Nossos Vídeos

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Orquestra Bachiana no CEU Água Azul

A Orquestra Bachiana Jovem se apresentou em mais um Centro Educacional Unificado (CEU) da cidade de São Paulo. Desta vez, os músicos regidos pelo maestro João Carlos Martins realizaram um concerto especial para os alunos do CEU Água Azul, localizado na Cidade Tiradentes, na manhã desta quinta-feira (22). O prefeito Gilberto Kassab e o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider, assistiram a apresentação.

Foi a primeira vez que Kassab acompanhou a Bachiana Jovem em um dos CEUs. A parceria firmada entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e a Fundação Bachiana visa levar a música erudita a diversos pontos da Capital. Até o próximo dia 30, mais sete unidades receberão a orquestra - no total, até o fim de agosto, os músicos terão se apresentado em 15 CEUs.

"Essa é uma oportunidade extraordinária que as crianças da nossa rede pública de ensino têm de ter acesso a uma mostra da música clássica. O secretário de Educação, Alexandre Schneider, foi muito feliz por implantar esse programa em nossa rede", declarou o prefeito.

De acordo com Kassab, a próxima intenção da Prefeitura é expandir o vínculo com a Orquestra Bachiana Jovem. "Essas apresentações na nossa rede de CEUs poderão ser repetidas. Todos aqueles que se envolveram nesse projeto podem ter a certeza de que contam com o nosso apoio para a continuidade desse programa", assinalou o prefeito.

A parceria

O convênio com a Orquestra Bachiana prevê a participação dos alunos matriculados em escolas municipais de ensino fundamental (EMEFs) em um workshop de uma hora de duração, no qual o maestro João Carlos Martins explica os mais diversos sons, o funcionamento de uma orquestra e seus instrumentos. Na seqüência, os estudantes assistem a uma apresentação de músicas clássicas.

Durante os workshops, a Secretaria e a Fundação Bachiana desenvolvem um trabalho para identificar novos talentos musicais. Até o final do programa serão selecionados 20 estudantes da rede - na faixa etária entre 10 e 17 anos - que terão a oportunidade de participar de uma formação musical com profissionais da Fundação.

"Muitos farão parte no futuro de uma platéia. Outros poderão ter a música como hobby, mas sempre temos a chance de encontrar um 'diamante a ser lapidado'", observou o mastro João Carlos Martins. A formação tem uma carga horária de meses e cada aluno vai participar de 24 aulas individuais e 12 em grupo.

Próximas apresentações

A Orquestra Bachiana Jovem se apresentará nos CEUs São Rafael e Sapopemba no próximo dia 26. No dia 27, estará nos CEUs Cantos do Amanhecer e Casa Blanca. No dia 28, visita o CEU da Vila Curuçá. E, no dia 30, fará concertos nos CEUs Aricanduva e Tiquatira.

Cata-Bagulho recolhe quase 50 toneladas no Sapopemba

O distrito do Sapopemba recebeu, neste final de semana (24/07), a operação Cata-Bagulho em diversas vias da região. No total, foram recolhidas 48 toneladas em 120 vias, numa área de 2,0 km², com 4.500 residências e uma população beneficiada de 31.000 pessoas.

O caminhão do cata-bagulho fez o seguinte percurso em vias da Vila Primavera, Jardim Colorado, Vila Fátima e Vila Bancária: início na Avenida Sapopemba, segue à esquerda da Av. Israel da Fonseca, esquerda na Av. General Porfírio da Paz, esquerda na Estrada da Barreira Grande, e finaliza à esquerda na Av. Sapopemba.

O objetivo dessas operações é recolher materiais inservíveis em geral. Restos de obra não são recolhidos, nem lixos domésticos e hospitalares ou de jardinagem (resíduos de poda). Para isso, existem os Ecopontos na região, que são pontos de entrega voluntária de pequenas quantidades de até 1 m³ de entulho, que corresponde a uma caixa d' água de mil litros ou 25% de uma caçamba.

