Nossos Vídeos

domingo, 21 de novembro de 2010

Padre Marcelo lança livro em Itaquera

Subprefeito de Itaquera Roberto Tamura ao lado de Padre Marcelo - Foto: Secom
Em 27/10, o Padre Marcelo Rossi lançou seu novo livro Ágape, na Universidade Camilo astelo Branco (Unicastelo), em Itaquera. O evento que acontece até às 22h, contou com a presença de mais de duas mil pessoas e autoridades como o subprefeito de Itaquera Roberto Tamura, o chefe de gabinete Francisco Rohrer e o pai do autor, Antonio Rossi. O livro Ágape recebeu esta denominação devido à origem da palavra que significa o amor de Deus por seus filhos. Na obra são apresentadas trechos do Evangelho de São José que reinterpreta à luz do amor divino no mundo contemporâneo.

A Unicastelo foi escolhida para abrigar o evento devido a parceria firmada com a Livraria Curitiba, responsável pela publicação. "O padre Marcelo almejava realizar um grande evento na Zona Leste, então lhe oferecemos o nosso espaço, que foi prontamente aceito pelos organizadores", informou a coordenadora da Unicastelo, Samara Fattah.

O público prestigiou o evento
Na abertura da sessão de autógrafos, o Padre Marcelo fez as orações "Ave Maria" e "Pai Nosso", além de cantar trecho de sua música: "Só sei que está cheio de anjos de Deus, porque o próprio Deus está aqui". A multidão emocionada fez coro e acompanhou numa só voz. Os fiéis fizeram filas, ao redor da Universidade, à procura da dedicatória, benção e carinho do Padre. O público era composto por idosos e jovens que desejavam conhecê-lo pessoalmente.

Concurso de arte e saúde da Mooca

Alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Dr. Fábio da Silva Prado e da Escola Municipal de Educação Especial (EMEE) Neusa Bassetto venceram o 1º Concurso Cultura e Arte para a Saúde da Mooca. Eles foram premiados com laptops por vídeos e desenhos que tratam da prevenção do câncer de intestino. A EMEF conquistou o 1º lugar com o vídeo A Força do Rap e a EMEE com o melhor desenho e com os terceiros lugares da mesma categoria e de um curta-metragem mudo sobre alimentação saudável. A iniciativa, do Instituto Angelita e Joaquim Gama, teve participação de 17 escolas públicas e privadas da região.

A maioria dos trabalhos provoca o espectador para o fato de ele poder optar entre ter uma vida saudável ou não. O desenho de Aline Chapar Almeida de Souza, 14 anos, retrata uma pessoa obesa que come exageradamente e outra que tem uma alimentação mais balanceada. Com isso, deu seu recado. A qualidade dos trabalhos rendeu à EMEE o prêmio de melhor escola do concurso e por isso ganhará uma sala de artes equipada com cinco Macintosh (computadores da Apple), impressora e scanner.

Comunidade

O concurso foi idealizado em setembro, como forma de complementar o Programa de Prevenção e Rastreamento do Câncer de Intestino, que já vinha sendo realizado pelo instituto, em parceria com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz e o Ministério da Saúde, na comunidade da Mooca. "O objetivo era aumentar a participação e o conhecimento da comunidade e pensamos que a criança seria um bom alvo para o ensino de hábitos saudáveis, que terão implicações para o resto da vida", explica Igor Proscurshim, médico assistente do instituto e um dos organizadores do concurso. "Isso é algo que você aprende melhor quando criança, sendo muito difícil mudar no adulto".

LUZ, CÂMERA, AÇÃO!

Escolas municipais paulistanas ensinam técnicas de filmagem aos alunos

As escolas municipais paulistanas se transformaram em sets de filmagem. Sala de aula, quadra, teatro, corredor, qualquer espaço pode virar cenário e nesse trabalho de alfabetizar e ensinar história, geografia, matemática, artes, apenas com uma câmera fotográfica na mão, os professores estão fazendo nascer jovens cineastas.

Ensinar brincando de fazer cinema virou coisa séria e, no início deste mês, seis escolas da Rede Municipal de Ensino de São Paulo se tornaram vencedoras e vice-colocadas nas três categorias do Festival Paulistano de Vídeo na Escola, promovido pela ONG Coletivo Nossa Tela. Outras 21 escolas, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, participaram com suas produções em vídeo, concorrendo com unidades de ensino público e privado do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo.



Luz, câmera, ação

Diretor, produtor de arte, roteirista, cenógrafo, equipe de making off, os 32 alunos do 7º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental do CEU Vila Atlântica estavam com seus ofícios definidos, era hora de trabalhar. Cada movimento dos personagens exigia uma foto. Eles estavam produzindo o filme Baú de Histórias em stop motion, técnica em que é fotografado cada um dos pequenos movimentos. Para cada segundo de filme, são necessárias cerca de 24 imagens, juntas elas formam a idéia de continuidade. "O princípio do cinema é a questão da ilusão do olhar", ensina a professora Maísa Paes de Almeida, idealizadora do projeto.

Tudo começou em março deste ano. Maísa estava ensinando a história da África pré-colonial e então pediu à professora de sala de leitura que apresentasse algumas lendas do continente aos alunos, que também estavam estudando o tema na aula de geografia, e "eu tive a idéia de fazer o filme com um dos contos", lembra a professora de História. Nas aulas de artes, eles fizeram o cenário e até a matemática entrou na dança. "Pedi à professora que explicasse proporções para que os alunos entendessem melhor o enquadramento".

Massinha de biscuit, palito de fósforo, corda, jornal, tinta. Enquanto era feita a montagem do cenário, os alunos seguiam fotografando, nada poderia ficar de fora do making off. "A idéia é perceber o processo", explica Maísa, que também é atriz e roteirista. Ela conta que seu amor pela sétima arte a faz considerar que seu curso é de história e cinema. "O cinema é fantástico para dialogar com os alunos, pois estamos numa sociedade que é imagética." Os estudantes, que têm entre 13 e 14 anos, aprovam. "É uma inovação, a sala de aula é muito fechada e é importante ampliar os horizontes", opina o aluno Lucas Ferraz, de 14.



Brincar de ser repórter, diretor, cozinheiro, artesão...

"O vídeo é muito amador", diz a professora Elayne Cristina Silveira sobre o Jornal Folclore, produzido em 2009 com alunos de 7 e 8 anos da EMEF Morro Grande. Apesar da simplicidade, o trabalho também foi vencedor, o que faz Elayne acreditar que o mais importante é a proposta e o caminho de aprendizagem percorrido.

