Nossos Vídeos

terça-feira, 21 de setembro de 2010

PEÇA QUIXOTE NO CIRCUITO CULTURAL SESI > 23/9

No dia 23 de agosto (quinta-feira), às 18h, o SESI-SP apresentará, gratuitamente, o espetáculo Quixote, do Circo Mínimo, no Hall Azul da Faculdade Zumbi dos Palmares. Esta é uma das atrações gratuitas da programação teatral prevista para Circuito Sociocultural SESI no Instituto Afro Brasileiro.
Inspirado no clássico Dom Quixote de La Mancha, do espanhol Miguel Cervantes, o trabalho traz uma versão para rua, em apenas dois personagens: um gari e um morador de rua. Longe de buscar soluções para problemas sociais, são apontadas possibilidades dramáticas e de conflitos entre o espírito livre de um Quixote, representado por um típico cidadão em situação de risco e um Sancho Pança enquadrado nas rígidas normas de conduta social, aqui encarnado pelo gari.
Esta montagem, que marca o reencontro dos atores Alexandre Roit e Rodrigo Matheus, permite que os dois explorem em cena técnicas circenses – malabares, acrobacias e as técnicas do palhaço -, e estabeleçam, assim, uma comunicação direta e energética com o público.
Alexandre Roit, também diretor da peça, diz que com esta comunicação direta e franca, textos originais de Cervantes são atualizados para um contexto urbano e teatral. “As mesmas palavras, tais como foram escritas há 400 anos, ganham dimensão metropolitana e contemporânea, sem perder sua poesia”, explica.
Ainda de acordo com ele, o roteiro do espetáculo está apoiado em dois pilares fundamentais: de um lado, a estrutura dos palhaços clássicos, com suas rotinas cômicas inseridas no contexto das personagens; e do outro lado, a fidelidade a textos originais da obra do autor espanhol, no que é possível ser fiel, a partir da versão reconhecida de Eugênio Amado.

Histórico do grupo


O Circo Mínimo foi criado por Rodrigo Matheus, em 1988, com o espetáculo de mesmo nome, o qual foi indicado para o prêmio Mambembe - categoria revelação.
Em 1993, quando Matheus voltou a São Paulo, depois de morar por quatro anos na Europa, montou Prometeu, com direção da premiada Cristiane Paoli Quito, parceira desde os tempos de teatro amador. Este espetáculo recebeu os prêmios de Melhor Espetáculo, prêmio do público, de Melhor espetáculo de rua e prêmio da crítica, no Festival de Curitiba de 1996.
No ano seguinte, o grupo produziu o espetáculo Deadly, dirigido por Sandro Borelli, criação da dupla No Ordinary Angels, composta por Deborah Pope e Rodrigo Matheus (criada na época em que Matheus morou na Inglaterra e mantida desde então). Em 1998, este espetáculo foi o vencedor do III Festival de Teatro Físico e Visual da Cultura Inglesa e, em 1999, do Total Theatre Awards - People's Choice, melhor espetáculo de Teatro Físico, na opinião do público do Fringe Festival de Edimburgo (Escócia).
Em 1998, produziu Orgulho, com direção de Carla Candiotto. Um ano depois, Circo Mínimo apresentou todo seu repertório, juntamente com a estréia de Moby Dick, também dirigido por Cristiane Paoli Quito, em celebração de seus 10 anos.
A partir de 2000, o grupo estreou Alados, criação coletiva, e Ladrão de Frutas, de Marcos Damigo, ambos dirigidos por Rodrigo Matheus.
Passado um ano, estreou, no Festival da Cultura Inglesa-SP, o monólogo Gravidade Zero, de Mário Bortolotto, dirigido por Elias Andreatto, e História de Pescador. Em 2002, estreou Babel, também dirigido por Rodrigo Matheus.
Para comemorar 15 anos, o grupo fez seu primeiro espetáculo infantil João e o Pé de Feijão, com direção de Carla Candiotto.
Entre 2006 e 2009, estreou Road Movie, vencedor do Cultura Inglesa Festival; !Circo Máximo!, vencedor do Prêmio Funarte Miriam Muniz e do PAC Paulista; Miranda e a Cidade, de Aimar Labaki, no Teatro Popular do SESI – São Paulo; e foi selecionado para o Programa Municipal de Fomento ao Teatro com o projeto Circo Mínimo – 20Anos – As Narrativas de Imagens, que montou o espetáculo NuConcreto.
O grupo fez parte da Central do Circo, de 1999 e 2004, projeto contemplado duas vezes com o Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.

