Nossos Vídeos

segunda-feira, 16 de março de 2009

MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA COMEMORA 20 ANOS COM SHOW DE ELBA RAMALHO


O Memorial da América Latina – presidido por Fernando Leça - ocupa uma área de 84.480 m2, no bairro da Barra Funda. Inaugurado em 18 de março de 1989 com conceito e projeto cultural de Darcy Ribeiro e conjunto arquitetônico de Oscar Niemeyer, o Memorial nasceu com a missão de estreitar as relações culturais, políticas, econômicas e sociais do Brasil com os demais países da América Latina.

O Memorial fomenta a pesquisa e divulga seus resultados. Apóia a expressão da identidade latino-americana e incentiva seu desenvolvimento criativo. Coordena iniciativas de instituições científicas, artísticas e educacionais do Brasil e de outros países ibero-americanos. E difunde a história dos povos latino-americanos às novas gerações de estudantes.

Com seus vários espaços para as mais diversas manifestações artísticas (música, teatro, artes plásticas, dança, literatura, circo etc.) o Memorial é um convite permanente ao lazer e cultura. A Diretoria de Atividades Culturais, sob responsabilidade de Fernando Calvozo, coordena eventos com destaque para aqueles que expressam a identidade latino-americana, como o Festival Ibero Americano de Teatro de S. Paulo e as séries Projeto Adoniran, Música do Meio-dia e Conexão Latina. Tudo é parte de um projeto maior de recuperação da programação da instituição, além da dinamização dos espaços externos do Memorial e da temporada de projetos da Galeria Marta Traba.

No campo artístico, já recebeu o Balé Nacional de Cuba por duas vezes, grandes orquestras como a Filarmônica de Israel, regida por Zubin Mehta, e tem sido palco de conjuntos orquestrais brasileiros, a exemplo da Jazz Sinfônica, e de grandes nomes da música popular como Mercedes Sosa, Astor Piazzola, Libertad Lamarque, Paquito D'Rivera, Caetano Veloso, Tom Jobim, Gilberto Gil, entre muitos outros. Em sua galeria de artes plásticas foram organizadas mostras antológicas como as de Rugendas, Fernando Botero, Juan Rulfo e Oswaldo Guayasamín.
Este ano o Memorial da América Latina comemora os 20 anos de sua fundação em grande estilo. E nesta festa de aniversário quem ganha o presente é o público: show com a estrela da MPB Elba Ramalho, no dia 18 de março, no Auditório Simon Bolívar, às 21 horas. Os ingressos serão distribuídos somente no dia do show, a partir da 14 horas.

Elba Ramalho - acompanhada por César Silveira (acordeon), Elder Caldas (percussão) e Marcos Arcanjo (guitarra e violão) – promete um espetáculo vibrante, à altura da comemoração, interpretando grandes sucessos de sua carreira.

O cardápio musical é formado por “Anunciação” e “Espumas ao Vento” (Alceu Valença), “Gostoso Demais” (Dominguinhos), “Saudade D’Ocê” (Vital Farias), “Dia Branco” (Geraldo Azevedo), “Frevo Mulher” e “Chão de Giz” (Zé Ramalho), “Banho de Chero” (Carlos Fernando), “De Volta Pro Aconchego” (Dominguinhos e Nando Cordel), “Vida de Viajante” (Luiz Gonzaga e Hervê Cordovil), “Xodó” (Luiz Gonzaga), “Na Base da Chinela” (Jackson do Pandeiro) e tantas outras.
No palco: Elba Ramalho (voz e violão), César Silveira (acordeon), Elder Caldas (Percussão) e Marcos Arcanjo (guitarra e violão).
Dona de um timbre inconfundível e de uma energia eletrizante, Elba Ramalho ganhou o Grammy Latino 2008 na categoria Regional Contemporâneo com o CD Qual o Assunto Que Mais Lhe Interessa; mesmo ano em que gravou o DVD Raízes e Antenas. Em 2009, a cantora lançará o CD Balaio de Amor que abre as comemorações de seus 30 anos de carreira, iniciada no final da década de 70. O álbum a leva de volta ao nordeste com canções da nova safra de compositores nordestinos. Elba iniciou na música tocando bateria no conjunto feminino As Brasas, em 1968, que se tornou grupo teatral. Mas ela continuava a cantar, participando de diversos festivais pelo nordeste. Em 1974, trocou a Paraíba pelo Rio de Janeiro, onde se estabeleceu como atriz de musicais. Logo depois, atuou no filme Morte e Vida Severina, inspirado na obra de Guimarães Rosa, integrou o elenco da peça A Ópera do Malandro, de Chico Buarque, e surpreendeu o país com o LP Ave de Prata. Os discos se seguiram a cada ano, juntamente com shows que cada vez marcavam mais o seu domínio dos palcos. Desde então, são 29 álbuns lançados e seis coletâneas. Sua voz já foi ovacionada nos grandes palcos internacionais como Olympiá (Paris), Blue Note (Nova York), Brixton Academy (Londres) e Festival de Montreaux (Suíça). Elba Ramalho também cantou na África, Israel, Portugal, Japão, Cuba, Argentina, Venezuela, Itália, Alemanha, China e em vários outros países.



Memorial da América Latina – Auditório Simón Bolívar
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda/SP -
Tel: (11) 3823-4600
Ingressos: Grátis (apenas 1 par por pessoa, distribuição no dia 18/03, a partir das 14h) - Duração: 1 hora - Classificação etária: Livre - Capacidade: 800 lugares – Acesso universal. Ar condicionado. Não faz reservas. Estacionamento (Portão 15) sem manobrista: R$ 10,00.
Entrada/pedestres: Portão 13. Site: www.memorial.sp.gov.br
Realização: Fundação Memorial da América Latina

*Do Memorial da América Latina*
*
*
*
Assista Elba Ramalho - Canção da Despedida:


*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

GUILHERME ARANTES no Show Intimidade

O cantor, pianista e compositor Guilherme Arantes se apresenta nos dias 04 e 05 de abril no Centro Cultural São Paulo, com o show “Intimidade” trazendo canções inéditas baseadas nos seus dois recentes trabalhos: O CD “Lótus” e do CD/DVD “Intimidade” contendo os grandes hits de sua trajetória.
Entre as novas gravações estão baladas inconfundíveis como “Blue Moon Pra Sempre”, “Verão de 59”, parceria de Arantes com Nelson Mota e “Disque Sim” parceria com Max Viana, filho do Djavan. Já no “Intimidade” hits como “Planeta Água”, “Lindo Balão Azul” e “Cheia de Charme” recebem uma releitura em formato de bossa.
O artista que tem uma agenda de shows constante, nesta turnê procura levar ao público um pouco do Guilherme Arantes “humano”, como por exemplo, o empreendedor que possuí o selo independente Coaxo do Sapo, que dá oportunidades a novos músicos e o ambientalista que mudou para a Bahia e fundou o “Instituto Planeta Água” muito antes da questão aquecimento global tomar a proporção de hoje.

Serviços:
Guilherme Arantes - Show “intimidade”
Local: Centro Cultural São Paulo
Data: 04/04(sábado) às 19h
05/04 (domingo) às 18h
Endereço: Rua Vergueiro, 1000 - ao lado da estação Vergueiro do metrô
Valores: R$15,00 (meia para estudantes)

*Agência Produtora *

*
*
*
Assista Guilherme Arantes: Meu mundo e nada mais



*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

FEBRACE COMEÇA 17 DE MARÇO!

Parece uma exposição de inventos, mas é uma feira de ciências




USP abrigará a maior mostra de ciências do Brasil. Projetos, criados por alunos
do ensino fundamental, médio e técnico, se descatam pelo seu caráter inovador.

