Nossos Vídeos

sábado, 12 de fevereiro de 2011

STB lança concurso cultural que vai premiar o vencedor com intercâmbio em Los Angeles

Promoção começa dia 11 de fevereiro e vai até 15 de março


O STB – Student Travel Bureau, líder nacional no segmento de intercâmbio, turismo jovem e educação internacional, em mais uma parceria exclusiva com a Sony Pictures, realiza concurso cultural para promover o filme Burlesque, que estreia no Brasil dia 11 de fevereiro. Para participar, os interessados devem acessar o site www.stb.com.br, clicar no link da promoção e elaborar uma resposta de até 140 caracteres à seguinte pergunta: “Por que você merece mostrar seu talento em Hollywood?” Os participantes devem ter, no mínimo, 18 anos.
A resposta mais criativa será premiada com uma viagem de intercâmbio para a Califórnia, com passagem de ida e volta para Los Angeles. A programação inclui três semanas de curso de inglês, acomodação em casa de família e Assistência Médica ISIS. Para os seguidores do STB no Facebook e Twitter de todo o País serão sorteados pares de ingressos para assistir ao filme.

A avaliação das frases será feita pela equipe de marketing das empresas, e o nome do vencedor será divulgado no site www.stb.com.br, a partir de 20 de março.

Sobre o Student Travel Bureau

O STB é líder nacional no segmento de intercâmbio, turismo jovem e educação internacional. Fundado em 1971, tem mais de 60 lojas no Brasil, além de unidades na Austrália e na Nova Zelândia. Quase 50 mil jovens viajam todo ano nos programas do STB, como cursos de idiomas, extensão universitária, experiência de trabalho, au pair e turismo. Recrutador exclusivo no Brasil para os programas de trabalho da Disney, o STB oferece suporte completo nas viagens, como assistência médica internacional, reserva de acomodações e transporte e a Carteira Mundial do Estudante (ISIC). Em 2010, o STB foi agraciado com o título de Embaixador da Excelência da Educação Suíça no Brasil e eleito pelos leitores da revista Viagem e Turismo como a melhor operadora de cursos no exterior do País.

UNIFESP RECRUTA VOLUNTÁRIOS PARA PROBLEMAS POSTURAIS E MUSCULARES NA PÓS GESTAÇÃO

ALTERAÇÕES DA POSTURA CORPORAL E DORES MUSCULARES NA GESTAÇÃO E NO PÓS-PARTO

O Departamento de Ciências da Saúde, do Campus Baixada Santista, da Unifesp, recruta gestantes e mães voluntárias. As inscritas participarão de estudo com o objetivo de avaliar o efeito da gestação na postura corporal, bem como a presença de dores musculares durante a gravidez e no pós-parto.

Podem fazer a inscrição mulheres com mais de 20 anos, grávidas do primeiro filho e a partir de 10 semanas de gravidez, e mães do primeiro filho, com bebês de dois meses.

Para as participantes, serão oferecidos encontros informativos sobre parto, maternidade e massagem para bebês.

Inscrições: (13) 3878-3763, falar com Tatiana Travassos.


Sobre a Unifesp

Criada oficialmente em 1994, a Unifesp originou-se da Escola Paulista de Medicina (EPM), entidade privada fundada em 1933 que foi federalizada em 1956. Em 1940, a EPM inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, que hoje é o Hospital Universitário da Unifesp, localizado no campus São Paulo, no bairro Vila Clementino.

Na ocasião da criação da Unifesp, a instituição era a primeira universidade brasileira especializada em Saúde, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Biomedicina, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica.

Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão por meio do Programa de Apoio ao Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), coordenado pelo Ministério da Educação (MEC), com a criação do campus Baixada Santista. Em 2006, foi criado o campus Guarulhos, seguido de Diadema e São José dos Campos, em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 28 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de Humanas (Guarulhos), Exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema). O campus Osasco, com início das aulas previsto para o primeiro semestre de 2011, será voltado para a área de Negócios. No Vestibular 2011, a instituição oferece 2.669 vagas em 33 cursos de Graduação.

