Nossos Vídeos

quarta-feira, 19 de maio de 2010

O 1° CREME NEGRO DE TRATAMENTO CHEGA AO BRASIL

Um surpreendente creme negro.
Uma fórmula exclusiva com excelente poder restaurador.
A elegância de uma caixa que parece guardar uma jóia.
O prazer sensual de uma textura que se funde à pele, acariciando-a.

Le Soin Noir
Um tratamento completo de rejuvenescimento inédito no mercado, by Givenchy

A descoberta do fundo do oceano, feita por pesquisadores da Givenchy, está pronta para revolucionar.

Anos de exploração pelos oceanos do mundo renderam a descoberta de um ingrediente excepcional patenteado pela Givenchy. A Seiva da Alga Negra, capaz de sobreviver a temperaturas extremas, salinidade e radiação UV, é fundamental no equilíbrio biológico do ecossistema.

O concentrado vital desta seiva é a chave deste intenso creme negro. Sua tonalidade desaparece misteriosamente em contato com a pele.

A origem do envelhecimento da pele?
É a perda de conexão entre as células. A descoberta deste componente absolutamente inovador, com habilidade única de combater os sinais de envelhecimento, foi a ambição e o risco desafiador assumidos pelos Laboratórios Givenchy, depois de uma intensa pesquisa no fundo do oceano.

Assim que descoberto este inédito efeito sobre a perda de comunicação entre as células, pesquisadores da Givenchy passaram a usá-lo para combater as maiores causas do envelhecimento.

Como todos os organismos vivos, as células da pele comunicam-se entre si.
O contínuo rejuvenescimento da estrutura da pele, a habilidade de se renovar ao longo do tempo e a capacidade de lutar contra os vários fatores externos nocivos à pele: tudo depende do sucesso destas trocas de informação. Conforme o tempo passa, a comunicação diminui e se torna menos precisa e as mensagens se enfraquecem, sendo a grande causa do envelhecimento da pele.


O Sonho dos Pesquisadores
Encontrar no oceano, onde a vida se originou, o segredo da jovialidade da pele. A resposta agora se encontra no excepcional poder do extrato purificado e concentrado da alga Skeletonema Costatum.

Diferentemente da alga verde, de onde as plantas da terra se originaram, este fitoplâncton nunca desapareceu do oceano. A biodiversidade oceânica supre essa demanda, já que possui uma abundância de recursos. Espécies animais não sobreviveriam sem estes vitais ácidos graxos existentes no oceano.



Extraindo a substância ativa
Para preservar o habitat natural, a alga negra é cultivada exclusivamente pela biotecnologia. Estas algas são expostas à luz para acompanhar o ritmo do dia e da noite, e na água do mar que é idêntico ao encontrado em seus ambientes naturais.
Para obter integralmente o concentrado vital das algas negras, os Laboratórios Givenchy desenvolveram um especial método biotecnológico.

Este exclusivo e patenteado processo de extração, garante a qualidade das moléculas do ativo original constituído a partir das células das algas.

Uma vez que a comunicação intracelular é retomada através do Concentrado da Seiva da Alga Negra, a pele pode definitivamente se beneficiar de uma cadeia de ingredientes naturais de alta performance, que fazem parte deste tratamento Premium.

O resultado: a pele desenvolve novas formas de proteger o DNA das células contra a radiação que gera o envelhecimento. A sua ação combate as rugas, de modo que se mantenha firme e restaure seu aspecto. Os ingredientes naturais – extrato da folha Cássia Alata, peptídeos de biotecnologia, extratos de soja 1 e 2, do milho e extrato de aveia - agem em total sinergia para combater o envelhecimento da pele e revitalizá-la.

Uma Textura Mágica
O desafio era encontrar uma maneira de incorporar as tonalidades negras advindas da seiva em um creme transparente. Os Laboratórios Givenchy atingiram suas metas criando o produto com surpreendentes qualidades sensoriais.

Alcançar a perfeição visual e sensorial de Le Soin Noir necessitou invariavelmente de investigação sobre colorimetria, combinação de silicones diferentes e a criação de uma “base” que fosse transparente - tudo tinha que ser meticulosamente estudado, ponderado e medido.

