Nossos Vídeos

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Reumatismo e osteoporose em crianças

Conhecidos por acometerem pessoas em idades mais avançadas, os especialistas chamam a atenção da população para o fato que os reumatismos e mesmo a osteoporose podem atingir crianças e adolescentes. Esses temas, entre muitos outros, estarão em destaque no 28º Congresso Brasileiro de Reumatologia, que ocorre em Porto Alegre, de 18 a 22 de setembro. O evento terá uma série de novidades e reunirá cerca de dois mil pesquisadores brasileiros e estrangeiros para debater a importância do diagnóstico, a adoção de tratamentos adequados e o papel da reumatologia na atualidade.
De acordo com Fernando Neubarth, presidente do Congresso, doenças como reumatismo são relacionadas com pessoas idosas. Porém, é importante alertar que pacientes jovens também apresentam o problema. “Vemos nos consultórios também crianças e adolescentes com reumatismo e isso demanda uma abordagem médica específica. Tanto em crianças quanto em adultos, é muito importante que a doença seja diagnosticada o quanto antes, pois se forem tratadas num momento precoce temos muito a fazer para assegurar um bom tratamento”, diz o médico, alertando que são centenas as doenças classificadas como reumatismo e a especialidade deveria ser ainda mais conhecida e requisitada pela população em geral.
Além disso, reforça Neubarth, mesmo uma doença como a osteoporose pode afetar a população infantil, o que pode refletir em outros graves problemas e será bastante discutido no evento. “No caso da osteoporose é importante também discutir mais os aspectos preventivos, e isso também começa na infância e adolescência, mudando hábitos de vida, alimentação e exercícios adequados, evitando assim a necessidade de tratamentos futuros”.
Fibromialgia e dor crônica
Durante o evento, outra novidade será a apresentação dos novos critérios na compreensão e no tratamento da fibromialgia, uma doença que depende de achados bem específicos para o diagnóstico e que apresenta dores e contraturas musculares, distúrbios do sono e variados sintomas como dor de cabeça, problemas na pele, gastrointestinais entre outros. “A partir de um primeiro consenso organizado recentemente pela Sociedade Brasileira de Reumatologia, discutimos diretrizes para um tratamento apropriado para quem tem essa doença”, explica o Dr. Neubarth. Também serão discutidos novos tratamentos para a artrite reumatóide, doença que afeta 1,5% da população em todo o mundo e que pode limitar muito a vida do paciente, inclusive com repercussões no trabalho. E ainda no campo das artrites inflamatórias a discussão se dá com novos conhecimentos sobre a imunogenética, que é base para novos e futuros medicamentos. Outros problemas de saúde pública e que serão discutidos no Congresso são os tratamentos para as artrites associadas à psoríase, que tem boas novidades com a chegada dos imunobiológicos que oferecem resultados promissores e serão bastante discutidos no evento. Também a dor crônica, muito associada às doenças reumatológicas e que requer uma orientação adequada. “Existe muita polêmica envolvendo a dor crônica, contudo o desafio dos médicos está na associação de medicamentos e os riscos da automedicação”, diz Neubarth.

Envelhecimento e vida saudável
Também a prevenção e o envelhecimento saudável, um desafio na atualidade e para o futuro, serão debatidos pelos médicos durante o evento. “Temos que reiterar a importância de um estilo de vida apropriado, a prática de atividades físicas regulares e a realização de exercícios adequados, sem sobrecarga e com alongamentos. Essas são recomendações e uma mensagem importante de reumatologistas, é preciso evitar o sedentarismo, mas com cuidado e preservando bem as articulações”, afirma o especialista.

Site oficial do evento: http://www.reumato2010.com.br/

CHOCOLATE PARA O DIA DAS CRIANÇAS

No Dia das Crianças, a Brasil Cacau vai deixar as brincadeiras mais divertidas com os kits que têm a cara dos homenageados da vez.  Para as meninas, brincar de boneca vai ficar ainda mais doce. E já os meninos poderão se divertir com o chocolate em formato de ferramentas.  A Brasil Cacau mescla as cores, os aromas, as paixões e os sabores do Brasil, que resulta em um delicioso chocolate.


O kit Vida de Boneca é a sugestão de presente para as princesinhas. Vem com oito chocolates em formatos de bonecas, sapatilhas, florzinhas e óculos. Preço sugerido: R$ 16,50






 
O kit Mãos à Obra traz  cinco unidades de bombons de chocolate ao leite em formato de ferramentas.
Preço sugerido: R$16,50






 
Para os apaixonados pelo seriado que saiu dos livros de Monteiro Lobato para se tornar sucesso na televisão, o Sítio do Pica Pau Amarelo dá mais cor a um delicioso drageado. O Dragê do Sítio tem confeitos que levam as cores alegres da historinha e a embalagem ilustrada com os divertidos personagens Visconde de Sabugosa e a boneca Emília.
Preço sugerido: R$ 7,40 

 

 Agora, para aqueles que estão aprendendo a ler, nada mais divertido que uma aula para lá de gostosa com a Cartilha de Vogais. São 16 barrinhas de chocolate intercalados de branco e ao leite – Preço sugerido R$ 4,90




Brasil Cacau
SAC: 0800 770 0201
www.brasilcacau.com.br  

Sobre a Brasil Cacau
A Brasil Cacau, rede de lojas especializadas em chocolate, foi fundada em janeiro de 2009 e pertence ao Grupo CRM, que também possui em seu portfólio as marcas Kopenhagen e DanTop. Possui mais de 120 itens para consumo e presentes, entre tabletes, bombons variados, trufas e outras diversas delícias. É a única que mescla as cores, os aromas, as paixões e os sabores do Brasil, que resulta em um delicioso chocolate. Acrescente toda a originalidade e a diversidade que só se experimenta em nossas terras, assim você descobrirá um dos segredos da Brasil Cacau. www.brasilcacau.com.br  

Feijoada em prol da Associação dos Portadores da Síndrome de Rubinstein-Taybi

arts (cor)


Feijoada com solidariedade no Bar Brahma

Um dos mais famosos bares da terra da garoa, o legendário Bar Brahma, mais uma vez dá uma mãozinha para a Associação dos Portadores da Síndrome de Rubinstein-Taybi no Brasil (ARTS). No sábado  (18 de setembro), o Bar Brahma abrirá as portas do Brahminha para os amigos e familiares dos portadores da RTS para realização da IV feijoARTS, feijoada beneficente e com samba de primeira qualidade da Escola de Samba Pérola Negra, a partir das 13 horas. O objetivo é divulgar a RTS e as atividades da ARTS, alem de arrecadar fundos para a continuidade deste trabalho. A feijoada custa R$ 50,00 e as reservas podem ser feitas pelo e-mail arts@artsbrasil.org.br.

O objetivo da criação da ARTS foi o de disponibilizar informações básicas sobre a síndrome, bem como orientar pais e familiares sobre como cuidar, tratar e educar o portador. “É importante os pais saberem, por exemplo, que as crianças entendem mais do que podem se expressar, sentindo-se frustradas quando não são compreendidas”, destaca o coordenador da comissão científica da Associação, Wagner Alves, lembrando que a ARTS começou em 1999 com 6 crianças e hoje já passam de 100 no Brasil.