Atualmente, a Unifesp conta com 6.442 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 2,7 mil discentes em 50 programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissionalizante) e 6.296 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento,). Além disso, a instituição conta com 800 discentes no maior programa de residência médica do Brasil.

A Unifesp tem em seu quadro 1.163 docentes, sendo que 95% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição.

No segundo semestre de 2010, tiveram início as atividades do campus avançado de Extensão Universitária da Unifesp, o primeiro deste tipo no Brasil, implantado no município de Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo. O campus avançado de extensão universitária da região de Santo Amaro, na capital paulista, também inicia suas atividades no começo de 2011.

CHÁS PODEM MOELHORAR O METABOLISMO

Corpo Leve e em Equilíbrio

PhD em nutrição dá dicas de alimentos funcionais para manter o organismo saudável



Manter uma alimentação balanceada nem sempre é tarefa fácil, principalmente quando a opção de uma ou mais refeições acabam sendo os famosos fast food e comidas industrializadas. Para alcançar o verdadeiro equilíbrio do corpo e manter o organismo saudável e no peso certo, a PhD em nutrição e coordenadora do Centro de Pesquisa Sanavita, doutora Andrea Dario Frias, indica alguns alimentos fáceis de incluir na nossa rotina diária e que fazem muito bem à saúde.

Segundo a especialista, a alimentação inadequada, regada a excessos, muitas vezes sobrecarrega o organismo e o deixa mais vulnerável a adquirir algum tipo de mal estar ou até mesmo doença. “O consumo exagerado de alimentos ricos em açúcar, sódio e gorduras saturadas ou do tipo trans, ou ainda que apresentam excesso de aditivos químicos como conservantes e corantes artificiais, pode causar reações que agridem as nossas células e desencadear alterações que certamente prejudicarão a saúde física e mental ao longo da vida”, comenta Andrea. A presença ou até mesmo a quantidade dessas substâncias pode ser monitorada facilmente, pois os rótulos de alimentos e bebidas trazem este tipo de informação na lista de ingredientes ou tabela nutricional.

De acordo com Andrea uma alimentação desintoxicante acaba sendo uma importante aliada para quem deseja manter o corpo leve e em equilíbrio e pode amenizar o estrago que esses excessos e toxinas causam às nossas células. “A desintoxicação não é voltada especificamente para o emagrecimento. Uma alimentação desintoxicante tem o objetivo de facilitar a saída de impurezas que não farão bem ao organismo. A perda de peso é conseqüência de um corpo mais saudável”, explica a especialista.

Para isso, alguns alimentos funcionais se transformam em elementos-chave para alcançar o equilíbrio do organismo.

“O processo de desintoxicação envolve a retirada de alimentos altamente processados do cardápio, além de alimentos refinados, ricos em sal, açúcares e gorduras prejudiciais à saúde, como as gorduras animais e gorduras trans. É importante também manter distância de alimentos que contenham corantes artificiais, conservantes e aqueles que empregam o uso excessivo de agrotóxicos, por exemplo” alerta a pesquisadora.

Andrea dá dicas de alimentos que auxiliam no processo de desintoxicação: “A linhaça dourada é uma importante aliada, pois é rica em fibras e fonte natural de nutrientes como omêga 3, lignanas e antioxidantes. As fibras ajudam a arrastar várias substâncias nocivas à saúde, como o colesterol por exemplo, e os demais nutrientes ajudam a neutralizar a ação de radicais livres e auxiliam tanto na renovação celular como na melhora do funcionamento do intestino”, indica.

Já os chás a base de Camellia sinensis, mais conhecidos como Chá Verde, Branco, Vermelho e Amarelo são fontes de polifenóis conhecidos como catequinas – substâncias que apresentam poder antioxidante superior ao das vitaminas C e E. “Além de serem diuréticos, o que ajuda na eliminação de impurezas, estudos mostram que a ingestão diária dessas bebidas é capaz de reduzir o risco de várias doenças, além de acelerar o metabolismo, facilitar a queima de gordura e aumentar as defesas imunológicas”, acrescenta.

Doutora Andrea ressalta ainda que já é possível encontrar versões em pó desses chás, conhecidas como chás solúveis que são livres de açúcar, conservantes e corantes artificiais.

