Nossos Vídeos

terça-feira, 21 de abril de 2009

2ª AÇÃO SOCIAL AVDR será realizada em 09/05 na Vila Jacuí


*Douglas Ribeiro - Presidente da AVDR




A AVDR - Associação Voluntária Douglas Ribeiro, localizada no Parque Guarani, zona leste de São Paulo, realizará a 2ª Ação Social AVDR em comemoração ao 6º aniversário da associação, com a presença de INSS, Sabesp, Eletropaulo, IBGE, Banda da Guarda e Ronda, Exposição do Corpo de Bombeiros, Canil, Caixa Econômica, Defesa Civil, Campanhas de Saúde do mês de março, Biblioteca São Miguel, DST – São Miguel, Céu Azul da Cor do Mar, Universidades, Unip, Unicsul, Castelo, Psicóloga Drª Ângela, Médico oftalmo, Tranças afros, Advogado Drº Araújo, OAB, Sindicato dos Padeiros, Elo de futuro, Senac, Sesi, associações de bairro e de classe, Feira do Livro, Festa do Sorvete, Tranças Afro, ginástica e relaxamento, Tribunal Arbitral de São Paulo entre outros.
Segundo Douglas Ribeiro, presidente da Ong, na primeira ação, realizada no ano passado, foram oferecidos mais de 30 tipos de serviços desde saúde, orientações atendimento jurídico e demais serviços e para o sucesso desta segunda edição a AVDR, não medirá esforços para conseguir através de parcerias o máximo de colaboradores para atender a comunidade, beneficiando assim o maior número de pessoas possível.

"Ainda estamos na expectativa de conseguir mais voluntários, parceiros, serviços e até apoio de comerciantes e empresários, pois aí sim teremos uma infraestrutura melhor."
Os voluntários que quiserem participar do evento com seus préstimos, podem entrar em contato diretamente com a associação para maiores informações.

Sobre a AVDR:

Iniciou suas atividades em 10 de maio de 2003 atendendo cerca de 1.000 pessoas / famílias, com encaminhamento nas áreas de: Odontologia, Cabeleireiros, Ortopedia, Pediatria, Fonoaudiologia, Psicologia, Podologia, Assistência Jurídica, Biblioteca Comunitária, curso de espanhol; entre outras atividades, doando rosas nos dias das mães, carne, janela, porta, colchão, remédios, fogão, cama, roupas e calçados, livros e revistas. Desenvolveu campanhas do livro, programas em rádios comunitárias (Original FM e Rádio Missão), bazares beneficentes para arrecadação de fundos, Jornal da AVDR, além das noticias veiculadas em blog e site.


Serviço:
2ª Ação Social AVDR
Data do evento: 09/05/2009 – sábado
Horário: 9hs da manhã
Local: Escola Pedro Teixeira
R: Dom Francisco de Campos Barreto n° 51 - Vila Jacuí
Previsão de público: 500 pessoas de todas as idades.
A AVDR está localizada na Rua Rainha da Noite, 35 - Parque Guarani
Tel: 2051-8910 / 3455-5841 / 9591-7276
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Programa da UNESCO qualifica escolas de educação infantil de SP