O polegar é a marca da ARTS
A síndrome foi descrita primeiramente em um relatório de caso em 1957, mas somente em 1963 que os doutores, Jack H. Rubinstein e Hooshang Taybi, dos EUA, descreveram o quadro de sete crianças com polegares e hálux (dedão do pé) largos e grandes, anomalias faciais e deficiência intelectual, denominada Síndrome - Broad Thumb-Hálux. Depois os nomes dos pesquisadores foram incorporados ao nome da síndrome.

Para criar a marca da associação, o cartunista Paulo Caruso usou a imagem do dedo polegar largo e grande, que é uma das características da síndrome, em formato da vogal “A”. A associação possui uma vasta literatura sobre a RTS, que poderá ser consultada pela comunidade médica, familiares e estudiosos da síndrome.

Wagner Alves, coordenador da comissão científica da Associação
(11) 3819-2536

ENKEN DESENVOLVE GAME COM CONCEITO 3D PARA CANDIDE

Hotsite brinda o lançamento dos carrinhos da linha GARAGEM S.A e deve atrair acessos de pessoas de idades variadas

A Enken Comunicação Digital, agência especializada em marketing, publicidade e comunicação online, foi escolhida pela Candide, líder nacional no segmento de brinquedos, para a criação do hotsite www.garagemsa.com.br. A página marca o lançamento dos novos modelos da linha GARAGEM S.A, conhecida pelos famosos carrinhos de controle remoto e de fricção, que fazem a cabeça da garotada e também de colecionadores e amantes de brinquedos do gênero.

De acordo com David Reck, diretor da Enken, o objetivo da Candide é levar as novidades da linha ao público-alvo de maneira inovadora e aliada ao conceito de modernidade. Para despertar o interesse do público, bem como gerar identificação e alto índice de permanência no hotsite, a Enken planejou um game totalmente baseado no conceito de corrida utilizando um carrinho de controle remoto, bastante próximo da realidade – uma característica bastante forte das campanhas das marcas de brinquedos – e rico em interatividade. O game foi desenvolvido em 3D aliado ao Flash utilizando a tecnologia Unity, o que oferece sensação completamente diferente da proporcionada pela grande maioria dos jogos online da atualidade. A Lumentech, produtora de games, apoiou a Enken no desenvolvimento do projeto.

Reck conta que para a criação de cenários e desenvolvimento de um ambiente atrativo foram feitos estudos sobre o comportamento das crianças no momento de diversão. “Sempre que uma criança ou mesmo nós nos deparamos com um game, o primeiro ponto observado tem relação com o quanto aquele projeto tem de realidade. Daí o grande sucesso dos consoles mais modernos, que trabalham bastante com esse conceito. A criança vai ainda mais longe, pois solta a imaginação e acaba criando uma história por trás do jogo”, afirma.

O game GARAGEM S.A consiste em uma corrida. A criança poderá escolher quatro carros da linha – e poderá visualizar cada detalhe dos modelos disponíveis, como velocidade, aceleração, controle e estabilidade do carrinho no game. Ao escolher o carro New Dragon, o jogador deverá desbloquear digitando “garagemsa”. O cenário do jogo também foi construído de forma bastante cuidadosa e conta com elementos que a criança possui em casa ou que estão ao seu alcance no dia-a-dia. “Para brincar com um carro de controle remoto a criança normalmente passa por espaços como a cozinha, o quintal e a garagem da casa. Construímos as cenas com decoração pertinente, para que se tenha noção de cada ambiente durante o jogo. A ideia é destacar que os carros da Candide fazem parte de um mundo que é só da criança”, explica Reck.

Ao escolher o carro New Dragon, o jogador deverá desbloquear digitando “garagemsa”.

Bruno Verea, gerente de marketing da Candide, completa que a empresa sempre busca inovação para os consumidores. “A Candide está sempre buscando encantar seus consumidores e, para isso, acreditamos que é essencial surpreendê-los com novidades”. Ele conta, ainda, que o site possibilita que os consumidores da Candide conheçam melhor a marca Garagem S.A. de uma forma bastante divertida. ”Desenvolver um novo conceito de game aproveitando o que há de mais moderno no mercado foi o grande diferencial desse projeto” diz Verea.

A expectativa é de que o hotsite registre cerca de 600.000 acessos até o Dia das Crianças. A marca veiculará campanhas em sites como o Cartoon Networks, bastante visitado pelo público infantil, e manterá uma área de acesso ao hotsite do GARAGEM.SA. Outra ação do gênero está sendo preparada também para o Natal e trará o mesmo formato de interatividade.

Mais sobre a Enken – www.enken.com.br:
Fundada em 2004, a Enken é uma agência de comunicação digital que oferece soluções completas: desde o planejamento até a mensuração de resultados online. Focada em apresentar ideias inovadoras para os clientes, a Enken conta mais de 300 projetos desenvolvidos. A agência desenvolve todas as etapas que envolvem a comunicação digital: planejamento, criação, mídia, SEO e SEM, social marketing, tecnologia e mensuração de resultados. No escopo de trabalho estão atividades como consultoria e planejamento de e-business, design digital, criação, gestão e manutenção de soluções web, marketing digital, gerenciamento de projetos, desenvolvimento de sistemas, portais, gerenciamento de conteúdo, além de CRM e automação de processos. Dentro de todo esse universo, são destacados serviços de criação e tecnologia para ambientes de internet, celular, painéis digitais, DVD, estratégia em eventos.

Mais sobre a Candide – www.candide.com.br:
Desde 1968, a Candide atua no segmento de brinquedos. Neste período, acumulou experiência que a coloca entre os líderes do seu setor. Alinhada com as mais recentes tecnologias, a Candide conta no seu mix com produtos que vão de câmeras digitais a patinetes, passando por réplicas em rádio controle, laptops, jogos, helicópteros e uma gama de produtos e licenças como: Audi, Mercedes-Benz, Ferrari, Porsche, BMW, Bem 10, Speedy Racer e Xuxa, que garantem entretenimento e ajudam na formação da garotada. Presente nas principais redes varejistas do Brasil, a Candide oferece qualidade aos seus consumidores, através de produtos criteriosamente desenvolvidos.
CANDIDE – 0800-557400

Linha HidraKids da Phisalia para a garotada

Mais brilho e maciez para o cabelo dos pequenos


A família Trá Lá Lá Kids da Phisalia Produtos de Beleza está cada vez maior. Sempre atenta à demanda do mercado infantil, a empresa traz mais uma novidade para compor a Linha Trá Lá Lá, que já é uma das mais vendidas no Brasil. Acaba de chegar ao mercado a HidraKids, a mais nova linha criada para lavar e ao mesmo tempo hidratar o cabelo das crianças, proporcionando muito mais brilho e maciez, sem a necessidade de ficar hidratando o tempo todo o cabelo dos pequeninos. Composta por um trio com shampoo, condicionador e creme para pentear, a linha possui em sua fórmula queratina e agentes hidratantes, perfeitos para cuidar do cabelo da turminha, que adora estar bonita e perfumada, mas sem abrir mão do tempo para as brincadeiras.
Permanentemente em sintonia com o mercado e com as opiniões de seus pequenos e fiéis consumidores, a Phisalia mais uma vez inovou e trouxe a opção perfeita para hidratar o cabelo da criançada, deixando-os saudáveis, macios e brilhantes, mas sem que isso represente muito trabalho aos pais. Testados dermatologicamente, a Linha HidraKids possui queratina, que restaura os fios das agressões sofridas no dia a dia, vindas do sol, vento, frio ou do simples hábito de pentear, e a glicerina, que auxilia na intensificação do brilho dos cabelos, proporcionando maciez e facilitando o desembaraço. Em uma ação combinada, esses dois ativos juntos, além de deixar um lindo aspecto de cabelo tratado, ajudam a selar os fios, prevenindo a quebra.

