Nossos Vídeos

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Fique de perfil: Rinoplastia dá um up para a vida

Embora não tão lembrado quanto as rugas e flacidez, o nariz também é um forte indicador dos sinais do tempo no rosto. Com a idade, sua ponta fica mais caída, as cartilagens mais aparentes, os poros abrem, cooperando bastante para uma aparência mais “envelhecida”.

Assim, a rinoplastia também é uma boa aliada das cirurgias plásticas de rejuvenescimento, com procedimentos simples que ajudam a dar uma aparência bem mais jovial, aumentar a auto-estima, causar sensação de bem-estar, além de, muitas vezes, fazer com que a pessoa respire melhor.

Um nariz bem modelado, mas com aparência natural, pode ajudar não só nas questões estéticas e funcionais, mas até psicológicas, recuperando o “ar de confiança”, ao conferir um conjunto mais harmonioso e jovem, diz Alexandre Barbosa, titular da Clínica de Cirurgia Plástica de São Paulo.

O nariz, além de importante estrutura do aparelho respiratório, tem um apelo estético muito importante. Localizado na região central da face, está intimamente ligado à maneira como a pessoa se percebe, muitas vezes refletindo na sua própria personalidade e qualidade de vida.

A rinoplastia procura redimensionar a forma do nariz, diminuir ou aumentar seu tamanho, em busca de um rosto mais harmonioso. É uma das cirurgias maus freqüentemente realizadas, porém uma das que mais existe técnica e senso artístico do cirurgião.

Alexandre Barbosa recomenda que a técnica seja feita com cirurgiões plásticos que já tenham realizado bastantes rinoplastias, pois é ainda uma das cirurgias estéticas que mais preocupa quanto ao resultado. Além de ser cirurgia de muitos detalhes, se não realizada com profissional ou técnica adequados, o resultado pode não corresponder à expectativa do paciente é muito importante para que o especialista saiba o que o cliente deseja e o que é possível ser realizado.

Como é:
A cirurgia pode ser realizada sob anestesia local e sedação ou geral e dura, em média, duas horas. É necessário deixar um curativo nas narinas por 24h para prevenir sangramentos. Após sete dias, o paciente poderá ver seu novo nariz, ainda que inchado. Entretanto, o resultado definitivo será visível em três ou quatro meses.

Quem pode?
Nariz grande e dorso muito alto, de ponta muito grossa, de ponta pendente ou de ponta alta tipo “pinóquio’, de ponta achatada e larga, de dorso torto, pequeno e de dorso insuficiente... para cada uma das deformidades existe um tipo adequado de técnica cirúrgica, o que torna a rinoplastia um procedimento muito minucioso.

Segundo o Dr. Alexandre, a rinoplastia, assim como todos os procedimentos estéticos, pode trazer bem estar ao paciente, porém nenhum tratamento de beleza é completo se não for dirigido à melhoria da beleza interior.

Serviço:
Clínica de Cirurgia Plástica de São Paulo
Tel: (11) 3887 0100

Sobre o Dr. Alexandre Barbosa:
Dr. Alexandre Barbosa formou-se em Medicina pela PUC Campinas, em 1991. Fez residência em cirurgia geral e plástica no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, e se tornou especialista em cirurgia plástica em 1996. Atualmente, é sócio-proprietário da Clínica de Cirurgia Plástica de São Paulo.

*
*
*
Publicidade:
(Preço e estoque por tempo limitado)

Esterilização do bisturi à roupa do dentista

Solução à base de ácido peracético, o Proxitane pode ser utilizado na desinfecção e esterilização em consultórios odontológicos. Biodegradável, o produto tem baixa toxidade e não causa alergias.

O Brasil registrou 374,8 mil casos de hepatites A, B, C e D na última década, segundo o Ministério da Saúde. A doença está entre as mais transmitidas dentro dos consultórios dentários, principalmente as hepatites B e C. As clínicas odontológicas também estão expostas à contaminação de gripe A, herpes, tuberculose, sífilis e outras doenças infecto-contagiosas. Para proteger a saúde dos profissionais e dos pacientes é necessário cumprir à risca os protocolos de esterilização e desinfecção em equipamentos, utensílios e vestimentas.
O desafio dos dentistas reside ainda na escolha dos produtos mais indicados para a tarefa, uma vez que o uso do glutaraldeído foi restrito em alguns Estados e proibido em outros, como no Rio de Janeiro; e o álcool tem baixo espectro de ação, além de danificar superfícies pintadas. "Foi atestado que o glutaraldeído é cancerígeno e ele está saindo do mercado. Temos o quaternário de amônia, mas que age em poucos tipos de bactéria", conta o dentista Sílvio Sakuno.
Para desinfecção de utensílios e de bancadas uma das opções mais indicadas é o Proxitane, uma solução pronta para uso à base de ácido peracético. De baixa toxidade, o Proxitane não causa alergias, é biodegradável e apresenta compatibilidade com a maioria dos materiais presentes em um consultório: aço-inox, ligas de alumínio, plástico, borrachas, porcelanas, tecidos, etc. "O produto é reconhecido internacionalmente como o mais rápido esterilizante químico. Depois de 10 minutos de imersão no Proxitane, os utensílios podem ser enxaguados com soro fisiológico estéril para serem utilizados novamente", explica o mestre em Microbiologia e diretor-técnico,

Carlos Henrique Christo.
O produto tem ainda poder de esterilização (conforme a aplicação) e é eficaz sobre a Micobacterium chelonae, umas das bactérias mais resistentes. Se comparado com sistemas de autoclave, o Proxitane tem custo mais baixo, age em menor tempo e não escurece ou oxida.
*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)



Certificação na área da saúde aumenta a segurança dos pacientes e diminui riscos de atendimento

