Nossos Vídeos

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Famosos se preparam para assistir ao Desfile das Campeãs no Camarote da Brahma

Muitos famosos já se credenciaram para assistir ao desfile das campeãs no Camarote da Brahma, hoje, dia 20 de fevereiro. Isis Valverde, Jorge Pontual, Maíra Cardi, Renata Dominguez, Fernanda Paes Leme e Marcelo Cerrado foram alguns dos convidados que passaram pelo credenciamento e garantiram a presença na folia.

Isis Valverde


Fernanda Paes Leme


Jorge Pontual

Maira Cardi


Renata Domingues e o marido Edson Spinello

Marcelo Cerrado

Miss Brasil Turismo 2010 apresenta suas candidatas.

MISS BRASIL TURISMO 2010 APRESENTA SUAS MISSES EM EVENTO NA CASA DA FAZENDA DO MORUMBI

Além do almoço especial, todas as candidatas serão presenteadas com Kit da Sina Cosméticos.


A retomada do Miss Brasil Turismo em um evento separado ao Miss Universo, Miss Brasil Mundo e Miss Beleza Internacional, acontecerá este ano sob o título: Beleza com Propósito, que traz um fortíssimo cunho social ao evento. Todas as misses defendem duas instituições, sendo uma delas, a oficial do evento: Sociedade Viva Cazuza e uma que representa o seu Estado.

O evento que tem como objetivo eleger uma porta voz brasileira para representar o País nos inúmeros eventos turísticos, conta com a parceria da Prefeitura do Rio de Janeiro, Sina Cosméticos, Casa da Fazenda do Morumbi, entre outros empresários que acreditam na importância de se ter uma representante oficial neste segmento, uma vez que ele estimula de forma positiva a economia nacional.

As atividades que envolvem o Miss Brasil Turismo começam no dia 20 de fevereiro, em um almoço especial na Casa da Fazenda do Morumbi, destinado as misses e com direito a um cardápio especial. Durante o almoço, as 26 representantes brasileiras e a Miss Brasil Turismo 2009, Carla Nascimento (Minas Gerais), serão presenteadas com um Kit de beleza da Sina Cosméticos.

A final do concurso acontecerá a bordo do Navio MSC Música com várias atrações, uma jornada repleta de eventos e competições classificatórias que se diferem dos outros eventos deste segmento. Uma disputa original e emocionante que acontecerá pelas ilhas tropicais, demonstrando e realçando a beleza natural e o turismo de nosso país.

A vencedora do Miss Brasil Turismo 2010 viajará durante todo o seu reinado divulgando as belezas naturais, pontos turísticos e outros aspectos que fazem parte do conjunto turístico brasileiro. Além de divulgar o lema social do concurso - Viva Cazuza.

Sobre a Sina Cosméticos

Amalia Sina é reconhecida como uma das mais bem sucedidas executivas brasileiras de sua geração. Foi presidente da Philip Morris do Brasil, da Walita do Brasil e sênior vice-presidente da Philips para a América Latina. Com MBA em Marketing pela FEA/USP e Pós-graduada em Gestão de Marketing pelo Triton College, Chicago. É membro do Conselho Superior de Economia da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e membro da Associação Brasileira de Marketing.
E desde 2006 decidiu se lançar como empresária, com a entrada da Sina Cosméticos no bilionário segmento da beleza. http://www.amazonutry.com.br/

Sobre a Casa da Fazenda do Morumbi 

Localizado em um casarão do século XIX no charmoso bairro do Morumbi, o restaurante “Casa da Fazenda” - considerado um dos melhores roteiros gastronômicos da cidade de São Paulo, a Casa da Fazenda do Morumbi oferece deliciosos pratos nacionais e internacionais com um toque especial das comidas de fazenda.
O restaurante também proporciona ambientes agradáveis e aconchegantes à seus clientes, como o antiquário; bar interno e externo – que é composto por um fascinante jardim; galeria de artes; anfiteatro; cozinha da vovó; espaço infantil; salão superior com varanda – para eventos; entre outros.

http://www.casadafazenda.com.br/

Disgrafia mostra o que está por trás da escrita

Por Raquel Caruso*

A Disgrafia (dis=dificuldade e grafia=grafar/escrever) é um transtorno da escrita resultante de um distúrbio de integração visual-motora, que afeta a capacidade de escrever ou copiar letras, palavras e números. Trata-se de um transtorno funcional e apresenta-se em crianças com capacidade intelectual normal, sem transtornos neurológicos, sensoriais, motores e/ou afetivos que justifiquem tal dificuldade.

