Nossos Vídeos

quarta-feira, 24 de junho de 2009

MARA GABRILLI reúne taxistas e usuários de cães-guia

A Comissão de Trânsito e Transporte da Câmara Municipal será palco de discussão sobre uso de táxis por pessoas com deficiênciaA convite da veradora Mara Gabrilli, amanhã (25/06), a Comissão de Trânsito e Transporte receberá profissionais taxistas, cegos usuário de cão-guia e táxis adaptados para resolver os problemas de utilização, por pessoas com deficiência, deste meio de transporte. “Recebo com frequencia em meu gabinete reclamações sobre a dificuldade que as pessoas com deficiência vêm enfrentando para utilizar o táxi como meio de transporte”, explica a vereadora.

Em 2007, por meio da Lei nº 14.401, foi criado o serviço de táxi acessível para pessoas com deficiência, no mesmo ano a Prefeitura regulamentou o serviço com o Decreto nº 48.695. O táxi acessível é um veículo adaptado para transportar, principalmente, pessoas com cadeiras de rodas, a adaptação permite a entrada da pessoa no veículo sem a necessidade de sair da cadeira e com pouco esforço do motorista ou acompanhante, já que uma plataforma eleva e insere a pessoa no veículo.

As reclamações em relação ao serviço são grandes, principalmente por partes dos taxistas, porque a adaptação do veículo é muito cara, não há incentivo fiscal algum, eles só podem atender passageiros com deficiência física e acreditam que o serviço é pouco divulgado pela Prefeitura, com isso não há receita sufuciente que garanta a continuidade do serviço. “É preciso fazermos alguma coisa rápido ou o táxi acessível, que tanto agradou a população com deficiência corre o risco de morrer por falta de conhecimento da sua existência”, desabafou Mara.

As pessoas com deficiência visual, que utilizam táxis comuns se queixam que os taxistas se recusam a carregar o cães-guia, embora a Lei Federal nº 11.126/2005 garanta o direito inequívoco ao deficiente visual, acompanhado de cão-guia, de “ingressar e permanecer com o animal nos veículos e nos estabelecimentos públicos e privados de uso coletivo”, muitos profissionais não permitem a entrada de cães-guia em seus táxis, com a percepção equivocada de que o animal vai causar algum prejuízo ao veículo.

Durante a sessão da Comissão os profissionais receberão a orientação tanto sobre a questão normativa quanto a questão comportamental, para que o cão-guia não seja confundido com um animal de estimação cujo dono seja um deficiente visual. Afinal, trata-se de animal exaustivamente treinado e credenciado como instrumento de apoio à locomoção do cego. A vereadora ainda está buscando parceria com instituições bancárias para liberar uma linha de crédito específica para adaptação dos táxis acessíveis.
A reunião da Comissão contará com a presença do Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, a Presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, da Associação das Frotas de Táxi (ADETAX), da Associação dos Taxistas Autônomos, da Metrópole SP Rádio Táxi, da Associação Super Táxi dos Taxistas Autônomos e da Sila Car Locadora, além dos munícipes interessados.

SERVIÇO:
Comissão de Trânsito, Transporte, Atividade Econômica, Turismo, Lazer e Gastronomia
Dia: 25/06/09 (quinta-feira)
Hora: 14hs
Local: Câmara Municipal de São Paulo – Viaduto Jacareí, 100 – Centro
São Paulo-SP
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Um comentário:

  1. OLÁ MEU NOME É ADILSON GARCIA, SOU PROPRIETARIO DE UM TAXI ASSECIVEL. CONFESSO QUE O SERVIÇO ESTA DANDO FRUTOS, A DIVULGAÇÃO É POUCA E PARA PIORAR A PREFEITURA NÃO DÁ NENHUM ENCETIVO. MEU INVESTIMENTO FOI ALTO, E ATÉ AGORA NÃO ESTOU TENDO LUCRO NENHUM. SE CONTINUAR ASSIM ACHO QUE VOU DESISTIR.

    ADILSON GARCIA.

    ResponderExcluir

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.