Buscando novas possibilidades para a alfabetização de seus alunos, Elayne fez uma pós-graduação em linguagem das artes pela Universidade de São Paulo (USP), já imaginando levar mais informações para a sala de aula. A idéia inicial de fazer um jornal impresso virou um grande roteiro de reportagens, aula de culinária, oficina de receita artística, tudo escrito e encenado pelos pequenos estudantes para criar um vídeo sobre o tema que já estava sendo trabalhado por sua turma e a da professora Vera Lúcia Medeiros, os dois 2º anos da escola.

Nessa brincadeira de conduzir o próprio filme, até o diretor da escola foi cortado do elenco pelos pequenos. "Íamos fazer uma entrevista, mas um dos alunos insistiu: 'ah não prô, eu quero ser o diretor'". Elayne conta que as escolhas foram democráticas, tendo até mesmo que deixar de fora algumas imagens que por ela estariam no vídeo.

Tamirys Mendes de Oliveira, de 9 anos, foi a apresentadora do Jornal Folclore e hoje é conhecida por todos na escola, mas se considera só "um pouco famosa". O que a marcou de verdade foi o que aprendeu sobre a lenda da sereia Iara e o Saci-Pererê. "Eu produzi meu texto de apresentadora. Foi bem legal e divertido", lembra, empolgada. Com alunos criativos e professores ousados, os estudantes se apropriam do espaço escolar e agora produzem arte e educação que vai além da sala de aula. É só conferir na telinha.

CERVI busca doadores

O CERVI – Centro de Reestruturação para a Vida, organização que há dez anos apoia, cuida e acolhe mulheres que ficam grávidas de maneira inesperada, está lançando uma campanha para comprar o equipamento para realização de exames de ultrassonografia.

A entidade conseguiu um doador principal que se comprometeu a doar 50% do valor do equipamento que custa R$ 35.000,00, sendo que a doação será feita da seguinte forma: a cada Real doado por outro doador, o principal contribui com o mesmo valor até atingir o montante necessário.

Atualmente, quando necessitam realizar este exame, as mulheres atendidas pelo CERVI são encaminhadas para laboratórios parceiros que oferecem desconto. Com a compra do equipamento o procedimento passará a ser realizado, gratuitamente, no consultório da entidade por médicos que oferecem atendimento voluntário.

O CERVI que está localizado no bairro da Barra Funda, em São Paulo, é mantido por doações de pessoas físicas e jurídicas e já atendeu gratuitamente, aproximadamente, oito mil mulheres. O processo de assistência inclui acompanhamento com ginecologistas, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, enfim, uma equipe multidisciplinar que auxilia voluntariamente, somada a alguns hospitais e laboratórios na cidade de São Paulo. As pessoas menos favorecidas também recebem auxilio para alimentação e enxoval, entre outros.

A gravidez inesperada é uma realidade para muitas mulheres, independente da faixa etária, do estado civil e do grau de escolaridade. Rose Santiago, diretora executiva do CERVI, conta que “ao contrário do que muitas pessoas pensam esta não é uma aflição característica de adolescente apenas. É muito comum atendermos mulheres casadas que engravidam de um segundo ou terceiro filho e se apavoram porque não fazia parte do planejamento do casal ou ainda mulheres que estão em processo de crescimento na carreira e diante desta possibilidade entram em desespero, entre vários outros casos”.

Para conhecer o CERVI e também para contribuir, os voluntários podem entrar em contato pelo site http://www.cervi.org.br/ ou pelo telefone 3822-2001. As doações devem ser depositadas no Banco Itaú, Ag. 0382 Conta Corrente 63082-9.

COMAS / SP – Inscrição 1338/2007 – SEADS / PS 7101/ 2009
Utilidade Pública Federal MJ 08071.017657/ 2009-21
*
*
*
Fonte: Leia Santana / Comunicarte

Contrato novo de locação residencial sobe 0,4% em outubro, segundo Secovi-SP

Pesquisa mensal do Sindicato da Habitação mostra que valores do aluguel estão em desaceleração, uma vez que aumento foi de 1,7% em setembro e de 1,3% em agosto

O mercado de imóveis para locação residencial na cidade de São Paulo registrou, em outubro, desaceleração no ritmo de aumento dos valores médios negociados em contratos novos. No mês passado, a alta foi de 0,4%, contra o 1,7% de setembro e o 1,3% de agosto, de acordo com pesquisa realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação). “Essa estabilização acontece porque os preços vinham subindo muito nos últimos meses. Agora, pelo visto, os valores de locação começam a se acomodar em um novo patamar, mais baixo que o anterior”, afirma Francisco Crestana, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Sindicato.

Com o resultado, a variação média acumulada dos contratos novos nos 12 meses encerrados em outubro totalizou 11,77%. Já os contratos em andamento com aniversário em outubro e reajuste atrelado ao Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), da Fundação Getúlio Vargas, apresentam majoração de 7,16%, referente à variação do IGP-M de outubro de 2009 a setembro de 2010.

No caso dos contratos novos, os imóveis com menos quartos exibiram acréscimo mais modesto em outubro. As unidades de 1 dormitório tiveram aumento de 0,2%, enquanto o valor de locação das moradias de 2 quartos subiu em média 0,5%. As residências de 3 quartos foram as que obtiveram as altas mais expressivas: 0,6%.

Na Pesquisa de Locação do Secovi-SP, os dados estão apresentados em valores por m2, número de dormitórios e estado de conservação. Por exemplo: um imóvel de 3 quartos na Zona Norte, em bom estado, possuiria aluguel por m2 situado entre R$ 14,08 e R$ 14,51 em outubro. Assim uma unidade de 90 m2 localizada na região teria um valor de locação de R$ 1.267,00 a R$ 1.306,00.

Em outubro, o fiador foi a garantia locatícia mais usada: respondeu por 48% dos contratos de locação efetuados no mês. A segunda modalidade mais utilizada ficou por conta do depósito (de até 3 meses), com 32% de participação. O seguro-fiança garantiu aproximadamente um quinto dos contratos de aluguel.

Dentre os tipos de imóveis oferecidos, as casas e os sobrados foram locados mais rapidamente, com uma espera média de 12 a 27 dias. Os apartamentos escoram um pouco mais lentamente: seu Índice de Velocidade de Locação (IVL), que mede em número de dias quanto tempo um imóvel vago demora para ser locado, apontou uma variação média de 17 a 38 dias.

Confira a íntegra da Pesquisa, gráficos e tabelas.

Tânia Oliveira ganha título de "Musa das Musas" na Tom Maior

Tania Oliveira - Foto: Divulgação Talentmix
Apresentadora recebe título e fala sobre assédio de outras escolas


Tânia Oliveira, apresentadora do "Interligado" da RedeTV!, está dando o que falar no Carnaval paulistano. A morena, de corpo escultural, formada em Educação Física e que já foi Panicat, desfila há 11 anos no Anhembi e acaba de receber o título de "Musa das Musas" da Tom Maior, escola que desfila pela quarta vez consecutiva.

Essa é uma homenagem da escola - que é a do coração de Tânia - pela parceria da apresentadora com a agremiação. O título traduz o que a escola sente por Tânia, uma homenagem que ainda não havia sido feita à nenhuma integrante da escola. "Estou muito feliz com essa homenagem. Nunca imaginei que pudesse existir uma musa destaque entre tantas musas que essa escola tem. Fico muito honrada e agradecida com o carinho da comunidade".

Tânia, que esfilará no chão, à frente do carro Abre Alas, em 2011, revela que pela parceria com a escola já negou alguns pedidos de outras escolas para desfiles no próximo ano: "Algumas escolas me procuraram para desfilar em 2011, mas eu sou muito dedicada ao que faço. Se escolhi a Tom Maior para sair esse ano, não quero sair em outra escola, estou muito feliz com as surpresas da Tom Maior para o carnaval de 2011", completa.

Fonte: Marcella / Talentmix

Como planejar compras de supermercado no Final de Ano

Saiba como planejar compras de supermercado, especialmente nas festas de fim de ano

Segundo a Associação Brasileira dos Supermercado (Abras), o setor espera uma alta de 12,54% no faturamento durante o período de vendas de Natal, na comparação com o mesmo período de 2009. Isso acontece, pois, com a chegada das tradicionais festas entre família e amigos, temos também as comidas típicas da data, explica Antonio De Julio, especialista em finanças do Moneyfit. Podemos citar como exemplos de iguarias cerejas, nozes, frutas cristalizadas, o tender, sangria, entre outras. Isso sem falar no champanhe para celebrar o ano novo, um estoque maior de cervejas e refrigerantes para receber os amigos. “ O que o consumidor tem que ter em mente é que além do supermercado “tradicional” do mês, tem esses gastos extras, que podem pesar bastante e comprometer o seu orçamento”, alerta Antonio De Julio.
Portanto, o especialista pontuou algumas dicas que podem ajudar o consumidor nesse período de festas.
1) Procure planejar bem o que vai fazer antes de ir ai supermercado. Converse com a família antes, veja o que realmente precisam. Se for fazer uma confraternização, veja o que cada um pode contribuir para equilibrar as despesas, evite a “euforia” das festas na hora de encher o carrinho. Produtos natalinos como o Panetone e algumas frutas como cereja e nozes aumentam muito de preços e podem fazer um belo estrago na hora de passar pelo caixa.

2) Veja se consegue comprar produtos “a granel”, em embalagens maiores, que tem uma redução de preços. Fale com os vizinhos, amigos ou parentes. Um pouco de contato pode ajudar muito a sua festa de Natal e Ano Novo.
3) Pesquise bastante os folhetos de promoções, marque as ofertas, leve esses folhetos na hora das compras. Alguns supermercados cobrem as ofertas diretamente no caixa, sem burocracia. Só não se esqueça de ficar de olho com gastos de combustível ou taxi na hora de “caçar as pechinchas”

4) Procure ir o menos possível ao supermercado. Nessa época as ofertas de fim de ano estão em todos os lugares e o convite ao gasto é muito alto, ainda mais se o supermercado ficar dentro de um Shopping Center.

5) Procure comprar frutas da época, que tem seus preços mais em conta. Pesquise também nas feiras e sacolões para ver se encontra preços mais baixos. Vale também dar uma “visitada” aos caminhões que ficam em algumas ruas e estradas próximas as capitais. Mas lembre-se sempre dos gastos com locomoção.

6) Cuidado especial com o cartão de crédito nas festas de fim de ano. Limite alto e empolgação costumam ser uma combinação “explosiva” no orçamento, ainda mais com o mês apertado de impostos que é Janeiro vindo por ai.

7) Lembre-se que o espírito do Natal é a celebração, não a “presenteação”. Se não puder gastar, seja humilde e converse com sua família. Isso ajudará com certeza o velho slogan “muito dinheiro no bolso e saúde (financeira) pra dar e vender.


QUEM FAZ A MONEYFIT

André Massaro - É profissional da área de finanças há dezoito anos. Administrador e pós-graduado em Economia, já foi executivo financeiro de empresas e instituições financeiras e consultor especializado em finanças corporativas e desenvolvimento de negócios. Atualmente é trader independente de ações e derivativos, consultor em finanças pessoais e corporativas, educador financeiro, palestrante e autor dos livros MoneyFit (Matrix Editora) e Por Dentro da Bolsa de Valores.

Antonio De Julio - Iniciou sua atuação na área de mercado de capitais em 2004, quando se tornou trader independente de ações e derivativos.Atualmente, além de investidor profissional, é consultor especializado em finanças pessoais, palestrante e coach. Investe seu tempo nas áreas de finanças pessoais, desenvolvimento pessoal, educação e empreendedorismo. É conselheiro da Associação Comercial de São Paulo (distrital Butantã) e um dos autores do livro Por Dentro da Bolsa de Valores.

SOBRE O PROGRAMA MONEYFIT - O programa MoneyFit, método integrado de desenvolvimento pessoal e financeiro, além de ensinar cada pessoa a poupar, prepara os alunos para identificarem as grandes oportunidades de negócios ou não, como se posicionar em relação aos “altos e baixos” da vida e como gerar as boas oportunidades dentro e fora do ambiente de trabalho. O aluno após a vivência desse método aprenderá a controlar seu dinheiro, construir bons relacionamentos, a identificar pessoas, atrair e aproveitar oportunidades dentro e fora do ambiente de trabalho, ganhar ambição de forma sustentável e finalmente passar de devedor para aplicador. O site é http://www.desenvolvimentofinanceiro.com.br/


Fonte: Moneyfit

Cirurgia Plástica Parcelada

O Brasil é o segundo país com o maior número de cirurgias plásticas realizadas, perdendo apenas para os Estados Unidos. Em 2003, foram mais de 621 mil cirurgias. Isso prova a crescente evolução das técnicas e o constante aperfeiçoamento dos cirurgiões. A cirurgia plástica no Brasil cresce em progressão geométrica. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a média é de 500 mil cirurgias plásticas por ano.