Os polifenóis presentes nesses chás podem também atuar como neutralizadores de radicais livres devido ao seu alto poder antioxidante. “Como a atividade metabólica natural do nosso corpo acaba produzindo uma espécie de lixo metabólico que nem sempre o organismo consegue eliminar devidamente, os polifenóis representam uma fonte viável de eliminação desse lixo metabólico tornando mais lento até o processo de envelhecimento celular”, finaliza.

Os polifenóis e outros fitoquímicos com ação antioxidante estão presentes também na soja, uva e vinho tinto, amora, maçã, entre outros alimentos do reino vegetal.

A indicação dos chás solúveis é o consumo entre 1 a 2 xícaras diárias para obter todos os seus benefícios.

Primeiro medicamento anti-inflamatório para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Nova classe terapêutica chega ao País, com o aval da Anvisa, para oferecer maior qualidade de vida aos pacientes

A Nycomed Pharma apresenta ao mercado brasileiro o Daxas®, medicamento exclusivo para o tratamento da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, também conhecida como DPOC. Trata-se de uma nova classe terapêutica que chega ao País, sendo a primeira terapia complementar via oral aprovada pela Anvisa. O medicamento possui ação específica e efetiva no combate às inflamações de base da DPOC, atuando como terapia concomitante aos medicamentos sintomáticos. Sua ação ajuda a diminuir as crises, também chamadas de exacerbações, que são responsáveis pela rápida progressão da doença e piora da qualidade de vida, aumentando a morbidade e a mortalidade dos pacientes.

A DPOC é uma doença crônica dos pulmões que diminui a capacidade de respiração. A maior parte das pessoas apresenta falta de ar, tosse e/ou catarro, sintomas comuns a outras doenças respiratórias, como a asma, dificultando o diagnóstico preciso. “A doença evolui a partir do agravamento das exacerbações, que vão acontecendo com maior frequência e intensidade. Sendo o tratamento dos sintomas feito por via inalatória, faltava uma medicação oral para atuar na inflamação, como terapia concomitante. Estamos falando de um medicamento inovador que age na inflamação específica da DPOC, tratando a doença de forma assertiva e suprindo uma necessidade negligenciada anteriormente”, explica o Dr. José Roberto Jardim, médico pneumologista da Unifesp (Universidade Federal da São Paulo) e membro do comitê internacional de DPOC.

As pesquisas para desenvolvimento do roflumilaste, princípio ativo da droga, começaram na Alemanha há cerca de 20 anos. “O Daxas® é o único medicamento que atua diretamente na inflamação, reduzindo o número e a intensidade das exacerbações que os pacientes sofrem. Prevenindo exacerbações, estes doentes podem ter melhor qualidade de vida.”, afirma Renata Campos, diretora da unidade de negócios prescrição da Nycomed Pharma. “Daxas® é o primeiro produto em sua classe terapêutica, por isso representa uma nova esperança para os pacientes de DPOC e um importante passo para consolidar a Nycomed como líder na área respiratória”, completa Giles Platford, gerente geral da Nycomed Pharma.

No Brasil, o Estudo Platino mostrou que somente 16% dos casos de DPOC são diagnosticados corretamente, o que prejudica o início do tratamento ainda na fase precoce. Estima-se que até 2020 a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica será a terceira causa de mortes no mundo, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde). A previsão é baseada em uma somatória de fatores relacionados a um estilo de vida pouco saudável, muito comum em centros urbanos, e que combina o tabagismo e a poluição do ar, má alimentação, sedentarismo e situações de estresse.

Sobre a Nycomed

A Nycomed é uma empresa farmacêutica global de capital privado que tem um portfólio diferenciado e foco em medicamentos de marca para as áreas de gastroenterologia, doenças respiratórias e inflamatórias, tratamento da dor, osteoporose e patches cirúrgicos. Uma extensa de linha de produtos para o consumidor (OTC) completa o portfólio. Suas atividades de Pesquisa e Desenvolvimento se baseiam em parcerias e a aquisição de licenças é um dos pilares da estratégia de crescimento da empresa.
A Nycomed tem 12.000 funcionários em todo o mundo e seus produtos estão em mais de 100 países. A empresa tem plataformas robustas na Europa e em mercados de crescimento dinâmico, como a Rússia/CIS e a América Latina. Nos Estados Unidos e no Japão, seus produtos são comercializados por seus parceiros locais, empresas de primeira linha, e a Nycomed pretende fortalecer ainda mais sua presença própria nos principais mercados da Ásia.
Com sede em Zurique, na Suíça, a empresa teve um faturamento total de €3.2 bilhões em 2009 e um EBITDA ajustado de €1.1 bilhão. Mais informações estão disponíveis no site http://www.nycomed.com/

