Nossos Vídeos

segunda-feira, 29 de junho de 2009

As impressões de GLÓRIA KALIL sobre a elegância

Foto: Jair Bertolucci
A elegância está ligada ao comportamento e não à roupa que se veste, diz Glória Kalil *
Para a consultora de moda, entrevistada há pouco no Roda Viva, o traje é importante, mas é a maneira de se apresentar que diz quem a pessoa é
*
Hoje, é a rua que manda na moda, e a rua é múltipla. A frase foi dita pela jornalista, empresária e consultora de moda Glória Kalil durante o programa Roda Viva.

Segundo Glória, nos dias atuais não há mais tendência de moda como nos anos 50, quando você fazia parte da sociedade ou estava fora dela. “Nos anos 60, isso mudou um pouco, com os jovens contestando a etiqueta anterior, explica. “Dos anos 90 para cá houve uma grande virada, com a entrada em cena da informalidade.”

“Você pega uma foto da saída do Maracanã nos anos 50 e percebe que os homens vestiam terno, gravata e chapéu. Pega uma foto hoje e parece uma fuga da Febem. Os homens todos de bermudão, camiseta, boné. Isso não existia antes", comenta.

Questionada se dá para ser pobre e elegante Glória dispara: “lógico que sim. Tem muita gente rica e mal vestida, deselegante”. E mais: "uma pessoa é elegante quando ela tem um comportamento elegante, e não só pela roupa que veste. A elegância está diretamente ligada ao comportamento”.

Glória traduz o estilo de Michele Obama, a primeira-dama dos Estados Unidos, como interessante. “Ela opta por estilistas jovens, usa roupas de loja de departamento levando a mensagem de que a pessoa pode estar bem vestida se tiver olho para escolher.”

A consultora, porém, não poupou aqueles que estão acima do peso. “Nada veste direito quando a gente está mais gordo. Mais magro veste melhor.”
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

INSTITUTO GABI procura voluntários à distância

Instituto Gabi busca voluntários à distância para reforçar a assistência às 60 crianças e adolescentes com deficiência atendidas pela entidade

Além dos profissionais que fazem parte da equipe efetiva, instituição precisa expandir seu quadro de aproximadamente 70 voluntários


Se você quer colaborar para uma entidade, mas tem dificuldades de se deslocar pela cidade ou dispõe de poucas horas semanais, o Instituto Gabi – Centro de Referência, Orientação e Atendimento a Pessoas Portadoras de Deficiência – oferece uma boa oportunidade: você pode se transformar em um voluntário à distância. Essa é uma das maneiras de de auxiliar no atendimento às 60 crianças e adolescentes e permitir a abertura de vagas para as mais de 120 que estão na fila de espera.

Segundo o presidente da instituição, Francisco Sogari, “essa nova modalidade de voluntariado tem como facilitador a internet, que está onipresente no cotidiano das pessoas, por meio das diferentes ferramentas das redes sociais, comunidades, blogs, twitters, newsletters etc.”.

Sogari salienta a importância de distinguir o trabalho voluntário de outras ações de colaboradores, como doações de itens de uso na casa: “O apoio por meio de doações é sempre bem-vindo, mas ele tem começo, meio e fim. Já o trabalho voluntário tem como característica a continuidade, mediante um planejamento”.

Enquanto o voluntário presencial auxilia diretamente nos atendimentos, acompanhando os profissionais da entidade nas atividades da semana – como na cozinha, limpeza, manutenção da casa, bazar e doações – e nos finais de semana – organização e execução de eventos –, os voluntários à distância (hoje, aproximadamente 30) atuam principalmente nas áreas de comunicação (assessoria de imprensa, marketing, web design, diagramação etc.), administração e consultoria. “Atualmente, o Instituto Gabi precisa de voluntários à distância principalmente para atuar na área de web design e produção gráfica, para elaborar o material de divulgação de nossas campanhas”, observa Sogari.

Hoje, o time de voluntários presenciais ultrapassa 40: “Temos vários que atuam nas atividades durante a semana e nos finais de semana. Nossa maior necessidade é para a manutenção da casa, área de TI e nos bazares”.

A seleção de voluntário – sejam presenciais ou à distância – é feita mediante um cadastro. A diferença é que o voluntário presencial faz uma visita agendada, preenche o cadastro e assina o termo de adesão. Já o voluntário à distância preenche o cadastro eletrônico (que lhe é enviado), inscreve-se e o devolve com a adesão ao termo, de acordo com a Lei do Voluntariado, assinada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso em fevereiro 1998. “Esses procedimentos são previstos mesmo para quem só pode voluntariar nos finais de semana. Nesses casos, identificamos e conciliamos a disponibilidade e a necessidade”, reforça o presidente do Instituto Gabi.

O trabalho voluntário é fundamental para o Instituto Gabi, que durante os dois primeiros anos de atividades conseguiu manter-se somente com voluntários. “Hoje”, conta Sogari, “é praticamente impossível atender 60 crianças e adolescentes com deficiência, de segunda a sexta feira, durante quatro horas diárias, somente com voluntariado, que dedica cerca de 8 horas semanais. Precisamos de uma estrutura de profissionais remunerados, que hoje somam 18 e dos mais de 70 voluntários, presenciais e à distância. Eles nos dão um suporte fundamental e condições para dar a amplitude necessária ao nosso trabalho. Aumentar esse número com novos voluntários é uma de nossas metas”.

Para oferecer trabalho voluntário, deve-se estabelecer contato com o Instituto Gabi, pelo telefone (11) 5564-7709, pelo email institutogabi@terra.com.br ou consultando o site www.institutogabi.org.br.

Campanha da Sede Própria continua em 2009

O Instituto Gabi – Centro de Referência, Orientação e Atendimento a Pessoas Portadoras de Deficiência – lançou em 2006 oficialmente a Campanha da Sede Própria, que visa mobilizar a sociedade em prol da construção de um local adequado às necessidades dos 60 portadores de deficiência atendidos por psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e educadores.