Ficha Técnica:

Direção: Alexandre Roit
Elenco: Alexandre Roit e Rodrigo Matheus
Adereços e figurinos: Luciana Bueno
Fotografia: Ricardo Boni e Mauro Xavier
Produção: Alexandre Roit e Luciana Bueno
Apoio Administrativo: Circo Mínimo
Realização: Alexandre Roit e Rodrigo Matheus

SERVIÇO:
Circuito Sociocultural SESI no Instituto Afro Brasileiro – Quixote
Local: Hall Azul da Faculdade Zumbi dos Palmares – Instituto Afro Brasileiro Av. Santos Dumont, 843- Armênia/Clube de Regatas-Tietê
Data e horário: dia 23/09 (quinta-feira), às 18h.
Entrada: Franca – os ingressos serão distribuídos uma hora antes do início de cada apresentação.
Capacidade: 100 lugares

Gênero: teatro de rua/ circense
Duração: 50 minutos
Recomendação etária: Não recomendado para menores de 6 anos.
Informações: (11) 3229-4590

Tarrafa Literária começa nesta quarta com show de Tom Zé

Quem quer curtir a chegada da primavera à beira do mar e com boas opções de lazer, Santos (SP) é o cenário ideal
Nesta quarta-feira (22), começa na cidade a 2º edição do Festival Internacional de Literatura, Tarrafa Literária, evento que vai reunir até domingo (26) grandes autores do Brasil e do exterior e que conta com programação para adultos e crianças

A partir desta quarta-feira, dia 22, a cidade de Santos estará repleta de cultura e atrações. Será realizada a 2º edição da Tarrafa Literária, Festival Internacional que reunirá grandes nomes da literatura nacional e internacional entre os dias 22 e 26 de setembro e terá uma programação cultural completa para curtir o começo da primavera no litoral paulista. Com show de abertura do cantor Tom Zé na quarta, dia 22, às 19h30, o evento também terá espaço para as crianças, com a realização da Tarrafinha, com atividades especiais para os pequenos e contação de histórias. Para os aficionados por futebol, a programação conta ainda com uma partida de futebol entre os artistas participantes do evento. A entrada para as atrações da Tarrafa Literária é um livro usado, que será doado a instituições beneficentes. O evento é realizado no Teatro Guarany, em Santos.

Autores nacionais como Luis Fernando Verissimo, Zuenir Ventura, Roberto Muylaert, Jeremy Mercer, Mark Crick, Guilherme Fiuza, João Paulo Cuenca e Maria Valéria Rezende se revezarão em mesas que tratam sobre a grande aventura dos livros, que nos levam a amores perdidos, guerras, tempos distantes, viagens e comidas. Apaixonados por quadrinhos se deliciarão com uma mesa dedicada ao tema, com a presença dos cartunistas Angeli e Alan Sieber.
Santos também será sede do melhor da literatura mundial. Já estão confirmadas as presenças do britânico Mark Crick, de “A Sopa de Kafka” e Jeremy Mercer, canadense, autor de “Um livro por dia – minha temporada parisiense na Shakespeare and Company” e o camaronês Célestin Monga, autor da obra “Niilismo e Negritude”, considerado um dos maiores pensadores africanos da atualidade.

“A 2º Tarrafa Literária é uma ótima pedida para quem quer curtir o começo da primavera em um encontro de lazer e cultura para a família inteira, com a presença do que há de melhor da literatura no Brasil e no mundo”, afirma José Luiz Tahan, idealizador do evento. A Tarrafa Literária é realizada pela Realejo Livros & Edições, por meio da Lei Rouanet com patrocínio da Praticagem e Codesp.



2º Tarrafa Literária

22 a 26 de setembro de 2010
Teatro Guarany
Endereço: Praça dos Andradas, SN - Centro
Entrada: um livro usado
http://www.tarrafaliteraria.com.br/

Programação Tarrafa Literária
22 a 26 de setembro
Teatro Guarany - Santos

22 de setembro
19h30: Show de Abertura – Tom Zé e Banda Querô

23 de setembro
16h – Amores Impressos
Autores: João Paulo Cuenca e

Joca Reiners Terron
Mediador: Arthur Veríssimo
19h – Tempos de Conversa
Autores: Luis Fernando Verissimo e Zuenir Ventura
Mediador: Arthur Dapieve

24 de setembro
16h – Ficção: a mais pura verdade
Autores: Maria Valéria Rezende e
Cintia Moscovitch
Mediador: Manuel da Costa Pinto
19h – Histórias em Quadrinhos
autores: Angeli e Allan Sieber
Mediador: André Rittes

25 de setembro
16h – A vida dos outros
Autores: Celso Campos Jr. e Guilherme Fiuza
Mediador: João Gabriel de Lima
19h – Livros de Comer
Autores: Mark Crick e Nina Horta
Mediador: Maurício Franco

26 de setembro
15h – Viagens que viram livros
Autores: Jeremy Mercer e Zeca Baleiro
Mediador: Matthew Shirts
17h – A Guerra no Papel
Autores: Roberto Muylaert e João Barone
Mediador: Audálio Dantas
19h – África e Brasil – Culturas e Ritmos
Autores: Celéstin Monga e José Miguel Wisnik
Mediador: Estela Abreu