Apesar de alguns autores terem visões diferentes quanto ao termo disgrafia e disortografia, abordaremos a disgrafia como sendo um prejuízo que o indivíduo possui na execução do ato motor destinado à escrita e não das trocas, omissões, inversões e contaminações de letras/palavras, que seriam características da disortografia.

De modo geral, a escrita é uma linguagem visual expressiva, que faz uso de uma série de operações cognitivas, tais como percepção auditiva, visual, discriminação tátil, cinestésica. Ou seja, é um sistema visual simbólico, que converte pensamento, sentimento e idéias em símbolos gráficos, que envolve análise de todos estes subsistemas.

Para o desenvolvimento da escrita adequada, existem alguns pré-requisitos, como aspectos cognitivos, afetivo, motor e linguagem que são necessários observar:

. Esquema corporal (planta do indivíduo) é a organização das sensações relativas ao seu próprio corpo em relação ao mundo exterior;
. Lateralidade (dominância=força e precisão) conceito de direita e esquerda será mais fácil de ser interiorizado a medida que sua dominância for mais homogênea;
. Estruturação espacial: o indivíduo deve ser capaz de situar-se e situar objetos uns em relação aos outros;
. Orientação temporal: envolve a capacidade de situar-se em função da sucessão dos acontecimentos (antes, após, durante), duração dos intervalos, noções de tempo longo e curto (hora, minuto), ritmo regular, irregular (aceleração, freada);
. Pré-escrita: domínio do gesto e da direção gráfica (da esquerda para direita).

Quando realizamos uma avaliação psicomotora, observamos algumas características que podem auxiliar no diagnóstico, e que diferenciam os subtipos de disgrafia: Pura (inconsciente): quadro disgráfico em crianças com conflitos emocionais importantes, que usam a escrita para chamar a atenção pela "letra defeituosa".

Conflito emocional importante: escrita instável, com proporções inadequadas e deficiente espaçamento e inclinações mista: apresenta conflitos emocionais associados a déficits perceptivo-motor (tipo de disgrafia mais freqüente); dificuldade na forma, tamanho da letra; inclinação defeituosa (inicia uma frase no canto superior esquerdo e acaba no canto inferior direito); deficiente espaçamento entre letras, margens; ligamento defeituoso entre letras da palavra; não direciona o giro da escrita; pressão do lápis ou caneta na escrita ou falta desta; rasuras; transtorno de ritmo; alteração de postura; letra ininteligível; lentidão; alteração dos fatores psicomotores; impulsividade; transtorno da atenção; transtorno do esquema corporal.

Há ainda a Disgrafia caligráfica ou motora, que ocorre alteração na forma das letras e na qualidade da escrita em seus aspectos percepto-motores. Em crianças menores, podemos observar dificuldades motoras de ritmo. Porém, somente após a alfabetização pode ser feito o diagnóstico. Para tanto é fundamental uma avaliação com profissional especializado na área.

Os exercícios de pré-escrita e grafismo são necessários para aprendizagem das letras e números. Sua finalidade é fazer com que a criança atinja o domínio do gesto e do instrumento, a percepção e a compreensão da imagem a reproduzir. É importante que o indivíduo seja estimulado a realizar exercícios para o ombro, como movimentos de abrir e fechar com o brinquedo vai-e-vem e bolas; cotovelo (peteca), punho, mão e dedos.

Estes exercícios poderão ser feitos utilizando técnicas de percepção corporal, como por exemplo relaxamento, massagens, prancha de equilíbrio e com a utilização de alguns materiais (argila, massinha, tinta , jogos).

A seguir exercícios de grafismo para professores trabalharem em sala de aula:
. Gestos no plano vertical (utilizando lousa, papel, pincéis, giz de cera e canetas hidrocor) para aprender a segurar corretamente o lápis;
. Grandes desenhos que vão diminuindo à medida que a criança desenvolve habilidade de ombro, cotovelo e passa a adquirir destreza de punho e dedos;
. O trabalho deve ser realizado sempre da esquerda para a direita.

