Nossos Vídeos

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Prefeitura inaugura o 44º Centro de Acolhida para Adultos da Capital

O prefeito de São Paulo e a secretária de Assistência Social inauguraram nesta sexta-feira, 27, o Centro de Acolhida Barra Funda II, na Zona Oeste. Este equipamento é o 44º do tipo na Capital e atenderá 300 homens com mais de 18 anos, em regime de pernoite. A inauguração amplia para 8.500 o número de leitos para pessoas em situação de rua.

"Estamos dotando nossos albergues com tudo o que há de melhor para que as pessoas possam sentir dignidade quando entrarem nestes espaços. Temos que mostrar para a cidade de São Paulo que aqueles que precisam de acolhida têm apoio do poder público. Vamos nos esforçar, cada vez mais, para oferecer o que há de melhor. Estamos crescendo em quantidade de atendimentos e em qualidade", disse o prefeito.

O Centro de Acolhida Barra Funda II está localizado na rua Boracéia, 270, em um galpão de 1.800 m² equipado com 11 banheiros, lavanderia, cozinha, refeitório e espaço de convivência com biblioteca, tabuleiros de jogos e televisão. Durante o pernoite, os usuários poderão tomar banho, jantar, tomar café da manhã e também terão à disposição uma equipe multidisciplinar composta por orientadores sócio-educativos e assistentes sociais. Esses profissionais irão orientá-los sobre os serviços da rede socioassistencial da Prefeitura, como a inclusão em programas de transferência de renda, capacitação para o mercado de trabalho, obtenção de documentos, entre outros.



Até o fim do ano, 650 novos leitos

A inauguração deste novo Centro de Acolhida à população em situação de rua amplia para 44 o número de equipamentos destinados a pernoite em São Paulo. Até o fim de 2010, serão inaugurados outros seis Centros de Acolhida, acrescentando 650 novos leitos ao programa.

A secretária de Assistência Social falou sobre a criação de hotéis sociais e repúblicas e ressaltou a parceria da Prefeitura com o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação (Seac) para a inclusão de usuários de albergues no mercado de trabalho. "Os usuários de albergues não conseguiam emprego por falta de endereço. Agora, nós garantimos a eles este endereço e já conseguimos empregar 237 pessoas. Estamos concentrando esforços também para criar repúblicas para que estes indivíduos possam deixar os albergues, liberar vagas e que no futuro possam tomar conta de suas vidas", concluiu a secretária.

Últimas ações da Secretaria


Desde 2009, a Secretaria tem apostado nos espaços de convivência para ampliar o atendimento e se aproximar das pessoas em situação de rua. Em um ano, foram realizados 71 mil atendimentos nos Centros de Convivência Jardim da Vida Dom Luciano Mendes de Almeida I e II, na região da praça da Sé. Além disso, estes dois equipamentos ajudaram a retirar 364 pessoas da situação de rua e incluir cerca de 200 pessoas no mercado de trabalho.

Em 1º de junho, a Secretaria inaugurou o Centro de Acolhida Barra Funda I com capacidade para acomodar até 200 homens e com equipe multidisciplinar composta por 20 profissionais. Em agosto deste ano, a entrega do Espaço de Convivência Santa Cecília, com capacidade para atender 200 pessoas por dia, colocou à disposição dos usuários o serviço de barbearia e cabeleireiro e uma oficina para a recuperação de roupas. Até o fim do ano, outros dois locais como esse serão entregues, um na Mooca e outro na Bela Vista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0