Caso a pessoa queira se desfazer de algum móvel, mas sua rua não tenha sido contemplada na última ação, ela pode se dirigir a qualquer um dos 36 Ecopontos da Capital.

A próxima operação está prevista para o dia 31 de julho, quando retorna à Vila Prudente, e irá passar por parte da Vila Zelina, e trechos da Vila Alpina e Vila Lucia.


Endereço dos ecopontos de Vila Prudente / Sapopemba:
-Ecoponto Anhaia Mello - R. da Prece, 296 - esquina com a Anhaia Mello
-Ecoponto São Lucas - R. Florêncio Sanches, 307
-Ecoponto Sapopemba - R. Francesco Usper, 550

O horário de funcionamento dos três ecopontos é de 2ª. a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 14h.

Inscrições para concurso do mais belo idoso de SP terminam na próxima sexta

Para participar basta ter 60 anos ou mais e ser residente da capital

A Secretaria de Estado da Saúde encerra na próxima sexta-feira, 30 de julho, as inscrições para o concurso do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG), que vai eleger, em agosto, o mais belo idoso da capital.
As inscrições para o Mister Terceira Idade devem ser feitas na sede do próprio IPGG, das 9h às 12h e das 14h às 17h. É preciso apresentar documento de identidade comprovando idade mínima de 60 anos. Em 2009 foram 77 inscritos.
O vencedor do concurso será conhecido no dia 5 de agosto, às 14 horas, em celebração ao Dia dos Pais. Também serão premiados idosos nas categorias Beleza, Elegância, Simpatia, Sorriso e Timidez. O evento é uma homenagem ao Dia dos Pais.
A seleção dos 25 finalistas acontecerá no dia 2 de agosto, às 12 horas. Nos dias 3 e 4 de agosto eles participarão de um ensaio para a grande final do dia.
O IPGG fica na Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, 34, em São Miguel Paulista.

Subprefeitura extermina formigas em praças do Itaim Paulista

Ao executar as obras de revitalização e reforma de praças, a Subprefeitura Itaim Paulista constatou a existência de infestações por formigas saúvas em 12 espaços da região, que tinham em comum o fato de estarem sendo crônica e gravemente atacadas pelos insetos.
Considerando o elevado grau de infestação e a oportunidade de controle em função da época (poucas chuvas), foram feitos levantamentos quantitativos e estimadas as doses diárias de formicida para cada praça, em um tratamento planejado.
A iniciativa levou ao controle efetivo das populações de saúva das praças e ao reequilíbrio esperado para o desenvolvimento da cobertura vegetal.
O engenheiro-agrônomo da subprefeitura informou que, em situações de destruição mais grave, as formigas consumiram oito quilos de vegetação em uma única praça, num só dia. De acordo com ele, o princípio ativo de formicida adequado está presente em iscas atrativas para ser carregadas aos locais mais profundos do formigueiro e assim agir com eficiência. As praças estão sob controle e com a atenção redobrada para que se evite o cultivo das plantas herbáceas ornamentais antes atacadas.

3ª etapa do Circuito Paulistano de Ciclismo acontece em Guaianases

O 1º Circuito Paulistano de Ciclismo, copa amadora de ciclismo, terá sua 3ª etapa em Guaianases no dia 22 de agosto. No total, serão 5 etapas que prometem revelar novos talentos.

Este evento, muito esperado por todos os ciclistas da Capital, Grande São Paulo e Interior, teve em sua última edição (2ª etapa), mais de 800 ciclistas participantes em 21 categorias (que variam de acordo com idade, sexo, associados e não associados). Em Guaianases, as inscrições serão feitas no dia do evento (22/08) e o participante deverá levar um quilo de alimento não perecível.

No final do 1º Circuito Paulistano de Ciclismo cada participante receberá um certificado de participação e os vencedores de cada categoria - obtidos pela somatória de pontos de todas as etapas - receberão uma bicicleta.