Desenvolvido para todos os tipos de cabelos, desde os extremamente secos até os fios mais oleosos, tanto o shampoo perolado quanto o condicionador da Linha possuem uma fórmula suave, com ph neutro e balanceado, ideais para o uso da turminha, além de poder ser usado diariamente e não irritar os olhinhos. Já o creme de hidratação, sem enxágue, contém uma novidade a mais, e conta com agentes hidratantes vindos da manteiga de karité e da manteiga de cereais, que prometem regenerar, proteger, suavizar e hidratar os fios, proporcionado brilho e maciez extra para o cabelinho dos pequenos, mas sem deixá-los pesados ou embasados. Todos os produtos possuem uma suave fragrância, super perfumada, com notas frutadas e florais, que remetem a um delicioso cheirinho de hidratação.
A linha é encontrada em versões de 480 ml para o shampoo e condicionador e de 300 ml para o creme de pentear.
Ficha Técnica – Linha HidraKids
Frascos: Engratech
Tampa: Plasmotec
Rotulos manga: Plasperus
Rotulos sleeve: Propack
Criação: Benchmark Design Total
Preço sugerido: Shampoo: R$ 5,00; Condicionador: R$ 6,20; Creme para pentear: R$ 5,60
Phisalia Produtos de Beleza

Comemorando 35 anos, a Phisalia é hoje a única empresa no mercado nacional dedicada 100% ao público infantil. Atualmente, a empresa conta com três marcas próprias: Trá Lá Lá Kids, Joanita e Banho de Bebê que, juntas, reúnem uma ampla seleção de produtos: shampoos, condicionadores, cremes e géis para cabelos, creme dental infantil, e uma linha completa para a higiene e cuidados dos bebês. Considerando as três linhas da empresa – Banho de Bebê, Joanita e Trá Lá Lá Kids, a Phisalia Produtos de Beleza ocupa a 4ª. posição no ranking nacional das indústrias na categoria shampoo infantil, com 9% de participação de mercado e 1º lugar na categoria pós shampoo infantil com 14,6% do mercado. Disposta a inovar e ser sempre uma referência em qualidade e segurança neste mercado, a empresa concentra esforços na área de Pesquisa & Desenvolvimento. Está sempre atenta às tendências e novas tecnologias, buscando qualidade diferenciada e uma relação custo x benefício atraente aos consumidores de todo o país.

GRAACC ampliará seu hospital para tratar casos complexos do câncer infantil

Terreno foi doado nesta quinta-feira pela Prefeitura por meio de decreto-lei do prefeito Gilberto Kassab e permitirá a expansão do GRAACC, tornando-o um grande centro de tratamento da doença na América Latina
Nesta quinta-feira (16/9), o prefeito Gilberto Kassab sancionou o Projeto de Lei 01-0348/2010 de doação ao GRAACC de um terreno de 4.191 m² na Rua Borges Lagoa, 565, Vila Clementino, São Paulo.
A doação permitirá a expansão do Instituto de Oncologia Pediátrica -IOP, hospital administrado pela instituição em parceria técnico-científica com a Unifesp – Universidade Federal de São Paulo, tornando-o um grande centro de tratamento do câncer infantojuvenil na América Latina, atendendo no limite do conhecimento e mantendo humanização e suporte social aos pacientes.      Será um dos poucos complexos hospitalares do País com centro de tratamento radioterápico infantil, utilizando aparelhos com intensidade modulada, e um centro cirúrgico especializado em tumores no cérebro. Também terá uma área de reabilitação e de pesquisa genética, biológica, cirúrgica, patológica e clínica, além da ampliação dos centros cirúrgicos, Centro de Transplante de Medula Óssea e o número de leitos.
Com a expansão do hospital será possível aumentar a capacidade de atendimento de casos de alta complexidade – 50% dos casos de câncer infanto-juvenil são considerados dessa forma, como tumores do sistema nervoso central, tumores ósseos, oculares, leucemias de alto risco e outras neoplasias que necessitam de transplante de medula óssea. “São casos que precisam ser tratados em centros especializados e completos, como o hospital do GRAACC, que são poucos no Brasil”, esclarece Sérgio Petrilli, superintendente médico da instituição.
Segundo Petrilli, pacientes com tumores de alta complexidade resultam em uma permanência maior no hospital, aumentando a taxa de ocupação de leitos. Esses casos também requerem cirurgias complexas e de longa duração, que elevam a permanência da criança no hospital. Atualmente, o hospital do GRAACC faz, anualmente, mais de 18 mil consultas médicas, mais de mil cirurgias, mais de 30 transplantes de medula e mais de 11 mil sessões de quimioterapia e está no seu limite técnico de ocupação, por isso, a necessidade da ampliação de suas instalações.
“Temos orgulho de poder contribuir com esta causa. Todos sabem da importância do trabalho que o GRAACC faz. Esperamos sempre poder ajudar a instituição neste combate ao câncer infantil e a oferecer o melhor atendimento possível para as crianças atendidas”, afirma o prefeito Gilberto Kassab.
Com investimentos estimados inicialmente em R$ 100 milhões, o novo complexo terá 16 mil m² de área construída e 11.000 m² de estacionamento, anexos ao prédio atual do GRAACC. A primeira fase da expansão, com conclusão prevista para outubro de 2011, terá seis andares e dois subsolos. A segunda fase entrará em operação em 2015.
Todas as áreas serão equipadas com a mais avançada tecnologia para oferecer tratamentos no limite do conhecimento. A expectativa também é de aumentar as chances de cura dos pacientes – atualmente, os índices de cura são de 70%, em média, comparáveis aos dos melhores centros de referência do mundo.
Além de atender a uma demanda específica, a ampliação do hospital do GRAACC permitirá a disseminação de estudos sobre a doença para se obter mais chances de cura e aumentará a formação de novos profissionais especializados em oncologia pediátrica e equipe multidisciplinar. A instituição desenvolve, atualmente, projetos de pesquisa clínica, cirúrgica patológica e biológica, na busca de ampliar o conhecimento da cura do câncer da criança e do adolescente.

