Nossos Vídeos

sábado, 7 de novembro de 2009

EXPOSIÇÃO MODERNISTA NA CAPELA DE SÃO MIGUEL ARCANJO > 07/11

Cerimônia abriu exposição modernista na Capela mais antiga de São Paulo hoje (07/11), na Zona Leste da cidade


Foi reaberta hoje, em uma cerimônia com a presença de diversas autoridades e convidados, a Capela de São Miguel Arcanjo, a mais antiga da cidade e um dos mais importantes patrimônios de São Paulo. A data marca também o início da exposição Modernistas Revisitam a Capela, realizada pela Curadoria do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a Associação Cultural Beato José de Anchieta e a Subprefeitura de São Miguel Paulista. A partir de amanhã (8/11) o espaço estará aberto para todo o público e passa a integrar o circuito cultural da cidade.

Entre as autoridades presentes, o secretário chefe da Casa Civil do Governo do Estado e presidente do Conselho do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, Aloysio Nunes Ferreira Filho, destacou “que a restauração da Capela, além de representar a importância de preservar o patrimônio histórico da cidade, mostra que os resultados são ainda mais significativos quando o trabalho é realizado através da soma dos esforços, neste caso, do governo estadual, municipal e da comunidade, representada pela Associação Cultural Beato José de Anchieta”.

Em relato sobre o andamento de todo o processo de restauro, o Pe. Geraldo Antonio Rodrigues, Pároco da Catedral de São Miguel Arcanjo e presidente da Associação Cultural, “credita parte do sucesso do empreendimento à participação da comunidade, que em quatro grandes encontros promovidos pela Associação, pôde acompanhar de perto cada momento do trabalho”.

Para Rosana Delellis, diretora da Formarte, responsável pelo gerenciamento do projeto de restauro e da implantação do museu, o restauro trouxe a revitalização de todo o entorno local e fez recair a atenção do pensamento público sobre o tudo o que está em volta: os acessos públicos (vias, trem, linhas de ônibus), os cuidados com a praça, a limpeza, entre outras coisas. “Um efeito similar ao que obtemos quando lançamos uma pedra no lago e em torno do seu centro forma-se uma onda”, declara a empresária.

Ana Cristina Carvalho, curadora da mostra, é mais uma valorizar a forma como todo o processo foi conduzido. “Acredito que este projeto tornou-se viável porque houve colaboração de todos os envolvidos e integração da comunidade e as instituições.

Primeira exposição em 40 anos

Com a curadoria de Ana Cristina Carvalho, as obras do Acervo dos Palácios expostas na nave central da capela mostram um percurso que contextualiza a busca das raízes brasileiras pelos modernistas no início do século XX, por meio de suas viagens às regiões Norte e Nordeste, e às cidades históricas mineiras. Em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, a Capela de São Miguel Arcanjo está localizada em um bairro marcado pela presença dos nordestinos, muitos vindos das mesmas regiões visitadas pelos modernistas, invertendo o trajeto de Mário de Andrade para descobrir São Paulo.

Expostas em três núcleos de idéias, a mostra pretende também promover a aproximação dessas comunidades com o Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo, que, pela primeira vez em 40 anos, expõe suas obras fora de seus espaços tradicionais.

Exposição - detalhes

Núcleo1
Viagem pelas raízes do Brasil apresenta obras pertencentes à coleção dos palácios e fotografias de acervo particular. Parte conceitualmente das viagens do intelectual modernista Mario de Andrade, que recolhe elementos da cultura brasileira. A busca da identidade e das raízes do Brasil propostas pelos modernistas nas décadas de 1920 e 1930 são evidenciadas neste núcleo por meio de pinturas como Natureza Morta, de Vicente do Rego Monteiro; o Carcará, de Aldemir Martins; Rio de Janeiro, de Cícero Dias; Paisagem de Ouro Preto, de Guignard; esculturas do artista baiano Agnaldo Manoel dos Santos e o ensaio fotográfico sobre a vida do nordestino, do pernambucano Cláudio Omena.

Núcleo 2
Devoção revela a religiosidade popular por meio de obras de artistas como Tarsila do Amaral, que mostra em sua obra São Paulo Antigo uma procissão; destaque também para Santa Cecília, de Djanira Motta e Silva; e a Nossa Senhora Aparecida, de Tereza D'Amico.

Núcleo 3
A Capela e a Cidade procura estabelecer relações com as obras e o contexto da cidade de São Paulo que cresce e acolhe os milhões de migrantes, vindos principalmente das regiões norte e nordeste. Apresenta obras associadas à origem da cidade e seu desenvolvimento. É o caso Bandeirante, de Portinarti; Capela de Santo Antônio, de Nicola Petti; Progresso, de Vitório Gobbis; e Rua Direita, de Júlio Guerra.

Serviço: Capela São Miguel Arcanjo – Modernistas Revisitam a Capela, de 8 de novembro a 20 de dezembro, de quinta a domingo, das 10h às 17h. Ingresso R$ 2,00, as quintas e sextas, grátis aos sábados domingos. Estudantes com carteirinha paga meia. Crianças até 7 anos, estudantes da rede pública, idosos, portadores de deficiência e grupos filantrópicos não pagam. Aberto ao público. Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, 11, São Miguel Paulista. Informações e agendamento de grupos pelo telefone 2032-4160.

O Restauro

A capela de São Miguel, que está sendo reaberta após um período de três anos de obras de restauração, foi construída no ano de 1622, segundo inscrições encontradas na verga da porta principal. Considerado o templo católico mais antigo da capital paulistana, a capela integra um conjunto de monumentos coloniais e é um dos primeiros edifícios a ser tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1938.

O gerenciamento do projeto de restauro e de implantação do museu é da FormArte. A entrega da primeira fase do trabalho, que envolveu o parque arquitetônico, parede, piso e telhado, com investimento de mais de 3 milhões de reais, foi realizada em junho de 2008. Depois disso a capela foi aberta apenas para visitas monitoradas. A continuidade das obras de restauro depende de novos recursos, mas o espaço já pode ser visto pelo público, que pode agora desfrutar desse monumento histórico sem restrições.



*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0