Nossos Vídeos

sábado, 8 de janeiro de 2011

Kassab vistoria dique e piscinão na região do Jardim Romano

As obras, que já evitaram alagamentos e inundações nos últimos dois meses, estão praticamente finalizadas. Moradores elogiaram ação da Prefeitura.

Foto de João Luiz/Secom


As obras para contenção de enchentes iniciadas em abril de 2010 no Jardim Romano, Zona Leste, já estão em fase final e foram vistoriadas nesta segunda-feira (3) pelo prefeito Gilberto Kassab. As intervenções incluem a construção de uma canaleta coletora de águas pluviais, um dique e um pôlder (piscinão) para combater alagamentos na região.

"Estamos priorizando algumas ações que, ao longo das últimas décadas, foram deixadas de lado. Chegou a vez de São Miguel, do Jardim Pantanal e do Jardim Romano. Tivemos a felicidade de intervir acertadamente aqui em uma operação rápida, seja no campo social ou no da infra-estrutura. Dois meses depois das chuvas terem se iniciado, nós não tivemos nenhum problema de alagamento neste local", explicou Kassab.

Para evitar que as águas do Rio Tietê e do córrego Três Pontes avancem para as áreas mais baixas do Jardim Pantanal, foi construído um dique de aproximadamente 1.600 m de comprimento. O dique é uma estrutura de barragem que foi erguida na divisa com o município de Itaquaquecetuba, ao lado do CEU Três Pontes e na área alagadiça do Rio Tietê.

Uma canaleta coletora de águas pluviais também foi construída. Localizada entre o dique e o CEU Três Pontes, a canaleta coletará a chuva das ruas e bairros vizinhos e escoará até o piscinão, com capacidade para 15 mil m3 de água. O novo reservatório possui cinco bombas de recalque com vazão de 800 litros por segundo cada bomba, responsáveis por devolver a água ao Rio Tietê e evitar que ela fique represada nos bairros.

As obras são fruto de uma parceria entre o Governo do Estado (R$ 38.939.043,25) e a Prefeitura (R$ 31.610.039,13) e integram o futuro Parque Várzeas do Tietê. No futuro, a estrutura do dique será usada para a implantação de uma via de circulação, ciclovia ou pista de caminhada.

Para a construção do pôlder, 389 famílias foram retiradas do terreno e optaram pelo aluguel social ou verba para comprar imóvel em outra localidade. Durante o período em que o bairro ficou alagado a Prefeitura, por meio da Secretaria de Habitação (Sehab), cadastrou mais de 10 mil famílias no Jardim Pantanal e pagou Auxílio Aluguel de R$ 1.800 (referente a seis meses de aluguel de R$ 300 por mês) para as famílias que foram retiradas do local. Outros R$ 200 foram pagos a essas famílias para dar suporte para a mudança.

Após a vistoria, o prefeito Gilberto Kassab percorreu algumas ruas do bairro e foi abordado por moradores que elogiaram a conclusão das obras. "As obras ficaram muito boas. Hoje não estamos mais debaixo d'água", disse o morador José de Souza Bispo.

Parque Várzeas do Tietê

Idealizado pelo Governo do Estado, o Parque Várzeas do Tietê terá 75 km de extensão e 107 km² de área. Ele será o maior parque linear do mundo e beneficiará diretamente a população dos municípios da Bacia do Alto Tietê: São Paulo, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim e Salesópolis. O projeto prevê recuperar e preservar a função ambiental das várzeas, assegurar o controle de cheias, criar opções de lazer, turismo e cultura.

O programa será implantado em três etapas e irá favorecer diretamente três milhões de pessoas na Zona Leste da Capital. Na primeira, terá 25 km de extensão, ao longo das margens do Rio Tietê, desde a barragem da Penha até a divisa com Itaquaquecetuba, envolvendo os municípios de São Paulo e Guarulhos. A conclusão dessa etapa está prevista para 2012.