*Raquel Caruso é coordenadora da Clíinca EDAC ( Equipe de Diagnóstico e Atendimento Clínic) Fonoaudióloga/Psicopedagoga/Psicomotricista

CGC Educação
(11) 3722-1164
ou 3722-3624
http://www.cgceducacao.com.br/

A vida é bela proporciona experiências relaxantes para o Dia da Mulher

A comemoração do Dia Internacional da Mulher acontece em oito de março, data em que lembramos as manifestações femininas para melhores condições de trabalho e direito a voto.
Neste dia tão especial, surpreenda as mulheres da sua vida. Convide-as para revolucionar seu dia com momentos de bem-estar. a vida é bela, empresa européia que mudou o conceito de presentear, criou o kit Spa e Beleza, com mais de 150 opções de experiências em 11 Estados brasileiros.
Ao invés de brindar a pessoa querida com um presente convencional, a vida é bela simplifica a ideia com criatividade, e oferece em um kit a oportunidade dela experimentar algo diferente, que proporcione momentos de bem-estar, como sessões de beleza e massagens.
O Kit Spa e Beleza d’a vida é bela é composto por um voucher que dá direito a um desses momentos relaxantes e todas as informações sobre as experiências. O kit está disponível nas lojas da Fnac e pelo site www.fnac.com.br, pelo valor de R$ 99,90.

Oficina culinária gratuita

Oficina culinária gratuita ensina receitas de biscoitos e docinhos saudáveis
Beijinho de cenoura e bolinho especial são algumas das receitas ensinadas na oficina


Para quem procura uma alternativa na hora de consumir biscoitos e doces, substituindo por alimentos mais saudáveis, a Fundação Mokiti Okada promove no próximo dia 23, uma oficina culinária gratuita que ensinará receitas de beijinho de cenoura, bolinho especial e cookies de aveia com maça,
Mel, açúcar mascavo, nozes ou castanha-do-pará, uvas-passas, farinha integral, maças orgânicas e extrato de soja, são alguns dos componentes das receitas.
A atividade acontece na sede da Fundação Mokiti Okada, na Vila Mariana, a partir das 19h30. Para participar, basta confirmar presença, ligando para (11)5087-5049/5045 - responsável: Buck / Thais ou através do e-mail: buck@fmo.org.br.  
Local: A Fundação Mokiti Okada está localizada na rua Morgado de Matheus, 77 - Vila Mariana - São Paulo - SP

O risco da obesidade infantil

Pesquisa desenvolvida recentemente na Holanda mostra que a maioria dos pais de crianças pequenas não percebe quando o filho está acima do peso ou obeso. O estudo foi desenvolvido com mais de 800 pais e mães de 439 estudantes de quatro e cinco anos. Os dados revelam que 75% das mães e 77% dos pais de crianças com sobrepeso disseram que consideravam o filho com peso normal, o que significa que mais da metade dessas crianças foram tidas por seus pais como tendo peso normal.

Um dos motivos que explicam a falha na percepção é a de que as crianças gordinhas são mais saudáveis, enquanto as magras passam a i magem de desnutrição. Vale ressaltar que o reconhecimento do sobrepeso é o primeiro passo crítico que leva à participação em programas de prevenção e tratamento da obesidade.

Para àquelas que já compreenderam o problema e desejam auxiliar os filhos na luta contra o excesso de peso, a Universidade Guarulhos (UnG), através do Goami (Grupo Obesidade Atendimento Interdisciplinar Infantil), desenvolve há alguns anos diversas atividades voltadas para o público entre 07 e 10 anos de idade, que estimulam hábitos alimentares saudáveis na criança e na família. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pelo telefone (11) 2464-1737, das 08h às 13h, ou pelo e-mail paddac@ung.br.  A mensagem deve conter nome completo, telefone para contato, peso e altura da criança.

