Nossos Vídeos

terça-feira, 9 de março de 2010

CDHU e Caixa assinam primeiro contrato para construção de imóveis pelo 'MINHA CASA MINHA VIDA'

Conjunto habitacional em Mogi Guaçu terá 195 apartamentos e prazo para conclusão de 18 meses; Pirassununga, Itapetininga e Caraguatatuba deverão ser os próximos municípios beneficiados


Legenda: O secretário de Estado da Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl, (centro) assina primeiro contrato de parceria com a Caixa Econômica Federaç para viabilização de moradias pelo Programa "Minha Casa, Minha Vida" (foto JMPereira)

O secretário de Estado da Habitação e presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Lair Krähenbühl, assinou hoje, 8 de março, o primeiro contrato para a construção de moradias estinadas às famílias com renda de até três salários mínimos pelo Programa  "Minha Casa, Minha Vida" no Estado. O empreendimento, com 195 apartamentos, será construído no bairro Horto, no município de Mogi Guaçu.
A parceria com a Caixa Econômica Federal, no âmbito do Programa "Minha  Casa, Minha Vida", começou em abril de 2009, com a adesão do Estado ao programa. Em setembro do mesmo ano, a Secretaria da Habitação assinou um acordo para a construção de 13 mil moradias. "A parceria com a Caixa é exemplar. Habitação tem que ser uma questão de princípios, acima de qualquer outro interesse. A Caixa, assim como a CDHU, tem a habitação de interesse social como uma das prioridades para o desenvolvimento do país",
disse o secretário Lair Krähenbühl.
O superintendente nacional da Caixa, Maurício Quarezemin, também destacou a parceria entre CDHU e instituição financeira. "A parceria com a CDHU é muito importante, não só no Programa 'Minha Casa, Minha Vida', mas em todas as ações que envolvem a habitação", disse. CDHU e Caixa estão entre as principais promotoras de habitações populares do Brasil.
O documento assinado hoje cede à Caixa o contrato de construção de 195 unidades habitacionais em Mogi Guaçu. O terreno que receberá as moradias foi regularizado pela CDHU e a obra já foi licitada, o que deu mais rapidez ao processo. A empresa contratada deverá iniciar os trabalhos nos próximos dias com prazo de 18 meses para conclusão. A Caixa será a responsável pelo pagamento e pela fiscalização do andamento das obras.
A participação do Governo do Estado no "Minha Casa, Minha Vida" trouxe para o programa federal algumas condições inéditas e que beneficiaram diretamente a população de baixa renda. Os imóveis construídos pelo convênio entre CDHU e Caixa são exclusivamente para famílias com rendimentos de até três salários mínimos, faixa não atendida pela iniciativa privada.
O Governo do Estado priorizou também quem mora nas cidades com mais de 50 mil habitantes e em regiões metropolitanas. Outra novidade incluída no acordo assinado em setembro de 2009 foi a adoção das melhorias do novo padrão construtivo da CDHU, como o terceiro dormitório e o aquecedor solar, em todas as moradias da parceria com a Caixa. Para viabilizar tantas mudanças, o Governo do Estado resolveu complementar o valor disponibilizado pelo Programa "Minha Casa, Minha Vida". O aporte inicial foi de R$ 50 milhões.
O empreendimento de Mogi Guaçu será composto por seis prédios com quatro andares. Cada apartamento terá 44,73 m² de área construída, distribuídos em dois dormitórios, sala, cozinha e área de serviço. O condomínio terá ainda playgroud, centro comunitário e uma quadra poliesportiva. "Essas moradias vão ajudar a reduzir o déficit habitacional do município. Os apartamentos ficarão em uma área nobre da cidade, moradia popular tem que ser inclusiva", disse o prefeito de Mogi Guaçu, Paulo Eduardo de Barros.
Os municípios de Pirassununga, Itapetininga e Caraguatatuba deverão ser os próximos à receber moradias da parceria entre CDHU e Caixa. Além deles, as cidades de São Paulo, Marília, Jaboticabal e Presidente Prudente, entre outros, já tiveram empreendimentos indicados pela CDHU à Caixa. No total, para a construção das 13 mil moradias da parceria o governo paulista investirá mais de R$ 200 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.