Atualmente, o prédio onde a ONG está instalada é alugado, tem problemas de acesso aos cadeirantes e demais deficientes físicos e custo de manutenção alto. “Como sobrevivemos graças a doações, ao nosso bazar permanente, à arrecadação proveniente de eventos realizados durante o ano e a um convênio com a Prefeitura de São Paulo, não temos condições de locar um local maior, que poderia nos dar a chance de atender as 120 famílias que estão na lista de espera”, diz Francisco Sogari, presidente do Instituto Gabi.

Com a Sede Própria, o Instituto terá condições de adequar melhor os atendimentos e melhorar a qualidade de vida das crianças e adolescentes. “Chamamos a sociedade a nos ajudar, com doações em dinheiro; roupas, brinquedos e objetos para nosso bazar permanente e colaboração na construção de um novo prédio”, informa o presidente.

Para doar objetos, brinquedos e roupas, basta procurar a sede do Instituto Gabi: Rua Gustavo da Silveira, 128 – Vila Santa Catarina – São Paulo – SP – telefone (11) 5564-7709 ou entrar em contato pelo e-mail institutogabi@terra.com.br.

Sobre o Instituto Gabi

O Instituto Gabi – Centro de Referência, Orientação e Atendimento a Pessoas com Deficiência, pioneiro na Cidade de São Paulo, frequentemente realiza eventos para captar recursos a fim de ampliar sua capacidade de atendimento. Atualmente, além das 60 pessoas com deficiência atendidas, existem 120 aguardando uma vaga.

Segundo o presidente do Instituto Gabi, com mais recursos públicos e privados, seria possível comprar uma sede própria, ampliar a equipe e atender mais pessoas que aguardam uma oportunidade. “Encaminhamos uma carta de reivindicação ao Conselho Tutelar e ao Ministério Público para que cobrem da Prefeitura mais recursos. Enquanto isto não acontece, temos de batalhar bastante para ajudar estas pessoas”, defende.

O Instituto Gabi desde 2001 luta em prol da melhoria de vida dos deficientes e suas famílias. Durante quatro horas diárias, de segunda a sexta-feira, os atendidos participam, gratuitamente, de sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, psicomotricidade e de oficinas socioeducativas (artes, atividades de vida diária, artesanato, informática, alfabetização, educação física, arteterapia)”, conta o presidente Francisco Sogari. “Dezoito profissionais e dezenas de voluntários dedicam carinho e atenção a elas e seus familiares, mas queremos ir mais longe”.
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

Eli Corrêa atrai ouvintes em dia de fé por Santo Antônio

O Programa Eli Corrêa atraiu centenas de ouvintes aos estúdios da Rádio Capital AM, no bairro do Paraíso, em São Paulo, no último sábado, 13 de Junho, para a bênção de Santo Antônio, feita pelo Padre Hewaldo Trevisan. Durante a semana, durante a programação, Eli havia avisado que o Padre Hewaldo estaria na emissora para distribuir pães de Santo Antônio no dia consagrado ao santo nascido em Lisboa e sepultado em Pádua. Desde cedo, o movimento foi grande no prédio, até que, às 12 horas, Eli passou a transmitir seu programa direto do estacionamento da Rádio Capital, onde havia sido armado um altar com imagens de Santo Antônio e de Nossa Senhora Aparecida.

O Padre Hewaldo Trevisan, que costuma dar a bênção para os doentes e necessitados de segunda-feira a sexta, às 15h15, durante o Programa Eli Corrêa, explicou: “O rádio permite eliminar distâncias. Mesmo quem não vem aos estúdios acaba sendo beneficiado pela bênção, desde que esteja sintonizado na emissora e tenha fé. Muita fé.”

Campeão de audiência em rádios AM de São Paulo, Eli Corrêa tem dois horários diários na Rádio Capital: das 7 às 10 horas, período em que apresenta a oração do Padre Juarez de Castro a partir das 9 horas, e das 13 às 16 horas, etapa em que narra a Carta da Saudade e, em seguida, abre espaço para a bênção do Padre Hewaldo.

Eli Corrêa fez questão de agradecer a José Roberto Gama e toda a sua equipe de produção, assim como ao coordenador de operações técnicas, Roberto Vitório, pelo sábado histórico em que a Rádio Capital recebeu centenas de fiéis e foi sintonizada por mais de 100 mil pessoas.

A Rádio Capital é sintonizada em 1040 kHz AM ou, pela internet, no site www.radiocapital.am.br

EXPERIÊNCIA DEMAIS, RECONHECIMENTO DE MENOS

*Giuliano Bortoluci

O mercado de trabalho para os estagiários está cada vez mais concorrido. Seja pela diminuição do número de vagas, por conta da crise econômica mundial e da nova lei do estágio, ou pelo alto grau de competitividade entre os candidatos, fato é que o currículo é o instrumento mais estratégico nesta fase de inserção no mercado de trabalho.

Velho conhecido daqueles que procuram uma vaga, o currículo pode ser o seu passaporte ou a sua barreira na busca de uma oportunidade de estágio. Um dos pontos que mais chama atenção é a quantidade declarada de experiência. Agora você pode estar se perguntando “quanto mais experiência eu divulgar, mais positiva será a análise sobre as minhas competências, não é?” A resposta, ainda que pareça estranha em um primeiro momento, é: “nem sempre.”

Acreditando nesse mito, muitos estudantes ficam pouquíssimo tempo em uma empresa. Períodos menores do que seis meses, por exemplo, são considerados curtos demais para que o profissional possa realmente compreender e dominar o assunto com o qual trabalha. Além da adaptação à vaga e às políticas da empresa, o jovem naturalmente leva algum tempo para conseguir efetivamente desempenhar seu papel com eficiência e, principalmente, de maneira autônoma.

É comum que os jovens da Geração Y entendam que muito tempo em um mesmo lugar possa significar para o mercado que ele está acomodado. Esquecem-se, porém, que o contrário pode ser visto como incapacidade de adaptação e indecisão. Por isso, antes de tomar a decisão de deixar um estágio responda a seguinte pergunta: realmente aprendi os pontos essenciais do meu trabalho a ponto de executá-lo em outra oportunidade com a mesma eficácia com que sou cobrado hoje?