Captação de recursos
Entre as diferentes formas de ajudar financeiramente o projeto de expansão do GRAACC está a destinação de parte do Imposto de Renda, por
meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD) (http://fumcad..prefeitura.sp.gov.br/forms/conheca.aspx.).
O FUMCAD permite a destinação de parte do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas para projetos que garantem os direitos fundamentais da população infanto-juvenil, como o GRAACC. Pessoas físicas podem destinar até 6% de seu imposto de renda devido e pessoas jurídicas até 1%.
Parte dos recursos para a construção da primeira fase de expansão do GRAACC já foram doados pelas seguintes empresas: Revista Sorria, Editora Mol, Droga Raia, União Química, Bio Lab, Gearbulk, RedeCard, Bradesco, Santander, Colgate-Palmolive, Prefeitura de Barueri, Prefeitura de São Paulo, Grupo Orsa, Eurofarma, Mckinsey& Company, Credit Suisse Hedging-Griffo, Credit Suisse Hedging-Griffo Corretora, Banco Itaú, ABBOTT Laboratórios do Brasil, CSN, Atlas Schindler S/A, BPN Brasil, Central Nacional UNIMED, Suzano Papel e Celulose, Dormas Sistemas de Controles para Portas, Vogler Ingredientes, Lâmpadas Golden e Local Frios.

Complexo Hospitalar IOP/GRAACC/Unifesp (imagem ilustrativa)


Sobre o GRAACC
Referência no tratamento e pesquisa do câncer infantojuvenil na América Latina, principalmente em casos de alta complexidade, e uma das mais respeitadas e bem-sucedidas ONGs do País, o GRAACC tem a missão de garantir a crianças e adolescentes com câncer, dentro do mais avançado padrão científico, o direito de alcançar todas as chances de cura com qualidade de vida.
A organização é reconhecida pelos expressivos resultados obtidos na cura do câncer infantil, alcançando índices de cerca de 70%, semelhantes aos de instituições de saúde européias e norte-americanas. Criado em 1991, o GRAACC tem um hospital próprio (fundado em 1998), o Instituto de Oncologia Pediátrica (IOP), de onze andares, que, em parceria técnico-científica com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) se tornou um centro de referência no tratamento da doença, que atende crianças e adolescentes de todo o Brasil, garantindo a todos assistência de altíssimo nível e realizando mais de quatro mil atendimentos por mês, entre consultas, tratamentos quimioterápicos, cirurgias, transplantes de medula óssea, internações e outros procedimentos. Com um orçamento de R$ 50 milhões anuais, atende, em média, 300 novos casos/ano.
O sucesso do GRAACC se deve, sobretudo, às consistentes parcerias que estabeleceu ao longo dos anos: com a Unifesp - Universidade Federal de São Paulo, que dá o suporte técnico e científico e garante o conhecimento, ensino e pesquisa; os empresários, que participam da gestão e do financiamento; a sociedade civil (milhares de pessoas fazem doações para o GRAACC mensalmente) e os voluntários (400 atuando nos 17 setores do hospital e outros milhares em eventos pontuais de captação de recursos financeiros).  A gestão eficiente rendeu ao GRAACC a certificação de qualidade de seu voluntariado, ISO 9001, entregue recentemente pelo ABS Quality Evaluation – QE, um dos líderes mundiais em certificação. Anualmente o GRAACC é auditado pela PricewaterhouseCoopers.

Sobre a Unifesp
Entidade criada em 1933, a Escola Paulista de Medicina foi federalizada 23 anos depois, tornando-se oficialmente Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em 1994. Na ocasião da criação da Unifesp, a instituição era a primeira universidade brasileira especializada em Saúde, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica. Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão com a criação do campus Baixada Santista.
Em 2006 foi criado o campus Guarulhos, seguido de Diadema e São José dos Campos, em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 28 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de Humanas (Guarulhos), Exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema).
Atualmente, a Unifesp conta com 6.442 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 3.342 discentes nos cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado e Mestrado Profissionalizante), outros 6.296 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento) e ainda 800 discentes no maior programa de residência médica do Brasil. A instituição tem em seu quadro 935 docentes, sendo que 94,2% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição.
Em 1940, a universidade, então Escola Paulista de Medicina, inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, que hoje é o Hospital Universitário da Unifesp localizado no campus São Paulo, no bairro Vila Clementino. Ao longo de sua história, a Unifesp se consolidou como um dos principais centros de pesquisa e inovação da América Latina, tendo contribuído com 80.715 trabalhos de produção científica no período entre 2001 e 2009 em várias áreas do conhecimento.

MODA ÍNTIMA PARA ADOLESCENTES

Na adolescência, as garotas precisam ficar atentas com a higiene íntima e principalmente, na escolha da lingerie que vai usar. Segundo os ginecologistas, uma boa higiene e o uso das calcinhas de algodão podem evitar corrimentos, infecções e irritações.

Pensando nesta fase tão importante das meninas, a 2 Rios Moda Íntima desenvolveu uma linha exclusiva para o público teen. Confeccionadas em algodão, as peças são discretas e super confortáveis, proporcionando uma sensação de bem estar para quem está se tornando mulher. O sutiã decote nadador possui bojo estruturado com forro 100% algodão, as calcinhas trazem o corte boneca ou estilo cuequinha e oferecem mais segurança e conforto no dia a dia.

Sac: 0800-600-0032
http://www.2riosmodaintima.com.br/

PAVÊ DE CHOCOLATE LIGHT E GOSTOSO

Com apenas 162 Kcal, Pavê de Chocolate Branco da Sustância, grife de gastronomia light, é uma boa pedida para quem não quer fugir da dieta nem na sobremesa

Untitled-2Ingredientes
Creme de leite light 290g 1 lata
Leite condensado diet 395g 1 lata
Chocolate branco diet 180g 1 barra
Biscoito sabor chocolate 80g 18 undidades
Doce de leite diet 300g 1 lata
Leite desnatado 300ml
Amido de milho 20g 2 col. sopa cheias
Açúcar light 50g

Preparo
Coloque numa panela o creme de leite light e o leite condensado diet. Aqueça em fogo baixo. Enquanto isso, dissolva o amido de milho no leite frio e em seguida acrescente à mistura. Vá mexendo até engrossar. Em outra panela, derreta o chocolate branco à banho-maria. Inclua este chocolate derretido ao creme ainda quente, juntamente com o açúcar light. Mexa novamente, para que fique um creme homogêneo. Reserve e deixe esfriar. Numa terceira panela, amoleça o doce de leite diet em banho maria.

Para montar, coloque num recipiente uma camada do creme branco (reserve um pouco para o enfeite) e por cima os biscoitos. Termine derramando o doce de leite diet. Para decorar, faça pitangas com o resto do creme branco.

Porção de 80g = 162 kcal


SOBRE A SUBSTÂNCIA 

A Substância é uma empresa gaúcha que há 20 anos atua no mercado de alimentação saudável, produzindo refeições congeladas que agregam praticidade e qualidade de vida à rotina dos consumidores.  Ao longo dessas duas décadas, passou a ser referência na produção de alimentos de qualidade, tornando-se uma grife especializada em desenvolver o melhor da gastronomia mundial em versões light.