Como a implantação de processos de qualidade com Sistemas de Acreditação pode contribuir positivamente para o cenário da saúde no Brasil
A certificação de qualidade nos serviços de saúde oferecidos no Brasil é um tema que começa a ser discutido pela população. Na maioria dos hospitais da Europa, dos Estados Unidos e Canadá, o principal parâmetro utilizado para a escolha de um serviço de saúde pela população é a Acreditação Hospitalar. Antes de tudo, é preciso entender o que é acreditação e difundir este conceito à população brasileira.
Acreditação é a metodologia utilizada mundialmente que certifica a qualidade no atendimento e gestão de instituições de saúde. O IQG (Instituto Qualisa de Gestão), empresa líder do setor no Brasil e na América Latina (com mais de 160 instituições certificadas), aplica duas metodologias de certificação: a brasileira da Organização Nacional de Acreditação - ONA e a internacional Canadense.
A ONA (Organização Nacional de Acreditação) emprega padrões de desempenho voltados aos processos de cuidados ao paciente e à gestão de serviços. A Acreditação Canadense (Accreditation Canada) tem como foco a segurança do paciente e boas práticas no atendimento.
Acreditação é mais que um diferencial competitivo de mercado, seu direcionamento está na implantação de uma ferramenta de gestão que visa a profissionalização das instituições de saúde, associada à utilização de boas práticas em prol da segurança do paciente, o que resulta em um uso balanceado e eficiente dos recursos, diminuindo riscos e atos não seguros no atendimento.
Neste cenário, o prestador de serviços, as fontes pagadoras e o paciente estão inseridos em um ambiente mais adequado. 'O Sistema de Saúde Mundial passou do objetivo de evitar somente riscos financeiros institucionais para o de tornar o atendimento mais seguro. Estamos trabalhando para que a população possa compreender este conceito e poder ter a Acreditação como mais um critério de escolha dos serviços assistenciais', explica Dr. Rubens J. Covello, CEO do IQG.
Segundo a Associação Médica Americana, estima-se que cerca de 100 mil pessoas morram nos EUA vítimas de eventos adversos. Esta alta incidência resulta em uma taxa de mortalidade maior que as atribuídas a AIDS, câncer de mama ou atropelamentos, por exemplo. Uma instituição acreditada trabalha com metas e prazos. Por exemplo: o objetivo é diminuir em 50% o número de pneumonias causadas por ventilação em UTI até dezembro de 2010. 'Não adianta implantar um sistema de qualidade sem metas, prazos e mensuração. O foco deve ser sempre no paciente', finaliza Dr. Rubens.

Sobre o IQG
Empresa líder no mercado de certificação e implementação de programas de gestão de qualidade do segmento saúde. Em 15 anos de atuação, o Instituto está presente em 19 Estados brasileiros e possui 75% do mercado nacional de acreditação, tendo acreditado 85% dos hospitais, 90% dos bancos de sangue e 100% dos Serviços de Oncologia. Nos últimos 3 anos, realizou 166 certificações e 161 cursos de educação continuada com foco em gestão da qualidade e programas de segurança do paciente.

*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)


O Quebra Nozes > 13, 19 e 20/12 no Teatro Bradesco

Com Thiago Soares, Marianela Nuñes e Cia Brasileira de Ballet

Uma das mais importantes peças da dança clássica de todos os tempos, o famoso conto de natal ocupa o palco do Teatro Bradesco em dezembro, reunindo estrelas do Royal Ballet de Londres e a companhia carioca que é considerada o maior celeiro de novos talentos da dança no país

Entre todos os grandes balés do repertório clássico existente, “O Quebra Nozes” continua a ser até hoje um dos que mais seduz e atrai o público. Dançado por todas as grandes companhias de dança do mundo, “O Quebra Nozes” é um conto de natal que estreou no Teatro Mariinsky em São Petersburgo, na Rússia, em 1892, e é considerado hoje uma das obras primas do compositor Peter Tchaikovsky e do coreógrafo Marius Petipa.

Considerado o espetáculo ideal para esta época do ano – não só pela beleza de sua música (a Suíte Quebra Nozes é considerada a música clássica mais gravada de todos os tempos) e pela envolvente história, mas também por seu apelo junto ao público de diferentes faixas etárias, “O Quebra Nozes” volta aos palcos paulistas em dezembro, reunindo no recém inaugurado Teatro Bradesco duas grandes estrelas da dança internacional na atualidade – o brasileiro Thiago Soares e a argentina Marianela Nuñes, ambos astros do Royal Ballet de Londres e a Cia Brasileira de Ballet, instituição que com pouco mais de 10 anos de atividade já se destaca no panorama da dança nacional, tendo lançado diversos novos talentos exportados para grandes companhias internacionais.

As apresentações de “O Quebra Nozes” em São Paulo acontecem nos dias 13 de dezembro (domingo), às 16 horas, dia 19 de dezembro (sábado), às 21 horas e dia 20 de dezembro (domingo), às 16 horas. O espetáculo também terá outras apresentações fechadas, destinadas ao público do shopping.

O Quebra Nozes



A ação se passa em Nuremberg, no princípio do século XIX. Narra-se a história de Drosselmeyer, um velho e misterioso fabricante de relógios e brinquedos mecânicos. Quando trabalhava no Palácio Real, Drosselmeyer inventou uma armadilha que matou metade dos ratos. Para se vingar, o maldoso Rei dos Ratos resolveu raptar o sobrinho de Drosselmeyer e o enfeitiçou com uma maldição, de modo que seu tio não mais o reconhecesse, fazendo com que o menino se transformasse num feio boneco Quebra Nozes nas noites de Natal. Para que Drosselmeyer volte a reconhecer seu sobrinho, é preciso quebrar o feitiço. A única maneira de Quebra Nozes desfazer a maldade do Rei dos Ratos é matá-lo e, mesmo com uma aparência ruim, conseguir ser amado por uma bela jovem.

Durante o Natal o médico e prefeito da cidade Jans Stahlbaum e sua esposa, fazem uma linda festa para seus parentes, amigos e crianças do orfanato Frone Kinder. A nobre e tradicional celebração é esperada com ansiedade pelos filhos do casal, Clara, Fritz e Louise. Para Clara, este será um Natal ainda mais especial.

Enquanto todos se divertem, Clara passa a prestar atenção num menino diferente que está entre os convidados. O que ninguém sabe é que trata-se do sobrinho do Dr. Drosselmeyer, padrinho de Clara e que todos os anos entrega presentes na festa. Drosselmeyer chega ao salão e rapidamente entretém a todos com seus bonecos mecânicos dançantes e de aspectos humanos. Clara recebe um presente muito especial: um encantador Quebra Nozes, que parece um soldado. Clara fica encantada com o brinquedo mas seu irmão, com inveja, deixa o boneco cair. O estranho menino do orfanato pede a Drosselmeyer que conserte o boneco para ela. Em forma de agradecimento, Clara dá um beijo no novo amigo.

Quando chega a noite Clara vai para o quarto, mas sem conseguir dormir, volta para a sala. De repente, em um misto de sonho e fantasia, a árvore começa a crescer, os bonecos-soldados tomam vida e travam uma batalha com os ratos. O Quebra Nozes também ganha vida e defende Clara. Depois de uma batalha feroz, o Quebra Nozes mata o Rei dos Ratos e cai no chão. Desesperada, Clara se põe a chorar por achar que o boneco está morto. O feitiço é quebrado, o Quebra Nozes volta a ser o menino e Drosselmeyer reconhece seu sobrinho.

