Nossos Vídeos

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Grupo FESPSP de Teatro retoma atividades

Grupo FESPSP de Teatro retoma atividades com apresentações em CEUS da Cidade

O grupo de teatro da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), Grupo FESPSP de Teatro retoma as atividades do 1º semestre de 2010, próximo dia 28/2 (domingo) com uma apresentação de "As artimanhas de Scapino", no Centro de Educação Unificado (CEU) Alvarenga, na Zona Sul da cidade.

O Grupo FESPSP de Teatro reinicia suas atividades encenando o texto de Molière para a comunidade do CEU Alvarenga. Em parceria com a Secretaria Municipal da Educação de São Paulo, o grupo realiza apresentações gratuitas nos CEUS da cidade desde o ano passado.

A peça será apresentada às 16h00. O CEU Alvarenga está localizado na Estrada do Alvarenga, 3752.

O Grupo FESPSP de Teatro tem mais quatro apresentações previstas para o 1º semestre de 2010, em CEUS de cada região da cidade: CEU Jaguaré, na Zona Oeste, CEU Caminho do Mar, na Zona Sul, CEU Quinta do Sol na Zona Leste e CEU Jaçanã, na Zona Norte.

O Projeto FESPSP de Teatro foi criado no início de 2002, e funciona como atividade complementar ao Projeto Pedagógico da Instituição, tendo a finalidade de estabelecer um vínculo mais efetivo entre os membros da Comunidade FESPSP. A participação no grupo é aberta a qualquer pessoa.

Os encontros acontecem semanalmente, aos sábados, das 14h00 às 17h00 para iniciantes, e das 10h00 às 13h00 para os demais participantes. Responsável: Celso Solha, diretor do projeto (Contato: 11 - 9997 0699).

Serviço:
Apresentação da peça "As Artimanhas de Scapino"
Data: 28/02/2010 - domingo
Horário: 16h00
Local: Estrada do Alvarenga, 3752.
Quanto: Gratuita

Confira a agenda do grupo de apresentações nos CEUS:

20/03 - CEU JAGUARÉ (Zona Oeste)
15h00
End: Av. Kenkiti Simomoto, 80 - Jaguaré

24/04 - CEU CAMINHO DO MAR (Zona Sul)
17h00
End.: Eng. Armando de Arruda Pereira, 5241

29/05 - CEU QUINTA DO SOL (Zona Leste)
14h00
End.: Av. Luiz Imparato, 564 - Vila Cisper


26/06 - CEU JAÇANÃ (Zona Norte)
14h00
End.: R. Antonio Cesar Neto, 105 - Jaçanã

FESPSP: 76 anos de tradição, pioneirismo e inovação

A Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) é uma pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, cujo fim é a manutenção de escolas voltadas ao ensino e à pesquisa em nível superior. Criada em 27 de abril de 1933, por iniciativa de pouco mais de uma centena de figuras eminentes da sociedade paulistana, dentre as quais se destacam os dirigentes das principais entidades de ensino de São Paulo. A FESPSP é orientada desde o início para o estudo da realidade brasileira e para a formação de quadros técnicos e dirigentes capazes de atuar no processo de modernização da sociedade.

Hoje, a FESPSP mantém a Escola de Sociologia e Política (ESP), a Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação (FaBCI), a Faculdade de Administração (FAD) e a Escola Pós-Graduada de Ciências Sociais (EPG). O seu corpo de pesquisadores e docentes se dedica ao ensino e à pesquisa acadêmica e aplicada, reunindo à atividade de produção do conhecimento a capacidade de intervenção, gestão e planejamento, que tem sido a marca de atuação da instituição nos projetos desenvolvidos para os setores público e privado ao longo dos anos.

CASA DOS POLÍTICOS JÁ!!!!

IDEIA DE RITA LEE




A cantora e ativista Rita Lee teve uma daquelas idéias brilhantes, dignas do seu gênio criativo.
Reclamando da inutilidade de programas como o Big Brother, ela deu a seguinte sugestão:
- Colocar todos os pré-candidatos à presidência da República trancados em uma casa, debatendo e discutindo seus respectivos programas de governo.

Sem marqueteiros, sem assessores, sem máscaras e sem discursos ensaiados.
Toda semana o público vota e elimina um.

No final do programa, o vencedor ganharia o cargo público máximo do país.

Além de acabar com o enfadonho e repetitivo horário político, a população conheceria o verdadeiro caráter dos candidatos.

Assim, quem financiaria essa casa seria o repasse de parte do valor dos telefonemas que a casa receberia e ninguém mais precisará corromper empreiteiras ou empresas de lixo sob a alegação de cobrir o 'fundo de campanha'.

A idéia não é incrivelmente boa?

Casa dos Politicos, já !!!

Qual é o limite na busca pela beleza

Quando o cirurgião plástico diz NÃO!


A semana de moda acabou, mas um espanto recorrente ilustra a atual edição do evento: as modelos estão cada vez mais magras. E esse fato levanta um tema pouco trabalhado, principalmente na área da saúde. A vaidade pode ser tanto uma aliada da auto-estima quanto um veneno. Tudo depende de como se lida com ela. Quando ultrapassa o limite do bom senso, o excesso de preocupação com a aparência pode se transformar numa doença psiquiátrica com a qual especialistas começam a se alarmar — a disformia corporal.

Estudos mostram que 7% dos pacientes que procuram tratamentos cirurgias plásticas apresentam a síndrome. O astro Michael Jackson e a cantora Cher são citados por especialistas como ícones do exagero e possíveis dismórficos. “A dismorfia corporal é uma das doenças ligadas ao físico que se difundiram nos últimos anos. A mais conhecida é a anorexia, que leva meninas e mulheres a não comer pelo pânico de engordar. Menos neuróticos com a balança, os homens são vítimas da vigorexia, que faz os sarados e musculosos se achar fracotes. Já a disformia corporal atinge homens e mulheres na mesma proporção”, explica o cirurgião plástico Wagner Montenegro.

Acreditar que pequenos defeitos, como uma pinta no rosto ou uma pequena cicatriz, são monstruosos é uma das características do problema. Passar mais de uma hora por dia na frente do espelho também indica algo errado. Mais grave ainda são aqueles que têm a feiúra imaginária. Não há nada perceptível, mas o doente jura que sim, que todos olham para sua deformidade. Ele se submete a todo tipo de tratamento dermatológico, estético e cirurgias plásticas mesmo sem precisar. “É uma situação que piora muito a quantidade de vida”, destaca Montenegro. “A ansiedade se torna depressão e acaba gerando um isolamento”, explica.

A patologia não é nova. Vem sendo diagnosticada desde 1987 e foi descrita pela primeira vez em meio século. O distúrbio, porém, evoluiu. Hoje, os médicos sabem que, se não tratado, o paciente pode chegar ao suicídio. A doença é uma variação do Transtorno Obsessivo Compulsivo. “Quem tem um amigo ou familiar com traços da síndrome não deve encarar como futilidade ou uma idéia delirante. Muitos sentem vergonha e não sabem como pedir ajuda”, alerta Wagner.

Para os especialistas, parte da culpa de doenças como a disformia corporal, a anorexia e a vigorexia é da sociedade, que vende corpos perfeitos com ideal de beleza. “Assim, o paciente se torna um eterno insatisfeito. Quer mudar toda hora alguma coisa. Se o médico não faz, ele procura outros, até encontrar um que tope”, diz o cirurgião plástico.

