Nossos Vídeos

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Certificação na área da saúde aumenta a segurança dos pacientes e diminui riscos de atendimento

Como a implantação de processos de qualidade com Sistemas de Acreditação pode contribuir positivamente para o cenário da saúde no Brasil
A certificação de qualidade nos serviços de saúde oferecidos no Brasil é um tema que começa a ser discutido pela população. Na maioria dos hospitais da Europa, dos Estados Unidos e Canadá, o principal parâmetro utilizado para a escolha de um serviço de saúde pela população é a Acreditação Hospitalar. Antes de tudo, é preciso entender o que é acreditação e difundir este conceito à população brasileira.
Acreditação é a metodologia utilizada mundialmente que certifica a qualidade no atendimento e gestão de instituições de saúde. O IQG (Instituto Qualisa de Gestão), empresa líder do setor no Brasil e na América Latina (com mais de 160 instituições certificadas), aplica duas metodologias de certificação: a brasileira da Organização Nacional de Acreditação - ONA e a internacional Canadense.
A ONA (Organização Nacional de Acreditação) emprega padrões de desempenho voltados aos processos de cuidados ao paciente e à gestão de serviços. A Acreditação Canadense (Accreditation Canada) tem como foco a segurança do paciente e boas práticas no atendimento.
Acreditação é mais que um diferencial competitivo de mercado, seu direcionamento está na implantação de uma ferramenta de gestão que visa a profissionalização das instituições de saúde, associada à utilização de boas práticas em prol da segurança do paciente, o que resulta em um uso balanceado e eficiente dos recursos, diminuindo riscos e atos não seguros no atendimento.
Neste cenário, o prestador de serviços, as fontes pagadoras e o paciente estão inseridos em um ambiente mais adequado. 'O Sistema de Saúde Mundial passou do objetivo de evitar somente riscos financeiros institucionais para o de tornar o atendimento mais seguro. Estamos trabalhando para que a população possa compreender este conceito e poder ter a Acreditação como mais um critério de escolha dos serviços assistenciais', explica Dr. Rubens J. Covello, CEO do IQG.
Segundo a Associação Médica Americana, estima-se que cerca de 100 mil pessoas morram nos EUA vítimas de eventos adversos. Esta alta incidência resulta em uma taxa de mortalidade maior que as atribuídas a AIDS, câncer de mama ou atropelamentos, por exemplo. Uma instituição acreditada trabalha com metas e prazos. Por exemplo: o objetivo é diminuir em 50% o número de pneumonias causadas por ventilação em UTI até dezembro de 2010. 'Não adianta implantar um sistema de qualidade sem metas, prazos e mensuração. O foco deve ser sempre no paciente', finaliza Dr. Rubens.

Sobre o IQG
Empresa líder no mercado de certificação e implementação de programas de gestão de qualidade do segmento saúde. Em 15 anos de atuação, o Instituto está presente em 19 Estados brasileiros e possui 75% do mercado nacional de acreditação, tendo acreditado 85% dos hospitais, 90% dos bancos de sangue e 100% dos Serviços de Oncologia. Nos últimos 3 anos, realizou 166 certificações e 161 cursos de educação continuada com foco em gestão da qualidade e programas de segurança do paciente.

*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0