Nossos Vídeos

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Marcha Paulista de Prefeitos acontece hoje

Evento é suprapartidário e busca soluções em áreas como
Saúde, Educação e Segurança Pública


Há anos as prefeituras paulistas pagam por uma série de contas que não pertencem a elas. Empréstimo de funcionários, aluguel de prédios para o funcionamento de delegacias, compra de medicamentos de alto custo, fornecimento de merenda e transporte escolar. Responsabilidades do governo do Estado que foram repassadas aos municípios. Todas as cidades enfrentam esses problemas, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte.

Em um grande esforço para aprofundar o diálogo federativo e corrigir essa situação, prefeitos de todas as regiões de São Paulo irão marchar para a Capital, até a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Hoje e amanhã, dias 11 e 12 de novembro, os prefeitos paulistas estarão juntos em defesa dos seus municípios, independente de partido. Será um ato pela descentralização de investimentos e a favor do fortalecimento do poder local, que é quem está mais próximo da população e conhece as suas necessidades.

Participarão do debate deputados das mais diversas colorações partidárias, secretários de governo, juízes, promotores públicos e especialistas em cada um dos segmentos abordados. A Marcha Paulista é um evento suprapartidário, organizado pela FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) e pela ABM (Associação Brasileira de Municípios).

"A Marcha Paulista de Prefeitos é um movimento em favor do diálogo e da integração entre os poderes. É uma oportunidade para encontrarmos caminhos que aumentem a eficiência da máquina pública municipal e também um exemplo de mobilização política em favor da população, sem ser partidária", afirma o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Também participam do evento os prefeitos de Osasco, Emidio de Souza, e de Várzea Paulista, Eduardo Pereira, coordenadores da Marcha pela FNP e pela ABM, respectivamente.

O objetivo é buscar uma solução para a falta de verba nos orçamentos municipais. Com menos despesas, sobram recursos para serem investidos na solução de questões críticas dentro de cada município. Melhorias que passam pela educação infantil, atendimento em postos de saúde, fortalecimento das guardas municipais, recuperação de ruas e avenidas. É para essas áreas que os orçamentos municipais deveriam ser direcionados.

Marcha Paulista em Defesa dos Municípios
Dias 11 de novembro, a partir das 16h; e 12 de novembro das 9h às 17h
Assembleia Legislativa: av. Pedro Álvares Cabral, 201 - São Paulo. Auditório Franco Montoro
*
*
*

Publicidade:
(Preço e estoque por tempo limitado)

A IMPORTÂNCIA DE SE TER ESTRATÉGIA

Um senhor vivia sozinho em Minnesota.
Ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado.

Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa, estava na prisão.
O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:

'Querido Filho, estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio.
Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão.
Com amor, Seu Pai.'

Pouco depois, o pai recebeu o seguinte telegrama:

'PELO AMOR DE DEUS, Pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos'
Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar qualquer corpo.

Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera..

Esta foi a resposta:

'Pode plantar seu jardim agora, amado Pai. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento..'
Estratégia é tudo!!!

Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis.

Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.

'Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional'
*
*
*
Publicidade:
(Preço e estoque por tempo limitado)