Utilizando o método “Pense Magro”, o Goami têm atuação interdisciplinar, ou seja, os pacientes recebem atendimentos nas áreas de nutrição, psicologia, fisioterapia, educação física e enfermagem. “Seguimos um modelo cognitivo-comportamental. Nosso trabalho visa orientar para uma mudança de pensamento (o pensar magro) e comportamento. Isso ajuda a ter melhores respostas quanto à introdução de novos hábitos alimentares”, salienta o psicólogo José Cândido Cheque de Moraes, coordenador do Paddac (Programa de Ação Docente-Discente Assistencial Comunitário), idealizador do Grupo.
*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

Os novos tempos das farmácias

Por: Marcos Morita


Entrou em vigor esta semana a resolução 44/2009 da ANVISA. Com ela, várias mudanças serão sentidas em sua próxima visita à farmácia. Sorvetes, comidas, revistas e guloseimas não mais farão companhia a antibióticos, antidepressivos e antialérgicos. Os mais saudosistas devem se lembrar do tempo em que farmácia tinha balcão de madeira, expositores de vidro e cheiro de remédio.

Naquele tempo - e nem faz tanto assim - os farmacêuticos diagnosticavam e receitavam medicamentos e dosagens. Muitas vezes sem formação específica, acertavam pela experiência acumulada. Conhecíamos o estabelecimento pelo nome do proprietário, o qual invariavelmente de branco e com medidor de pressão nas mãos fazia muitas vezes, o papel de médico da família.

Os tempos passaram, chegaram as grandes redes e com elas a padronização no atendimento. Lojas com temperatura controlada, mostradores luxuosos, promotores de vendas, programas de relacionamento e descontos, uniformes e discursos padronizados. Estratégias utilizadas para construir a lealdade do consumidor à marca e sustentar este novo modelo de negócios.

Ir a farmácia é hoje pura diversão. Passear por seus corredores largos e bem iluminados, conferindo os lançamentos virou programa. Batons, perfumes, sabonetes, xampus e medicamentos estão sempre à mão. Ou melhor, estavam. E vêm mais mudanças. Antigripais, antiácidos, antitérmicos e outros remedinhos que compõem nossa farmácia caseira serão transferidos para trás do balcão, como antigamente.

Não que eu queira voltar ao passado, até porque não me acostumaria às instalações espartanas, nem teria tempo para prosear com o farmacêutico. Como consumidor, tenho receio do impacto que esta medida trará ao ponto de venda. Sinto dor de cabeça só de pensar em mais uma fila, agora na farmácia. Se já não fosse suficiente o martírio vivido nos bancos, supermercados, shoppings e restaurantes.

Existem diferentes tipos de fila, para os mais variados gostos. Única com etapas sequenciais, paralelas para múltiplos atendentes, específicas para atendentes específicos, em formato de cobra e aleatórias com a distribuição de senhas. As empresas utilizam um ou mais modelos, adequando a demanda à capacidade do sistema. Embora muitas vezes pareça o contrário...

Antes de escolher o modelo de fila a ser utilizado, é importante levantar sua real necessidade. Seguem algumas dicas:

- Avalie os horários de pico, por dia e por loja. Monitore o fluxo de clientes, o tempo médio gasto e as áreas da loja com maior concentração. Coloque as informações numa planilha ou gráfico, até que uma tendência seja estabelecida.
- Estude o comportamento de compra dos consumidores. Verifique se há algum padrão entre os medicamentos que foram para trás do balcão versus horário, clima, dia da semana ou tipo de loja. Correlações interessantes podem ser encontradas.
- Considere as vendas cruzadas de produtos. Descubra qual produto leva o consumidor ao ponto de venda. A venda de um barco de pesca pode começar pelo anzol.

Se depois desta análise, a implantação de algum sistema de fila seja inevitável, lembre-se que para um consumidor:

- O tempo desocupado parece mais longo do que o ocupado.
- A espera incerta é mais longa do que a espera conhecida, finita.
- A espera fisicamente incômoda parece maior do que a confortável.
- A espera injusta é mais longa do que a equitativa.
- A espera sem explicação é mais longa do que a explicada.

Com base nestas premissas, lembre-se que você só terá a ganhar investindo no bem estar de seus clientes. Conforto, tecnologia, funcionários preparados e transparência são o mínimo que se espera de alguém em quem um dia confiamos tanto.

Marcos Morita é mestre em Administração de Empresas e professor da Universidade Mackenzie. Especialista em estratégias empresariais, é colunista, palestrante e consultor de negócios. Há mais de quinze anos atua como executivo em empresas multinacionais.

Contato: professor@marcosmorita.com.br  / http://www.marcosmorita.com.br/
google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0