Nossos Vídeos

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Gerentes e industriários em pé de igualdade

Assim como na linha de produção, os funcionários da MMC Automotores doBrasil S.A, montadora da Mitsubishi em Catalão (GO), reforçam em quadra aatuação dos colegas. Os treinos de vôlei reúnem supervisores, gerentes eindustriários de chão de fábrica diante da rede de 2,43 metros de altura.Com responsabilidades individuais, eles somam esforços para superardesafios. “No início tivemos um pouco de medo dessas diferenças hierárquicasaparecerem”, confessa um dos fundadores do time, auditor de qualidade depeças da MMC Automotores do Brasil, Wagner Leão. “Mas depois, observamosque dentro da quadra todo mundo é igual, todos são atletas em busca de umobjetivo comum: ser o melhor time”, garante o levantador da equipe. A seleção da indústria goiana reúne trabalhadores-atletas de todas as áreasde produção. Dez jogadores, um técnico e um coordenador de equipe estão emBento Gonçalves (RS) para disputar os Jogos Nacionais do SESI, que seguematé sábado (24/05). Pioneiro no time, o engenheiro de qualidade AdrianoCorreia faz hoje o elo entre a diretoria e os antigos companheiros de jogo.Os goianos estréiam no torneio de vôlei nesta quinta-feira. “O apoio da empresa é total. Jamais disseram não para o grupo”, afirma.Segundo ele, a direção dá suporte financeiro e também presencial. Desde2006, o apoio acompanha todo o processo dos jogos, das disputas locais atéa fase nacional. “Os valores do esporte estão legitimados, integram nossarotina”, comemora Correia. No mês passado a indústria realizou a primeiraolimpíada interna. Um terço dos 1.800 funcionários participou. Novidade em quadra A edição deste ano dos Jogos Nacionais reúne 1.020 funcionários de 170indústrias do país, que disputam 10 modalidades esportivas. A novidadedeste ano é o futsal feminino, que provocou entusiasmo nas trabalhadoras daVulcabrás/Azaléia em Itapetinga (BA). “Há tempos vínhamos questionandoporque não havia essa modalidade”, diz a coordenadora de montagem dafábrica, Elaneide Chaves. A funcionária, que praticou atletismo por seis anos na empresa, decidiutrocar de modalidade em 2009 quando soube da inserção do futsal feminino nafase nacional a partir deste ano. O torneio começa nesta quarta-feira.“Treino com pessoas de setores totalmente diferentes do meu, é muito bom.Quando estamos em quadra parece que nos conhecemos há 10 ou 20 anos. Esseentrosamento traz vantagens para o time e competitividade para a empresa”,relata Elaneide. O gerente do setor de análise e melhoria de consumos da Vulcabrás/Azaléia,Paulo Costa, acompanha de perto a evolução. Segundo ele, astrabalhadoras-atletas se destacam na empresa pelo rendimento e liderança,além de demonstrarem ter condições de crescer profissionalmente. “Aconsequência disso é a ascensão. Através da participação nos Jogos, observoesta condição nas meninas. Depois, são feitos testes de aptidão. Elesconfirmam o perfil dos funcionários que se tornarão coordenadores desessão”, conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0