Para tal, sua principal aliada é a ciência da nutrição, sendo que por trás de cada produto Substância existe um minucioso cuidado técnico. Todos os ingredientes passam por rigorosos padrões de seleção e suas quantidades são precisamente determinadas para que os pratos sejam ricos em nutrientes, porém, com baixas calorias.  O congelamento das refeições também segue um rígido controle, sendo que os alimentos passam por um processo de resfriamento que permite alto índice de preservação dos nutrientes.

As refeições Substância compõem programas de alimentação para dietas especiais e para educação alimentar, atendendo celíacos, diabéticos, vegetarianos e, sobretudo, pessoas que valorizam refeições com sabor, praticidade, qualidade e saúde. 

 A busca pelo sabor e o cuidado com a elaboração do alimento são fatores que compõem a filosofia da marca.  Para a Substância não basta o alimento ser light, é preciso atingir o equilíbrio que traga a condição necessária para se viver mais e melhor.

Mais informações: Delivery São Paulo (11) 4195-6800, Matriz (51) 2121-5600 e pelo http://www.substancia.com.br/

Chocolate, um bem para o corpo e a alma

Principal iguaria do cardápio, o chocolate Ofner tem receita exclusiva e secreta

Na Confeitaria Ofner, a mais tradicional do País, não são apenas os doces do cardápio que têm receita exclusiva. A fórmula do principal ingrediente, o chocolate, além de exclusiva é também secreta, e desde o último ano passou a ser totalmente produzida na fábrica da empresa, em São Paulo - até 2009 o chocolate Ofner era produzido no Sul do País, na cidade de Curitiba.
Apesar de ser considerado o vilão das dietas, pelo alto teor calórico, o chocolate traz benefícios à saúde. O doce contém vitaminas e sais minerais, além de flavonóides, uma substancia antioxidante que ajuda a reduzir os riscos de doenças cardiovasculares.
Segundo especialistas, o chocolate é uma importante fonte de energia, e as pessoas devem consumir 30g diárias de chocolate amargo, como parte de uma dieta saudável.
Atualmente o Brasil é o quarto mercado consumidor mundial de chocolate e perde apenas para os Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria do Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab).  De acordo com a instituição, o consumo médio de um brasileiro é de aproximadamente 2,4kg ao ano, metade do que um americano consome. A média paulista chega a quase quatro quilos ao ano.
Outra importante função do ingrediente é a sensação de bem estar e prazer que o chocolate proporciona, característica que o tornou campeão na preferência dos consumidores. De acordo com pesquisas do instituto Target Group Index, 55% da população consumidora são mulheres, e entre os estados brasileiros, São Paulo está em segundo lugar no ranking dos “chocólatras”, perdendo apenas para Salvador (75%).
Segundo o diretor comercial da Ofner, Laury Roman, os produtos à base de chocolate são os mais vendidos nas lojas, desde bombons a bolos e sorvetes. “O consumo de chocolate já é um hábito alimentar dos brasileiros, desde as crianças até os mais velhos”, afirma Roman. “E nós temos uma linha completa, diversificada e de sabores excepcionais à disposição de nossos clientes”, completa o executivo.
As lojas Ofner oferecem mais de 300 produtos em uma carta recheada de bombons, doces, bolos, tortas e cafés, que tem o chocolate como ingrediente principal.
Com a nova fórmula do produto, totalmente desenvolvida e produzida na fábrica própria, a rede garante maior qualidade dos chocolates. Com tecnologia mais apurada na hora da confecção, o chocolate ficou mais completo, ganhou sabor definido e cremosidade. Para cada formato de chocolate, a consistência é diferente. O preparo, o recheio, a cobertura e os detalhes são todos preparados de maneira artesanal e única, o que garante, além do sabor, a exclusividade dos produtos.

OfnerA doceira Ofner foi fundada em 1952 pela imigrante húngara Ana Ofner. Ana começou no Brasil fazendo doces para a família, amigos e vizinhos e, incentivada pelo sucesso, abriu a primeira loja e uma pequena fábrica em São Paulo. Hoje, com 56 anos, a Ofner conta com uma rede de 17 lojas na grande São Paulo, com um total de 470 funcionários diretos, além dos setores terceirizados. Destaque para sua extensa linha de produtos, entre eles: chocolates, bolos, tortas, salgados, sorvetes, linha zero e doces.

Serviço

Unidades São Paulo
Alameda Campinas, 1160 esquina com Rua Batataes, 429
São Paulo - SP
Telefones: (11) 3889-9598 e (11) 3051-8206
Av. Nove de Julho, 5623 - Jardim Paulista
Esquina com Rua João Cachoeira
São Paulo - SP
Telefone: (11) 3079-3581
Fax: (11) 3079-2697
Av. Ibirapuera, 2033 - Indianópolis
São Paulo - SP
Telefone: (11) 5051-8976
Fax: (11) 5051-5984
Perdizes (24 horas)
Rua Caiubi, 215 - Perdizes
São Paulo - SP
Telefone/Fax: (11) 3865-4336
Av. Regente Feijó, 1739 - Piso Tulipa
São Paulo - SP
Telefone: (11) 2643-4569
Horário de Funcionamento: Domingo à quarta-feira das 10hs até 22h20. Sexta-feira e sábado, das 10h às 23h.
Av. Regente Feijó, 1739 - Piso Acácia
São Paulo - SP
Telefone: (11) 2643-4571
Horário de Funcionamento: Domingo à quarta-feira das 10hs até 22h20. Sexta-feira e sábado, das 10h às 23h.
Rua Augusta, 1611 - Loja 31 - Cerqueira César
São Paulo - SP
Telefone: (11) 3253-8940
Horário de Funcionamento: Segunda à sábado das 8h às 22h. Domigo e feriados das 10h às 22h.
Av. Rebouças, 3970 - Piso Térreo
São Paulo - SP
Telefones: (11) 3813-3154 e (11) 3051-8077
Horário de Funcionamento: Segunda à sexta-feira das 8h às 23h. Sábado das 8h à meia-noite. Domingo das 9h às 23h.
Av. Higienópolis, 618 - Loja 503
São Paulo - SP
Telefone / Fax: (11) 3662-5204 e (11) 3662-1854
Horário de Funcionamento: Domingo à quinta das 10h às 23h. Sexta e sábado das 10h à meia-noite
Av. Ibirapuera, 3103 - Piso Jurupis
São Paulo - SP
Telefones: (11) 5561-9722 e (11) 5097-9931
Horário de Funcionamento: Todos os dias, das 8h às 23h.
Av. Ibirapuera, 3103 - Piso Moema
São Paulo - SP
Telefone: (11) 5561-9888
Horário de Funcionamento: Todos os dias das 10h às 22h.
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1191 - Jardim América
São Paulo - SP
Telefones: (11) 3819-5066 e (11) 3031-9210
Horário de Funcionamento: Todos os dias das 10h às 22h.
Av. Interlagos, 2255
São Paulo - SP
Telefone: (11) 5563-6491
Horário de Funcionamento: Segunda à sábado das 9h30 às 23h. Domingo das 10h às 22h.
Av. Roque Petroni Jr., 1089
São Paulo - SP
Telefone: (11) 5182-0372
Horário de Funcionamento: Todos os dias das 10h às 23h.
Rua Olivia Guedes Penteado, 375 - Socorro
São Paulo - SP
Telefone: (11) 5693-8628
Horário de Funcionamento: Segunda à quinta das 8h às 22h. Sexta, sábado e véspera de feriados das 8h à meia-noite. Domingo das 8 às 22h.
Rua Onze de Junho, 467
São Paulo - SP
Telefones: (11) 5549-1250 e (11) 5571-6445
Horário de Funcionamento: Todos os dias das 9h às 23h.
Pedroso de Moraes (24 horas)
Rua Pedroso de Moraes, 1.107
São Paulo
Telefones: (11) 3034-5141 e (11) 3034-5620

