Nossos Vídeos

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

DIA MUNDIAL DA SAÚDE SEXUAL REUNE 10 MIL PESSOAS NA MARQUISE DO IBIRAPUERA

Debates sobre saúde sexual movimenta público e amplia assunto com profissionais da área e especialistas em educação e comportamento

Em comemoração ao primeiro Dia Mundial da Saúde Sexual, a Marquise do Parque Ibirapuera foi palco de palestras de conscientização sobre a importância em cuidar e se prevenir na hora do sexo. Palestras para homens, mulheres e crianças chamaram a atenção de quem passava pelo local. Aproximadamente 10 mil pessoas passaram pela Marquise e, além das palestras puderam curtir o melhor do samba, pop rock, gafieira, Música Popular Brasileira (MPB) e Bossa Nova. Em parceria com a empresa DKT/ Prudence, foram distribuídas dois mil amostras de preservativos e mil lubrificantes em sachês para o público.

O Dia Mundial da Saúde Sexual foi promovido pela World Association for Sexual Health (WAS) e, em São Paulo foi organizado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Comportamento Sexual (CEPCoS). Além disso, aconteceu simultaneamente nas cidades de Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro e em mais 29 países, com toda programação voltada para a educação sexual.

A psicóloga e terapeuta sexual Paula Napolitano falou sobre Saúde e Educação Sexual e a forma como levar aos jovens e crianças informações e orientações. Para ela, que tem alunos de 8 a 12 anos, a aulas são voltadas para o respeito entre homem e mulher e não à penetração em si. "No começo das minhas aulas fiz palestras aos pais para explicar a importância de falar sobre sexo, sobre o ‘ficar’, o namorar e, principalmente, sobre o respeito. Sexo não é só o ato em si, é um carinho, um olhar, que ajudam a fazer do momento sexual ainda mais intenso", afirma. Paula Napolitano ministra aulas nos bairros de Santo Amaro, Morumbi e Vila Mariana.
A especialista em pompoarismo, auto-estima e prazer da mulher, Lu Riva, prestigiou o evento neste sábado e disse que trabalhar a sexualidade com qualidade é fundamental para que as pessoas sejam mais felizes e trabalhem melhor sua afetividade. "Quanto mais conhecemos o nosso corpo e nossos desejos, mais próximas estaremos de nossas realizações'', conclui a professora.

O organizador do evento em São Paulo, Ralmer Rigoletto afirma que encontros como esse com o público são importantes para promover não apenas o debate, mas a aproximação das pessoas com temas que são considerados tabus pela sociedade. "Esse é apenas o primeiro de muitos e nosso objetivo é levar sempre informação e orientação sexual para todos", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0