Nossos Vídeos

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Governo do Estado entrega obras de recuperação do Tietê

Inaugurações no Parque Várzeas e anúncio de obras do Projeto Tietê dão continuidade aos esforços do governo estadual

Governador Alberto Goldman durante passeio na Várzea - Foto: Ciete Silvério
O Governador Alberto Goldman, o secretário de Estado dos Transportes, Mauro Arce, e a secretária de Estado de Saneamento e Energia, Dilma Seli Pena, participam neste sábado, às 12h, da inauguração da primeira fase da Via Parque e da Ciclovia do Parque Várzeas do Tietê. Na ocasião também serão assinados os contratos para execução das obras da terceira fase do Projeto Tietê.

"São benefícios de toda ordem. Claro que isso será unido a todo um projeto de captação e tratamento de esgoto, porque se isso não for feito o rio continuará sendo poluído.

Vamos assinar os contratos semana que vem de 1 bilhão e 50 mil dólares. Esses recursos serão investidos pela Sabesp em captação e tratamento dos esgotos” - disse o governador.

Com 11,41 km de extensão, a Via Parque, entre a barragem da Penha e o Parque Jacuí, na Zona Leste da Capital, será acessível para veículos leves. A Ciclovia acompanha a Via Parque em duas faixas de rolamentos. No total, elas terão 230 km. Sua implantação é estratégica para impedir o processo de invasão e ocupação indevida, além de servir de acesso às obras de implantação das unidades de conservação e dos núcleos esportivos, culturais e de lazer previstos no projeto do Parque Várzeas do Tietê.

A Dersa é responsável pela execução das obras da via e da ciclovia nesta primeira etapa. Os trabalhos fazem parte da compensação ambiental pelas obras do projeto de readequação viária da Marginal Tietê. A implantação foi dividida em duas fases, que no total receberão R$78,8 milhões em investimentos:

Fase I (extensão: 11,41 km)

Trecho I – Barragem da Penha/ núcleo Eng. Goulart (ext. 2,8 km)

Trecho II – Núcleo Eng. Goulart/ USP Leste (ext. 2,8 km)

Trecho III – USP Leste / Parque Jacuí (ext. 5,81 km)

Fase II (extensão: 12,44 km)

Trecho IV – Parque Jacuí/ Trevo bairro das Pimentas (ext. 2,44 km) – entrega em dez/2010

Trecho V – Trevo do bairro das Pimentas/ divisa de Itaquaquecetuba (ext. 10 km) – entrega em ago/2011

Parque Várzeas do Tietê

O Parque Várzeas do Tietê é um dos mais importantes projetos de preservação ambiental de São Paulo. Quando estiver completo, ele será o maior parque linear do mundo, com 75 quilômetros de extensão e 107 quilômetros quadrados de área, unindo o Parque Ecológico do Tietê, localizado no bairro da Penha, e o Parque Nascentes do Tietê, em Salesópolis.

O principal objetivo do Parque é recuperar e preservar as várzeas do rio, áreas importantes no combate às cheias, já que funcionam como piscinões naturais. O local também terá um importante papel social, proporcionando a seus freqüentadores uma série de atividades culturais, educacionais, recreativas, esportivas e de lazer.

O Várzeas do Tietê foi dividido em três etapas, que receberão investimento total de R$ 1,7 bilhão. Ele está sendo implantado pelo Governo do Estado em parceria com as prefeituras de São Paulo, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim e Salesópolis.

Projeto Tietê

Neste sábado, o governador também assina os contratos de execução das obras da terceira fase do Projeto Tietê. Com investimentos de 1,05 bilhão, serão implantados 580 km de coletores-tronco e interceptores de esgoto, 1.250 km de redes coletoras e 200 mil ligações de esgotos domiciliares. Além disso, estações de tratamento de esgoto (ETE) de Barueri, Parque Novo Mundo, ABC, Cajamar, Mairiporã, Santana de Parnaíba, Cotia, Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato terão sua capacidade de tratamento ampliada em quase 50%.

A construção dos novos coletores e ligações e a ampliação da capacidade permitirá o aumento da coleta de esgotos de 84% para 87% e do tratamento de 70% para 84% na Região Metropolitana de São Paulo até 2015. Isso beneficiará mais 3 milhões de pessoas.

O Projeto Tietê foi iniciado em 1992 e prevê investimentos de R$ 6,2 bilhões até 2020. Nas fases I e II já foram investidos R$ 2,9 bilhões, elevando a coleta de esgotos de 70% para 84%, e o tratamento de 24% para 70%.

Com as fases III e IV, a coleta e o tratamento de esgotos serão universalizados nos municípios atendidos pela Sabesp na Região Metropolitana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0