Nossos Vídeos

terça-feira, 14 de abril de 2009

HASTES FLEXÍVEIS podem perfurar o timpano

Para grande parte da população, limpar os ouvidos com hastes flexíveis faz parte da higiene diária, para outros já é um hábito. Mas o que muita gente não sabe é que este simples ato pode gerar sérios problemas para a saúde dos ouvidos, quem faz o alerta é o otorrinolaringologista, Marcelo Alfredo (foto), do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André, que ressalta a importância da cera para o ouvido.

Todo mundo tem cera no ouvido, que pode ser desde a cor amarelo clara até marrom escura. Ao limpar os ouvidos com cotonete o indivíduo pode causar uma lesão ao órgão, além de otites externas, infecções e lesões graves ou leves na membrana timpânica, como perfurar o tímpano, e em último caso pode até precisar de uma cirurgia para correção.

Ao limpar o ouvido o individuo tenta retirar a cera - cerume - do ouvido, que tem a principal função de proteger. A cera é produzida por glândulas existentes no canal auditivo mais externo, sendo produzida e expelida normalmente.

O cerume recobre a pele do canal e o protege da água, que pode conter microorganismos nocivos e reter poeira e partículas de areia, impedindo danos ao tímpano.

Segundo o especialista é impossível retirar toda a cera dos ouvidos com as hastes flexíveis, o que se consegue é empurrá-la em direção aos tímpanos. Os resquícios que saem na haste é a cera que já não tem mais utilidade para o organismo e são levadas até o orifício auditivo externo. "Ao limpar os ouvidos estimulamos as glândulas ceruminosas a produzirem mais cera, ou seja, quanto mais limpamos, mais cera nosso organismo produz" explica Alfredo.

O organismo tem um processo de autolimpeza, a cera que fica no canal externo do ouvido seca e vira um pó, que é eliminada pelo corpo.

A melhor maneira de retirar o excesso de cera sem prejudicar o ouvido é utilizar uma toalha e fazer a limpeza logo após o banho, limpando somente até onde o dedo alcança, assim a cera não será empurrada em direção aos tímpanos.

Mesmo que fosse possível retirar toda a cera do ouvido, sem empurrá-la para dentro, a saúde dos ouvidos seria colocada em risco, uma vez que ela é a responsável por garantir a proteção, evitando as infecções e problemas de audição.

O organismo de alguns indivíduos pode produzir cera em excesso ou os canais auditivos serem estreitos demais, nestes casos a cera pode tampar o tímpano causando dificuldade na audição. Nestes casos é necessário retirar a cera, porém o processo deve ser realizado por um especialista, que se utilizará de lavagem ou aspirações, com equipamentos que não agredirão os ouvidos. Antes da limpeza pode ser preciso usar uma solução em gotas própria para amolecer e soltar a cera.

"A importância de uma especialista fazer esta remoção é para evitar que haja perfuração no tímpano que pode acarretar em problemas de audição. É indicado que pacientes com esse tipo de problema consultem um médico antes de ir à praia ou piscina para exame e provável remoção da cera", alerta o especialista.

Quando um paciente está com cera em cima da membrana timpânica, na maioria das vezes é porque ela foi empurrada com hastes flexíveis, grampos ou palitos, para o fundo do canal, em uma tentativa frustrada de limpar o ouvido.

A cera seca pode causar alguns sintomas desconfortáveis e irritantes, como coceira nos ouvidos. Em algumas situações os sintomas podem ser causados por fungos ou ser uma dermatite - inflamação na pele do canal do ouvido.

A dermatite causada no ouvido é semelhante à caspa do couro cabeludo, só que a cera é seca, escamosa e abundante, pacientes com este problema melhoram diminuindo a ingestão de alguns alimentos como gordura, açúcar, chocolate e amido. Para o alivio dos sintomas o médico receitará medicamento em gotas, para serem usadas sempre que for necessário. Alguns pacientes possuem coceira nos ouvidos constante, que podem ser causada por alergias que requerem tratamento médico específico.

*MP & Rossi Comunicações*
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

BAZAR DAS MÃES do Lar Escola Cairbar Schutel


BAZAR DAS MÃES
Dias 24,25 e 26 de abril (sexta, sábado e domingo). Horário: 11h às 17h
Local: Rua Francisco Preto, 213
Vila Morse – SP
Informações: (11) 3742-0516
O evento terá peças produzidas pelas voluntárias da entidade. O objetivo é angariar fundos para a instituição que atende 60 crianças e adolescentes em situação de risco social.