OSTEOPOROSE E A PRÁTICA DE PILATES

O aumento da expectativa de vida do brasileiro tem sido acompanhado por uma epidemia silenciosa, que pode ganhar maiores proporções nas próximas décadas. A vilã, conhecida como osteoporose, compromete a qualidade de vida de uma em cada três mulheres acima de 50 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. Uma a cada três mulheres com mais de 50 anos tem a doença. 75% dos diagnósticos são feitos somente após a primeira fratura. No Brasil, a cada ano ocorrem cerca de 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose. 200 mil pessoas morrem todos os anos no país em decorrência destas fraturas. (http://www.sbem.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-osteoporose/)
Exercícios físicos são recomendados e o Método Pilates tem se mostrado aliado para o combate à osteoporose. A diretora técnica do CGPA Pilates, Cristina Abrami, comenta como a prática do método pode ajudar quem quer evitar o desgaste dos ossos e quem já tem a doença.
Cristina Abrami é formada em Educação Física pela USP, certificada no Método Pilates pelo Physicalmind Institute dos EUA como professora de instrutores e possui o selo internacional de Certified Pilates Teacher pela PMA - Pilates Method Alliance - que atesta a qualificação de profissionais em todo o mundo.
1- O que é osteoporose?
Segundo a OMS - Organização Mundial da Saúde - osteoporose é uma desordem esquelética caracterizada por redução da massa óssea, com alterações da microarquitetura do tecido ósseo, levando a redução da resistência e ao aumento da suscetibilidade a fraturas. A perda óssea pela osteoporose, acontece de maneira gradual e silenciosa, não apresenta - na maioria dos casos - nenhum sintoma. Normalmente a diminuição da densidade óssea só é percebida, quando há perda de estatura, aumento da cifose torácica ou em alguns casos quando aparecem dores na linha da cintura.
A osteoporose pode atingir: mulheres, homens, crianças, jovens, adultos e idosos. Não deve ser considerada como um processo normal de envelhecimento, por isso foi considerada como doença em 1994, pela OMS. Nos Estados Unidos a osteoporose é considerada epidêmica. Uma a cada duas mulheres e um a cada quatro homens, com idade superior a 50 anos, sofrerá ao longo de suas vidas uma fratura de coluna, quadril ou punho por osteoporose.

2- Os professores de educação física e o pessoal de academia estão preparados para lidar com esse portador?
Portadores de osteoporose, na maioria das vezes, não sabem que foram acometidos pela doença. Os portadores de osteoporose correm grande risco de sofrerem fratura durante as suas atividades físicas. Grande parte dos professores de ginástica e até fisioterapeutas desconhece a doença e de como desenvolver programas seguros, para os alunos portadores de osteoporose. Muitas vezes por falta de informação, aplicam exercícios que podem - gradativamente - causar micro-fraturas, agravando o quadro. A maioria dos exercícios deve ser modificado para alunos portadores de osteoporose.
O Método Pilates é indicado para pessoas que possuem osteoporose, desde que aplicado por um professor, que tenha amplo conhecimento - tanto da técnica como da doença - para poder adaptar os exercícios sem oferecer risco de fratura ao aluno com osteoporose.

3- Como o Pilates pode ajudar que sofre de osteoporose?
É importante informar que o "Método Pilates tradicional" necessita ser modificado para ser aplicado em alunos com osteoporose. Algumas posições são totalmente contra-indicadas, podendo causar fraturas principalmente na coluna vertebral. O Método Pilates desenvolve grande consciência corporal, força e equilíbrio, condições indispensáveis para portadores de osteoporose. Os equipamentos oferecem comodidade e assistência ao aluno, permitindo que o professor faça as correções necessárias para obter melhores resultados com maior segurança.
Pessoas com osteoporose têm a tendência ao aumento da cifose torácica e por conseqüência a cabeça tende a ficar em uma posição mais protrusa. Os exercícios do Método Pilates visam à correção desta postura errada e trazendo o aluno o mais próximo possível da posição ereta. Além do trabalho resistido, o aluno com osteoporose precisa treinar o seu equilíbrio para evitar quedas, motivo de grande parte das fraturas ósseas em indivíduos da terceira idade.

4- Quais os exercícios mais comuns para combater a osteoporose?
Os exercícios mais comuns são para fortalecimento abdominal (sem flexão da coluna), o desenvolvimento de equilíbrio, o fortalecimento da musculatura posterior do tronco, dos flexores e extensores dos quadris e para os membros superiores e inferiores.

5- Os médicos indicam o pilates para estes casos?
Sim, cada vez mais os médicos reconhecem os benefícios do Pilates e recomendam a prática do método aos seus pacientes.

6- Dicas CGPA para portadores de osteopenia ou osteoporose:
1- Não executar exercícios que exijam a flexão da coluna, como os abdominais tradicionais. Estudos comprovam que eles podem causar fraturas nos corpos das vértebras.
2- Dê preferência aos exercícios de extensão de coluna no lugar dos de flexão.
3- Trabalhe os exercícios de equilíbrio, para evitar quedas.
4- Execute exercícios que fortaleçam a musculatura e que trabalhem por compressão e impacto, estes ajudam a aumentar a DMO (densidade mineral óssea)
5- A hidroginástica não é indicada para aumentar a DMO, porque não trabalha com a ação da gravidade.
6- Procure variar o treino, especialistas dizem que os ossos gostam de surpresas!

*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)