Já a segunda fase, com 11,3 km, abrange a várzea do rio em Itaquaquecetuba, Poá e Suzano, com previsão de término em 2014. O terceiro trecho, de 38,7 km, que vai de Suzano até a nascente do Tietê, em Salesópolis, deverá ficar pronto em 2016. Essa parte final abrange os municípios de Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim.

Desembargador Malheiros faz palestra na Sub Itaquera

Antonio Carlos Malheiros faz sua palestra na nova sede da Subprefeitura
Subprefeito Tamura,  Desembargador Malheiros e chefe de gabinete Major Rohrer
 O desembargador, professor de Direito e coordenador da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo, Antonio Carlos Malheiros esteve nesta terça-feira, dia 4, na nova sede da Subprefeitura de Itaquera, à Rua Augusto Carlos Bauman, 851, realizando uma palestra, onde enfatizou a importância do trabalho dos servidores públicos e do voluntariado.

O magistrado conhecido pelo seu trabalho social com pessoas em situação de rua, crianças abandonadas e portadores de HIV, relatou suas experiências como voluntário e destacou a necessidade de aproximação entre os poderes e a população.

"Ser funcionário público significa o exercício do poder, mas o poder no sentido de servir à população. Durante 15 anos trabalhei nas ruas e conheci todo tipo de gente. Um aviador que depois da morte do filho não voltou mais para casa; um professor que falava oito idiomas; meninos de 8, 9 anos que já haviam cometido homicídios; meninas de 13, 14 anos que se prostituíam; garotos de classe média viciados em drogas; enfim. Recuperamos alguns, como um rapaz que hoje é professor universitário", disse.

"Hoje faço parte de um grupo de 1200 voluntários que atua em 87 hospitais. Sou contador de histórias no Hospital Emílio Ribas, que trata 800 crianças com AIDS. Dentro do que a gente sabe e pode que continuemos a servir às pessoas é o que desejo neste ano novo", completou.

Subprefeito de Itaquera Roberto Tamura
Antes da palestra, o subprefeito Roberto Tamura fez sua primeira reunião com os funcionários no anfiteatro, onde funcionava o antigo cinema do mini-shopping Itaquera. Tamura destacou que a estrutura do novo prédio irá facilitar a integração dos funcionários e dos diversos setores da subprefeitura, antes divida em três unidades e lembrou os principais projetos previstos para Itaquera.

"Com o novo prédio esperamos otimizar os trabalhos e nos reunirmos mais, trocar idéias e ouvir sugestões. É importante para Itaquera ter uma subprefeitura condizente com seu momento atual, que é de prosperidade. A universidade federal já é uma conquista, pois será construída na área da antiga Gazarra. A linha vermelha do Metrô terá diminuído o intervalo entre trens para 72 segundos, será o menor intervalo entre trens do Metrô no mundo e com o estádio do Corinthians virá mais desenvolvimento ainda", disse Tamura.

Servidores acomodados no anfiteatro assistem palestra na Subprefeitura de Itaquera

São Mateus inaugura o 12º Ponto de Leitura da Cidade

A Subprefeitura São Mateus e a Secretaria Municipal de Cultura inauguraram, no dia 16 de dezembro, o 12º Ponto de Leitura da Cidade. Localizado no prédio onde funcionava a biblioteca do Jardim Vera Cruz, na rua Fortaleza de Itapema, o local passou por uma reforma geral.

A subprefeitura foi responsável por toda a parte estrutural, rampa para acesso de cadeirantes, rebaixamento de guia, adequação dos banheiros, ampliação da cozinha, troca de portas, muro, grades nas janelas, substituição do revestimento do teto, pintura e jardinagem. Coube à Secretaria de Cultura equipar o Ponto de Leitura, do mobiliário aos livros.

Instalado em espaço público com cerca de 40m², o acervo de 2.000 itens, entre livros, revistas, jornais e obras de referência, permite que a população local tenha acesso à leitura e à informação.