Nos Estados Unidos, país recordista de cirurgias plásticas e tratamentos estéticos, o problema vem sendo encarado com seriedade. No Brasil, segundo no ranking mundial de plásticas, “É preciso ficar alerta para evitar que uma pessoa muito vaidosa caia na armadilha da vaidade extrema. Existe um limite entre se gostar e ultrapassar o saudável”, explica Wagner.

Vivemos em um mundo onde manter uma boa aparência é fundamental. Plásticas, tratamentos, exercícios, remédios, adereços e roupas da moda são alguns dos artifícios utilizados para quem quer fica bonita, mas afinal, como detectar um exagero.

“Sentir-se bem consigo mesmo, amenizando os sinais do tempo, corrigindo alguma imperfeição, aumentando ou diminuindo as formas corporais, é um direito saudável e deve ser perseguido. Os tratamentos estéticos e as técnicas da moderna cirurgia plástica estão aí para serem usados de forma responsável. E a responsabilidade, é bom que se diga, não é de quem as procura, mas sim daqueles que as vendem. Todo cuidado é pouco na escolha daquele que vai opinar e realizar qualquer tipo de procedimento cirúrgico”, explica Wagner.

Muitos cirurgiões plásticos atribuem à mídia e à massificação dos padrões de beleza essa necessidade de a mulher tentar se transformar. Nas passarelas e nas revistas, nunca vemos pessoas envelhecidas e com o corpo cheinho. Isso mexe com a cabeça feminina e move a busca por se assemelhar aos padrões.

Além disso, com tantas novidades na área da estética surgindo a todo momento, as mulheres querem tudo ao mesmo tempo e acabam ultrapassando os limites. "A busca de um ideal estético ilusório atingiu tal exagero que qualquer pneuzinho ou pé-de-galinha já é motivo para uma corrida, até irresponsável, a uma mesa de cirurgia", completa o cirurgião Montenegro.

Veja o que o excesso de algumas intervenções pode provocar:

■ Toxina botulínica: Muita gente acha que quanto mais, melhor - e mais tempo durará o efeito. Isto é um engano: independentemente da quantidade, o resultado durará de quatro a seis meses. O excesso pode tirar toda a expressão facial, o que dá a impressão de um rosto "congelado".

■ Preenchimento facial: Passar da conta pode deixar os lábios desproporcionais, o rosto com cara de boneca e a pele esticada como bexiga, quando aplicados nos sulcos faciais.

■ Rinoplastia: Quando o nariz operado acaba chamando muita atenção e não está em harmonia com o rosto. Muito arrebitado a ponto de ser possível enxergar as narinas, por exemplo, não é adequado.

■ Lifting: Puxar demais a pele pode deformar o canto da boca. Uma comparação comum é o personagem Coringa, do Batman.

■ Elevar as sobrancelhas: Há o risco de criar uma expressão permanente de assustada.

Serviço:

Clínica Montenegro
Tel: (11) 5539-1811
http://www.plasticamontenegro.com.br/

Uma das maiores industrias do setor textil mostra o que vem por aí

Gracia Bassi - Foto: Jo Capuso

Visual high tech, influência safári, estampas tribais e muita cor. Estas são apenas algumas das tendências apresentadas pela Adar Tecidos para o verão 2011. Em evento realizado nesta terça-feira, 23, no Auditório Elis Regina, no Anhembi, a empresa mostrou o que vai estar em alta nas vitrines europeias e norte-americanas e os seus lançamentos que farão a cabeça das brasileiras. “Este evento serve para apresentar aos lojistas os tecidos que estarão em alta na próxima estação”, comentou Gracia Bassi, gerente de produtos do núcleo feminino da Adar Tecidos, uma das maiores indústrias do setor.

Após uma temporada de pesquisa na Europa e nos Estados Unidos, a Adar Tecidos traz para a sua coleção 2011 cores vibrantes e intensas, inclusive para serem usadas em visuais mais requintados; tecidos tribais sóbrios e alegres, fazendo referência à Copa do Mundo da África; cores cítricas para serem usadas como pano de fundo; cores naturais para serem usadas sem erro no dia a dia; além de bolas e xadrez, que também estarão nas roupas do próximo verão. “As tendências mostram que é bacana brincar com os tecidos. Vale a pena soltar a imaginação”, alerta Sandra Falci, gerente de marketing da empresa.

Este foi o primeiro ano que a Adar Tecidos separou as apresentações dos seus produtos: feminino, masculino, infantil e denim. “Fazíamos um evento só para falar de todos os nossos produtos e isto tornava a apresentação longa. Neste ano, apostamos na segmentação das apresentações para maior aproveitamento do público e, hoje, estamos mostrando as tendências para o segmento feminino”, explicou Gracia Bassi, lembrando que a empresa já fez o evento infantil e ainda vai fazer o masculino e o denim.

Para Orlando Brandão, administrador de produtos e gerente do núcleo masculino da Adar Tecidos, a análise completa da segmentação das apresentações só poderá ser feita após o seu término, mas ele acredita que será positiva. “Estamos sempre tentando inovar para atingir de forma correta o nosso público”, finalizou. A coleção ainda será mostrada em outras cidades brasileiras como: Fortaleza, Belo Horizonte, Brusque (SC), Rio de Janeiro, Porto Alegre, Santa Catarina e São José do Rio Preto.

APLICAÇÃO DE ENZIMAS UMA GRANDE ALIADA NA PERDA DE PESO

A mesoterapia foi muito utilizada há anos atrás. Há aproximadamente cinco anos, com o aparecimento de medicamentos as bases de enzimas, começamos então a chamar esta técnica de aplicação de enzimas.

E é assim que a Dra Andréia leitão, prefere se referir ao tratamento, pois as melanges (misturas) que ela utiliza, são à base de enzimas. Mas, muitos utilizam ainda o nome mesoterapia, mesmo tendo na sua composição bases enzimáticas.

A aplicação de enzimas consiste em uma melange (mistura) de quatro a seis componentes diferentes, sendo eles lipolíticos.

Dependendo da enzima, ela age no corpo de dois a sete dias para a perda da gordura.
As enzimas fazem a quebra da gordura, tornando assim mais fácil para ser excretada, por via urinaria, sudorese e nas fezes. Dessa forma, elas não retornam, mas caso a pessoa comece a fazer uso de alimentação super calórica durante o tratamento, novos depósitos de gordura serão criados.

Os resultados dependem muito de organismo, idade e hábitos, mas geralmente começam a surgir resultados a partir da primeira semana.
A alimentação deve ser mantida, somente as quantidades diminuídas. Álcool, refrigerantes e doces, são extremamente calóricos, e durante o processo deve ser evitados e depois do termino do tratamento, ter consumo esporádicos. O carboidrato pode ser consumido normalmente desde que ate às 18h, pois depois desse horário as atividades do metabolismo diminuem muito, dificultando a queima do mesmo, que vira depósito de gordura.

Hoje existem milhões de medicamentos, mas o mercado fez com que a indústria farmacêutica fosse pra fora do país em busca de novas drogas, pois la fora existe uma preocupaçao acelerada em sempre emagrecer e perder medidas\ mais rapido.

As enzimas nada mais são do que drogas lipolíticas, com afinidades por células adiposas. E o tratamento de aplicação de enzimas é indicado para quem tem excesso de peso e gordura localizada.

