Nossos Vídeos

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Termina dia 18 de setembro campanha de exames gratuitos para detectar osteoporose em mulheres

Campanha OSTEOPOROSE deve realizar mais 2 mil testes de Densitometria Óssea em mulheres com mais de 65 anos

Fruto de uma parceria entre o Cepic – Centro Paulista de Investigação Clínica, e a Clínica Casa Branca, a Campanha OSTEOPOROSE vai realizar gratuitamente, até o dia 18 de setembro, cerca de 2 mil testes de Densitometria Óssea, exame que detecta a Osteoporose, muito comum em mulheres acima dos 65 anos. Já foram realizados mais de 6 mil exames e a meta é chegar aos 8 mil até a data final da campanha.

A ação é coordenada pelo Médico Reumatologista Dr. Cristiano Zerbini e faz parte de um estudo epidemiológico sobre a Osteoporose em mulheres acima dos 65 anos de idade e que nunca tenham feito o teste, pré-requisito básico para a realização do exame.
Segundo o Dr. Cristiano Zerbini, esse exame é de suma importância para a população, já que a Osteoporose é uma doença silenciosa cujo principal problema são as fraturas. “Costumamos chamar a doença de “O Ladrão Silencioso”, pois ela pode progredir durante anos sem nenhum sintoma, diminuindo a força dos ossos até que ocorra uma fratura”, afirma Dr. Zerbini.

O médico diz ainda que os exames radiológicos não podem diagnosticar a osteoporose até que 30% do osso já tenha sido perdido. “Sem dúvida, a Densitometria Óssea é o melhor exame para detectar a osteoporose antes que uma fratura ocorra”, explica.
Apesar do estudo ser voltado para mulheres acima dos 65 anos, mulheres com menor idade e homens também podem ser vítimas da osteoporose.

Sobre a Campanha OSTEOPOROSE

Quando: até 18 de setembro
Para quem: Mulheres acima de 65 anos e que nunca tenham feito este exame.
Informações: (11) 2065-2101
Horário de atendimento para agendamento: das 7h às 15h30
IMPORTANTE: É necessário agendar os exames pelo telefone.

Sobre a Densitometria Óssea

O melhor exame para se fazer o diagnóstico de osteoporose chama-se Densitometria Óssea. O teste é simples, indolor e seu resultado nos diz quanto temos de osso nos locais do esqueleto onde as fraturas por osteoporose são mais comuns (coluna e fêmur).

Sobre a Osteoporose

Osteoporose é uma doença que enfraquece os ossos e que pode provocar fraturas em diversos ossos. Geralmente aparece quando a formação do osso não é adequada; quando o desgaste do osso é excessivo, ou quando ocorrem as duas coisas ao mesmo tempo.
As fraturas decorrentes da osteoporose acontecem com maior freqüência na coluna, na bacia, nos punhos e nas costelas. As fraturas na coluna vertebral causam diminuição da estatura e dor crônica nas costas. Já as fraturas nos ossos da bacia causam conseqüências mais sérias podendo limitar a capacidade de realizar as tarefas do dia a dia e, nos casos mais graves, até colocar uma pessoa sob risco de vida.
Felizmente, quem tem osteoporose, tem uma grande possibilidade de viver confortavelmente exercendo suas atividades normais. Os médicos recomendam alguns ajustes no estilo de vida que podem ser benéficos para a saúde de nossos ossos. Entre eles:
- Exercícios regulares que podem ser simplesmente caminhadas durante a manhã;
- Tomar sol por pelo menos 15 minutos por dia, 3 vezes por semana , de preferência também pela manhã;
- Parar de fumar e diminuir a ingestão de bebidas alcoólicas.
- Evitar quedas também é muito importante. Veja se na sua casa existem tapetes que possam fazer você escorregar, procure observar se todos os corredores estão bem iluminados e se existem muitos móveis no caminho que possam fazer você cair. Torne sua casa mais segura.
- Alimentação rica em cálcio também é muito importante para a manutenção de ossos sadios. Leite, iogurte e queijo ingeridos diariamente podem fornecer a quantidade de cálcio necessária para a proteção adequada de nosso esqueleto.


Cristiano Augusto de Freitas Zerbini é graduado em medicina pela USP, com mestrado e doutorado em Reumatologia pela mesma entidade. Possui pós-doutorado pela Boston University, nos EUA. Desde 2000, atua como colaborador da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), tendo diversos artigos publicados nas mais importantes revistas nacionais e internacionais. É especialista em Densitometria Óssea pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e membro da Sociedade Brasileira de Osteoporose (SOBRAO). Atualmente é diretor do serviço de Reumatologia do Hospital Heliópolis de São Paulo e trabalha no Hospital Sírio
*
*
*
*
Publicidade:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0