UNIFESP RECRUTA VOLUNTÁRIOS para TRATAMENTO ANTI-DROGAS E MENOPAUSA

A Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas e estudos científicos, oferece vagas para voluntários nas seguintes áreas:



TRATAMENTO DE DROGAS PARA JOVENS


A Unidade de Dependência de Drogas oferece 20 vagas no ambulatório de orientação aos pais de jovens entre 12 e 15 anos que consumam álcool, cigarro ou qualquer outro tipo de droga em excesso, mesmo que não sejam dependentes. O ambulatório oferece oito sessões semanais gratuitas às quintas feiras, em horário comercial.

Inscrições: Os interessados podem entrar em contato pelo telefone 5549-2500. O serviço está localizado na Rua Napoleão de Barros, 1038, próximo ao metrô Santa Cruz.

DOR EM PACIENTES NA PÓS-MENOPAUSA COM FIBROMIALGIA


O Ambulatório da transição para a menopausa e pós-menopausa, do Departamento de Ginecologia da UNIFESP está recrutando mulheres para participar de uma pesquisa para verificar a dor em mulheres na menopausa, portadoras de fibromialgia. As voluntárias se submeterão a quatro meses de atividade física três vezes por semana e responderão a um questionário que avaliará a dor subjetiva.

As interessadas devem ter entre 45 e 60 anos, com pelo menos um ano na pós menopausa, serem portadoras de fibromialgia e sedentárias. Não serão aceitas mulheres que fazem uso de terapia hormonal, antidepressivos, antiinflamatórios, diabéticas, hipertensas e com insuficiência renal.

A triagem das voluntárias será feita no ambulatório do Climatério Rua Embaú, 66 – Vila Clementino nas quartas-feiras das 14h00 às 17h00 e nas quintas-feiras das 8hs às 11h00. Informações pelos telefones: 3341-3608 / 9734-9126 / 6692-9598 com Nelma Menezes. Serão selecionadas 60 mulheres e o prazo de inscrição se estende até o preenchimento das vagas.

Sobre a Unifesp


Criada oficialmente em 1994, a Unifesp originou-se da Escola Paulista de Medicina (EPM), entidade privada fundada em 1933 que foi federalizada em 1956. Em 1940, a EPM inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, que hoje é o Hospital Universitário da Unifesp, localizado no campus São Paulo, no bairro Vila Clementino.

Na ocasião da criação da Unifesp, a instituição era a primeira universidade brasileira especializada em Saúde, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Biomedicina, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica.

Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão por meio do Programa de Apoio ao Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), coordenado pelo Ministério da Educação (MEC), com a criação do campus Baixada Santista. Em 2006, foi criado o campus Guarulhos, seguido de Diadema e São José dos Campos, em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 28 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de Humanas (Guarulhos), Exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema). O campus Osasco, com início das aulas previsto para o primeiro semestre de 2011, será voltado para a área de Negócios. No Vestibular 2011, a instituição oferece 2.669 vagas em 33 cursos de Graduação.

Atualmente, a Unifesp conta com 6.442 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 2,7 mil discentes em 50 programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissionalizante) e 6.296 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento,). Além disso, a instituição conta com 800 discentes no maior programa de residência médica do Brasil.

A Unifesp tem em seu quadro 1.163 docentes, sendo que 95% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição.

No segundo semestre de 2010, tiveram início as atividades do campus avançado de Extensão Universitária da Unifesp, o primeiro deste tipo no Brasil, implantado no município de Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo. O campus avançado de extensão universitária da região de Santo Amaro, na capital paulista, também inicia suas atividades no começo de 2011.