Lembre-se que o currículo é o seu cartão de visita e, na grande maioria dos casos, o seu primeiro e único elo de contato com o empregador. Pense nisso quando for escolher as experiências a serem divulgadas, pois, mais do que a quantidade, o que vale mesmo é a consistência de cada uma delas.

Giuliano Bortoluci é Diretor de Comunicação do Site Estagiários.com, empresa especializada na prospecção de talentos potenciais para iniciação nas mais promissoras oportunidades de estágios, em todo o território nacional. A Estagiários.com atua no segmento há 10 anos e oferece para as Empresas e Escolas soluções práticas e seguras para as emissões e impressões, online, dos documentos e procedimentos legais que formalizam juridicamente estas contratações, nos termos da Legislação vigente.
*
*
*
*
*
*
Publicidade:

Governo atende setor e prorroga IPI até o fim de 2009

Solicitação da Anamaco e demais entidades foi feita na última reunião do Grupo de Acompanhamento da Crise

A redução temporária do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) incidente sobre os materiais de construção foi prorrogada para até o dia 31 de dezembro de 2009.
O anúncio foi feito hoje pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante evento realizado em Brasília com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O governo incluiu vergalhões de cobre na lista de produtos desonerados.
O presidente da Anamaco, Cláudio Elias Conz, que é membro do Grupo de Acompanhamento da Crise (GAC), acompanhou o anúncio. “Estamos muito satisfeitos porque o governo entendeu que, como a redução do IPI não atingiu nossos estoques, a nossa resposta ao estímulo acabou sendo mais lenta do que gostaríamos”, declarou Conz. “A medida certamente vem dar fôlego e ânimo ao setor no sentido de melhorar as vendas e ampliar o número de empregos e investimentos na cadeia produtiva”, completa.
Segundo ele, a postergação do prazo de desoneração do imposto, prevista inicialmente para ser válida de 1º de abril a 30 de junho, já havia sido discutida nas reuniões do GAC. “A Anamaco, juntamente com a Abramat e demais entidades do setor, solicitou a prorrogação, visto que os efeitos do plano Minha ‘Casa Minha Vida’, que prevê a construção de um milhão de moradias, só serão sentidos no segundo semestre”, declara.

Dados do setor

As vendas do setor de varejo de material de construção cresceram 4,5% no acumulado de abril e maio, na comparação com o mesmo período de 2008. “No acumulado do ano, comparativamente a 2008, o crescimento foi de 0%. Mantivemos os mesmos índices, mas consideramos este dado muito positivo, visto que no ano passado tivemos recorde de faturamento, correspondente a R$ 43,23 bilhões, 9,5% a mais que em 2007”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.
Em abril, primeiro mês com redução de IPI, mesmo com apenas 16 dias úteis, os produtos desonerados tiveram aumento de vendas de 25%. Em maio, a venda desses itens cresceu 10%. “Os produtos que foram beneficiados com a redução do imposto representam 15% do mix do negócio de material de construção e tiveram peso fundamental no desempenho do setor nos últimos dois meses. Prorrogar o prazo é manter este aquecimento”, diz Conz.
Segundo o estudo da Anamaco, nos meses de abril e maio, com a redução do IPI incidente sobre materiais de construção, produtos como o cimento, tinta e cerâmica tiveram uma redução média nos preços de 8,5%. “No caso da cerâmica, essa diminuição de preços chegou a 20%. Foi necessário vender fisicamente maior quantidade para alcançarmos este faturamento”, explica Conz. “Estes números são muito importantes para o setor, se levarmos em conta que iniciamos o ano com queda de 12% nas vendas em janeiro e fevereiro. Em março, abril e maio tivemos crescimento constante e isto nos permite ter segurança em afirmar que poderemos fechar 2009 com crescimento total de 5% sobre 2008”, completa.

Sobre a Anamaco

Fundada em 1984, a Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção) é uma entidade de classe, sem fins lucrativos, que representa as 138 mil lojas de material de construção existentes no país. A entidade funciona como interface entre os órgãos governamentais e as Acomacs (Associação dos Comerciantes de Material de Construção) regionais e as Fecomacs (Federação das Associações de Comerciantes de Material de Construção), além de fabricantes e comerciantes de material de construção.
A Anamaco atua junto ao poder público, criando e apresentando projetos que visam desenvolver o mercado de material de construção e a sociedade como um todo. A Associação também promove debates sobre assuntos que envolvem o setor, como questões ligadas à tributação e projetos de lei.

Desoneração do IPI de material de construção

Cimentos aplicados na construção - 0%
Tintas e vernizes dos tipos aplicado na construção - 0%
Massa de vidraceiro - 2%
Indutos utilizados em pintura - 2%
Revestimentos não refratários do tipo dos utilizados em alvenaria - 0%
Aditivos preparados para cimentos, argamassas ou concretos - 5%
Argamassas e concretos para construção - 0%
Banheiras, boxes para chuveiros, pias e lavatórios de plástico - 0%
Assentos e tampas, de sanitários de plástico - 0%
Caixas de descarga e artigos semelhantes para usos sanitários ou higiênicos, de plásticos - 0%
Pias, lavatórios, colunas para lavatórios, banheiras, bidês, sanitários, caixas de descarga, mictórios de porcelana - 0%
Pias, lavatórios, colunas para lavatórios, banheiras, bidês de cerâmica - 5%
Grades e redes de aço, não revestidas, para estruturas ou obras de concreto armado ou argamassa armada - 0%
Outras grades e redes de aço, não revestidas, para estruturas ou obras de concreto armado ou argamassa armada - 0%
Pias e lavatórios, de aços inoxidáveis - 0%
Outras fechaduras; ferrolhos - 0%
Partes Cadeados, fechaduras e ferrolhos - 0%
Dobradiças de qualquer tipo (incluídos os gonzos e as charneiras) - 0%
Outras guarnições, ferragens e artigos semelhantes para construções - 5%
Válvulas para escoamento - 0%
Outros dispositivos dos tipos utilizados em banheiros ou cozinhas - 0%
Disjuntores - 10%
Chuveiro elétrico - 0%