Com o uso constante da mesma droga, o organismo passa a não responder com tanta eficácia, pois ele cria certa resistência como resposta ao mesmo. Por isso na Multiclinic, a Dra Andréia Leitão, durante o tratamento todo, independente da duração, sempre substitui uma enzima por outra diferente.

Existem enzimas IM (intramuscular) e ID (intra dérmica). A IM é utilizada para a perda de peso, e aplicada nos gluteos, para uma perda geral de gordura. Isso faz com que o peso tenha uma grande diminuição. A ID é aplicada direto na região de gordura localizada, fazendo assim a diminuição da mesma, mas somente na região aplicada. A ID não é indicada para perda de peso, só para quem quer eliminar os pneuzinhos.

Na Multiclinic, são utilizados os dois tipos de aplicação. Se a cliente deseja realizar os dois procedimentos ao mesmo tempo, ela perde peso e aumenta a perda de gorduras localizadas.

Hoje em dia as clinicas trabalham com avalistas treinadas, que vendem os pacotes, mas as aplicações têm que ser realizada por um profissional habilitado para o mesmo.

Dependendo da droga utilizada, pode sim haver efeitos colaterais, mas as melanges que são utilizadas na Multiclinic, não têm efeitos colaterais.

A Multi Clinic so trabalha com enzimas liberadas e com procedencias.

Quanto ao tempo de aplicação das enzimas para a perda de peso, costumamos dizer que cada caso deve ser acompanhado individualmente, pois as aplicações de enzimas não têm restrições quanto a quantidades de aplicações.

Quanto ao intervalo da aplicação das enzimas, podemos dizer que as IM tem que ter um intervalo mínimo de três dias. A ID cinco a sete dias.

Junto à aplicação das enzimas, na Multiclinic, o paciente pode passar pelo Invel, um aparelho que provoca aquecimento e bioestimulaçao linfatica no corpo a fim de perda de calorias e toxinas e também passa pela drenagem linfática, que ajuda muito no tratamento, pois liberando toxinas, ajuda na absorção e acelera o processo de lipólise. (degradação da gordura), tudo isso dependendo da indicação.

Dicas de Andréia Leitão para um bom resultado no emagrecimento:

Sempre que falamos a palavra EMAGRECER o cérebro já envia uma resposta automática: - ESTOU COM FOMEEEE!

Nesse caso devemos comer mais frutas, beber muita água e não se apegar no detalhe EMAGRECER.

Cada um tem seu tempo para comprar a idéia de que realmente quer emagrecer, e que quer sair por ai com muitos quilos a menos.

Coloquem no prato, muitas saladas em geral, as que mais te apetece, muitos legumes, verduras, cruas ou cozidas e ate refogadas.

Tente substituir alimentos calóricos pelos menos calóricos, no começo parece muito difícil. Não deixe seu psicológico escolher por você.

Dra Andréia Leitão é Fisioterapeuta com especialização em Dermato Funcional. Responsável pela Multiclinic.

http://www.multiclinic-saude.com.br/

MESTRE TAZA realiza consultas de Tarot pela metade do preço

Sexta e sábado (26 e 27/2) a partir das 14 horas o Mestre Taza, receberá pessoas para Tarot de posição ZEN e I Ching Iluminado, por apenas R$35 reais. A sessão terá 50 minutos.

"A META neste caso não é conseguir alguma COISA, mas conseguir atingir MELHOR a ti mesmo", afirmou o terapeuta.

As consultas serão realizadas na Rua Chicago 80, Brooklin, (travessa da rua pensilvania e avenida Santo Amaro).

Agendamentos: 11 8664-8617 - taza45@gmail.com  

Mestre TAZA é Psicoterapeuta e maestro, professor de Meditação ativa da Ordem dos Músicos do Brasil - CRESP.

Para acessar o canal de TAZA no Youtube: www.youtube.com.br/taza55
"Tudo o que é importante, é esotérico". OSHO


Assista a entrevista da Revista Músico!



PESQUISA CIENTIFICA RECEBE COTA DE R$500 milhões em 2010

Nesta segunda-feira (22), o Diário oficial da União publicou a portaria nº 175 do Ministério da Fazenda que fixa em US$ 500 milhões o valor relativo a importação de bens destinados à pesquisa científica e tecnológica, conforme dispõe a Lei 8.010/1990. Os benefícios compreendem a isenção dos impostos de importação (II) e sobre produtos industrializados (IPI), a dispensa do exame de similaridade e o limite de aplicação do regime simplificado estabelecido em US$ 10 mil.


Desde 1990, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) credencia instituições e ou centros de pesquisa sem fins lucrativos para a obtenção da isenção de tributos. O objetivo é facilitar e agilizar a importação de bens destinados às pesquisas científicas e tecnológicas. A partir de 2004, após a alteração da lei 8.010/90, pela Lei 10.964/2004, pesquisadores com título de doutor, ou perfil científico ou tecnológico equivalente, vinculado a instituições ou centros de pesquisa credenciados pelo CNPq para esse fim, também pode solicitar o credenciamento. A validade é de cinco anos, mas em caso de descumprimento da legislação ou por solicitação do pesquisador poderá ocorrer o cancelamento.

Um dos instrumentos de verificação da aplicação dos bens importados em pesquisa, é o Serviço de Avaliação de Entidades Credenciadas, que visita periodicamente as instituições para verificar se o que foi importado está efetivamente sendo utilizado no desenvolvimento de pesquisa. Em caso de irregularidades ocorre a suspensão do credenciamento e, após a apresentação da defesa em caso de comprovação das anormalidades, o credenciamento é cancelado e um novo credenciamento somente poderá ser solicitado depois de decorridos três anos. A Receita Federal é notificada e fará a cobrança dos impostos.

Evolução

Atualmente existem 4.158 pesquisadores e 436 instituições credenciadas. Em 1990, quando o sistema foi instituído, foram utilizados aproximadamente US$ 44,4 milhões. A partir da inclusão de pessoas físicas, em 2004, o montante saltou para US$ 144,5 milhões e em 2009 a cota utilizada foi de US$ 568,9 milhões. Isso porque os US$ 500 milhões inicias foram suplementados no decorrer do ano, fato que poderá se repetir em 2010.

Para Nivia Melo Wanzeller, coordenadora de credenciamento à importação e incentivo fiscal do CNPq, desde a criação da Lei "houve um grande incremento das importações para a pesquisa porque o critério é democrático e não existe tratamento diferenciado".

O que pode ser importado

A legislação ampara a importação de máquinas, equipamentos, aparelhos e instrumentos, bem como suas partes e peças de reposição, acessórios, matérias-primas e produtos intermediários necessários à execução de projetos de pesquisa científica ou tecnológica. Não existe uma cota individual e os valores são deduzidos diretamente da cota global anual.

Critérios para o credenciamento

Pesquisadores com Bolsa de Produtividade em Pesquisa ou Bolsa de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq, em vigor, já estão habilitados. Basta a formalização do pleito mediante a assinatura do Termo de Compromisso. P esquisadores com currículo Lattes atualizado devem preencher o Formulário de Propostas Online, Ciência Importa Fácil/Solicitação de Credenciamento, e aguardar comunicação do CNPq. Pesquisadores não cadastrados no Sistema Lattes de Fomento devem primeiramente preencher o currículo Lattes e em seguida o Formulário. A análise é realizada no prazo de 10 dias após o registro do Formulário.