Na frente da organização do Bazar está Dona Iseralda Glaser, fundadora do Lar e coordenadora do departamento de promoção. Serão comercializadas peças de artesanato, utensílios para cozinha, roupas, brinquedos e muitos outros ítens, dos quais certamente atenderão o gosto daquela mãe tão amada.

Para Haércio Suguimoto, presidente do LECS, o Bazar das mães, juntamente com os outros eventos, é de grande importância, pois graças a eles a entidade levanta renda significativa para continuar aperfeiçoando seu trabalho. “Os bazares e almoços são os eventos mais esperados de nossa instituição, princialmente pelo número de pessoas que comparece para conhecer as atividades do Lar”.

Para continuar com excelência neste e em outros trabalhos, em prol das crianças e adolescentes assistidos, o LECS precisa de voluntários para realizar a recreação junto às crianças até as atividades do departamento de promoção, como separar o grande número de doações que são encaminhadas diariamente. Você também pode fazer parte desta equipe!

Lar Escola Cairbar Schutel www.cairbarschutel.com.br

Fundada em 17 de janeiro de 1963, a instituição possui capacidade para atender gratuitamente 60 crianças – meninos e meninas, de 0 a 18 anos, em situação de risco social.

Desde sua fundação, a entidade já acompanhou a vida de 529 crianças. Dessas, 434 retornaram para o seu lar de origem, 68 foram adotadas internacionalmente e 27 foram adotadas no Brasil.

Seu objetivo é ser uma instituição beneficente reconhecida como centro de referência em administração do Terceiro Setor, oferecendo lar, educação, cuidados médicos, alimentação e ensinamentos morais para formar cidadãos conscientes de seus direitos e deveres.

Os pilares que baseiam a entidade são: cidadania, ética, integridade e honestidade para com toda a sociedade, união, fraternidade, humildade e fé raciocinada.

Visite:
Rua Francisco Preto, 213 – Vila Morse – São Paulo. Fone: (11) 3742-0516
*Clarice Pereira*
*
*
*
*
Mural:








Hidratantes da ROYAL OPERA trazem o melhor perfume das flores e frutas

Royal Opera traz ao Brasil Natural Wonders: o melhor das flores e das frutas em perfumados hidratantes e body splashes

(Abril, 2009) – Acaba de chegar ao Brasil a linha Natural Wonders, com 11 deliciosas fragrâncias em hidratantes e body splashes. Com excelente fixação, os produtos são encontrados nos aromas Goiaba, Lírio, Melão com Morango, Pêssego com Papaia, Pêra, Pêssego, Gérbera, Morango, Violeta, Maçã e Baunilha, trazendo o frescor das frutas e flores para a pele. O uso dos dois produtos juntos – Hidratante após o banho e Body Splash em seguida – é altamente recomendado, já que a combinação prolonga ainda mais a sensação de maciez e conforto da pele. A linha, famosa no mundo inteiro, promete ser um grande sucesso aqui no país, trazendo a qualidade e expertise da marca americana Yas Perfumes Inc.

Preço sugerido ao consumidor:
Body Splash 236 ml – R$ 25,00
Hidratante 236 ml – R$ 28,00
Kit contendo 1 Hidratante + 1 Body Splash + Bolsinha + Esponja – R$53,00

Natural Wonders pode ser encontrado nas principais perfumarias do país e nas lojas Top Internacional.
SAC – 0800 9709877

Sobre a Royal Opera Luxury Brands

A Royal Opera Luxury Brands é um braço de alto luxo do grupo Top Internacional, com quase quatro décadas de mercado. O grupo Top Internacional foi fundado em Manaus em 1968 e sempre trabalhou com a importação e exportação de perfumes, cosméticos, óculos e relógios. Possui 12 lojas na Zona Franca de Manaus, 2 em Porto Alegre, 2 em Recife e 1 em São Paulo – no famoso centro comercial de grifes – a Rua Oscar Freire. Outro braço do grupo Top Internacional é a TFS, já com 14 anos de atuação e que trabalha marcas de prestigio e semi-prestígio, entre elas Ulrich de Varens, Molyneux, Colônia, 1902 e perfumes Elite Models.
*
*
*Lucia Paes de Barros*
*
*
*
Mural:





Carência em planos de saúde passa a ter novas regras

A partir desta quarta-feira, usuários passam a ter o direito de ficar livre do período de espera, quando optarem por mudar de operadora; medida beneficia 7,5 milhões de pessoas
A partir desta quarta-feira (15), 7,5 milhões de usuários de planos de saúde serão beneficiados com o direito à portabilidade das carências dos seus planos. A medida abrange brasileiros com planos de saúde individuais ou familiares, médico hospitalar e exclusivamente odontológico. A partir de dois anos de contrato, o usuário poderá escolher uma nova seguradora sem a necessidade de cumprir os longos períodos de carência exigido na migração de um plano para outro.
“É um passo importante em relação a uma antiga reivindicação que, além de beneficiar os usuários, vai estimular também a competição entre as operadoras. Isso reflete na melhoria da qualidade dos serviços e na garantia do direito de opção em caso de insatisfação”, destacou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, em entrevista coletiva, acompanhado do diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Fausto Pereira dos Santos.
Para ter direito a mudar de plano pelas novas regras da portabilidade, o usuário precisa estar há pelo menos dois anos no plano de origem ou três anos na situação de cobertura parcial temporária. Também é necessário ainda adimplente (em dia com as mensalidades) e optar por um plano compatível com o seu atual. O plano escolhido, deve ter faixa de preço igual ou inferior ao de origem e estar sendo comercializado.
Para auxiliar a comparação dos planos para portabilidade, a ANS disponibilizará em sua página na internet (http://www.ans.gov.br/) o Guia ANS de Planos de Saúde, um sistema on-line com mais de cinco mil planos cadastrados para pesquisa. O objetivo do guia é ampliar o poder de decisão do consumidor na hora de contratar um plano de saúde.

O ministro da Saúde pediu ao diretor da ANS que a agência trabalhe para estender o benefício da portabilidade à usuários de planos coletivos. Durante o ano de 2009, a agência receberá informações econômicas para viabilizar a ampliação do direito.
“A nossa disposição é avançar para abranger o universo cada vez maior e contribuir para o cumprimento do papel da ANS de transmitir segurança às famílias que têm planos de saúde”, disse Temporão. A portabilidade não pode gerar custos adicionais aos usuários e não é passível de discriminação de preços, por exemplo, entre idosos, gestantes ou portadores de patologias.

A portabilidade dos planos é uma das metas do Programa Mais Saúde – o PAC do setor. O conjunto de metas do programa para a saúde suplementar inclui ainda a definição de uma política de ressarcimento ao SUS em situações de atendimento de usuários de planos de saúde e o Programa de Qualidade de Saúde Suplementar. Este programa pretende acreditar operadoras – o que é uma espécie de certificado - para garantir a qualidade do atendimento dos beneficiários que possuem planos coletivos ou individuais, incluindo a qualificação dos prestadores de serviços.
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

15 de Abril - Dia Nacional da Conservação do Solo, 22 de Abril - Dia Mundial da Terra

15 de Abril – Dia Nacional da Conservação do Solo,

22 de Abril – Dia Mundial da Terra

Comemore com livros sobre a proteção do Ambiente

No dia 15 de Abril comemora-se o dia da Conservação do Solo. A data foi instituída pela Lei 7.876/1989 e propõe a reflexão sobre a conservação dos solos e sobre a necessidade da utilização correta deste recurso natural.

Dentro desse mesmo contexto, no dia 22 de abril é a vez da comemoração do Dia Mundial da Terra.

Criada nos Estados Unidos em de 1970 como o primeiro protesto contra a poluição, essa data passou a ser comemorado em outros países nos anos 90. Seu objetivo é conscientizar as comunidades sobre a importância da preservação do Planeta.

A preocupação com a conservação da Terra vem se acentuando nos dias atuais em função das atividades humanas, as quais têm ocasionado seríssimos problemas de degradação ambiental, a ponto de comprometer, caso não sejam tomadas medidas emergenciais, os recursos naturais, as condições de vida e consequentemente, toda a vida futura.

O Direito Ambiental torna-se a grande arma que a sociedade tem para participar diretamente da proteção do meio ambiente, assegurando as condições para que a vida continue existindo na Terra.

A função deste ramo do Direito é proteger o planeta e a sua população das ações nocivas, por meio da preservação dos recursos naturais de forma sustentável, ou seja, através de um desenvolvimento conjuminado com conservação ecológica que garanta a melhoria da qualidade de vida do ser humano, não só para as gerações presentes como para as futuras.