Acupuntura age na luta contra as dores em paciente que possuem LER

Uso excessivo de computador e movimentos repetitivos causa tendinite
A LER, lesão por esforço repetitivo, conhecida também como tendinite, é um problema comum que atinge grande parte das pessoas que usam excessivamente o computador. A pesada rotina de trabalho e os esforços repetitivos faz com que tendões, articulações, nervos, músculos inflamem, causando dores e lesões. As áres mais afetadas pela doença são os braços, mãos e ombros.

Se diagnosticada no início, o tratamento da LER pode ser muito eficaz. Segundo a Dra. Aparecida Enomoto, especialista no assunto, a acupuntura é altamente recomendável no tratamento de dores e problemas musculares pois ela age diretamente nos pontos inflamados e doloridos.  Muitos pacientes tem buscado o uso da acupuntura como tratamento de tendinite para fugir das fortes medicações tradicionais, que muitas vezes são ineficientes. O principal objetivo é agir contra as dores, que tanto incomodam os pacientes.

O tratamento se dá na inserção de agulhas nos meridianos do corpo. Os pontos são escolhidos de acordo com o pulso do paciente. A sessão dura em torno de 30 minutos e recomenda-se uma sessão por semana durante três meses e após este período é feita a reavaliação para estabelecer em que periodicidade se fará o controle. 

Sobre a Dra. Aparecida Enomoto
A Dra Aparecida Enomoto, graduada em MTC – Medicina Tradicional Chinesa, com especialização em Acupuntura pela Universidade de Medicina Tradicional de Beijing e em fisioterapia, com especialização em UTI Respiratória no Brasil, coloca-se à disposição para colaborar em matérias e conceder entrevistas sobre suas especialidades.
Mais informações através do site www.acupunturaenomoto.com.br

Circuito Cultural Paulista promove atrações culturais em 72 cidades

Programação de setembro conta com espetáculos gratuitos de dança, teatro, cinema e música no interior e litoral do Estado

Agora em setembro as atividades do Circuito Cultural Paulista, programa do Governo de São Paulo, em parceria com prefeituras de 72 cidades do Estado, não param. São mais de 80 espetáculos de teatro, circo, cinema, dança e música, todos gratuitos.

Entre os destaques do mês, está a peça Shakespeare Amarrotado, da Cia Caso da Matraca. O musical infantil, no estilo clown, relata o encontro acadêmico entre dois pesquisadores que entram em conflito sobre a originalidade da história de Romeu e Julieta. Os espetáculos ocorrem em Garça (17/9), Assis (18/9), Adamantina (19/9) e Bragança Paulista (24/9).

Também na programação, a Cia Nóz de Teatro, Dança e Animação apresenta o espetáculo 100 + Nem Menos, indicado para crianças de 1 a 10 anos. Diversos materiais são utilizados para criar e desenhar figuras no ar, que remetem aos quadros de Juan Miró e Paul Klee e brincam com os conceitos primários da matemática. O espetáculo estará nas cidades de Iguape (19/9), Ibitinga (25/9) e Dois Córregos (26/9).

Outro destaque é o CircoBol, atração circense da Cia Felinos Adestrados de Circo-Teatro. As apresentações acontecem em Atibaia (17/9), Guaíra (24/9), Paraguaçu Paulista (28/9), Adamantina (29/9) e Lençóis Paulista (30/9).

A programação completa do Circuito em setembro está em: http://www.cultura.sp.gov.br/

O Circuito Cultural Paulista
Em seu quarto ano de existência, o Circuito Cultural Paulista realizará, até novembro, mais de 800 atrações culturais em 72 cidades de São Paulo. Os municípios participantes, que recebem pelo menos um evento cultural por mês são:

Região de Araçatuba: Andradina, Mirandópolis, Valparaíso, Ilha Solteira; região de Barretos: Guairá; região de Franca: Orlândia; região de Bauru: Agudos, Dois Córregos, Jaú, Lençóis Paulista, Lins; região de Campinas: Americana, Atibaia, Nova Odessa, Pirassununga, Cabreúva, Capivari, Bragança Paulista, Espírito Santo do Pinhal, Itatiba, Santa Bárbara d'Oeste, São José do Rio Pardo; região Central: Ibitinga, Itápolis, Matão; região da Grande São Paulo: Guararema, Santana de Parnaíba, Jandira, Mogi das Cruzes, Santa Isabel; região de Marília: Assis, Ourinhos, Garça, Tupã, Paraguaçu Paulista, Pompéia, Santa Cruz do Rio Pardo; região de Presidente Prudente: Adamantina, Dracena, Lucélia, Martinópolis, Presidente Epitácio, Regente Feijó; região de Registro: Iguape, Miracatu, Registro; região de Ribeirão Preto: Brodowski, Santa Rosa de Viterbo, Monte Alto, São Simão, Serrana, Sertãozinho; região de São José dos Campos: Caraguatatuba, Campos do Jordão, Bananal, São Sebastião Paulista, Ilhabela, Cachoeira Paulista, Lorena; região de São José do Rio Preto: Catanduva, Fernandópolis, José Bonifácio, Santa Fé do Sul, Votuporanga, Monte Aprazível; e região de Sorocaba: Itapetininga, Capela do Alto, Avaré, Piraju, São Manuel, Salto, Taquarituba.

RESPONSABILIDADE SOCIAL É DEVER DE CADA UM E DE TODOS!

Por Ione Dall’ara Azevedo *
Imagem: Divulgação
Todos nós podemos contribuir para um mundo melhor.
 

A responsabilidade social tem sido um dos grandes temas discutidos pela complexa sociedade atual.  Empresas, entidades assistenciais, ONGs e organizações comunitárias se unem com um único objetivo: a construção de um mundo melhor. As mazelas sociais existentes no planeta, como o não acesso à educação, à saúde, à alimentação, aos bens culturais e à falta de condições dignas de habitação estão presentes até hoje em diversos países, entre eles, o Brasil. A desigualdade, fruto de injustiças sociais, de políticas publicas irresponsáveis e do individualismo, produz o cenário insustentável da sociedade contemporânea. O Estado não garante e nem atende as necessidades fundamentais do cidadão, enquanto o cidadão não se sente responsável pelo destino da sociedade a que pertence. Mas a preocupação para a diminuição das desigualdades existentes na nação não deveria ser de todos?

