejam cursando o ensino médio, sendo neste caso a remuneração por hora. Lembrando que os currículos também podem ser encaminhados para o e-mail eficientes@prefeitura.sp.gov.br.

Para se candidatar às vagas, o interessado deve comparecer ao CATe com RG, CPF, carteira de trabalho e o número do PIS. A quantidade de vagas veiculadas pela SDTE pode sofrer alterações conforme a procura e o preenchimento das mesmas. Reforçando que o CATe está aberto para receber representantes de empresas e empregadores que desejam divulgar vagas de emprego, o principal objetivo dessa ação é estimular novas parcerias, oferecendo cada vez mais oportunidades de emprego à população da cidade de São Paulo.

Empresas e empregadores interessados em divulgar vagas, podem entrar em contato pelo telefone 3397-1507 ou pelo e-mail solicitacaodevagas@prefeitura.sp.gov.br. O atendimento presencial às empresas é realizado somente no CATe Luz, localizado na Avenida Prestes Maia, 913. Para outras informações, acesse o portal da SDTE aqui.

FUNCIONAMENTO DO BOM PRATO NO FERIADO DE TIRADENTES

Unidades estarão fechadas na quinta (21); veja o atendimento na sexta-feira

As 50 unidades do Bom Prato estarão fechadas nesta quinta-feira (21) em razão do feriado de Tiradentes. Na sexta-feira (22), 44 unidades abrirão normalmente para café da manhã e almoço e outras 06 retomarão as atividades na segunda-feira. Veja como fica o atendimento:

Abrem na sexta-feira 22/04:

25 de Março – R. 25 de Março, 166
Araraquara – Av. 22 de Agosto, 138 - Vila Xavier
Bauru – R. 1.º de Agosto, 9-47
Botucatu – Ao lado do Hospital das Clínicas da UNESP
Brás - Av. Rangel Pestana, 2.327
Brasilândia – Av. Parapuã, 1.479
Campinas – R. Dr. Moraes Sales, 384
Campo Limpo – Estrada de Itapecerica, 4.728
Campos Elíseos – R. General Júlio Marcondes Salgado, 56
Capão Redondo – Av. Atos Tomás Ferraciú, 318
Carapicuíba – Av. Miriam, 385
Cidade Ademar – R. Yervant Kissajikian, 3.101
Ferraz de Vasconcelos – Av. Lourenço Paganucci, 155
Franca – R. General Carneiro, 1317 - Centro
Grajaú - Av. Dona Belmira Marin, 1.959
Guaianases – Estrada de Poá, 13
Guarujá – Av. Áurea Gonzales de Conde, 47
Guarulhos – Ladeira Campos Sales, 43
Heliópolis – Estrada das Lágrimas, 2.608
Itaim Paulista – Av. Marechal Tito, 4.731
Itaquera – R. Victorio Santim, 247
Jundiaí – Av. Vigário João José Rodrigues, 1.005
Lapa – R. Afonso Sardinha, 245
Limão – Av. Professor Celestino Bourroul, 779
Limeira – R. 13 de Maio, 527
Marília – Av. Brasil, 324
Mogi das Cruzes – R. Professor Flaviano de Melo, 333
Osasco – R. João Colino, 240
Paraisópolis – R. Ernest Renan, 1.000
Perus – R. Antônio Maia, 652
São Vicente Quarentenário – R. Tupã, 421
Ribeirão Preto – R. Saldanha Marinho, 765
Rio Claro – R. 1, 1.530
São José dos Campos – R. Rubião Junior, 228
São José do Rio Preto – R. Pedro Amaral, 2.919
Santana – R. Dr. Zuquim, 532
Santo Amaro – Av. Mario Lopes Leão, 685
Santo André – Av. General Glicério, 710
São Carlos – R. General Osório, número 505
São Vicente – R. Ipiranga, 479
Sorocaba – R. dos Andradas, 115
Suzano – Av. Major Pinheiro Fróes, 148
Tucuruvi – Av. Mazzei, 495
Vila Nova Cachoeirinha - Av. Dep. Cantídio Sampaio, 140


Fecham na sexta-feira 22/04:

Itaquaquecetuba – R. Padre Anchieta, 78
Santos – Praça Iguatemi Martins
Santos Zona Noroeste – Av. Nossa Senhora de Fátima, 517
São Mateus – Av. Mateo Bei, 2.604
São Miguel Paulista – R. José Otoni, 256
Taubaté – R. Dr. Barbosa de Oliveira, 31


Sobre o Bom Prato

Criado há 15 anos, a rede de restaurantes populares oferta alimentação balanceada e de qualidade (almoço e café da manhã), além de serviços como internet gratuita, com foco na população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Desde a inauguração em 2000, já serviu mais de 258 milhões de toneladas de alimentos e 155 milhões de frutas. Com 50 unidades instaladas no Estado de São Paulo o programa é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e atende anualmente mais de 20 milhões de pessoas.

Atualmente há 50 unidades no Estado, sendo 22 localizadas na Capital, 08 na Grande São Paulo, 05 no litoral e 15 no interior. A rede de restaurantes Bom Prato serve diariamente mais de 82 mil refeições (inclusive o que é servido nos fins de semana na unidade de Campos Elíseos).

O almoço tem custo de R$ 1,00 para o usuário. A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). O subsídio governamental é de R$ 3,81 para adultos e de
R$4,81 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita.

Já o café da manhã é oferecido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição, de 400 calorias em média, custa R$ 0,50 ao usuário. Em setembro de 2011, este serviço foi implantado em todos os restaurantes, e recebe atualmente subsídio do Estado no valor de R$ 1,03 por refeição matinal.
google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0