O projeto surgiu em 2006 como alternativa à construção de bibliotecas e centros culturais, com o objetivo de atuar como minibibliotecas para possibilitar aos moradores de regiões carentes de bibliotecas o acesso à leitura.

O evento de inauguração contou com a presença do secretário de Cultura, do subprefeito de São Mateus, da coordenadora do Sistema Municipal de Bibliotecas, da coordenadora de Pontos de Leitura, da supervisora de Cultura da Subprefeitura São Mateus, membros da Casa de Cultura e diversos oficineiros.

O Ponto de Leitura funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

Você É, Realmente, Profissional de RH?

Para ser profissional de RH, competente, duas condições são necessárias:

1ª - Você precisa agir estrategicamente

2ª - Você deve obter resultado para a organização – muito resultado!

Como agir

Mesmo que o RH da empresa não seja estratégico, você deve agir estrategicamente Você precisa alinhar as atividades da área de RH com as estratégias da organização. Você tem que responder, de forma convincente, à pergunta: Que resultado a empresa espera do RH?

Como obter resultados

Para obter resultados, é muito simples - basta eliminar seus gap’s, suas lacunas de competência. Os gap’s a serem eliminados são poucos, e na maioria das vezes, estão relacionados com o desconhecimento de algumas boas práticas de RH. É, também, simples explicar porque muitos profissionais de RH não obtêm o resultado esperado. Uma das respostas é dada pela pesquisa que a ABTD fez em 2009. De acordo com essa pesquisa, os profissionais de RH são os que menos recebem treinamento. É bom lembrar que o profissional de RH é profissional do conhecimento, e como tal deve se reciclar constantemente – o ideal, para que ele atinja o nível de excelência, é uma reciclagem equivalente a 160 horas de treinamento, por ano.

Outro fato que devemos considerar é o “enxugamento” exagerado da área de RH. Há um dado estatístico informando (1) que em 1995, havia, em média, 169 treinandos para cada profissional de RH; e que, em 2004, passou a ter 196. Nessas condições, as dificuldades dos profissionais de RH são muitas, principalmente para dispor de tempo discricionário. O consultor americano Peter Howes, Chief Executive Officer, da Infohrm Pty Ltd, falando sobre o assunto, diz o seguinte: “No RH não há tempo discricionário suficiente. Deveria ser de 70%”

O profissional de RH, de modo geral, não tem tempo para se dedicar às atividades que realmente são importantes. Precisa de tempo discricionário para identificar o que realmente quer e precisa fazer para atrair, manter e desenvolver as pessoas que desempenham atividades para a organização, conforme o princípio base do sistema de gestão de recursos humanos(2) Como todo profissional do conhecimento, o profissional de RH precisa de tempo, principalmente, para obter o resultado esperado pela organização. Para tanto ele precisa:

· Utilizar métricas para avaliar resultados

· Implementar as diretrizes da Norma ISO 10015.

Métricas para avaliar

“Quem não mede não gerencia. Quem não gerencia não melhora” - Joseph Juran

“Medir é importante: o que não é medido não é gerenciado” - Kaplan e Norton

“Qualquer coisa que vale a pena fazer, vale a pena medir” – Peter Copezio e Debra Morehouse

Conforme sugerem as afirmações acima, o profissional de RH precisa ter um sólido conhecimento sobre métricas, para poder avaliar e valorizar todas as ações relacionadas com o desenvolvimento das competências da organização. No caso específico de T e D, não é mais admissível que se faça apenas a avaliação de reação dos eventos de treinamento. É preciso avaliar a aprendizagem, a mudança de comportamento, os resultados qualitativos e quantitativos e, também o retorno do investimento em treinamento.

Diretrizes da Norma ISO 10015

É bom lembrar a importância de o profissional de RH conhecer as boas práticas que as empresas bem sucedidas estão implementado.
O profissional de RH não pode mais ignorar uma das principais boas práticas de RH - as diretrizes dadas pela Norma ISO 10015. Seguindo as diretrizes da ISO 10015 é relativamente fácil alinhar o plano de Recursos Humanos – People Plan - com o plano global da empresa, e implementar as boas práticas que dão resultados significativos e mensuráveis.

