Nossos Vídeos

domingo, 21 de março de 2010

MULHERES TAMBÉM RONCAM

Especialista explica porque e quando elas sofrem do distúrbio do sono

Que o ronco é mais frequente nos homens, isso já é realmente comprovado. Mas as mulheres não estão livres desse distúrbio. Segundo Dr. Eduardo Rollo Duarte, dentista especialista em Odontologia do Sono, duas situações que podem causar o ronco são: a ingestão de álcool e a menopausa.
O álcool é traiçoeiro para as mulheres. Afinal, imagine sair pela primeira vez com o homem dos sonhos, conversar e dar ótimas risadas com taças de vinho e depois, durante a noite, a mulher roncar a noite toda!
“A relação entre o álcool e o ronco é muito próxima, pois a substância alcoólica relaxa os músculos do corpo, inclusive na região da garganta. Esse relaxamento ajuda a fechar o canal da passagem do ar, causando a vibração do ronco.”, explica Dr. Eduardo. Tudo que é em exagero gera consequências ruins. Beber faz parte da vida de muitas pessoas, mas em excesso, provavelmente causará uma noite mal dormida.
Já a menopausa pode ocasionar o ronco para muitas mulheres, por causa da perda ou diminuição dos hormônios femininos. “Essa redução aumenta o relaxamento da musculatura e favorece o distúrbio.”, diz o dentista. A reposição hormonal pode ajudar , mas dependendo de outros fatores não é o suficiente para evitar o ronco. O ideal, em casos de ronco frequente, é buscar tratamento.

Sono profundo?

Engana-se quem pensa que o ronco é sinal de sono profundo. O barulho do ronco e a dificuldade de entrada do ar não permitem que o sono seja de qualidade. O indivíduo não percebe, mas passa a noite toda em estado de semirelaxamento, e no dia seguinte, não se sentirá disposto como deveria.
Quem não se cuidar, terá por toda a vida falta de energia e sonolência. Além de causar insônia nas pessoas ao redor, ou no cônjuge.
O risco de apneia em roncadores também é grande, uma doença grave proveniente do ronco, que impede a passagem do ar por completo, impedindo a respiração.

Próteses ou aparelhos nos dentes feitos especificamente para o paciente com distúrbios do sono, são métodos altamente eficazes para eliminar o problema. “Primeiramente, peço um estudo detalhado que pode ser feito em Clínicas de Exame do Sono, cujo responsável é um médico do sono. Com esse diagnóstico, temos condições de saber os níveis de ronco e se existem outros distúrbios do sono presentes, como a própria apneia ou o bruxismo.”, diz Dr. Eduardo.
O aparelho oral é confeccionado de acordo com o tipo de arcada dental de cada indivíduo. Existem vários tipos de aparelhos, escolhidos após uma avaliação das condições orais e faciais que incluem um exame odontológico completo da boca, dos dentes e gengivas, dos músculos da face e da mastigação e articulação da mandíbula - a ATM.
Com o aparelho, o ar vai passar por uma garganta ou via aérea mais aberta, livre da resistência provocada pelo relaxamento dos músculos aumentados nos indivíduos com ronco e apneia do sono.


Dr. Eduardo Rollo Duarte é dentista formado em Odontologia pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, em Bauru (FOB); Especialista em Periodontia também pela USP – Bauru; Mestre e Doutor em Prótese Dental pela USP – SP com aplicação em distúrbios do sono relacionados à Odontologia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0