O Concentrado da Seiva da Alga Negra reflete a luz e transfere sua cor ao creme. Desse modo, o aspecto negro se esconde, assim como é absorvido magicamente pela pele e desaparece.


O resultado? Puro prazer.

O efeito de suavidade permanece na pele, juntamente com uma sensação suprema de bem-estar, fortalecida pela leve fragrância de frutos de água e flores brancas com notas quentes de sândalo e baunilha. Promove a regeneração da pele desvitalizada, sem viços/marcada. Gera também hidratação cutânea, pois propicia a união das camadas da pele.

Indicação: é indicado para todas as idades, sendo um excelente adjuvante nos tratamentos com ácidos, por estimular o colágeno.




O que as mulheres acharam de Le Soin Noir?
De 125 mulheres, com idade entre 39 e 68, que utilizaram o Le Soin Noir por um mês, 90% ficaram satisfeitas com relação à aplicação do produto e 89% gostaram da textura do produto na pele.
A performance do produto depois de quatro semanas foi excelente.

• Pele sedosa: 82%
• Pele tonificada e firme: 76%
• Menos afrouxamento da pele: 76%
• Melhor aspecto da pele: 85%

O efeito restaurador do creme ganhou ênfase:
• Restauração da pele: 78%
• Revitalização da pele: 74%

Outros benefícios para a pele:
• Efeito positivo no aspecto da pele: radiante (83%) e melhor aparência (85%).
• Hidratada e protegida: nutrida (85%) e pele protegida (87%).
• Pele mais atraente: luminosidade (83%) e mais densa (80%).


Uma experiência luxuosa
Uma pequena quantia de Le Soin Noir é suficiente para o rosto inteiro.

Toda manhã e/ou tarde (depois de remover a maquiagem), coloque um pouco de creme na palma das mãos e aqueça com a ponta dos dedos. Espalhe o creme vagarosamente do centro às extremidades do rosto. Alise e limpe as impurezas para uma completa absorção. Repita o movimento no pescoço e colo.

A embalagem do creme
O cubo de vidro delicadamente gravado com o creme é envolto em uma luxuosa caixa preta.


Le Soin Noir 50 ml – R$ 1.200,00

Imagens do Le Soin Noir podem ser baixadas no seguinte endereço:
www.givenchy-lesoinnoir.com

Sorria sem medo

Saiba como se livrar do mal que atinge 40% da população brasileira: a halitose

Quarenta por cento. Essa é a porcentagem de brasileiros que sofrem de halitose (mau hálito), segundo a Associação de Pesquisas dos Odores Bucais (ABPO). E o pior de tudo é que a maioria dessas pessoas não sabe que sofre desse mal. Não importa se é pai, mãe, namorada, namorado ou esposa, comunicar a alguém que ela tem mau hálito é algo constrangedor. Um verdadeiro tabu.

Mas, o que é halitose? É o cheiro desagradável do ar expelido pelos pulmões, através da boca e das narinas pode estar relacionado a problemas estomacais, renais, hepáticos, nutricionais, constipação, uso de medicamentos controlados e ansiolíticos, uso de álcool, tabaco e outras drogas. No entanto, 96% ou mais dos casos de halitose se devem à presença de saburra lingual.

A saburra é uma placa bacteriana lingual que se apresenta como um material viscoso e esbranquiçado ou amarelado, que se adere à parte superior da língua em maior proporção na região de trás. “A principal causa da saburra é a diminuição do fluxo salivar, que é provocada em grande parte pelo estresse diário, com a presença de uma saliva mais “gosmenta” e que facilita a aderência de microrganismos e de restos epiteliais e alimentos sobre o dorso da língua”, explica a Dra. Fátima Caldeira.

Segundo a profissional o diagnóstico de halitose deixou de ser uma coisa meramente estética e abrange também o lado emocional e social do paciente. “É importante ressaltar que o individuo que tem o problema sofre preconceito na escola, faculdade, trabalho e até em casa. E a situação só agrava se for uma criança, pois os coleguinhas de sala vão zombar da situação”, diz.

A especialista ainda lembra que é essencial que o profissional esteja capacitado para fazer o diagnóstico, pois quando a pessoa é alertada sobre o problema a primeira coisa que faz é procurar tratamento odontológico. “O dentista tem que saber diferenciar uma halitose real, que é um problema mais sério, de uma momentânea”.

Não existem segredos para se livrar da halitose. A melhor maneira de evitar o problema chama-se prevenção. Remover a saburra por meio de limpadores linguais (existem vários no mercado e todos cumprem o prometido). É importante manter a superfície da língua o mais oxigenada possível, com o uso de oxidantes, que podem ser desde a água oxigenada diluída ou até fórmulas manipuladas em farmácias.

Balas sem açúcar, gomas de mascar, gotas de suco de limão com um pouco de sal ou uma ameixa japonesa estimulam a salivação e evitam o acumulo de bactérias. Outra dica preciosa é cuidar da alimentação (evitar o excesso de proteínas, gorduras e alimentos condimentados) e manter uma freqüência de ingestão de alimentos a cada 3 ou 4 horas. Aumentar o uso de frutas secas e vegetais, beber água com um intervalo menos, evitar bebidas alcoólicas e o fumo.

Dra. Fátima Caldeira - (11) 2293-9113 - www.spadental.com.br

Prática de atividades físicas deve

Atividades físicas deve ser um hábito criado desde a infância. Muito tem se falado sobre as dificuldades em se adquirir o hábito de praticar exercícios físicos, pois as pessoas começam já adultas - isso porque muitas vezes, pais e professores entendem ser errado crianças e jovens, na pré-puberdade, iniciar atividades físicas regulares, sobretudo em relação às atividades oferecidas por academias, no processo de fortalecimento da musculatura e resistência.
No entanto, hoje profissionais da área já discordam desse conceito e confirmam que as atividades devem ser muito mais que aquelas sugeridas pelas aulas de educação física nas escolas, que são os jogos e atividades em grupo com o único objetivo de socializar e criar o espírito competitivo e valores éticos - também muito importante para o processo de crescimento humano.
"O mito que se criou sobre crianças não poderem praticar atividades físicas na academias já está sendo derrubado. Na realidade, treinar desde jovem, se bem orientado em relação aos tipos de exercícios que se realizará na academia, só poderá trazer benefícios, pois o exercício com pesos estimula a liberação de hormônios importantíssimos para o desenvolvimento, como o hormônio do crescimento e os hormônios sexuais", afirma Daniel Kazu, personal trainer, especialista em fisiologia pela Escola Paulista de Medicina.
Mas tudo isso deve ser feito de maneira programada e muito bem orientada, justamente em razão do processo de crescimento para a criança. "O que deve ser evitado é exercícios com sobrecarga na coluna, como agachamento com barra, e não utilizar cargas máximas em repetições muito baixas", ensina Kazu.
Muitas academias não permitem a entrada de crianças apenas em razão de possíveis acidentes. O maior problema apontado seria a maturidade da criança ou jovem, pois eles tendem a se machucar com maior freqüência. "Por isso é mais natural a presença de meninas nas academias, já que elas amadurecem mais rapidamente: as meninas iniciam em torno dos 13 anos e eles somente a partir dos 15 anos. Desta forma, se for fazer a musculação quando criança ou muito jovem, na pré-adolescência, recomenda-se um acompanhamento especial", avalia ele.

Seca chega mais cedo e pede cuidados com os olhos

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet/DF) informa que a umidade relativa do ar entrou em queda mais cedo este ano. De acordo com levantamento do Instituto, realizado em 27 de abril, o índice de umidade chegou a 32%, em Brasília, entre os menores registrados em 2010 no Centro-Oeste. A baixa umidade do ar exige atenção com a saúde e não apenas com a pele e as vias respiratórias. Os olhos também emitem sinais de alerta diante do clima muito seco.
Nesses dias de sol quente, tempo seco e noites frias que caracterizam o outono brasiliense, algumas dicas de saúde ocular devem ser observadas conforme orienta a oftalmologista do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), Maria Lúcia Rios. A médica calcula que cerca de 20% dos pacientes que chegam ao hospital queixando-se de ardência nos olhos são casos que tem origem nas conseqüências da baixa umidade do ar, especialmente olho seco. "Nessa época do ano, este percentual aumenta", observa.
Má combinação- Ela alerta que ambiente fechado com ar-condicionado ligado, não é uma boa combinação. "Proporciona conforto, mas pode prejudicar a saúde ocular, porque facilita a proliferação de viroses e leva à baixa lubrificação dos olhos, principais agentes da conjuntivite viral e da Síndrome do olho seco", descreve.
Ardência, vermelhidão e sensação de corpo estranho são as principais características da Síndrome do olho seco que mostra maior volume de diagnóstico em clínicas oftalmológicas durante os meses de seca no Distrito Federal, constata a médica.
Dicas - As dicas da oftalmologista do HOB para driblar os incômodos efeitos da seca nos olhos vão desde a o hábito de usar óculos, para evitar a evaporação excessiva das lágrimas; tomar bastante líquido; não ficar muito tempo em local com ar-condicionado ligado; umidificar o ambiente até proteger-se do vento. "O vento também é fator que reduz a permanência da lágrima nos olhos e é preciso ficar atento", alerta.
A utilização de lágrimas artificiais, com orientação médica, aplicação de colírios e fechamento do ponto lacrimal, bem como a prescrição de óleo de linhaça, já integram os tratamentos para pacientes que já tiveram o diagnóstico de Síndrome do olho seco confirmada.
Pela cidade - Aqueles que andam pela cidade e não ficam em ambientes fechados o dia inteiro, tem outras precauções a tomar nesses meses de outono com baixa umidade.
Mesmo com dias nublados, sem sol, o hábito de sair à rua com óculos escuros dotados de filtros de proteção contra a incidência de raios ultravioletas (UV) A e B deve ser cultivado. Existe uma escala meteorológica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que mostra, quanto mais alto o índice ultravioleta, maior o risco de danos à pele e aos olhos. De acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde, quando o índice passar de 3 já requer cuidados como procurar um local à sombra para ficar ao ar livre, usar boné e protetor solar. Quando o índice supera 8, as medidas de proteção deverão ser extremas, como evitar o sol ao meio-dia, permanecer na sombra, usar camiseta, boné, óculos de sol com proteção UVB e protetor solar.
Os danos causados pela exposição à radiação ultravioleta vão desde a já conhecida queimadura da pele, às fotoalergias, além do envelhecimento precoce da pele, podendo chegar ao câncer de pele. Nos olhos os riscos estão no desenvolvimento de catarata precoce, aparecimento de pterígio e de lesões na mácula.
Os melhores óculos são os que apresentam um filtro com 100% de proteção contra a radiação UVA e UVB, orienta o oftalmologista do HOB, Canrobert Oliveira, especialista em refração. "Acontece que quando usamos óculos escuros a pupila abre-se e é maior a quantidade de luz que penetra nos olhos. Se as lentes escuras são desprovidas de filtro UVA e UVB, os neurônios da mácula - área da retina responsável pela visão central - sofrem danos irreversíveis. Hoje, 25% da população com mais de 75 anos de idade apresentam algum grau de degeneração macular, há casos que chegam à cegueira da visão central", observa.
Tarde - Canrobert assinala que o efeito da incidência dos raios UV nos olhos aparecem em longo prazo. Então, descuidos na proteção dos olhos na infância, ou na juventude podem acarretar danos na vida adulta e a partir dos 60 anos de idade.

Centenário de Aurélio Buarque de Holanda

Lexicógrafo criador do dicionário mais vendido do Brasil completaria 100 anos em maio


No próximo dia 3 de maio, o lexicógrafo Aurélio Buarque de Holanda, criador do mais importante dicionário de Língua Portuguesa do Brasil, completaria 100 anos de vida.

Para homenagear e comemorar este momento, a Editora Positivo, empresa detentora dos direitos de publicação, edição, distribuição e comercialização do conjunto das obras Aurélio, prepara uma edição comemorativa e limitada do dicionário, que será lançada no segundo semestre deste ano.

O dicionário Aurélio é a obra de referência mais consultada no país. Ele é utilizado por pessoas de todas as classes sociais, de vários meios e profissões. Sua primeira edição foi em 1975 e, desde lá, milhares de pessoas adquiriram e expandiram seus conhecimentos em língua portuguesa.

Nascido em Passo de Camaragibe, no interior do Estado de Alagoas, Aurélio Buarque de Holanda formou-se em Direito em Recife e tornou-se professor de Língua Portuguesa, Francesa e de Literatura. Em 1938, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde continuou sua carreira no magistério. Publicou artigos, contos e crônicas na imprensa carioca. Em 1941 deu início a seu trabalho de lexicógrafo, colaborando com o Pequeno Dicionário da Língua Portuguesa. Em 1975 publicou um dicionário próprio: O Novo Dicionário da Língua Portuguesa, conhecido como Dicionário Aurélio ou Aurelião. Logo depois, publicou o Miniaurélio, o Médio Dicionário Aurélio e o Dicionário Aurélio Infantil da Língua Portuguesa. Até hoje, sua leitura é obrigatória para estudantes, educadores e para aqueles que buscam escrever corretamente.

Em 2002, a Editora Positivo adquiriu os direitos de publicação dos dicionários Aurélio e, em 2003, a empresa paranaense conquistou os direitos de edição, distribuição e comercialização de todo o conjunto de sua obra. Hoje, a Editora Positivo mantém produtos da chamada família Aurélio, entre os dicionários impressos, suas versões digitais em CD-ROM e on-line e a Caneta Digital Aurélio. Toda essa variedade de produtos rendeu ao público leitor e consulente, novas formas de acesso ao dicionário. Além do suporte tradicional, que é de papel, hoje as pessoas podem consultar a obra pelo computador, com a instalação ou utilização dos CDs. Outra vantagem foi a adequação dos títulos para diferentes públicos e faixas etárias. Há dicionários para crianças em fase de alfabetização (Aurelinho), para adolescentes (Aurélio Mania), para estudantes universitários, que precisam realizar consultas rápidas (Miniaurélio) e para profissionais das mais diversas áreas (Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa).

SOBRE A EDITORA POSITIVO – Fundada em 1979, a Editora Positivo é especializada no segmento educacional e concentra toda a produção editorial do Grupo Positivo. A empresa está presente em mais de 3,8 mil escolas particulares e públicas do Brasil e do Japão com o Sistema Positivo de Ensino e o Sistema de Ensino Aprende Brasil. A Editora Positivo também edita, publica e comercializa livros didáticos, paradidáticos e de literatura, atlas e dicionários, com destaque para o dicionário mais importante da língua portuguesa, o Dicionário Aurélio. Na base de produção, conta com um centro de pesquisas próprio, no qual mais de 200 especialistas da mais variadas áreas do conhecimento prestam suporte e respaldo intelectual ao desenvolvimento das obras e de novos produtos. O Grupo Positivo, do qual a Editora Positivo faz parte, é a maior corporação de Educação do Brasil, conta com mais de 7,5 mil colaboradores e mantém negócios em países da América, da Ásia, da África e da Europa. (Na Internet: www.editorapositivo.com.br).

Prevenção e postura podem evitar dores lombares em gestantes

Após o parto, muitas mulheres ainda reclamam de dores

Muitas grávidas sentem dores ou desconfortos na região lombar por conta da gravidez e durante o pós-parto. As dores normalmente são causadas pelo deslocamento do centro de gravidade para frente, levando a uma mudança no eixo do equilíbrio e resultando no aumento da lordose lombar.

“Muitas mulheres reclamam de dores nas costas durante a gestação e no pós-parto. Embora um leve desconforto faça parte do processo por causa da mudança no eixo de equilíbrio, é preciso cuidar da coluna para que não ocorra desgaste nas articulações intervertebrais”, explica o fisioterapeuta osteopata Helder Montenegro, fundador do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.

Além do peso da barriga, as alterações hormonais fazem com que os ligamentos fiquem elásticos, promovendo a diminuição da massa muscular e deixando as articulações mais desprotegidas. Outro fator que contribui para as dores na região lombar é a distensão dos músculos abdominais que perdem sua função de proteção à coluna devido ao crescimento do útero.

“E se as dores não tiverem sido prevenidas ou tratadas durante a gravidez, no pós-parto elas poderão se agravar em virtude da fraqueza dos músculos abdominais e da sobrecarga física que os cuidados ao bebê impõem à mãe”, completa Helder Montenegro.

Segundo o fisioterapeuta do ITC Vertebral, cuidados simples podem ajudar durante a gravidez e principalmente no pós-parto, como:
• Fazer exercícios preventivos com orientação de um profissional qualificado e sempre conforme a orientação médica;
• Durante o ato de amamentar, evitar ficar muito tempo com a cabeça inclinada para baixo e colocar um apoio para o braço que sustenta o bebê – esses cuidados evitam dores na região cervical;
• Ao pegar ou colocar o bebê no berço, dobre um pouco (flexione) os joelhos e contraia os músculos abdominais.

www.herniadedisco.com.br

Sobre o ITC Vertebral
O Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral, fundado pelo professor de pós-graduação e fisioterapeuta Helder Montenegro, oferece a técnica exclusiva de “Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral”, que utiliza técnicas da Fisioterapia Manipulativa, Mesa de Tração Eletrônica, Mesa de Descompressão Dinâmica, Estabilização Segmentar Vertebral e exercícios de musculação. Com o reconhecimento e o respeito de fisioterapeutas no mundo inteiro, a técnica tem ganhado espaço no mercado brasileiro devido ao elevado índice de bons resultados para pacientes que sofrem de dores nas costas. O ITC Vertebral possui clínicas em Fortaleza, Sorocaba, São Paulo - Itaim Bibi, Perdizes, Campo Belo e Granja Viana, Manaus, Santos, Rio de Janeiro, Natal, Vitória, São Luís, Londrina, João Pessoa e Brasília.

Alimentação saudável a um clique

A empresa Pronto Light oferece delivery de refeições saborosas, personalizadas e light para quem precisa seguir uma dieta balanceada, mas esbarra na falta de tempo e disciplina.

A cidade de São Paulo conta com um serviço inédito para auxiliar na educação alimentar daqueles que precisam e querem adotar uma dieta saudável em casa e no trabalho. No site da empresa Pronto Light (www.prontolight.com), os consumidores conseguem montar cardápios ricos em nutrientes e vitaminas presentes nos grupos das proteínas, carboidratos e legumes. Os alimentos são 100% livres de óleos e possuem baixo teor de gordura. As porções, embaladas a vácuo, ficam prontas depois de aquecidas por dois minutos no forno microondas.
Segundo o sócio fundador da Pronto Light, Eduardo Dimand, a proposta da empresa é suprir a falta de tempo das pessoas e ajudá-las a manter uma alimentação balanceada. "Sugestões de dietas e ideias de receitas ligth não faltam hoje em dia. O problema é colocá-las em prática", fala Dimand, que criou o negócio quando buscava na internet comida pronta e saudável e personalizada, mas não encontrou.
Com o suporte de nutricionistas, a empresa elabora refeições por grupos (proteínas - construtores, carboidratos - energéticos e legumes - reguladores) e por quantidades (100, 150 e 200g), permitindo que seja personalizada a combinação de acordo com o gosto e a necessidade de cada pessoa.
A Pronto Light é um serviço que funciona como um restaurante em casa ou no local de trabalho. Apesar de chegar congelada, a comida não contém conservantes e é saborosa. "Na busca pelo produto ideal foram anos, testes e mais testes para conseguir romper esse preconceito. É um conjunto de fatores que fazem com que o produto final fique com qualidade. O segredo começa pela escolha dos ingredientes: usamos matéria-prima de primeira e marcas conceituadas. O preparo é feito com muito cuidado e higiene. Nossa embalagem é a vácuo, um fator que faz bastante diferença, pois evita o contato do ar com o alimento e impede a formação de microorganismos, bactérias e gelo", explica Dimand.
O trabalho desenvolvido pela Pronto Light desperta a atenção de especialistas. "Uma das grandes dificuldades dos nutricionistas é fazer com que o paciente siga as orientações. Em geral, a recomendação é uma dieta composta de 4 a 6 refeições ao dia com alimentos 'corretos' e na ´dose certa´. E é neste ponto que iniciam as complicações: comprar, preparar e separar a porção dos alimentos de acordo com a orientação. Por isso, os nutricionistas recorrem aos nossos produtos como ferramenta de trabalho. O profissional orienta e nos indica para entregar na casa do paciente as refeições exatamente como recomendado. Assim, o resultado é mais eficiente", conta o empresário.

Saiba mais sobre a Pronto Light

Depois de três anos de ensaios e testes, a empresa Pronto Light nasceu com uma proposta inédita: unir os benefícios de uma dieta saudável e balanceada à praticidade que a comida congelada e o serviço delivery oferecem. Isso tudo através de um formato novo e exclusivo. Por meio do site (www.prontolight.com), os consumidores podem encomendar, de forma personalizada, alimentos livres de óleos e frituras, mas ricos em nutrientes e com a quantidade necessária para cada objetivo.
O fundador da Pronto Light, Eduardo Dimand, lançou o negócio quando ele próprio precisou mudar os hábitos alimentares. Ex-jogador de vôlei e praticante de fisiculturismo, Dimand queria perder gordura e ganhar massa muscular. "Eu precisava de comida light confiável, com porções adequadas para o meu objetivo. Na falta de opção, comecei a preparar. Faltou tempo. Pensei: quem sabe encontro estas refeições já preparadas em algum lugar. Não encontrei. Soube que outras pessoas gostariam de mudar seus hábitos alimentares, mas não sabiam como, não tinham tempo, como eu". A ideia de criar uma empresa que funcionasse como uma "farmácia de manipulação" de alimentos ganhou reforço com a chegada do ex-colega de vôlei, estudante de Educação Física e personal training, Fernando Negrão Rama, e do administrador Pedro Pandolpho. Hoje, os três sócios contam com uma equipe de nutricionistas especializadas para elaboração de receitas e desenvolvimento de novos produtos.

GESTÃO DA QUALIDADE - Uma questão de princípios

A ISO 10015: Diretrizes para treinamento – é uma norma de Gestão da Qualidade e, como tal, tem como base os seguintes princípios:

PRINCÍPIOS DE GESTÃO DA QUALIDADE
(Excertos da Norma NBR ISO 9004)

a) Foco no cliente
Organizações dependem de seus clientes e, portanto, convém que entendam as necessidades atuais e futuras do cliente, atendam aos requisitos e procurem exceder as suas expectativas.

b) Liderança
Líderes estabelecem unidade de propósitos e o rumo da organização. Convém que eles criem e mantenham um ambiente interno no qual as pessoas possam estar totalmente envolvidas no propósito de atingir os objetivos da organização.

c) Envolvimento de pessoas
Pessoas de todos os níveis são a essência de uma organização e seu total envolvimento possibilita que as suas habilidades sejam usadas para o benefício da organização.

d) Abordagem de processo
Um resultado desejado é alcançado mais eficientemente quando as atividades e os recursos relacionados são gerenciados como um processo.

e) Abordagem sistêmica para a gestão
Identificar, entender e gerenciar processos inter-relacionados, como um sistema, contribui para a eficácia e eficiência da organização no sentido desta atingir seus objetivos.

f) Melhoria contínua
Convém que a melhoria contínua do desempenho global da organização seja seu objetivo permanente.

g) Abordagem factual para tomada de decisão
Decisões eficazes são baseadas na análise de dados e informações.

h) Benefícios mútuos nas relações com os fornecedores
Uma organização e seus fornecedores são independentes e uma relação de benefícios mútuos aumenta a habilidade de ambos em agregar valor.


Para implementar eficazmente as Normas de Gestão, o primeiro passo é identificar a “aderência aos princípios”, o que, facilmente, pode ser feito através de uma pesquisa (1)

Com base no resultado da pesquisa, são identificadas as necessidades de treinamento relacionadas com os princípios de gestão da qualidade.

É bom lembrar que os princípios da gestão da qualidade estão relacionados com as competências que empresas devem implementar.

Gestão da Qualidade é, portanto, uma questão de princípios.


Sebastião Guimarães
guimaraes@tgtreinamento.com.br
http://www.tgtreinamento.com.br/




O Professor Sebastião Guimarães é Consultor com cursos de especialização em Qualidade Total pela The George Washington University. É professor do curso de pós-graduação da Universidade São judas - "Gestão pela Qualidade em Alimentos" e professor convidado da Fea/Unicamp. Foi chefe de treinamento da Mercedes Benz e gerente do programa - Qualidade Total do Sebrae/SP.
Para ler mais artigos do Professor Guimarães CLIQUE AQUI