Drosselmeyer envia Clara e seu sobrinho a uma mágica viagem pelo Reino das Neves, onde eles encontram o Rei e a Rainha. A dança dos Flocos de Neve deixa os dois encantados. Seguindo viagem, chegam até o Reino dos Doces, a bordo de um lindo trenó, onde a Fada Açucarada é a rainha. Ao saber da chegada de Clara e de seu acompanhante, a Fada e seu Príncipe convocam todo o povo do Reino para um grande espetáculo em honra aos visitantes. Ao fim da apresentação, todos se despedem de Clara. Dr. Drosselmeyer reaparece para, enfim, levar seu sobrinho de volta para casa.



Cia Brasileira de Ballet

Criada em 1967 pelo industrial Paulo Ferraz, incentivado por sua esposa, a bailarina Regina Ferraz, a Cia. Brasileira de Ballet teve sua estréia no Teatro Novo (antigo Teatro República, hoje sede da TVE). A CBB surgiu para cultivar a arte da dança e colaborar na descoberta de novos valores artísticos. O elenco de estréia, em grande parte, foi constituído por bailarinos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e teve como coreógrafos Tatiana Leskova, Dennis Gray, Eugênia Feodorova, Davi Dupré e outras pessoas que também se tornaram grandes nomes da dança no mundo inteiro. A CBB se desfez logo depois e em 2001, por indicação de grandes personalidades da dança, teve seu nome cedido ao professor Jorge Texeira, em reconhecimento a sua luta pela divulgação do balé clássico e pelo trabalho técnico e artístico desenvolvido por ele e seus alunos.
Formada por alguns dos mais talentosos jovens bailarinos da atualidade, a CBB vem trabalhando com a mesma garra e determinação vivenciadas em 1967. Um dos principais objetivos é resgatar o interesse do público em geral pelo balé clássico. Também é motivo de orgulho ter em seu repertório balés neo-clássicos e contemporâneos, criados por talentosos jovens coreógrafos da atualidade, nomes como Henrique Talmah, Heron Nobre, Mário Nascimento, Ramon Reis, Ricardo Scheir e Sergio Lobato , entre outros.
Atualmente a CBB se destaca no cenário das grandes companhias de dança nacionais, fazendo apresentações ao lado de diversas personalidades como Ana Botafogo, Cecília Kerche, Cláudia Mota, Áurea Hämmerlli, Marcelo Misailidis e Vitor Luís, todos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Roberta Marques e Thiago Soares, do Royal Ballet, Renata Pavan e Herman Cornejo, do American Ballet Theatre, Jaun Pablo Ledo, do Teatro Colón, Aidos Zakan, do Ballet Teatro Michailov.
O brilhantismo e a técnica de seus bailarinos têm levado a CBB a diversas apresentações fora do Brasil, como na Argentina, Estados Unidos, Suíça, China, e em Mônaco, onde em março do próximo ano será a representante oficial da América Latina no "Monaco Dance Forum 2010", e ainda em 2010, na Espanha e República Dominicana. No Brasil tem sido convidada para se apresentar em diversas cidades como Belo Horizonte, São Paulo, Belém do Pará, Recife, Ourinhos, Olinda, Barbacena, Vitória, Camaçari, Santos, Cabo Frio, Macaé, Juiz de Fora, Petrópolis, Friburgo, Joinville, Florianópolis, além do Rio de Janeiro, onde se apresenta constantemente no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Teatro João Caetano, Teatro da UERJ e Vivo Rio.
Dentre os muitos prêmios conquistados pela Direção da Cia estão a Medalha Pedro Ernesto, Moção de Congratulações, da Câmara Municipal do RJ, pelo trabalho desenvolvido pela CBB; Prêmio de Melhor Espetáculo do Ano, em 2006, dado pela Prefeitura de Cabo-Frio; Premio Dedicadión, em 2007, concedido pelo XIII Certamen Internacional de Danzas – Danzamérica, em Córdoba, Argentina; Prêmio Cultura Nota 10, concedido pelo Instituto Cultural Cidade Viva, Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro e UNESCO; Prêmio de Melhor Grupo do Festival de Dança de Joinville em 2008 e 2009; além de diversos prêmios internacionais que foram conquistados pelos bailarinos da CBB nos Estados Unidos, Austrália, Argentina, Suíça e China.
Site: http://www.conservatoriodanca.com.br/1024x768pt.htm


Thiago Soares e Marianela Nuñes



O niteroiense Thiago Soares é hoje um dos grandes nomes da dança mundial. Primeiro bailarino da conceituada Royal Ballet de Londres, posição alcançada em apenas dois anos de companhia, em 2004, Thiago traçou uma carreira meteórica graças ao seu talento incomum, descoberto quando ainda se dedicava ao street dance. Tudo começou na Escola de Circo, no Rio de Janeiro, onde entrou quando tinha dez anos de idade. Lá, aprendeu técnicas de acrobacia e controle corporal. Aos 16, ingressou no Centro de Dança do Rio, para estudar jazz e dança moderna. Sua professora o incentivou a estudar balé clássico. Os prêmios rapidamente se sucederam: Medalha de Prata no Concurso Internacional de Niterói, Medalha de Ouro e Prêmio melhor Partner, no Festival Tápias; Primeiro lugar na Categoria Profissional do XVI Festival de Dança de Joinville; Prêmio Aldo Lotufo e Melhor Bailarino do Conselho Brasileiro de Dança. Em 1998, com apenas 18 anos, recebia sua primeira grande premiação – a Medalha de Prata no Concurso Internacional de Dança de Paris.

No mesmo ano, ingressou no corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde em pouco tempo se destacou. Em 2001, nova consagração: ganhou a Medalha de Ouro no Concurso Internacional de Ballet do Teatro Bolshoi. O feito lhe valeu um convite do Kirov Ballet para integrar seu quadro de aprendizes por uma temporada. Em cem anos de história, Thiago foi o segundo estrangeiro a participar da mítica companhia. Antes dele, houve apenas o cubano Manuel Carreño, atualmente no American Ballet Theater. Em 2002, apresentou-se para a rigorosa diretora artística do Royal Ballet, Monica Mason. Aprovado, foi convidado a integrar a companhia inglesa, inicialmente dançando em papéis pequenos, mas em pouco tempo ganhou a posição de primeiro bailarino da companhia. Em 2005 ganhou o prêmio de ‘Artista revelação masculino de dança clássica’ (Outstanding Male Artist – Classical), conferido pela Associação dos Críticos Internacionais de Dança, considerado o Oscar da categoria. Além da elogiada “técnica poderosa e refinada”, suas qualidades como ator contribuíram para sua impressionante presença de palco.

