Nossos Vídeos

terça-feira, 28 de julho de 2009

Menino pobre evolui para emprego em multinacional e mestrado na Europa

O apoio integral de um programa social privado mudou a realidade de um aluno de escola pública municipal, custeando ensino de qualidade

O administrador de empresas curitibano Diego Bergamini, de 24 anos, acaba de dar mais um passo importante na carreira, graças a um programa socioeducacional criado por uma empresa privada, no qual foi selecionado há 15 anos. Na época, Diego e a mãe sobreviviam com uma renda mensal de apenas R$ 300. Foi em 1994 que o menino teve sua grande chance de romper o bloqueio social quando se destacou pelo desempenho em uma escola da rede municipal de ensino de Curitiba e acabou sendo escolhido para receber benefícios do Programa Bom Aluno, criado pela empresa BS Colway Pneus através do Instituto Bom Aluno do Brasil (IBAB). Hoje, ele é coordenador de trade marketing da indústria alimentícia multinacional Kraft Foods, em São Paulo, responsável pelo atendimento do Wal Mart, a maior rede de supermercados do mundo. Agora, ele surpreendeu novamente pelo desempenho. Diego conseguiu uma bolsa de estudos para fazer mestrado em Marketing Management em uma das melhores universidades do mundo na área, a Università Commerciale Luigi Bocconi, em Milão, na Itália. A partir de setembro, o curitibano começa uma jornada de dois anos no exterior, recebendo instruções em inglês, idioma que aprendeu graças ao programa social. “Seria impossível ter acesso a atividades extracurriculares com a condição de vida que a minha família tinha”, disse Diego.

Na quinta série, Diego ingressou no Bom Aluno. “Tenho saudade daqueles tempos. Impossível esquecer o "piá ranhento" fazendo testes de raciocínio lógico e entrevistas. Eu estava ali, magrelo, sem entender o porquê das coisas. Mais tarde os meus companheiros do Bom Aluno viraram alguns de meus melhores amigos”, relembrou. Até a oitava série Diego permaneceu em escolas públicas, mas recebendo apoio do programa social que lhe oferecia transporte, material escolar, uniformes, aulas extraclasse de matemática, inglês e português, além de um curso preparatório para o segundo grau técnico. Depois que passou para o ensino médio, o aluno recebeu apoio integral com escola particular, preparação para o vestibular, aulas de redação, inglês e acompanhamento pedagógico. O resultado não poderia ser diferente: Diego passou na Universidade Federal do Paraná e ingressou no curso de Administração Internacional de Negócios. Durante o terceiro grau ele ainda teve apoio com um curso de espanhol e outro voltado para o desenvolvimento de seu perfil profissional. Após a colação de grau, em 2005, o Bom Aluno manteve o apoio financiando coaching profissional (treinamento personalizado e específico para a área de atuação), curso de marketing pessoal e de administração financeira pessoal. Em todas as fases do programa, Diego recebeu material didático. “Simplesmente enumerar todas essas modalidades de apoio que o Bom Aluno proporcionou seria olhar a coisa toda de uma maneira simplista, ter uma visão míope. Na verdade houve grande suporte de toda uma equipe para o meu desenvolvimento pessoal, acadêmico e até profissional”, explicou o bolsista. “Eles sempre estavam de olho em nosso desempenho acadêmico, dando todo o suporte quando passávamos por alguma dificuldade”.

No dia 14 de setembro Diego inicia as aulas Em Milão. No ranking da QS, empresa internacional que promove o encontro entre profissionais e empresas, a Università Commerciale Luigi Bocconi figura como a instituição que tem a 4ª melhor especialização em marketing do mundo. A Bocconi fica atrás apenas da Northwestern University (EUA), University of Cambridge (Reino Unido) e University of California (EUA). “A escola conta com professores que já ganharam o prêmio Nobel”, comemora Diego.

O Programa Bom Aluno, é um dos programas assistenciais do IBAB e foi criado em 1993, em Curitiba (PR), para proporcionar educação de qualidade a crianças e jovens carentes que tenham bom desempenho nas redes públicas de ensino. Atualmente o programa tem 217 alunos. Segundo o diretor do programa, Ozil Pedro Coelho Neto, 107 estão cursando universidades no momento e 118 já entraram no mercado de trabalho depois de concluir o ensino superior. Este ano outros 33 vão prestar vestibular. Uma parceria do IBAB com a Companhia de Eletrificação do Paraná (Copel), estabelecida em junho último, vai repassar R$ 1,5 milhão em dois anos para o Grupo Escoteiro Guardião das Águas, um dos braços do IBAB que desenvolve a consciência socioambiental, ocupa crianças em situação de risco social e protege áreas de manancial da região de Curitiba. Além da BS Colway Pneus, várias outras empresas apadrinham os estudantes do projeto: Amil, Firenzzi Centro Automotivo, Instituto HSBC Solidariedade, Landis Gyr, Lume Tecnologia, Prodata, Racional Estruturas, Regional Imóveis, TBG Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A., Vipal e Rede Paranaense de Comunicação (RPC). Qualquer pessoa ou empresa pode adotar um estudante carente. Mais informações podem ser fornecidas pelo telefone (41) 3034-8498 ou pelo website http://www.bomaluno.com.br/.
Parabéns! Você recebeu uma telemensagem!
05 - Otimismo - Voz Feminina
Para Ouvir esta mensagem clique AQUI
Enviamos esta mensagem para qualquer telefone do Brasil e do Mundo.
Vale a pena!

Enviar para um telefone

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.