Esta é uma realização da Federação de Paulista de Ciclismo e a Secretaria de Esportes, representada em Guaianases pela Supervisão de Esportes da Subprefeitura de Guaianases. Para seu supervisor, Sergio Martins, o compromisso da Subprefeitura Guaianases é trazer atividades esportivas para comunidade. "Procuramos trazer esportes e lazer para nossa região".

SERVIÇO:
DATA 22/08/2010
HORÁRIO 7h às 15h30
LOCAL Radial Leste, sentido centro bairro, em frente a Manikraft (Fábrica Papel Primavera)
As inscrições serão feitas no dia do evento, neste endereço acima.

Ecopontos recolhem entulhos e contribuem para melhorar o escoamento de chuva em São Paulo

Um gesto aparentemente comum, mas que pode contribuir para o bem-estar de toda uma cidade. O simples ato de descartar entulhos e materiais recicláveis nos 32 Ecopontos em funcionamento espalhados por São Paulo ajuda a impedir a obstrução de canais e córregos, auxiliando no aperfeiçoamento do sistema de escoamento de água no Município.
Promovido em conjunto pelas secretarias municipais de Coordenação das Subprefeituras e de Serviços, o programa dos Ecopontos tem sido bem aceito pela população. Tanto que a Subprefeitura Butantã instalou seu projeto voltado ao recolhimento de entulhos - o Miniecoponto (ver matéria no quadro)
O processo para utilizar esses serviços é simples: basta levar os resíduos sólidos, como restos de materiais de construção, móveis abandonados e produtos reutilizáveis, aos centros. Os munícipes podem descartar no Ecoponto todo tipo de entulho: desde móveis velhos, madeiras e podas, passando por pó de serra, até tacos, retalhos de madeira, grama com terra e folhagem.
Cada pessoa pode depositar gratuitamente até um metro cúbico de material por dia, o equivalente a uma caixa d'água de mil litros ou a 25% de uma caçamba. Acima de 200 litros, empresas de caçambas devem ser contratadas. Nesse caso, o interessado deverá procurar uma empresa de sua preferência que esteja cadastrada no site da Prefeitura (www.prefeitura.sp.gov.br).
Depois disso, os materiais são separados para que seja dada a destinação correta a cada tipo. Concreto, argamassa e alvenaria são encaminhados ao aterro de inertes; os recicláveis, às 17 centrais de triagem para comercialização; já o material sem possibilidade de reaproveitamento é levado aos aterros sanitários.
Em 2009, foram recolhidos nos Ecopontos da cidade de São Paulo aproximadamente 83 mil metros cúbicos de materiais. A manutenção das unidades é realizada pelas subprefeituras. A remoção de entulho é de responsabilidade do Limpurb.

O processo

Na unidade de Vila Madalena, por exemplo, o movimento é intenso, com carros entrando e saindo do espaço a todo instante. No Ecoponto, os funcionários do local fazem um cadastro do depositante e o encaminham para a liberação do produto. A partir daí, os profissionais concentram e liberam o que foi recolhido.
O serviço prático satisfaz quem usa os Ecopontos. É o caso de Paulo Henrique Dantas. Ele trabalha na rua Pinheiros fazendo entregas. Viu a placa por acaso e há cerca de um ano freqüenta o local.
"Venho aqui duas, três vezes por semana, entregando material. Pelo menos a gente tem aonde levar esse material. Melhor do que deixar largado por aí. No final das contas, resolve bastante, principalmente com relação a problema de chuva", observa Dantas.
Damião Aldeído, por sua vez, recolhe móveis usados pelas ruas da Capital e os encaminha para os Ecopontos. "Pelo menos uma vez por mês venho aqui (na Vila Madalena). Mas também vou a outras unidades, como na Berrini (Ecoponto Pinheiros)", conta o munícipe.
Outro usuário que elogiou a iniciativa foi Gildecir Almeida de Jesus. Ele costuma fazer a entrega de entulhos de obras nos Ecopontos e destacou a presença deles na vida dos paulistanos. "Eles fazem um bom trabalho, pois acabam evitando que o povo jogue esse material nas ruas".

