Nossos Vídeos

quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Saiba por que implantes dentários ajudam na imunidade em tempos de pandemia da Covid-19

A ausência de dentes está ligada à ocorrência de várias doenças. O pesquisador e cirurgião-dentista Fábio Bezerra explica como a reabilitação oral pode turbinar as defesas do organismo


Com a pandemia do coronavírus, a preocupação com a saúde e a imunidade têm sido constantes e a máxima de que “a saúde começa pela boca” merece ser reforçada “Afinal, é onde se inicia todo o processo de mastigação e trituração dos alimentos, função essencial para o bom funcionamento do organismo”, explica o cirurgião-dentista Fábio Bezerra, PhD em Biotecnologia, mestre em Periodontia e diretor global de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da S.I.N. Implant System.

Segundo o especialista, o alerta é ainda mais importante para a população brasileira, que conta com 14 milhões de pessoas sem nenhum dente na boca. “É algo básico: as moléculas de alimento precisam ser quebradas para a absorção dos nutrientes, função que se inicia na cavidade bucal”, afirma.

“Na falta dos dentes e com a má mastigação, ocorre uma sobrecarga maior do aparelho digestivo, o que prejudica todo o sistema imunológico”, diz o Dr. Fábio Bezerra. “Sem falar que pessoas sem dentes costumam trocar o consumo de proteínas e alimentos mais consistentes pela ingestão de alimentos líquidos ou pastosos como sopas e purês, causando um déficit nutricional que pode também derrubar as defesas do organismo”, conclui.

No mais, o especialista acrescenta que todas as vezes em que há uma desordem na cavidade bucal, existe maior risco de infecção por bactérias presentes na boca, que podem impactar o funcionamento de outros órgãos e causar ou agravar diversas doenças, desde artrite até doenças pulmonares e cardiológicas. Este fato é especialmente importante durante a pandemia, pois a boca, assim como o nariz, são os principais focos de contaminação pelo coronavírus.

Assim, é imprescindível, além da higiene bucal adequada, que os pacientes que perderam os dentes procurem tratamento sem demora. “Os implantes dentários são, hoje, a melhor solução para promover a reabilitação oral e está provado que ajudam a prevenir problemas de saúde como um todo”, diz Bezerra.

O diretor global de P&D da S.I.N. Implant System ressalta que, para efeito de comparação, a reposição dos dentes através do uso de dentadura realiza algo em torno de 30% da capacidade de mastigação dos dentes naturais. E, segundo ele, o mesmo vale para as próteses fixas e móveis, também com desempenho inferior. “Já os implantes cumprem com excelência a função dos dentes”, conclui.

Em síntese, é justamente por desempenharem o mesmo papel dos dentes originais que os implantes são fundamentais para o equilíbrio do sistema imunológico. “E vale lembrar que os cuidados começam pela boca, mas devem vir acompanhados de exercícios físicos, exposição ao sol, boa alimentação e sono de qualidade, já que esse conjunto de atitudes contribui para turbinar a imunidade”, observa ele, além de reforçar o fato de que a higienização das mãos, o uso de máscaras e o distanciamento social, associados à vacinação, são os únicos métodos cientificamente comprovados para controle da pandemia.

A falta de dentes eleva também a ocorrência de quadros de depressão. Como consequência, transtornos de saúde mental deixam os pacientes também mais suscetíveis ao aparecimento de doenças. “O indivíduo sem um ou mais dentes, com dificuldade para mastigar, geralmente tem baixa autoestima e fica sem vontade de se dedicar a seus afazeres pessoais e profissionais”, afirma Bezerra. “Porém, após o tratamento com implantes e a recuperação da função mastigatória e estética bucal, existe um aumento na autoestima, melhora na qualidade de vida e consequente maior liberação de hormônios ligados à felicidade e isso também contribui para o fortalecimento do sistema imunológico”, diz.

Alerta: doenças bucais podem ser silenciosas


O Dr. Fábio Bezerra chama atenção para o fato de que os males da cavidade oral, muitas vezes, são assintomáticos. “A gengivite, que é uma inflamação acompanhada de sangramento na gengiva, por exemplo, não costuma causar tanta dor como as cáries”, diz ele. “Por isso, é preciso ficar atento a sinais como sangue e dentes se movimentando, mesmo diante da ausência de dor”, completa.

Ele acrescenta que as desordens bucais geram inflamações que atacam as células de defesa. “É necessário tratar os problemas para que o sistema imunológico restabeleça seu equilíbrio”, conclui o especialista.

Por outro lado, ele explica que existem muitas doenças que acometem outros órgãos, mas têm origem na cavidade bucal. “Existem pacientes que se queixam de sinusite e procuram um otorrino, mas não acham a causa porque justamente ela é dentária”, diz Bezerra. “Outras pessoas reportam dores de cabeça e na coluna, cujas causas também podem estar ligadas à falta dos dentes. ”

Por isso tudo, o especialista observa que é fundamental não negligenciar a prevenção, com a escovação regular após as refeições e o uso de fio dental. No mais, ele recomenda procurar regularmente o consultório do dentista, o que deve ser feito a cada seis meses, em média. “E a orientação é geral: vale para pacientes com ou sem implantes”, conclui.

Sobre a S.I.N. Implant System: referência mundial em produtos para implantes dentários, a S.I.N Implant System tem DNA brasileiro e está no mercado desde 2003. Hoje, seu parque fabril de última geração entrega mais de 5 milhões de produtos acabados todos os anos, com presença em mais de 25 países. Com uma trajetória de conquistas apoiada nos princípios da simplicidade, inovação e nanotecnologia, a S.I.N. Implant System oferece as melhores linhas de implantes dentários do mundo, além de componentes protéticos. A empresa tem como visão oferecer o que há de melhor e mais seguro na área de implantodontia, utilizando, para isso, tecnologia de ponta e equipamentos de última geração, que passam por rigoroso controle de processos. A excelência em qualidade de seus produtos é garantida e comprovada por meio de certificações nacionais e internacionais. O sonho de restaurar sorrisos, iniciado com a Sra. Neide e o Dr. Ariel Lenharo, continua vivo. Em tempo: Ariel Lenharo foi o primeiro doutor em implantodontia do Estado de São Paulo, tendo também realizado sua pós-graduação nos Estados Unidos, no Pankey Institute. A Sra. Neide e o Dr. Lenharo estiveram à frente da companhia até 2009, quando o controle acionário da S.I.N passou para o fundo de investimentos Southern Cross Group, equity firm líder e mais antigo dedicado ao mercado latino-americano, com mais de U$ 2,8 bilhões investidos em 38 empresas em todo o continente. Mais informações em www.sinimplantsystem.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.