Nossos Vídeos

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Estresse e falta de exercícios físicos pioram os casos de FIBROMIALGIA

ESPECIALISTA ALERTA: A FIBROMIALGIA PIORA COM O ESTRESSE E FALTA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS
As pessoas que freqüentam os consultórios de reumatologia, cada vez mais ouvem falar sobre a fibromialgia, a segunda doença reumática mais comum, perdendo apenas para a artrose. Conforme esclarecimentos do médico reumatologista, Renato Pereira Dias, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André a fibromialgia é uma síndrome, pois só apresenta sintomas que apenas o paciente sente e não pode ser percebido por outras pessoas.

No Brasil a manifestação atinge cerca de 2,5% da população, normalmente acomete mais as mulheres, cerca de oito para cada homem. Os sintomas podem se iniciar a partir dos 25 até os 65 anos.

Sua principal causa é desconhecida, porém vários fatores estão relacionados ao seu aparecimento como estresse, traumas, lesões repetitivas, outras doenças reumatológicas e doenças de tireóide.

Os sintomas são dores em todo corpo, fadiga, insônia, dores de cabeça, indisposição, sono superficial, dormência de mãos e pés. As dores podem durar em média três meses, além da presença de pontos dolorosos no corpo. Foram padronizados 18 destes pontos, sendo que 11 deles são suficientes para concluir o diagnóstico de fibromialgia.

Segundo o especialista, normalmente se desenvolve entre familiares e também pode atingir crianças. "Nas crianças os sintomas podem aparecer a partir dos 12 anos de idade, nas menores de sete anos o desenvolvimento da síndrome é raro", explica o especialista.

O indivíduo que possui fibromialgia tem maior incidência de distúbios de sono, e alterações químicas no cérebro, como diminuição da serotonina e de outras substâncias como o hormônio do crescimento e as endorfinas.

"A deficiência destas substâncias provoca uma interpretação exagerada do estímulo doloroso pelo cérebro, fazendo que o fibromiálgico sinta as dores com intensidade maior do que elas deveriam ter", declara o médico.

A fibromialgia não pode ser detectada por exames, o diagnóstico é feito com base nas queixas dos pacientes.

O tratamento baseia-se principalmente em analgésicos, antidepressivos e relaxantes musculares. Também é recomendada a prática de exercícios que melhorem o condicionamento físico aeróbico e exercícios de alongamento. O acompanhamento psicológico dos pacientes com fibromialgia também é recomendado, uma vez que alterações emocionais e de humor podem levar a piora do quadro clínico.

Algumas atitudes simples podem ajudar na prevenção da fibromialgia, como fazer exercícios de alongamento e fortalecimento muscular; condicionamento cardiorrespiratório; relaxamento para prevenir espasmos musculares.

"É importante que o paciente portador de fibromialgia procure auxilio médico assim que apresentar os sintomas, embora a síndrome não provoque risco de morte ou deformidades pode comprometer drasticamente a qualidade de vida, tanto do portador como da família".
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.