Box

Subprefeitura Butantã cria Miniecopontos

Para facilitar ainda mais o descarte de restos de materiais de construção, a Subprefeitura Butantã criou o Miniecoponto. O equipamento funciona com a mesma finalidade dos Ecopontos existentes na Cidade: as pessoas levam o material a ser descartado e a subprefeitura dá o destino correto para ele, sem agredir o meio ambiente, ajudando no combate às enchentes.
Móveis velhos, sobras de poda de árvores e lixo reciclável também podem ser deixados lá. Os Miniecopontos estão sendo instalados, estrategicamente, em locais próximos dos pontos viciados de descarte de entulho. O primeiro Miniecoponto em funcionamento no Butantã fica na praça Moisés Fucks. Outros dois estão em construção - um na Cohab Raposo Tavares e o outro na rua Maria Rita.

LISTA DOS ECOPONTOS NA CIDADE DE SÃO PAULO

1) Mooca/Bresser - Praça. Giuseppe Cesari, 54 (Baixos do Viaduto Bresser) - Fone: 2693-0191 - das 7h às 16h30

2) Pinheiros - Praça do Cancioneiro, 15 (Baixos da Ponte Eng° Ary Torres) - Fone: 3846-8281 - das 8h às 17h

3) Mooca/Tatuapé - Av. Salim Farah Maluf, 179 (Central de Triagem) - Fone: 2092-0684 - das 7h às 17h

4) São Miguel Paulista - Avenida Ribeirão Jacu, 201 (Baixos do Viaduto Jacu Pêssego) - Fone: 2052-9679 - Segunda a sexta: 8h às 17h - Sábado: 9h às 14h

5) Pirituba/Jaraguá - Rua Cônego José Salomon, n° 861 - Vila Bonilha - Fone: 3992-6475- - Segunda a sábado: 7h às 17h - Sábado: 7h às 17h

6) Pirituba/Jaraguá - Rua Vigário Godói, n° 480 - Vila Zat - Fone: 3993-1786 - Segunda a sexta: 7h30 às 17h30 - Sábado: 8h às 17h30

7) Aricanduva - Viaduto Eng.º Alberto Badra - Av. Aricanduva, 200 - Fone: 2092-2717 - 8h às 17h

8) Vila Mariana - Av. Casemiro da Rocha, 1.220, eqüina com a av. José Maria Whitaker - Fone: 5072-8258 - 7h às 17h

9) Penha - Rua Dr. Heládio, 104 - Fone: 2684-2181 - 8h às 17h

10) São Miguel Paulista - Rua Domingos Fernandes Nobre, 109 - Fone: 2586-0709 - Segunda a sexta: 8h às 16h30 - Sábado: 8h às 12h

11) Freguesia/Brasilândia - Rua Itaiquara, 237 - Trav. Av. Itaberaba - Fone: 3976-5776 - Segunda a sexta: 8h às 17h Sábado: 8h às 13h

12) Perus - Rua Sales Gomes, nº 415 - Recanto dos Humildes Segunda a sexta: 7h às 17h - Sábado: 8h às 12h

13) Aricanduva - Rua Astarte X Av. Aricanduva Fone: 2783-3771 - 8h às 17h

14) Campo Limpo - Santo Dias - Travessa Rosifloras, nº 301 - Fone: 5024-1691 - 8h às 17h

15) Vila Maria/Vila Guilherme - Rua José Bernardo Pinto, nº 1480 - Vila Guilherme - Fone: 2218-0050 - Segunda a sexta: 8h às 16h - Sábado: 8h às 15h