Sebastião Guimarães
guimaraes@tgtreinamento.com.br
http://www.tgtreinamento.com.br/

PAULISTAS DEVEM TOMAR VACINA CONTRA A FEBRE AMARELA

Imunização é indicada para viajantes e pessoas que residem em áreas consideradas de risco no Estado de São Paulo

A Secretaria de Estado da Saúde faz um alerta para que os paulistas tomem a vacina contra a febre amarela. Todas as pessoas que forem viajar para áreas consideradas de risco no interior paulista ou em outros estados brasileiros devem tomar uma dose da vacina. Além dessas pessoas, as pessoas que moram nessas áreas também devem ser vacinadas.

A indicação é válida para os residentes e para quem viajará especialmente para as áreas ribeirinhas e de mata nas regiões de Presidente Prudente, Araçatuba, São José do Rio Preto, Barretos, Franca, Ribeirão Preto, Araraquara, Bauru, Marília, Assis, Botucatu e parte da região de Sorocaba. Para os viajantes a recomendação é que a dose seja tomada com pelo menos 10 dias de antecedência.

Para quem pretende viajar aos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais e parte estados da, Bahia, Paraná, Piauí, Santa Catarina e Rio do Grande do Sul a vacinação contra a febre amarela também é indicada.

O mapa com a área das regiões e municípios com indicação de vacinação pode ser acessado no site do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado (CVE), por intermédio do link

ftp://ftp.cve.saude.sp.gov.br/doc_tec/ZOO/fa250210_recomendacao.pdf

A imunização é indicada para qualquer pessoa a partir dos nove meses de idade que vá ou mora em alguma dessas regiões. Quem se vacinou há menos de 10 anos não precisa repetir a dose.

“A vacinação é a única medida eficaz para evitar a infecção, e está disponível gratuitamente nos postos de saúde. É muito importante que as pessoas que vão as regiões de risco e os moradores desses locais ainda não imunizados receba uma dose da vacina”, afirma Helena Sato, diretora de imunização da Secretaria.

A febre amarela é uma doença infecciosa viral aguda, transmitida por mosquitos e que pode levar à morte. Os sintomas mais comuns são febre alta, calafrios, vômitos, dores no corpo, pele e olhos amarelados, sangramentos, fezes cor de “borra de café” e diminuição da urina.

A relação de postos de vacinação contra a febre amarela está disponível no site

http://www.cve.saude.sp.gov.br/htm/imuni/posto_fad1.htm

Um mergulho na história dos submarinos alemães da Segunda Guerra

*Por Sérgio de Souza Carvalho Jr.

O último mês de dezembro marcou a chegada às livrarias de uma obra indispensável para os amantes da história de guerra, e também àqueles curiosos e apaixonados pelas grandes máquinas construídas pela humanidade. Brilhantemente escrito pelo militar, pesquisador e mergulhador Nestor Magalhães, o livro U-Boats - mergulhando na História é um registro histórico sobre uma das mais temidas e eficazes máquinas de guerra que o homem já viu em ação: os famosos “Lobos Cinzentos”, como eram conhecidos os submarinos alemães da Segunda Guerra Mundial.

Para produzir esse rico material, Magalhães realmente “mergulhou na história” em todos os sentidos. Além de visitar os mais importantes museus militares do mundo, o autor, que é também um mergulhador de grande técnica e coragem, foi às profundezas dos oceanos para visitar os restos de oito submarinos naufragados em diferentes partes do mundo. As aventuras vividas por ele ao ter contato com essas máquinas, muito bem relatadas no livro, reforçam o grande interesse que há pelos submarinos alemães, passados mais de 64 anos do fim da II Guerra Mundial.

