Nossos Vídeos

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Vice-governador Alberto Goldman e secretário Lair Krähenbühl vistoriam obras da CDHU no Jardim Pantanal

O secretário Lair Krähenbühl (esq.), acompanhado do vice-governador Alberto Goldman, durante visita à comunidade Pantanal, em São Miguel Paulista (foto JMPereira)
Intervenção do Governo do Estado, iniciada em 2.002, já beneficiou mais de 4,5 mil famílias; até dezembro de 2.010, serão mais de 8 mil atendimentos com novas moradias e obras de infraestrutura urbana
O vice-governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman, acompanhado do secretário de Estado da Habitação e presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (CDHU), Lair Krähenbühl realizou em 27/8, vistoria técnica ao "Projeto Pantanal", intervenção do Governo do Estado que consiste na construção de novas moradias e obras de urbanização nos bairros União de Vila Nova, Vila Nair e Vila Jacuí, na Zona Leste da Capital.
O Projeto Pantanal é um conjunto integrado de ações do governo estadual que já beneficiou 4.831 famílias de um total de mais de 8 mil, em uma área superior a 900 mil m², onde estão localizados os núcleos União de Vila Nova e Vila Nair, além do empreendimento Vila Jacuí, construído pela CDHU. O projeto completo prevê a edificação de moradias e obras de urbanização como implantação de redes de água, esgoto e energia elétrica, iluminação pública, pavimentação, paisagismo, sistema de lazer, equipamentos sociais, além de obras estruturais como canalização de dois córregos. "Quando você faz a remoção de famílias para regiões mais longínquas, faz com que fiquem fora do seu ambiente de trabalho. Aqui não, as pessoas continuam ambientadas", disse Goldman. Segundo o secretário Lair Krähenbühl, os investimentos locais nessa fase das obras são da ordem de R$ 96,5 milhões e todas as obras têm previsão de término em dezembro de 2.010
A primeira etapa de obras no bairro, já concluída, urbanizou 2.385 lotes e reassentou 2.446 famílias em novas unidades habitacionais. Incluiu ainda a canalização do córrego Cruzeiro do Sul. A fase atual, que começou em março deste ano, prevê, dentre várias intervenções, a urbanização de 2.915 lotes, a construção de 564 novas unidades habitacionais, além da canalização do córrego Jacu. O projeto também contempla a construção de um galpão de triagem, que será a sede da Cooperativa de Reciclagem Nova Esperança, constituída por catadores de resíduos que moram nos bairros.
O vice-governador afirmou ainda que o conjunto de obras realizadas no Jardim Pantanal "é uma demonstração de avanço na forma de utilização de recursos do Estado. O que estamos investindo aqui na reurbanização e na qualificação de moradias é de duas a três vezes menos do que investiríamos caso fossemos construir novos edifícios em áreas distantes". Além disso, ele defendeu ainda que o trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado no local vem contribuindo para reduzir os índices de violência. "No Jardim Pantanal, no ano 2000, foram registrados 22 homicídios. Em 2007 e 2008, após a realização das obras, não houve nenhum registro deste tipo de ocorrência".
O novo Jardim Pantanal também é a vitrine do "Programa São Paulo de Cara Nova", que recupera fachadas de casas em núcleos urbanizados pela CDHU. No local serão 5.300 casas beneficiadas pelo programa. Já foram recuperadas e pintadas 300 moradias. Atualmente são 1.500 as casas que estão tendo as fachadas recuperadas. No ano que vem mais 3.500 casas serão atendidas pelo programa. Este programa está sendo alvo de interesse em outros estados. Curitiba, no estado do Paraná, e o governo do Distrito Federal já procuraram a CDHU para se informar como implantá-lo.
*
*
*
*
Publicidade:

Um comentário:

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.