Produtos acrescentados no dia 17 de abril de 2009:

Misturas betuminosas à base de asfalto ou de betume naturais, de betume de petróleo, de alcatrão mineral ou de breu de alcatrão mineral (por exemplo, mástiques betuminosos e " cut-backs " ). - IPI: zero

Ladrilhos e placas (lajes), para pavimentação ou revestimento, não vidrados nem esmaltados, de cerâmica; cubos, pastilhas e artigos semelhantes, para mosaicos, não vidrados nem esmaltados, de cerâmica, mesmo com suporte – IPI: zero

Ladrilhos e placas (lajes) para pavimentação ou revestimento, vidrados ou esmaltados, de cerâmica - IPI: zero

Cadeados - IPI: zero

Válvulas tipo gaveta - IPI: zero

Telhas em aço galvanizado - IPI: : zero

Produto acrescentado hoje (29 de junho de 2009):

Vergalhões de cobre

Começam na Zona Leste audiências de revisão do plano diretor de SP

No último sábado 27 de junho aconteceu a primeira audiência pública regional de uma série de cinco com o objetivo de discutir a revisão do Plano Diretor Estratégico (PDE) da cidade de São Paulo.
A Zona Leste inaugurou a série de debates com a população e representantes do legislativo num evento que reuniu cerca de 300 pessoas no Teatro do SESC Itaquera. Foi debatida uma proposta encaminhada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) à Câmara Municipal para mudar o plano atual, criado em 2002. O estudo foi realizado entre 2005 e 2007 com o objetivo de aperfeiçoar o documento, principalmente nas áreas de transporte, trânsito, meio ambiente e urbanismo. O projeto de lei 671/2007 precisa ser aprovado pela maioria dos 55 vereadores para vigorar. Antes disso, no entanto, deve ser discutido e analisado pela população, como determina a lei. É o que os parlamentares prometem fazer até fim do ano.
O PDE é um instrumento básico de política de desenvolvimento urbano da Cidade. Todas as áreas da administração foram analisadas isoladamente e integradas para que se pudesse ter uma visão do conjunto das ações importantes para o seu desenvolvimento. Através dele podem ser alterados e criados novos áreas de zoneamento no município, favorecendo assim uma expansão planejada e consciente a longo a prazo.
Além do líder do governo na Câmara e relator do projeto, vereador José Police Neto (PSDB) e do presidente da Comissão de Política Urbana, vereador Carlos Apolinário (DEM), estavam presentes outros vereadores e deputados estaduais de diversos partidos, bem como os subprefeitos da Zona Leste.
O evento começou com uma explicação de Nilza Antenor, representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), que mostrou mapas com a atual situação da cidade e explicou visualmente as mudanças sugeridas. Foram analisados os motivos e as perspectivas para a cidade nos próximos anos em temas que vão do trânsito ao meio-ambiente, sempre focando um desenvolvimento sustentável.
Em seguida, pronunciaram-se munícipes e representantes da sociedade civil organizada. Foram destacados problemas nos campos de moradia, transporte, segurança, entre outros, além de sugerir idéias. Dessa forma, diversos vereadores puderam ter contato direto com as demandas e expectativas da população. Houve manifestações tanto de apoio como de rejeição às medidas propostas.
*PROPOSTAS A SEREM REVISADAS
*Na área de políticas ambientais a revisão do Plano Diretor prevê maior controle de emissão de gases que produzem o efeito estufa e introduz o conceito de compensação ambiental. A administração encontrou a cidade com 15 milhões de metros quadrados de área verde e a meta é deixá-la com mais de 60 milhões até 2012.

Na área de trânsito e transportes, a revisão propõe a criação do Sistema Viário Estratégico, que contempla melhorias físicas e no sistema de monitoramento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego. Na cidade de São Paulo há uma natural intensificação do fluxo de pessoas. Por isso, o transporte público foi priorizado e a rede de corredores projetada de acordo com a ampliação do metrô e dos trens da CPTM.

O aperfeiçoamento do PDE também tem por objetivo garantir que as novas operações urbanas sejam feitas com base em projetos estratégicos que transformem regiões da Cidade, de acordo com um projeto urbanístico aprovado pela Prefeitura e pela sociedade. Por isso é tão grande a importância da participação da população nas audiências públicas. Até o quarta-feira serão realizadas audiências públicas nos SESCs Pinheiros e Santana. Entre agosto e setembro, os encontros ocorrerão nas 31 subprefeituras.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Mercur participa da 9° edição da Mega Artesanal

Oficina de pintura instalada no estande da empresa permitirá aos visitantes aprender técnicas de decoupage e conhecer as aplicações do lançamento Tinta Tecido. A expectativa é que mais de mil pessoas participem dos cursos.

A Mercur, empresa brasileira reconhecida há mais de 80 anos por seus materiais escolares, lança produtos e oferece aos visitantes oficinas de artesanato durante a Mega Artesanal 2009. O evento acontece entre os dias 01 e 05 de julho, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

Serão apresentados mais de 50 novos produtos entre tintas e papéis para decoupage. As principais novidades ficam por conta da Tinta Tecido, Tinta Relevo Fluorescente, Tinta Relevo Glitter, Borracha de Apagar Art Visual e Goma Laca.

Além dos lançamentos, profissionais vão ensinar técnicas e dar dicas de decoupage e pintura em tela nas oficinas. As aulas serão ministradas cinco vezes ao dia, em duas salas simultaneamente, totalizando 50 cursos nos dias da feira (confira o calendário abaixo). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas diretamente no estande da Mercur.

“Por conta de sua relevância no mercado brasileiro, a Mercur não poderia ficar de fora desta edição da Mega Artesanal, na qual estamos lançando produtos e envolvendo um grande número de participantes em nossas oficinas. Por isso, nossa expectativa para esta edição é muito promissora”, explica o diretor da Mercur Sérgio Luís Smidt.

Os visitantes que passarem pelo estande da Mercur ainda poderão conhecer todos os produtos da Linha Cores e conferir demonstrações de pintura em tela. O espaço da Mercur está localizado no estande 18, Rua A e B, e contará com o 221metros quadrados.

Confira o calendário das oficinas Mercur:

Sala1 – Tinta Tecido
Oficinas diárias de 01 a 05/07
Das 11h30 às 12h30 - Jogo Americano
Das 13h00 às 14h00 - Bolsa
Das 14h30 às 15h30 - Jogo Americano
Das 16h00 às 17h00 - Almofada
Das 17h30 às 18h30 - Jogo Americano

Sala 2- Técnicas Variadas
Oficinas diárias de 01 a 05/07
Das 11h30 às 12h30 - Caixinha de Decoupage
Das 13h00 às 14h00 - Porcelana
Das 14h30 às 15h30 – Porta-Chaves
Das 16h00 às 17h00 - Móbile
Das 17h30 às 18h30 - Caixinha de Decoupage

Informações sobre a 9° edição da Mega Artesanal
Local: Centro de Exposições Imigrantes
Localização Mercur: Estande 18, Rua A e B.
Endereço: Rod. dos Imigrantes, Km. 1,5 – São Paulo
Data: 01 a 05 de julho de 2009 (Dia 30 de junho - dia especial para o lojista)
Horário: Dia 30 de junho das 11h00 às 19h00; de 01 a 04 de julho das 11h00 às 19h00; dia 05 de julho das 11h00 às 17h00
Entrada para oficinas: gratuita
Entrada para feira: R$ 8,00
Site: http://www.megaartesanal.com.br/default.asp


Sobre a Mercur:
Fundada em 1924, em Santa Cruz do Sul (RS), a Mercur que começou sua trajetória com produtos derivados da borracha, é hoje uma das marcas mais tradicionais do Brasil principalmente no segmento de material escolar e de escritório - no qual consagrou a imagem de sua borracha estampada com o deus Mercúrio no inconsciente coletivo de várias gerações de alunos. Empregadora direta de cerca de 550 colaboradores, a Mercur detém um portfólio de mais de 1,5 mil itens de papelaria, body care (produtos para prática esportiva e saúde, como bolas de exercício, luvas, bolsas térmicas, muletas, colares cervicais, imobilizadores etc.) e também na área industrial (soluções customizadas, disponibilizando lençóis de borracha, correias atóxicas e peças técnicas, bem como pisos especiais e revestimentos). No ano de 2008, registrou faturamento de R$ 120 milhões, um crescimento de 20% em relação ao exercício anterior. Visite o site: www.mercur.com.br

Férias radicais na Pousada dos Pescadores

Esportes praticados ao ar livre aliam aventura e integração com a natureza

Localizada em uma área privilegiada pela Mata Atlântica, a Pousada dos Pescadores oferece várias sugestões para curtir no mês das férias com familiares e amigos. Aqueles que gostam de adrenalina, podem se aventurar praticando os esportes radicais oferecidos pela casa. As modalidades são praticadas ao ar livre, tendo como pano de fundo a bela paisagem natural.

Praticado por duas equipes, o Paintball é um esporte que simula um combate. Usando armas de gás equipadas com balas de tintas, a atração exige muita concentração e estimula o trabalho em grupo. A Pousada oferece a opção de praticá-lo durante o dia ou a noite, onde a adrenalina é em dobro.

Preso por um cinto de segurança conectado a cabos de aço, o praticante da Tirolesa faz um voo rasante entre a bela paisagem da Mata Atlântica. São duas modalidades: Uma descida de 80 metros de extensão e outra ainda mais radical, com 150 metros. Os equipamentos são de extrema segurança e os instrutores altamente qualificados.

Com o objetivo de interagir com a natureza, os participantes do Arvorismo fazem uma trilha em pontes que cortam as árvores da Mata Atlântica, em um passeio de paisagens naturais que dá sensação de bem-estar e desperta o lado aventureiro de cada um.

Quem é bom de equilíbrio pode optar pela Parede de Escalada. O praticante é desafiado a descobrir as várias maneiras de alcançar o topo de seus 10 metros de altura. Esporte seguro e cada vez mais praticado por pessoas de todas as idades.

Aqueles que procuram por um esporte menos radical e querem treinar a pontaria, podem escolher o Arco e Flecha ou o Tiro ao Alvo. Ambos exigem extrema concentração e uma boa mira.

Para agendar sua aventura basta entrar em contato com Yoko pelo telefone (11) 7414 1415, e-mail yoko@pousadadospescadores.com.br , ou contato com a Pousada dos Pescadores (11) 4354 0535 / (11) 9763 2797 / www.pousadadospescadores.com.br .

Localizada às margens da Represa Billings, a Pousada dos Pescadores possui 450 mil metros quadrados de área verde. Com boas opções de lazer e entretenimento, não vai faltar atividade para essas férias.

Para saber mais sobre os esportes radicais e sobre a empresa km 36 acesse www.km36.com.br .

Serviço:
Pousada dos Pescadores – Estrada Caminhos do Mar, Km 36 – São Bernardo
(Acesso no Km 29 da Rodovia Anchieta)
Horários de Funcionamento – Todos os dias das 07 às 18h


Preços (por pessoa)
Entrada – R$ 2,00
Estacionamento – R$ 2,00
Paint Ball – R$ 25,00 (aluguel do campo, arma, máscara, colete, gás, 100 bolinhas)
Tirolesa – R$ 8,00
Parede de Escalada – R$ 5,00
Arco e Flecha – R$ 5,00
Tiro ao alvo – R$3,00
 
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

FÓRUM DA AGENDA 21 MACRO LESTE será realizada em 30/6

Nesta terça-feira, 30/6, acontece o Fórum Agenda 21 Macro Leste, no qual será discutido a dinâmica das ambiências urbanas de São Paulo. O encontro será realizado na Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL), das 13h30 às 17h, no campus Anália Franco. O tema do seminário será "O que a cidade está fazendo para se transformar? Um olhar para a Região Macro Leste" e contará com uma mesa de debates para a elaboração de uma proposta para a cidade. O objetivo é analisar a contribuição das Ambiências Urbanas na construção de políticas públicas da cidade de São Paulo. Sobre ambiência devemos entender todos os problemas sociais, ambientais e econômicos de um município.

O evento deve contar com a presença de diversos subprefeitos da Zona Leste e possivelmente com a visita do prefeito Gilberto Kassab. O encontro faz parte do Calendário Ano da França no Brasil e é fruto de um Projeto de Cooperação Internacional: L'ambiance est dans l'air, do Edital Ville et Environnement, programa de pesquisa do governo francês.

A Zona Leste foi escolhida como palco da Cidade de São Paulo, para abrigar esse evento, devido ao importante trabalho que os 11 subprefeitos da região, por meio desse fórum e junto com a sociedade civil, têm desenvolvido. Terá como principais objetivos promover o intercâmbio entre a França e o Brasil no campo das ambiências urbanas; mostrar o resultado dos projetos de intervenção que tem transformado de forma positiva as ambiências da cidade de São Paulo e celebrar a instituição do Fórum Agenda 21 Macro Leste, estabelecido em junho de 2005 como um fórum democrático.

Ao final haverá a assinatura do Termo de Adesão do Fórum Agenda 21 Macro Leste à Rede Internacional de Ambiências Urbanas, que tem como objetivo selar um compromisso de cooperação que possa levantar a natureza e a especificidade das ambiências da cidade de São Paulo contribuindo com os projetos de intervenção urbana.

Serviço:
Data: 30/06/09
Horário: 13h 30 às 17h
Local: Unicsul - Anália Franco - Av. Regente Feijó, 1295 - São Paulo/SP
*
*
*
*
*
PUBLICIDADE:
RESTAURAÇÃO E RETOQUE DE FOTOS!
www.kidbrinde.webnode.com.pt

Ballet infantil é opção para desenvolvimento físico e mental

Crianças de todos os lugares, e de todas as idades gostam de dançar, sejam músicas infantis, músicas regionais ou qualquer outro tipo de música, crianças ouvem e já começam a se remexer.

Pensando nisso a SHIVA NATARAJ danças e práticas desenvolve programas de Ballet Infantil, para que as crianças possam dançar e usufruir da melhor maneira possível os benefícios que a dança pode trazer.

Entre seus infinitos benefícios, o Ballet melhora a postura e leva a uma formação integra do corpo, proporciona uma disciplina física e mental para as crianças, ajudando na habilidade corporal, desenvolve a criatividade e conhecimento de outros tipos de arte desde cedo. Além de ser uma das atividades favoritas entre as meninas de 3 a 8 anos inspirando confiança física e mental em cada uma delas.

O Curso de Ballet infantil é Dividido em 2 partes, sendo elas:
Baby( de 3 a 6 anos) – Quartas e sextas das 18 ás 19 horas
1 ºe 2 º ano ( de 7 a 9 anos) – terças e quintas das 19 ás 20 horas


Sobre A Shiva Nataraj

A Shiva Nataraj academia de danças e práticas já esta no mercado desde 2001 e tem como lema principal o “poder da arte” ou seja, nos benefícios que a arte pode trazer aos seus praticantes através de movimentos expressivos, harmônicos e repletos de significados.

A qualidade dos cursos e dos profissionais é mantida desde a inauguração visando sempre a meta de cada aluno. Além de ser a única academia de São Paulo a oferecer uma combinação de diferentes cursos por uma mensalidade única.

Entre os cursos oferecidos estão Ballet Clássico, Danças Árabes, Dança Cigana, Dança de Salão, Street Dance, Flamenco, Jazz, Pilates, Yoga e a diferente Dança Oriental.


Shiva Nataraj
Rua Bom Sucesso, nº 1119 - Tatuapé, São Paulo.
Tel.: (11) 2296 8969
(11) 2295 7892
Mais informações no site www.shivanataraj.com.br
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

