Nossos Vídeos

sábado, 8 de agosto de 2009

Subprefeito prestigia esportistas do jiu-jitsu em Itaquera


O Subprefeito de Itaquera, Laert de Lima Teixeira, recepcionou na manhã do dia 31 de julho, na sede da Subprefeitura, vários atletas campeões e vice-campeões mundiais de jiu-jitsu que treinam no Clube Escola José Bonifácio. O objetivo do encontro foi parabenizá-los pelas conquistas nesta importante competição, realizada em São Paulo no mês de julho.
"Queríamos não só parabenizar, mas pedir que o exemplo destes atletas de José Bonifácio se espalhe para outras unidades dos Clubes Escola. Esses atletas têm que servir de incentivo para a juventude praticar atividades físicas e se dedicar a coisas positivas", afirmou o subprefeito.
A turma de atletas que compareceu para recebeu os parabéns pessoalmente do subprefeito era composta por Diogo Almeida (26), Guilherme Augusto (17), Jessé da Silva Santos (42), Diego Rosani (21), Simão Carlos (49) e Paulo José (27), todos praticantes de jiu-jitsu. Além deles, Marcos Pintor (32), atleta da luta greco-romana, também veio mostrar a medalha de bronze que trouxe do mundial realizado em julho no Peru.
Os professores Dan Silva e Wellingnton Nascimento acompanharam o grupo e segundo Leonardo Domingos, são muito mais que professores, quase referenciais de vida. "Sou só eu e meu pai, mas ele ainda não acredita muito. O Dan 'pega no meu pé' sobre a vida pessoal, ele era como um pai para o meu irmão e agora sempre me ajuda, me dou até a inscrição dele para o último campeonato", conta o jovem atleta de 15 anos, que conquistou o título mundial em sua categoria, apesar de treinar a apenas um ano e meio.
O jiu-jitsu é uma arte marcial japonesa que utiliza alavancas e pressões para derrubar, dominar e submeter o oponente, sem usar golpes traumáticos. Além disso, trabalha o condicionamento físico, a disciplina e a auto-confiança. É um esporte que tem mudado a história de muitos adolescentes e jovens da periferia. Este é o caso de Guilherme Augusto, 17, faixa roxa, vice-campeão mundial, que encontrou na modalidade uma arma para perder o medo e ser mais responsável.
"Entrei no jiu-jitsu através do meu pai, pois eu era muito tímido, só ficava em casa, tinha medo de tudo. Meus pais tinham se separado, tinha dificuldade na escola, mas o Dan me ajudou. Estou me sentindo melhor, mais seguro, a influência do meu pai também ajuda muito, me sinto bem perto dele", relata Guilherme. A relação do jovem com seu pai, Jessé da Silva Santos, melhorou muito depois que passaram a treinar juntos.
Itaquera tem sido muito bem representada por esses Jovens meninos, que são campeões não só no jiu-jitsu, mas principalmente na vida. Uma boa prova disso é o trabalho que um dos pupilos de Dan, Diogo Almeida, de 26 anos, tem feito com aproximadamente 40 crianças de 5 a 12 anos. Ele dá aulas gratuitas duas vezes por semana e realiza dois campeonatos internos por ano. A Academia Modelo em Itaquera sede o espaço para esse projeto, que visa acima de tudo formar cidadãos. "O esporte ajuda na disciplina, pois as crianças e os adolescentes começam a conhecer os limites, ganham um referencial, 'entram na linha'", explica Diogo, que conta com a ajuda de Fernanda Nascimento, que pratica um trabalho lúdico de brincadeiras de roda com a criançada, pois ainda são muito novos.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.