Nossos Vídeos

domingo, 24 de maio de 2009

DIA DA INTERNET - 17 de MAIO

Uso contínuo da rede mundial de computadores influencia o aprendizado do idioma

O mundo virtual exige cada vez mais que as pessoas dominem a língua inglesa, já que a maioria das páginas da rede mundial de computadores e as ferramentas de acesso a outras tecnologias utilizam o idioma. Por isso, o inglês tornou-se o passaporte para a interação entre as pessoas de todo mundo.

A última pesquisa da Nielsen Online, de março deste ano, revelou que 80% dos internautas brasileiros utilizam redes sociais. A média global é de 67% – mesmo índice dos Estados Unidos. No ano passado, o percentual mundial era de 61%. Além disso, o Brasil também é o país onde as pessoas gastam mais tempo em sites do gênero: 23% (ou quase um quarto) do período total são utilizados em orkut, blogs e páginas semelhantes.

Esse é o motivo pelo qual o Dia da Internet é mais lembrado a cada ano. Comemorado em 17 de maio, a data foi instituída pela ONU em 2006 para promover a conscientização sobre os benefícios da conectividade on-line à sociedade. Para Luiz Fernando Schibelbain, diretor do CLP – Centro de Línguas Positivo – instituição do Grupo Positivo, de Curitiba (PR), que é a maior corporação de Educação do país – a influência no aprendizado do inglês é uma das vantagens que a rede oferece.

O especialista explica que os inúmeros estímulos visuais e sonoros contribuem na assimilação da língua. “Pelo computador, já sabemos os significados das palavras insert, home, end, page down, delete e de outros comandos que adotamos diariamente. Em alguns jogos, aprendemos que, quando queremos parar, a palavra correta é quit, e não stop. Por mais que não saibamos a pronúncia correta, estamos desenvolvendo a compreensão por meio de vocabulário, e isso também é aprendizado”.
Nesse contexto, o CLP utiliza as salas de bate-papo internacionais como ferramenta de ensino. Em seus laboratórios multimídia, os alunos acessam a internet sob a supervisão de um professor e com atividades programadas. “O grande apelo de atividades em chats é conhecer a cultura local e por em prática o que o aluno aprende em sala de aula, tornando real e contextualizado o ensino”, assegura Schibelbain. A atividade acontece pelo menos duas vezes no trimestre e os laboratórios possuem bloqueios para evitar acesso a conteúdos inadequados.

Navegação segura – Outra questão que o diretor do CLP aponta é que nem todo jovem tem o domínio da língua, mas, por se tratar de um público destemido e curioso, tende a navegar com sucesso. “No entanto, quem domina o inglês e utiliza a internet terá certeza de qual caminho tomar e qual resultado pode obter. Aquele que vai pelo ‘achômetro’ pode ter problemas de entendimento do mundo virtual e ficar em grande desvantagem em relação aos que compreendem o idioma da rede”, ressalta.
Ele exemplifica: “Uma das armadilhas mais comuns criadas por hackers para ‘fisgar’ os usuários que navegam sem critérios são os atraentes pop-ups com cifras em dólares e com a chamada ‘You are a winner! Click here to get $ 1.000.000,00!’. Na verdade, isso nada mais é do que um spyware – programa automático de computador, que recolhe informações do usuário – sendo instalando em sua máquina para rastrear senhas, e-mails, mensagens e até limpar o conteúdo do computador”.

Embora a internet e outras tecnologias que utilizam o inglês sejam bem vistas por influenciarem positivamente o aprendizado do idioma, é necessário que o estudante se esforce para aprender a língua. “A web e outras ferramentas são somente o caminho. Uma língua, para que seja aprendida globalmente, necessita de contato insistente e contínuo. A leitura é uma habilidade muito eficaz nesse sentido, pois enriquece o vocabulário, auxilia na fixação do léxico e da gramática, além de beneficiar a compreensão geral e específica de um texto”.
Uma dica importante de Schibelbain para quem deseja informações corretas e seguras na internet é acessar sites de fontes confiáveis, com a extensão .edu (educacional) e .gov (governamental), por exemplo.

SOBRE O CLP – CENTRO DE LÍNGUAS POSITIVO – Com duas sedes em Curitiba, o CLP - Centro de Línguas Positivo, escola de idiomas do Grupo Positivo, oferece cursos de inglês e espanhol. Com metodologia própria, trabalha com um conceito inovador de multiambientes apoiado na mais avançada tecnologia multimídia, conciliando o aspecto lúdico ao aprendizado formal dos idiomas por meio de material produzido pela Universidade de Oxford. Para isso, além de uma equipe de professores capacitados para o ensino de língua estrangeira e com vivência no exterior, conta com laboratórios multimídia, biblioteca especializada, salas diferenciadas, cinema e espaços de convivência. O CLP recebeu o certificado de reconhecimento da Universidade de Cambridge como centro preparatório para exames internacionais de proficiência. O Grupo Positivo, do qual o CLP – Centro de Línguas Positivo faz parte, é a maior corporação de Educação do Brasil, conta com mais de 7,5 mil colaboradores e mantém negócios em países da América, da Ásia, da África e da Europa. (Na Internet: www.positivo.com.br/centrodelinguas)
*
*
*
*
*
Mural:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0