Começa na semana que vem (17/3), no campus da USP, em São Paulo, a 7ª edição da FEBRACE - Feira Brasileira de Ciências e Engenharia que é promovida pela Escola Politécnica da USP, por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI). Durante os três dias do evento serão apresentados 282 projetos finalistas selecionados dentre mais de 1 mil submetidos por alunos da 8.ª série do ensino fundamental, do ensino médio e técnico, de todo o Brasil. Os projetos, que se destacam por seu caráter inovador, são uma amostra do quanto esses adolescentes são capazes de criar soluções para resolver problemas concretos da sociedade.


Confira abaixo algumas das inovações que estarão na mostra:

Alarme antienchente: a notícia de uma menina que morreu afogada em casa, porque não teve tempo de escapar de uma enchente, marcou tanto o adolescente Lucas Rezende Caetano, da cidade de São Miguel do Iguaçu (PR), que ele resolveu achar uma solução para que tragédias como esta não se repetissem. Lucas desenvolveu um sistema de alarme que alerta a população sempre o nível d’ água de um rio sobe acima do normal. “A proposta deste invento é dar à população tempo de abandonar o local quando há risco iminente de inundação”, explica ele. O sistema, que já foi testado com êxito, é composto por um adaptador sensorial eletromecânico acionado por água. Possui ainda uma placa de conexão telefônica com discagem automática para a defesa civil. Na FEBRACE, Lucas, que tem 17 anos, vai simular uma mini enchente para mostrar como funciona o seu invento.

“Isopor” ecologicamente correto: Se a fibra de buriti funciona como um bom isolante térmico para conservar os peixes trazidos pelos pescadores do Maranhão, por que não usar essa matéria prima como alternativa ao isopor? Com essa idéia na cabeça, Thiago Rodrigues de Anchieta Silva, de 17 anos, estudante da cidade de Imperatriz, passou a pesquisar o assunto com afinco. Nas brechas de horário entre o trabalho na padaria e os estudos na escola, ele conseguiu determinar o coeficiente de condutividade térmica e o calor específico sensível da fibra, mais especificamente do pepiolo – parte interna da folha do buriti. Resultado: ele descobriu que o buriti tem propriedades térmicas muito próximas da do isopor, com a vantagem de ser biodegradável. Sua descoberta poderá também ajudar a preservar os buritizais na região, já que para fazer recipientes de buriti não é preciso cortar a palmeira. Basta retirar suas folhas. Na FEBRACE, Thiago apresentará uma caixa confeccionada da fibra.

Filtro solar de urucum: estudando a epidemiologia de casos de câncer no Brasil, o estudante Bruno Fernando de Oliveira Buzo, de 17 anos, da cidade de Rio Claro (SP), constatou que o número de casos da doença em algumas etnias de índios era baixo em relação ao restante da população. Mais à frente Bruno associou essa suposta proteção à tintura do urucum e passou a estudar o assunto. Com a orientação de pesquisadores, ele descobriu e isolou o princípio ativo do urucum que confere a fotoproteção, a bixina. O próximo passo foi criar um creme à base de urucum e óxido de zinco (protetor físico), e testá-lo em roedores. “O resultado deste teste mostrou que esse protetor solar é tão eficiente quanto os que são comercializados no mercado”, conta Bruno, que irá em breve iniciar os testes do produto em humanos “A análise de custo de produção mostrou que esse produto pode ser vendido por um preço 42% menor que os demais protetores”, ressalta ele. “Minha expectativa é que isso beneficie a população de baixa renda, que não tem condições de pagar por um filtro solar convencional.” Na FEBRACE, Bruno levará amostras do produto.

Sensor anti-incêndio: aparelhos eletroeletrônicos, que possuem sistema de aquecimento por chapa, como ferro de passar roupa e chapinha de cabelo, podem provocar incêndios caso sejam esquecidos ligados pelo usuário. Para conferir mais proteção ao consumidor, duas estudantes de uma escola técnica Novo Hamburgo (RS) desenvolveram um sensor de toque e proximidade que desliga o aparelho automaticamente quando este não está sendo utilizado pelo usuário. “Além da proteção, esse sistema também proporciona economia de energia”, lembra uma das autoras do projeto, Solange Vanessa Sauter.

Braço mecânico: um braço mecânico, feito de PVC e seringas, e movimentado pela pressão da água, será uma das atrações da FEBRACE. A engenhoca, desenvolvidas por três estudantes de Santa Rosa de Goiás (GO), é capaz de pegar pequenos objetos quando se movimenta as mangueiras que ficam conectadas ao braço. “O mecanismo foi concebido segundo o Princípio de Pascal”, diz a orientadora do projeto, a professora Kátia Faria Bessa. Segundo esta lei da Física, qualquer alteração de pressão produzida num líquido em equilíbrio transmite-se integralmente a todos os pontos do líquido e às paredes do recipiente. Cadeiras de dentista, elevadores de automóveis e freios hidráulicos são algunas exemplos de aplicação desta lei da Física “Neste caso, o braço mecânico será usado como uma ferramenta de ensino, ajudando alunos do ensino fundamental a compreender a Lei de Pascal.”

Software para deficientes visuais: dar condições para que deficientes visuais tenham autonomia na hora de fazer um prova na escola ou em um concurso público. Essa é a proposta do ÁudioTeste, um software criado por dois alunos de 17 anos da Fundação Nokia de Ensino, de Manaus (AM), que conta com recursos de áudio e teclas de atalho para orientar passo a passo a execução de um teste. “Com este software, o deficiente visual não precisa que outras pessoas ditem as questões para ele”, conta Marcelo Henrique Souza da Silva, um dos autores do projeto. Além disso, o programa possui ferramentas para o avaliador criar e alterar a prova; aplicá-la em rede e ainda enviar o resultado por e-mail. O software estará no evento para demonstração.

Descarga d’água econômica: enquanto engenheiros e designers quebram a cabeça para criar vasos sanitários que economizem mais água, dois estudantes do Pará desenvolveram um sistema de descarga com esta finalidade baseado em um conceito muito simples e de baixo custo. Batizado de Deas – Dispositivo de Economia do Aparelho Sanitário, esse sistema prevê que haja duas cordas para acionar a descarga em vez de apenas uma. “Uma corda, que solta menor vazão de água, é para o descarte da urina; a outra, com maior vazão, é para as fezes”, explica Rennan Leite, de 17 anos, um dos autores do projeto que estuda na Fundação Bradesco em Paragominas (PA). Ele conta que no Estado do Pará a descarga acionada por corda é a mais usada pela população de baixa renda. “Mas esse conceito também pode ser aplicado em descargas acionadas por botão; basta ter duas opções de vazão de descarga.” Um modelo da descarga será apresentado na FEBRACE.

E mais:

- Lixeira seletiva automatizada
- Desidratador solar para conservação de frutas e legumes
- Sistema inteligente de identificação de veículos
- Coleta de água pluvial
- Kit de leitura para evitar Lesão por Esforço Repetitivo .....


Sobre o evento: A 7ª edição da FEBRACE será realizada de 17 a 19 de março, das 14h00 às 19h00, no estacionamento da Escola Politécnica da USP (Av. Prof. Luciano Gualberto, n° 380, travessa 3, Cidade Universitária, São Paulo). A entrada é franca e são esperados mais de 12 mil visitantes. Mais informações no site da FEBRACE. Paralelamente, também ocorrerá a III Mostra MERCOSUL de Ciência e Tecnologia, com exposição de projetos científicos e tecnológicos de estudantes do ensino médio selecionados em feiras de ciências de quatro países membros e um país associado.

