Nossos Vídeos

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Copa e festas juninas: Prefeitura alerta população sobre compra de fogos de artifício

Iniciativa vai orientar cidadão sobre como escolher locais seguros para adquirir o produto; denúncias devem ser feitas por meio do 156

A Prefeitura de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, inicia nesta segunda-feira, 14 de junho, um esforço para orientar a população sobre a compra de fogos de artifício, que em época de Copa do Mundo de futebol e festas juninas têm mais procura e costumam causar mais acidentes.
Com o slogan "Com fogos não se brinca", a iniciativa tem o objetivo de orientar a população sobre a legislação vigente e sobre formas de escolher locais seguros para adquirir os itens. As informações serão disponibilizadas no site da pasta além dos 31 sites das Subprefeituras, com o objetivo de atingir toda a cidade.
Entre as principais orientações está a importância de não comprar fogos em locais estritamente residenciais, onde oferecem riscos à vizinhança. Também não se deve adquirir o produto em imóveis com menos de 100 m², em ambientes que armazenem combustíveis ou com vendedores ambulantes. Esses locais não recebem autorização para comercialização de fogos.
Outra preocupação da Prefeitura é com os balões, que nesta época também costumam ter mais procura, causando acidentes.
A campanha quer garantir que a população saiba claramente as regras para venda de fogos, que por serem artefatos que oferecem risco, precisam ser comercializados seguindo à risca toda a legislação.
Para denúncias, a Prefeitura disponibiliza o telefone 156. Também é possível denunciar pelo 190, da Polícia Militar.

Como comprar fogos com segurança:
• Todo estabelecimento deve expor sua licença de funcionamento. O primeiro passo para comprar fogos é verificar se o local tem autorização para comercialização
• É proibida a venda de fogos de artifício por ambulantes
• Se o comércio estiver em zona estritamente residencial, desconfie. Não são concedidas licenças para bairros residenciais, já que oferece riscos à vizinhança.
• Estabelecimentos com pouco espaço não podem vender fogos de artifício. Licenças só são concedidas para imóveis com mais de 100 m²
• Nunca compre fogos em postos de combustíveis; depósitos de explosivo ou terminais de beneficiamento de gás. Estes são os locais mais perigosos para acidentes.
• Também são proibidos vender fogos: estabelecimentos de ensinos, unidades de saúde, cinemas, teatros, casas de espetáculos (exceto boates) e repartições públicas.
Cuidados com as crianças:
• O Estatuto da Criança e do Adolescente prevê penalidades de 6 meses a 2 anos para quem vender, fornecer ou entregar a criança ou adolescente fogos de estampido ou de artifício, exceto os incapazes de provocar qualquer dano físico com utilização indevida
Balões:
• É proibida comercialização, transporte e lançamento de balões com fogo - exceto as lanternas japonesas, com mechas de peso inferior a 2g, conhecidas como balões "chinesinhos". Quem descumprir a lei recebe multa de R$ 481,65
• Soltar fabricar, vender ou transportar balão é crime ambiental inafiançável. A pena prevista é de detenção de 1 a 3 anos ou multa, ou ambas as penas.
Denúncias:
• Denúncias devem ser realizadas pelos telefones 156, da Prefeitura, ou 190, da Polícia Militar de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.