Nossos Vídeos

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Enxaqueca: manifestações físicas das nossas emoções

*José Moromizato

Entre vinte e poucos tipos de dores de cabeça diagnosticados cientificamente, como a cefaléia gerada pelo simples stress do dia-a-dia até a dor causada por aneurismas e tumores, um tipo é o mais freqüente e mesmo assim, muitas pessoas que possuem esse mal não têm conhecimento de que se trata a enxaqueca.

Atualmente, essa doença atinge 30% da população, proporcionalmente três mulheres para um homem, mais freqüentemente na faixa etária dos 25 a 50 anos de idade, mas não é regra. Já tive uma paciente de nove anos de idade que teve fortes crises de enxaqueca.

A enxaqueca é uma dor de cabeça excessivamente forte de origem neurovascular, pois ela acontece justamente quando há dilatação dos vasos sangüíneos da região cerebral, comprimindo os nervos e podendo durar até 72 horas.

Um verdadeiro martírio para quem é vítima desse mal, sua dor latejante é sentida nos vasos sangüíneos a cada batimento cardíaco, acompanhada de uma sensação de formigamento na região cerebral. Constatou-se ainda uma série de outros sintomas que precedem a dor, tais como naúsea, dormência em um dos lados do corpo e hipersensibilidade à luz e sons. Este último sintoma é associado ao que chamamos de efeito “aura”, onde o paciente sente efeitos principalmente visuais, como flashes de luz, faíscas e imagens em zigue-zague.

Para tanto, exames como tomografia, eletroencefalograma e ressonância magnética podem ser realizados para obter-se um diagnóstico mais preciso, porém precisam ser feitos no momento de crise, caso contrário não será detectada a doença.

Por não ter seguramente descoberto qual a verdadeira origem deste mal, muitos fatores são apontados como desencadeantes das crises, como estresse , sensibilidade à certos tipos de alimento (como doces, ácidos), qualidade do sono, menstruação ou até mesmo umidade excessiva.

Das doenças e irregularidades que ocorrem em nosso organismo, 80% a 90% dependem única e exclusivamente da nossa mente.

Portanto, o tratamento que usamos é rebuscar primeiro as causas emocionais e resolvê-las, a fim de que desapareçam as conseqüências.

Um exemplo simples é da paciente criança que mencionei há pouco. Uma menina muito inteligente e saudável. Era filha única até os 9 anos, quando sua mãe recebeu a notícia de que estava grávida. A menina mostrou-se feliz com a notícia do bebê, e não demonstrou em nenhum momento sinal de descontentamento com o fato de ter que dividir as atenções com um novo irmãozinho. Até que apareceram as crises de enxaqueca. Mais do que os próprios medicamentos que ingeriu durante meses, o que a fez livrar-se definitivamente das crises foram os sentimentos de ciúmes e medo que guardava dentro de si mas que, com o devido tratamento psicológico fizeram-na manifestar posteriormente. À medida que ela reconhecia e falava sobre essa insegurança, as crises foram diminuindo, até o nascimento do irmãozinho, onde o seu outrora sentimento de medo transformou-se em amor fraterno.

A Enxaqueca é puramente uma manifestação física das nossas emoções represadas e contidas no inconsciente . É um alerta para “abrirmos a cabeça” em relação aos nossos próprios sentimentos e aprendermos a expressá-los , antes que seja tarde e eles próprios manifestem-se em dor e infelicidade.

*Em plena atividade profissional, José Moromizato celebra o fato de ser um incentivador da medicina do bem- estar no país. Atuando ao longo de 20 anos como cirurgião, observou que, apesar da intervenção, não raro o problema voltava a ocorrer. Foi a partir dessa observação que desenvolveu a sua eficaz e revolucionária terapia. Atua também como palestrante.
http://www.moromizato.com.br/drjosem@terra.com.br
*
*
*
*
*
Publicidade:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.