Enquanto as políticas públicas deveriam estar voltadas para atender os interesses da população, simples e pequenas ações locais podem fazer a diferença no contexto planetário. Iniciativas individuais, como o trabalho solidário e voluntário em instituições que acolhem crianças, idosos e atendem comunidades carentes, ou iniciativas coletivas seja de associações de bairros ou de outros grupos afins, que reivindicam os direitos da população, são ações de um sujeito protagonista da história do seu tempo, que age localmente e provoca transformações globalmente, exerce assim seu legítimo direito à cidadania.  Trabalhar, para que todos alcancem a qualidade de vida necessária para construção de um futuro onde se viva com dignidade, é uma maneira de agir com responsabilidade social. O abraço da causa por todos os segmentos da sociedade e por um número cada vez maior de pessoas tende a minimizar as injustiças e desigualdades sociais do nosso País. Não importa que a iniciativa seja no âmbito individual, coletivo ou empresarial, o interesse é ajudar o próximo, construir uma cultura de paz e um bem-estar social compartilhado por todos.

O bem-estar social está, sem dúvida, também atrelado às questões ambientais. Na atualidade, o desmatamento da floresta amazônica, por exemplo, atinge centenas de quilômetros, de acordo com dados recentes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Esse índice leva o Brasil a ser o campeão mundial do desflorestamento. Segundo pesquisa do Instituto Akatu pelo consumo consciente, mais de 30% da população no planeta não têm acesso à água e o número pode dobrar se nada mudar. O nosso principal desafio é a mudança nas pequenas atitudes do cotidiano em relação aos hábitos de consumo e estilo de vida. Só assim poderemos avançar rumo a uma sociedade sustentável.

A consciência da necessidade de preservação do meio ambiente é condição fundamental para um futuro de acesso aos bens essenciais para a nossa sobrevivência, como a água e os alimentos. Ao reciclar o lixo, plantar árvores, manter áreas verdes, evitar o desperdício de alimentos, usar conscientemente a água e a energia, estamos amenizando a curto ou a longo prazos, os danos provocados no passado ao ecossistema, deixando um mundo melhor para as próximas gerações.

Pensando em garantir uma sociedade mais justa e ambientalmente sustentável, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) elaborou, junto com 191 Estados-membros, oito objetivos para o desenvolvimento do milênio até 2015. São eles: erradicar a extrema pobreza e a fome; atingir o ensino básico universal; promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde materna; combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental; estabelecer parcerias mundiais para o desenvolvimento sustentável. Todas as ações foram estabelecidas para contribuir para um mundo pacífico, justo e sustentável no século 21, e esse movimento não deve ser encampado apenas pelos governos, mas pelas instituições privadas e o terceiro setor.

Contribuir para o desenvolvimento de um país depende da inserção social, pois essa possibilita a todos o acesso às necessidades básicas. Para que haja a mudança, toda a sociedade deve se mobilizar para diminuir efetivamente as desigualdades existentes e se conscientizar da preservação dos recursos naturais no planeta. Como dizia o poeta Fernando Pessoa: “Talvez, abraçar uma causa e fazê-la acontecer seja um sonho, mas, não nos esqueçamos, somos do tamanho dos nossos sonhos”.

*Ione Dall’Ara Azevedo é formada em Pedagogia e em Artes Plásticas e pós-graduada em Educação. Atualmente é coordenadora pedagógica da Escola Estadual Samuel Klabin e exerce o cargo de diretora de Responsabilidade Social na Associação dos Proprietários do Residencial Parque dos Príncipes (APRPP) http://www.parquedosprincipes.com.br/
Siga-nos no http://twitter.com/@linkportal

Linha de crédito destina R$ 500 milhões para Santas Casas e Hospitais Filantrópicos

O Ministério da Saúde e o BNDES criaram o incentivo, que deve propiciar capital de giro para obras, modernização tecnológica e capacitação de pessoal, entre outros

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou no XX Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, em Brasília, a criação de uma linha de crédito de R$ 500 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para esse tipo específico de estabelecimento de saúde. A novidade faz parte do Programa BNDES de Apoio às Instituições de Saúde, o BNDES Saúde, que acaba de ser desenvolvido pela Secretaria Executiva do ministério e pelo banco de fomento. O ministro ainda assinou no evento, na noite desta terça-feira (17), a Portaria que regulamenta o processo de concessão e renovação dos certificados das entidades privadas sem fins lucrativos no âmbito do Ministério da Saúde.

A nova linha de crédito do BNDES Saúde deve propiciar capital de giro para obras civis, aquisição de softwares, máquinas e equipamentos, além de treinamento de pessoal, entre outras alternativas. O objetivo é fortalecer a capacidade de atendimento, modernizar e melhorar a gestão das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que ofereçam 60% de seus serviços pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Esses estabelecimentos de saúde destinam hoje 121 mil leitos ao SUS, entre os 366,8 mil existentes em todo o país. Ou seja, representam 32,9% dos leitos do SUS no Brasil. Somente em 2009, o Ministério da Saúde repassou R$ 7,2 bilhões às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, para custeio à realização de procedimentos ambulatoriais e hospitalares, incluindo exames, consultas e cirurgias. É um aumento de 63,3% em relação aos repasses do ano de 2004.

O número de consultas especializadas (em oftalmologia, cardiologia e oncologia, por exemplo) realizadas nesse tipo de estabelecimento de saúde cresceu mais de 10 vezes nos últimos seis anos. Em 2004, foram realizadas 1.106.967 de consultas especializadas. Já em 2009, o número de consultas desse tipo foi de 11.595.827. Por isso, a preocupação do governo federal em criar incentivos aos estabelecimentos que prestam efetivamente serviços pelo SUS.

Para a efetivação prática do BNDES Saúde, será firmado um Protocolo de Ação Conjunta entre o Ministério da Saúde e o BNDES, que já trabalhavam desde o ano passado no BNDES Saúde. A previsão de assinatura é de três semanas.

A PORTARIA – Também no XX Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, o ministro Temporão assinou a Portaria que regulamenta o Decreto Presidencial de 20 de julho deste ano, para a concessão de certificados das entidades sem fins lucrativos que prestam assistência à saúde. Entre as questões definidas na Portaria para a concessão, há a exigência de contrato entre as filantrópicas e o gestor local do SUS. Esse contrato formaliza a relação entre gestor e prestador de serviços, definindo as responsabilidades de ambas as partes.

Além dos atendimentos hospitalares prestados pelas entidades filantrópicas aos usuários do SUS, também serão considerados os atendimentos ambulatoriais prestados. Ou seja, para serem certificadas ou obterem a renovação do certificado, essas instituições passam a somar os procedimentos realizados em âmbito ambulatorial aos de hospitalização, de forma a poder comprovar o percentual mínimo de 60% de serviços oferecidos pelo SUS. Antes da regulamentação, esse critério (do percentual de 60%) incidia somente sobre o atendimento hospitalar.

O processo de certificação pelo Ministério da Saúde contará com o assessoramento de um comitê específico, no qual participarão, entre outros, o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS) e o Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS). A Portaria é resultado de um consenso entre o ministério e representantes das entidades da área.