Considera-se, além do projeto de pesquisa proposto, critérios do solicitante como vínculo institucional e regime de trabalho; titulação máxima e data da obtenção; publicação de artigos completos, livros e capítulos de livros; formação de recursos humanos (orientações de mestres e doutores); coordenação de projetos de pesquisa; produção científica ,entre outros.

Saiba mais em: http://www.cnpq.br/programas/importa/index.htm

Tempol é eficaz no tratamento de esclerose múltipla

A descoberta é de pesquisadores do INCT Redoxoma do Instituto Butantan e do Centro de Neurodegeneração da Faculdade de Medicina da USP


O estudo obteve resultados expressivos ao usar o antioxidante tempol no tratamento de camundongos com encefalomielite. Os sintomas neurológicos foram atenuados acentuadamente e a sobrevivência dos animais foi 70% maior em relação aos que não foram tratados. O trabalho desenvolvido pelo Instituto Nacional Ciência e Tecnologia de Processos Redox em Biomedicina, vinculado ao CNPq, Instituto Butantan e Universidade de São Paulo foi publicado no periódico Free Radical Biology & Medicina.

Os resultados obtidos abrem caminho para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas baseadas em nitróxidos para o tratamento de doenças neuroinflamatórias como a esclerose múltipla, que ataca o Sistema Nervoso Central (SNC) de forma degenerativa e incapacitante. No estudo, camundongos foram infectados com o vírus de hepatite neurotrópico (MHV-59A) para ocasionar encefalomielite. Os animais não tratados apresentaram os sintomas neurológicos rapidamente e morte de 90% das cobaias 10 dias após a inoculação. Além disso, os sobreviventes apresentaram déficits neurológicos.

Já o tratamento com tempol atenuou sintomas como letargia e paralisia das patas e o aumento da sobrevivência dos animais foi de 70. A integridade do SNC foi mantida, proporcionando a diminuição da concentração viral. Além da esclerose múltipla, outras doenças neurodegenerativas como Alzheimer, Parkinson e Esclerose Lateral Amiotrófica possuem componentes inflamatórios e possivelmente possam ser atenuadas com o uso do medicamento.

Embora diversos estudos em animais comprovem a baixa toxicidade para mamíferos, o uso em humanos dependerá de uma maior compreensão sobre os seus meios de ação in vivo .

UNIFESP_Simpósio Feridas Cutâneas_inscrições vão até dia 28

INSCRIÇÕES PARA O SIMPÓSIO NACIONAL DE FERIDAS CUTÂNEAS, REGENERAÇÃO E CICATRIZAÇÃO


DA UNIFESP VÃO ATÉ O DIA 28





Estão abertas até o dia 28 de fevereiro, as inscrições de trabalhos científicos para serem apresentados no I Simpósio Nacional de Feridas Cutâneas, Regeneração e Cicatrização da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).



O evento será realizado entre 30 de abril e 1 de maio, no Teatro Marcos Linderberg (Unifesp). As normas para inscrição e apresentação dos trabalhos científicos estão disponíveis no site da unifesp (www.unifesp.br), página ‘Extensão’, link eventos/trabalhos. As inscrições deverão ser enviadas para o e-mail clc@clceventos.com.br juntamente com a ficha (modelo anexo na página do site) com os dados preenchidos.



Serão aceitos trabalhos de áreas afins, como: pesquisas clínicas, em modelos animais e in vitro, revisões sistemáticas da literatura e estudos ou relatos de casos ou revisões narrativas de assuntos polêmicos ou de interesse na área.



A temática “feridas cutâneas, cicatrização e regeneração” é de grande impacto social, uma vez que acomete grande parte da população, sendo um desafio aos profissionais de saúde de diversas áreas.



Há um crescente interesse pelos tratamentos, com busca de novos meios e produtos terapêuticos, além do desenvolvimento de pesquisas em Biotecnologia. Todos esses procedimentos têm contribuído para diminuir os problemas e propor condutas de tratamento.



O simpósio é uma iniciativa do Programa de Pós Graduação em Cirurgia Plástica da Unifesp (nível 6 da CAPES) e busca agregar profissionais da área com interesse no aprimoramento deste conhecimento.



“Com o olhar no futuro, a Unifesp deixa o passado como sustentação da evolução para novas abordagens. Pensando nisso, a instituição reunirá importantes grupos de pesquisa de ponta, oferecendo ao mercado muitas oportunidades e facilidades”, afirma Dr. Lydia Masako, chefe do departamento de Cirurgia Plástica da Unifesp.



Sobre a UNIFESP

Criada em 1933 por um grupo de médicos reunidos em uma sociedade sem fins lucrativos, a Escola Paulista de Medicina (EPM) foi federalizada em 1956 e, em 1994, transformada em Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), primeira universidade especializada em saúde no País, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica.

Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão com a criação do campus Baixada Santista. Em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação, a Unifesp implantou os campi de Diadema, Guarulhos e São José dos Campos. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 26 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de humanas (Guarulhos), exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema). Atualmente, a Instituição conta com 4.454 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 3.153 discentes nos cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado e Mestrado Profissionalizante), outros 6.783 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento) e ainda 675 discentes na residência médica. A Unifesp tem 906 docentes, sendo que 93% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição. Em 1940 a universidade, então Escola Paulista de Medicina, inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, hoje localizado dentro Campus São Paulo, instalado no bairro Vila Clementino.



Simpósio

Local:Teatro Marcos Lindenberg – Rua Botucatu, 862, 2º andar

Vila Clementino, São Paulo – SP

Inscrições de trabalhos científicos:

Enviar por email até 28 de fevereiro de 2010.Evento



Organização



Bernardo Hochman

(Prof. Orientador do Programa de Pós-Graduação em Cirurgia Plástica da UNIFESP)

Daniela Francescato Veiga

(Orientadora do Programa de Pós-Graduação em Cirurgia Plástica da UNIFESP).

Diba Maria Sebba Tosta de Souza

(Aluna de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Cirurgia Plástica da UNIFESP)

Apoio

Programa Pós Graduação Cirurgia Plástica da Unifesp

Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa e Cirurgia - SOBRADPEC

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP

Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD

Sociedade Brasileira de Queimaduras - SBQ

Instituto Pró-Queimados - IPQ Sociedade Brasileira de Estomaterapia SOBEST

Pureza e frescor vindos da natureza

A sensação de pureza da água e a refrescância do limão siciliano a favor da beleza
Após um dia exaustivo e quente de verão, nada melhor que um bom banho para refrescar e relaxar. Mas, algumas vezes, o calor é tanto, que saímos do chuveiro já suando, antes mesmo de nos vestirmos.

Para garantir a sensação refrescante do banho por mais tempo, a DeMillus D (divisão de cosméticos da marca) apostou na pureza da água e no frescor do limão siciliano para lançar a Linha DeMillus Acqua, que, além da gostosa sensação que proporciona ao corpo, traz leveza aos sentidos.

O Sabonete Acqua, hidratante e refrescante, proporciona um prolongada sensação de bem-estar. (Preço da caixa com 2 unidades de 110g cada: R$ 10).

O Óleo Desodorante Acqua deixa a pele mais macia e pode ser usado após o banho sem necessidade de enxágue. (Frasco com 120ml: R$ 16).

A Loção Desodorante Acqua tem textura leve, de rápida absorção. Hidrata e deixa um aroma delicioso de extrato de limão siciliano na pele. (Frasco com 200ml: R$ 11).

A Água de Colônia Acqua completa o tratamento de bem-estar, com uma delicada fragrância cítrica. (Frasco com 300ml: R$ 15).

D by DeMillus – 0300-7892115

O primeiro portal inclusivo do País

Agência Espiral Interativa e Instituto Mara Gabrilli lançam o primeiro portal inclusivo do País

Lançamento do Vida Mais Livre, voltado para pessoas com deficiência, aconteceu hoje pela manhã, no Centro Cultural São Paulo.

Acaba de ser lançado pela agência digital Espiral Interativa, em parceria com o Instituto Mara Gabrilli (IMG), o Vida Mais Livre – primeiro portal inclusivo do País que nasce com a proposta de contribuir para a inclusão digital e social de pessoas com deficiência. O evento aconteceu hoje (24/02), às 12h, no Centro Cultural São Paulo (CCSP).

Idealizado pela Espiral Interativa, com o apoio do Instituto Mara Gabrilli, o Vida Mais Livre chega para suprir a falta de sites voltados às pessoas com deficiência. Além de conteúdo direcionado, como reportagens especiais, dicas de lugares acessíveis, políticas públicas e entrevistas com especialistas, o portal favorecerá a troca de informações e experiências entre familiares, amigos e profissionais interessados em se aprofundar em temas pertinentes a este público.

Segundo o IBGE (Censo de 2000), só no Brasil são cerca de 27 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, ou seja, 14,5% da população brasileira, que enfrentam uma série de limitações para navegar e se comunicar com outras pessoas pela Internet. “Isso acontece principalmente porque a maioria dos sites não é construída utilizando as recomendações para acessibilidade do W3C - comunidade internacional que determina padrões para Web”, explica Rodrigo Leme, coordenador de Projetos da agência e líder da equipe de desenvolvimento.

O Vida Mais Livre permitirá, por exemplo, que as pessoas com deficiência visual ouçam as reportagens, com a ajuda de tecnologias assistivas como os leitores de tela, bem como os surdos leiam as transcrições dos conteúdos em áudio e vídeo. O portal incluirá ainda recursos de zoom de tipografia, navegação por meio do teclado e contraste de cores para daltônicos e pessoas com dificuldade de leitura.

“O projeto surgiu a partir de um desejo de nossa equipe de trabalhar em uma iniciativa que nos trouxesse o que denominamos de ‘retorno cidadão’, ou seja, que de alguma forma pudéssemos contribuir para a criação de uma sociedade menos individualista e mais colaborativa, por meio da Internet, que é o nosso business”, acrescenta Simone Freire, sócia-fundadora da Espiral Interativa.

Assim que saiu do papel, a equipe da agência apresentou o Vida Mais Livre para Mara Gabrilli que, por meio do Instituto Mara Gabrilli - uma organização sem fins lucrativos que desenvolve e executa projetos que contribuam para a melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência -, decidiu apoiá-lo exatamente por entender seu importante papel como ferramenta de inclusão digital e social de pessoas com deficiência.

“A acessibilidade não é só fisica, mas também de informação. Com a internet cada vez mais presente em nossas vidas é importante proporcionar as mesmas ferramentas para que todos possam realizar sua própria inclusão digital. Nesta cidade em que o ir-e-vir ainda é dificil, nada mais oportuno que este novo canal de informação”, afirma Mara Gabrilli.

Além da parceria com o IMG, o Vida Mais Livre conta com o apoio do CCSP, da Alcatel-Lucent e da I-Social. O patrocinador oficial do portal é a BBSeguros/Aliança do Brasil.



Sobre a Espiral Interativa

A Espiral Interativa foi fundada em janeiro de 2009, originada da área de projetos especiais criada há seis anos como braço de uma assessoria de imprensa. Entre os grandes projetos da agência está a oferta de soluções digitais para clientes como Alcatel-Lucent, DHL, Fundação Roberto Marinho, Fundação Bunge, Ministério do Turismo, Ministério da Saúde, Toyota do Brasil, Tishman Speyer, Positivo Informática e Portugal Telecom. Em maio de 2009, a agência passou a integrar a APADi – Associação Paulista das Agências Digitais, contribuindo desde então para a normatização do setor de agências digitais no País.

Sobre o IMG

Fundado em 1997, o Instituto Mara Gabrilli (IMG) é uma organização sem fins lucrativos que desenvolve e executa projetos que contribuam para a melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência. Atua em quatro frentes principais: comunicação educativa e cultural, fomento às pesquisas científicas para cura de paralisias, apoio ao paradesporto e promoção do desenho universal.

http://www.vidamaislivre.com.br/
http://www.img.org.br/

Cinco dicas para sua vida continuar um carnaval eterno.

Por Lygya Maya *

Já pensou se todos os carnavalescos fizessem da sua alegria e felicidade durante o Carnaval uma rotina? Digamos que essa força viria do “interior” de cada um, fazendo parte do dia a dia, que fantástico seria!
Estou me referindo à alegria de um sorriso contagiante vindo das profundezas da alma. Assim como cumprimentar um estranho sem medo de rejeição, pois nossa felicidade é contagiante. E o sentimento de gratidão por estarmos vivos e respirando, possuindo o poder de imaginar o inimaginável em qualquer momento que resolvemos assim fazer.
Está comprovado. É possível. Caso contrário, como explicar tantos pobres do Rio de Janeiro descendo o morro para se exibir na avenida, mostrando suas fantasias caríssimas? Sabe por quê? Porque eles se sentem orgulhosos de serem reis e rainhas no momento em que desfilam na avenida sua alegria para os turistas e para a classe média rica. Dependendo da escola, as fantasias custam R$1.200,00, mas certas fantasias de luxo custam mais que R$30.000,00. Muitos foliões pagam prestações o ano inteiro para ter esta oportunidade no Carnaval.
Que sentimento é este, passado de geração a geração, para sentir um “algo a mais”? Será que ele poderia ser usado para a felicidade depois do período de Carnaval?
Você por acaso já imaginou seus sonhos considerados impossíveis desfilando todos os dias na sua visão, na sua mente, até serem alcançados pela determinação de seu coração e paixão por uma vida melhor? Todos os dias, para o resto de sua vida?
Alguma vez já lhe disseram que o mesmo desejo e paixão que você devota cegamente para a sua escola ou seu bloco ganhar no Carnaval, podem ser usados para seu sucesso pessoal e profissional?
Com a mesma intensidade, o desejo do prêmio de primeiro lugar para nossa escola preferida pode e deve ser usado para que nossos sonhos pessoais sejam manifestados, depositando uma mensalidade em nossa conta bancária da poupança emocional até conquistar a vitória eterna.
Há alguns anos atrás eu pensei exatamente isso e criei a minha Escola de Samba intitulada “Unidos ao Sucesso Ilimitado”, e até hoje, todos os dias, usufruo dos resultados positivos desta decisão. Dificilmente tenho momentos tristes em minha relação com a vida e quando um desafio pinta na trajetória do desfile como, por exemplo, um salto alto incomodando, torno-me criativa e o problema torna-se passageiro. Sabe por quê? Porque o espírito carnavalesco dentro de mim é um vencedor nato, um espírito brasileiro que sempre dá um jeitinho de alcançar a felicidade custe o que custar. Ninguém me tira o sabor da vitória por eu ter me tornado uma campeã absoluta em relação aos meus desafios.
De uma maneira ou de outra, fazemos no Carnaval o que não fazemos no dia a dia com a desculpa de que tudo é válido nesta época, concorda? Pois é, só que possuímos livre arbítrio para sermos feliz o ano inteiro.
Para os que pensam que esta é uma idéia impossível assim será, pois tudo o que focamos, manifestamos. Já para as pessoas que sentem uma pitadinha de curiosidade e até atrevimento em agir carnavalescamente e “sadiamente” todos os dias, aqui vão algumas dicas:
1. Acorde pela manhã sorrindo e pensando que hoje é dia de ser feliz e agir como tal. Se pensar assim, sem dúvida seu dia vai ser positivo.

2. Cante alto. Quem canta seus males espanta. Certíssimo!

3. Dance a qualquer momento. Dançar é movimento. Movimento ajuda a ação. E ação leva a emoção de alegria, saúde e bem estar. Mas em qualquer momento mesmo? Sim, até durante uma reunião de negócios, por exemplo. Eu explico: Você está numa reunião enfadonha e seus olhos estão querendo fechar. Você está desconfortável e quer sair dali de uma maneira educada. Simplesmente peça licença e vá ao banheiro. Chegando lá, olhe-se no espelho (caso tenha um, senão não há problemas) e dance o que tiver vontade de dançar, sem vergonha do que está fazendo. Depois de alguns minutos revigorantes, volte pra reunião com a cara mais lavada do mundo.

4. Sinta-se como um rei ou uma rainha. Nada como sentir o “poder” de ser o que quiser independente da posição social, condição financeira, raça ou religião.

5. Sorria. Para a vida e para todos.

Caso você decida levar minhas dicas a sério, garanto que muitas surpresas boas irão aparecer e até verdadeiros milagres poderão acontecer.
Escrevo com firmeza sobre isso por que possuímos o poder de escolha, sendo oficialmente dia de Carnaval ou não.
A fórmula é feita da seguinte forma: nos autoconvencer, mentalmente, emocionalmente, espiritualmente e fisicamente, de que somos capazes de nos sentir vitoriosos em nossos sonhos, carnavalescos ou não. Assim como conseguimos ser felizes no Carnaval, conseguiremos isso também no dia a dia, sem dúvida.
É maravilhoso ver a alegria dos foliões no Carnaval. Ao vê-los felizes como uma criança em um dia de domingo, escrevi este artigo, inspirada pela música Imagine de John Lennon.

* Lygya Maya é coach, escritora e palestrante. Desenvolveu sua carreira nos Estados Unidos, onde atuou na Companhia do mestre em motivação Anthony Robbins. É autora do e-book Ame as Emoções que Você Odeia (2008), disponível em http://www.lygyamaya.com.br/.

Trident lança produto que fortalece os dentes

Em março, chega ao mercado nacional Trident Total com Recaldent, tecnologia que ajuda a remineralizar o esmalte e potencializar os benefícios da goma

Pesquisas odontológicas indicam que a goma de mascar sem açúcar pode diminuir em até 40% o aparecimento de cáries. Isso por conta do aumento do fluxo salivar, que potencializa a absorção de cálcio e fosfato pelos dentes, tornando o esmalte mais forte e resistente.
Também é reconhecido que o leite faz bem aos dentes, fornecendo uma ótima fonte de cálcio que os deixa mais fortes e bonitos. Mas a grande novidade na promoção da saúde bucal está na mistura dessa dupla, que traz resultados promissores no combate às cáries.
Trident Total, novo produto de Trident, soma os benefícios da goma de mascar sem açúcar ao Recaldent - uma proteína do leite que ajuda a repor os minerais que os dentes perdem diariamente. Esse ingrediente foi desenvolvido pelo cientista australiano Eric Reynolds, a partir de pesquisas desenvolvidas na Universidade de Melbourne.

Recaldent

Recaldent é um ingrediente exclusivo de Trident Total. Tecnicamente falando, é uma proteína de leite que estabiliza cálcio e fosfato em uma forma solúvel que pode penetrar no esmalte do dente. Recaldent oferece um reservatório de cálcio e fosfato específico para os dentes e promove a remineralização do esmalte, tornando-os mais fortes e mais resistentes ao risco de cáries.

Mas, afinal, o que é um dente desmineralizado? Reynolds responde: “É um dente que perdeu cálcio e ficou mais poroso e mais fraco. Se a desmineralização não for compensada com a remineralização, o dente fica sujeito à cárie e erosão”. O especialista acrescenta que para se manter livre de cáries deve-se manter uma dieta equilibrada e higienização bucal regular, e alerta que Trident Total não substitui a higienização com escova, creme e fio dental, mas é um aliado importante na manutenção da saúde bucal.

Recomendação

“Mascar goma sem açúcar aumenta o fluxo salivar, promove a remoção de resíduos (funciona como um enxágüe), ajuda a neutralizar os ácidos que causam as cáries e favorece a melhor absorção pelo dente de componentes como cálcio e fosfatos, presentes na saliva. A goma com Recaldent além desses benefícios, oferece uma fonte adicional de cálcio e fosfato específica para os dentes”, explica Eric Reynolds.

A recomendação de consumo mínimo para obter melhores resultados é de pelo menos duas pastilhas, três vezes ao dia. Os benefícios do Recaldent permanecem agindo até três horas após o consumo. Tanto adultos, quanto crianças podem consumir Trident Total, a única restrição é para pessoas com alergia ao leite. Vale lembrar que pessoas com diabetes e com intolerância à lactose estão liberadas para se tornarem fãs do produto.

Trident Total chega ao mercado em todo Brasil em março, nos sabores Menta, Hortelã e Abacaxi. O produto tem preço sugerido de R$ 1,99 e será comercializado em blister com oito pastilhas. Com registro da ANVISA, a goma é um alimento funcional e poderá ser encontrado também em farmácias e drogarias.

Pacientes oncológicos têm atendimento gratuito na UnG

Iniciativa visa proporcionar qualidade de vida a pessoas em fase de recuperação da doença. Veja os procedimentos para inscrição


A Universidade Guarulhos (UnG) está com as inscrições abertas para pacientes oncológicos interessados em receber acompanhamento gratuito durante o período de tratamento ou recuperação da doença. O trabalho é realizado por alunos voluntários dos cursos de Psicologia, Nutrição, Enfermagem e Fisioterapia da Instituição.

Entre os objetivos do serviço, batizado de “Grupo de Atendimento Multidisciplinar ao Paciente Oncológico”, está proporcionar bem-estar físico e psicológico a pessoas com câncer.

Na área da psicologia, os voluntários procuram identificar fatores psicossocioemocionais e de personalidade no aparecimento de tumores malignos; na nutrição, promovem educação nutricional dos pacientes com câncer, antes, durante e após os tratamentos convencionais (cirurgia, quimioterapia e radioterapia); na fisioterapia, atendem às necessidades motoras individuais do paciente; e na enfermagem, buscam elevar o estado de saúde da população em foco, por meio do desenvolvimento de orientações sobre as medidas preventivas nas intercorrências de saúde.

O atendimento acontece todas as quartas-feiras, das 14h30 às17h30, na Unidade Guarulhos-Centro.

As inscrições serão recebidas até o dia 12 de março via e-mail, pelo endereço paddac@ung.br (enviar nome completo, idade e telefone), ou telefone: (11) 2464-1737 (das 8h às 13h).

Metodista promove curso gratuito sobre filosofia

O filósofo Michel Foucault será o tema de mais um módulo do Curso Livre de Humanidades da Faculdade de Humanidades e Direito (FAHUD) da Universidade Metodista de São Paulo. As aulas são gratuitas e destinadas aos alunos e à comunidade externa. Durante seis quartas-feiras, dos dias 24/02 a 31/03, ocorrerão encontros com o objetivo central de apresentar as principais teses de Michel Foucault, que constituem sua leitura da modernidade. Partindo de suas principais obras, serão apresentados fragmentos desta filosofia que nos ajudam a entender melhor a atualidade. As aulas serão ministradas pela professora Suze Piza.


Programação:

24/02 - Foucault: uma ontologia do presente, uma arqueologia do saber, uma genealogia do poder
03/03 - Loucura e nascimento da clínica
10/03 - Vigiar e punir: uma genalogia do poder
17/03 - A ordem do discurso
24/03 - Foucault: Sexualidade
31/03 - As palavras e as coisas: os saberes constituídos.

As inscrições podem ser feitas via Internet, pelo Portal da Metodista: http://www.metodista.br/ .

Local: Auditório do Ed. Sigma - Campus Rudge Ramos - Auditório do Ed. Sigma - Campus Rudge Ramos. Para mais informações: (11) 4366-5891 ou cursohumanidades@metodista.br

Rede Metodista de Educação - Criada oficialmente em 2006, a Rede Metodista de Educação é um sistema integrado entre instituições de Ensino Metodistas de todo o País. São escolas centenárias, pioneiras na aplicação de inovações pedagógicas, e também as mais novas, todas comprometidas com princípios e valores cristãos e com a busca de qualidade em todos os níveis. Atualmente, são mais de 50 instituições educacionais em dez estados brasileiros, chegando a mais de 60 mil alunos na educação básica, ensino técnico e educação superior, no ensino presencial e a distância. Mundialmente, a educação metodista está presente em mais de 60 países.

Cursos de extensão e atualização profissional da FESPSP estão com inscrições abertas

Formação

Cursos de extensão e atualização profissional da FESPSP estão com inscrições abertas

A duração dos cursos varia de acordo com a modalidade e o período de inscrição já está aberto no site da instituição. As aulas estão previstas para iniciar no mês de abril.

A Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) organizou um programa de cursos de iniciação, extensão, capacitação e atualização profissional que vão de encontro à sua proposta institucional - a disseminação do conhecimento.

Desenvolvidos especificamente a partir de temas acadêmicos, culturais e profissionais decorrentes das áreas de ação e pesquisa da instituição, os cursos são coordenados e ministrados por docentes da FESPSP, bem como por especialistas de outras instituições.

Com o objetivo de propiciar um conhecimento acerca de temas específicos, o curso de extensão oferecido pela instituição proporciona o acesso a mais fontes de informações, em um processo de educação e qualificação continuada, servindo de ferramenta para uma completa formação e uma boa colocação no mercado de trabalho.

Os cursos contemplam temas ligados ao estudo histórico, social e político da América Latina, à análise filosófica do erotismo e da violência, à documentação e bibliometria, e temas extracurriculares como a apreciação musical, entre outros.

Os interessados pode se inscrever nos cursos através do site http://www.fespsp.org.br/extensao. As aulas serão realizadas nas unidades FESPSP localizadas na Rua General Jardim, 522 e na Rua Cesário Mota Junior, 262 - Vila Buarque - São Paulo, próxima à estação República do Metrô.

Veja a lista de cursos oferecidos pelo programa:

- América Latina
- Apreciação Musical
- Bibliometria
- Como Falar em Público
- Documentação Jurídica
- Encadernação para preservação
- Erotismo, Violência e Sociedade
- Iniciação a Estudos e Pesquisas
- Introdução a Cooperação Internacional
- Terceiro Setor

FESPSP: 76 anos de tradição, pioneirismo e inovação

A Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) é uma pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, cujo fim é a manutenção de escolas voltadas ao ensino e à pesquisa em nível superior. Criada em 27 de abril de 1933, por iniciativa de pouco mais de uma centena de figuras eminentes da sociedade paulistana, dentre as quais se destacam os dirigentes das principais entidades de ensino de São Paulo. A FESPSP é orientada desde o início para o estudo da realidade brasileira e para a formação de quadros técnicos e dirigentes capazes de atuar no processo de modernização da sociedade.

Hoje, a FESPSP mantém a Escola de Sociologia e Política (ESP), a Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação (FaBCI), a Faculdade de Administração (FAD) e a Escola Pós-Graduada de Ciências Sociais (EPG). O seu corpo de pesquisadores e docentes se dedica ao ensino e à pesquisa acadêmica e aplicada, reunindo à atividade de produção do conhecimento a capacidade de intervenção, gestão e planejamento, que tem sido a marca de atuação da instituição nos projetos desenvolvidos para os setores público e privado ao longo dos anos.

RESPONSABILIDADE SOCIAL EM DEBATE NO CIEE

A responsabilidade social das empresas no Brasil é o tema da palestra de Carlos Aurélio Mota de Souza, advogado e professor livre-docente do curso de mestrado em Direito Regulatório e Responsabilidade Social das Empresas, na 63ª edição dos Encontros CIEE do 3º Setor, agendada para o próximo dia 26 de fevereiro, às 8h30, no auditório Ernesto Igel, no Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE (Rua Tabapuã, 540 - Itaim Bibi, São Paulo/SP).


Durante a palestra, Souza dará ênfase ao 3º Setor ressaltando que a responsabilidade social empreendedora abrange todas as relações humanas da sociedade, tais como família, empresas e estado, que são modelos do que se entende por bem comum e, assim, alcançar uma melhor qualidade para a formação da cidadania.

O encontro será aberto ao público. O CIEE solicita a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será entregue a uma instituição de caridade.

O evento é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo site www.ciee.org.br, clicando no ícone Institucional/Agenda de Eventos. Há estacionamento pago no local.

Serviço
GRATUITO
Palestra: A responsabilidade social das empresas no Brasil.
Palestrantes: Carlos Aurélio Mota de Souza, advogado e professor livre-docente do curso de mestrado em Direito Regulatório e Responsabilidade Social das Empresas, na Universidade Ibirapuera.
Data: 26 de fevereiro, sexta-feira.
Horário: 8h30.
Local: Auditório Ernesto Igel (CIEE - Rua Tabapuã, 540 - Itaim Bibi, São Paulo).
Inscrições obrigatórias: pelo site www.ciee.org.br, clicando no ícone Institucional/Agenda de Eventos.
Estacionamento: Pago no local.

Sobre o CIEE

Fundado há 46 anos, o Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE é uma organização não governamental (ONG), filantrópica e sem fins lucrativos. Nessas quatro décadas, já encaminhou 10 milhões de jovens estudantes para oportunidades de estágio e 15 mil jovens para programas de aprendizagem, contando com a parceria de 250 mil empresas e órgãos públicos de todo o País. Mantido pelo empresariado, sua atuação se pauta pela legislação específica para o estágio: a Lei 11.788/2008.

Documentário revela bastidores das cotas raciais na UnB

Documentário revela bastidores das cotas raciais na UnB


Estreia dia 03 de março, 23h, na TV Câmara

O país do orgulho da miscigenação, apregoado por Gilberto Freire e Darcy Ribeiro, se deparou há alguns anos com uma questão espinhosa: a adoção de cotas raciais nas universidades. Se falar de racismo no Brasil já era tabu, falar de cotas, então, se transformou num daqueles temas sobre os quais é melhor nem iniciar conversa. A menos que estejamos em um grupo onde todos são favoráveis ou todos contrários. Aí, sim, dá para desabafar os inconformismos, de um lado e de outro.

É nesse clima de "assunto proibido", discutido só entre os pares, que os entrevistados do documentário Raça Humana, produzido pela TV Câmara, começam a desfiar o intrincado novelo das cotas. Durante três meses, a equipe que trabalhou no documentário acompanhou a rotina de uma das maiores universidades do país - a Universidade de Brasília - que de forma tão ousada quanto isolada adotou o sistema de reserva de vagas com recorte puramente racial. No documentário, alunos cotistas e não-cotistas, professores, movimentos organizados, partidos políticos e representantes da instituição falam abertamente sobre o "tabu" das cotas raciais, seja defendendo ou condenando o sistema. Ao mesmo tempo, o documentário mostra ações externas à Universidade que permeiam ou influenciam a discussão, como a votação do Estatuto da Igualdade Racial, em tramitação no Congresso - também cercada de muita polêmica, protestos e impasses.

No documentário, questões seculares e mal resolvidas da história do Brasil vão ressurgindo, tendo como pano de fundo a discussão das cotas raciais. Ao refletir sobre a reserva de vagas para negros no ensino superior, os entrevistados revelam que a discussão vai muito além: envolve o papel das universidades brasileiras; as falhas do sistema educacional; a questão da meritocracia nos vestibulares; o racismo e, principalmente, o papel do negro na estrutura sócio-educativa do país.

É nesse caldeirão de questões que o documentário Raça Humana mergulha e mostra que, para além das reações muitas vezes apaixonadas, raivosas ou até intolerantes, está em pauta no Brasil uma discussão histórica, que não pode ser desprezada. A situação vivida hoje pela UnB é, ao mesmo tempo, peculiar e universal - uma amostra do Brasil contemporâneo, ainda cheio de preconceitos, mas também capaz de refletir sobre a sua história e reconstruí-la a partir de novos parâmetros.

Atualmente, o sistema de cotas da UnB está sendo contestado no Supremo Tribunal Federal pelo partido Democratas e deve ter seu futuro definido ainda este ano. Nos próximos dias 3, 4 e 5 de março, o STF realiza audiências públicas para debater o tema. As audiências são uma forma de auxiliar os ministros nas decisões de temas de grande relevância e complexidade. Embora a ação de Descumprimento de Preceito Fundamental seja direcionada apenas à UnB, a decisão a ser tomada pela Corte vai valer para todas as universidades que adotem algum tipo de cota racial em seus vestibulares.

Serviço:

Documentário RAÇA HUMANA * Direção: Dulce Queiroz * Estreia: 03 de março, 23h, na TV Câmara (canal 27 UHF em Brasília; 61 digital em SP; ou nos canais a cabo ou parabólica em todo o país) * Duração: 41' * Realização: TV Câmara

28 de fevereiro - Dia Mundial das Doenças Raras

Existem cerca de 8 mil tipos de doenças raras, que atingem de 6% a 8% da população mundial; falta de diagnóstico precoce é uma das dificuldades enfrentadas pelos pacientes

As doenças raras são aquelas que afetam um pequeno número de pessoas na população geral. Ainda pouco conhecidas pela sociedade civil e classe médica, elas afetam cerca de 8% das pessoas em todo o mundo. Para chamar a atenção das autoridades e da sociedade no próximo domingo, dia 28 de fevereiro, será celebrado o Dia Mundial das Doenças Raras (Rare Disease Day).

Em São Paulo, haverá uma caminhada no Parque da Juventude. Cerca de 60 associações que tratam dos mais diferentes tipos de doenças raras estarão no local com estandes informativos e palestras, além de atividades lúdicas para crianças e shows. A maioria das doenças raras - 80% - é de origem genética, mas existem ainda doenças raras de origem infecciosa, alérgica e profissional.

O Dia Mundial das Doenças Raras será celebrado em mais de 25 países e no Brasil está sendo organizado pelo Grupo de Estudos de Doenças Raras, tendo o apoio de associações que congregam pacientes e familiares envolvidos com as doenças e conta com o patrocínio da Genzyme, quarta maior companhia do segmento de biotecnologia farmacêutica do mundo.

Um dos grandes problemas para quem é portador de uma doença rara é o fato do diagnóstico ser tardio, muitas vezes devido à falta de conhecimento sobre a enfermidade, inclusive entre os médicos. Segundo a Dra. Ana Maria Martins, médica geneticista, doutora da Unifesp e superintendente do Igeim (Instituto de Genética e Erros Inatos do Metabolismo www.igeim.org.br) uma das entidades organizadoras do evento, é fundamental assegurar a qualidade de vida dos pacientes e difundir o maior número de informações para a classe médica. "A maioria das doenças raras são pouco conhecidas e muitas vezes o paciente demora a ter o seu diagnóstico, o que prejudica o tratamento", conclui.

Sobre a Genzyme

Fundada em Boston em 1981, a Genzyme (www.genzyme.com.br) é hoje a quarta maior companhia do segmento de biotecnologia farmacêutica do mundo. Presente em cerca de 100 países, com mais de 11 mil empregados, está no Brasil desde 1997.

A Genzyme lidera o esforço de desenvolvimento, pesquisa e aplicação das tecnologias mais avançadas à área das biociências, buscando soluções para uma série de doenças, muitas delas raras, tais como a Doença de Gaucher, Doença de Fabry, Mucopolissacaridose do Tipo I, Doença de Pompe, Anemia Aplástica, Síndrome Mielodisplásica, Linfoma Cutâneo de células T, entre outras.

A empresa também mantém programas de inovação para doenças renais, cardiovasculares, ortopedia, câncer, transplantes, doenças neuro-vegetativas e outras áreas de necessidades médicas não atendidas.

Para desenvolver novos medicamentos e aprimorar as terapias já existentes, a Genzyme mantém ao todo, no Brasil e no exterior, uma equipe de 400 cientistas, que continuamente buscam identificar oportunidades de vencer desafios na área de saúde, além de apoiar o trabalho de centros científicos acadêmicos e independentes. A empresa aplica em programas de pesquisa anualmente cerca de 20% de sua receita bruta. No Brasil, a verba é concentrada em pesquisas clínicas, campanhas de saúde e promoção e treinamento.

Números:

São conhecidas cerca de oito mil doenças raras e estima-se que no mundo de 6% a 8% dos habitantes sejam portadores dessas doenças. No Brasil, esse número estaria entre 11 e 14 milhões de habitantes.

Estima-se que 50% das doenças raras sejam diagnosticadas tardiamente e 80% delas são de origem genética. Boa parte delas, 75%, atinge as crianças. Por sua peculiaridade o dia 29 de fevereiro é o "Dia Mundial de Doenças Raras".Em 2010, como é ano bissexto, este dia raro não ocorrerá e assim mundialmente a data será lembrada no dia 28.

Serviço: Caminhada em prol das Doenças Raras
Data: Domingo, dia 28 de fevereiro das 8h30 às 15 horas
Local: Parque da Juventude - São Paulo