Nossos Vídeos

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

A PREOCUPAÇÃO COM A SAÚDE DA PELE

Sol + Hormônio Feminino + gravidez + contraceptivos = Manchas na Pele.

Sol em excesso, filtro solar inadequado, mar e piscina são os principais vilões da pele no verão. Por isso é preciso se prevenir e ficar atenta a alguns cuidados que farão com que as manchas não se instalem em sua pele, mas caso isso já tenha acontecido, existem tratamentos para solucionar este indesejável problema.

O melasma, nome dado a estas famosas manchas podem surgir devido à alterações hormonais. Mulheres grávidas ou que fazem uso de contraceptivos orais, tratamentos de reposição hormonal após a chegada da menopausa, entre outras, podem apresentar maior propensão à manchas. Estas situações estimulam um hormônio que faz com que a pele produza mais pigmento, que se intensifica com a luz solar, ocasionando manchas marrom-acastanhadas.

Importante lembrar que as manchas senis também podem ser evitadas, uma vez que elas não são causadas pela idade, mas sim pela exposição contínua ao sol, ao longo de vários anos, gerando um dano à pele.

Atualmente existem inúmeras soluções para deixar a pele mais uniforme e sem manchas. Além dos tratamentos feitos em consultório, há cremes que ajudam equilibrar a cor da pele sem apresentar riscos.

Entre eles, Priscilla Campi, dermatologista destaca alguns dos procedimentos, como a cauterização química, que queima e elimina a mancha; a criocirurgia que destrói a lesão através do uso de um jato de nitrogênio gelado; a dermoabrasão – que renova a pele; além dos tradicionais procedimentos de peeling e laser. Importante ressaltar que estes procedimentos são indicados para amenizar e até mesmo remover manchas, mas se não forem bem aplicados podem piorar as manchas e até mesmo deixar cicatrizes.

“Hoje, existem no mercado cremes despigmentantes para serem usados no verão, por não possuírem ácido em sua composição, conseguem retirar as manchas na época mais quente do ano, sem prejudicar ainda mais a pele” – revela Priscilla Campi.

Além disso, a médica reforça a importância de, quando exposta ao sol, a pessoa deverá usar chapéu, boné, viseiras confeccionados com tecidos especiais, aqueles que proíbem que os raios ultravioleta ultrapassem as fibras e cheguem a pele. “E acho que nem preciso falar sobre o bronzeamento artificial. Ele é uma bomba para a nossa pele. Quando submetida ao bronzeamento, as pessoas recebem apenas o raios UVA, puro - cancerígeno e responsável por envelhecer a pele” – garante.



Dra. Priscilla Campi – CRM: 101545
Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Priscilla Campi é graduada pela Faculdade de Medicina do ABC com residência em dermatologia na mesma instituição. Em seus 10 anos de profissão já participou de congressos no Brasil e no exterior, a doutora é autora de diversos estudos e pesquisas sobre dermatologia e suas vertentes e é co-autora do livro “Cosmiatria em Dermatologia” de Shirlei Borelli.
Para saber mais sobre a médica: (11) 3473.3487

ACHADOS ARQUEOLÓGICOS NA LUZ EM SÃO PAULO



No dia 25/09, foram apresentadas à imprensa algumas das mais de 2 mil peças dos séculos 19 e 20 encontradas no terreno onde será construída a futura sede do Centro Paula Souza, órgão do Governo de São Paulo responsável pelas Escolas Técnicas estaduais (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado.

A instituição será o primeiro órgão público a mudar-se para a Nova Luz, alvo de um projeto de revitalização da Prefeitura e do Governo de São Paulo.

O material recolhido no terreno reúne pratos de faiança, peças de porcelana, moringas, penicos, ferramentas de objetos de metal e gargalos de garrafas de vidro, entre outros objetos, que ajudam a contar a história da cidade naquele período.

As peças foram localizadas na quadra delimitada pelas Ruas Timbiras, Andradas, Aurora e General Couto de Magalhães, terreno onde será erguida a futura sede do Centro Paula Souza, bem como uma nova Escola Técnica Estadual, a Etec Nova Luz. A instituição será o primeiro órgão público a se mudar para a região, alvo de um projeto de revitalização promovido pela Prefeitura e pelo Governo de São Paulo.