*Acadêmica Agência de Comunicação*
Érika Coradin / Angela Trabbold


Como chegar:


Exibir mapa ampliado

*
*
*
Mural:

Educação a Distância

Empregos Manager Online

RITTO ABRE PARA ALMOÇO COM REFEIÇÕES LEVES

A Ritto Pizzeria, localizada na Vila Leopoldina, abriu as portas de sua reconhecida adega de mais de 400 rótulos para receber sua clientela com pratos leves e despretensiosos, vinhos em taça a preços justos ou um cafézinho.
Funcionando de segunda à sexta-feira do meio-dia às 16h. A casa tem como objetivo atender uma recente demanda da região que começa a ter bastantes escritórios e atividades comerciais ao redor, oferencendo uma alternativa de almoço rápido e de qualidade, uma pausa para o café ou até mesmo um local tranquilo e charmoso para uma reunião de trabalho, pois é oferecido serviço de internet wi-fi.
O cardápio proposto é enxuto, porém foi elaborado com muita dedicação pelo proprietário Luiz Massella, conforme já é de praxe na Ritto e marcam os ingredientes selecionados.
* Bocontini

Para petiscar pode-se optar por uma porção de Salumeria, composta por Presunto Parma, Mortadela com pistacio - todos italianos – Panceta e Bresaola. O prato vem companhado uma porção de torradas de pão caseiro (R$ 30,00) ou a porção de Queijos , onde o cliente pode escolher dentre as opções, um ou dois tipos dos que mais lhe agradam: Gorgonzola, Taleggio, Feta, Mussarela de Búfala, Gruyere, Grana Padano, Brie e Camenbert. A porção também vem com torradas, feitas com o pão da Ritto (R$ 26,00). Se desejar alguma entrada com uma pitada de inovação, vale provar o Boccocini, feito mussarela de búfala envolta por radicchio, salpicado com raspinhas de Grana Padano, coberto com Panceta, assados no forno a lenha (R$ 24,00).
Como pratos principais destacam-se o Panini di Agnelo, que é um Panini recheado com hambúrguer de cordeiro, mussarela de búfala, hortelã e pignoles torrados, servido com uma mini-salada de rúcula, tomate cereja e croutons (R$ 27,00), além do imperdível Gateau de batata, elaborado com Batata cozida, temperada com parmesão, flor de sal e pimenta do reino moída na hora; recheada com presunto italiano Parma, assado sobre panceta no forno a lenha; servida com fagottinis de prosciutto que sao bolinhos de frango assados com Presunto Parma e salvia (R$ 28,00).
* Gateau de batata e fagotini de frango parma e salvia
Na lousa da adega sempre constam as ofertas de vinhos em taça do dia, entre brancos, tintos, rosés e espumantes têm preços que variam de R$ 9,00 a R$ 14,00. Também são servidas água, cerveja importada e refrigerantes.
Para sobremesa sugere-se Pera ao vinho R$ 10,00 ou Torta de maça com sorvete de crème da La Basque R$ 10,00; vão muito bem. Depois um café da Fazenda Pessegueiro (R$2,80).
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

BASF inova com não-tecido superabsorvente e impermeável

Imagens: Basf


BASF inova com não-tecido superabsorvente que se torna impermeável e proporciona conforto térmico. Luquafleece® é polimerizado diretamente nas fibras e não apresenta partículas soltas. O produto absorve até 400 vezes seu peso molecular usual em seus polímeros.
Desenvolvido por químicos da BASF, o não-tecido superabsorvente torna os produtos impermeáveis.
Capaz de absorver, reter e liberar soluções aquosas, a substância é aplicável em diversos materiais. Produzido através do processo de polimerização de alguns monômeros diretamente no não-tecido, o superabsorvente não possui partículas soltas, um diferencial perante outros produtos do mercado.
A BASF é uma das maiores produtoras mundiais de superabsorventes. Mais de 90% dessa capacidade está na forma de produtos de especialidade para a indústria da higiene, que os utiliza na fabricação de fraldas infantis, fraldas de incontinência e absorventes higiênicos.
Mas a capacidade de aplicação destes produtos é muito mais ampla.
Luquafleece® pode ser aplicado como controlador térmico (por ventilação) e selante de umidade em calçados, estofados, vestuário, entre outras aplicações. O produto funciona de maneira simples; ao absorver toda a solução possível, ele se fecha hermeticamente, impedindo a entrada de qualquer tipo de substância, sólida ou líquida, pela barreira mecânica.
Logo em seguida passa a evaporar esta solução e seus poros se abrem em curto espaço de tempo, proporcionando ventilação ao local.
Esta série de funções pode ser repetida muitas vezes, por isso, a utilização do produto tem grande ciclo de vida em longo prazo, diferencial do produto BASF frente aos outros no mercado.
O produto pode, ainda, ser produzido em diferentes gramaturas de acordo com a sua finalidade de aplicação, dependendo da quantidade de solução aquosa a ser absorvida. Um único metro quadrado do produto pode absorver até 26 litros de água e quando seco tem milímetros de espessura.
Luquafleece® já é utilizado no mercado de calçados alemão, em conjunto com a empresa IQ-TEX. As galochas de chuva confeccionadas pela IQ-TEX com aplicação do Luquafleece® tem capacidade para absorver cerca de 400 vezes seu peso molecular usual, além de manterem a saúde dos pés, por proporcionarem ventilação após a evaporação da água.
Na produção de estofados – colchões, sofás, bancos automotivos – o produto funciona como um regulador térmico, porque consegue reter a umidade do suor, por exemplo, e depois liberá-la sem que haja qualquer incômodo ao usuário.

Sobre a BASF
A BASF é a empresa química líder mundial: The Chemical Company. Seu portfólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance, produtos para agricultura e química fina até petróleo e gás natural. Como uma parceira confiável, a BASF ajuda seus clientes de todas as indústrias a atingir ainda mais o sucesso. Com seus produtos de alto valor e soluções inteligentes, a BASF tem um papel importante para encontrar respostas a desafios globais como proteção climática, eficiência energética, nutrição e mobilidade. A BASF conta com aproximadamente 97.000.
colaboradores e contabilizou suas vendas em mais de 62 bilhões de euros em 2008. As ações da BASF são atualmente negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). As vendas na América do Sul totalizaram aproximadamente €2.99 bilhões de
euros em 2008 (Esse resultado abrange os negócios realizados pelas empresas do Grupo na região, incluindo a Wintershall - empresa situada na Argentina, voltada à produção de óleo cru e gás). Na América do Sul, a BASF contava com mais de 5.000 colaboradores em 31 de dezembro de 2008.
Mais informações sobre a BASF estão disponíveis no endereço http://www.basf.com/
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

OVOS DE PORCELANA - PÁSCOA CHIC

A Chocolat du Jour tem várias opções para quem gosta de seguir a tradição e presentear na Páscoa com ovos de chocolate. Os tradicionais OVOS DU JOUR, podem ser encontrados em vários tamanhos e sabores: Au Lait, Croquant, Noir, Blanc e Miti Miti (metade Au Lait, metade Croquant Blanc).

Com um toque de sofisticação, chegam as METADES DE OVOS em quatro versões:
· Bombons Sortidos,
· Abricot (damasco semicoberto com chocolate Noir),
· Choco Mix
(amêndoas e macadâmias cobertas com chocolate e pó de cacau)
· Truffes Du Jour.
A inovação fica por conta da harmonização de frutas com chocolate que aparecem em 3 sabores exclusivos: ChocoBerry, ChocoOrange e ChocoPomme.
As frutas são levemente desidratadas, intensificando o seu sabor e encontram o equilíbrio perfeito com o chocolate noir.

Completam a linha os OVOS PORCELAINE, em estilo art deco, recheados com ovinhos nos sabores: Nougat, Secret e Noir.

Chocolat du Jour
Loja Virtual – http://www.chocolatdujour.com.br/
Informações (11) 3168-2720
Shopping Iguatemi – Piso Térreo
Shopping Cidade Jardim
Rua Prof. Atílio Innocenti, 32 – Itaim Bibi
Rua Haddock Lobo, 1672 – Jardins

* Cris Fusco - Flavia Fusco Assessoria de Comunicação*

*
*
*
Mural:

* Assista a entrevista na Ofner - Edição de Páscoa

no Yahoo! Vídeo

*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

DICAS PARA SE DAR BEM NUMA DINÂMICA DE GRUPO

COMO SE DAR BEM EM UMA DINÂMICA DE GRUPO

* Giuliano Bortoluci

Hoje, grande parte das empresas incluem em seu processo de seleção de estagiários as chamadas dinâmicas de grupo. Essa ferramenta de identificação de possíveis talentos ajuda os gestores a perceberem o perfil dos candidatos, que são submetidos a uma situação estratégica, permitindo aos consultores analisar as reações e os comportamentos do indivíduo em relação ao grupo.