Marianela Nuñez nasceu em Buenos Aires e iniciou aulas de dança com 3 anos de idade. Aos 8 entrou no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón, onde estudou até ser convidada a integrar o corpo de baile da Companhia, com apenas 14 anos de idade. Foi selecionada para participar em uma excursão como solista, com o Ballet Clasico de la Habana, Cuba. Em 1997, Maximiliano Guerra a escolheu como partner para dançar com ele no Uruguai, Espanha, Itália e no Festival de Ballet do Japão. Foi então convidada para excursionar com a companhia de balé do Teatro Colón na Europa e nos EUA como bailarina convidada.


Em setembro de 1997, sem falar uma palavra em inglês, entrou para o Curso de Pós-Graduação do The Royal Ballet School e no final do ano dançou o papel principal no Soirée Kenneth MacMillan Musicale bem como o papel-título do III ato de Raymonda. Entrou para o The Royal Ballet no início da temporada 1998/99 e foi promovida a Primeira Solista em 2001 e Primeira Bailarina em setembro de 2002.



Ficha técnica


Ballet com Prólogo e 2 Atos

Música – Piotr Ilitch Tchaikovsky

Libreto Original – Marius Petipa

Direção, Remontagem, Adaptação e Coreografia – Jorge Texeira

Assistente de Direção – Saulo Finelon

Cenário – Carlos Alberto Delarmelino e Glauco Bernardi

Figurinos – Tânia Agra

Iluminação – Deise Calaça

Ensaiador – Tadheo de Carvalho

Assistente de Coreografia – Henrique Talmah

Direção Técnica – Deise Calaça e Elinah Jacqueline



Serviço



Datas: 13, 19 e 20 de dezembro

Local: Teatro Bradesco
http://www.teatrobradesco.com.br
Endereço Teatro: Piso Perdizes do Bourbon Shopping São Paulo - Rua Turiassu, 2100, Pompéia

Vendas: 4002-0019 (Disque DellArte Nacional) 11 2063-5087 (Cia dos Ingressos) 11 3670-4121 (Bilheteria) e 4003-1212 (Ingresso Rápido)

Abertura vendas: 28/nov
www.ingressorapido.com.br

Censura: Livre

Data: 13 de dezembro (domingo)
Horário: 16h

Data: 19 de dezembro (sábado)
Horário: 21h

Data: 20 de dezembro (domingo)
Horário: 16h

Preço: R$ 80,00

*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

Reciclagem de óleo de cozinha é destaque em projeto no interior paulista

Dar um destino ecologicamente correto para o óleo de cozinha usado. Esse é o objetivo do Projeto Reviva o Óleo, uma iniciativa da Brejeiro, empresa brasileira que atua nos mercados de soja e arroz. A ação promove o reaproveitamento do óleo para a produção de combustível renovável, o Biodisel, além de possibilitar a redução dos impactos no meio ambiente, estimular a não-geração de resíduos e promover a reciclagem de garrafas pet, evitando assim, a geração de passivos ambientais.
De acordo com Michelle Miele, gerente do projeto, a Brejeiro visa manter a produção de óleos vegetais, mas com o diferencial de oferecer a seus clientes a conscientização da importância do descarte adequado depois de utilizado.
O Projeto atende prefeituras, escolas, empresas da Alta Mogiana (região nordeste do estado de São Paulo). O lançamento ocorreu em 2008 na cidade de Orlândia, onde se localiza a matriz da Brejeiro. Atualmente atinge ainda Sales Oliveira, Morro Agudo, São Joaquim da Barra, Ituverava, Aramina, Guairá, Pontal, Cristais Paulista, Itirapuã, Buritizal, Nuporanga. Até o final do ano, Franca, Batatais, Igarapava, Miguelopolis , Pedregulho e Guará também vão aderir ao projeto.
A estimativa para 2010 é atingir todos os 29 municípios da Alta Mogiana. A empresa pretende a longo prazo expandir o projeto para todo o estado de São Paulo e para a região de Anápolis, em Goiás, onde a Brejeiro tem uma unidade fabril.
Para participar, as prefeituras devem assinar um convênio e, as empresas, um contrato de participação. Nas escolas é implantado um programa chamado Atitude Solidária. Os alunos são orientados a armazenar o óleo usado em garrafas pet de dois litros e são agendados dias de coleta. Todo óleo arrecadado nas escolas é convertido em créditos de produtos Brejeiro para entregar ao Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social dos municípios.
Pelo projeto a Brejeiro vai receber o Prêmio Responsabilidade Ambiental 2009 do município de São Joaquim da Barra em nome de todas as cidades da Alta Mogiana. “Para a empresa, essa homenagem demonstra a responsabilidade, consciência, comprometimento e compromisso ambiental da Brejeiro para com a sociedade, comprovando engajamento nas Leis Sociais e Ambientais estabelecidas no país”, afirma Michelle.


Sobre a BrejeiroA Brejeiro opera em todo o Brasil por meio dez unidades, sendo três no estado de São Paulo, duas em Minas Gerais, duas no Rio Grande do Sul e três em Goiás. A Brejeiro foi a primeira empresa brasileira a empacotar o arroz e colocar o produto “com marca” em supermercados e mercearias. Atualmente, além do tradicional arroz Brejeiro, a empresa oferece também óleo refinado de soja, gordura vegetal hidrogenada “low-trans”, farelo de soja, lecitina, tocoferol, sementes de soja, farinha de soja e proteína de soja. São 65 anos de sucesso no mercado.


*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

BID aprova doação para promover o protagonismo político das mulheres

Fundos financiarão diversos projetos durante um período de três anos, incluindo a facilitação de redes de contato e pesquisas acadêmicas

O Banco Interamericano de Desenvolvimento aprovou um financiamento não reembolsável de alcance regional de até US$ 2,25 milhões para apoiar iniciativas que ampliem o protagonismo político das mulheres na América Latina e Caribe, em especial das afrodescendentes e indígenas.

A doação, proveniente do novo Fundo de Multidoadores para Gênero e Diversidade do BID, criado em maio de 2009, financiará várias iniciativas para alcançar esse objetivo em países da região durante um período de três anos. Serão realizadas convocatórias para selecionar e financiar as iniciativas que melhor impulsionem a igualdade de gênero e o acesso da mulher ao âmbito político.