Com o desenvolvimento da medicina estética e da cirurgia plástica, a população ganhou um meio de reverter ou minimizar as seqüelas que o tempo traz. Há alguns anos, a cirurgia plastica era privilégio de poucos, porém com a popularização destas técnicas, tornou-se acessível a praticamente toda população. “O grande avanço da medicina alcançado nas últimas décadas proporcionou um aumento significativo da longevidade da população. Com isso, a qualidade de vida passou a ser mais do que nunca valorizada. Hoje, além de viver muito, todos querem viver bem. E isso significa ter saúde, sentir-se bem, estar bem consigo mesmo”, afirma o cirurgião Frederico Fernandes.

O resultado dessa revolução estética é a possibilidade de se retardar o envelhecimento cronológico, corrigindo ou minimizando as alterações trazidas pelo tempo, refletindo, sobretudo, em um aumento da auto-estima pessoal.

Entre as condições que favorecem o grande número de cirurgias plásticas no país temos: o Brasil, por ser um país tropical, dá um estímulo à exposição do corpo. Outro fator é a formação qualificada dos especialistas em cirurgias plásticas. Para o Dr Frederico, os procedimentos são cada vez menos agressivos e mais eficazes. O valor das cirurgias plásticas, segundo ele, também foi reduzido, não somente no Brasil como em todo mundo, por causa da maior popularização, bem como do aumento do número de cirurgiões plásticos que se formam a cada ano e também pelas facilidades de pagamento.

Existem bancos com linhas de crédito especiais de até R$ 10 mil para servir a essa faixa de clientes. Os pacientes podem acessar linhas de crédito pagando a taxa de 2,90% ao mês em alguns casos. “Os bancos já perceberam um grande contingente de pacientes neste segmento e estão oferecendo condições cada vez mais facilitadas e com prazos mais longos” segundo Dr Frederico. Em muitos casos o paciente pode conversar diretamente com o profissional porque as formas de pagamento podem ser facilitadas diretamente com o médico sem cobrança de juros.

Independente da forma como será feito o pagamento, a segurança do paciente que se submete a uma cirurgia plástica deve ser a principal preocupação e é cada vez maior devido ao avanço das tecnologias, com aparelhos de maior precisão, drogas mais seguras, eficazes e profissionais mais especializados. Portanto, fique atento(a) na hora de escolher o profissional, que deve ter formação adequada e especialização na área.

Fonte:

Dr Frederico Fernandes Cirurgia Plástica
Rua Américo Salvador Novelli, 154, salas 205/206, Itaquera, São Paulo, SP.
Tels. (11) 2056-0963 e 2056-1006

ESPAÇO ESPECIALIZADO EM CABELOS CRESPOS E CACHEADOS

SÃO PAULO GANHA ESPAÇO ESPECIALIZADO EM CABELOS CRESPOS E CACHEADOS

“O cabelo é a moldura do rosto. Liso, enrolado, alisado, chapado. As mulheres nunca estão satisfeitas com os cabelos, que têm papel fundamental na composição da nossa aparência. Com orientação e produtos específicos é possível manter os fios disciplinados”, diz Soraia Ferretti que acaba de lançar o primeiro espaço especializado no cuidado dos cabelos crespos e cacheados de São Paulo. Para mudar a ideia de que precisamos ter todas, o mesmo cabelo, o LunaBlu chega com uma ideia inovadora para mostrar que é possível assumir e cuidar de forma adequada e inteligente de cabelos crespos e cacheados.

Pensando nas dificuldades que as mulheres têm para manter os cabelos crespos e cacheados hidratados e domados, o LunaBlu traz linhas especiais de tratamento e cuidados diferenciados que começam quando você chega ao salão. O primeiro passo é passar por uma avaliação capilar, assim, você recebe as orientações de tratamento. Após essa primeira parte do processo, um dos tratamentos exclusivos feitos no salão será aplicado.

Entre todos os tratamentos oferecidos, o destaque fica por conta do LunaSoft. Seu ponto forte é o relaxamento e a reestruturação capilar, sem agredir os fios. O resultado é um cabelo com menos volume e cachos mais definidos, até mesmo dos cabelos mais rebeldes. Sua fórmula com ativos de hidratação e reconstrução a base de Manteiga de Babaçu, Luna Matrix e Sericina, é um importante diferencial para mulheres que sofrem com os danos expressivos nos fios como quebra e a queda, resultante do uso de produtos inadequados as suas reais necessidades. Todo o processo, desde a avaliação capilar até a aplicação do leave-in, é realizado por profissionais altamente treinados e capacitados a avaliar, aplicar e orientar a melhor Linha LunaBlu para o tipo específico de cuidado que os fios precisam.

Todos os produtos usados no LunaBlu são desenvolvidos por uma equipe competente de profissionais que utilizam na composição ativos de última geração, ingredientes naturais, silicones solúveis e biodegradáveis. Todos esses elementos atuam em profundidade nos fios, focam a reposição da massa capilar, fortalecendo e evitando as quebras e deixando os cabelos saudáveis e macios.

Sempre antenado com as novas tendências de cuidados com cabelos crespos e cacheados, a atenção com os detalhes vão desde a elaboração das fórmulas especiais dos produtos, até o uso de tolhas de microfibra que absorvem muito mais rápido a água e evitam o desagradável efeito frizz.

Para a manutenção em casa, foram desenvolvidas linhas de tratamento completas com shampoos sem sal, condicionadores, máscara, creme de hidratação, cremes para pentear, leave-in e sérum gloss disciplinante. Com fórmula profissional, todas as linhas, foram especialmente elaboradas visando o tratamento capilar: ingredientes ativos de eficácia comprovada e livres de silicones insolúveis. Os shampoos são Sem Sal e a base de Plantaren – tensoativo a base de milho de ação suave, limpam sem agredir os fios. A Linha Vital é composta por shampoo anti-resíduos com extrato de menta e puricare; shampoo e condicionador Força e Nutrição, com extrato de cacau e cupuaçu; shampoo e condicionador Proteção e Hidratação, com proteína de arroz e manteiga de murumuru, creme de hidratação e creme para pentear anti-frizz em duas versões: normal, com manteiga de oliva e cupuaçu e suave, com manteiga de oliva e canola. Com a Linha Repair, cabelos extremamente danificados serão regenerados graças a manteiga de manga e o repair complex.

Em seu amplo e agradável espaço dedicado ao cuidado da beleza inteligente, os cabelos danificados encontram no Lunablu os cuidados ideais para a recuperação da força, brilho e saúde dos fios devido a sua alta concentração de ativos. Os exclusivos tratamentos de retexturização capilar, reestruturação, hidratação intensiva são alguns dos serviços disponíveis no LunaBlu.

O principal objetivo do LunaBlu é levar a todas as mulheres os melhores tratamentos com preços acessíveis, para que todas possam conhecer a verdadeira beleza e serem felizes com seus cabelos.


LunaBlu
Rua. Barão de Duprat, 156 - Tel. 11 5523.7099
Atendimento: Segunda-feira, das 13h30 às 19h – Terça-feira a Sábado, das 9h às 19h30
http://www.lunablu.com.br/
*
*
*

Fonte: Fabiana Miranda

ANEL DE NOIVADO DE LADY DI ESTÁ ENTRE OS CAMPEÕES DE PROCURA EM JOALHERIAS


O amor está no ar

Esta semana, o mundo acompanhou encantado a notícia de que o príncipe William finalmente ficou noivo de Kate Middleton.
Kate e Willian
Na sua apresentação à imprensa já com o novo status, Kate se apresentou elegantíssima e exibindo no dedo o anel de safira azul e diamantes que pertenceu à Lady Di e que acaba de ganhar de seu noivo da realeza.

O anel é um clássico da alta joalheria mundial, um modelo atemporal que se mantém atual e elegante por toda a vida e por muitas gerações.


Confiram a versão Amsterdam Sauer para este clássico, também com safira azul. A joalheria desenvolve o modelo também sob encomenda, sempre com as pedras preciosas mais respeitadas do mercado brasileiro.



Fonte: Débora / Officecomm

Políticas públicas para povos indígenas

Colegiado estabelece políticas públicas para povos indígenas pelos próximos dez anos


O Plano Setorial para Culturas Indígenas foi aprovado nesta quinta-feira (18/11) pelo seu colegiado. O documento complementará o Plano Nacional de Cultura (PNC), aprovado no último dia 9 pelo Senado Federal e que prevê estratégias de ações para os próximos dez anos.

“O plano foi construído baseado na relação de respeito e confiança da Secretaria de Identidade e Diversidade com os povos indígenas, no acúmulo do trabalho desenvolvido e com a dedicação do corpo técnico da Secretaria envolvida com o trabalho”, declarou o Secretário de Identidade e Diversidade do Ministério da Cultura, Américo Córdula, na abertura da reunião do Conselho.

Para o conselheiro Romancil Cretã, a aprovação do Plano é o fim de uma etapa nas conquistas do protagonismo indígena e o próximo passo é a sua implementação. “Esse documento fortaleceu o indígena enquanto sujeito de sua história e isso para nós é muito importante. Foi um processo muito rico de discussões e houve muita sensibilidade do governo e compreensão dos povos indígenas, cada um soube ceder na medida certa para que o trabalho fosse concluído. Esperamos agora a mesma sensibilidade do próximo governo para implementá-lo”, avalia.

“Foi uma conquista histórica. O Plano vai demarcar a nova relação que o governo brasileiro vem assumindo com os povos indígenas”, afirmou a conselheira Rita Potiguara. Ela explica ainda que a concepção de cultura para os povos indígenas é diferente dos não indígenas. “A cultura está ligada a nossa forma de nos relacionarmos com a vida, a nossa relação com a espiritualidade, com a alimentação, nossa reprodução física e social”.

Segundo Rita, todo esse trabalho é fruto das Conferências Indígenas e de Cultura, “onde foi possível estreitar os laços entre as instituições de governo e mostrar a totalidade que a cultura tem para nós”.

“Foi um avanço significativo porque agora será possível que as políticas não sejam construídas em gabinete”, disse o conselheiro Farney Kambeba.

O Colegiado é composto por 20 membros titulares e suplentes, sendo 15 vagas da sociedade civil – 10 representantes indígenas e cinco mediadores culturais (agentes não-índios que atuam junto aos povos indígenas, como antropólogos, pesquisadores, etc) – e cinco representantes do Poder Público Federal. Atualmente a população indígena no Brasil é de, aproximadamente, 725 mil pessoas organizadas em 270 etnias falantes de 180 línguas distintas.

Fonte: Ministério da Cultura

CAMPANHA CONTRA A NÃO VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

INSTITUTO AVON MOBILIZA SOCIEDADE COM CAMPANHA PELA NÃO VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Ferramentas servirão a públicos (jovens e profissionais de Direito e Justiça) de importância estratégica para a prevenção da violência e assistência à mulher.

A UNIFEM Brasil e Cone Sul (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher – parte da ONU Mulheres) e o Instituto Avon lançam nesta terça-feira (23), na Estação Pinacoteca, em São Paulo, os portais “Violência contra as Mulheres – Quebre o Ciclo”.
Participam do evento Rebecca Tavares, representante do Unifem Brasil e Cone Sul; Luis Felipe Miranda, presidente da Avon Brasil, que doou R$ 1,5 milhão para a viabilização do projeto; e Maria da Penha Maia Fernandes, inspiradora da lei que leva seu nome.

Um dos portais é direcionado a advogados (as), delegados (as), promotores (as), defensores (as) públicos e juízes (as) e destaca políticas públicas e serviços de proteção e defesa dos direitos das mulheres e de assistência social e psicológica às pessoas que vivenciam o problema de violência.


Já o portal voltado para jovens do ensino médio, um universo de cerca de 10,2 milhões de estudantes, incorpora formas lúdicas de transmissão de informações, como aplicativos audiovisuais, mídias interativas, jogos, passatempos, entre outros.


Três eventos abordarão a complexidade do tema visando conscientização e prevenção


 O UNIFEM Brasil e Cone Sul (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher – parte da ONU Mulheres) e o Instituto Avon lançam, no dia 23, em São Paulo, os portais “Violência contra as Mulheres – Quebre o Ciclo”. Participam do evento Rebecca Tavares, representante do Unifem Brasil e Cone Sul, e Luis Felipe Miranda, presidente da Avon Brasil, que doou R$ 1,5 milhão para a viabilização do projeto. Também estará presente Maria da Penha Maia Fernandes, inspiradora da lei que leva seu nome.

 No dia 2 de dezembro, Lia Diskin, fundadora da Associação Palas Athena, coordena o Seminário Não Violência Doméstica.


 No dia 3 de dezembro o filme “Amor?”, patrocinado pela Avon, será apresentado em avant-premiére para convidados, após ter estreado no 43º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Com lançamento previsto para início de 2.011, uma mistura poética de documentário com ficção, um filme que fala sobre relações amorosas que envolvem alguma forma de violência. No elenco, Lilia Cabral, Eduardo Moskovis, Julia Lemmertz entre outros. A sessão será seguida de debate com o diretor João Jardim e com Lia Diskin, da Palas Athena.


O Instituto Avon amplia os horizontes da Campanha Fale Sem Medo – Não à violência doméstica unindo-se ao movimento internacional “16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero”, que se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres. Para este ano, a entidade anuncia três importantes ações que estimulam um olhar mais abrangente em torno da questão, auxiliando a todos os envolvidos no melhor entendimento de sua complexidade: o lançamento dos portais de internet “Violência contra as Mulheres – Quebre o Ciclo”, Seminário Não Violência Doméstica e sessão privada da ficção-documentário “Amor?”, seguida de debate com presença do diretor do filme João Jardim.


Os esforços da Avon no Brasil somam-se à campanha mundial da marca, Speak Out against Domestic Violence, criada em 2004 e que, por meio da Avon Foundation for Women, tem investido recursos em programas de conscientização, educação, prevenção e atendimento direto às mulheres que enfrentam a violência. Nos últimos seis anos, a instituição global já doou mais de US$ 16 milhões para combater globalmente a violência contra as mulheres.


Entre as iniciativas da Avon Foundation for Women destacam-se:


o Doação de US$ 1,5 milhão, em 2009, para a criação do Centro Global Avon em Prol da Justiça e das Mulheres da Faculdade de Direito Cornell. A iniciativa, inédita no mundo, mobiliza juízes e profissionais da área jurídica, bem como organizações governamentais e não governamentais, para melhorar o acesso de mulheres à justiça;


o Doação de US$ 1,2 milhão para a organização não-governamental Vital Voices realizar o fórum internacional “Parceria Global pelo Fim da Violência Contra Mulheres”. O evento, aconteceu em março deste ano em Washington, com a presença da atriz Reese Whiterspoon, presidente honorária da Avon Foundation for Women, e de Andrea Jung, presidente mundial da Avon, e reuniu delegações de 15 países (inclusive Brasil);


o Parceria global entre Vital Voices, Avon Foundation for Women e Departamento do Estado dos Estados Unidos para o enfrentamento das diversas formas de violência contra mulheres, garantindo mais acesso à justiça para meninas, adolescentes e mulheres em todo o mundo.


No Brasil, a colaboração da Avon com o Unifem, seguiu os passos da matriz, que em 2009 doou US$ 1,25 milhão para o Fundo das Nações Unidas para o Fim da Violência contra as Mulheres.


“Acreditamos na efetividade de ações conjuntas com entidades que atuam no sentido de fortalecer as mulheres em todo o mundo. Estamos felizes porque este projeto contribui para formar e consolidar competências e habilidades que devem garantir a acesso à informação e consequente aumento da conscientização sobre as causas e prevenção deste grande desafio, que é de toda a sociedade”, explica Luis Felipe Miranda, presidente da Avon Brasil.

Avon e Instituto Avon têm se empenhado em amplificar a discussão sobre o tema no Brasil, incentivando que toda a sociedade “Fale Sem Medo” de diversas maneiras:


 Comprando e usando os Produtos da Atitude, oferecidos nos folhetos da empresa e cuja renda é revertida para a causa;

 Divulgando a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, serviço criado pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM);

 Falando com amigos e familiares sobre a campanha;

 Visitando e divulgando os Portais interativos “Violência contra as Mulheres – Quebre o Ciclo”, fruto de uma parceria entre Unifem e Instituto Avon.


PORTAIS “VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES – QUEBRE O CICLO”

No dia 23 de novembro, às 10h, a Estação Pinacoteca, em São Paulo, será palco de interatividade com o lançamento dos portais “Violência contra as Mulheres – Quebre o Ciclo”. Iniciativa do Unifem em parceria com o Instituto Avon, os sites têm por objetivo divulgar a Lei Maria da Penha entre a juventude e profissionais do Direito e Justiça.

De fácil navegação e interface amigável, os dois portais servirão de ferramenta a públicos bem específicos e de importância estratégica para a prevenção da violência e assistência à mulher: profissionais do Direito, envolvidos em toda a cadeia de atendimento à mulher vítima de violência, e jovens de 15 a 18 anos.

O portal direcionado a advogados (as), delegados (as), promotores (as), defensores (as) públicos e juízes (as) destaca políticas públicas e serviços de proteção e defesa dos direitos das mulheres e de assistência social e psicológica às pessoas que vivenciam o problema de violência. Já o portal voltado para jovens do ensino médio, um universo de cerca de 10,2 milhões de estudantes, incorpora formas lúdicas de transmissão de informações, como aplicativos audiovisuais, mídias interativas, jogos, passatempos, entre outros.

Segundo a Pesquisa Instituto Avon/Ibope – Percepções sobre a Violência Doméstica contra a Mulher no Brasil, realizada em 2009, 55% dos brasileiros afirmam conhecer uma mulher que sofreu ou sofre agressões de seu parceiro. “Como empresa voltada para a mulher, temos consciência de quão importante é trabalhar para eliminar este tipo de violência e destacar os valores fundamentados nos direitos humanos, com respeito à igualdade de gênero, que resultem no repúdio a todas as formas de violência”, destaca o presidente da Avon Brasil.

A doação de R$ 1,5 milhão ao Unifem aconteceu em 2008, por meio da Campanha Fale Sem Medo – não à violência doméstica. Do total de recursos, R$ 1 milhão veio da venda da Pulseira da Atitude – primeiro produto global da empresa, lançado para apoiar ações de combate à violência contra mulheres em todo o mundo. Os outros R$ 500 mil foram doados pela Avon.

“Dizer não à violência contra as mulheres é adotar ações práticas, individuais e coletivas de denúncia e apoio às vítimas de violência. A Lei Maria da Penha é uma das melhores legislações do mundo. Falta mais rigor na sua aplicação pelo sistema de justiça e segurança”, afirma Rebecca Tavares, representante do UNIFEM-ONU Mulheres no Brasil e Cone Sul.
Em vigor desde agosto de 2006, a Lei veio dar uma resposta à violência doméstica e familiar contra as mulheres no país, mas sua implementação ainda é tímida. Entre os desafios a serem vencidos, está a mudança no comportamento e nas atitudes de toda a sociedade – com destaque para os jovens e profissionais de Direito - e nas dinâmicas das instituições envolvidas em toda a cadeia de atendimento às vítimas de agressões.

No enfrentamento da violência contra a mulher, a ONU propõe que cada país encontre sua própria estratégia, ajustada a suas realidades culturais. Reconhecendo apenas que “há uma única verdade universal aplicável a todos os países, culturas e comunidades: violência contra as mulheres é inaceitável, indesculpável e intolerável.”

A iniciativa do Unifem e do Instituto Avon conta com o apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Secretaria Nacional da Juventude, Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Associação dos Magistrados do Brasil, Associação Brasileira dos Magistrados, Instituto Maria da Penha, entre outras instituições.

SEMINÁRIO NÃO VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

No dia 2 de dezembro, das 9h às 18horas, Lia Diskin, fundadora da Associação Palas Athena, coordena o Seminário Não Violência Doméstica que acontece no Hotel Golden Tulip Belas Artes (R. Frei Caneca, 1199), em São Paulo.

O evento, que também contará com a participação de José Romão Trigo Aguiar, médico Homeopata, professor de Ética e Filosofia e conselheiro da Associação Palas Athena, abordará as diversas faces da violência. Das dinâmicas sociais pautadas na dominação às falácias científicas e históricas que justificam a violência, o encontro propiciará uma profunda reflexão sobre esse tema tão complexo. Oferecerá, ainda, o contraponto dos relacionamentos baseados na cooperação e no respeito e analisará as mudanças culturais conquistadas sem o uso da violência – a Índia, de Gandhi, os Estados Unidos de Martin Luther King, a África do Sul, de Mandela, e o Brasil das Diretas Já.

FILME “AMOR?”, DO DIRETOR JOÃO JARDIM

No dia 3 de dezembro, às 10horas, no cine Livraria Cultura (Av. Paulista, 2073 - Conjunto Nacional) será a vez da Avant-Première do filme “Amor?”, que foi patrocinado pela Avon. Após a sessão de cinema, a platéia participa de debate com o diretor João Jardim, Lia Diskin, fundadora da Associação Palas Athena, e representante do Unifem Brasil Cone Sul.

Em “Amor?”, uma mistura poética de documentário com ficção, atrizes e atores interpretam o depoimento de pessoas que viveram relacionamentos em que ciúme, culpa, paixão e poder se misturam, algumas vezes gerando conflitos e diálogo, noutras conflitos e violência. Do elenco participam, entre outros, Lilia Cabral, Du Moskovis, Ângelo Antônio e Julia Lemmertz.

Serviço:

 23/11, às 10h, na Estação Pinacoteca (Largo General Osório, 66, centro) – Lançamento dos Portais “Violência contra as Mulheres – Quebre o Ciclo”, fruto de parceria do Instituto Avon com Unifem (Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento das Mulheres);

 02/12, das 9h às 18horas, no Hotel Golden Tulip Belas Artes (R. Frei Caneca, 1199), Seminário Não Violência Doméstica, com Lia Diskin - fundadora da Associação Palas Athena;

 03/12 – Exibição no cine Livraria Cultura (Av. Paulista, 2073 - Conjunto Nacional) do filme “Amor?”, de João Jardim patrocinado pela Avon. A sessão será seguida de debate com o diretor, com Lia Diskin e representante do Unifem Brasil.

Mais informações:

UNIFEM-ONU Mulheres

Isabel Clavelin

(61) 3038.9287 / 8175.6315


Instituto Avon
http://www.institutoavon.org.br/
http://www.br.avon.com/

Homens já são metade da clientela em clínicas de estética

Sexo masculino se rende aos tratamentos de estética e busca bem estar e qualidade de vida

Pensar que há poucos anos eles nem se atreviam a entrar em um salão de beleza. Clínica de estética então nem pensar, era território exclusivo das mulheres. A aparência é hoje para o homem, quesito importante e porque não dizer prioritário. Eles se vestem cada vez melhor, freqüentam salões de beleza, clínicas de estéticas, consultórios de cirurgia plástica, dermatologia e por aí vai. A era da Biosociedade, na qual o ser humano busca e preza pela qualidade de vida, está automaticamente ligada ao bem estar físico e emocional.

Pensando nesta grande parcela de público masculino que gosta de estar antenado com os mais eficazes tratamentos de beleza e bem estar, a Deep Laser, clínica situada nos Jardins em São Paulo, possui os mais inovadores tipos de tratamentos para “eles”. O corpo multidiscliplinar da clínica tem os melhores especialistas em cirurgia plástica, odontologia, medicina estética, dermatologia, nutrição e massoterapia. “Hoje, 50% dos nossos clientes são do sexo masculino. É muito gratificante ver que hoje eles vêm fazer os tratamentos acompanhados da mulher, dos filhos ou mesmo sozinhos. Percebo que o constrangimento que existia antes para um homem entrar numa clínica de estética ficou no passado. Eles prezam pela saúde e pela aparência”, declara Sueli Domingues, cosmetóloga e diretora da clínica.

A avaliação inicial indica os melhores tratamentos para cada caso. Todos os ambientes da clínica são harmoniosos e aconchegantes, garantindo bem estar ao paciente durante qualquer tipo de procedimento. Os profissionais são altamente treinados e recebem atualização constante sobre os tratamentos inovadores que chegam a todo o momento.

Exemplos de tratamentos:

Titan 3D - Conhecido como "Oscar Plastic", o Titan 3D melhora rugas de expressão, volta o relógio biológico e rejuvenesce a pele algumas horas antes. Portanto é indicado como tratamento antes de festas e eventos. Rejuvenesce a pele do rosto, pescoço, braços, glúteos, abdômen e pernas.

Ultracontour – Este aparelho promove a quebra de gorduras com muito mais potência. Qualquer região do corpo onde há acúmulo de gordura localizada pode ser tratada, tais como abdômen, flancos, braços, coxas, costas. A recomendação é que se tratem no máximo duas regiões por sessão, sendo o intervalo recomendado de quinze dias. O número de sessões varia individualmente, de acordo com a quantidade de gordura na região. O tratamento é indicado para pacientes saudáveis com espessura de tecido subcutâneo de no mínimo 1,5 cm em áreas de abdômen, coxa ou flancos. A gordura deve estar numa área localizada e o tamanho dessa área deve ser maior que 100 cm2.

Shiatsu nos pés - faz parte da medicina chinesa e tem como benefícios o relaxamento, a energização, a liberação dos pontos de tensão muscular e a melhora da função dos órgãos internos.

Depilação a laser - A Deep Laser possui aparelhos de última geração que realizam a remoção dos pêlos de maneira rápida e segura. O tratamento é executado por médicos especializados e não oferece nenhum risco à saúde. A depilação a laser pode ser feita em todos os tipos de pele, clara ou escura. Pode ser aplicada em diversas partes do corpo como face, buço, axila, virilha, peito, abdômen e costas.

Cabelo - a clínica conta com profissionais especializados em cabelos masculinos.

Bronzeamento a jato – a cor ideal para o verão brasileiro

Mais informações sobre todos os tratamentos disponíveis no site http://www.deeplaser.com.br/

Fonte: Inara Jacqueline

DOAÇÕES AO FUNDO NACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE‏

CONANDA PUBLICA NOVAS REGRAS PARA QUEM FAZ DOAÇÃO AO FUNDO NACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE


Poderão usufruir do benefício os doadores pessoas físicas que declararem o IR por meio do modelo completo, até o limite de 6% do imposto devido


O contribuinte que desejar fazer doações ao Fundo Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FNCA) deve preencher a Guia de Recolhimento da União (GRU) disponível no site do Tesouro Nacional e tanto as pessoas físicas, quanto as pessoas jurídicas, podem fazer doações ao Fundo. Essas são algumas regras estabelecidas pela Resolução nº 138 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), da Secretaria de Direitos Humanos, publicada no Diário Oficial da União do dia 19 de novembro de 2010.

De acordo com o consultor do Cenofisco – Centro de Orientação Fiscal, Lázaro Rosa da Silva, poderão usufruir do benefício fiscal os doadores pessoas físicas que declararem o Imposto de Renda por meio do modelo completo, até o limite de 6% do imposto devido. “Já as pessoas jurídicas desfrutarão do benefício fiscal até o limite de 1%, no máximo, do IR a ser pago, apurado com base no lucro real, conforme disposto na Lei nº 9.250, de 1995, e Decreto nº 794, de 1993”.

O consultor do Cenofisco explica ainda que aqueles que desejarem fazer doações ao FNCA, devem, no endereço eletrônico https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_%20simples.asp, digitar a Unidade Gestora nº 110244, clicar na reticências e aguardar a confirmação do nome da Unidade: Fundo Nacional para os Direitos da Criança e do Adolescente. “Nesse campo, o contribuinte deverá informar, no espaço reservado para ‘Gestão’ o código do Tesouro Nacional [00001]. Posteriormente, é necessário informar o código do contribuinte. Se o depósito for feito por pessoa física, inserir o número 288438. Se for pessoa jurídica, digitar o código 288411. Depois, é só clicar novamente nas reticências e aguardar a confirmação da especificação: Transferências de Pessoas ou Transferências de Instituições Privadas”.

Para Lázaro, essas mudanças vieram em boa hora. “Agora os contribuintes e a Receita Federal passam a ter um controle ainda maior das doações que são feitas ao Fundo da Criança e do Adolescente. Por outro lado, essa formalidade poderá dificultar, ou até mesmo inibir, o contribuinte que não tem costumeiramente o hábito de acessar internet. Além disso, é importante consignar que a comprovação desta doação à Receita Federal deverá ser feita por meio de recibo que o órgão disponibilizará para o doador após o cumprimento destas formalidades”, afirma o consultor.

Outra regra a que o doador está sujeito é que ele deverá tirar uma cópia da GRU com a autenticação bancária do pagamento e encaminhá-la ao Conanda, acompanhada de ofício de solicitação do recibo com a informação do endereço completo do doador, no seguinte endereço: Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – Conanda Coordenação-Geral SCS - Bloco B, Quadra 09, Lote "C", Edifício Parque Cidade Corporate - Torre "A" - 8º Andar - Sala 803-B - Asa Sul CEP:70308200 - Brasília -DF.

O número de doações, bem como o mês de competência e o vencimento também deverão ser preenchidos pelos contribuintes no novo formulário. Para esclarecimentos adicionais sobre a legislação do Imposto de Renda, os limites de dedução das doações aos Fundos dos Direitos das Crianças e do Adolescente e outros, sugere-se consultar a Secretaria da Receita Federal do Brasil, no seguinte endereço eletrônico: http://www.receita.fazenda.gov.br/ .

Fonte: Danielle Ruas - De Leon

A PATROA É UM AVIÃO COMEMORA 1 ANO

Luciana Gimenez e Wesley Sathler com as ex-participantes do quadro "A Patroa é um avião"

Luciana Gimenez e Wesley Sathler comemoraram no ultimo dia 10, o primeiro aniversário do quadro de sucesso, A PATROA É UM AVIÃO, na Rede TV! Para marcar a data, chamaram à emissora todas as mulheres que já participaram do programa e tiveram seu look renovado, sua auto estima aumentada. "Fiquei super gratificado ao rever nossas patroas, pois todas , absolutamente todas compareceram elegantes, mais magras e super bem produzidas. Ou seja, sinal que aprenderam e incorporaram nossos ensinamentos!", disse Wesley.  O ponto alto da gravação foi a presença da cantora Elba Ramalho que também comemora 30 anos de carreira. No tradicional desfile de lingerie, Elba disse: "Fico esperando esse momento para ver a cara de bobo dos patrões quando essa mulherada linda desfila na frente dele!".
Elba Ramalho e Wesley Sathler

A cantora disse ainda que adora lingeries, mas abomina qualquer estampa de oncinha, zebra e outros animais, o que, em certo momento causou gargalhadas da platéia, pois Wesley acabara de apostar que Elba era fã destas estampas.   Luciana ficou encantada com a reunião de patroas e fez questão de posar para fotos com todos os casais presentes, além de manifestar também sua alegria em ter Elba animando a noite.




Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil

ABRALE mantém projeto para assegurar crianças em tratamento de linfoma e leucemia

A próxima terça-feira(23) é o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil. Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer é a segunda maior causa de mortalidade infantil e acomete cerca de 9 mil crianças anualmente no Brasil.

A leucemia é a doença maligna mais comum na infância, correspondendo aproximadamente a 33% dos casos de câncer da criança. O linfoma é a segunda doença mais comum, correspondendo a cerca de 12% dos casos.

Oitenta e cinco por cento das leucemias em crianças são da forma linfóide aguda (LLA), 10% mielóide aguda (LMA) e 5% mielóide crônica (LMC). As leucemias linfóides crônicas (LLC) não se manifestam na faixa pediátrica.

A Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia, em parceria com o Instituto Cultural Maurício de Souza, criou o Projeto Dodói, com o objetivo de dar suporte às crianças em tratamento de câncer, assegurando melhores condições de convívio com a doença e possibilidades efetivas de cura.

O Projeto Dodói também visa humanizar o atendimento às crianças de 2 a 12 anos de idade, portadores do câncer infantil.

Além das crianças, o Projeto Dodói é voltado também à equipe de enfermagem e o corpo médico, pois esses profissionais são capazes de influenciar favoravelmente a maneira como os pacientes infantis encararam o mundo durante e após o tratamento.

“Os tratamentos do câncer infantil está em constante avanço, o que faz com que 70% das crianças diagnosticadas com a doença possam ser curadas. O Projeto Dodói é uma importante ferramenta para que a criança em tratamento, o qual muitas vezes exige etapas prolongadas de internação, possa recuperar capacidades, desenvolver senso de controle, reparar frustrações e exercitar mecanismos de adaptação”, disse a Dra. Ana Lúcia Cornacchinoni, médica onco-hematologista do Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (ITACI) e coordenadora do Comitê Médico Científico da ABRALE.

Fonte: Daniela Sobreira - Activa