Como em todo processo de seleção, você será observado e analisado. Não sinta-se incomodado com isso e não deixe que essa situação interfira na sua atuação. Por isso, seguem algumas dicas para que você aumente suas chances de se dar bem em dinâmicas de grupo. São elas:

Boa apresentação pessoal - A primeira impressão conta muito. Por isso, vista-se adequadamente e de acordo com o segmento da empresa. Mas um item não pode ser deixado de lado: o conforto. No caso das mulheres, para quem não é acostumada a usar salto alto, por exemplo, a melhor opção é colocar um sapato baixo. Asseio e cuidados pessoais do tipo barba, cabelos e maquiagem bem cuidados somam pontos à primeira vista, perfumes, se usados, devem ser discretos. Não é educado fumar durante uma entrevista. Procure estar informado sobre as notícias do dia num jornal diário da sua cidade, é bastante comum elas fazerem parte da sua entrevista;

Iniciativa - Tenha sempre boas iniciativas e deixe isso transparecer durante os processos seletivos. Mas lembre-se, caso não seja esse o seu perfil, não force uma situação, pois você pode não se sair muito bem. De qualquer forma, nunca desista antes que o coordenador da atividade a encerre;

Criatividade - Frente às atividades propostas mostre-se criativo, mas não exagere para não fugir da idéia sugerida inicialmente. Criatividade é um dos pontos analisados em muitas dinâmicas e, por isso, caso tenha uma grande idéia faça com que ela se destaque;

Bom relacionamento com o grupo – É muito importante saber trabalhar em equipe e o candidato que possui esse perfil se diferencia dos outros. As empresas mais do que nunca contratam pessoas que saibam construir e manter bons relacionamentos. Caso você tenha perfil de liderança, assuma-o dentro do grupo, mas antes de tomar qualquer atitude observe e escute a todos do grupo. Lembre-se que o mais importante é ajudar a equipe a atingir a meta, independente da posição que ocupar nele; e

Conhecimento – Mantenha-se sempre atualizado sobre os acontecimentos mundiais, isso irá te ajudar. Para isso, recomendo leitura de veículos diários, sejam eles impressos ou on-line. A leitura regular de revistas especializadas do segmento em que pretende atuar representa um diferencial importante na hora de ficar antenado.

Alguns dos erros mais comuns em dinâmicas de grupo, como entrar mudo e sair calado, falar mal da antiga empresa e do último chefe ou manter conversas paralelas, podem ser evitados. Mas o principal e, mais grave, erro é fingir ser uma pessoa que você não é. Por que, caso seja contratado, a sua verdadeira personalidade será revelada e você sofrerá as consequências. Por isso, seja, acima de tudo, autêntico. Dessa forma irá sempre se sair bem e, ainda que a contratação não venha naquele momento, saiba que as pessoas poderão se lembrar de você em outras oportunidades.

Giuliano Bortoluci é Diretor de Comunicação do Site Estagiários.com, especializado no encontro dos melhores talentos e oportunidades de estágio para iniciar a carreira no mercado de trabalho. A empresa está há 10 anos no mercado e oferece todas as soluções online para emissão e impressão das documentações e formalizações jurídicas necessárias às contratações de estagiários, nos termos da Lei vigente.
* Image Press - Natalia Fernandes*
*
*
*
Mural:


Empregos Manager Online

BRASIL CACAU NOS SHOPPINGS ARICANDUVA E ABC PLAZA

BRASIL CACAU INAUGURA MAIS DUAS LOJAS

Shoppings Aricanduva e ABC Plaza são os próximos endereços da rede que não para de crescer.
A Brasil Cacau iniciou oficialmente suas operações em São Paulo no dia 22 de janeiro. Bastou abrir as portas para o departamento de franquias do Grupo CRM, controlador da marca, receber por email e telefone, mais de mil pedidos de reserva de franquias. As lojas dos Shoppings Aricanduva e ABC Plaza, ambas próprias, serão inauguradas nos dias 17 e 19 de março respectivamente. As lojas no Brooklin, Jabaquara, Shopping Mauá, Shopping Boulevard Tatuapé, Shopping Penha, Shopping Suzano e Ipiranga já foram inauguradas. Até o fim de março, São Bernardo do Campo e Terminal Tietê – a primeira franqueada - também vão conhecer o novo sabor do chocolate legitimamente brasileiro.

Todas as lojas já estão com sua linha de Páscoa nas vitrines. Trata-se de uma Páscoa essencialmente brasileira que homenageia o país ao mesclar chocolate com aromas e cores na primeira Páscoa da marca. São 20 lançamentos exclusivos para a data.

Durante o primeiro mês de operação, as recém-inauguradas lojas da Brasil Cacau farão a degustação de vários produtos. O objetivo é incentivar a experimentação e divulgação da variedade do mix de sabores. Diariamente haverá degustação de produtos, das 12h às 14h, ou até o término do estoque destinado para ação.

A Brasil Cacau tem como principal objetivo finalizar 2009 com 50 lojas e, em quatro anos, alcançar o número de 500 lojas pelo Brasil. A marca nasceu com a missão de se tornar uma das mais importantes no setor e, faz uma homenagem aos brasileiros ao representar a cultura brasileira nos produtos, nas embalagens, na logomarca e nas peças publicitárias.

Cauã convida

O ator Cauã Reymond se encarregou de fazer os convites para as inaugurações das próximas lojas. Diariamente, moradores que residem próximos aos Shoppings Aricanduva e ABC Plaza recebem uma mensagem fonada do ator convidando para a inauguração e, dias depois, um convite impresso, dando direito a um delicioso brinde que poderá ser retirado em qualquer loja da Brasil Cacau.

Shopping Aricanduva - Av. Aricanduva, 5555, Loja 221
Shopping ABC Plaza - Av. Industrial, 600, Santo André, loja 63-A
Horário de funcionamento:
De segunda a sábado das 10h às 22h e aos domingos das 14h às 20h.
Aceita os cartões: Visa, Visa Electron, Mastercard e Maestro.
http://www.brasilcacau.com.br/
0800-770-0201
*WCR Press*
*
*
*
Mural:

* Assista a entrevista na Ofner - Edição de Páscoa

no Yahoo! Vídeo

Educação a Distância



240 FAMÍLIAS RECEBERAM AS CHAVES DO CDHU

Governador José Serra e secretário Lair Krähenbühl (Habitação) conhecem novos apartamentos da CDHU, acompanhados por moradora

Foto: Milton Michida

O governador José Serra, acompanhado do secretário da Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl, entregou na última quinta-feira (12/03/09), as chaves de novos apartamentos construídos pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) para 240 famílias da Vila Curuçá, na zona leste da capital.

“Nós estamos entregando hoje 240 casas feitas em parceria com o movimento de sem teto. Movimento de gente que não tem moradia e que inclusive trabalhou nesta construção. São 240 apartamentos de bom padrão”, comentou o governador.

Serra destacou ainda que visitou um casal que pagava R$ 270,00 de aluguel e que, a partir de agora, vai desembolsar apenas R$ 67,00 na prestação de sua casa própria. “A prestação é calculada segundo a renda da família e isso envolve, naturalmente, o subsídio que o governo dá para que as pessoas possam pagar uma prestação mais baixa”, finalizou.

Atualmente, a CDHU tem em andamento diversas ações, entre construção de moradias e obras de urbanização, que vão beneficiar mais de 100 mil famílias, sendo 40 mil somente neste ano. No conjunto habitacional entregue nesta quinta-feira e viabilizado pelo "Programa Parceria com Associações e Cooperativas", o governo do Estado investiu R$ 7,3 milhões. A entidade parceira é o Movimento dos Sem-Terra de São Miguel Paulista, que indicou as famílias beneficiadas, contratou assessoria técnica, mão-de-obra especializada e administrou os trabalhos. A CDHU elaborou o projeto executivo, executou a infraestrutura, repassou recursos para compra do material de construção e supervisionou as obras, realizadas em mutirão pelos futuros moradores.
Desde 2007, a CDHU beneficiou 7.589 famílias na zona leste da Capital, sendo 3.948 com urbanização e 3.641 com novas moradias, o que representa um investimento de R$ 161,7 milhões. Outras 6.348 moradias estão sendo erguidas na região com recursos da ordem de R$ 226,2 milhões. A Companhia tem, ainda, programada para a região a construção de mais 8.049 unidades habitacionais.

Com 45,46 m² de área construída, os apartamentos têm dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O conjunto é formado por doze prédios de cinco andares, devidamente cercados, e conta com dois centros de apoio comunitário, dois playgrounds, estacionamento pavimentado com 120 vagas, paisagismo, além de toda a infraestrutura de redes de água, esgoto, energia elétrica e telefonia.

Das famílias beneficiadas, 91% têm renda mensal entre um e três salários mínimos. Geralmente, esse segmento da população é excluído do mercado imobiliário por não conseguir arcar com o financiamento habitacional. Graças à política habitacional do Estado, os mutirões da zona leste têm garantido o direito à moradia. Eles terão prazo de 25 anos para quitar o imóvel e pagarão prestações subsidiadas pelo governo estadual e calculadas conforme seus rendimentos. O valor da menor parcela é de R$ 62,25 e quem ganha até três salários desembolsará no máximo 15% da remuneração.

Da Secretaria da Habitação/CDHU

*
*
*
Mural:

REPELETRON
Este é o Repelente não tóxico, que afasta eletronicamente baratas, morcegos, pernilongos, ratos, carrapatos e muito mais!
Visite o site!

GUIRLANDAS PARA O ANO TODO


Para mostrar que guirlandas não servem para decorar a casa apenas no Natal, a artista Fátima Heitor criou uma linha que pode ser usada o ano todo, tanto em ambientes externos como dentro de casa.
Desde pequena, Fátima Heitor foi apaixonada por guirlandas. Em suas viagens com a família para outros países, ficava encantada com a diversidade de materiais e cores usadas para criar os enfeites, além da criatividade na hora de usá-los na decoração da casa. E foi inspirada na sua paixão de infância que hoje, designer de formação, Fátima lança uma linha de guirlandas para serem usadas como peças de decoração não só no período de Natal, mas o ano todo. “Eu me perguntava – por que não podemos também no Brasil aproveitar a beleza das guirlandas para enfeitar a casa permanentemente, assim como fazem os europeus e americanos?”, lembra.
Mas o objetivo de Fátima não era apenas “importar” o costume e o modo de fazer as guirlandas de outros países. Por isso, a artista fez uma releitura do símbolo milenar usando materiais genuinamente brasileiros – como sementes, flores e frutos do cerrado e da Amazônia. “Nós temos uma riqueza de sementes, flores e folhas inimagináveis, que são descartadas pela Natureza. Achei que era o momento de fazer deste desperdício uma obra de arte”, conta.
O resultado é um trabalho universal na forma, mas regional no seu conteúdo. São guirlandas que transitam entre o rústico e o sofisticado, e que podem ser uma peça de decoração para a casa de campo ou para o apartamento na cidade. São feitas não só para serem colocadas nas portas, mas também em outros ambientes, como próximas à lareira e em salas de estar. “Tenho uma gama de materiais que compõem a melhor guirlanda para cada situação. Se quero uma guirlanda mais primaveril, utilizo mais flores, como o bouganville e as sempre-vivas, sempre desidratadas. Se o objetivo é uma guirlanda mais rústica e encorpada, dou preferência às sementes, como as estrelinhas, as mini-pinhas, as sementes em forma de coração e as mamon inhas”, explica Fátima.

Praticidade

As guirlandas da artista são feitas para durar por muito tempo. Primeiro, porque todas as sementes, folhas e flores passam por um processo de desidratação que confere ao trabalho resistência. Além disso, caso os objetos acumulem poeira, podem ser lavados em água. “Depois de uma boa lavagem, eles recuperam toda a vivacidade dos primeiros dias”, diz Fátima.
O peso das guirlandas também varia de acordo com o material escolhido. Para guirlandas de portas, que precisam ser mais leves, Fátima utiliza mais flores e folhas. Já para as guirlandas de varandas, lareiras e paredes, ela abusa das sementes. “A natureza do Brasil é tão rica que aqui se pode encontrar sementes nas mais variadas formas, como as que imitam fielmente o formato de um coração. Nada mais perfeito para produzir guirlandas”, conta Fátima, que ainda finaliza suas peças com capim-cheiroso, uma forma de decorar e perfumar ao mesmo tempo.
As guirlandas também são únicas no processo de criação da artista. No mínimo, cada uma leva de dois a três dias para nascer – em um ritmo de trabalho de muita meticulosidade e paciência. Fátima une as sementes, folhas e flores, uma a uma. Seguindo a concepção de trabalho da artista, a estrutura da guirlanda também é montada a partir de material encontrado na natureza. Os arcos são feitos de palha e alguns são forrados com folhas de palmeira, para dar mais sustentação às delicadas peças.
Encomendas pelo e-mail mfatima.heitor@gmail.com ou pelo telefone (21) 2288-0704.

* Ana Domingues - Asses. de Comunicação*
*
*
*
Aprenda a fazer uma guirlanda de Natal:



http://www.youtube.com/watch?v=SWeUfeBE1Ew

*
*
*
Mural:



Empregos Manager Online

Miniatura Corda

SÍNDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL

A Síndrome da Alienação Parental (SAP) é o processo em que um dos genitores (geralmente o que detém a guarda da criança – em 91,3% dos casos a mãe, segundo dados do IBGE) programa o filho para que ele odeie o genitor sem qualquer justificativa. O filho após a separação dos pais passa a ser utilizado como instrumento de vingança e agressividade direcionado ao parceiro. O termo foi denominado pelo psiquiatra americano Richard Gardner em 1985.
A criança que ama seu genitor é incitada a afastar-se dele, que também a ama. Entra em cena a contradição de sentimento e a destruição do afeto entre ambos. A partir disso, a criança perde a confiança no genitor e passa a ter um vínculo maior com o outro, aceitando tudo o que lhe é dito como verdade. A mãe tenta afastar o pai a qualquer custo, que é agora considerado um invasor.
Roberta Palermo é terapeuta familiar e autora dos livros "Madrasta-Quando o Homem da sua vida já tem filhos" e "100% Madrasta-Quebrando as Barreiras do preconceito”, declara que” perante as dificuldades impostas pela mãe , alguns pais desanimam e até desistem, somem. Outros largam mão, deixam pra lá e aceitam as migalhas de convivência oferecidas pela ex-esposa. Mas não são essas as saídas adequadas. O pai precisa ter forças para enfrentar o problema e resolvê-lo. Não pode desistir de ser pai, de dar essa oportunidade ao filho. Desistir é ser conivente com a decisão da mãe. A justiça pode ser lenta, até injusta às vezes, mas é esse o caminho que o pai tem para reverter o problema.” Existe já um projeto de lei do deputado Regis de Oliveira (n.4053/2008) que prevê a punição severa do pai ou mãe que incitar o ódio no filho após a separação. As punições vão desde advertência até a perda da guarda da criança e do poder familiar.
Crianças vitimas da Síndrome da Alienação Parental são mais propensas a apresentar distúrbios psicológicos como depressão, ansiedade e pânico; utilizar drogas e álcool como forma de aliviar a dor e culpa da alienação; cometer suícidio; apresentar baixa auto-estima; não conseguir uma relação estável quando adultas e possuir problemas de gênero, em função da desqualificação do genitor alienado.
Além do mais, conforme o advogado Marcelo Catelli Abbatepaulo, “discute-se muito a respeito da SAP pelas vias psicológicas, através de diagnósticos de casos e suas conseqüências, porem muito pouco ou quase nada se debate as respeito das medidas legais com a finalidade de inibir, mitigar ou impedir tal odiosa prática”, declara.
Adriana Gonçalves, 31 anos, é mãe e madrasta. Vive na pele um caso grave de SAP com a enteada. A mãe promove a violência emocional com a criança desde que seu atual marido se separou dela, quando a menina tinha apenas 04 anos de idade. “Quando engravidei, o quadro piorou: a mãe dizia para a minha enteada que o pai não gostava dela, que só gostava do bebê que ia nascer. Amedronta a filha a todo o momento, incita o ódio contra o pai e ainda descobrimos por acaso que a menina estava largada à própria sorte em uma visita que fizemos no colégio em que ela estuda. A mãe chegou a agredir verbalmente uma professora, constrangendo a filha perante todos, o que resultou em um BO. Já pedimos a guarda da minha enteada e estamos aguardando a decisão da justiça.”, declara Adriana.
Para Marcos Alberto F. dos Santos, 25 anos, a situação é mais grave do que se possa imaginar. Segundo ele, a ex-mulher foge com a filha de um ano e desaparece por semanas, sem que ele saiba onde elas estão. Quando pede ajuda às autoridades, ninguém faz nada e dizem apenas que ele deve esperar. “Ela me pune através de minha filha, por eu não querer mais voltar o relacionamento. Meu sofrimento não termina nunca, o que percebo é que ser mãe neste país significa estar acima da lei”, finaliza.

Luciana M. de Godoy, outra madrasta que presencia um caso de SAP gravíssimo com seu atual marido, “Precisamos frear com urgência a Síndrome da Alienação Parental, caso contrário, continuaremos a viver em um caos geral, com adolescentes indo às drogas e ao álcool, sem auto-estima, com dupla personalidade, caráter de crianças que quando adultas não serão reconhecidos, sem chão, sem rumo, com culpa de ter alienado seus pais, por terem agido injustamente, por terem sido manipulados por mães sociopatas. Estas crianças dificilmente conquistarão seu espaço, pois carregarão a sombra do abuso psicológico que foram acometidas. Retrato de uma sociedade cada vez mais doente”, finaliza.

Abbatepaulo indaga – “Será que o simples exame dos autos e rápidas audiências são suficientes para detectar que um menor está sendo programado para, injustificadamente, rejeitar seu genitor? Será que uma prestação jurisdicional célere, mas em que não se observam o melhor interesse do menor, protegendo sua formação e personalidade e os direitos do genitor alienado e os dos idosos privados da convivência com o menor é eficaz e justa?”
Um documentário sobre o tema chamado "a Morte Inventada" terá estréia no início de Abril com depoimento de vários filhos que foram submetidos à alienação parental. Veja o trailer em www.amorteinventada.com.br , produzido pela Caraminhola Produções.

http://www.youtube.com/watch?v=CdyVtFh4Yic

“A Morte Inventada” é longa-metragem documentário que busca discutir um distúrbio cada dia mais habitual no âmbito das disputas pela custódia de um filho na hora da separação de um casal: A Alienação Parental – AP; a situação na qual um genitor procura deliberadamente alienar (afastar) o seu filho ou filha do outro genitor, deturpando a sua mente, tendo normalmente êxito em seus intentos.
A sua manifestação consiste na campanha de difamação contra um genitor. É o resultado da combinação de uma programação (lavagem cerebral) levada a cabo pelo ensinamento sistemático de um genitor alienante, a fim de destruir o vínculo entre o genitor alienado e a criança, destruição essa que, infelizmente, se perdura quase sempre para toda a vida.

Miriam Matos - Assessoria
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

11 NOVOS HOSPITAIS TERÃO TRATAMENTO INTEGRAL AOS DOENTES DE CÂNCER


MS amplia tratamento integral aos doentes de câncer
Portaria habilita 11 novos hospitais em sete estados. Com isso, todos estados, exceto Roraima, passam a ter, pelo menos, um hospital habilitado na área
O Ministério da Saúde publica nesta sexta-feira (13) uma portaria que reforça que o doente de câncer tem que ter tratamento integrado da doença nos hospitais habilitados na área de oncologia. O documento também atualiza as já existentes 231 habilitações hospitalares no tratamento do câncer e credencia, na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), 11 novos hospitais em sete estados. Com essa política, o MS facilita a vida do paciente de câncer, que encontrará nessas unidades desde um exame até cirurgias mais complexas.
A habilitação de um hospital em oncologia significa que ele realiza também duas modalidades do tratamento de cânceres: a cirurgia e a quimioterapia, no mínimo, sendo o serviço de radioterapia, quando existente, devidamente especificado na habilitação. Com a portaria, serão beneficiados os municípios de Salvador (BA), Anápolis (GO), Betim (MG), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Arapongas (PR), Curitiba (PR), Umuarama (PR), Natal (RN), São José dos Campos (SP) e São Paulo (SP). Com a publicação desse documento, todos os estados brasileiros – exceto Roraima – passam a ter, pelo menos, um hospital habilitado em oncologia.
No país, o Ministério da Saúde já habilitou 242 unidades que incluem 258 estabelecimentos de saúde. Desde setembro de 1998, o MS vem organizando a assistência aos doentes de câncer no país. Desde então, foram publicadas portarias sobre a organização do SUS para os tratamentos especializados de alta complexidade, mas que nem sempre abarcavam a integralidade que o diagnóstico e o tratamento do câncer exigem.
A partir da Portaria 513, de 26 de setembro de 2007, o MS passou a não mais habilitar novos serviços isolados de radioterapia ou de quimioterapia, com o intuito de oferecer ao paciente um atendimento integral, que só é viável dentro de um hospital, com uma estrutura de serviços gerais e especializados. Esses hospitais, dependendo do seu grau de complexidade estrutural e funcional, passaram a ser habilitados como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) ou Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon). Depois disso, com a Portaria 146, de março de 2008, os serviços isolados continuaram na Rede de Atenção Oncológica dos estados que deles dispunham, mas com uma autorização temporária que venceu em fevereiro deste ano.
O objetivo do MS era acabar com os serviços isolados, mas, como essas unidades de saúde ainda não tinham condições de se habilitarem como Unacon ou Cacon, o ministério, em conformidade com as respectivas secretarias municipais e estaduais de saúde, está dando mais um prazo para que eles se adequem e se mantenham na rede. Com isso, foi criada na portaria 146 (que está sendo revogada pela atual portaria) a figura do Complexo Hospitalar. Com ele, é possível que diferentes serviços isolados de radioterapia ou de quimioterapia indicados por essas secretarias se integrem ao atendimento já realizado em hospitais.
“É internacionalmente reconhecido que o desenvolvimento do diagnóstico e do tratamento do câncer exige profissionais experientes e estabelecimentos de saúde com estrutura adequada. Organizar um sistema de saúde para cobrir todas essas variadas ações é, igualmente, uma tarefa complexa e contínua, e a organização do atendimento na alta complexidade da Rede de Atenção Oncológica, objeto dessa nova Portaria da SAS, é uma das etapas dessa tarefa", explica Inez Gadelha, da coordenação-geral de Alta Complexidade, do Ministério da Saúde.

ATENDIMENTO - Atualmente, a rede de atenção oncológica é formada por hospitais habilitados, como Unacon ou Cacon, e aqueles habilitados como Hospital Geral com Cirurgia Oncológica (que só realizam as cirurgias, não têm a condição de realizar os outros tratamentos). Quando os hospitais habilitados como Unacon e Cacon de um estado não conseguem atender a toda a demanda de cirurgias, eles são habilitados como sendo de Cirurgia Oncológica, com o compromisso de evoluírem em sua organização estrutural e funcional para atingirem a condição de habilitação como, pelo menos, Unacon. Por isso eles são apenas nove em todo o país.
Além disso, continuam oferecidos serviços isolados de radioterapia ou de quimioterapia, que têm a obrigação de se conveniar com um hospital, para o atendimento de internação de seus doentes, quando se faz necessário, até que se integrem definitivamente a um hospital com vistas à habilitação deste como, no mínimo, Unacon. A organização do acesso e dos atendimentos entre esses estabelecimentos de prestação parcial de serviços são definidos e regulados pelas respectivas secretarias de saúde.
Estima-se que, em 1999, 156 mil doentes receberam quimioterapia no país. Em 2008, esse número já ultrapassava 251 mil – o que representa um crescimento de 60,89% no número anual de pacientes atendidos nessa modalidade. Nesse mesmo período, o Ministério da Saúde investiu em tratamento especializado do câncer (cirurgia oncológica, radioterapia, quimioterapia e iodoterapia) valor que passou de R$ 470,48 milhões (1999) para R$ 1,37 bilhão (2008), sem contabilizar os R$ 337,8 milhões gastos, em 2008, com procedimentos cirúrgicos de câncer realizados fora dos hospitais habilitados em Oncologia.

Hospitais habilitados:

  • Salvador (BA) -Hospital Martagão Gesteira

  • Anápolis (GO)* - Hospital Evangélico Anápolis

  • Betim (MG) - Hospital Professor Oswaldo R. Franco

  • Campina Grande (PB) - Hospital Universitário Alcides Carneiro

  • João Pessoa (PB)* - Hospital São Vicente de Paula

  • Arapongas (PR) - Hospital Regional João de Freitas

  • Curitiba (PR)* - Hospital São Vicente

  • Umuarama (PR)* - Hospital Geral Nossa Senhora Aparecida

  • Natal (RN)* - Hospital do Coração de Natal

  • São José dos Campos (SP)* - Centro de Tratamento Fabiana Macedo de Morais

  • São Paulo (SP) - Instituto do Câncer do Estado de São Paulo
De: Agência Saúde
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

CHOCOLATE: MOCINHO OU VILÃO?

O Chocolate é um produto de sabor muito agradável, rico em gordura, carboidratos e muitas calorias. Com a aproximação da Páscoa é natural o aumento do seu consumo, principalmente pela enorme variedade que enchem os olhos. Um vilão para quem deseja emagrecer e um amigo para agilizar o raciocínio, melhorar o humor, combater o estresse, ansiedade, hipertensão e depressão, além de ser afrodisíaco. Quem faz as observações é a nutricionista Sheila Silva Castro, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André (foto), esclarecendo que o chocolate é um alimento benéfico à saúde, porém, principalmente nesta época deve-se ficar atento ao consumo para não exagerar.

O chocolate é produzido a partir do cacau, é composto de massa de cacau, sacarose, manteiga de cacau e outros ingredientes adicionais. Contém gordura, carboidratos, cálcio, ferro, potássio, cobre, manganês, magnésio, vitaminas E, B1, B2, B3, B6, B12, cafeína, feniletiamina e teobromina, que agilizam e estimulam o raciocínio.

Os ansiosos, apaixonados e tensos sempre encontram alívio em uma barra de chocolate, que tem a capacidade de elevar os níveis de serotonina e endorfina causando sensação de bem estar, além de promover a disposição, evitar o mau-humor e a depressão.

O chocolate também possui flavonóides - antioxidantes - que impedem que o colesterol (LDL) se acumule nas artérias e combatem os radicais livres que provocam o envelhecimento precoce.
Existem pessoas que possuem sensibilidade aos componentes do chocolate. Esta sensibilidade pode se manifestar na forma de eczemas, insônia e enxaquecas, além de diarréia provocada pelo alto teor de gordura e açúcar. Para os que apresentam estes sintomas a solução é limitar o consumo ou eliminá-lo da dieta.
Os portadores de doença celíaca - intolerância permanente ao glúten - devem redobrar a atenção aos rótulos, pois muitos chocolates podem conter adição de cereais e consequentemente de glúten. O alerta também é válido para quem possui intolerância à lactose - açúcar do leite - uma boa opção para ambos os casos são os chocolates feitos à base de pó de soja. Já os diabéticos não devem abusar do chocolate dietético, pois são ricos em gorduras e calorias.
Segundo a nutricionista os pais devem ficar atentos com as crianças, já que elas são as mais presenteadas na época da Páscoa. "O consumo exagerado pode gerar complicações com a saúde, como alergias, diarréias, dores de cabeça, ganho de peso, além de agitação devido à presença de cafeína. O ideal é ingerir quantidades pequenas ao longo dos dias, para não haver alteração no apetite, pois as crianças precisam de outros alimentos e não devem deixar de fazer as principais refeições. Para os adultos a recomendação é a mesma, muita cautela", orienta a especialista.
"Hoje em dia o chocolate está presente em muitos alimentos, ocupando o segundo lugar no crescimento de consumo, perdendo apenas para a cafeína", explica Sheila.


Correspondência em 100g de chocolate:
30g de chocolate = dois bombons (contém aproximadamente 170 Kcal)
170 Kcal podem ser aproximadamente comparados à:
4 laranjas pêra (uma = 43 Kcal)
2,5 pêras (cada 68,3 Kcal)
6 pêssegos médios (cada um tem 28,8 Kcal)
2 maçãs (uma tem 84,5 Kcal)
1 mamão papaya e ½ (cada metade tem 55,8 Kcal)
7 fatias de melão (cada fatia tem 25,2 Kcal)
35 morangos (cada tem 4,8 Kcal)
4 fatias médias de abacaxi ( cada tem 43,5 Kcal )
4,5 colheres de sopa de salada de frutas cheia (cada 38 gr = 37,62 Kcal)
3 picolés de limão (cada tem 55,68 Kcal)
1 copo de leite com achocolatado em pó (cada copo contém 165 Kcal)
4 colheres de sopa cheia de arroz cozido (cada contém 41 Kcal)
2 pães de queijo médios (86,8 Kcal cada)
1 peito de frango pequeno = 169,40 Kcal
3 colheres de sopa cheia de purê de batata ( cada 45g = 55,8 Kcal)
1 copo de leite de vaca (100 ml = 63 Kcal)
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

3ª BRAZIL PATCHWORK SHOW

Amantes do patchwork, a arte de unir retalhos, têm um compromisso entre os dias 14 e 17 de abril. Nesse período, no Centro de Eventos São Luiz, em São Paulo, acontece 3ª Brazil Patchwork Show, feira que vai reunir 66 expositores. Entre eles estão a Associação Brasileira de Patchwork e Quilting (ABPQ), editoras que publicam revistas especializadas, indústrias, artesãos, quilteiras, distribuidores, lojistas e ateliês como Arte Costura, de Porto Alegre (RS), Art & Borda, de Curitiba (PR), a 1001 Retalhos, de Atibaia (SP) e a True Friends, de Joinville (SC).
Segundo Rita Mazzoti, diretora da WR Feiras e Eventos, organizadora da 3ª Brazil Patchwork Show, o mercado de patchwork movimenta hoje cerca de dois bilhões de dólares nos Estados Unidos. “A técnica está se espalhando pelo mundo inteiro, e vem conquistando o Japão, Canadá, Inglaterra, Alemanha, França, Espanha e Dinamarca. No Brasil não é diferente”, diz Rita. “Ano passado, por exemplo, a segunda edição da Brazil Patchwork Show recebeu 10 mil visitantes e superou nossa expectativa de público”, explica a organizadora.
Durante o evento será eleito o vencedor do 2º Concurso de Quilt da Brazil Patchwork Show. O concurso, que tem como tema Flora Brasileira, é gratuito e aberto à participação de qualquer pessoa que esteja apta a confeccionar quilt. O vencedor ganha uma viagem para Houston, no Texas (EUA), a capital do Patchwork.

3ª Brazil Patchwork Show

Data: de 14 a 17 de abril de 2009
Local: Centro de Eventos São Luiz - São Paulo / SP
Endereço: Rua Luis Coelho, 323
Horário: das 13h às 20h
Ingresso: R$ 8,00
Proibida a entrada de menores de 12 anos
Organização: WR São Paulo Feiras e Eventos
Patrocínio: Bernina, Paulínia, ABQP, Marbor, Janome, Online Editora, Patch & afins e Singer
Apoio: São Paulo Convention Bureau e SPTuris.
Mais informações: http://www.brazilpatchworkshow.com.br/
De: Assessoria de Imprensa Rosa Arrais
*
*
*
Aprenda a fazer uma sacola ecológica em Pachtwork:


*
*
*
Mural:






Parceiros Afiliados MGroup

A MULHER EM EXPOSIÇÃO NA CAIXA CULTURAL SÉ

A arte do desenhista, pintor, aquarelista e arquiteto brasileiro Carlos Leão (Rio de Janeiro, 1906 - 1983) enriqueceu o trabalho de grandes artistas brasileiros, como Vinicius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade. O público paulistano poderá apreciar parte do acervo deixado pelo artista plástico na exposição “Carlos Leão – Desenhos”, que a CAIXA Cultural (Praça da sé, 111) promoverá, a partir de 14 de março. A entrada é franca.

Com curadoria de Jorge Czajkowski, a mostra apresenta 60 desenhos de Leão, em dimensões variadas. Seus nus femininos, transposição instantânea do transitório, constituem a parte mais considerável de sua obra, pela qual hoje é conhecido e apreciado. Sua arte exemplifica com muita propriedade a fase de captação do momento, do acidente, da fixação do gesto que se traduz pela rapidez do traço e das pinceladas. O desenho rápido e gestual delineia a pose em traços rápidos, captando o perfil; nesse processo, a observação da linha de contorno é fundamental.
Carlos Leão iniciou seu trabalho de ilustrador em 1946, com o livro de Vinicius de Moraes, “Poemas, Sonetos e Baladas”. Até 1980 ilustrou, entre outros, “Boca de Luar” (1980) e “Amor, Amores”, de Carlos Drummond de Andrade, além do álbum “Homenagem a Manuel Bandeira - Cinquentenário do Poeta”.
A exposição “Carlos Leão – Desenhos” ficará em cartaz na CAIXA Cultural (Praça da Sé, 111) de 14 de março a 26 de abril. O horário de visitação é de terça a domingo, das 9h às 21h. A entrada é franca. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3321-4400 ou no site www.caixa.gov.br/caixacultural.


O artista, por Susana Moraes:

“..... a casa das mil janelas
é a casa do meu irmão
lá dentro esperam elasque
dormem cedo com medo
da Trinca do Cavalão.
Balança rede, balança...”
VINÍCIUS DE MORAES

Carlos Leão era meu tio e meu primo em segundo grau. Casou com tia Ruth, irmã mais velha de minha mãe. Eram primos-irmãos.
Primeiro eu me lembro do Cavalão, uma casa no Saco de São Francisco, em Niterói, onde Tia Ruth e tio Caloca moraram muitos anos. Era como todas as casas que eles tiveram: clara, cheia de pequenos detalhes feitos com tanta curtição e saber que era preciso um tempo para serem percebidos. Não era só uma questão de beleza aparente, mas o fato de que tais proporções e espaços faziam você se sentir bem.
Tio Caloca um dia me disse que boa arquitetura é como boa música, capaz de modificar o que você está sentindo – ritmos, proporções, harmonia.
Mais tarde, quando eu tinha uns oito anos e morava em Los Angeles, ouvi contar que tinham vendido o Cavalão. Caloca gostava de ficar depois do trabalho na cidade, no Villarino ou no Pardelas, tomando uísque com os amigos. Tia Ruth tinha medo de que ele, voltando para Niterói, caísse da barca e se afogasse. Achei engraçado, mas me deu uma angústia, não ia mais ter aquele lugar tão bom.

Quando voltei dos Estados Unidos, eles já tinham comprado a fazenda. A fazenda se chamava Vargas. Discutia-se muito o nome - “Vão achar que sou getulista”- , mas o nome nada tinha a ver com o presidente, já era conhecido na região e ficou Vargas mesmo. É perto de Marquês de Valença, Estado do Rio, uns 100 alqueires num vale alto cercados de matas, Serra do Mar, para mim, Shangri-lá.

Essa casa e os casarões antigos levaram anos sendo reformados, ocre, terra de siena, branco, azul, árvores velhas, o mato úmido verde-escuro ao fundo.

As plantas, ele sabia os nomes em latim, as famílias, gostava de ensinar, não só sobre plantas, mas pintura e literatura, mostrava, me dava coisas para ler.

Adolescente, todo mundo me dizia que o meu tio era um grande desenhista. “Portinari diz que ele é o maior desenhista do Brasil...”mas era uma pena ele fazia os desenhos em pequenas folhas de papel, às vezes o papel que cobria a mesa do bar, amassava e jogava fora. Alguns amigos, Carlos Thiré, Aldary Toledo, também desenhistas, e sobretudo Tia Ruth, quando podiam, desamassavam e guardavam.

Mas em 1946 ele ilustrou um dos primeiros livros de meu pai, “Canções, Sonetos e Baladas”, uma caprichada que nunca foi posta à venda. Havia pilhas e pilhas desse livro debaixo da escada na nossa casa do Leblon, foram sumindo.

Um dia, Tia Ruth me telefonou e disse que Caloca tinha tido um acidente com um olho. Estava muito deprimido, tinha de fazer exercícios para a recuperação. Então, a gente achou ótimo como exercício ele desenhar modelo e fui me oferecer para posar. No princípio ele não queria, não conseguia calcular a distância com o olho acidentado “só vai sair fundura”. Mas começamos e esse acidente e essas sessões iniciaram sua carreira como pintor. Eu adorava posar pra ele, era rápido, a mão sabia fazer depressa desenhos que não se pareciam comigo, mas eram mais parecidos que qualquer fotografia, o corpo com o jeito, o peso, a consistência. Era calmo e excitante, nós dois torcíamos muito sem falar, eu lia, às vezes dormia, inventava posições com ângulos difíceis de onde ele estava pra ver como ia sair. No fim, a gente ficava olhando os desenhos, Tia Ruth vinha ver, ele sempre criticava.

O traço foi mudando e começaram as aguadas, as monotipias, aquarelas, cor, óleos e acrílicos. Ele começou a expor e nos vernissagens tomava sempre um pileque. Era tímido e orgulhoso, muito exigente. Amava os desenhos, queria sempre mais. Não sabia vender e sempre dava confusão com os marchands.
Faço cinema e o primeiro filme que fiz foi sobre ele, “Pode fazer se eu não tiver que falar nada”. Outro dia revi esse filme por causa dessa exposição e fiquei contente. Tem um plano, um close no qual você vê a mão dele fazer o braço e o ombro de uma mulher. Você vê como aquilo sai e é uma maravilha.

Serviço:

Exposição “Carlos Leão – Desenhos”
De 14 de março (a partir de 11h) a 26 de abril, de terça a domingo, das 9h às 21h
CAIXA Cultural (Praça da Sé, 111)
Entrada franca
Informações: (11) 3321-4400
Recomendação de faixa etária: livre
Realização: CAIXA Cultural
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

www.caixa.gov.br/caixacultural

Acesso e sanitário para pessoas com necessidades especiais
Visitas monitoradas às exposições com agendamento


Assessoria de Imprensa
Caixa Econômica Federal

*
*
*
Mural:


Parceiros Afiliados MGroup
Compre e venda produtos novos e usados