Nossos Vídeos

terça-feira, 8 de junho de 2010

Viagem à África do Sul requer cuidados com insetos e alimentos

Secretaria de Estado da Saúde divulga dicas aos que vão embarcar para ver o Mundial de Futebol

A Secretaria de Estado de Saúde decidiu fazer um alerta aos viajantes que acompanharão a Copa do Mundo na África do Sul para a importância da prevenção de doenças transmitidas por vetores e por água ou alimentos contaminados. Assim como toda viagem, esta também requer cuidados com a saúde.
Além das vacinas contra febre amarela e sarampo antes da viagem, cuidados extras devem ser tomados pelos turistas no local para evitar a ocorrência de outras doenças (veja algumas dicas abaixo).
Áreas de ecoturismo e safári são as mais propensas a picadas de insetos transmissores de doenças como a malária e febre amarela. Já nos centros urbanos a contaminação por água e alimentos é mais comum, podendo causar diarréia, desidratação, vômitos e dores no corpo. Por isso, recomenda-se dobrar a atenção ao sair para passeios ou fazer refeições
“Para algumas destas doenças transmitidas por vetores e água ou alimentos contaminados não existe vacina. Os cuidados preventivos são, sem dúvida, a melhor forma de combatê-las e evitar que a viagem seja uma grande dor de cabeça”, afirma Clélia Aranda, coordenadora de Controle de Doenças da Secretaria.
No site da Vigilância Epidemiológica Estadual (www.cve.saude.sp.gov.br) é possível acessar a lista completa de recomendações feitas àqueles que irão à África nesta Copa.

Alguns cuidados para evitar o contágio por doenças transmitidas por vetores e alimentação:

- Usar roupas longas que cubram a maior parte do corpo, calças por dentro das meias ou botas, camisas de mangas longas, de cores claras, e chapéus;
- Aplicar repelentes (seguindo as informações do fabricante) contra insetos e carrapatos nas áreas expostas do corpo. Não esquecer de aplicar atrás das orelhas e no pescoço, áreas geralmente ignoradas;
- Utilizar inseticida nos dormitórios;
- Hospedar-se preferencialmente em locais que disponham de ar condicionado, ventiladores ou telas de proteção nas portas e janelas;
- Lavar freqüentemente as mãos com água e sabão, principalmente antes das refeições e após utilizar o banheiro. Na impossibilidade de lavagem das mãos utilize álcool gel;
- Evitar ingerir água de origem desconhecida ou direto da nascente. Prefira água mineral engarrafada;
- Dar preferência a restaurantes ou lanchonetes indicados por agências de turismo, profissionais de hotéis ou guias locais. Evitar adquirir alimentos de ambulantes;
- Não ingerir alimentos que tenham permanecido em temperatura ambiente por mais de duas horas, preferindo pratos quentes e bem cozidos e/ou bem passados;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.