Mas por que essas máquinas exercem até hoje tanto fascínio nos amantes da história? De todas as armas desta guerra, os “U-Boats” (uma abreviatura do termo Unterseeboote ,que significa barco que navega sob a água em alemão), foram a maior preocupação das forças Aliadas durante os quase seis anos de duração do conflito, sendo que o próprio Primeiro Ministro inglês na época, Sir Winston Churchill, declarou que a Inglaterra por pouco não capitulou frente à Alemanha por causa da atuação de seus submarinos.

E neste caso vale um parênteses especial, pois uma grande injustiça histórica deve ser reparada com este livro. Ele apresenta aos leitores uma arma mortal, altamente eficaz sob o comando de um ardiloso inimigo, mas que nem sempre esteve sob o jugo da bandeira nazista. Isso porque a grande maioria dos comandantes dos submarinos e seus tripulantes não faziam parte do partido nazista neste último grande conflito.

Outro aspecto importante, e trazido à tona na obra, é a relevância histórica dos submarinos alemães em relação à participação do Brasil na Segunda Guerra. O livro presta uma homenagem aos vários heróis anônimos brasileiros, que lutaram e morreram no mar e que foram esquecidos pela mídia em geral. Uma informação que poucas pessoas sabem é que morreram mais brasileiros no mar, principalmente nos navios mercantes torpedeados na costa norte-americana ou em águas brasileiras, do que nos céus ou terras da Itália. Poucos também sabem que existem 10 submarinos alemães e 1 submarino italiano, naufragados próximos à costa brasileira, formando um arquivo histórico de valor imensurável, mas ainda pouco explorado graças à falta de apoio para as expedições.

Aliás, a falta de apoio oficial na realização das pesquisas para a obra, dão ainda mais valor ao excelente trabalho realizado por Nestor Magalhães, que investiu seu próprio tempo e dinheiro para viabilizar o livro e assim levar a todos os interessados esses “pedaços da história” forjados com sangue e ferro.

*Sérgio de Souza Carvalho Jr. é presidente do BdU – Brazilians discovering Unterseeboote, grupo de estudos sobre a atuação dos submarinos alemães na Segunda Guerra Mundial

Hospital CEMA promove Curso de Ciências Básicas em Oftalmologia

Aulas serão em janeiro, durante dois finais de semana, destinadas a médicos que queiram ampliar conhecimentos na especialidade


Os finais de semana dos dias 15 e 16 - 22 e 23 de janeiro serão dedicados à atualização de conhecimentos em oftalmologia no Hospital CEMA. Coordenadas pelo especialista José Carlos Eudes Carani, as aulas acontecerão das 8 às 18h, no auditório do Hospital CEMA, e abordarão quatro grupos de temas: Óptica e Refração; Anatomia e Histologia Ocular; Genética, Embriologia e Afecções Congênitas do Aparelho Visual; e Fisiopatologia Oftálmica.

Podem participar médicos especialistas e residentes da área. A taxa de inscrição é de R$ 400,00 para médicos do Hospital CEMA e R$ 800,00 para médicos externos.

O depósito deverá ser feito em nome de José Carlos Eudes Carani, Banco Santander, Ag. 0201, C/C 92-006617-2. Após efetuado pagamento, uma cópia do depósito deverá ser encaminhada por meio de fax no número: (11) 2602.4098, aos cuidados da sra. Kelly Demeis.

Informações detalhadas sobre o programa podem ser encontradas no site do Hospital: www.cemahospital.com.br, onde também devem ser feitas as inscrições. Mais informações no Centro de Estudos do CEMA, tel. (11) 2602-4034, com Kelly Demeis.


SERVIÇO:

Curso de Ciências Básicas em Oftalmologia

Local: Auditório do Hospital CEMA - Rua do Oratório, 1.369 - Mooca

Data: 15, 16, 22 e 23/01/2011

Horário: 8h às 18h

Informações: (11) 2602-4034

Investimento: R$ 400,00 para oftalmologistas e residentes do Hospital CEMA e R$ 800,00 para médicos externos

PARQUE BENEMÉRITO BRÁS É INAUGURADO

Prefeito Gilberto Kassab - Foto: Vilma Gonçalves - Secom
O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab inaugurou neste sábado (8) o Parque Benemérito Brás, na zona leste da cidade. O local possui 22.300 m² e oferece aos usuários diversas opções, dentre as quais pista de cooper e caminhada, pergolado, aparelhos de ginástica, ciclovia/bicicletário, duas quadras poliesportivas, áreas de eventos e de estar com mesas de xadrez, sanitários e acesso a cadeirantes. Nova vegetação compõe o visual do parque, que recebeu mudas, além de melhorias nos espaços construídos.
Prefeito Kassab passeia no Parque Benemérito do Brás -
Foto: Vilma Gonçalves
“Mais um parque para a cidade de São Paulo, ação que nos aproxima do nosso plano de metas que é ultrapassar 100 parques na capital. Encontramos a cidade com 15 milhões de m² desse tipo de equipamento e vamos deixá-la, ao final da nossa gestão de 8 anos, com mais de 50 milhões de m². Esse avanço é extraordinário e deve servir de incentivo para aqueles que nos sucederem”, afirmou o prefeito.


Programa 100 Parques para São Paulo


Grupo que participa de caminhadas diárias agradece ao prefeito o novo espaço
Foto: Vilma Gonçalves / Secom
Iniciado em 2008, o Programa 100 Parques para São Paulo vem ampliando o número de áreas verdes na cidade, ao mesmo tempo em que busca distribuí-las de modo mais equilibrado. Em 2005, eram 34 parques municipais e hoje já totalizam 76. Destes, cinco encontram-se em processo de contratação de manutenção e segurança. Na zona Leste foram implantados 19 novos parques, na Norte, 7, na Centro-Oeste, 7, e na Sul, 9. Ao todo, desde o início do Programa, a cidade ganhou 42 parques. Há outros 33 em implantação, em diferentes etapas.

Duas quadras poliesportivas foram construídas no local
Foto: Vilma Gonçalves / Secom

O parque possui sanitários, pista de caminhada, ciclovia, entre outras opções de lazer
Foto: Vilm Ginçalves / Secom

PROGRAMA SUPER FÉRIAS NA ZONA LESTE

O prefeito Gilberto Kassab, acompanhado da vice-prefeita e secretária Municipal de Assistência Social, Alda Marco Antonio, e do secretário Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Walter Feldman, participou na manhã deste sábado (08), no Clube Escola Vila Guarani, do lançamento de mais uma edição do Super Férias. O programa, que começa hoje e segue até o fim de fevereiro, oferecerá muito esporte e diversão nos 41 Centros Esportivos Educacionais e nos 12 Centros Desportivos da Comunidade (CDCs).

Iniciativa da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação de São Paulo (SEME), o Super Férias oferece à população um pacote completo de atividades nos equipamentos de esporte e lazer da cidade, transformando-os em ambientes de convivência.

“Aqui as pessoas têm a oportunidade de participar de atividades esportivas e de lazer em família. Este equipamento (Clube Escola Vila Guarani), assim como os demais da cidade de São Paulo sob responsabilidade da Prefeitura, tem sido reformado e melhorado. E não paramos por aqui. Outros estão em construção, e esse é o motivo da nossa visita de hoje”, afirmou o prefeito.

No pacote de atividades elaborado para entreter pais e filhos figuram jogos, gincanas e brincadeiras, além de passeios a museus, como do Futebol e da Língua Portuguesa, ao SESC Itaquera e à Estação Ciências. A população ainda poderá parti
cipar de clínicas de skate, surf e game-cultura.
Para o secretário Walter Feldman, as opções de diversão oferecidas pelo programa colaboram para a saúde física e mental de toda a família: “E para as crianças, possibilita ampliar a percepção do que é cidadania, participação coletiva, apoio da comunidade, tudo com muito lazer e recreação e, principalmente, alegria e felicidade de viver”, concluiu.


As unidades ficam abertas para o público das 9h às 12h e das 13h às 16h. O Clube Escola atende mensalmente, em suas 106 unidades, 80 mil crianças e mais de 350 mil pessoas de todas as idades.

Clique aqui e veja os Clubes Escola que participam do Super Férias




Elymar Santos abre temporada no Bar Brahma do Centro


O tradicional Bar Brahma, situado no famoso cruzamento da Avenida Ipiranga com a Avenida São João, recebe o cantor Elymar Santos para uma temporada no mês de janeiro. O show de estréia, que acontecerá no dia 12, levará aos palcos a emoção e o romantismo do cantor.
Nascido no Rio de Janeiro, Elymar Santos começou a cantar em barzinhos e churrascarias. Posteriormente participou de programas de calouros, e foi no Chacrinha e no Flávio Cavalcanti onde começou a ganhar prestigio e reconhecimento do público.

Em 1985, com sua popularidade em alta, Elymar encantou seus fãs com um show na tradicional casa de espetáculos do Rio de Janeiro, o Canecão, que resultou na gravação de um de seus primeiros álbuns, "Elymar Santos no Canecão". Entre os maiores sucessos do cantor romântico estão "Subindo pelas Paredes", "Escancarando de Vez" e "Taras e Manias".
"Estamos felizes em receber o Elymar às quartas-feiras no Bar Brahma. Tenho certeza que essa parceria será de sucesso e o público vai amar.", diz Álvaro Aoás, sócio do Bar Brahma.
Atraindo públicos de todas as idades, o Bar Brahma oferece música ao vivo e petiscos de primeira. Os frequentadores aproveitam também para desfrutar do glamour dos tempos antigos com móveis e decoração da época. O Bar Brahma recebe cantores e bandas tradicionais no famoso palco do salão principal como Cauby Peixoto, Demônios da Garoa Carolina Soares e atualmente, o cantor romântico Elymar Santos.



Segue a programação musical dos bares:

SEXTA-FEIRA (14/1)
SALÃO PRINCIPAL

21h, R$35 - Angélica Sanssone: Já conhecida por suas apresentações em diferentes casas de sucesso, Angélica traz um repertório que passeia pela MPB, Bossa Nova, Samba, Pop e sucessos internacionais.
23h30, R$35 - Carolina Soares - Samba de raiz

SÁBADO (15/1)
SALÃO PRINCIPAL
R$32,00 (M) e R$ 42,00 (H) (feijoada e couvert artístico) - Samba com Feijoada
14h30- Naninha & Banda: A mistura não poderia ser melhor: uma deliciosa feijoada acompanhada de um bom samba faz parte do show do cantor que já tem 13 anos de estrada. Naninha garante a animação da galera boa de samba e de "prato" todos os sábados à tarde no Bar Brahma Centro.
22h00, R$ 40 - Susy Bastos - MPB/POP
00h00, R$ 40 - Joe Roberts & Friends: O canadense Joe Roberts, é ex-integrante da famosa banda norte americana "Men Without Hats" donos do sucesso "Safety Dance" que vendeu como single no mundo mais de 19 milhões de cópias, e viajou se apresentando por 27 países. No repertório sucessos dos Beatles, Rolling Stones, Eric Clapton, Queen, The Doors, Men At Work, Midnight Oil, Joe Cocker, Pink Floyd, Kiss, The Eagles, Dire Straits, Men Without Hats, The Police, Creedence e muito mais.

Obs: O cliente que assistir aos dois shows na mesma noite pagará apenas o valor de um couvert - R$40.

DOMINGO (16/1)
ESQUINA DA MPB
20h, R$ 15 - Renato Tortorelli e Convidados: Domingos com stand-up, chopp em dobro e rodízio de pizzas.

SEGUNDA-FEIRA (17/1)
SALÃO PRINCIPAL
22h30, R$ 68 - Cauby Peixoto


TERÇA-FEIRA (18/1)
SALÃO PRINCIPAL
22h30, R$ 60 - Demônios da Garoa - Com 60 anos de carreira, o grupo Demônios da Garoa interpreta os grandes sucessos de Adoniran Barbosa com "Trem das Onze", "Saudosa Maloca", "O Samba do Arnesto", entre outros clássicos do samba paulistano dos anos 50, além de canções da música popular brasileira.


SEXTA-FEIRA (21/1)
SALÃO PRINCIPAL
21h, R$ 35 - Angélica Sanssone: Já conhecida por suas apresentações em diferentes casas de sucesso, Angélica traz um repertório que passeia pela MPB, Bossa Nova, Samba, Pop e sucessos internacionais.
23h30, R$35 - Carolina Soares - Samba de raiz
Obs: O cliente que assistir aos dois shows na mesma noite pagará apenas o valor de um couvert - R$35.

SÁBADO (22/1)
SALÃO PRINCIPAL
R$32,00 (M) e R$ 42,00 (H) (feijoada e couvert artístico) - Samba com Feijoada
14h30- Naninha & Banda: A mistura não poderia ser melhor: uma deliciosa feijoada acompanhada de um bom samba faz parte do show do cantor que já tem 13 anos de estrada. Naninha garante a animação da galera boa de samba e de "prato" todos os sábados à tarde no Bar Brahma Centro.

22h, R$40 - Susy Bastos - MPB- POP/Rock

00h00, R$ 40 - Joe Roberts & Friends: O canadense Joe Roberts, é ex-integrante da famosa banda norte americana "Men Without Hats" donos do sucesso "Safety Dance" que vendeu como single no mundo mais de 19 milhões de cópias, e viajou se apresentando por 27 países. No repertório sucessos dos Beatles, Rolling Stones, Eric Clapton, Queen, The Doors, Men At Work, Midnight Oil, Joe Cocker, Pink Floyd, Kiss, The Eagles, Dire Straits, Men Without Hats, The Police, Creedence e muito mais.

Obs: O cliente que assistir aos dois shows na mesma noite pagará apenas o valor de um couvert - R$40.

DOMINGO (23/1)
ESQUINA DA MPB

20h, R$ 15 - Renato Tortorelli e Convidados: Domingos com stand-up, chopp em dobro e rodízio de pizzas.

Serviço do Bar Brahma Centro
Site: www.barbrahma.com.br
Endereço: Av. São João, 677, Centro - São Paulo
Telefone: (11) 3333-3030 /3367-3601/02/03/04
Horário de funcionamento: De terça a domingo a partir das 11h da manhã até o último cliente, e nas segundas-feiras a partir das 17h até o último cliente.
Horário de funcionamento da cozinha: 2ª das 17h às 2h00, 3ª a 5ª, das 11h às 2h00.
6ª e sábado, das 11h às 3h. Domingo das 11h à meia-noite.
Almoço executivo: de terça à sexta, das 11h00 às 16h00 - Vallet gratuito, exceto nos feriados. Aos sábados, feijoada a partir das 11h00.
Ambientes: Salão Principal, Boulevard, Brahminha e Esquina da MPB.
Capacidade da casa:
Salão Principal - 220 lugares
Boulevard - 150 lugares
Brahminha - 120 lugares
Esquina da MPB - 120 lugares
Preço do café expresso:R$ 3,50
Preço do chopp claro: R$ 5,10
Preço do chopp black:R$ 5,90
Long neck:R$ 6,20
Cartões de Crédito: todos
Cartões de Débito: todos
Vale-refeição: Ticket Restaurante e Visa Vale
Ar condicionado: Sim
Acesso para deficientes: Sim
Som Dolby Estéreo: Não
Som digital: Sim
Aceita cheque: Somente de pessoa física
Tem área para fumante: Sim
Aceita reserva: Sim
Manobrista: R$ 14,00
Wifi: Não
Pets: Somente acompanhando portadores de deficiência visual