Nossos Vídeos

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Montagem do próprio consultório ou aluguel de sala para atendimento?

Alugar um consultório é uma boa alternativa para iniciar a carreira na área da saúde

A inauguração do consultório ou da clínica é uma grande realização para o profissional de saúde. O espaço próprio significa ascensão profissional. Porém, com a competição acirrada na área da saúde, todo o planejamento é pouco para transformar o consultório numa empresa de sucesso. Hoje, os profissionais de saúde devem desenvolver outras habilidades, além da excelência técnica, devem possuir visão sistêmica de administração, gestão e marketing para serem bem-sucedidos.

Um dos fatores que impede o sucesso do consultório aberto logo após a formatura é a própria formação do profissional. As instituições de ensino não conseguem transmitir fidedignamente a realidade de cada um dos mercados de atuação dos profissionais de saúde. Além da pequena experiência profissional, a ausência de uma estratégia de definição de público-alvo; a falta de uma correta avaliação das formas de atratividade dos futuros clientes; o pouco capital de giro para suportar o período inicial de muito investimento e o retorno escasso são fatores que levam os consultórios de saúde à mortalidade precoce.

O recém-formado não possui muitas informações sobre administração, muito menos orientação suficiente para planejar o próprio futuro profissional. Esses fatores costumam gerar decisões precipitadas e erradas na montagem do consultório que, infelizmente, colaboram e aumentam as estatísticas dos elevados números de empresas que encerram suas atividades em um período curto de tempo. “Talento para gerir a própria carreira é algo que se adquire com o tempo. No início da carreira é preferível que o profissional de saúde utilize a estrutura de uma empresa especializada, onde mediante o pagamento de um aluguel mensal, o profissional tenha direito ao uso de salas, mesas, computadores com banda larga, macas, ar condicionado, além de secretárias para oferecer suporte para a marcação de consultas e recepcionistas que o auxiliam no atendimento”, defende Agostino Tacoli, diretor da Medflex Consultórios.

A Medflex Consultórios, empresa localizada na cidade de São Paulo, conta com duas unidades completamente equipadas para que profissionais de saúde possam realizar seu atendimento com conforto, segurança e praticidade. “E como trabalhamos com todos os profissionais do segmento da Saúde, oferecemos salas apropriadas aos diferentes procedimentos. Com o auxílio da C+A Arquitetura e Interiores, conseguimos montar consultórios adequados aos diferentes profissionais da saúde, além de particularizar alguns ambientes, como os destinados aos atendimentos psicológico e fonoaudiológico”, diz Tacoli.

O projeto de interiores na área da saúde

O profissional de saúde que pretende criar uma unidade de saúde deve observar algumas questões muito relevantes deste campo de atuação. “A tendência hoje é que diversas especialidades médicas estejam desvinculadas de grandes hospitais. O que se vê é o crescimento de clínicas com vários consultórios num mesmo local. Isso é fundamental para a redução da ociosidade e do alto custo de manter essas especialidades em hospitais”, diz a arquiteta Ana Paula Naffah Perez, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

Para que esta experiência dê certo, o tamanho mínimo de um consultório precisa ser considerado. Recomenda-se uma área de aproximadamente 12,00 metros quadrados, prevendo local para anamnese e exame do paciente. “Outra preocupação diz respeito à iluminação das salas. Em muitos exames, existe a necessidade de black-out na sala. Esse escurecimento deve ser feito por meio de persianas ou por um sistema de dimerização, que possibilite ao profissional de saúde regular a intensidade da iluminação, de acordo com a necessidade do exame ou do procedimento”, destaca Ana Paula Perez.

Quanto à refrigeração dos ambientes de saúde, existem normas muito específicas. “Alguns ambientes poderão contar apenas com ar-condicionado para conforto ambiental, outros deverão seguir as restrições de filtragem e volume de troca de ar específicas”, afirma a arquiteta.

A sala de espera deve ser ampla, para dar ao paciente a sensação de espaço. “Deve ser planejada para comportar, em média, quatro pacientes por consultório. Se a clínica contar com dez consultórios, por exemplo, o espaço deve possuir aproximadamente 40 lugares”, explica a diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

“É necessário também que o projeto contemple áreas destinadas ao conforto do corpo clínico. Refeitórios, banheiros e vestiários privativos, copa com frigobar e bebedouro são alguns desses recursos. O fácil acesso ao consultório também conta pontos a favor”, conta a arquiteta Ana Paula Naffah Perez.

O projeto da Medflex Consultórios

Quando falamos sobre obras e reformas em hospitais, centros médicos, clínicas ou em consultórios, o importante é que sejam avaliadas as reais necessidades do cliente. “É fundamental que o arquiteto entenda o trabalho desenvolvido por aquele profissional e pelo estabelecimento de saúde, antes de iniciar o projeto. Só a partir daí é possível planejar para atender às expectativas de seus proprietários, funcionários e usuários”, defende a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

Outra característica que deve ser contemplada no planejamento é a racionalização dos espaços, uma vez que o valor do metro quadrado construído dessas instituições é muito mais alto do que o das áreas residenciais e corporativas. “Além de racional, o projeto tem que ser inteligente, econômico e sustentável”, defende Ana Carolina Tabach.

Nos dias de hoje, não podemos deixar de considerar a humanização do ambiente. “E isso representa projetar ambientes com menos aparência de hospital, seja por meio da criação de aberturas que permitam iluminação e ventilação natural, seja pela escolha das cores nas paredes ou até por um projeto de paisagismo diferenciado”, conta a arquiteta.

Medflex Consultórios

“Quando projetamos os consultórios da Medflex, pensamos num espaço de saúde polivalente, apto a atender o maior número possível de especialistas. Buscamos também oferecer conforto e comodidade, como se o profissional estivesse trabalhando em seu próprio espaço. Cada um dos profissionais que utiliza os consultórios da Medflex conta com um armário próprio para guardar seus pertences particulares, bem como o material necessário à realização de suas atividades”, diz Ana Carolina Tabach.

“Na unidade localizada na Vila Mariana, projetamos 05 consultórios destinados às mais diversas especialidades médicas, tais como: Ginecologia, Proctologia, Dermatologia, Cirurgia Plástica, Otorrinolaringologia e Pneumologia. Projetamos também ambientes específicos para o atendimento psicológico e fonoaudiológico”, destaca Ana Paula Perez.

Sobre a C+A Arquitetura

A C+A Arquitetura e Interiores está em São Paulo, capital, atua em todo o Brasil. Desenvolve projetos de arquitetura criativos e inovadores, com foco nas áreas residencial, comercial, saúde e interiores. Há dez anos, tem como valores fundamentais que norteiam sua atuação o profissionalismo e o comprometimento com a entrega de projetos com alto nível de qualidade técnica. As arquitetas Ana Paula Naffah Perez e Ana Carolina M. Tabach estão à frente da equipe que congrega, hoje, mais de 10 profissionais. Conheça um pouco mais do trabalho destas profissionais, acessando:

www.caarquitetura.com.br

http://arquiteturadesaude.wordpress.com

http://twitter.com/cmaisa

http://www.flickr.com/photos/cmaisa/sets

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0