Para tornar essas datas realmente especiais, a Editora Revista dos Tribunais indica excelentes obras de Direito Ambiental, todas de renomados autores sobre as diversas formas de proteção do ambiente:

A Propriedade no Direito Ambiental, 3.ª edição

Guilherme José Purvin de Figueiredo

Coletânea de Legislação de Direito Ambiental, Constituição Federal, 8.ª edição

Odete Medauar

Coletânea de Petróleo e Gás

Marcos Alberto Sant' Anna Bitelli

Alfredo Ruy Barbosa

Compromisso de Ajustamento de Conduta Ambiental, 2.ª edição

Fernando Reverendo Vidal Akaoui

Constituição Federal e a Efetividade das Normas Ambientais, A, 3.ª edição

Vladimir Passos de Freitas

Crimes Contra a Natureza, 8.ª edição

Vladimir Passos de Freitas

Gilberto Passos de Freitas

Dano Ambiental: Do Individual ao Coletivo Extrapatrimonial, 2.ª edição

José Rubens Morato Leite

Direito Ambiental, 2.ª edição

Patricia Faga Iglecias Lemos

Direito de Águas no Brasil

Cid Tomanik Pompeu

Direito do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais V. 1

Américo Luís Martins da Silva

Direito do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais V. 2

Américo Luís Martins da Silva

Ecocivilização, 2.ª edição

Plauto Faraco de Azevedo

Indice CD-ROM Revista Ambiental Vols. 00/32

Antonio Herman de Vasconcellos Benjamin

Édis Milaré

Meio Ambiente e Responsabilidade Civil do Proprietário

Patricia Faga Iglecias Lemos

Sistema Nacional de Unidades de Conservação

José Eduardo Ramos Rodrigues

*Libia Flamini*

*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt


Engenheiros e arquitetos da CDHU recebem certificação do Crea-SP

*Foto: Clóvis Deangelo.

Documento reconhece e comprova a experiência dos profissionais na elaboração e execução de projetos
Engenheiros e arquitetos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) receberam hoje, dia 14, as primeiras Certidões de Acervo Técnico (CAT), emitidas pelo Crea-SP. Documento que valoriza o profissional, a CAT reconhece e comprova a experiência adquirida no desenvolvimento de projetos. A certidão é elaborada com base na quantidade de Anotações de Responsabilidade Técnica (ART) recolhidas em nome do responsável pelo projeto, que ficam arquivadas no Crea. Toda vez que um empreendimento é iniciado, o profissional que é autor de cada parte do projeto solicita ART ao Crea e especifica as características técnicas de sua responsabilidade. Vinte e dois funcionários receberão a certidão nessa primeira fase.
Segundo João Abukater, diretor Técnico da CDHU, a iniciativa da Companhia de solicitar a emissão da CAT para os funcionários é pioneira e importante para garantir aos profissionais o direito de usufruir dos benefícios do documento. "A legislação nacional privilegia e dá ênfase à posse da CAT. É um incentivo e uma forma de retribuir o trabalho que esses engenheiros e arquitetos vêm realizando em prol da habitação de interesse social", disse.
Os arquitetos Altamir Tedeschi e Arthur Lozano Filho receberam suas CATs, representando os demais projetistas da CDHU. Segundo Tedeschi, a obtenção da CAT é um marco na carreira profissional. "Passamos a ter um elemento comprobatório da experiência que adquirimos. É um documento reconhecido pelo Crea e serve também para mostrar à sociedade o trabalho desenvolvido pelo corpo técnico da Companhia", afirmou Tedeschi.
Representando os engenheiros, Antonio Carlos Trevisani e Marcio Ribeiro Gaban receberam as CATs. Trevisani, que trabalha na CDHU há 14 anos, disse que a antecipação da companhia em obter o documento mostra a preocupação em valorizar o profissional. "Esse tipo de ação é importante pois destaca as atribuições exercidas durante todo o período em que ocupamos cargos na CDHU e toda a experiência adquirida nessas funções", concluiu o engenheiro civil. Legenda da foto : Secretário Lair Krähenbühl (centro) entrega Certidões de Acervo Técnico para profissionais da CDHU, em São Paulo.

*
*
*
*
Mural:
Prática de Revisão de Aposentadoria e Pensão
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt