Nossos Vídeos

sábado, 26 de dezembro de 2009

Quebrada Cultural fecha com chave de ouro a celebração dos 323 anos de Itaquera

Ed Jones
Foi um banho de boa música e celebração que lavou a Praça Brasil, no Conjunto José Bonifácio, entre 28 e 29/11. Numa parceria de sucesso, a Subprefeitura de Itaquera e a Secretaria Municipal de Cultura trouxeram um evento que já fez barulho em diversos cantos da Capital, a Quebrada Cultural. Mesmo com a chuva os moradores ganharam um belo presente ao ver ao vivo e gratuitamente grandes nomes como Leci Brandão, Farufyno, Doce Encontro, Samprazer, Da Gama e Vanessa Jackson.

Grupo Samprazer
A chuva bem que tentou atrapalhar as apresentações, mas a população dos quatro
distritos que compõem a área da subprefeitura de Itaquera: José Bonifácio, Cidade Líder, Parque do Carmo e Itaquera apareceu em bom número para conferir as atrações. O sábado foi inteiramente dedicado ao pagode, e o grupo Revista do Samba abriu os trabalhos com muito astral. O Refla veio na sequência preparando a galera para o Pedindo Bis, que balançou o público mesmo debaixo de bastante água.

Banda Farufyno
Para deixar tudo mais suave, o Doce Encontro embalou a turma, assim como o Samprazer, que fez bonito para os fãs. Juliana Silva da Costa chorava enquanto falava sobre a apresentação do Samprazer "Estou super feliz, muito bom", desabafou. "Foi maravilhoso e mesmo com a chuva o pessoal não desistiu", sintetizou Diney, do grupo Pedindo Bis.

A veterana Leci Brandão esbanjou carisma ao cantar grandes sucessos, como "O show tem que continuar", "Zé do Caroço" e "Canta, canta, minha gente", de Martinho da Vila. O público não arredou pé da Praça Brasil e cantou junto todos os refrões.
Leci Brandão
Domingo começou cedo com apresentações dedicadas às crianças, com os grupos Bonecos Ritmo e Música, o Girasonhos e a Banda Gigante, que tem palhaços experientes, que fazem parte do respeitado grupo Jogando no Quintal.

Depois foi a vez de Ed Jones e seu violão poderoso animarem a galera com sucessos de Alceu Valença, O Rappa e Bob Marley. E aproveitando o gancho do rei do reggae, as bandas Divindade Ras e Medida Salvadora dominaram o palco com excelentes canções e covers no melhor estilo jamaicano. "Adorei o evento, tudo com qualidade, técnicos muito bons. É uma festa para todo mundo, até para a gente mesmo. 323 anos não é pra qualquer um", explica Renato Ras, da Divindade.

Vanessa Jackson, que ficou famosa ao vencer a primeira edição do programa Fama, da TV Globo, em 2002, mostrou definitivamente porque está até hoje entre os artistas de destaque. Com sua voz afinada, porém potente e sofisticada, junto a uma banda competente, conseguiu dar uma nova roupagem a clássicos de Tim Maia e outros ícones da black music. Vanessa, que cresceu na COHAB Raposo Tavares, estava muito à vontade tocando na periferia. "Para mim foi muito gostoso, pois vendo esse público jovem e animado é gratificante. A chuva atrapalhou, mas o pessoal não parava de chegar", contou entusiasmada.

Com o fim do Cidade Negra, o guitarrista Da Gama partiu para uma carreira solo e mostrou que os 20 anos com o grupo formaram um músico sério e um regueiro devotado, que tocou canções da ex-banda, como "Aonde você mora" e "Querem meu sangue", assim como "Wait in vain", de Bob Marley. "Estar na periferia é importante, porque eu mesmo sou de Bolford Roxo, na Baixada Fluminense e poder trazer cultura para uma área carente e falar a mesma língua, é estimulante", lembrou ele.

Para encerrar a maratona, o pessoal do Farufyno mandou muito samba rock com hits próprios e versões de Jorge Ben e Simonal, fechando com um recado para todos, ao entoar o "hino" "Não deixe o samba morrer", de Alcione. E o público já foi dispersando, por volta das 23h, porque afinal já era domingo e a segunda-feira se anunciava no horizonte.
*
*
*
Publicidade:
Preços por tempo limitado:

Prefeito Kassab inaugura AMA Especialidades em Itaquera

A AMA Especialidades Itaquera será referência em sete áreas da medicina: urologia, neurologia, cardiologia, endocrinologia, ortopedia, cirurgia vascular e reumatologia. Sua capacidade de atendimento é de aproximadamente 6.550 pacientes por mês

A Zona Leste ganhou mais um equipamento de referência no atendimento à Saúde. Trata-se da 9ª Assistência Médica Ambulatorial (AMA) Especialidades da cidade, inaugurada nesta segunda-feira, 7/12, pelo prefeito Gilberto Kassab. Agora, os médicos especialistas atenderão pacientes encaminhados pelas UBSs e AMAs de sua área de referência. A nova unidade fica na rua Américo Salvador Novelli, nº 265, Zona Leste da capital.

"Este tipo de equipamento é fundamental no atendimento de especialidades clínicas que são identificadas, de forma preliminar, nas AMAs comuns, onde o atendimento tem caráter mais genérico, e nas UBSs", explica o Subprefeito de Itaquera, Laert de Lima Teixeira. De acordo com o administrador local, ele contribuirá para agilizar o atendimento das áreas específicas. "Queria do fundo do coração agradecer ao Prefeito pela atenção que tem dado a Itaquera", concluiu.

Além do prefeito Kassab e do Secretário Municipal de Saúde Januário Montone, várias personalidades da região e da política municipal e estadual prestigiaram o evento. Entre eles, o vereador Paulo Frange; o Secretário de Articulação Metropolitana, Jorge Tadeu Mudalen; e o presidente da Obras Social Dom Bosco, Pe. Rosalvino.

"Com certeza, Itaquera é a região da cidade que mais tem AMAs. Não há nada mais importante do que transferir o coração para a ponta dos dedos e atuar clinicamente", defendeu o médico e vereador Paulo Frange.

"Quem disse que Noel não existe está deixando de acreditar; se nós espalharmos carinho e amor pela cidade ninguém vai poder dizer que papai Noel não existe. É hora de Itaquera, da Zona Leste, abraçar e humanizar", disse Padre Rosalvino.

Ao demonstrar a importância de Itaquera para a atual gestão, o secretário Jorge Tadeu lembrou de outro fato especial à região. "Vamos inaugurar a árvore de Natal em parceria com o Clube de Lojistas de Itaquera (CDLI). Itaquera é um bairro muito importante para essa administração", afirmou.

A capacidade de atendimento da AMA Especialidades Itaquera é estimada em 6.550 pacientes por mês. A unidade, que atende de segunda a sábado, das 7h às 19h, foi instalada no prédio onde funciona a UBS de mesmo nome, e conta com consultórios para cada especialidade e local para realização de mapeamento de pressão arterial (MAPA), eletrocardiograma, eletroencefalograma, teste ergométrico, holter (dispositivo que monitora a atividade cardíaca), ultrassom, ecocardiografia e doppler.

A AMA Especialidades será gerenciada pela Casa de Saúde Santa Marcelina, parceira da Prefeitura. "Estamos abertos a parcerias que melhorem de fato a vida da população." Rosane Guedin, do grupo Irmãs Marcelinas.

"A maior dificuldade em dar mil passos é dar o primeiro, dizia um provérbio chinês. Na área da saúde, o dia seguinte sempre tem que ser melhor que hoje. A secretaria é altamente motivada e mobilizada, os parceiros não vieram para substituir, mas para multiplicar. Buscamos sempre o ideal, hoje com essa unidade estamos melhor que a semana passada", esclareceu o secretário da pasta, Januário Montone.

Para finalizar as intervenções e agradecimentos, o prefeito Gilberto Kassab defendeu que "a saúde de São Paulo vive um momento mágico, um momento muito feliz! Laert é um companheiro antigo, foi adotado por Itaquera. Posso afirmar que até o fim da gestão vamos deixar normalizada a rede de saúde. Depois de muita luta, teremos 20% do orçamento para a saúde, isso significa 4 bilhões de reais", comemora o prefeito.

Modelo

As AMAs Especialidades cumprem uma função diferente das AMAs comuns. Elas atendem usuários, por meio de consultas agendadas, encaminhados pelas AMAs, hospitais e UBS, sempre que é identificada a necessidade de um atendimento mais específico. De acordo com a Agenda 2012, programa de metas da administração municipal, a Prefeitura pretende implantar, no mínimo, outras 10 novas AMAs Especialidades. Desde a inauguração da primeira AMA Especialidades, em 2008, até julho de 2009, já foram atendidas mais de 200 mil pessoas.
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque limitado

Coordenadoria de Educação de Itaquera e Unesco recebem projeto social da IBM


Principal programa global da IBM Brasil na área de educação é disponibilizado à comunidade de Itaquera e monitorado pela Unesco

A Coordenadoria de Educação de Itaquera recebeu da empresa de tecnologia IBM Brasil uma solução para educação infantil chamada "Kidsmart". O projeto, implementado em 26 escolas da região, conta com a contribuição da Unesco, responsável pela capacitação e avaliações de impacto junto aos educadores, alunos e voluntários participantes.

A funcionária do CEI Jacarandá, Sueli Batista dos Santos Purfino, que trabalha na área administrativa da escola, localizada no Conjunto José Bonifácio, adianta que a ferramenta foi instalada na brinquedoteca e já está sendo utilizada pelos alunos. "Inclusive, alguns professores fizeram um curso preparatório para potencializar o uso do software que faz sucesso entre a criançada", explica.

O equipamento é composto por um móvel que parece um brinquedo e possui um computador acoplado, com alguns softwares interativos com conteúdo sobre ciências, matemática e geografia. Seu objetivo é estimular o interesse e a compreensão de crianças pela tecnologia, oferecendo aos educadores uma ferramenta importante para despertar a motivação nos aprendizes.

Ao todo as escolas de Itaquera estão recebendo 150 unidades do Kidsmart. O programa foi implantado no Brasil em 2003. Desde então, a IBM já doou mais de 950 destes softwares, beneficiando mais de 187 mil crianças, de 37 cidades, em 14 Estados, e capacitando mais de mil educadores. Entre as instituições beneficiadas pelo Kidsmart, estão além de Secretarias de Educação, também Hospitais e Casas de Saúde.

Saiba as escolas que participam do projeto em Itaquera:

EMEI Profª Aparecida Ma. Mendonça
EMEI Sen.Carlos Jereissatti
EMEI Profª Denise Mercier R. Aguiar
EMEI Ernani Silva Bruno
EMEI Florinda Roberto Q. Castro
EMEI Prof. Leonardo Van Acker
EMEI Min. Pedro Chaves
EMEI Profª Sylvia Varoni de Castro
EMEI Najla Cury Izar
EMEI Miroel Silveira
EMEI Ronald de Carvalho
EMEI Dr. Bueno de Azevedo
CEI Araucárias
CEI Jacarandá
CEI Jardim São Pedro
CEI Vila Sta Teresinha
CEI Cristo Redentor (Conveniada)
CEI Eugênio Francisco de Santana (Conveniada)
CEI Garra Feminina (Conveniada)
José Bonifácio (CEI Bom Pastor II) (Conveniada)
CEI Maria Cursino (Bem Viver II) (Conveniada)
CEI Nogueira Sudeste (Conveniada)
CEI Pleno Viver (conveniada)
CEI Raio de Luz (Conveniada)
CEI São José Operário (Conveniada)
CEI Virtude da Criança (Conveniada)
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

Subprefeito Laert recebe os heróis da Gincana SP Cidade Incrível

A equipe vencedora, na companhia do Supervisor de Esportes da Subprefeitura de Itaquera, Jefferson Lopes, e do diretor do Clube Escola Parque do Carmo, Gilberto Pacheco.

Gincana reuniu três mil paulistanos na “Cidade Incrível” e a equipe MCM, de Itaquera, foi vice campeã
Doze horas de atividades ininterruptas, passando pelas 31 subprefeituras da capital. Mais de 500 equipes, totalizando três mil participantes. Números que, somados à chuva incessante que caiu sobre a cidade no último domingo, 13 de dezembro, comprovam o fato de São Paulo ser, definitivamente, uma cidade incrível. E no meio dessa multidão de guerreiros a equipe MCM, da Subprefeitura de Itaquera, conquistou o segundo lugar e os cinco participantes levaram pra casa uma bicicleta novinha.
Em reconhecimento ao feito, o subprefeito de Itaquera, Laert de Lima Teixeira recebeu os atletas na última quarta-feira em seu gabinete para cumprimentá-los pessoalmente. “O talento de vocês tem de servir de inspiração a todos os jovens da região, é um exemplo fundamental para formar cidadãos. Parabéns pela garra e por representar Itaquera tão bem”, agradeceu o subprefeito. Ainda este mês o esquadrão irá, na companhia do Supervisor de Esportes de Itaquera Jefferson Lopes e com o diretor do clube escola Parque do Carmo, Gilberto Pacheco, para um encontro no gabinete do Secretário Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Walter Feldman.
A equipe MCM, formada pelos atletas de taekwondo Fabio Lozano, Diego Cordeiro, Rebbeka Carrafa, Gustavo Souza, Carlos Mariano, Karina Correia, Carlos Antonio Silva e pelo líder Manuel Marcos enfrentou diversos desafios pelo centro da cidade e foi superada apenas no final por uma equipe do Clube Escola Santo Amaro. “Foi mais difícil ser vice na gincana do que campeão dos Jogos Abertos de Londres. O fato de as provas serem sempre uma surpresa também deixou a competição mais emocionante”, contou o capitão do time.
Realizada pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, com promoção da Adventure Club, a primeira edição da Gincana São Paulo Cidade Incrível começou às 8h da manhã de domingo, em toda a cidade, e terminou às 20h, no Vale do Anhangabaú. A subprefeitura de Itaquera foi seguida pelos times de Campo Limpo, Parelheiros e São Miguel Paulista.
“Achei a Gincana muito bem organizada e espero que seja a primeira de muitas outras”, disse a competidora Fabiana, da equipe Samba do Buraco, de Freguesia do Ó. E se depender dos organizadores, a Gincana veio para ficar. “A gincana não é só incrível, mas é histórica. É um exemplo para o Brasil, ao sugerir que as pessoas se mobilizem em diferentes locais da cidade, mostrando carinho pela sua região. Como já acontece há três anos, com a Virada Esportiva, queremos que a Gincana faça farte do calendário anual de eventos da cidade, já a partir do ano que vem”, disse Walter Feldman.
Durante o dia, equipes de todas as regiões puderam conhecer melhor a cidade em que vivem, participando de corridas por pontos estratégicos, e de provas e brincadeiras das gincanas à moda antiga como corrida de saco, arremesso de avião de papel, perna-de-pau e corrida de bolinha de gude na colher.

Na fase final, provas mais difíceis levaram 93 equipes (as três melhores de cada região) a uma eletrizante disputa pelo centro da cidade. Entre as tarefas, uma corrida cultural passando pela Praça Ramos de Azevedo, Sindicato dos Comerciários, Prédio dos Correios, Mosteiro de São Bento e Prefeitura de São Paulo. Em cada um desses pontos, os participantes precisavam responder corretamente uma pergunta para seguir em frente. Depois, o desafio foi percorrer, antes que as outras equipes, a escadaria de 14 andares do Edifício Joelma, além de uma corrida de revezamento em cadeira de rodas e, pra encerrar, um empolgante rapel no Viaduto do Chá.
“Pra mim, a maior dificuldade foi na prova com a cadeira de rodas. O piso estava escorregadio por causa da chuva e era preciso ter muita força nos braços. Estou muito feliz com o desempenho da minha equipe. Quase fomos eliminados em três provas, passamos pela repescagem e conseguimos vencer essa Gincana”, contou entusiasmado, Álvaro Leandro, de 17 anos, membro da equipe do Clube Escola Santo Amaro, a grande campeã da primeira edição da Gincana.
Para encerrar a noite, uma homenagem à cidade de São Paulo: foi apresentado um vídeo com a música “Sampa”, elaborado pelas equipes que participaram desta primeira edição da Gincana São Paulo Cidade Incrível.

Mais informações no site www.gincanasp.com.br
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

PROGRAMAÇÃO DE JANEIRO / 2010 / MÚSICA /TEATRO/DANÇA

Destaque do mês show
Céu
Em comemoração ao Aniversário de São Paulo. A cantora e compositora Céu apresenta o mais recente trabalho: “Vagarosa”. Tradutora da moderna brasilidade, criadora de uma ponte entre esta e a música jamaicana, com trabalho lançado no final do mês de agosto de 2009, a paulistana tem conquistado espaço entre as maiores artistas da atual geração. No repertório, ornamentado por saudável malemolência, ora na cadência do samba “Sobre o Amor e Seu Trabalho Silencioso”, “Vira Lata”, ora no balanço do reggae “Cangote”, “Cumadi”, “Cordão da Insônia”), ou com inspiradora e tênue letargia “Bubuia”, “Ponteiro”, “Espaçonave”, Céu trabalha as harmonias em arranjos elaborados e roupagens instrumentais que, associadas ao timbre, propiciam resultado instigante. Palco da Orquestra Mágica.
25/01. Segunda, às 15h.

TEATRO
espetáculos

O SAPO QUE DEU BANDEIRA
Com a Cia. Teatro do Espelho. Dramatização lúdica do poema Os Sapos, de Manuel Bandeira. Praça de Eventos.
03/01. Domingo, às 13h.

CONTANDO FLORES
Com a Cia. de Artes e Ofícios. Arabela e seu Jardineiro contam histórias sobre a flor amarela e a importância da natureza. Sede Social.
10/01. Domingo, às 13h.

DEIXA QUE EU CONTO!
Com o Grupo Ô, Minha Gente. Cortejo e alegria num espetáculo com pernas de pau e acrobacias. Praça de Eventos.
17/01. Domingo, às 11h.

OS APATRALHADOS
Com a Trupe Peripécias. Dois palhaços se apaixonam pela mesma mulher e precisam ajudar o pai da moça. Praça de Eventos.
20/01. Quarta, às 13h.

IRMÃOS BECKER DÃO VOLTA AO MUNDO
Com os Irmãos Becker Malabaristas. Espetáculo que mistura humor, pantomimas e malabarismos comparticipação do público. Praça de Eventos.
21/01. Quinta, às 13h.

CIRANDA
Com a Cia. Trem Bão. Um alegre cortejo de atores com brincadeiras e as tradicionais cantigas de roda. Praça de Eventos.
22/01. Sexta, às 13h.

CARNAVAL DOS ANIMAIS
Com o grupo Pocilgas & Cia. Baseado na suíte fantasia de Camille de Saint Saëns, o espetáculo narra o encontro com uma fauna exuberante. Praça de Eventos.
24/01. Domingo, às 13h.

RUA FLORADA, SEM SAÍDA
Com a Cia. Casa da Tia Siré. Toninho, Lila, Mônica e Lua, moradores da rua, brincam poeticamente em uma àrvore que não existe. Praça de Eventos.
28/01. Quinta, às 13h.

O PRESENTE
Com o Grupo Dolores Boca Aberta Megatrônica de Artes. Grupo Dolores Boca Aberta Megatrônica de Artes. Aparecida Flor, uma menina criativa e sapeca, descobre que vai ganhar um presente muito especial em seu décimo aniversário e quer descobrir o que será. Praça de Eventos.
29/01. Sexta, às 13h.

MÚSICA

shows
TODOS OS SONS
Difusão de todos os gêneros da cultura musical.

Marcos Borelli
Com Marcos Borelli (piano) e Pedro Macedo (Contrabaixo). O compositor Marcos Borelli apresenta o trabalho desenvolvido e registrado no CD Idàrúdápó. Retrato da preocupação constante com a fusão e pesquisa de linguagens, transita livremente entre estilos musicais; traduz imagens e histórias em música. Café Aricanduva.
03/01. Domingo, às 15h.

Renato Consorte e Carla Arnoni Duo
Com Renato Consorte (violão) e Carla Arnoni (piano). O Duo apresenta o perfeito casamento entre suíngue e brasilidade. Além de músicas de autoria de Renato Consorte, tais como: Arrisca a dança, Juquehy, Canção da espera, Pedro e Casa Verde, composições de nomes consagrados como Tom Jobim, Sivuca e João Donato. Café Aricanduva.
10/01. Domingo, às 15h.

Rinaldo Vitorinni
Com Rinaldo Vitorinni (violão), Caio Ignácio (percussão) e Igor Thomaz (Flauta). O músico compositor busca em pesquisa, estilos musicais de diferentes culturas que agregam novas sonoridades e ritmos ao trabalho, como a linguagem jazzística, os ritmos nordestinos e as técnicas de guitarra flamenca. Café Aricanduva.
17/01. Domingo, às 15h.

Leonardo Padovani e Diogo Carvalho
Com Leonardo Padovani (violão) e Diogo Carvalho (violino). Os músicos pesquisam novas possibilidades para a formação. No repertório, obras de Claude Debussy, Astor Piazzola, Egberto Gismonti, Heitor Villa-Lobos, Chick Corea, além de composições próprias. O resultado é inesperado e inovador. Café Aricanduva.
24/01. Domingo, às 15h.

Céu
Em comemoração ao Aniversário de São Paulo. A cantora e compositora Céu apresenta o mais recente trabalho: “Vagarosa”. Tradutora da moderna brasilidade, criadora de uma ponte entre esta e a música jamaicana, com trabalho lançado no final do mês de agosto de 2009, a paulistana tem conquistado espaço entre as maiores artistas da atual geração. No repertório, ornamentado por saudável malemolência, ora na cadência do samba “Sobre o Amor e Seu Trabalho Silencioso”, “Vira Lata”, ora no balanço do reggae “Cangote”, “Cumadi”, “Cordão da Insônia”), ou com inspiradora e tênue letargia “Bubuia”, “Ponteiro”, “Espaçonave”, Céu trabalha as harmonias em arranjos elaborados e roupagens instrumentais que, associadas ao timbre, propiciam resultado instigante. Palco da Orquestra Mágica.
25/01. Segunda, às 15h.

LITERATURA
especial
BIBLIOSESC
Proposta de fomento à leitura a partir da biblioteca volante do SESCSP o caminhão de livros fica aberto em janeiro somente na unidade. Praças de Eventos.
De 13/01 a 31/01. Quarta a sexta e domingos, das 10h às 16h.

contação de histórias

O PASSARINHO RAFA
Com a Cia. Teatro do Grande Urso Navegante. Baseado no livro homônimo de Regina Drummond. As aventuras de um passarinho que saiu da gaiola para conhecer o mundo. Sede Social.
03/01. Domingo, às 11h.

O CÃO E O LOBO
Com a Cia. Teatro do Grande Urso Navegante. Baseado no conto homônimo de Esopo. As diferenças entre a liberdade e o conforto. Sede Social.
10/01. Domingo, às 11h.

POR QUE MENINOS TÊM PÉS GRANDES E MENINAS TÊM PÉS PEQUENOS
Com a Cia. Teatro do Grande Urso Navegante. Baseado no livro homônimo de Sandra Bianchi. Um questionamento sobre a identidade e lugar dos pés no mundo. Sede Social.
17/01. Domingo, às 11h.

CONTOS AFRICANOS - HISTÓRIAS DO LADO DE LÁ
Com a Cia. Luarnoar. Por que o cachorro se tornou um fiel amigo do homem? Por que a girafa não fala? Respostas para estas e outras divertidas perguntas. Sede Social.
24/01. Domingo, às 11h.

SERVIÇO: SESC ITAQUERA
Endereço: Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000.
Telefone para informações: 11 2523-9200
Preços de Portaria: R$ 1,50 a R$ 7,00 (acesso à unidade de Quarta a Domingo)
Estacionamento: Preço Único R$ 7,00
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220
ou acesse o portal www.sescsp.org.br
*
*
*
Publicidade:
Preços por tempo limitado: