Nossos Vídeos

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Itaquera recebe, na próxima quarta-feira, a 2ª edição do Projeto Vem Dançar

Na próxima quarta-feira, 27/8, acontece das 14h às 18h, o 2º Baile do Hawai para a Melhor Idade. Este ano, o programa Vem Dançar será realizado no Salão Nação Tan Tan, localizado na rua Agrimensor Sugaya, 141, em Itaquera.

Voltado ao público da terceira idade, o projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (SEME), em parceria com as Subprefeituras de Itaquera, Cidade Tiradentes e São Mateus, visa oferecer atividades físicas recreativas e culturais aos diversos grupos de idosos.

O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos participantes, por meio da elevação da auto-estima e da redescoberta da atividade física através das relações compartilhadas. Além de promover o respeito às diferenças sócio-culturais, por intermédio dessa convivência.

Esta atividade leva em consideração as transformações que ocorrem na vida dos idosos após a chegada da terceira idade, mostrando as possibilidades de uma vida mais ativa e saudável.

Em 2007 o evento aconteceu no Clube Esportivo José Bonifácio. Este ano, para acomodar um número maior de convidados, o baile será realizado no Salão Nação Tan Tan. São esperadas 1.200 pessoas. Só Itaquera disponibilizou 12 ônibus para o transporte dos participantes. A Banda Fênix será responsável pela animação da festa. A entrada é franca.


Serviço
Data: 27/08/08 (quarta-feira)
Horário: 14h às 18h
Local: Salão Nação Tan Tan
Endereço: Rua Agrimensor Sugaya, 141 (ao lado do Colégio Augusto Maia) – Itaquera
Contato: Gildete (Fone: 2523-0897)


Assessoria de Comunicação e Imprensa
Subprefeitura de Itaquera
Na próxima quarta-feira, 27/8, acontece das 14h às 18h, o 2º Baile do Hawai para a Melhor Idade. Este ano, o programa Vem Dançar será realizado no Salão Nação Tan Tan, localizado na rua Agrimensor Sugaya, 141, em Itaquera.

Voltado ao público da terceira idade, o projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (SEME), em parceria com as Subprefeituras de Itaquera, Cidade Tiradentes e São Mateus, visa oferecer atividades físicas recreativas e culturais aos diversos grupos de idosos.

O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos participantes, por meio da elevação da auto-estima e da redescoberta da atividade física através das relações compartilhadas. Além de promover o respeito às diferenças sócio-culturais, por intermédio dessa convivência.

Esta atividade leva em consideração as transformações que ocorrem na vida dos idosos após a chegada da terceira idade, mostrando as possibilidades de uma vida mais ativa e saudável.

Em 2007 o evento aconteceu no Clube Esportivo José Bonifácio. Este ano, para acomodar um número maior de convidados, o baile será realizado no Salão Nação Tan Tan. São esperadas 1.200 pessoas. Só Itaquera disponibilizou 12 ônibus para o transporte dos participantes. A Banda Fênix será responsável pela animação da festa. A entrada é franca.


Serviço
Data: 27/08/08 (quarta-feira)
Horário: 14h às 18h
Local: Salão Nação Tan Tan
Endereço: Rua Agrimensor Sugaya, 141 (ao lado do Colégio Augusto Maia) – Itaquera
Contato: Gildete (Fone: 2523-0897)
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

HC oferece tratamento para vítimas de violência sexual


O Núcleo de Assistência à Vítima de Violência Sexual (Navis), do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), atende 24 horas por dia. A assistência é realizada por equipe multidisciplinar e direcionada a pessoas de todas as idades e de ambos os sexos.

As vítimas de violência sexual devem procurar os serviços com urgência, para evitar possível contaminação por doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis, gonorréia, HIV e hepatite B. O prazo máximo é de 72 horas após o ato violento, para a realização das profilaxias e anticoncepção de emergência.

Segundo a infectologista Ivete Boulos, responsável pelo núcleo, inicialmente há a administração de medicamentos e vacinas. Em seguida, a pessoa é acolhida por assistentes sociais e tem consulta médica e psicológica agendada. Em média, o Navis atende dez casos por mês. A maioria é do sexo feminino (93%). Em 51% das notificações, os agressores são conhecidos da vítima.

O acompanhamento clínico leva, em média, seis meses – período de investigação do aparecimento de possíveis doenças infecciosas. O psicológico é mais demorado – um ano. Os familiares das vítimas também recebem orientações psicológicas. As pessoas que sofreram violência sexual e nunca procuraram ajuda podem recorrer ao núcleo para se recuperar do trauma.

SERVIÇO

Atendimento ambulatorial:
Prédio dos Ambulatórios do Instituto Central do HC
Avenida Enéas de Carvalho Aguiar, 155 – São Paulo
Mais informações, pelo telefone (11) 3069-6397
Do Instituto Central do HC
*
*
*
Publicidade:
Preços por tempo limitado: