Nossos Vídeos

domingo, 27 de setembro de 2009

Vereador Juscelino pede tombamento do sotaque da Mooca

O vereador Juscelino Gadelha (PSDB) quer tombar o sotaque da Mooca. Normalmente, os órgãos de preservação do patrimônio histórico tombam bens materiais, como casas, bairros e até mesmo árvores. Raríssimas vezes bens imateriais entram na relação dos tombamentos. Um exemplo de bem imaterial tombado é a voz do cantor Jamelão, tombada a pedido do Ministério da Cultura.

Para solicitar o tombamento do sotaque da Mooca junto ao Conpresp (órgão municipal que cuida do patrimônio histórico), o vereador partiu do princípio que a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) define como patrimônio cultural imaterial “as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas” como parte integrante do Patrimônio Cultural de um povo.

"Queremos que daqui a duzentos anos, quando certamente a Mooca estará bem diferente de hoje, exista um registro no livro de tombo que aqui no bairro se falava cantado, e que esse modo de falar italianado, típico, influenciou gerações e quase toda a cidade", disse Gadelha.

O sotaque a que se refere o vereador, que é da Mooca, começou a existir no começo do século 20, com a imigração italiana, quando famílias inteiras passaram a morar no bairro. Os italianos imigrantes, por exemplo, tinham a dificuldade de pronunciar o “s” ao final das palavras, costume então incorporado pelos seus descendentes.

O nome do bairro tem acento? Em bom moquês, o poeta Guido Piva dá sua explicação

"Qui a parola Mooca, im portugueis, nó tê acento é véro... nó só é véro, é veríssimo! E per due motivo, perquê im sua pópria origi istrangêra, ela nó tê acento, poi, o nomi Mooca, come giá falê, é originado pelo juntamento de due parole da língua tupiguaraneis: MO = FAIZ + OCA = CASA, e sarvo arguma opinió mai sabidona di argum porfessore di língua tupiguaraneiz, nos tempo dos índio nó inzistia iscrita, sendo cosi, molto menas apodia inzisti acento na parola Mo, come tamem na otra: Oca. Ainda assi, si só qüesto nó bastassi, memo quando si qué aportuguezá o nomi da parola Mooca, e cum isso dexá ela ficá dibaxo das regra severíssima e cruélis da acentuaçó portugueza, di manêra arguna si pódi acentuá ela, sarvo erro di mia interpretaçó, o qui é molto difíci di cuntecê, o nomi dela no s’incácha im nessuna regra prá si apodê acentuá ela!"


Conheça o hino da Mooca
(de José das Neves Eustáchio)

Sou da Mooca, sou moquense
Amo esta região
Meu bairro muito querido
Estás no meu coração

Mooca, bairro tradição
Da Zona Leste és portal
Símbolo de uma região
No trabalho és triunfal

Teu dinamismo de agora
São heranças bem distantes
Fostes trilha outrora
De valentes bandeirantes

Tens esportes
tens cultura
Universidade até
Os teus templos abrigam
Um povo com muita fé

Desde o Parque D. Pedro
Tudo em ti é sucesso
Tuas ruas e avenidas
Representam o teu progresso

É bonito o teu brasão
Bela é a tua bandeira
Nas festas de nosso povo
Tremula sempre altaneira

Teu poema é história
Deste bairro hospitaleiro...
________________________________________
Mais Informações com Victor Agostinho, na Vacom, pelo telefone 3159-4093
*
*
*
Publicidade:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0