A doação também poderá financiar iniciativas que ajudem a criar redes de intercâmbio, facilitem a transferência de ideias, estratégias e recursos e promovam a conscientização da importância de contar com a participação das mulheres nas instâncias decisórias. Os fundos poderão financiar também pesquisas acadêmicas sobre a liderança das mulheres, a modernização do Estado e apoiar mecanismos para fortalecer a liderança e participação das mulheres por meio das políticas públicas e das operações do Banco.

O projeto, chamado “Novos Horizontes: Para uma maior participação política das mulheres”, é aprovado pelo BID em um momento em que as mulheres avançam vigorosamente para os cargos políticos mais altos na região. Michelle Bachelet foi eleita presidente do Chile em 2005, no ano seguinte os jamaicanos levaram Portia Simpson Miller à posição de primeira-ministra e, em 2007, Cristina Kirchner chegou à presidência da Argentina por voto popular.

Em apenas dois anos, de 2005 a 2007, o número de mulheres em cargos de ministério na América Latina subiu de 15% para 24% do total e o Chile tornou-se o primeiro país das Américas e o terceiro do mundo, atrás de Espanha e Suécia, a ter igual número de mulheres e homens no ministério.

A presença feminina também cresceu continuamente no poder legislativo, em parte porque 12 países da região adotaram um sistema de cotas que estabelece uma representação mínima de mulheres nas chapas eleitorais. O número de mulheres parlamentares na América Latina e Caribe aumentou de 7% em 1990 para 19% em 2009.

Apesar dos avanços, a igualdade de gênero ainda está muito longe de ser uma realidade, conforme comprova um estudo recente do BID que encontrou grandes defasagens salariais entre homens e mulheres e entre diferentes grupos étnicos na região. De fato, o crescimento da participação feminina em cargos públicos não inclui as mulheres indígenas ou afrodescendentes, mesmo nos países em que a população dessas origens é numerosa.

“O projeto permitirá financiar intervenções estratégicas destinadas a fortalecer a participação efetiva da mulher nos espaços de decisões que afetam a sua vida e a de suas famílias”, explica Gabriela Vega, chefe de equipe do projeto no BID.

http://www.iadb.org/

*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

Comunicação na liderança


*Márcia Dolores Rezende

Muitos líderes acreditam que falar e se comunicar são a mesma coisa. Mas há uma
diferença que faz a diferença! Um líder pode falar muito e não comunicar praticamente nada.

Existem varias distorções de que ser falante seria o mesmo que se comunicar bem é ai que temos às vezes uma armadilha que distancia o líder do seu objetivo de ser um bom comunicador. Quem fala muito às vezes está envolvido no próprio discurso e esquece-se de perceber se a platéia está de fato absorvendo e compreendendo o que está sendo transmitido.

O sucesso da comunicação ocorre quando o interlocutor ajusta seu comunicado ao seu ouvinte e verifica se o que foi comunicado foi compreendido, desta forma temos o processo de comunicação que pode ser aprimorado de acordo com o feedback.

Um líder pode ter em sua equipe pessoas que compreendem a informação de uma forma mais emocional com envolvimento o que chamamos de comunicação cinestésica, onde existe uma forma adequada de falar e palavras interessantes para se utilizar.

Mas como podemos estimular os colaboradores a contribuírem livremente com idéias, feedbacks e sugestões? Estimular uma equipe é uma excelente oportunidade para o líder comunicar-se com os seus subordinados. Basta ter objetivo e definir tempo para essas reuniões para que cada um possa ser o mais produtivo e criativo possível. Uma equipe que tem poucos dados do que é importante realizar fica perdida e sem saber a quem recorrer o que interfere diretamente no desempenho.

Com o avanço da tecnologia o e-mail , a vídeo conferencia, tele conferencia tudo isso modifica enormemente a forma de se comunicar, hoje há uma agilidade na informação e naturalmente na comunicação. Agora é importante demarcar a forma de utilizar essas ferramentas e torná-las facilitadores para a comunicação, o que é diferente de tê-las como única forma comunicar.

A Programação Neurolinguistica(PNL) pode contribuir com o diálogo. A ferramenta mais efetiva da PNL para ampliação de uma comunicação produtiva é o processo de Coaching Eficaz que pode ser desenvolvido sob medida para cada líder e para os seus colaboradores desenvolverem novas estratégias de relacionamento interpessoal.

*A psicóloga Márcia Dolores Rezende possui experiência profissional em desenvolvimento humano há 25 anos. A frente do Instituto Saber, empresa que é líder e inovadora no desenvolvimento de alta performance em recursos humanos tanto no Brasil como no exterior, desde que se tornou advanced trainer em PNL, a psicóloga passou a ensinar as pessoas a como criar e manter padrões de pensamento favoráveis à conquista de objetivos. Especializada em RH e T&D, com formação completa em PNL (NLP Health Certification Training), é Trainer Advanced em PNL.

*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Inscrição para programa de trainee da ALE termina neste fim de semana

Companhia recebe inscrições até domingo (22 de novembro); profissionais serão contratados em janeiro de 2010 e terão salário de R$ 4 mil em Natal, Belo Horizonte e São Paulo

Termina neste domingo, 22 de novembro, o prazo para a inscrição no Programa Trainee 2010 da ALE (quarta maior distribuidora de combustíveis do Brasil em número de postos revendedores). A empresa irá selecionar 10 novos talentos para atuar nas unidades administrativas ou filiais da companhia em Natal (RN), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). Os interessados em participar do processo seletivo devem se inscrever pelo site www.ale.com.br. O salário é de R$ 4 mil.
Os trainees serão contratados em janeiro de 2010 e, durante 12 meses, passarão por treinamentos e práticas em todas as áreas da empresa: operações, administrativo/financeiro, comercial/marketing e jurídico. “Ofereceremos oportunidades de crescimento a esses novos talentos, que estamos buscando para ampliar nosso quadro de colaboradores”, afirma o gerente executivo de RH da ALE, Vladimir Barros. Ele destaca que, após o processo de fusão que deu origem à companhia em 2006, essa é a primeira edição do programa de trainees na ALE. “Como temos registrado um processo acelerado de crescimento nos últimos anos, optamos pela contratação de trainees com perfil empreendedor, visão estratégica de negócio, comprometimento, capacidade de inovar, trabalhar em equipe, potencial de liderança e foco no cliente”, afirma.
Para concorrer a uma das vagas, o candidato deve ter concluído, entre junho de 2006 e dezembro de 2009, graduação em administração de empresas, marketing, economia, engenharia, direito, tecnologia da informação (e correlatos) ou ciências contábeis. É preciso ter domínio do pacote Office e disponibilidade para trabalhar em horário integral. Pós-graduação e conhecimentos de inglês são qualificações desejáveis.
O processo seletivo será conduzido pela empresa Grupo Foco e terá testes on-line, dinâmicas de grupo e painel com “business case”. A ALE irá oferecer aos selecionados remuneração compatível com o mercado, programa de participação nos lucros e resultados, previdência privada, assistência médica e odontológica, alimentação e seguro de vida.

Sobre a ALE
A ALE é a quarta distribuidora de combustíveis do Brasil em número de postos, filiada ao Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes). Com uma rede de cerca de 1.700 postos em 22 Estados brasileiros, a companhia fechou 2008 com faturamento da ordem de R$ 6,2 bilhões e deve chegar a R$ 7,7 bilhões neste ano. Por mês, a empresa, que gera 12 mil empregos diretos e indiretos, comercializa e distribui 350 milhões de litros de combustíveis a 5 mil clientes.
Em 2008, a ALE adquiriu os 327 postos da multinacional Repsol no Brasil e concluiu a aquisição da distribuidora catarinense Polipetro, com 130 postos nos Estados de Santa Catarina e Paraná. Esses negócios aceleram os planos da companhia de atingir, em 2012, faturamento de R$ 8,1 bilhões e uma rede com 2.500 postos.



*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

SOPA DE PEDRA no Teatro Funarte > 20/11

Foto de Aguinaldo Rocha

Luz e Ribalta apresenta na Funarte SP mostra em homenagem aos 90 anos de Tatiana Belinky
Desde 1998 o Grupo Luz e Ribalta (da Cooperativa Paulista de Teatro) têm se dedicado à pesquisa da obra de Tatiana Belinky e já produziu cinco peças da autora: a premiada A Sopa de Pedra (recém adaptada para o Programa Rá-Tim-Bum, da TV Cultura), Os Turrões, Cheirinho de Pão, Beijo, Não! e O Macaco Juiz.

A oportunidade de homenagear a autora pelos 90 anos, completados em 2009, aconteceu com a seleção do projeto Mostra Tatiana Belinky – Homenagem aos 90 Anos da Autora para o edital de ocupação das salas do Complexo Cultural Funarte São Paulo. A programação inclui abertura – na Sala Arquimedes Ribeiro – com o Encontro com Tatiana Belinky, no dia 20 de novembro, sexta-feira, às 16 horas, com entrada franca.

Os três espetáculos (principais produções infantis do grupo) que estão na Mostra são: A Sopa de Pedra (21/11 a 06/12), Beijo, Não! (12/12 a 20/12) e O Macaco Juiz (09/01/10 a 24/01/10), sempre aos sábados e domingos, às 16 horas.


Serviço

• Encontro com Tatiana Belinky
Dia: 20 de novembro - sexta-feira - às 16 horas
Funarte SP - Sala Arquimedes Ribeiro
Alameda Nothmann, 1058 – Tel: (11) 3662-5177
Entrada Franca – Capacidade: 60 lugares

• Mostra Tatiana Belinky – Homenagem aos 90 anos da autora.
A Sopa de Pedra – 21 de novembro a 6 de dezembro de 2009
Beijo, Não! – 12 a 20 de dezembro de 2009
O Macaco Juiz – 9 a 24 de janeiro de 2010
Funarte SP - Sala Arquimedes Ribeiro
Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos/SP - Tel: (11) 3662-5177
Horários: sábados e domingos – às 16 horas
Ingressos: R$ 10,00 (¹/2 entrada: R$ 5,00) – Bilheteria: 1h antes das sessões
Duração: 45 min. - Recomendado para maiores de 4 anos – Capacidade: 60 lugares
Aceita cheque e dinheiro – Ar condicionado e acesso universal. Não possui estacionamento.


A Sopa de Pedra

No enredo, dois companheiros de aventuras, os artistas cantores Magnólio e Benzedrino, chegam cansados e famintos na casa da Velha Avarenta e inventam que são capazes de preparar uma sopa, com uma simples pedra. Usando de astúcia vão tirando da Velha todos os ingredientes escondidos na despensa e preparam uma suculenta sopa.

Esse conto popular, adaptado por Tatiana Belinky e dirigido por Antônio de Andrade, encanta não o público infantil, mas também os adultos. A Sopa de Pedra, uma das mais bem sucedidas produções de teatro infantil, estreou, em 1998, recebendo excelentes críticas da imprensa especializada e até sendo considerada como um dos melhores espetáculos do ano. Recebeu cinco indicações a dois prêmios de teatro para infância e juventude: Prêmio Mambembe (melhor diretor, ator, atriz e ator coadjuvante) e Prêmio Coca-Cola (melhor atriz). Ganhou o Prêmio Mambembe de Melhor Espetáculo e Melhor Atriz, para Gabriela Rabelo; recebeu ainda indicações ao Prêmio APETESP para melhor espetáculo, atriz, ator, ator coadjuvante, cenário e figurino.

Nesses 11 anos de apresentações, A Sopa de Pedra manteve viva a proposta do Grupo Luz e Ribalta, de contar histórias por meio da obra de Tatiana Belinky, tendo participado dos principais Festivais de Teatro, de projetos das Secretarias de Cultura de São Paulo e do interior do Estado. Convidada pelo Núcleo de Produção Ra-Tim-Bum da TV Cultura, a peça recebeu adaptação para TV inaugurando uma nova fase do programa.

Ficha Técnica:
Espetáculo infantil: A Sopa de Pedra
Com: Grupo Luz e Ribalta
Texto: Tatiana Belinky
Direção: Antônio de Andrade
Elenco: Luiz Amorim (Benzedrino), Níveo Diegues (Magnólio) e Theodora Ribeiro (Velha Avarenta).
Cenário e figurino: Carlos Colabone
Músicas: Renato Primo e Gésio Amadeu.
Execução de músicas ao vivo: Renato Primo

*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

“Consciência Negra” - Inclui, também, adotar critérios para cuidar e tratar da pele

Assim como a pele branca que é sensível aos efeitos do sol e precisa de proteção, a pele negra também exige cuidados especiais com tratamentos específicos que ajudam a recuperar o aspecto jovial, promovendo a restauração da pele, ainda mais agora com a chegada do verão.

Apesar da pele negra ser mais espessa e resistente, devido a maior quantidade de melanina contida na primeira camada da derme e, na maioria dos casos ser mais oleosa. O que contribui para a proteção contra as agressões do tempo, a pele negra também está mais propensa ao aparecimento de cicatrizes, quelóide e manchas brancas.

“Portanto o mais adequado é procurar a orientação junto aos especialistas que vão indicar qual o procedimento médico e estético é o mais indicado para cada tipo de pele, pois a pele negra é uma das que mais exige cuidados, principalmente no caso de Peeling”, explica Dra. Edith Kawano Horibe, expoente em gestão antienvelhecimento, cosmetóloga, cosmiátrica, e cirurgiã plástica.

A especialista afirma que a Laserterapia, laser de baixa potência, é bem indicado para tratar peles negras e morenas, pois hidrata, equilibra e rejuvenesce, porém o profissional que for aplicar o procedimento deve ter total domínio da técnica.

O tratamento de Peeling, por exemplo, consiste em destruir a camada da epiderme e a camada superficial da derme, promovendo a restauração da pele, com o objetivo de regularizar e tratar as imperfeições que existem na superfície.

É extremamente importante destacar a classificação do tratamento de Peelings para os tipos de pele, pois cada etnia tem características próprias que influenciam diretamente nos tratamentos.

“Para se fazer à associação desses procedimentos, é importante que o profissional tenha domínio completo dos respectivos métodos e assim realizar uma adequada associação. Para se ter um diagnóstico mais preciso são necessários conhecimento e experiência e, principalmente, bom senso, pois essas técnicas exigem limites determinantes em cada aplicação”, explica a cirurgiã plástica.
Os tipos de Peelings mais favoráveis à pele negra e mulata são :



O ICP Peel admite todo tipo de pele, sendo mais indicado para o Fototipo II à IV. Pode ser aplicado em qualquer época do ano. Elimina as manchas melânicas e inibe a formação de melanina. A especialista indica que a manutenção preventiva deve ser mantida e esclarece que a técnica permite exposição solar com proteção adequada.

CDC Peel: Pode ser utilizado em pele negra

Elementos Ativos: BHA (derivado do Fenol), Ácido Lático, Ácido Glicólico, Ácido Undélico, Resorcinol, Ácido Kójico, extratos Mulberry e Bearberry, Fosfato Ascórbico de Magnésio, Transcutol, Ácido Ascóbico, Vitamina E, Ácido Acético, Mentol, Solução Hidroacoolica, Alantoina, extrato de Saponina,

Blue Peel: peeling obtido pela mistura do ATA 30% com base de blue peel, de fácil uso, seguro e eficaz. Originário dos Estados Unidos, o Blue Peel efetua peeling superficial e médio. Usado em todos os tipos de pele, pode ser aplicado na face, no tronco e nos membros. O Blue Peel também pode ser associado com lifting, laser e outros.
Peelings que NÃO são indicados para todos os tipos de pele:

Peeling Químico: Resorcinol, Ácido Glicólico, ICP Peel, Blue Peel, Ácido Tricloroacético, Fenol entre outros.
Peeling Físico: Dermabrasão, Laser CO², Er:YAG, entre outros; aparelhos Eletromagnéticos de Alta freqüência, Raios Actínicos etc.

Fitz Patrick – Classificação baseada na reação da queimadura solar em seis tipos de pele.

Fototipo I. Pele muito branca, cor do cabelo é avermelhada, são as pessoas ruivas. A pele queima muito facilmente e dificilmente se bronzeia;

Fototipo II. Pele branca, geralmente são pessoas loiras de olhos claros. A pele queima facilmente e bronzeia moderada e uniformemente;

Fototipo III. Pele branca, cabelos castanhos escuros ou pretos. A pele queima e bronzeia moderada e uniformemente;

Fototipo IV. Pele clara ou bege e inclue as pessoas orientais também. A pele queima muito pouco, mas bronzeia fácil e moderadamente;

Fototipo V. Pele parda escura ou marron médio São as pessoas mulatas, queimam raramente e bronzeiam muito;

Fototipo VI. São as pessoas negras. Nunca queimam e bronzeiam muito.

Dentro da classificação étnica, a pele branca está dentro do fototipo I ao III; a raça amarela está nos fototipos III ao V, com preponderância no IV; e a pele negra nos fototipos V e VI. Os fototipos IV à VI são os mais difíceis de tratar, pois a pele negra mancha muito facilmente.

A médica adverte que todos os tipos de pele necessitam de proteção solar, o que varia é o fator de proteção solar.


Destaque no 46º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica


Amanhã, dia 17 de novembro durante o 46º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, Dra Edith Horibe irá difundir conhecimentos científicos sobre os cuidados com peeling, laser, preenchimentos, fio lifiting, entre outros procedimentos que ajudam a realçar a beleza da pele, em especial a negra. Sua explanação está sendo aguardada por muitos colegas da cirurgia plástica, pois seu trabalho é conhecido no cenário nacional e internacional.

Segundo Dra. Edith Kawano Horibe, cirurgiã plástica, PHD pela Faculdade de Medicina da USP, muitas dessas técnicas já mencionadas são indicadas para pacientes que não querem ser submetidos às cirurgias convencionais com corte, internação, anestesia geral, as quais necessitam de muito tempo para o restabelecimento, ao contrário, são indicadas para pacientes que não pretendem interromper por muito tempo às atividades diárias.



*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

Maturidade sustentável é tema de seminário da Universidade Aberta da Terceira Idade

Perspectivas para a maturidade sustentável é tema de seminário da Universidade Aberta da Terceira Idade da Unifesp nesta quarta-feira

O encontro pretende reformular metas e ações em parceria com os próprios idosos para que sejam encaminhadas ao poder público

A Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI) da Unifesp realiza nesta quarta-feira (18) o seminário ‘Perspectivas para a Maturidade Sustentável – Direitos e Deveres da Vida’, promovido em parceria com o Centro de Estudos do Envelhecimento da Unifesp, UMAPAZ (Universidade do Meio Ambiente e Cultura de Paz), Associação de Ex-Alunos da UATI (SP e Santos) e a ONG ECOBAIRRO.

“Para comemorar os 10 de vida, a UATI está promovendo inúmeras ações que fomentam o envelhecimento bem sucedido e a mais importante é, sem dúvida, a busca pela autonomia do idoso”, comenta a Coordenadora da UATI, Nadir Nogueira.

O seminário contará com a participação de 80 alunos e ex-alunos da UATI, sendo realizado entre 9h30 e 18 horas, dividido em nove blocos (política, educação, comunicação, cultura, espiritualidade, saúde, economia, ecologia, e cultura de paz).

Para Claudia Ajzen, psicóloga da UATI, o evento pretende ouvir a voz do idoso sobre temas atuais que serão posteriormente encaminhados às autoridades públicas. “As propostas sugeridas visam a melhoria da condição de vida do idoso, tanto na assistência à saúde, como na cultura, na educação, entre outros”, afirma.

O aumento da proporção de idosos na população é um fenômeno mundial tão profundo que muitos chamam de "revolução demográfica". No último meio século, a expectativa de vida aumentou em cerca de 20 anos, se considerarmos os últimos dois séculos ela quase dobrou. E, de acordo com algumas pesquisas, esse processo pode estar longe do fim. Pensando nisso, a UATI pretende promover diversos eventos a fim de perpetuar ações multidimensionais voltadas à promoção da vitalidade do idoso, como o III Congresso da UATI, previsto para ocorrer no próximo ano.

A coordenadora da UATI abrirá o evento às 9h30. O professor Fernando Pignard, do Centro de Estudos do Envelhecimento, comanda uma palestra das 9h50 às 10h15. A partir das 10h45 começam as discussões dos temas apresentados, que devem seguir até as 15h30, respeitando intervalos para almoço e café. Às 16 horas começa a palestra sobre Alquimia Taoista, depois a reunião com os relatores e, por fim, a plenária para a leitura e conclusão dos debates.

Para o encontro foram convidados o Deputado Federal, Arnaldo Faria de Sá, o Deputado Estadual, José Augusto da Silva Ramos, o vereador, Gilberto Natalini, o Subprefeito da Vila Mariana, Maurício Pinterich e o Presidente do Grande Conselho Municipal do Idoso, Antonio Santos Almeida.

LOCAL
UMAPAZ – Parque do Ibirapura
End.: Av. IV Centenário, 1.268, Portão 7 A

EVENTO
Abertura: 9h30 às 9h45 – Nadir Nogueira – coordenadora da UATI
9h50 às 10h15 – Palestra de Abertura – Dr. Fernando Pignardi
10h15 às 10h30 – explicação das atividades que serão realizadas pelos grupos
10h45 às 11h30 – grupos 1º enlace
12 às 14 horas – almoço
14 às 14h30 – retorno aos grupos – 2ª enlace
15 às 15h30 – café
16 às 17 horas – palestra Alquimia Taoista
17 às 18 horas – plenária, leitura da conclusão

Sobre a UNIFESP
Criada em 1933 por um grupo de médicos reunidos em uma sociedade sem fins lucrativos, a Escola Paulista de Medicina (EPM) foi federalizada em 1956 e, em 1994, transformada em Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), primeira universidade especializada em saúde no País, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica. Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão com a criação do campus Baixada Santista. Em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação, a Unifesp implantou os campi de Diadema, Guarulhos e São José dos Campos. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 26 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de humanas (Guarulhos) e exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema).

Atualmente, a Instituição conta com 4.545 alunos matriculados nos cursos de graduação, além de 17.400 nos cursos de pós-graduação e demais programas de especialização, residência, mestrado e doutorado. A Unifesp oferece 883 docentes, sendo que 93% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela maior universidade federal do País. Em 1940 a universidade, então Escola Paulista de Medicina, inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, hoje localizado dentro Campus São Paulo, instalado no bairro Vila Clementino.
*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque

Festas de aniversário agitam final de semana em Itaquera

Festas de aniversário agitam final de semana em Itaquera

Vários eventos marcaram o final de semana em Itaquera que, em 6/11, completou 323 anos de existência. A programação de aniversário, dando continuidade às comemorações que tiveram início no começo do mês, prosseguiu em 13/11 com a festa de nomeação do auditório do Centro de Cidadania da Mulher de Itaquera (CCMI).

No domingo, dia 15/11, a Subprefeitura realizou ainda as festividades aos 83 anos do bairro Parada XV de Novembro. Na seqüência, ressaltou o 6º Encontro dos Capoeiristas, no CEU Azul da Cor do Mar. Para finalizar, o subprefeito de Itaquera Laert de Lima Teixeira, participou de uma atividade extra-programação, que festejou os 40 anos da Comunidade Amigos do Jardim Morgante.

Dia 13/11 (sexta-feira) das 18h às 21h
• Nomeação do auditório do CCMI

O auditório do CCMI, inaugurado há um ano, foi palco de uma homenagem à parteira e matriarca da família Roldan, Natividad Roldan Castro Poyatto que chegou ao Brasil em 1905. Em Itaquera, onde residiu, ganhou fama pela profissão hoje não muito usual. Seu sucesso deveu-se pelo fato de nunca ter "perdido" uma criança ou mãe, apesar de 100 anos atrás não dispor de recursos tecnológicos e avanços na Medicina. A iniciativa partiu da chefe de gabinete da Subprefeitura de Itaquera, Alice Coutinho Magro que, com o aval do subprefeito Laert, convidaram a única filha ainda viva para ser homenageada.

Dia 15/11 (domingo) às 9h
• Parada XV de Novembro comemora 83 anos de existência

A tradicional festa de aniversário dos 83 anos do bairro do XV de Novembro aconteceu mais uma vez com entusiasmo na Praça Juarapa. Para enaltecer a população que mora no bairro e ajudou a construir a sua história, foram convidados alunos e alunas de 15 escolas da região que animadamente desfilaram para um público de aproximadamente duas mil pessoas.

Participaram do evento o subprefeito de Itaquera Laert de Lima Teixeira, o subprefeito de Guaianases Jorge Peres, além dos vereadores Paulo Frange e Sandra Tadeu e o deputado federal Jorge Tadeu.

Dia 15/11 (domingo) das 10h às 14h
• 6º Encontro de Capoeiristas de Itaquera

Outro evento tradicional que também marcou o calendário de aniversário de Itaquera foi o 6º Encontro de Capoeiristas que reuniu no teatro do CEU Azul da Cor do Mar vários alunos do professor Zezão que atuam na Zona Leste da capital.

Embalados pelo som do berimbau, os capoeiristas resgataram a cultura africana, durante a solenidade de troca de cordas, que significa um passo avante na arte, que teve início no período da escravidão. O evento, promovido em homenagem ao povo africano, mistura música, jogo e dança, o que transforma a capoeira numa das expressões culturais mais ricas do povo brasileiro. O encontro foi organizado pela Associação Cultural Capoeira Quilombolas.

A programação de aniversário continua no próximo dia 19/11, quinta-feira, às 19h, no auditório do Shopping Aricanduva com uma homenagem especial aos artistas da região. A iniciativa é da Subprefeitura e do jornal O Fato Paulista.

*
*
*
Publicidade:
Produtos e preços sujeitos à alteração de acordo com disponibilidade no estoque