LIPOASPIRAÇÃO: CUIDADOS TRAZEM MAIS SEGURANÇA

Uma das técnicas de cirurgia plástica preferidas dos brasileiros, a lipoaspiração, criada para retirada de gordura localizada, tem atraído quem quer modelar o corpo. Mas, ao mesmo tempo, causa temor, por estar associada aos recentes casos de mulheres que tiveram danos em sua saúde e até levadas à morte.
Embora popularizada, a lipo, por oferecer riscos como qualquer outra cirurgia, requer especialização profissional em cirurgia plástica (o paciente pode conferir junto à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica); deve ser realizada em hospitais estruturados e com segurança; e exige exames prévios. Mas há ainda outros detalhes que fazem muita diferença no sucesso da cirurgia.
Segundo o cirurgião plástico Luiz Lourenço, membro da SBCP e do corpo clínico de vários hospitais em São Paulo, os cuidados começam na primeira consulta.
*
FATORES QUE DEVEM SER OBSERVADOS PELO CIRURGIÃO PLÁSTICO:
• qualidade da pele (flacidez, celulite, tônus, hidratação, presença de cicatrizes e marcas etc);
• a disposição da gordura nas camadas superficial e profunda, pois devem ser tratadas de formas diferentes (com cânulas mais finas para lipo mais superficial);
• relação peso x altura do paciente: pacientes obesos NÃO são bons candidatos ao procedimento.
• a presença de cicatrizes no abdômen, indicando cirurgias intraabdominais anteriores, merece especial atenção: pode haver hérnia incisional, o que colocaria em risco de perfuração de alças intestinais, mesmo mantendo-se a cânula na superficie e no plano correto da gordura. Ainda, as cicatrizes podem dificultar o procedimento e torna mais criterioso o planejamento da lipoaspiraçao. O ocorrencia de hérnias torna sua correção obrigatória antes da lipo.
• planejamento das áreas a serem tratadas: evita-se a lipoaspiração maior de 40% da superficie corporal, assim como um volume aspirado que seja superior a 7% do peso da paciente, ou acima de 4 litros.
*
ANTES DA CIRURGIA• TODOS os medicamentos em uso regular ou não pela paciente devem ser informados ao médico, assim como vitaminas, complementos nutricionais, hormônios etc.
• A alimentação também pode ser um fator a ser considerado e muitas vezes modificado, no período pré e pós-operatório.
• Os pacientes devem se informar sobre as técnicas usadas. “Toda lipo, seja do tipo mais clássico aos métodos mais recentes, é realizada com a infiltração da área a ter a gordura retirada e a quantidade de solução empregada pode variar, de acordo com a decisão do cirurgião. E nunca dispensa a necessidade de ser realizada em ambiente hospitalar”, diz Luiz Lourenço.
• Informações do paciente são valiosas. “Quanto mais dados sobre a saúde do paciente, maiores as chances de evitar problemas. Importa saber a história clinica pregressa dele, com dados sobre seus antecedentes pessoais e familiares.”
*
DURANTE A CIRURGIA
• monitoramento constante não só dos sinais vitais mas também do uso de meias elásticas, como medida profilática à ocorrência de trombose, que poderia levar à embolia pulmonar. Um aparelho especial mantém um bombeamento passivo das pernas.
• O tempo total de cirurgia é também um fator de risco a ser considerado: quanto maior o tempo cirúrgico, maior o risco.
• Prevenção de parada cardiorespiratória, uma das causas mais comuns de problemas. Segundo o especialista, pode ocorrer por diversos fatores, mas é possível evitar os choques cardiogênicos (possibilidade descartável se houver uma adequada avaliação cardiológica prévia), o neurogênico (perceptível, pode ocorrer por dor durante o cirurgia, mas evitável se houver um anestesiologista atento na equipe) ou choque por vasodilatação periférica (induzida por anestesia de bloqueio, especialmente a peridural alta); e fatores neurológicos. “A adequada monitoração e acompanhamento do paciente pelo anestesiologista pode reverter rapidamente uma parada em paciente sadio, sem sequelas, desde que prontamente iniciadas as manobras de reanimação em hospital que ofereça todas as condições para atendimento emergencial”.
*
DEPOIS DA CIRURGIAA cirurgia terminou bem? Isso não é tudo. “O monitoramento pós-operatório imediato da paciente submetida à lipoaspiração é extremamente importante. Casos em que qualquer complicação tenha ocorrido durante a cirurgia, se observados a tempo na sala de recuperação pós-anestésica, podem significar toda a diferença nas tomadas de conduta posteriores e podem salvar vidas.”

LUIZ LOURENÇO (www.luizlourenco.com)
Membro da SBCP há mais de 20 anos, o cirurgião plástico Luiz Alberto de Lourenço faz parte do corpo médico de vários hospitais respeitados em São Paulo e escolheu um endereço que considera estratégico para dar mais segurança aos seus pacientes. Sua clínica fica em frente ao Hospital Sírio Libanês, um dos locais onde realiza as cirurgias. É formado pela Faculdade de Medicina da USP e especialista em cirurgia crânio-facial no Hospital das Clínicas. Faz parte do corpo clínico dos hospitais Sírio Libanês, Albert Einstein, Nove de Julho e São Luiz, entre outros. É membro da SBPC e vencedor do Prêmio Victor Spina no XXIII Congresso de Cirurgia Plástica.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

CDHU inaugura casas-modelo em Pompéia, Rancharia e Tupã

Municípios receberam imóveis edificados de acordo com novo padrão construtivo da companhia; em Tupã, 135 casas foram sorteadas

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) apresentou hoje, 27 de junho, as primeiras casas-modelo das regiões de Marília e Presidente Prudente. Os imóveis foram inaugurados em empreendimentos que estão sendo construídos nos municípios de Pompéia, Rancharia e Tupã. Neste último, a companhia também sorteou 135 casas do conjunto "José Feliciano".
As casas-modelo apresentadas fazem parte da nova metodologia criada pela atual gestão da CDHU, na qual é prevista a construção de uma unidade experimental para servir como modelo para as demais casas do empreendimento. O secretário de Estado da Habitação e presidente da
companhia, Lair Krähenbühl, que participou dos eventos em Pompéia e Tupã, ressaltou a preocupação do governo estadual em garantir que todas as moradias sejam edificadas com qualidade. "Com o imóvel referencial pronto, a própria comunidade fiscaliza a obra para que as outras casas fiquem tão boas como a que foi apresentada, que incorpora o novo projeto com a
utilização de materiais adequados", disse.
O atual padrão de construção traz inovações como imóveis com dois ou até três dormitórios, pé-direito ampliado de 2,4 para 2,6 metros, aquecedor solar, piso cerâmico, forro de PVC ou laje, azulejos na cozinha e no banheiro, esquadrias de alumínio e estrutura de metal nos telhados. Na
parte externa, o botijão de gás tem abrigo e a área de serviço, cobertura. As casas têm muro divisório entre os lotes e as áreas comuns recebem tratamento paisagístico.
O prefeito de Pompéia, Oscar Yasuda, disse que apresentar esse modelo de habitação aos futuros moradores também funciona como um incentivo para que os trabalhos sejam executados com mais empenho e dedicação. "Ver e entrar em uma casa pronta é um estímulo para que a construção termine mais rápido.

De olho na casa-modelo, vamos acelerar o ritmo de trabalho e concluir o conjunto habitacional até o final do ano, antes do prazo previsto", afirmou. O empreendimento Pompéia C2 terá 173 imóveis de dois dormitórios, um investimento de R$ 3,3 milhões da CDHU. As famílias beneficiárias participam das obras de edificação dos imóveis.
Em Rancharia, a CDHU inaugurou três casas-modelo nos conjuntos Rancharia J, K1 e K2, que terão respectivamente 180, 350 e 150 unidades. A companhia está investindo R$ 21,7 milhões nas obras. Os imóveis têm melhorias como aquecedor solar, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos na cozinha e banheiro e forro de PVC.
Já no município e Tupã, o secretário Lair Krähenbühl inaugurou a casa-modelo no conjunto habitacional "José Feliciano", na Estrada Tupã-Parnaso. Das 135 casas do empreendimento, 68 terão três dormitórios, com investimento previsto de R$ 8,4 milhões. "Essa nova característica das moradias produzidas pela CDHU é o reflexo da busca pela qualidade, que proporciona à população mais conforto e bem-estar", disse o secretário.

As modificações adotadas são frutos do aperfeiçoamento das técnicas de construção desenvolvidas pela companhia. Uma pesquisa realizada pelo IBOPE, em 2007, que mediu as expectativas da população de baixa renda em relação à moradia, apontou o terceiro dormitório como um dos principais itens desejados, já que as famílias se defrontam, muitas vezes, com o problema da coabitação. A inclusão de plantas com três dormitórios aumentará a área
construída para até 64m² e proporcionará uma série de benefícios para melhorar a qualidade de vida dos mutuários. A inclusão de plantas com três quartos trará uma série de benefícios para a qualidade de vida como a redução do índice de morbidade gerada pela aglomeração de pessoas e a diminuição da defasagem escolar, uma vez que as crianças terão mais espaço e conforto para estudar. O prefeito de Tupã, Waldemir Gonçalves Lopes, disse que moradias mais amplas e bem acabadas fazem com que os moradores tenham orgulho da casa e cuidem melhor de todo o bairro. "A pessoa que mora bem tem uma vida mais saudável. Essas melhorias implementadas nos projetos de habitações de interesse social promovem, inclusive, o desenvolvimento da cidade", disse o prefeito.
Sorteio em Tupã ? Após inauguração das casas-modelo, a CDHU sorteou as 135 casas do conjunto "José Feliciano", no Estádio Municipal "Alonso Carvalho Braga". As famílias sorteadas deverão comparecer entre os dias 30 de junho e 2 de julho, no Ginásio de Esportes do Centro de Educação Integrada, Avenida dos Universitários, nº 145, no Jardim Ipiranga, para realizar a habilitação. Nessas datas, apresentarão documentos que comprovem os requisitos exigidos para ingressar nos programas da companhia.
O empreendimento é destinado a famílias que ganham entre um e dez salários mínimos, com prioridade para as que recebem até três salários. Os contemplados devem morar ou trabalhar no município há pelo menos três anos, não ser proprietários de imóvel, nem possuir nenhum financiamento habitacional. O prazo para quitar o imóvel é de até 25 anos e as prestações
serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a faixa de renda de cada família. Assim, as que ganham de um a três salários pagarão o equivalente a 15% dos rendimentos.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Tratamento do Linfoma no SUS: não podemos deixar esse assunto morrer.

Até abril desse ano, quando a Ministra Dilma Rouseff foi diagnosticada portadora de Linfoma, um tipo de câncer muito mais comum do que se imagina, as pessoas sabiam pouco ou quase nada sobre o assunto.

Uma pesquisa do DataFolha, realizada em 2008, revela que 66% dos brasileiros nunca sequer ouviu falar nisso, e dados obtidos pela Abrale só confirmam as estatísticas: de 895 pacientes em tratamento, 87% não faziam a menor idéia do que era o Linfoma antes de contrairem a doença.

Apesar do burburinho que se formou em volta do assunto, provocado pelo diagnóstico da Ministra (e, atualmente, da autora da TV Globo, Glória Perez), pouca gente faz idéia, por exemplo, que o Linfoma mata mais que 3 mil pessoas por ano, o que corresponde a uma média de 8 pessoas por dia.

Outra informação curiosa, que só quem sofre com a doença sabe, é que o SUS não possui tratamento adequado para o Linfoma e que a lista de medicamentos para esse tipo de câncer não é atualizada há mais de 10 anos pelo gorverno. Além disso, muitos médicos da rede pública desconhecem como diagnosticar e tratar os pacientes, o que diminui substancialmente as chances de descobrir a doença a tempo de curá-la.

Em poucas palavras, quem não tem dinheiro para arcar com um tratamento em hospital particular como, felizmente, está fazendo a Ministra Dilma, acaba por não ter acesso aos medicamentos mais modernos - como o MabThera - que, combinados com a quimioterapia, garantem índices muito maiores de recuperação.

Quando diagnosticado a tempo e tratado com os medicamentos certos, os pacientes com Linfoma tem 95% de chance de cura.

A esperança é que, quem sabe agora, o governo comece a olhar para esse assunto com outros olhos e recupere os 10 anos de atraso no tratamento da doença.


Resumindo, o que é o Linfoma:

O Linfoma é um tipo de câncer que se desenvolve principalmente nos linfonodos (gânglios) do sistema linfático, um dos responsáveis pela defesa natural do organismo contra infecções. Existem dois tipos: o de Hodgkin e o não-Hodgkin, que correspondem respectivamente a 20% e 80% dos casos no Brasil e no mundo.

Como é feito o diagnóstico?

O sintoma mais comum é o aumento indolor dos linfonodos, principalmente no pescoço, mediastino (região entre os pulmões e o coração), axilas, abdômem ou virilha. A pessoa pode também ter febre, suor noturno, perda de peso e coceiras.

E afinal, qual o jeito certo de tratar a doença?

Hoje em dia, o tratamento que oferece a maior chance de cura para os pacientes de Linfoma não-Hodgkin é uma combinação da quimioterapia associada a anticorpos monoclonais, os chamados medicamentos inteligentes.
Isso porque eles combatem as células doentes, preservando as sadias.


COMO CADA UM DE NÓS PODE AJUDAR

A única forma de ajudar quem não tem como bancar um tratamento particular a se curar do Linfoma, é divulgando o assunto e ajudando a mobilizar a população para que ela exija que o tratamento adequado esteja disponível para toda a população.

A problema é que o assunto, de um mês para cá, começou a cair no esquecimento. E para que haja uma resposta do governo, precisamos mobilizar a opinião pública.

Para mais informações sobre o Linfoma, acesse www.abrale.org.br

A associação promove, todo mês, vários eventos para esclarecer a população e ajudar os pacientes e familiares durante o tratamento.