Cinco municípios do estado participam do Fundo do Milênio para a Primeira Infância
A tecnologia social inovadora, que já beneficiou 8,4 mil crianças de 87 instituições de educação infantil do Rio Grande do Sul e Santa Catarina está fazendo parte da rotina de escolas dos municípios paulistas de Araçariguama, Cotia, Guarulhos, São Caetano do Sul e São José dos Campos.
A iniciativa, uma parceria da Representação da UNESCO no Brasil, Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e Gerdau, chegou ao Estado no final do ano passado e propõe ações que contribuem para a promoção e a melhoria da qualidade na educação de zero a seis anos de vida. Um dos objetivos é qualificar o atendimento prestado nas instituições filantrópicas, municipais e comunitárias por meio da formação permanente de suas educadoras e gestores e da construção de habilidades e competências.
Independente do nível de escolaridade e da função desempenhada na escola de educação infantil, os profissionais se reúnem num espaço propício a reflexão e a troca de práticas docentes e de gestão. A iniciativa tem como objetivo promover a melhoria da qualidade na educação de zero a seis anos. Por este motivo investe na formação permanente em serviço e em rede de dirigentes, coordenadoras, zeladores, serventes, merendeiras, professoras e equipe administrativa.
Em cada município atendido, cinco instituições são convidadas a participar, formando uma rede interinstitucional, que permite aos participantes interagir e crescer com o outro. “Eu trago a realidade do meu cotidiano, da minha instituição, e posso partilhar com mais quatro comunidades, que possuem uma cultura e aprendizagens próprias. É uma formação que busca a construção de diferentes perspectivas de olhar e de novas práticas, por meio do desenvolvimento de habilidades, capacidades e competências”, explica a assessora técnica sênior do Programa, Maria da Graça Paiva.
A Mesa Educadora, como é chamado o local onde acontecem os encontros, é semelhante a uma sala de educação infantil e possui cantos temáticos de “faz de conta”, teatro, artes, cantinho do bebê, jogos e “contação” de histórias. “A proposta é de ser um espaço onde acontecem as vivências, reflexões, narrativas e experiências individuais, criando possibilidades para brincar e recriar brincadeiras infantis, com o desafio de fazer aquilo que ainda não é, mas que pode vir a ser”, destaca Maria da Graça.
A Mesa Educadora é instituída e mantida por um Conselho Local disposto a apoiar o programa. A principal atribuição deste Conselho é participar da “co-gestão” municipal, acompanhando todo o desenvolvimento e articulando os diversos segmentos e atores sociais e a fim de promover uma mobilização em prol da educação infantil de qualidade no município. A proposta é reunir diferentes parceiros locais, entre eles, a Secretaria Municipal de Educação, organizações da sociedade civil, iniciativa privada, conselhos municipais e veículos de comunicação.
A presença do Programa no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e São Paulo beneficia mais de 20 mil crianças.


Por que investir na primeira infância?

Um estudo realizado em 2001 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) em parceria com o Banco Mundial sobre o impacto da educação pré-escolar de qualidade no Brasil demonstra que seus efeitos são visíveis a curto, médio e longo prazo e que são mais significativos para filhos de pais de baixa escolaridade. Cada ano de freqüência na pré-escola por crianças cujos pais têm quatro anos de escolaridade diminui em 5% as chances de repetência. Já os filhos de pais analfabetos têm um aumento de sete meses na escolaridade final e 12,5% na renda futura.
A Assessora Técnica Sênior do Programa, Maria da Graça Paiva, explica que o período que vai da gestação até o sexto ano de vida é o mais importante na preparação dos alicerces das competências e habilidades emocionais e cognitivas futuras: “É nesta fase que a criança aprende com mais intensidade a partir de diferentes linguagens, a fazer, se relacionar, ser e incorporar valores nas suas relações dentro da família, da escola e da comunidade”.

Cidades onde o Programa está presente:

RS: Cachoeira do Sul, Charqueadas, Eldorado, Parobé, Porto Alegre, Sapucaia do Sul
SC: Chapecó, Lages, Itajaí, Joinvile, Biguaçu
SP: São Caetano do Sul, São José dos Campos, Guarulhos, Cotia, Araçariguama
MG: Divinópolis


Contexto no qual o Programa está inserido

Em março de 1990, sob liderança da UNESCO, os representantes dos países membros da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – Unesco, reunidos em Jomtien, na Tailândia, aprovaram a Declaração Mundial de Educação para Todos, reconhecendo que todos os indivíduos têm o direito a oportunidades educativas que satisfaçam suas necessidades básicas de aprendizagem. Esta Declaração, adotada por 183 países (dentre eles o Brasil), inclui a educação e os cuidados na primeira infância como parte da educação básica, afirmando que “a aprendizagem inicia com o nascimento. Isso implica cuidados básicos e educação inicial na infância, proporcionadas por meio de estratégias que envolvam as famílias e comunidades ou programas institucionais, como for o caso”.
Pesquisas e experiências realizadas nas ultimas décadas ofereceram evidencias contundentes de que a educação e os cuidados de qualidade na primeira infância formam os pilares essenciais para a promoção do bem-estar e do desenvolvimento do potencial de aprendizagem de crianças. Análises econômicas têm também demonstrado que é no início da vida que os investimentos públicos e sociais encontram melhor custo-benefício, para o aperfeiçoamento das habilidades humanas, sejam elas intelectuais, emocionais ou motoras.
Este reconhecimento levou as nações a assumirem, em Dacar, em 2000, entre os compromissos pela Educação para Todos, a meta de ampliar a oferta e melhorar a qualidade da educação e dos cuidados na primeira infância, com especial atenção às crianças em situação de vulnerabilidade. O Brasil é um dos signatários que tem entre suas atribuições a de liderar, em escala mundial, o alcance dessa meta.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0