16) Butantã - Jardim Maria do Carmo - Rua Caminho do Engenho, nº 800 - Fone: 3742-7274 - Segunda a sexta: 8h às 17h - Sábado: 8h às 13h

17) Itaim Paulista - Rua João Batista de Godói, nº 1164 Fone: 2156-7406 - 8h às 17h

18) Ermelino Matarazzo - Jardim São Nicolau - Rua Agreste de Itabaiana, nº 590 - Fone: 2042-8238 - Segunda a sexta: 7h30 às 16h30 - Sábado: 7h30 às 12h

19) Santo Amaro - Av. Profº Alceu Maynard de Araújo, nº 330 ao lado da Central de Triagem - Fone: 5641-1470 - Segunda a sexta: 9h às 18h - Sábado: 9h às 13h

20) Cidade Tiradentes - Rua Nascer do Sol, nº 356 - Fone: 2282-3030 - Segunda a sexta: 8h às 17h - Sábado: 8h às 16h

21) Campo Limpo - Parque Fernanda - Av. Dr. Salvador Rocco, nº 400 - Fone: 5824-5106 - 8h às 17h

22) São Mateus - Cipoaba - Rua Padre Luis de Siqueira X Av. Rodolfo Pirani - Fone: 2059-6969 - Segunda a sexta: 8h às 17h - Sábado: 8h às 16h

23) Vila Prudente - Rua da Prece, nº 296, Altura do nº 2000 da Av. Prof. Luis Ignácio de Anhaia Mello - Fone: 2021-2334
Segunda a sexta: 8h às 18h - Sábado: 8h às 14h

24) Vila Prudente - São Lucas - Rua Florêncio Sanches, nº 307 - Próximo ao 70º Distrito Policial - Fone: 2301-3588 Segunda a sexta: 8h às 18h - Sábado: 8h às 14h

25) Ipiranga - Rua Tereza Cristina, nº 10 X Av. do Estado - Fone: 2215-9960 - 8h às 17h

26) Vila Prudente - Sapopemba - Rua Francesco Usper, nº 550 - Fone: 2211-4040 - Segunda a sexta: 8h às 18h - Sábado: 8h às 14h

27) Casa Verde - Parque Peruche - Av. Engº Caetano Álvares, nº 3142 - Fone: 2239-4499 - Segunda a sexta: 8h às 17h - Sábado: 8h às 12h

28) Itaquera - Parque Guarani - Rua Manuel Alves da Rocha, 584 - Fone: 2051-9548 - Segunda a sexta: 8h às 17h - Sábado: 8h às 12h

29) Sé - Baixos do Viaduto Glicério 8h às 17h

30) Ipiranga - Rua Santa Cruz, 1.452 (Baixos Viad. Santa Cruz) - Fone: 5061-8870 - 8h às 17h

31) Pinheiros - Vila Madalena - Rua Girassol, nº 15 Esquina Rua Luís Murat - Fone: 3034-6022 Segunda a sexta: 8h às 17h Sábado: 8h às 15h

32) S. Miguel Paulista - Rua da Polka, 100 - Fone: 2032-4197 - 8h às 17h

Secretaria abre 400 vagas para cursos gratuitos na zona Leste

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, por meio da Subprefeitura Vila Prudente, abriu nesta terça-feira (27/7) inscrições para 400 vagas para cursos gratuitos. Por intermédio da Supervisão de Cultura da região, serão oferecidas aulas de ioga, violão, dança de salão, teatro, origami e espanhol básico. Para participar é necessário ter mais de 12 anos.

As aulas terão inicio no mês de agosto e os interessados podem realizar a inscrição de duas maneiras: de segunda a sexta - feira, das 8h às 18h, na Avenida Oratório, 172; ou por meio da internet, através de e-mail com nome completo, endereço, CEP, telefone e curso pretendido. Os emails devem ser enviados para o endereço: vpcultura@prefeitura.sp.gov.br. As inscrições ficarão abertas enquanto durarem as vagas.

"Esses cursos têm como objetivo oferecer opções de educação, lazer e cultura para os moradores da região", explica o subprefeito de Vila Prudente, Wilson Pedroso Júnior.

Itaquera comemora 32ª Festa das Cerejeiras

Acontece no próximo domingo (01/08) das 9h às 17h, a 32ª edição da Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo.

No próximo domingo, 1/8, será realizada das 9 às 17 horas a 32ª Festa das Cerejeiras, no Parque do Carmo, organizada pela Federação de Sakura e Ipê do Brasil. Neste dia, os nipônicos resgatam a tradição do hanami, que é o ato de olhar as flores e sentir a carícia de suas pétalas no rosto.
De acordo com os hábitos japoneses, o culto ao hanami transmite paz interior. O evento é realizado anualmente no mês de agosto. A última edição reuniu cerca de cinco mil visitantes e os organizadores esperam repetir a dose.
Além do espetáculo proporcionado pelas cerejeiras, o público vai contar também com shows de dança e música, e pratos típicos da cultura japonesa. Comidas típicas como: mandys (doce recheado com massa de feijão azuki) yakissoba, udon (macarrão ensopado), sakura moti, tempura, dorayaki, serão vendidas nas barracas espalhadas pelo Parque.
No Parque do Carmo existem vários tipos de flores de cerejeira, com cerca de 1, 5 mil pés de árvores plantadas. A flor de cerejeira é a flor símbolo dos nipônicos.
A História
A festa que celebra o cultivo da Sakura (cerejeira - planta nativa do Japão) no Brasil, a Sakura Matsuri, teve história muito importante para os descendentes japoneses que moram aqui. A flor que tem tradição forte no Japão teve projeto de cultivo somente em 1974 pelo senhor Matsuba, que residia na Zona Leste da capital de São Paulo.
Matsuba queria um terreno no Parque do Carmo para plantar as cerejeiras e trazer para as comunidades próximas um pouco de sua cultura. Com a idéia e o plano traçado foi até o prefeito de São Paulo da época, o então Mário Covas e pediu a liberação do terreno para a compra. Covas, sensibilizado com o projeto do senhor Matsuba acabou cedendo as suas vontades.
A partir daí começou o plantio das árvores cerejeiras pelo local. As sementes trazidas do Japão não vingaram no solo brasileiro e só depois com a vinda de mudas da flor pode-se assim dar início ao que seria no futuro uma celebração. Bem mais tarde foi fundada então a Associação da Cerejeira do Parque do Carmo que abraçou todas as comunidades ao redor. Hoje a Associação deu espaço para a criação da Federação de Sakura e Ypê do Brasil.
Curiosidade
Em 2008, ano em que foi comemorado o Centenário da Imigração Japonesa foi inaugurado pelo Príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, e o prefeito de São Paulo um Monumento no Parque Municipal do Carmo, em Itaquera.
As seis pedras de granito japonês Inada - de tonalidade branca, oriundas da região de Ibaraki - foram esculpidas no Japão durante um ano e meio. As esculturas são interativas e permitem aos visitantes escalar o monumento. Já a pedra vermelha central é feita de granito Red Dragon, brasileiro, oriundo do Ceará.
A escolha do Parque Municipal do Carmo para abrigar a escultura se deve ao fato de a região de Itaquera concentrar a colônia de moradores de origem japonesa responsável pelo Bosque das Cerejeiras, que fica na área verde. A comunidade promove todos os anos a Festa da Cerejeira no local, para celebrar a florada das árvores e quem visitar o local poderá também apreciar a escultura.

Programação

32ª FESTA DAS CEREJEIRAS DO PARQUE DO CARMO

09:00 – Rádio Taisso – Grupo de Vila Matilde

09:15 – Xiang Gung – Grupo da Bete Morishigue

09:30 – Tókio Ondo – Grupo da FSIB

09:35 – Furusato Ondo – Grupo da FSIB

09:40 – Ohana Tiam – Grupo da FSIB

09:50 – Taiko – Grupo de São Miguel

10:00 – Chan Chan Kassa Odori – Grupo da FSIB e Totori Kenjinkai

10:10 – Brasil Sakura Ondo – Grupo da FSIB

10:15 – Nissen Nen Ondo – Grupo da FSIB

10:20 – Heissei Go Go Ondo – Grupo da FSIB

10:30 – Taiko – Grupo da FSIB

10:45 – Folk danssu com a música Green Fleevef – Grupo de V. Matilde

11:00 – CERIMÔNIA DE ABERTURA

- Apresentação das Autoridades - composição do Palanque;
Presidente da Federação de Sakura e Ipê do Brasil – Pedro Yano;

- Prefeito da Cidade de São Paulo – Gilberto Kassab;
Cônsul Geral do Japão em São Paulo
Autoridades Federais, Estaduais e Municipais;
Representante das Entidades;
Presidente das Entidades Filiadas a Federação de Sakura e Ipê do Brasil.

- HINOS NACIONAIS DO JAPÃO E DO BRASIL
Discurso do Presidente da FSIB – Sr. Pedro Yano
Discurso das Autoridades e Convidados
Discurso do Prefeito da Cidade de São Paulo – Gilberto Kassab
Brinde com os convidados no Bosque das Cerejeiras (Setai)

12:15 –Taiko – Grupo de Itaquaquecetuba

12:25 – Dança Circular – Grupo Itaquera – Prof. Sônia Yamashita
Músicas: 1. Brasileirinho
2. Rei Leão
3. Esperando na Janela
4. Apanhei de Cavaquinho

12:40 – Folk Danssu com a música Utai Nagara – Grupo de Vila Matilde

12:50 – Danças – Grupo de Presidente Prudente

13:10 – Apresentação do Cantor Nobuhiro Hirata

13:40 – Heissei Totori Ondo – Grupo da FSIB e Totori Kenjinkai

13:45 – Soma Bom Uta – Grupo da FSIB

13:50 – Guinza Ondo – Grupo da FSIB

13:55 – Hanabi Ondo e Música de Okinawa – Grupo Nippon

14:10 – Kawati Ondo e Hanagassa Ondo - Grupo de Brasília

14:20 – Kenko Taisso – Parque do Carmo e Grupo da Liberdade
Musicas: 1. Mori no Suicha 2. Ano kô wa Dare

14:30 – Bushi no Shirabe – Eduardo Yoshimoto da ACDN de S. Miguel

14:45 – Misassa Kouta – Grupo da FSIB

14:50 – Kiyoshi no Soran Bushi – Grupo da FSIB

14:55 – Yayoi Ondo – Grupo da FSIB

15:00 – Teisho do Mai – Marcio Galvão da ACDN de S. Miguel

15:10 – Dança Circular – Grupo Itaquera – Prof. Sônia Yamashita
Músicas: 1. Itinen Sei
2. Donguri Koro Koro
3. Lemon Wine
4. Xote das Meninas
5. Como uma Onda

15:25 – Taiko – Grupo de São Miguel

15:35 – Kinanse Bushi – Grupo da FSIB e Totori Kenjinkai

15:45 – Kiyoshi no Zundoku – Grupo da FSIB

15:50 – Soran Bushi – Grupo da FSIB

15:55 – Maneki Neko – Grupo FSIB

16:00 – Country com o Prof. Takayama

16:15 – Taiko – Grupo da FSIB

16:30 – Tanko Bushi (2x) com a participação geral

17:00 – Encerramento


Serviço

32ª Festa das Cerejeiras
Data: 01/08/2010
Horário: 9h às 17h
Local: Parque do Carmo – Portão 3
Endereço: Av. Osvaldo Pucci, s/nº, – Itaquera

Assista o vídeo da festa no ano passado:
google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0