O XX Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos dura até esta quinta-feira (19).

Saúde investe R$ 412 milhões e amplia tratamentos de câncer no SUS‏

Medidas prevêem inclusão de nove novos tratamentos e o aumento do valor de outros 66 procedimentos de radioterapia e de quimioterapia.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou em 25/8 a liberação de R$ 412,7 milhões para serem investidos na reestruturação da assistência em oncologia – especialidade dedicada ao tratamento de câncer – no Sistema Único de Saúde (SUS). Serão incluídos nove novos procedimentos para o tratamento do câncer de fígado, mama, linfoma e leucemia aguda. O pacote de medidas também prevê ampliação, em até 10 vezes, do valor pago por 66 procedimentos já realizados.

“Esta é a maior mudança na atenção oncológica desde 1999, quando foi instituída a nova política para o setor. As alterações vão impactar de forma muito positiva na qualidade do atendimento dos 300 mil brasileiros que todos os anos acessam o Sistema Único de Saúde para o tratamento do câncer”, ressaltou o ministro, durante a assinatura das duas portarias que reestruturam o setor e permitem a liberação de recursos a estados, Distrito Federal e municípios. “Esses investimentos a mais projetam o gasto global do Ministério da Saúde para o tratamento dessa doença para R$ 2 bilhões”, afirmou.

Os recursos também permitirão a adequação das condições de internação para pacientes com leucemia e a ampliação do atendimento em hospitais-dia (modalidade assistencial em regime diário de internação), agilizando a atenção ao paciente. O aporte financeiro corresponde a um valor extra de 25% do total investido no tratamento do câncer no ano passado (que foi de R$ 1,6 bilhão). Esses recursos serão repassados anualmente. O câncer (somados os quase 100 tipos) é o segundo grupo de doenças que mais matam no Brasil, atrás apenas das doenças cardiovasculares.

A aprovação dos novos valores vai permitir que esquemas quimioterápicos recentes, que adotam novos medicamentos, possam ser adquiridos e fornecidos pelos hospitais habilitados no SUS para tratar o câncer. “Estas mudanças permitem remunerar melhor os procedimentos, como também que novas técnicas e novas tecnologias sejam colocadas à disposição dos pacientes”, observou o ministro. “Permitem, por exemplo, a utilização no SUS de novas drogas, como o Rituximabe (nome comercial Mabthera), medicamento indicado para linfoma”.

O Rituximabe, após negociação do Ministério da Saúde com o laboratório produtor, teve o seu valor reduzido drasticamente em casos de aquisição por serviços públicos. Em junho deste ano, o ministério também havia firmado um acordo com o produtor de outro medicamento utilizado no tratamento do câncer, o Glivec, o que possibilitará a economia de R$ 400 milhões em dois anos e meio para os cofres públicos.

O Ministério da Saúde também está colocando em consulta pública cinco diretrizes diagnósticas e terapêuticas: para o tratamento de câncer no intestino, pulmão e fígado, além do linfoma difuso de grandes células e do tumor cerebral. As modalidades terapêuticas já estão vigentes, mas ficarão em consulta pública por 40 dias, permitindo que a comunidade científica apresente propostas e sugestões a elas.

MEDIDAS – Os recursos anunciados serão utilizados para aumentar o valor de 66 procedimentos – 20 radioterápicos e 46 quimioterápicos – de um total de 155. No orçamento de radioterapia, serão injetados mais R$ 154 milhões – totalizando R$ 318 milhões (valor 94% superior ao aplicado em 2009). Um tipo de braquiterapia (tratamento na qual o material radioativo é colocado diretamente em contato com o tecido do tumor) terá reajuste superior a 200%.

Na quimioterapia, os valores investidos serão ainda maiores. Os procedimentos quimioterápicos terão um aporte anual de R$ 247 milhões. Com isso, os valores gastos passarão de R$ 1,25 bilhão, em 2009, para R$ 1,5 bilhão em 2011. A sessão de quimioterapia de leucemia linfótica crônica, linha 1, por exemplo, foi reajustada em 765%. O novo valor custeado pelo SUS é de R$ 407,50. Antes, era de R$ 47,10.

Dos nove novos procedimentos que passarão a compor a assistência oncológica no SUS, três são para o tratamento de câncer de fígado, um para radioterapia e outros cinco se referem à quimioterapia utilizada para pacientes com câncer de mama, linfoma e leucemia aguda.

A reestruturação dos tratamentos oncológicos, resultado negociação com as entidades do setor, também prevê a redução do valor de 24 procedimentos quimioterápicos. O reajuste se deu em razão da diminuição do preço desses medicamentos no mercado brasileiro.

Todas estas medidas anunciadas pelo Ministério da Saúde foram discutidas e formalizadas em conjunto com as entidades do setor, como o Instituto Nacional do Câncer (Inca), órgão do Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), a Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), a Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH), a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE) e a Associação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Combate ao Câncer (ABIFICC).

FOCO – No pacote de medidas, o Ministério da Saúde também mudou regras de internação para o tratamento de câncer. Pacientes com leucemia, por exemplo, terão acesso facilitado a leitos, pois passarão a ser atendidos na modalidade de Hospital-Dia. Antes, o paciente poderia já estar apto para receber alta, mas uma série de procedimentos burocráticos impedia a liberação dele. Como o atendimento será no Hospital-Dia, a internação dura o número de dias necessário para a recuperação.

Outro exemplo das mudanças nas regras é a biópsia de medula óssea. Ela já existia na tabela do SUS, mas agora se tornou um procedimento principal. Na prática, isso significa que o paciente não precisa estar internado por outro motivo para ser submetido a essa biópsia. Além disso, o valor deste procedimento foi reajustado de R$ 46,28 para R$ 200.

AVANÇOS – Nos últimos dez anos, o investimento do governo federal no tratamento de pacientes com câncer praticamente triplicou. Somente em 2009, foi gasto R$ 1,4 bilhão para o atendimento de quimioterapia e radioterapia na rede pública. Em 1999 - quando o atual formato de procedimentos oncológicos foi implantado – foram investidos R$ 470,5 milhões. A previsão do governo federal é que, com os investimentos anunciados hoje, os recursos aplicados em 2011 ultrapassem os R$ 2 bilhões.

No SUS, os serviços oferecidos garantem assistência integral e gratuita aos pacientes, de consultas e exames a procedimentos cirúrgicos, radioterapia, quimioterapia e iodoterapia. “O Brasil é um dos poucos países em desenvolvimento que dispõem de uma rede integrada de atenção oncológica, que pensa esta questão desde a prevenção e da promoção da saúde ao atendimento e recuperação”, acrescentou o ministro Temporão. “Evidentemente que temos de avançar, aperfeiçoar e expandir esta rede cada vez mais”.

Hoje, o sistema público de saúde conta com 276 serviços especializados no tratamento oncológico. O ministro anunciou, no evento, que ainda este ano estão entrando em funcionamento no país mais quatro desses serviços especializados. Todos os 26 estados e o Distrito Federal contam hoje com pelo menos um hospital habilitado em Oncologia.