Nossos Vídeos

domingo, 1 de agosto de 2010

AVLON LANÇA PRODUTO PARA CABELOS QUIMICAMENTE TRATADOS

A AVLON é uma empresa fundada há 26 anos em Chicago - EUA, onde opera com um dos mais avançados laboratórios de pesquisa da área cosmética no mundo. Responsável pela criação de uma inovadora linha de alisantes profissionais como a Affirm, Ferm, Keracare, entre outros; agora inicia um novo processo de distribuição para o consumidor final, de dois dos seus produtos: o Ferm Hydrating Shampoo e o Condicionador com o mesmo nome. Ambos, foram desenvolvidos para para promover hidratação aos cabelos quimicamente tratados, o que até então era utilizado somente pelos profissionais da beleza.
O tal 'segredinho' que só cabeleireiro sabia e que as clientes nunca descobriam porque a escova ou chapinha de casa não fazia o mesmo milagre!
Na composição dos produtos existe extratos naturais de limão, cana-de-açucar e maçã, que são os responsáveis pelo fortalecimento, brilho e maciez dos fios que tornam-se fáceis de desembaraçar e ficam protegidos contra a perda de umidade.
O fabricante sugere o uso de duas a três vezes por semana e o preço sugerido ao consumidor final é de R$27,49. Mas não tente procurar em qualquer lugar, porque o produto só será vendido nos salões de beleza.

Mais informações: http://www.avlon.com/

USO DO CEROL PASSA DESAPERCEBIDO PELAS AUTORIDADES DO CONJUNTO JOSÉ BONIFÁCIO EM ITAQUERA



A Praça Brasil, localizada no Conjunto José Bonifácio, zona leste de São Paulo, tem recebido toda a atenção da Subprefeitura de Itaquera. A grama está sendo sempre cortada e o lixo recolhido com frequencia. O espaço é amplo para crianças e skatistas brincarem. Uma praça muito boa para namorar, passear e até empinar pipas, se não fosse a quantidade de linhas com cerol que os empinadores de pipas deixam pelo chão.
As linhas com cerol podem cortar seriamente partes do corpo e provocar acidentes gravíssimos.
Animais ao correrem podem ter suas patas feridas porque não enxergam a linha, assim como as pessoas que passam distraídas.
Alguns moradores do local se esforçam para recolher os restos de linhas que ficam jogados ao chão. Mas não dão conta, visto que a incidência do uso das linhas com cerol é contínua. O pior de tudo, é que adultos e crianças soltam pipas com uso de cerol na praça que fica encostada à um posto policial.

A LEI NÃO ESTÁ SENDO CUMPRIDA!

A Lei Estadual nº 12.192, de 06-01- 2006, proíbe o uso de cerol ou de qualquer produto semelhante que possa ser aplicado em linhas de papagaios ou pipas.

DOE Executivo seção 1, de 07-01-2006, p. 01.

07/01/2006
O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:
Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:
Artigo 1º – Fica proibido o uso de cerol ou de qualquer produto semelhante que possa ser aplicado em linhas de papagaios ou pipas.
Artigo 2º – O não-cumprimento desta lei acarretará ao infrator o pagamento de multa no valor de 5 (cinco) UFESPs, sem prejuízo da responsabilidade penal.
Parágrafo único – Quando o infrator for menor, os pais serão, para todos os efeitos, os responsáveis.
Artigo 3º – As despesas decorrentes desta lei correrão à conta das dotações orçamentárias próprias.
Artigo 4º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.
Palácio dos Bandeirantes, aos 06 de janeiro de 2006.
Geraldo Alckmin
Hédio Silva Júnior
Secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania
Saulo de Castro Abreu Filho
Secretário da Segurança Pública
Fábio Augusto Martins Lepique
Secretário-Adjunto, Respondendo pelo Expediente da Casa Civil
Publicada na Assessoria Técnico-Legislativa, aos 06 de janeiro de 2006.

O uso do Cerol (mistura de cola com vidro) nas linhas de pipas, provocam ferimentos como os mostrados nas fotos abaixo:









Para ver mais, acesse o site http://www.cerol.com.br/